SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 6
Baixar para ler offline
Aluno (a): ____________________________________________________________________
Disciplina: Biologia Específica Professor (a): José Ricardo
Série: 3 º ano Turma: Data: 28/03/22
ENSINO MÉDIO
1. (Fuvest) O gráfico representa o volume celular de um protozoário ciliado em um gradiente de salinidade:
A partir desses dados, é correto afirmar que o protozoário ciliado é
Note e adote:
O volume celular do ciliado em seu habitat natural é o referencial 1.
0% corresponde a água doce pura.
a) de água salobra e seu equilíbrio osmótico ocorre por difusão passiva em ambientes hiposmóticos.
b) de água doce e possui mecanismos de controle osmótico em ambientes hiperosmóticos.
c) marinho e possui mecanismos de controle osmótico em ambientes hiperosmóticos.
d) de água doce e não possui mecanismos de controle osmótico em ambientes hiposmóticos.
e) marinho e não possui mecanismos de controle osmótico em ambientes hiposmóticos.
2. (Unicamp) Na cidade de Yogyakarta (Indonésia), foi aplicado um método que usa bactérias Wolbachia em mosquitos. Com
isso, reduziram em 77% os casos de dengue. Estudos preliminares com o mesmo método, realizados pela Fundação Oswaldo
Cruz (Fiocruz), demonstraram resultados promissores com “redução de até 77% dos casos de dengue [...] nas áreas que
receberam os Aedes aegypti com Wolbachia, quando comparado com áreas que não receberam”. Os resultados sugerem que a
bactéria Wolbachia compete por recursos e dificulta a replicação do vírus da dengue, sendo, então, menos provável que o
mosquito cause a infecção quando pica alguém.
(Fonte: https://g1.globo.com/ciencia-e-saude/noticia/2021/06/11/infeccao-por-dengue-cai-77percent-em-teste-com-bacteria-
em-mosquito-aedes-aegypti.ghtml. Acessado em 13/09/2021.)
a) Considerando as informações apresentadas no enunciado, qual é o nome do método de controle de vetores utilizado em
Yogyakarta para redução dos casos de dengue? Cite duas vantagens desse método.
b) A malária é transmitida pela picada do mosquito do gênero Anopheles e sabe-se que 99% dos casos são registrados na região
amazônica*. Explique um fator ambiental que favoreça a manutenção do ciclo de transmissão nessa região. Assim como
muitos outros insetos, os mosquitos dos gêneros Anopheles e Aedes possuem uma característica morfológica que lhes
permitiu a colonização e a ampla distribuição geográfica. Qual é essa característica morfológica? Justifique a sua resposta.
(*Fonte: http://portal.fiocruz.br/noticia/malaria-regiao-amazonica-concentra-99-dos-casos-no-brasil. Acessado em 17/09/2021.)
3. (Fuvest) A figura ilustra o ciclo de vida da giárdia:
a) Cite uma medida para evitar a giardíase.
b) Qual a relação ecológica entre a giárdia e o mamífero? Justifique sua resposta.
c) Sabendo que há perda das microvilosidades intestinais devido à giardíase, explique o que acontece com a absorção de
substâncias pelo organismo do mamífero? Indique um exemplo de substância absorvida pelo intestino delgado e uma pelo
intestino grosso.
4. (Unicamp) Teorias sobre como o novo coronavírus (SARS-CoV-2) que passou a infectar os humanos surgiram em 2019. Foi
aventada a possibilidade de transmissão zoonótica. Um estudo filogenético, com mais de 2 mil genomas únicos de coronavírus,
apresentou a provável descendência de alguns coronavírus e alertou sobre a importância de investigar os vírus, como estratégia
global de monitoramento de endemias, e não apenas em situações de emergência sanitária.
(Adaptado de Denis Jacob Machado e outros. Cladistics, Londres, v. 37, out. 2021, p. 461-488.)
O cladograma a seguir apresenta as relações filogenéticas entre os diversos vírus do gênero Betacoronavirus (Beta-CoV),
incluindo seus respectivos hospedeiros.
A partir do cladograma, é correto afirmar que os betacoronavírus de
a) artiodáctilos são os grupos irmãos dos HCoV-4408 e SARS-CoV-2 de humanos, por meio de hospedeiros intermediários.
b) morcegos são os grupos irmãos dos SARS-CoV-2 e HCoV-OC43 de humanos, por meio de hospedeiros intermediários.
c) artiodáctilos são os grupos irmãos dos SARS-CoV, SARS-CoV-2 e MERS-CoV de humanos.
d) morcegos são os grupos irmãos dos SARS-CoV, SARS-CoV-2 e MERS-CoV de humanos.
5. (Unicamp) A partícula viral do novo coronavírus (SARS-CoV-2), conhecida como vírion, é constituída por poucas proteínas,
uma fita de RNA e um envelope derivado de estruturas celulares, como membrana plasmática e organelas. A Organização
Mundial de Saúde recomenda hábitos de higiene para prevenção da contaminação ao SARS-CoV-2, incluindo lavar com
frequência as mãos com água e sabão.
(Adaptado de https://www.bbc.com/portuguese/geral-52096406. Acessado em 25/07/2020.)
Considerando seus conhecimentos sobre vírus, assinale a alternativa que justifica a recomendação apresentada no texto.
a) As poucas proteínas que compõem o nucleocapsídeo são diluídas em contato com sabão e água, na qual existe pouca tensão
superficial, e, portanto, a partícula viral não é capaz de infectar a célula humana.
b) O envelope viral é formado por lipídios, moléculas anfipáticas, que, em contato com sabão e água (moléculas apolar e polar
respectivamente), têm sua estrutura rompida, inativando assim a partícula viral.
c) A fita de RNA é formada por nucleotídeos que contêm ribose, açúcar e fosfato, e, em contato com sabão e água, têm sua
capacidade de integração ao DNA da célula humana bloqueada.
d) As organelas, constituídas por lipídios, carboidratos e proteínas, em contato com sabão e água, são clivadas e perdem a
