SlideShare uma empresa Scribd logo
WASHINGTON HENRIQUE
P á g i n a | 1
WASHINGTON HENRIQUE
P á g i n a | 2
1° BIMESTRE
WASHINGTON HENRIQUE
P á g i n a | 3
Sistema esquelético
O esqueleto nos dá sustentação e protege nossos órgãos
Dá-se o nome de esqueleto ao conjunto de ossos e cartilagens que sustentam o corpo. O esqueleto protege
os órgãos e participa do processo de locomoção e movimentação do corpo, além de servir como reserva
de cálcio e produzir células sanguíneas (apenas nos ossos longos). O esqueleto de um indivíduo adulto é
constituído por 206 ossos que variam em forma e tamanho, e algumas estruturas associadas
como cartilagens, tendões e ligamentos.
Em nosso esqueleto, o local onde dois ossos fazem contato é chamado de junta óssea ou articulação. Essa
articulação pode ser imóvel (como no crânio, onde os ossos estão sempre unidos) ou móvel. Nas
articulações móveis, os ossos podem se movimentar, como é o caso do braço e antebraço, nos joelhos e
cotovelos, quadril, pernas, etc. Para que ocorra essa movimentação, os ossos precisam deslizar
suavemente, sem nenhum atrito, e esse deslizamento é garantido pela presença de cartilagens nas pontas
dos ossos, e pela lubrificação dessas articulações.
Os ligamentos presentes em nosso esqueleto são cordões resistentes formados por tecido fibroso. Eles têm
a função de manter os ossos em seus devidos lugares.
WASHINGTON HENRIQUE
P á g i n a | 4
Os ligamentos proporcionam os nossos movimentos
O esqueleto é dividido em duas partes: o esqueleto axial e o esqueleto apendicular. O esqueleto
axial forma o eixo do corpo e se constitui de crânio, coluna vertebral, costelas e esterno; enquanto que
o esqueleto apendicular é constituído pelos ossos dos braços e das pernas.
Os ossos do esqueleto podem ser classificados como longos (como o úmero e o fêmur – maior osso do
corpo); planos ou chatos (como a maioria dos ossos do crânio e das costelas); curtos (como os ossos das
mãos e dos pés) e irregulares (como as vértebras).
O nosso crânio é composto por 29 ossos, com a função de abrigar e proteger o encéfalo. Dentre os ossos
da face, o maior é a mandíbula, que é o único osso móvel presente na cabeça, e que nos permite o
movimento de abrir e fechar a boca.
Em nossa cabeça há 29 ossos unidos formando o nosso crânio
O eixo corporal do nosso corpo é formado pelo nosso tronco, que é constituído pela coluna vertebral,
costelas e esterno.
A nossa coluna vertebral é uma das partes mais importantes do nosso corpo e possui 33 vértebras. É
a coluna que dá estrutura e sustentação ao nosso corpo, além de proteger a medula espinhal, que é
WASHINGTON HENRIQUE
P á g i n a | 5
um feixe de nervos que conecta o cérebro com o resto do seu corpo, ajudando você a controlar os
movimentos. Entre cada vértebra localiza-se um pequeno disco gelatinoso chamado de disco intervertebral, que
ajuda a absorver as pressões e impede o impacto entre elas.
A coluna vertebral é conhecida popularmente como espinha dorsal
A nossa coluna vertebral é constituída pelas vértebras cervicais, que sustentam a cabeça; vértebras
torácicas, que se unem às costelas e formam a caixa torácica, responsável por abrigar e proteger
órgãos como o coração, os pulmões e principais vasos sanguíneos; vértebras lombares, que se
caracterizam por serem maiores para suportarem o peso do corpo quando ficamos em pé;
as vértebras sacrais, que se encontram fundidas em indivíduos adultos, formando o osso que
chamamos de sacro; e, por fim, as vértebras coccianas, que se fundem formando o osso que
chamamos de cóccix.
Existem 12 vértebras torácicas e elas estão unidas a ossos que chamamos de costelas. Os sete
primeiros pares de costelas se unem por meio de cartilagens ao esterno, um osso que se localiza no
meio do nosso peito. Os três pares que se seguem possuem as costelas mais curtas e se ligam através
de cartilagens às outras costelas que se encontram acima delas. Os dois pares de costelas restantes
chamamos de flutuantes por terminarem em pontas livres.
WASHINGTON HENRIQUE
P á g i n a | 6
As nossas costelas formam a caixa torácica, que protege o coração, os pulmões e vasos
sanguíneos
Os membros se dividem em membros superiores e membros inferiores. Os membros superiores são
constituídos por braços, antebraços, pulsos e mãos. Os membros inferiores são constituídos por coxa,
perna, tornozelo e pé.
Os membros anteriores se fixam ao esqueleto axial através da cintura articular escapular, enquanto
os membros inferiores se unem ao esqueleto axial através da cintura pélvica.
WASHINGTON HENRIQUE
P á g i n a | 7
Membros que utilizamos para nos locomover e pegar objetos
Algumas pessoas podem apresentar problemas nos ossos, ligamentos ou nas articulações, como
fraturas, torsões, luxações, osteoporose, cifose, escoliose, lordose, artrite, LER (lesões por esforço
repetitivo.
SISTEMA ESQUELÉTICO
O sistema esquelético apresenta como funções principais promover a movimentação, produzir
células sanguíneas, proteger órgãos e funcionar como reserva de minerais.
Entre as funções exercidas pelo sistema esquelético, podemos destacar o auxílio no movimento do
nosso corpo
Sabemos que a locomoção só é possível graças a uma ação coordenada de ossos, músculos e
articulações. O sistema esquelético é essencial nesse processo de movimentação e é formado por
uma grande quantidade de ossos perfeitamente interligados que recebe o nome de esqueleto. Além
do esqueleto, cartilagens, tendões e ligamentos fazem parte desse sistema.
WASHINGTON HENRIQUE
P á g i n a | 8
O esqueleto, com seus 206 ossos, atua sustentando alguns tecidos, protegendo órgãos, auxiliando no
movimento, produzindo células do tecido sanguíneo e armazenando minerais. Os ossos são formados
por um tipo de tecido conjuntivo denominado tecido ósseo, que se caracteriza por ter uma matriz
calcificada que confere rigidez. Esse tecido é formado por três tipos celulares: os osteoblastos,
osteoclastos e osteócitos.
Os osteoblastos estão relacionados principalmente com a produção da matriz orgânica.
Os osteoclastos atuam promovendo a reabsorção do osso através da liberação de enzimas. Por fim,
temos os osteócitos, que são células maduras que ajudam na manutenção da matriz e na reabsorção
óssea em resposta à estimulação do hormônio da paratireoide.
Podemos classificar o tecido ósseo em dois tipos: compactos e esponjosos. Os ossos
compactos apresentam-se fortes e resistentes, com poucos poros. Já os esponjosos apresentam
diversos espaços.
Os ossos do esqueleto também podem ser classificados de acordo com sua forma em: ossos longos,
ossos curtos, ossos laminares, ossos irregulares e ossos sesamoides. Os ossos longos são aqueles
que apresentam um comprimento maior que a largura. São constituídos por uma haste (diáfise)
formada por tecido ósseo compacto e duas extremidades (epífises) formadas por um núcleo de osso
esponjoso envolto por tecido ósseo compacto. Como exemplo de ossos longos, podemos citar o
úmero, o rádio e a fíbula.
Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)
Observe a estrutura de um osso longo
Os ossos curtos apresentam as mesmas medidas de comprimento, largura e espessura. Como
exemplo, podemos citar os ossos do carpo e do tarso.
WASHINGTON HENRIQUE
P á g i n a | 9
Os ossos laminares são aqueles que possuem comprimento e largura equivalente, porém maiores
que a espessura. São ossos relativamente finos. São exemplos desse tipo de ossos a costela, a
escápula e o crânio.
Os ossos irregulares são aqueles que possuem formato “diferente”, não podendo ser relacionados
com nenhuma das formas geométricas. Os ossos das vértebras e ossículos da orelha são exemplos
desse tipo de osso.
Os ossos sesamoides são pequenos e arredondados e atuam ajudando na função de alavanca dos
músculos. Um exemplo é a patela, que é considerado o maior osso sesamoide do corpo.