capacidade de produzir moléculas essenciais ao metabolismo viral.
6. (Unicamp) Em 11 de março de 2020 a Organização Mundial de Saúde declarou a pandemia da Covid-19, uma doença causada
pela infecção pelo novo coronavírus (SARS-CoV-2). No mundo, até 22/01/2021, mais de 97 milhões de casos foram confirmados
em 192 países e regiões, contabilizando mais de 2 milhões de mortes.
(Fonte: WHO director-general’s opening remarks at the media briefing on COVID-19 - 11 mar 2020; COVID-19 Dashboard by the
Center for Systems Science and Engineering at Johns Hopkins University. Acessado em 22/01/2021.)
a) Defina pandemia. O vírus SARS-CoV-2 usa a proteína Spike, presente em sua superfície, para se ligar ao receptor ECA2 na
superfície das células humanas. Com base na figura a seguir, descreva as etapas 3 e 4 indicadas no ciclo de replicação do
SARS-CoV-2.
b) Vários laboratórios estão envolvidos no desenvolvimento de vacinas para a Covid-19, com a utilização de diferentes
estratégias. Explique como ocorre a imunização ativa pela vacinação no indivíduo.
7. (Unicamp) Arbovírus são assim designados porque parte de seu ciclo de replicação ocorre nos insetos; esses vírus podem ser
transmitidos aos seres humanos. O Ministério da Saúde alertou para o controle das arboviroses e o risco de epidemias sazonais
no Brasil em 2020.
Assinale a alternativa correta.
a) O vírus da febre amarela e o zika vírus podem ser transmitidos pela picada do mosquito Culex. Para ambos os casos não existe
vacina, sendo considerada profilática a erradicação do inseto vetor e de suas larvas.
b) O vírus da dengue e o zika vírus podem ser transmitidos pela picada do mosquito Aedes aegypti. A eliminação do inseto vetor
e a eliminação dos focos de criação das larvas são medidas profiláticas.
c) O vírus da febre amarela e o da chikungunya podem ser transmitidos pela picada do mosquito Aedes aegypti. Para ambos os
casos, foram desenvolvidas vacinas e o controle do inseto vetor não é considerado uma medida profilática.
d) O vírus da chikungunya e o da dengue podem ser transmitidos pela picada do mosquito Culex. A erradicação do inseto vetor e
a eliminação das larvas são consideradas medidas profiláticas.
8. (Fuvest) Analise a resposta imunológica à infecção do organismo pelo coronavírus do tipo SARS-CoV-2, associado à COVID-19,
a variação na quantidade de vírus no organismo, os sintomas (quando presentes) e as possibilidades de diagnóstico da infecção
por dois métodos (X e Y) ao longo de 20 dias após a infecção.
a) Cite uma função da febre nos primeiros 5 dias da infecção por SARS-CoV-2.
b) Dos métodos citados, identifique e justifique aquele mais indicado para o diagnóstico da infecção por SARS-CoV-2 pela
presença de anticorpos. Segundo o gráfico apresentado, em qual dia após a infecção o diagnóstico será mais preciso
utilizando este método?
c) A resposta imunológica à infecção por SARS-CoV-2 pode causar inflamação pulmonar. Isso resulta em acúmulo de líquido nos
pulmões, o que prejudica a troca gasosa, diminuindo a saturação de oxigênio no sangue. Como o acúmulo de líquidos nos
pulmões interfere na troca gasosa? O que acontece com o pH do sangue quando ocorre diminuição da saturação de oxigênio?
9. (Fuvest) No que diz respeito a infecções sexualmente transmissíveis (ISTs), identifique a relação correta entre grupo
causador, um dos seus sintomas e se possui ou não vacina preventiva.
IST Causador
Um dos possíveis
sintomas
Possui
vacina?
a) Gonorreia Neisseria gonorrhoeae
(bactéria)
Ardor na uretra e
secreção purulenta
Sim
b) Hepatite C HCV (bactéria) Comprometimento da
função do fígado
Não
c) AIDS HIV (vírus) Erupção cutânea Sim
d) Sífilis Treponema pallidum
(verme)
Ferida na genitália
externa (cancro)
Não
e) Condiloma acuminado
(crista de galo)
HPV (vírus) Verrugas na
região genital
Sim
10. (Unicamp) Graças às campanhas de vacinação, a poliomielite foi considerada erradicada no Brasil: o último caso foi
registrado em 1989. Contudo, o Ministério da Saúde constatou cobertura vacinal alarmante (abaixo de 50%) em 312 municípios
brasileiros em 2018. A vacinação é a única forma de prevenção da poliomielite; é uma questão de responsabilidade social
contemplada no Programa Nacional de Imunizações do Ministério da Saúde.
(Fonte: portalms.saude.gov.br/noticias/agencia-saude/43797-ministerio-da-saude-alerta-parabaixas-coberturas-vacinais-para-
polio.)
Assinale a alternativa que caracteriza corretamente a poliomielite.
a) É uma doença viral contagiosa, que pode ser transmitida através da ingestão de água ou alimentos contaminados por fezes de
doentes.
b) A transmissão do vírus ocorre por meio de vetores hematófagos que tenham picado uma pessoa contaminada na fase aguda
da doença.
c) É uma doença bacteriana transmitida por gotículas de saliva ou de sangue de pessoas contaminadas, com alto risco de
contágio.
d) A transmissão da bactéria ocorre por meio de vetores artrópodes que tenham picado uma pessoa contaminada na fase
crônica da doença.
11. (Unicamp) O HPV faz parte do grupo dos caudovírus. As verrugas genitais causadas pela infecção do vírus foram estudadas
desde a Antiguidade, porém o vírus só foi descoberto 40 anos atrás.
Pode-se afirmar corretamente que:
a) A principal forma de se adquirir o HPV é através da ingestão de alimentos contaminados.
b) O câncer de colo de útero não pode ser causado pelo vírus HPV.
c) O vírus HPV pode permanecer latente por vários anos.
d) Não há tratamento nem vacina para o HPV.
12. (Fuvest) Procurando bem
Todo mundo tem pereba
Marca de bexiga ou vacina
E tem piriri, tem lombriga, tem ameba
Só a bailarina que não tem
Edu Lobo e Chico Buarque, Ciranda da bailarina.
A bailarina dos versos não contrai as doenças causadas por dois parasitas de importância para a saúde pública: a lombriga
(Ascaris lumbricoides) e a ameba (Entamoeba histolytica). Todo mundo, porém, pode-se prevenir contra essas parasitoses,
quando
a) não nada em lagos em que haja caramujos e possibilidade de contaminação com esgoto.
b) lava muito bem vegetais e frutas antes de ingeri-los crus.
c) utiliza calçados ao andar sobre solos em que haja possibilidade de contaminação com esgoto.
d) evita picada de artrópodes que transmitem esses parasitas.
e) não ingere carne bovina ou suína contaminada pelos ovos da lombriga e da ameba.
13. (Unicamp) O sarampo é uma doença infectocontagiosa provocada pelo Morbilivirus. Em 2015 apareceram vários casos
dessa doença em diversas cidades do Brasil e do mundo. O que faz com que esta doença seja extremamente contagiosa e muito
comum na infância?
a) O fato de ser transmitida por um vírus para o qual não existe vacina.
b) O fato de ser frequentemente transmitida por secreções das vias respiratórias, como gotículas eliminadas pelo espirro ou pela
tosse.
c) O fato de ser transmitida apenas por meio de insetos vetores.
d) O fato de ser extremamente contagiosa apenas em crianças desnutridas, recém-nascidos e crianças portadoras de
imunodeficiências.
14. (Fuvest) Existem vírus que
a) se reproduzem independentemente de células.
b) têm genoma constituído de DNA e RNA.
c) sintetizam DNA a partir de RNA.
d) realizam respiração aeróbica no interior da cápsula proteica.
e) possuem citoplasma, que não contém organelas.
15. (Unicamp) Campinas viveu no verão deste ano a maior epidemia de dengue da sua história e situação semelhante foi
observada em outras cidades brasileiras. Indique o vetor dessa virose, onde ele se reproduz e a situação de temperatura que
influencia sua reprodução.
a) O vetor do vírus da dengue é o Aedes aegypti. Suas fases imaturas desenvolvem-se no solo e há diminuição na sua reprodução
em temperaturas abaixo de 17°C.
b) O vetor do vírus da dengue é o Culex quiquefasciatus. Suas fases imaturas desenvolvem-se na água suja e há aumento na sua
reprodução em temperaturas abaixo de 17°C.
c) O vetor do vírus da dengue é o Aedes aegypti. Suas fases imaturas desenvolvem-se na água limpa e há diminuição na sua
reprodução em temperaturas abaixo de 17°C.
d) O vetor do vírus da dengue é o Culex quiquefasciatus. Sua reprodução se dá no solo e sofre aumento em temperaturas abaixo
de 17°C.
16. (Fuvest) Considere as seguintes características atribuídas aos seres vivos:
I. Os seres vivos são constituídos por uma ou mais células.
II. Os seres vivos têm material genético interpretado por um código universal.
III. Quando considerados como populações, os seres vivos se modificam ao longo do tempo.
Admitindo que possuir todas essas características seja requisito obrigatório para ser classificado como “ser vivo”, é correto
afirmar que
a) os vírus e as bactérias são seres vivos, porque ambos preenchem os requisitos I, II e III.
b) os vírus e as bactérias não são seres vivos, porque ambos não preenchem o requisito I.
c) os vírus não são seres vivos, porque preenchem os requisitos II e III, mas não o requisito I.
d) os vírus não são seres vivos, porque preenchem o requisito III, mas não os requisitos I e II.
e) os vírus não são seres vivos, porque não preenchem os requisitos I, II e III.
17. (Unicamp) A malária representa um dos principais problemas de saúde pública no mundo. Embora a dimensão geográfica da
transmissão esteja encolhendo no Brasil, o país ainda registra 42% dos casos da doença nas Américas. A Fundação Oswaldo Cruz,
do Rio de Janeiro, recentemente desenvolveu um preparado com alta eficácia antimalárica, agora em fase de ensaios clínicos.
(Fontes: “Desafios para eliminação da malária”, Agência Fapesp, 2017; MAÍRA Menezes, “Malária: ensaio clínico aponta alta
eficácia e ausência de resistência a medicamento”, Portal Fiocruz, 2016.)
Levando em conta seus conhecimentos sobre o ciclo de vida do Plasmodium, assinale a alternativa que indica um possível
mecanismo de ação do preparado antimalárico.
a) Alterar a morfologia das hemácias dos mosquitos, diminuindo a taxa de infecção pelo parasita.
b) Impedir a entrada de parasitas nos linfócitos, reduzindo a carga de gametócitos circulantes.
c) Promover a multiplicação de esporozoítos no fígado, reduzindo o número de gametócitos.
d) Inibir a multiplicação de merozoítos nos eritrócitos, diminuindo a carga de parasitas circulantes.
18. (Unicamp) Vacinar-se é um ato necessário para proteção individual e coletiva. Até o momento, quatro vacinas contra o novo
coronavírus (SARS-CoV-2) receberam autorização da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) para uso no Brasil e
podem apresentar biotecnologia distinta para promover a resposta imune do organismo.
Assinale a alternativa que apresenta corretamente a relação entre o princípio tecnológico da vacina e a resposta imune induzida
no organismo vacinado.
a) O DNA sintético induz a produção da proteína spike do SARS-CoV-2, o que estimula a produção de antígenos pelo sistema
imune.
b) O adenovírus, como um vetor viral replicante, carrega o gene da proteína spike do SARS-CoV-2 e induz a produção de
anticorpos pelo sistema imune.
c) A partícula viral ativa do SARS-CoV-2 possui no capsídeo a proteína spike, que induz a produção de antígenos pelo sistema
imune.
d) O RNAm sintético fornece instruções ao organismo para a produção da proteína spike do SARS-CoV-2, o que estimula a
produção de anticorpos pelo sistema imune.