Observe o nome de alguns ossos do sistema esquelético humano
O esqueleto pode ser dividido em duas partes: o esqueleto axial e o apendicular.
No esqueleto axial, temos o crânio, o osso hioide, as vértebras, costelas e esterno. Já o esqueleto
apendicular é formado pelos membros superiores e inferiores, incluindo-se a cintura escapular e a
pélvica.
O local de encontro entre dois ossos é chamado de articulação. Existem diferentes tipos de
articulação, sendo que algumas permitem o movimento dos ossos (móveis) e outras os mantêm
fortemente unidos (fixas).
Em uma articulação móvel, os ligamentos são responsáveis por manter os ossos no seu devido lugar,
permitindo que eles resistam ao movimento. Esses ligamentos são constituídos de tecido conjuntivo
fibroso e ligam-se à outra camada de tecido conjuntivo que reveste os ossos (periósteo).
Ossos da Mão
A mão corresponde ao segmento terminal do membro superior, através da continuação do punho e
termina com os dedos. Ao total, temos 27 ossos na mão. Todos trabalham em conjunto.
WASHINGTON HENRIQUE
P á g i n a | 10
Os ossos da mão, juntamente com os músculos e articulações, permitem o manuseio de objetos.
A característica principal dos movimentos das mãos é a ação de pinça, graças ao polegar opositor.
Essa condição permite a realização de trabalhos mais delicados e com maior precisão. Isso
possibilita a escrita, construção de ferramentas, desenhos, entre outras atividades.
Em relação a estrutura óssea, a mão é dividida em três regiões distintas: carpo, metacarpo e
falange.
Carpo
Ossos do carpo
A região do carpo é constituída por oito ossos que ficam dispostos em duas fileiras.
Os ossos do carpo são:
1. Trapezoide
2. Trapézio
3. Escafoide
4. Semilunar
5. Piramidal
6. Pisiforme
7. Hamato
8. Capitato
Metacarpo
Ossos do metacarpo
O metacarpo representa o esqueleto da palma da mão. É formado por cinco ossos iguais, de forma
alongada, que se articulam com os ossos do carpo e com as falanges.
Os ossos do metacarpo são numerados de I a V a partir do polegar.
Falange
WASHINGTON HENRIQUE
P á g i n a | 11
Ossos da falange
As falanges correspondem aos dedos polegar, indicador, médio, anular e auricular. Ao total,
temos 18 falanges.
As falanges articulam-se com os ossos do metacarpo.
Cada dedo apresenta três falanges. O polegar tem apenas duas falanges.
As falanges são classificadas em:
 Falanges proximais: localizadas na base do dedo.
 Falanges médias: entre as falanges proximais e as distais. Não existe no dedo polegar.
 Falanges distais: localizadas nas pontas dos dedos.
Pé
O esqueleto do pé, como o da mão, constitui-se de ossos irregulares articulados entre si:
O tarso, com o qual se articulam cinco ossos longos, em conjunto denominados metatarso; com os
ossos do metatarso, por sua vez, articulam-se as falanges dos dedos.
A descrição feita a seguir é um estudo do esqueleto do pé como um todo e, assim, deve ser
acompanhada tendo-se em mãos um esqueleto articulado deste segmento.
BONTRAGER: Kenneth L.; John P. Manual Prático de Técnicas e Posicionamento
Radiográfico. 8 ed. Rio de Janeiro: Elsevier, 2015.
WASHINGTON HENRIQUE
P á g i n a | 12
NETTER: Frank H.. Atlas de Anatomia Humana. 2ed. Porto Alegre: Artmed
NETTER: Frank H.. Atlas de Anatomia Humana. 2ed. Porto Alegre: Artmed
tarsos
Observe a figura e identifique os ossos que constituem o esqueleto do pé.
Ossos do tarso:
Tálus; Calcâneo; Navicular; Cubóide; Cuneiformes (medial, lateral e intermédio).
WASHINGTON HENRIQUE
P á g i n a | 13
NETTER: Frank H.. Atlas de Anatomia Humana. 2ed. Porto Alegre: Artmed
O tálus termina anteriormente numa projeção arredondada, a cabeça do tálus, unida ao restante do
osso, o corpo, por uma porção estreitada, o colo.
A parte superior do corpo apresenta superfícies articulares que, no conjunto, constituem a tróclea do
tálus.
Note, num esqueleto articulado, que estas superfícies se articulam com a tíbia e a fíbula.
O restante do corpo do tálus repousa sobre o calcâneo que, para recebê-lo, apresenta uma projeção
medial denominada, por esta razão, sustentáculo do tálus, visível numa vista inferior do esqueleto
do pé.
Observe como grande parte do calcâneo ultrapassa posteriormente os limites do tálus.
Entre o tálus e o calcâneo, mais particularmente entre a porção anterior do calcâneo e a cabeça do
tálus apresenta-se um verdadeiro canal, ou funil, o seio do tarso.
A cabeça do tálus articula-se com o osso navicular e este com os três cuneiformes (medial,
intermédio e lateral) enquanto o calcâneo articula-se com o cubóide.
Metatarsos
Identifique também os ossos metatársicos de l a V.
WASHINGTON HENRIQUE
P á g i n a | 14
BONTRAGER: Kenneth L.; John P. Manual Prático de Técnicas e Posicionamento Radiográfico.
8 ed. Rio de Janeiro: Elsevier, 2015.
WASHINGTON HENRIQUE
P á g i n a | 15
NETTER: Frank H.. Atlas de
Anatomia Humana. 2ed. Porto Alegre: Artmed
falanges
E reconheça as falanges dos dedos (proximal, média e distal).
BONTRAGER: Kenneth L.; John P. Manual Prático de Técnicas e Posicionamento Radiográfico. 8 ed.
Rio de Janeiro: Elsevier, 2015.
Observe então, na figura abaixo, que é possível distinguir duas cadeias de ossos no esqueleto do
pé:
A primeira; medial, está representada pelo tálus, navicular, cuneiformes (medial, intermédio e
lateral), e l, II e III ossos metatársicos;
WASHINGTON HENRIQUE
P á g i n a | 16
A segunda; lateral, pelo calcâneo, cubóide e IV e V ossos metatársicos. A cadeia lateral fica em
nível mais baixo que a medial.
Os ossos metatársicos apresentam uma base (extremidade proximal), um corpo e uma cabeça
(extremidade distal).
Observe que o I metatársico é o mais volumoso dos cinco, o que denuncia de imediato a sua
participação direta como suporte do peso do corpo.
Quanto às falanges, o hálux apresenta apenas duas, o que também pode ocorrer, ocasionalmente,
no 5º dedo.
NETTER: Frank H.. Atlas de Anatomia
Humana. 2ed. Porto Alegre: Artmed
Ossos do Corpo Humano
Quantos ossos tem o corpo humano? São 206 os ossos do corpohumano, divididos em:
 ossos da cabeça (crânio e face)
 ossos do pescoço
 ossos do ouvido
 ossos do tórax (costelas, vértebras, esterno)
 ossos do abdômen (vértebras lombares, sacro, cóccix)
 ossos dos membros inferiores (cintura pélvica, coxa, joelho, perna e pé)
 e ossos dos membros superiores (cintura escapular, braço, antebraço e mão)
WASHINGTON HENRIQUE
P á g i n a | 17
Nomes dos ossos da Cabeça
A cabeça é formada por 22 ossos sendo 8 do crânio (frontal, 2 parietal,
2 temporal, occipital, esfenoide, etmoide) e 14 da face (2 zigomático, 2 maxilar,
2 nasal, mandíbula, 2 palatino, 2 lacrimal, vômer, 2 concha nasal inferior).
Nome do osso do Pescoço
O pescoço é formado por 1 osso: hioide.
Nomes dos ossos do Ouvido
O ouvido é formado por 6 ossos, a saber: 2 bigorna, 2 martelo e 2 estribo. Vale lembrar que
o menor osso do corpo humano é o estribo, localizado no ouvido médio que mede 0,25
centímetros.
Nomes dos ossos do Tórax
O Tórax é formado por 44 ossos sendo 24 costelas, 12 vértebras torácicas, 7 vértebras
cervicais e 1 esterno.