Mais conteúdo relacionado

Semelhante a Bio específica lista 7.pdf

Areal teste 11 bg_outubro 2021
Areal teste 11 bg_outubro 2021Areal teste 11 bg_outubro 2021
Areal teste 11 bg_outubro 2021Vanda Sirgado
 
Exercícios+de+vírus
Exercícios+de+vírusExercícios+de+vírus
Exercícios+de+víruscaetanofabio
 
1.vírus e bactérias + ecossistemas biosfera
1.vírus e bactérias + ecossistemas biosfera1.vírus e bactérias + ecossistemas biosfera
1.vírus e bactérias + ecossistemas biosferaRegina Silva
 
Lista de exercícios vii reinos monera, protista e fungi
Lista de exercícios vii reinos monera, protista e fungiLista de exercícios vii reinos monera, protista e fungi
Lista de exercícios vii reinos monera, protista e fungiCarlos Priante
 
Biologia reino monera_exercicios
Biologia reino monera_exerciciosBiologia reino monera_exercicios
Biologia reino monera_exerciciosMiguel Aquino
 
Epidemiologia da IH na UTI
Epidemiologia da IH na UTI Epidemiologia da IH na UTI
Epidemiologia da IH na UTI Renato sg
 
SARS-COV-2 e COVID-19 Reabertura das Faculdades de Saude
SARS-COV-2 e COVID-19 Reabertura das Faculdades de SaudeSARS-COV-2 e COVID-19 Reabertura das Faculdades de Saude
SARS-COV-2 e COVID-19 Reabertura das Faculdades de SaudeAlexandre Naime Barbosa
 
Questões dissertativas ciências - 7º ano - reinos monera, fungi e protista
Questões dissertativas  ciências - 7º ano - reinos monera, fungi e protistaQuestões dissertativas  ciências - 7º ano - reinos monera, fungi e protista
Questões dissertativas ciências - 7º ano - reinos monera, fungi e protistaJames Martins
 
exercícios_vírus_Carlos
exercícios_vírus_Carlosexercícios_vírus_Carlos
exercícios_vírus_CarlosADÃO Graciano
 
Criptococose pulmonar sbpt 2009
Criptococose pulmonar sbpt 2009Criptococose pulmonar sbpt 2009
Criptococose pulmonar sbpt 2009Flávia Salame
 
Micobactérias Atípicas, de Crescimento Rápido, Não tuberculosa
Micobactérias Atípicas, de Crescimento Rápido, Não tuberculosaMicobactérias Atípicas, de Crescimento Rápido, Não tuberculosa
Micobactérias Atípicas, de Crescimento Rápido, Não tuberculosaEuripedes A Barbosa
 

Semelhante a Bio específica lista 7.pdf (20)