Nomes dos ossos do Abdômen
O abdômen é formado por 7 ossos sendo 5 vértebras lombares, 1 sacro e 1 cóccix.
Nomes dos ossos dos Membros Inferiores
Os membros inferiores são formados por 62 ossos: 2 na cintura pélvica, 8 nas pernas (2 fêmur,
2 patelas, 2 tíbias, 2 fíbulas) e 52 ossos nos pés: ossos do
tornozelo, calcâneo, tálus, navicular, cuneiforme medial, cuneiforme intermédio, cuneiforme
lateral, cuboide, metatarsais, falanges proximais, falanges médias, falanges distais. O fêmur,
osso localizado na coxa, é o maior osso do corpo humano.
Nomes dos ossos dos Membros Superiores
WASHINGTON HENRIQUE
P á g i n a | 18
Os membros superiores são formados por 64 ossos sendo 4 na cintura escapular (2 clavículas e
2 omoplatas), 6 nos braços (2 úmeros, 2 ulna, 2 rádio) e 54 nas
mãos: escafoide, semilunar, piramidal, pisiforme, trapézio, trapezoide, capitato, hamato, metac
árpicos, falange proximal, falange média, falange distal.
Esqueleto Humano
Assim, o conjunto de ossos do nosso corpo formam o esqueleto humano dividido em: esqueleto
axial e esqueleto apendicular, unidos pela cintura pélvica e escapular.
Para tanto, o esqueleto axial é a estrutura central composto pela cabeça, pescoço e o tronco, enquanto
o esqueleto apendicular é formada pelos membros superiores e inferiores.
Quantos ossos tem um recém nascido?
Um recém nascido possui mais ossos que um homem adulto, aproximadamente 300 ossos, uma vez
que algumas regiões da cabeça do bebê, chamados de fontanelas ou "moleiras", com o passar dos
anos se unem formando um só osso. Isso acontece para facilitar a passagem do bebê pela vagina na
hora do nascimento.
Coluna Vertebral
A coluna vertebral ou espinha dorsal é o eixo central do corpo responsável por sustentar a nossa
posição bípede.
Ela também constitui um importante eixo de comunicação entre o sistema nervoso central e periférico,
através da medula espinhal, contida no canal medular da coluna vertebral.
A coluna também é formada por tecidos moles como músculos, ligamentos, cápsulas, tendões e
discos, sendo estas estruturas responsáveis pela flexibilidade da coluna vertebral.
Coluna vertebral
Anatomia da coluna vertebral
Vértebras
As vértebras ficam empilhadas umas sobre as outras, formando assim a coluna vertebral.
As menores são as cervicais, seguidas pelas torácicas que têm tamanho mediano. Enquanto que as
vértebras lombares, localizadas na parte inferior da coluna, são as maiores.
WASHINGTON HENRIQUE
P á g i n a | 19
A coluna vertebral estende-se desde a base do crânio à extremidade caudal do tronco. As vértebras
sacrais estão fundidas e formam o osso sacro, assim como as coccígeas formam o cóccix.
A pelve é a base da coluna, onde os membros inferiores se articulam. Superiormente, a coluna
articula-se com o osso occipital do crânio e, inferiormente, com o ilíaco.
A coluna vertebral é constituída por 33 vértebras intercaladas por discos intervertebrais,
apresentando a seguinte divisão:
 Vértebras Cervicais: 7 vértebras;
 Vértebras Dorsais ou torácicas: 12 vértebras;
 Vértebras Lombares: 5 vértebras;
 Vértebras Sacrais: 5 vértebras fundidas;
 Vértebra Coccígea: 4 vértebras fundidas.
Divisão da coluna vertebral
Com exceção da 1ª e 2ª vértebras cervicais, atlas (C1) e áxis (C2), respectivamente, todas as
vértebras possuem 7 elementos básicos:
1. Corpo;
WASHINGTON HENRIQUE
P á g i n a | 20
2. Processo Espinhoso;
3. Processo Transverso;
4. Processos Articulares;
5. Lâminas;
6. Pedículos;
7. Forame Vertebral.
Anatomia da vértebra
Curvaturas da Coluna Vertebral
Vista lateralmente, a coluna vertebral apresenta 4 curvaturas consideradas fisiológicas, ou seja,
naturais:
 Lordose cervical (concavidade posterior);
 Cifose torácica (concavidade anterior);
 Lordose lombar (concavidade posterior);
 Cifose sacrococcígea (concavidade anterior).
WASHINGTON HENRIQUE
P á g i n a | 21
Curvaturas da coluna vertebral
Doenças
Algumas doenças estão associadas a coluna vertebral. São elas:
 Cifose: Desvio anormal da coluna vertebral, fazendo com que a parte superior das costas
apareça mais arredondada do que o normal.
 Lordose: Curvatura excessiva da coluna vertebral.
 Hérnia de disco: Situação em que parte do disco intervertebral sai de sua posição normal e
comprime a porção nervosa da coluna vertebral.
 Escoliose: Deformidade na curvatura da coluna, que adquire um formato de "s" ou "c".
Coluna vertebral com escoliose
Esqueleto axial
O esqueleto axial é constituído por 80 ossos, formado pelo crânio, a caixa torácica e a coluna vertebral.
Podemos caracterizá-lo como aquele conjunto de ossos que se localizam no eixo ou parte central do
corpo.
A sua função é proteger o Sistema Nervoso Central e alguns dos órgãos vitais localizados na região
torácica. Por isso, o seu papel está relacionado com a proteção do organismo, sendo considerado o
pilar central do sistema esquelético.
Existe ainda o esqueleto apendicular, formado pelos membros superiores e inferiores. O esqueleto
axial e apendicular se unem através da cintura pélvica e escapular.
Anatomia
WASHINGTON HENRIQUE
P á g i n a | 22
Esqueleto axial destacado em azul
O esqueleto axial é composto pela cabeça, caixa torácica e coluna vertebral:
Cabeça
Alguns dos ossos do crânio
Os ossos da cabeça são responsáveis pela proteção do encéfalo, sendo formados por 22 ossos:
 8 ossos do crânio: frontal, 2 parietal, 2 temporal, occipital, esfenoide, etmoide;
 14 ossos da face: 2 zigomático, 2 maxilar, 2 nasal, mandíbula, 2 palatino, 2 lacrimal, vômer, 2
concha nasal inferior.
De todos os ossos da cabeça, apenas a mandíbula é móvel e auxilia no movimento da boca durante
a mastigação.
Ainda na região da cabeça existe o osso hioide, o qual funciona como ponto de apoio para os
músculos da língua e do pescoço.
VEJA TAMBÉM: Sistema Esquelético
Caixa torácica
WASHINGTON HENRIQUE
P á g i n a | 23
Localização dos ossos na caixa torácica
A caixa torácica é formada pelas costelas e o osso esterno. As costelas representam um conjunto de
12 ossos encurvados, sendo: 7 verdadeiras, 3 falsas e 2 flutuantes.
As chamadas costelas verdadeiras são as que se ligam ao esterno, as costelas falsas ligam-se entre si
e as costelas flutuantes não estão ligadas a nenhum outro osso.
O esterno é um osso plano que apresenta um formato único e característico, localizado na região
central da caixa torácica.
Coluna Vertebral
WASHINGTON HENRIQUE
P á g i n a | 24
Regiões da coluna vertebral
A coluna vertebral é formada pelo conjunto de 33 vértebras dispostas umas sobre as outras e
intercaladas por discos intervertebrais:
 Vértebras Cervicais: 7 vértebras;
 Vértebras Dorsais ou torácicas: 12 vértebras;
 Vértebras Lombares: 5 vértebras;
 Vértebras Sacrais: 5 vértebras fundidas;
 Vértebra Coccígea: 4 vértebras fundidas.
As principais funções da coluna vertebral correspondem a sustentação da estrutura corporal e auxílio
na movimentação. Por isso, ela é considerada o eixo de sustentação do corpo.
Além disso, a coluna vertebral representa um importante eixo de comunicação entre o sistema
nervoso central e periférico
Sistema Locomotor
O sistema locomotor é formado pelos ossos, articulações e músculos esqueléticos e representa
a integração entre o Sistema Esquelético e o Sistema Muscular.
O sistema locomotor responsável pela sustentação, locomoção e movimentação do corpo.
Vamos aprender sobre os dois sistemas que compõem o Sistema Locomotor:
Sistema Esquelético
O sistema esquelético tem como função a sustentação do corpo, a proteção de órgãos internos,
armazenamento de minerais e íons e produção de células sanguíneas.
Esqueleto
O esqueleto é constituído por diversos ossos e estruturas associadas, como as cartilagens, tendões
e ligamentos.
O crânio é a estrutura mais complexa do esqueleto.
WASHINGTON HENRIQUE
P á g i n a | 25
A coluna vertebral dá a sustentação ao corpo. É formada pelas vértebras, que se alternam com
discos intervertebrais.
O esqueleto é dividido em dois grandes conjuntos ósseos:
 Esqueleto Axial: constituído pelos ossos da cabeça e da coluna vertebral;
 Esqueleto Apendicular: constituído pelos ossos dos braços e pernas.
Principais ossos do corpo humano
Quer saber mais sobre o esqueleto e os ossos? Leia também Sistema Esquelético.
Os ossos podem se unir uns aos outros através das articulações.
As articulações consistem na área de contato entre dois ossos distintos, mediados por diferentes
tipos de tecido conjuntivo.
Podem ser do tipo: Imóveis, Semimóveis ou Móveis.
Em uma articulação móvel, os ossos mantêm-se no lugar, devido aos ligamentos, cordões
resistentes, constituídos por tecido conjuntivo fibroso.
Sistema Muscular
O sistema muscular é representado pelos músculos.
O sistema muscular é responsável pela estabilidade corporal, produção de movimentos, manutenção
da temperatura corporal e sustentação do corpo.
WASHINGTON HENRIQUE
P á g i n a | 26
Principais músculos do corpo humano
Músculos e Contração Muscular
Os músculos são constituídos por tecido muscular, cujas células possuem capacidade de contração.
Uma das principais propriedades dos músculos é a capacidade de se contrair. É isso, que possibilita
os movimentos.
A contração muscular pode ser do tipo isotônica ou isométrica. A isotônica ocorre quando o músculo
se encurta durante a contração. Se não ocorrer encurtamento, a contração é isométrica.
Saiba mais sobre a contração muscular.
Tipos de Músculos
Os músculos podem ser de três tipos: estriado esquelético, estriado cardíaco e liso.
O músculo estriado esquelético constitui grande parte da massa muscular do corpo humano.
As suas extremidades costumam ser afiadas e terminam em cordões fibrosos de tecido conjuntivo
denso modelado, os tendões.
Esse músculo possui contração voluntária e vigorosa.
O músculo estriado cardíaco, é o músculo do coração. Possui contração involuntária e rítmica.
O músculo liso encontra-se nos órgãos viscerais, como estômago, intestino, bexiga, útero, entre
outros. Possui contração involuntária e lenta.
Articulações do ombro
WASHINGTON HENRIQUE
P á g i n a | 27
As articulações do ombro são consideradas uma das mais importantes dos membros superiores,
pois elas permitem movimentos de grande amplitude.
O ombro consiste na ligação entre o braço e a escápula que, por sua vez, é formada pelas
articulações e por um conjunto de músculos e ligamentos que ajudam na fixação e movimentação do
braço.
Quais são as articulações do ombro?
Localização das quatro articulações do ombro
O ombro é composto por quatro articulações: esterno-clavicular, escápulo-torácica,
acromioclavicular e glenoumeral.
Conheça abaixo como cada uma delas atua.
Esternoclavicular
A esternoclavicular é uma articulação que faz a ligação entre o membro superior e o esqueleto axial,
que é cabeça e tronco.
Esta articulação permite realizar os movimentos de elevação, depressão, protração, rotação e
retração.
Escápulo-torácica
A articulação escápulo-torácica se caracteriza por não apresentar a anatomia de uma articulação
comum. Porém, devido a função realizada, estudiosos e pesquisadores consideram esta como uma
articulação, uma vez que ela possibilita a realização de movimentos específicos.
Os movimentos permitidos pela articulação escápulo-torácica são adução, abdução e rotação da
escápula, além do movimento de elevação e depressão.
Acromioclavicular
Esta articulação está localizada entre a clavícula e o acrômio, que é um osso da escápula. Esses
dois ossos não possuem um encaixe perfeito, porém sua função permite a realização de diferentes
movimentos.
A articulação acromioclavicular permite, além de movimentos de elevação e depressão, realizar
rotação, retração e protração do ombro.
Glenoumeral
WASHINGTON HENRIQUE
P á g i n a | 28
A glenoumeral é uma articulação que está associada à cintura escapular.
Os movimentos permitidos por esta articulação estão relacionados à rotação interna e externa do
ombro, além de abdução, adução, flexão e extensão.
Patologias relacionados às articulações do ombro
As articulações do ombro são consideradas aquelas que mais permitem movimento do corpo
humano. Por esse motivo, é comum surgir patologias que limitam a mobilidade na região.
Conheça a seguir duas patologias mais comuns que comprometem a articulação do ombro e seus
movimentos.
Tendinite do supra-espinhal
A tendinite do supra-espinhal pode ser causada por diferentes motivos
A tendinite do supra-espinhal é uma inflamação e degeneração que acontece no tendão do ombro.
A supra-espinhal é um pequeno músculo que atua no corpo com o objetivo de auxiliar na elevação do
braço.
As causas para esta patologia podem estar relacionadas a realização de movimentos repetitivos,
obesidade, fatores genéticos, fraturas, postura inadequada, dentre outros.
Bursite subacromial
A bursite é causada principalmente pela realização de movimentos repetitivos
A bursite no ombro é a inflamação da bursa, uma espécie de bolsa que ajuda a proteger os tecidos
que ficam próximos da articulação do ombro. Os principais sintomas são dificuldade na
movimentação do ombro, dor e rigidez na região.
As causas mais comuns estão relacionadas à realização de movimentos repetitivos com o braço,
lesões, artrite e outras doenças relacionadas à articulação.
WASHINGTON HENRIQUE
P á g i n a | 29
2° BIMESTRE
WASHINGTON HENRIQUE
P á g i n a | 30
SISTEMA MUSCULAR
1. INTRODUÇÃO
O sistema muscular está associado com o movimento. Não somente com aquele que resulta em
deslocamento. Os batimentos cardíacos, a inspiração e a expiração são outros exemplos de
movimentos vitais para o organismo.
A capacidade de contração é encontrada em células bem primitivas como os miócitos dos
poríferos. Porém, um sistema muscu-
lar com múltiplas células só é definido a partir dos vermes.
Figura 1. Aspecto da musculatura e tecidos associados. Na gravura, apenas a tripa de carne é
tecido muscular. Fonte: <http://www.alunosonline.com.br>.
2. TIPOS DE CÉLULAS MUSCULARES
Os músculos humanos estão divididos em três grupos.
O músculo mais comum é o estriado esquelético. Trata-se do único dos três tipos que pode
apresentar contração voluntária. Inclui músculos como o bíceps, o tríceps e o da panturrilha. É
possível distinguir faixas claras e escuras nas células desse tipo muscular. As estrias são
consequências da disposição organizada das proteínas de contração. O músculo esquelético tem
contração rápida e suas células são plurinucleadas.
Figura 2. Aspecto histológico de diferentes tipos musculares (estriado esquelético, estriado
cardíaco e liso) Fonte: <http://farm5.staticflickr.com>.
WASHINGTON HENRIQUE
P á g i n a | 31
O músculo estriado cardíaco localiza-se exclusivamente no coração. É involuntário e suas
células são de contração rápida. Suas células são mono ou binucleadas. As células apresentam
ramificações e junções especiais. A área das junções é chamada de disco intercalar.
Omúsculonãoestriado(liso)nãoapresentaasestriasevidentesnosdemaistipos.Édecontração
involuntária e os miócitos são lentos e sempre mononucleados. É o caso da musculatura do tubo
digestório e do útero.
A FIBRA MUSCULAR
Acélulamuscularestriadaesqueléticaéalongadaefusiformesendoassimchamadademiócito(fibra).
Cadafibrapossuiumamem- branaplasmática(sarcolema)querecobreo citoplasmae váriosnúcleos.