SSA 2
SSA 2 SSA 2
SSA 2
 
Areal teste 11 bg_outubro 2021
Areal teste 11 bg_outubro 2021Areal teste 11 bg_outubro 2021
Areal teste 11 bg_outubro 2021
 
Prova microbiologia b1
Prova microbiologia b1Prova microbiologia b1
Prova microbiologia b1
 
Exercícios+de+vírus
Exercícios+de+vírusExercícios+de+vírus
Exercícios+de+vírus
 
1.vírus e bactérias + ecossistemas biosfera
1.vírus e bactérias + ecossistemas biosfera1.vírus e bactérias + ecossistemas biosfera
1.vírus e bactérias + ecossistemas biosfera
 
Lista de exercícios vii reinos monera, protista e fungi
Lista de exercícios vii reinos monera, protista e fungiLista de exercícios vii reinos monera, protista e fungi
Lista de exercícios vii reinos monera, protista e fungi
 
Biologia reino monera_exercicios
Biologia reino monera_exerciciosBiologia reino monera_exercicios
Biologia reino monera_exercicios
 
Prova microbiologia b2
Prova microbiologia b2Prova microbiologia b2
Prova microbiologia b2
 
Virus
VirusVirus
Virus
 
Epidemiologia da IH na UTI
Epidemiologia da IH na UTI Epidemiologia da IH na UTI
Epidemiologia da IH na UTI
 
SARS-COV-2 e COVID-19 Reabertura das Faculdades de Saude
SARS-COV-2 e COVID-19 Reabertura das Faculdades de SaudeSARS-COV-2 e COVID-19 Reabertura das Faculdades de Saude
SARS-COV-2 e COVID-19 Reabertura das Faculdades de Saude
 
Questões dissertativas ciências - 7º ano - reinos monera, fungi e protista
Questões dissertativas  ciências - 7º ano - reinos monera, fungi e protistaQuestões dissertativas  ciências - 7º ano - reinos monera, fungi e protista
Questões dissertativas ciências - 7º ano - reinos monera, fungi e protista
 
Exercicios biologia reino_fungi
Exercicios biologia reino_fungiExercicios biologia reino_fungi
Exercicios biologia reino_fungi
 
Unidade3 bio12 ano20_21
Unidade3 bio12 ano20_21Unidade3 bio12 ano20_21
Unidade3 bio12 ano20_21
 
exercícios_vírus_Carlos
exercícios_vírus_Carlosexercícios_vírus_Carlos
exercícios_vírus_Carlos
 
Questionário
QuestionárioQuestionário
Questionário
 
Aula 02
Aula 02Aula 02
Aula 02
 
Criptococose pulmonar sbpt 2009
Criptococose pulmonar sbpt 2009Criptococose pulmonar sbpt 2009
Criptococose pulmonar sbpt 2009
 
Biologia aula 09 parasitoses
Biologia aula 09 parasitosesBiologia aula 09 parasitoses
Biologia aula 09 parasitoses
 
Micobactérias Atípicas, de Crescimento Rápido, Não tuberculosa
Micobactérias Atípicas, de Crescimento Rápido, Não tuberculosaMicobactérias Atípicas, de Crescimento Rápido, Não tuberculosa
Micobactérias Atípicas, de Crescimento Rápido, Não tuberculosa
 