O retículo endoplasmático liso é bem desenvolvido e chamado de retículo sarcoplasmático. Estoca
cálcio para o funcionamento muscular. Há um número considerável de mitocôndrias indicando muita
energia para o funcionamento celular.
Figura 3. Aspecto das fibras e miofibrilas musculares.
Fonte: <http://1.bp.blogspot.com>.
No citoplasma, ocorrem as miofibrilas. As miofibrilas são constituídas de feixes de duas
proteínas: a actina e a miosina e correspondem à região onde se dá efetivamente a contração
muscular.
3. A CONTRAÇÃO MUSCULAR: A TEORIA DE HUXLEY
As miofibrilas das fibras estriadas são constituídas de sarcômeros, como se vê abaixo.
ED
FÍSICA
WASHINGTON HENRIQUE
P á g i n a | 32
Figura 4. Sarcômero. Fonte: <http://upload.wikimedia.org> (adaptado).
O sarcômero é a unidade básica APENAS dos músculos estriados e se repete ao longo da
miofibrila. Quando o sarcômero con- trair, o músculo contrai e ambos encurtam. No relaxamento,
os sarcômeros se alongam à medida que o mesmo processo ocorre em toda a extensão do
músculo.
WASHINGTON HENRIQUE
P á g i n a | 33
Figura 5. Detalhe da actina e da miosina. Fonte: <http://www.revespcardiol.org>.
EDUARDO FERNANDO
P á g i n a | 34
O mecanismo da contração foi elucidado por Huxley. Segundo ele, a actina desliza sobre a miosina
encurtando o sarcômero e promovendo a contração. O processo envolve diretamente a participação do
cálcio que permite que as duas proteínas se interliguem. O ATP é indispensável para que o
deslizamento se concretize.
Figura 6. Deslizamento de filamentos.
Fonte: <https://lh5.googleusercontent.com>.
O relaxamento muscular depende também de ATP. Resulta da separação dos feixes de proteínas. Sem
energia, os feixes não se separam. É o que acontece com o indivíduo depois que morre. Passadas de 3
a 4 horas, ocorre o chamado rigor mortis. Trata-se de um enrijecimento muscular resultado da falta de
ATP para o funcionamento celular. O rigor mortis se desfaz após dois dias.
EDUARDO FERNANDO
P á g i n a | 35
4. A ENERGIA PARA A CONTRAÇÃO
O requerimento energético para o funcionamento muscular é muito alto. Para que não falte energia na
musculatura, há múl- tiplas formas de conseguir ATP.
As fibras musculares estocam glicose sob forma de glicogênio que funcionará como combustível por
ocasião das contra- ções. A respiração aeróbica é a forma mais utilizada de produção de energia nas
células musculares. A glicose é oxidada ao longo de várias passagens químicas rendendo 38
moléculas de ATP. Para isso, no entanto, é necessário oxigênio que chega através da corrente
sanguínea. As células musculares com maior neces- sidade de oxigênio mantêm em seu citoplasma
muitasmoléculas de uma proteína chamada de mioglobina que retém mais O2 no
seu interior, tornando a carne mais escura.
Figura 7. Energia para a contração.
O músculo pode responder na ausência de oxigênio por algum tempo. Essas condições são atingidas
porque o esforço físico supera a chegada do oxigênio pelo sangue. Sem oxigênio, o músculo produz
ATP por meio da fermentação láctica.
A fermentação excessiva é prejudicial ao músculo uma vez que o ácido láctico resultante do processo
pode-se acumular afetando quimicamente a fisiologia celular. A fadiga muscular é uma consequência
desse acúmulo que se manifesta com dores e rigidez locais.
Há ainda outro mecanismo energético utilizado pelas cé- lulas musculares que é o da fosfocreatina
(creatina-fosfato ou PC). Durante o repouso, a quantidade de ATP é relativamente alta no músculo. A
molécula de ATP é instável e tende a se desfa- zer mesmo sem necessidade. Nessas condições, são
feitas molé- culas de fosfocreatina a partir do ATP. Durante a contração, a PC (fosfocreatina) funciona
como uma molécula doadora de fosfa- tos, produzindo novas moléculas de ATP.
Figura 8. Ação da creatina.
5. A AÇÃO NERVOSA
EDUARDO FERNANDO
P á g i n a | 36
O músculo contrai sob comando de substâncias químicas li- beradas por nervos. Os músculos
esqueléticos são comandados por nervos do sistema nervoso somático; os demais músculos, são
comandados por nervos autônomos (simpático e parassim- pático). No caso da musculatura
esquelética, a área de junção musculo-nervosa é chamada de placa motora. A transmissão da informação
se dá por meio de uma sinapse especificamente cha- mada de mioneural ou neuromuscular.
O curare é uma substância química extraída de vegetais como cipós que bloqueia a placa motora. É
de utilização farmacológica como inibidor muscular e foi por muito tempo utilizado como veneno de
flechas.
EXERCÍCIOS SOBRE CONTRAÇÃO EM MÚSCULOS ESQUELÉTICOS
EXERCÍCIOS DE ED FISICA
Com estes exercícios sobre contração em músculos esqueléticos, você testará seus conhecimentos
sobre as células musculares e o mecanismo de contração.
As proteínas actina e miosina estão relacionadas com a propriedade de contração dos músculos
esqueléticos e apresentam-se nas células musculares na forma de filamentos.
O sarcômero é delimitado pela linha Z e é composto por duas porções de banda I e uma banda A.
EDUARDO FERNANDO
P á g i n a | 37
Para que se inicie o processo de contração muscular, é necessário que um estímulo nervoso ocorra e
atinja a fibra muscular, causando a despolarização da membrana da célula.
Quando isso ocorre, o retículo endoplasmático lança cálcio para o citoplasma, desencadeando o
processo de contração.
EDUARDO FERNANDO
P á g i n a | 38
Lisossomos são organelas relacionadas com o processo de digestão intracelular.
EDUARDO FERNANDO
P á g i n a | 39
EDUARDO FERNANDO
P á g i n a | 40
QUESTÃO 1
Os músculos estriados esqueléticos estão ligados aos ossos do nosso corpo e relacionam-se com
nossa capacidade de movimentação. A contração desses músculos é voluntária e acontece graças à
presença das proteínas
a) albumina e miosina.
b) albumina e queratina.
c) queratina e miosina.
d) actina e miosina.
e) actina e queratina.
QUESTÃO 2
Denominamos de sarcômero a unidade funcional contrátil da fibra muscular. Essa unidade é
delimitada pela:
a) Banda I.
b) Banda A.
c) Linha Z.
d) Banda H.
e) Linha M.
QUESTÃO 3
No processo de contração e relaxamento muscular, o elemento mineral mais diretamente presente é
o:
a) Cálcio.
b) Iodo.
c) Mercúrio.
d) Ferro.
EDUARDO FERNANDO
P á g i n a | 41
QUESTÃO 4
A liberação dos íons cálcio e magnésio no processo de contração de uma fibra muscular estriada
esquelética envolve diversos componentes celulares, exceto o:
a) lisossomo.
b) retículo endoplasmático.
c) sarcoplasma.
d) sistema T.
e) retículo sarcoplasmático.
QUESTÃO 5
No corpo humano, de maneira geral, podemos reconhecer três tipos de músculos: músculo não
estriado (músculo liso); músculo estriado esquelético; músculo es- triado cardíaco (fig.).
Fonte:<http://www.sobiologia.com.br/conteudos/Corpo/sistem
De acordo com o tipo de contração apresentada por esses músculos, assinale a afirmação correta:
a)músculos não estriados, contração vigorosa e involuntária
b)músculos estriados esqueléticos, contração lenta e voluntária
c)músculos estriados esqueléticos, contração lenta e involuntária
EDUARDO FERNANDO
P á g i n a | 42
d)músculo estriado cardíaco, contração vigorosa e voluntária
e)músculos não estriados, contração lenta e involuntária
QUESTÃO 6
De acordo com a mecânica clássica, são reconheci- dos três tipos básicos de alavancas: a interfixa, a
inter-re- sistente e a interpotente, definidas de acordo com a posição relativa da força potente (F), da
força resistente (R) e do ponto de apoio (P), conforme a figura 1.
Os seres vivos utilizam esse tipo de mecanismo para a realização de diversos movimentos. Isso ocorre
com o corpo humano quando, por exemplo, os elementos ósseos e musculares do braço e do antebraço
interagem para produzir movimentos e funcionam como uma alavanca, conforme a figura 2.
Nessa alavanca, o ponto de apoio está localizado na articulação entre o úmero, o rádio e a ulna. A força
potente é aplicada próximo à base do rádio, onde o tendão do bíceps se insere, e a força resistente
corresponde ao peso do próprio antebraço.
Com base nessas informações, é possível concluir, corretamente,que a contraçãodo bícepsprovocano
membro superior um movimento de
a)extensão, por um sistema de alavanca interfixa.
b)extensão, por um sistema de alavanca interpotente.
c)flexão, por um sistema dealavanca inter-resistente.
d)flexão, por um sistema de alavanca interpotente.
e) flexão, por um sistema de alavanca interfixa
EDUARDO FERNANDO
P á g i n a | 43
3° BIMESTRE
EDUARDO FERNANDO
P á g i n a | 44
Sistema Circulatório – Função, Órgãos e Composição
O sistema circulatório, também chamado de sistema cardiovascular, apresenta funções
essenciais para a vida humana, já que ele está relacionado à saúde sanguínea e bom
funcionamento de todos os órgãos do corpo.
Para saber como esse sistema é formado, funções desempenhadas e importância para o
organismo, confira nosso artigo.
Qual a Função do Sistema Circulatório?
A grande função do sistema circulatório é distribuir o sangue, oxigênio, hormônios, dióxido
de carbono e demais substâncias essenciais para o corpo humano. Outro importantíssimo
papel desse sistema é garantir o bom funcionamento do sistema de defesa do organismo.
Composição do Sistema Circulatório
O sistema circulatório humano é composto pelos seguintes elementos:
 Sangue;
 Coração;
 Vasos sanguíneos.
Vamos ver agora os detalhes de cada um.
Sistema Circulatório – Sangue
O sangue é um líquido de cor vermelha, viscoso e um pouco mais pesado que a água, que
se mantém circulando o tempo todo pelas veias e artérias do corpo.
Esse líquido apresenta tonalidade mais escura quando está no interior das veias e menos
escura ao circular pelas artérias, sendo que essa diferença de cor também varia de acordo
com a oxigenação do sangue.
Estrutura sanguínea
No sistema circulatório, o sangue é considerado como um dos elementos mais importantes
e essenciais para a vida, já que ele é composto por:
– Plasma: de cor amarelada, o plasma responde por 55% do volume total do sangue, sendo
que 95% dele (plasma) é constituído por água.
Os demais 5% do plasma são formados por hormônios, proteínas, sais minerais, nutrientes e
demais substâncias. A função central do plasma é transportar todas as substâncias contidas
nele para o organismo como um todo.
– Plaquetas: são elementos de extrema importância para a coagulação sanguínea e
respondem por menos de 1% do volume total do sangue.
Quando ocorre um ferimento, as plaquetas são imediatamente ativas, aderindo-se ao local
da lesão e liberando uma enzima chamada de tromboplastina.
EDUARDO FERNANDO
P á g i n a | 45
– Glóbulos brancos: também chamados de leucócitos, esses glóbulos são células que atuam
na defesa do organismo e corresponde a 1% do volume do sangue no organismo.
Por proteger o corpo contra a ação de microrganismos invasores, os glóbulos brancos
desempenham um papel fundamental no sistema imunológico.
– Glóbulos vermelhos: também conhecidos como hemácias ou eritrócitos, esses glóbulos
são células formadas por moléculas de hemoglobina que, por sua vez, é a proteína
responsável pela cor vermelha do sangue. A função dos glóbulos vermelhos é transportar o
oxigênio para todo o corpo.
Funções do sangue
No sistema circulatório, o sangue apresenta basicamente 5 funções:
1 – Recolher, nos pulmões e no intestino, o oxigênio e outros elementos essenciais para o
funcionamento do corpo, fazendo a distribuição de todos esses elementos para as células.
2 – Dessas mesmas células, o sangue recebe as substâncias expelidas por essas células,
levando-as a determinados órgãos que serão responsáveis pela eliminação (rins, pulmões
etc.).
3 – Estabelecer uma relação entre as diversas regiões do organismo, fazendo com que
todas elas recebam os produtos das glândulas de secreção interna.
4 – Contribuir para o equilíbrio dos níveis de água no organismo e temperatura corporal.
5 – Atuar na saúde das defesas naturais do organismo.
Sistema Circulatório – Coração
No sistema circulatório, o coração é o órgão central e desempenha a função de bombear o
sangue, fazendo com que ele circule por todo o corpo.
O coração é classificado como um órgão muscular oco, com formato de cone, tendo
aproximadamente o tamanho de um punho fechado. Nos adultos, um coração saudável pesa
entre 250 e 300g.
EDUARDO FERNANDO
P á g i n a | 46
Sistema Circulatório – Vasos Sanguíneos
No sistema circulatório, os vasos sanguíneos são elementos em formato de tubos que vão
se ramificando por todo o corpo, sendo: artérias, veias e capilares sanguíneos.
Para entender como os vasos sanguíneos atuam no sistema circulatório, é preciso saber
que há uma pequena e uma grande circulação sanguínea.
Pequena circulação
Nessa circulação, o sangue é bombeado do coração para os pulmões e retorna para o
coração com uma grande quantidade de oxigênio. Em resumo, é um movimento circulatório
de coração-pulmão-coração.
A pequena circulação começa no ventrículo direito do coração, de onde sai sangue venoso
por meio da artéria pulmonar. A artéria pulmonar apresenta uma bifurcação, gerando um
ramo para cada pulmão, no qual ocorre a capilarização dos vasos sanguíneos.
Após espalharem-se pelos pulmões, os capilares, em contato direto com as paredes
alveolares, vão se reunindo aos poucos, formando vasos cada vez maiores, terminando por
quatro veias pulmonares que irão desembocar na aurícula esquerda do coração.
Grande circulação
No sistema circulatório, a grande circulação tem dois objetivos:
– Conduzir sangue arterial aos diversos órgãos do corpo;
– Recolher o sangue venoso e levá-lo ao coração.
Esse processo se inicia no ventrículo esquerdo do coração, pelo qual o sangue sai pela
artéria aorta e é distribuído por todo o organismo (órgão por órgão) por meio dos inúmeros
ramos do tronco aórtico.
EDUARDO FERNANDO
P á g i n a | 47
Dessa forma, depois de banhar todos os tecidos do corpo, o sangue volta ao coração por
meio das veias que desembocam na aurícula direita.
Com relação à pequena e grande circulação sanguínea é importante lembrar que, na
circulação do sangue entre o coração e os pulmões (pequena circulação), as artérias
conduzem o sangue venoso e as veias levam o sangue arterial.
Já na grande circulação, que acontece entre o coração e os órgãos, as artérias transportam
o sangue arterial e as veias levam o sangue venoso.
Artérias, Veias e Capilares
Para entender o sistema circulatório com detalhes, vejamos sobre as artérias, veias e
capilares presentes em todo o corpo.
Artérias
Artérias são vasos que transportam o sangue do coração para outros órgãos do corpo. As
paredes das artérias são formadas de 3 túnicas:
– Interna: camada única de células endoteliais com aspecto bastante achatado.
– Média: é composta por fibras musculares lisas.
– Externa: é formada por fibras conjuntivas, localizadas principalmente no sentido
longitudinal.
Veias
Chamam-se veias, os vasos sanguíneos que, dos outros órgãos, transportam sangue ao
coração. As paredes das veias apresentam somente duas túnicas:
– Interna: com células achatadas.
– Externa: com elementos musculares, elásticos e conjuntivos.
As principais veias do sistema circulatório são:
 Veia cava superior;
 Veia cava inferior;
EDUARDO FERNANDO
P á g i n a | 48
 Veia porta.
Capilares
São as terminações das artérias e o início das veias. Os capilares consistem em vasos
sanguíneos muito finos, formando uma ampla rede de distribuição e recolhimento do sangue
das células.
Depois de aprender sobre o sistema circulatório, fique por dentro dos nossos demais
conteúdos explicando o incrível funcionamento do corpo humano.
Educação Física
Questões
1- Explique como funciona o coração?
2- Onde localiza o coração?