Bio específica lista 7.pdf

  • 1. Aluno (a): ____________________________________________________________________ Disciplina: Biologia Específica Professor (a): José Ricardo Série: 3 º ano Turma: Data: 28/03/22 ENSINO MÉDIO 1. (Fuvest) O gráfico representa o volume celular de um protozoário ciliado em um gradiente de salinidade: A partir desses dados, é correto afirmar que o protozoário ciliado é Note e adote: O volume celular do ciliado em seu habitat natural é o referencial 1. 0% corresponde a água doce pura. a) de água salobra e seu equilíbrio osmótico ocorre por difusão passiva em ambientes hiposmóticos. b) de água doce e possui mecanismos de controle osmótico em ambientes hiperosmóticos. c) marinho e possui mecanismos de controle osmótico em ambientes hiperosmóticos. d) de água doce e não possui mecanismos de controle osmótico em ambientes hiposmóticos. e) marinho e não possui mecanismos de controle osmótico em ambientes hiposmóticos. 2. (Unicamp) Na cidade de Yogyakarta (Indonésia), foi aplicado um método que usa bactérias Wolbachia em mosquitos. Com isso, reduziram em 77% os casos de dengue. Estudos preliminares com o mesmo método, realizados pela Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), demonstraram resultados promissores com “redução de até 77% dos casos de dengue [...] nas áreas que receberam os Aedes aegypti com Wolbachia, quando comparado com áreas que não receberam”. Os resultados sugerem que a bactéria Wolbachia compete por recursos e dificulta a replicação do vírus da dengue, sendo, então, menos provável que o mosquito cause a infecção quando pica alguém. (Fonte: https://g1.globo.com/ciencia-e-saude/noticia/2021/06/11/infeccao-por-dengue-cai-77percent-em-teste-com-bacteria- em-mosquito-aedes-aegypti.ghtml. Acessado em 13/09/2021.) a) Considerando as informações apresentadas no enunciado, qual é o nome do método de controle de vetores utilizado em Yogyakarta para redução dos casos de dengue? Cite duas vantagens desse método. b) A malária é transmitida pela picada do mosquito do gênero Anopheles e sabe-se que 99% dos casos são registrados na região amazônica*. Explique um fator ambiental que favoreça a manutenção do ciclo de transmissão nessa região. Assim como muitos outros insetos, os mosquitos dos gêneros Anopheles e Aedes possuem uma característica morfológica que lhes permitiu a colonização e a ampla distribuição geográfica. Qual é essa característica morfológica? Justifique a sua resposta. (*Fonte: http://portal.fiocruz.br/noticia/malaria-regiao-amazonica-concentra-99-dos-casos-no-brasil. Acessado em 17/09/2021.) 3. (Fuvest) A figura ilustra o ciclo de vida da giárdia:
  • 2. a) Cite uma medida para evitar a giardíase. b) Qual a relação ecológica entre a giárdia e o mamífero? Justifique sua resposta. c) Sabendo que há perda das microvilosidades intestinais devido à giardíase, explique o que acontece com a absorção de substâncias pelo organismo do mamífero? Indique um exemplo de substância absorvida pelo intestino delgado e uma pelo intestino grosso. 4. (Unicamp) Teorias sobre como o novo coronavírus (SARS-CoV-2) que passou a infectar os humanos surgiram em 2019. Foi aventada a possibilidade de transmissão zoonótica. Um estudo filogenético, com mais de 2 mil genomas únicos de coronavírus, apresentou a provável descendência de alguns coronavírus e alertou sobre a importância de investigar os vírus, como estratégia global de monitoramento de endemias, e não apenas em situações de emergência sanitária. (Adaptado de Denis Jacob Machado e outros. Cladistics, Londres, v. 37, out. 2021, p. 461-488.) O cladograma a seguir apresenta as relações filogenéticas entre os diversos vírus do gênero Betacoronavirus (Beta-CoV), incluindo seus respectivos hospedeiros. A partir do cladograma, é correto afirmar que os betacoronavírus de a) artiodáctilos são os grupos irmãos dos HCoV-4408 e SARS-CoV-2 de humanos, por meio de hospedeiros intermediários. b) morcegos são os grupos irmãos dos SARS-CoV-2 e HCoV-OC43 de humanos, por meio de hospedeiros intermediários. c) artiodáctilos são os grupos irmãos dos SARS-CoV, SARS-CoV-2 e MERS-CoV de humanos. d) morcegos são os grupos irmãos dos SARS-CoV, SARS-CoV-2 e MERS-CoV de humanos.
  • 3. 5. (Unicamp) A partícula viral do novo coronavírus (SARS-CoV-2), conhecida como vírion, é constituída por poucas proteínas, uma fita de RNA e um envelope derivado de estruturas celulares, como membrana plasmática e organelas. A Organização Mundial de Saúde recomenda hábitos de higiene para prevenção da contaminação ao SARS-CoV-2, incluindo lavar com frequência as mãos com água e sabão. (Adaptado de https://www.bbc.com/portuguese/geral-52096406. Acessado em 25/07/2020.) Considerando seus conhecimentos sobre vírus, assinale a alternativa que justifica a recomendação apresentada no texto. a) As poucas proteínas que compõem o nucleocapsídeo são diluídas em contato com sabão e água, na qual existe pouca tensão superficial, e, portanto, a partícula viral não é capaz de infectar a célula humana. b) O envelope viral é formado por lipídios, moléculas anfipáticas, que, em contato com sabão e água (moléculas apolar e polar respectivamente), têm sua estrutura rompida, inativando assim a partícula viral. c) A fita de RNA é formada por nucleotídeos que contêm ribose, açúcar e fosfato, e, em contato com sabão e água, têm sua capacidade de integração ao DNA da célula humana bloqueada. d) As organelas, constituídas por lipídios, carboidratos e proteínas, em contato com sabão e água, são clivadas e perdem a capacidade de produzir moléculas essenciais ao metabolismo viral. 