3- Quais são as Principais estruturas do coração?
4- Como o coração impulsiona o sangue?
5- Qual a função do sistema circulatório?
6- O sistema circulatório é composto por quais elementos?
7- Complete:
O Sangue é um __________ de cor ___________,viscoso e um pouco mais ______ que a
agua , que se mantem _______ o tempo todo pelas veias e ___________ do corpo.
8- Complete:
Esse liquido____________ mais ___________ escura quando ao circular pelas
_____________,sendo que essa diferença de também varia de acordo com a _______ do
sangue.
9- Defina a Composição do plasma?
10- Defina a composição das plaquetas?
11- Qual é o nome da enzima liberada pelas plaquetas para fechar um fechar um
ferimento?
12- Glóbulos Brancos podem ser chamados por outro nome, cite o nome e explique
sua situação?
EDUARDO FERNANDO
P á g i n a | 49
13- Qual outro nome o glóbulo vermelho é conhecido?
14- Qual o nome da molécula que gera a cor vermelho no sangue?
15- Qual a função do glóbulo vermelho?
16- O QUE SÃO CAPILARES?
17- Qual o nome das principais veias do sistema circulatório?
P á g i n a | 50
P á g i n a | 51
No esquema abaixo você pode ver o caminho percorrido pelo sangue em nosso corpo. Observe-o
acompanhe a explicação.
O sangue oxigenado é bombeado pelo ventrículo esquerdo do coração para o interior da aorta. Es
artéria distribui o sangue oxigenado para todo o corpo, através de inúmeras ramificações, como a arté
coronária, a artéria carótida e a artéria braquial.
Nos tecidos, o sangue libera gás oxigênio e absorve gás carbônico. O sangue não oxigenado e ri
em gás carbônico é transportado por veias diversas, que acabam desembocando na veia cava superior
na veia cava inferior. Essas veias levam então o sangue não oxigenado até o átrio direito. Deste,
sangue não oxigenado passa para o ventrículo direito e daí é transportado até os pulmões pelas artéri
pulmonares.
Nos pulmões, o sangue libera o gás carbônico e absorve o gás oxigênio captado do ambiente pelo sistem
respiratório. Esse fenômeno, em que o sangue é oxigenado, chama-se hematose.
Então, o sangue oxigenado retorna ao átrio esquerdo do coração, transportado pelas veias pulmonares. D
átrio esquerdo, o sangue oxigenado passa para o ventrículo esquerdo e daí é impulsionado para o inter
da aorta, reiniciando o circuito.
Num circuito completo pelo corpo, o sangue passa duas vezes pelo coração humano.
P á g i n a | 52
Nesse circuito são reconhecidos dois tipos de circulação: a pequena circulação e a grande circulaçã
Pequena circulação- Também chamada circulação pulmonar, compreende o trajeto do sangue des
o ventrículo direito até o átrio esquerdo. Nessa circulação, o sangue passa pelos pulmões, onde
oxigenado.
Grande circulação- Também chamada de circulação sistêmica, compreende o trajeto do sang
desde o ventrículo esquerdo até o átrio direito; nessa circulação, o sangue oxigenado fornece g
oxigênio os diversos tecidos do corpo, além de trazer ao coração o sangue não oxigenado dos tecidos
Pelo que foi descrito, e para facilitar a compreensão:
 A aorta transporta sangue oxigenado do ventrículo esquerdo do coração para os diversos tecidos
do corpo;
 as veias cavas (superior e inferior) transportam sangue não oxigenado dos tecidos do corpo para
átrio direito do coração;
 as artérias pulmonares transportam sangue não oxigenado do ventrículo direito do coração até o
pulmões;
 as veias pulmonares transportam sangue oxigenado dos pulmões até o átrio esquerdo do
coração.
P á g i n a | 53
Observe que, pelo lado direito do nosso coração, só passa sangue não oxigenado e, pelo lado esquerd
só passa sangue oxigenado. Não ocorre, portanto, mistura de sangue oxigenado com o não oxigenad
Questão 1 –----–––––––––––––––––––––––––|
A figura a seguir esquematiza o coração de um mamífero, com suas câmaras (representadas por letra
veias e artérias (representadas por algarismos).
Identifique cada parte do coração e assinale a alternativa que apresenta a correspondência correta.
A) O sangue rico em O2 chega nas câmaras A e B.
B) O sangue rico em CO2 chega na câmara B.
C) Os vasos identificados por I, II e III são, respectivamente, veia cava superior, artéria pulmonar e arté
aorta.
D) O vaso indicado por IV traz sangue arterial dos pulmões para o coração.
E) O vaso III leva o sangue arterial do coração para o corpo.
Questão 2 ––––––––––––––––––––––––––|
Onde se localiza o coração?
A) É um órgão muscular, que se localiza No estomago, entre os pulmões.
B) É um órgão muscular, que se localiza na caixa torácica, entre os pulmões.
C) É um órgão muscular, que se localiza na caixa torácica, entre o pâncreas.
D) É um órgão muscular, que se localiza na coluna vertebral, entre os pulmões.
E) É um órgão muscular, que se localiza na caixa torácica, entre os rins.
Questão 3 ––––––––––––––––––––––––––|
Explique como funciona o coração:
P á g i n a | 54
A) Como uma bomba única, de modo que o lado esquerdo bombeia o sangue arterial para as divers
partes do corpo, enquanto o lado direito bombeia o sangue venoso para os pulmõe
B) Como uma bomba tripla, de modo que o lado esquerdo bombeia o sangue arterial para as diversas part
do corpo, enquanto o lado direito bombeia o sangue venoso para os pulmões.
C) Como uma bomba, de modo que o lado direito bombeia o sangue arterial para as diversas partes
corpo, enquanto o lado esquerdo bombeia o sangue venoso para os pulmõe
D) Como uma bomba dupla, de modo que o lado esquerdo bombeia o sangue arterial para
diversas partes do corpo, enquanto o lado direito bombeia o sangue venoso para os pulmões.
E) Como uma bomba unica, de modo que o lado esquerdo bombeia o sangue venoso para as divers
partes do corpo, enquanto o lado direito bombeia o sangue arterial para os pulmõe
Questão 4 ––––––––––––––––––––––––––|
Como o coração impulsiona o sangue?
A) Por meio de um movimentos: contração ou sístole e relaxamento ou diástole.
B) Por meio de três movimentos: contração ou sístole e relaxamento ou diástole nas mãos.
C) Por meio de dois movimentos: contração ou sístole e relaxamento ou diástole.
D) Por meio de cinco movimentos: contração ou sístole e relaxamento ou diástole.
E) Por meio de dois movimentos: contração ou sístole e relaxamento ou sístole no pâncreas.
Questão 5 ––––––––––––––––––––––––––|
Quais são as principais estruturas do coração são?
A) Somente Pericárdio, Endocárdio
B) Pericárdio, Endocárdio, Miocárdio, Átrios ou aurículas, Ventrículos, Válvula tricúspide, Válvula.
C) Pericárdio, Endocárdio, Miocárdio, Átrios ou aurículas, Ventrículos, Válvula tricúspide, Válvu
mitral, Valvula Aorta e septo, artéria aorta veia pulmonar
D) Pericárdio, Endocárdio, Miocárdio, Átrios ou aurículas.
E) Ventrículos, Válvula tricúspide, Válvula
Questão 6 ––––––––––––––––––––––––––|
O que são Vasos Sanguíneos?
A) Os vasos sanguíneos são tubos do sistema digestório, distribuídos por todo o corpo, por onde circu
o sangue.
P á g i n a | 55
B) Os vasos sanguíneos são tubos do sistema nervoso central, distribuídos por todo o corpo, por on
circula o sangue.
C) Os vasos sanguíneos são tubos do sistema circulatório e nervoso, distribuídos por todo o corpo, p
onde circula o sangue.
D) Os vasos sanguíneos são tubos do sistema circulatório, distribuídos por todo o corpo, p
onde circula o sangue.
E) Os vasos sanguíneos são tubos do sistema circulatório e linfático, distribuídos por todo o corpo, p
onde circula o sangue.