6. (Unicamp) Em 11 de março de 2020 a Organização Mundial de Saúde declarou a pandemia da Covid-19, uma doença causada pela infecção pelo novo coronavírus (SARS-CoV-2). No mundo, até 22/01/2021, mais de 97 milhões de casos foram confirmados em 192 países e regiões, contabilizando mais de 2 milhões de mortes. (Fonte: WHO director-general’s opening remarks at the media briefing on COVID-19 - 11 mar 2020; COVID-19 Dashboard by the Center for Systems Science and Engineering at Johns Hopkins University. Acessado em 22/01/2021.) a) Defina pandemia. O vírus SARS-CoV-2 usa a proteína Spike, presente em sua superfície, para se ligar ao receptor ECA2 na superfície das células humanas. Com base na figura a seguir, descreva as etapas 3 e 4 indicadas no ciclo de replicação do SARS-CoV-2. b) Vários laboratórios estão envolvidos no desenvolvimento de vacinas para a Covid-19, com a utilização de diferentes estratégias. Explique como ocorre a imunização ativa pela vacinação no indivíduo. 7. (Unicamp) Arbovírus são assim designados porque parte de seu ciclo de replicação ocorre nos insetos; esses vírus podem ser transmitidos aos seres humanos. O Ministério da Saúde alertou para o controle das arboviroses e o risco de epidemias sazonais no Brasil em 2020.
  • 4. Assinale a alternativa correta. a) O vírus da febre amarela e o zika vírus podem ser transmitidos pela picada do mosquito Culex. Para ambos os casos não existe vacina, sendo considerada profilática a erradicação do inseto vetor e de suas larvas. b) O vírus da dengue e o zika vírus podem ser transmitidos pela picada do mosquito Aedes aegypti. A eliminação do inseto vetor e a eliminação dos focos de criação das larvas são medidas profiláticas. c) O vírus da febre amarela e o da chikungunya podem ser transmitidos pela picada do mosquito Aedes aegypti. Para ambos os casos, foram desenvolvidas vacinas e o controle do inseto vetor não é considerado uma medida profilática. d) O vírus da chikungunya e o da dengue podem ser transmitidos pela picada do mosquito Culex. A erradicação do inseto vetor e a eliminação das larvas são consideradas medidas profiláticas. 8. (Fuvest) Analise a resposta imunológica à infecção do organismo pelo coronavírus do tipo SARS-CoV-2, associado à COVID-19, a variação na quantidade de vírus no organismo, os sintomas (quando presentes) e as possibilidades de diagnóstico da infecção por dois métodos (X e Y) ao longo de 20 dias após a infecção. a) Cite uma função da febre nos primeiros 5 dias da infecção por SARS-CoV-2. b) Dos métodos citados, identifique e justifique aquele mais indicado para o diagnóstico da infecção por SARS-CoV-2 pela presença de anticorpos. Segundo o gráfico apresentado, em qual dia após a infecção o diagnóstico será mais preciso utilizando este método? c) A resposta imunológica à infecção por SARS-CoV-2 pode causar inflamação pulmonar. Isso resulta em acúmulo de líquido nos pulmões, o que prejudica a troca gasosa, diminuindo a saturação de oxigênio no sangue. Como o acúmulo de líquidos nos pulmões interfere na troca gasosa? O que acontece com o pH do sangue quando ocorre diminuição da saturação de oxigênio? 9. (Fuvest) No que diz respeito a infecções sexualmente transmissíveis (ISTs), identifique a relação correta entre grupo causador, um dos seus sintomas e se possui ou não vacina preventiva. IST Causador Um dos possíveis sintomas Possui vacina? a) Gonorreia Neisseria gonorrhoeae (bactéria) Ardor na uretra e secreção purulenta Sim b) Hepatite C HCV (bactéria) Comprometimento da função do fígado Não c) AIDS HIV (vírus) Erupção cutânea Sim d) Sífilis Treponema pallidum (verme) Ferida na genitália externa (cancro) Não e) Condiloma acuminado (crista de galo) HPV (vírus) Verrugas na região genital Sim
  • 5. 10. (Unicamp) Graças às campanhas de vacinação, a poliomielite foi considerada erradicada no Brasil: o último caso foi registrado em 1989. Contudo, o Ministério da Saúde constatou cobertura vacinal alarmante (abaixo de 50%) em 312 municípios brasileiros em 2018. A vacinação é a única forma de prevenção da poliomielite; é uma questão de responsabilidade social contemplada no Programa Nacional de Imunizações do Ministério da Saúde. (Fonte: portalms.saude.gov.br/noticias/agencia-saude/43797-ministerio-da-saude-alerta-parabaixas-coberturas-vacinais-para- polio.) Assinale a alternativa que caracteriza corretamente a poliomielite. a) É uma doença viral contagiosa, que pode ser transmitida através da ingestão de água ou alimentos contaminados por fezes de doentes. b) A transmissão do vírus ocorre por meio de vetores hematófagos que tenham picado uma pessoa contaminada na fase aguda da doença. c) É uma doença bacteriana transmitida por gotículas de saliva ou de sangue de pessoas contaminadas, com alto risco de contágio. d) A transmissão da bactéria ocorre por meio de vetores artrópodes que tenham picado uma pessoa contaminada na fase crônica da doença. 11. (Unicamp) O HPV faz parte do grupo dos caudovírus. As verrugas genitais causadas pela infecção do vírus foram estudadas desde a Antiguidade, porém o vírus só foi descoberto 40 anos atrás. Pode-se afirmar corretamente que: a) A principal forma de se adquirir o HPV é através da ingestão de alimentos contaminados. b) O câncer de colo de útero não pode ser causado pelo vírus HPV. c) O vírus HPV pode permanecer latente por vários anos. d) Não há tratamento nem vacina para o HPV. 12. (Fuvest) Procurando bem Todo mundo tem pereba Marca de bexiga ou vacina E tem piriri, tem lombriga, tem ameba Só a bailarina que não tem Edu Lobo e Chico Buarque, Ciranda da bailarina. A bailarina dos versos não contrai as doenças causadas por dois parasitas de importância para a saúde pública: a lombriga (Ascaris lumbricoides) e a ameba (Entamoeba histolytica). Todo mundo, porém, pode-se prevenir contra essas parasitoses, quando a) não nada em lagos em que haja caramujos e possibilidade de contaminação com esgoto. b) lava muito bem vegetais e frutas antes de ingeri-los crus. c) utiliza calçados ao andar sobre solos em que haja possibilidade de contaminação com esgoto. d) evita picada de artrópodes que transmitem esses parasitas. e) não ingere carne bovina ou suína contaminada pelos ovos da lombriga e da ameba. 13. (Unicamp) O sarampo é uma doença infectocontagiosa provocada pelo Morbilivirus. Em 2015 apareceram vários casos dessa doença em diversas cidades do Brasil e do mundo. O que faz com que esta doença seja extremamente contagiosa e muito comum na infância? a) O fato de ser transmitida por um vírus para o qual não existe vacina. b) O fato de ser frequentemente transmitida por secreções das vias respiratórias, como gotículas eliminadas pelo espirro ou pela tosse. c) O fato de ser transmitida apenas por meio de insetos vetores. d) O fato de ser extremamente contagiosa apenas em crianças desnutridas, recém-nascidos e crianças portadoras de imunodeficiências. 14. (Fuvest) Existem vírus que a) se reproduzem independentemente de células. b) têm genoma constituído de DNA e RNA. c) sintetizam DNA a partir de RNA.
  • 6. d) realizam respiração aeróbica no interior da cápsula proteica. e) possuem citoplasma, que não contém organelas. 15. (Unicamp) Campinas viveu no verão deste ano a maior epidemia de dengue da sua história e situação semelhante foi observada em outras cidades brasileiras. Indique o vetor dessa virose, onde ele se reproduz e a situação de temperatura que influencia sua reprodução. a) O vetor do vírus da dengue é o Aedes aegypti. Suas fases imaturas desenvolvem-se no solo e há diminuição na sua reprodução em temperaturas abaixo de 17°C. b) O vetor do vírus da dengue é o Culex quiquefasciatus. Suas fases imaturas desenvolvem-se na água suja e há aumento na sua reprodução em temperaturas abaixo de 17°C. c) O vetor do vírus da dengue é o Aedes aegypti. Suas fases imaturas desenvolvem-se na água limpa e há diminuição na sua reprodução em temperaturas abaixo de 17°C. d) O vetor do vírus da dengue é o Culex quiquefasciatus. Sua reprodução se dá no solo e sofre aumento em temperaturas abaixo de 17°C. 16. (Fuvest) Considere as seguintes características atribuídas aos seres vivos: I. Os seres vivos são constituídos por uma ou mais células. II. Os seres vivos têm material genético interpretado por um código universal. III. Quando considerados como populações, os seres vivos se modificam ao longo do tempo. Admitindo que possuir todas essas características seja requisito obrigatório para ser classificado como “ser vivo”, é correto afirmar que a) os vírus e as bactérias são seres vivos, porque ambos preenchem os requisitos I, II e III. b) os vírus e as bactérias não são seres vivos, porque ambos não preenchem o requisito I. c) os vírus não são seres vivos, porque preenchem os requisitos II e III, mas não o requisito I. d) os vírus não são seres vivos, porque preenchem o requisito III, mas não os requisitos I e II. e) os vírus não são seres vivos, porque não preenchem os requisitos I, II e III. 17. (Unicamp) A malária representa um dos principais problemas de saúde pública no mundo. Embora a dimensão geográfica da transmissão esteja encolhendo no Brasil, o país ainda registra 42% dos casos da doença nas Américas. A Fundação Oswaldo Cruz, do Rio de Janeiro, recentemente desenvolveu um preparado com alta eficácia antimalárica, agora em fase de ensaios clínicos. (Fontes: “Desafios para eliminação da malária”, Agência Fapesp, 2017; MAÍRA Menezes, “Malária: ensaio clínico aponta alta eficácia e ausência de resistência a medicamento”, Portal Fiocruz, 2016.) Levando em conta seus conhecimentos sobre o ciclo de vida do Plasmodium, assinale a alternativa que indica um possível mecanismo de ação do preparado antimalárico. a) Alterar a morfologia das hemácias dos mosquitos, diminuindo a taxa de infecção pelo parasita. b) Impedir a entrada de parasitas nos linfócitos, reduzindo a carga de gametócitos circulantes. c) Promover a multiplicação de esporozoítos no fígado, reduzindo o número de gametócitos. d) Inibir a multiplicação de merozoítos nos eritrócitos, diminuindo a carga de parasitas circulantes. 18. (Unicamp) Vacinar-se é um ato necessário para proteção individual e coletiva. Até o momento, quatro vacinas contra o novo coronavírus (SARS-CoV-2) receberam autorização da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) para uso no Brasil e podem apresentar biotecnologia distinta para promover a resposta imune do organismo. Assinale a alternativa que apresenta corretamente a relação entre o princípio tecnológico da vacina e a resposta imune induzida no organismo vacinado. a) O DNA sintético induz a produção da proteína spike do SARS-CoV-2, o que estimula a produção de antígenos pelo sistema imune. b) O adenovírus, como um vetor viral replicante, carrega o gene da proteína spike do SARS-CoV-2 e induz a produção de anticorpos pelo sistema imune. c) A partícula viral ativa do SARS-CoV-2 possui no capsídeo a proteína spike, que induz a produção de antígenos pelo sistema imune. d) O RNAm sintético fornece instruções ao organismo para a produção da proteína spike do SARS-CoV-2, o que estimula a produção de anticorpos pelo sistema imune.