Questão 7 ––––––––––––––––––––––––––|
Com relação à função de artérias e veias na circulação humana, analise a figura e as proposições
seguir:
Esquema da circulação do sangue no corpo humano
1. Artérias pulmonares (1) levam aos pulmões o sangue vindo do corpo.
2. Veias pulmonares (2) trazem para o coração o sangue oxigenado nos pulmões.
3. Artéria aorta (3) leva o sangue oxigenado a todas as partes do corpo.
4. Veias cavas (4) trazem o sangue rico em gás carbônico do corpo ao coração.
Estão corretas:
a. 1, 2, 3 e 4.
b. 1, 2 e 3 apenas.
c. 1 e 3 apenas.
d. 2 e 4 apenas.
e. 2, 3 e 4 apenas.
Questão 8 –––––––––––––––––––––––––|
De que São formados os vasos sanguíneos?
A) Por uma rede de artérias e veias que se ramificam formado os capilares.
B) Por uma rede de veias que se ramificam formado os capilares.
C) Por uma rede de artérias que se ramificam formado os capilares.
P á g i n a | 56
D) Por uma rede de artérias e veias que se ramificam formado apenas um capilar.
E) Por uma rede de artérias e veias e hormônios que se ramificam formado os capilares.
Questão 9 ––––––––––––––––––––––––––|
Como é a parede da artéria?
A) Não é espessa, formada de tecido muscular e elástico, que não suporta a pressão do sangue.
B) É espessa, formada de tecido dos rins e elástico, que suporta a pressão do sangue.
C) É espessa, formada de tecido muscular das mãos que suporta minimamente a pressão do sangue
D) É espessa, formada de tecido muscular do estomago não é elástico, e jamais suportaria a pressão
sangue.
E) É espessa, formada de tecido muscular e elástico, que suporta a pressão do sangue.
Questão 10 –––––––––––––––––––––––––|
Qual é a diferença do sangue venoso para o arterial?
A) arenoso e rico em gás carbônico, é bombeado do coração para os pulmões através das artérias d
braços. Enquanto o sangue arterial, rico em gás oxigênio, é bombeado do coração para os tecidos
corpo através da artéria viva.
B) Venoso rico em gás carbônico, é bombeado do coração para os pulmões através das artéri
pulmonares. Enquanto o sangue arterial, rico em gás oxigênio, é bombeado do coração para o
tecidos do corpo através da artéria aorta.
C) Arterial rico em gás carbônico, é bombeado do coração para os pulmões através das vei
pulmonares. Enquanto o sangue arterial, rico em gás oxigênio, é bombeado do coração para os tecid
do corpo através da artéria morta.
D) Venoso e pobre em gás carbônico, é bombeado do coração para os pulmões através das artéri
pulmonares. Enquanto o sangue arterial, rico em gás oxigênio, é bombeado do coração para os tecid
do corpo através da artéria aorta.
E) Venoso rico em gás tóxico, é bombeado do coração para um lado do pulmão através das artéri
pulmonares. Enquanto o sangue arterial, rico em gás oxigênio, é bombeado do coração para os tecid
do corpo através da artéria aorta.
P á g i n a | 57
AV1
Exercícios sobre o Sistema Circulatório 8º ano
1. O Coração é um órgão do Sistema Circulatório. Assinale a alternativa INCORRETA
a) É a bomba propulsora que faz o sangue circular por todo o corpo.
b) Localiza-se na cavidade torácica entre os pulmões, no espaço mediastino.
c) Apresenta 4 grandes cavidades.
d) Seus batimentos são voluntários
2. Os Vasos sanguíneos são as vias de transporte por onde o sangue circula. Não se pode afirmar que:
a) as artérias são vasos que saem do coração e conduzem o sangue para todo o corpo
b) veias são vasos que carregam sangue dos tecidos ao coração
c) capilares são vasos sanguíneos com grande espessura que se originam das ramificações das
artérias e veias
d) capilares tem como função irrigar as células.
3. Sobre o sistema circulatório analise os itens:
I. Linfa: fluido produzido quando o sangue passa pelos capilares e vaza para os espaços entre as células.
II. Vasos linfáticos: são as vias de transporte da linfa. Drenam a linfa do espaço entre as células (espaço
intersticial) para as veias subclávias.
Está(ao) correto(s)
a) Somente I
b) Somente II
c) I e II
d) nenhum
4. O sistema circulatório é responsável por conduzir elementos essenciais para todos os tecidos do corpo:
oxigênio para as células, hormônios (que são liberados pelas glândulas endócrinas) para os tecidos,
condução de __________ para sua eliminação nos pulmões, coleta de excretas metabólicos e celulares,
entrega desses rejeitos nos órgãos excretores, como os rins.
Qual das alternativas completa a frase
a) dióxido de carbono
P á g i n a | 58
b) oxigênio
c) nitrogênio
d) hidrogênio
5. Assinale a alternativa que não representa uma função do sistema respiratório
a) Apresenta importante papel no sistema imunológico de defesa contra infecções
b) Atua na termorregulação da temperatura com a vasodilatação ou vasoconstrição de vasos sanguíneos
c) O transporte de nutrientes desde os locais de absorção até as células dos diferentes órgãos também
é realizado por este sistema.
d) Promover a síntese de proteína para levar essas substâncias ao interior das células
6. Pode -se dizer que Sistema circulatório no ser humano é composto de, EXCETO
a) sangue,
b) condutores (veias e artérias)
c) coração.
d) glândulas hormonais
7.Sobre o sistema vascular analise os itens:
I. É composto pelos vasos sanguíneos: artérias, veias e capilares.
II. As artérias são os vasos pelos quais, em regra, o sangue sai do coração.
III. Os capilares são vasos microscópicos, com apenas uma camada de células e uma camada basal e
que são responsáveis pelas trocas de gases e nutrientes entre o sangue e o meio interno.
Quantos itens estão corretos?
a) 1
b) 2
c) 3
d) nenhum
Figura do
8. Não é uma característica da Circulação pulmonar
a) A circulação pulmonar é, em termos de distância, muito mais longa do que a circulação
sistêmica
P á g i n a | 59
b) A circulação pulmonar ou pequena circulação inicia-se no tronco da artéria pulmonar (que sai do
ventrículo direito),
c) da artéria pulmonar segue pelos ramos das
artérias pulmonares, arteríolas pulmonares, capilares pulmonares
d) nos alvéolos, ocorre a hematose - troca de gases.
c) Até aqui o sangue é venoso - rico em gás carbônico. A partir daqui o sangue é arterial - rico em
oxigênio. Segue: vênulas pulmonares e veias pulmonares que desaguam no átrio esquerdo do coração.
9. No sistema circulatório o coração bombeia o sangue oxigenado para o corpo e o sangue desoxigenado
para os pulmões. Assinale a alternativa INCORRETA
a) No coração humano existe um aurícula e um ventrículo para cada circulação, e com ambos uma
circulação sistêmica e pulmonar, havendo quatro câmaras no total: átrio esquerdo, ventrículo esquerdo,
átrio direito e ventrículo direito.
b) O átrio direito é a câmara superior do lado direito do coração.
c) O sangue que retorna pelas veias cavas ao átrio direito é arterial (rico em oxigênio)
d) O sangue do ventrículo direito é bombeado pela artéria pulmonar para os pulmões para re-oxigenação
e remoção de dióxido de carbono.
10. No sistema circulatório o sangue volta dos pulmões ao coração através das veias pulmonares o átrio
esquerdo recebe sangue recém-oxigenado dos pulmões, que é passado através da válvula bicúspide
para o:
a) ventrículo esquerdo.
b) átrio esquerdo
c) átrio direito
d) ventrículo direito
P á g i n a | 60
AV2
QUESTÕES SUBJETIVAS SOBRE O SISTEMA CIRCULATÓRIO
1) Onde se localiza o coração?
É um órgão muscular, que se localiza na caixa torácica, entre os pulmões.
2) Explique como funciona o coração:
Como uma bomba dupla, de modo que o lado esquerdo bombeia o sangue arterial para as diversas
partes do corpo, enquanto o lado direito bombeia o sangue venoso para os pulmões.
3) Como o coração impulsiona o sangue?
Por meio de dois movimentos: contração ou sístole e relaxamento ou diástole.
4) Quais são as principais estruturas do coração são?
Pericárdio, Endocárdio, Miocárdio, Átrios ou aurículas, Ventrículos, Válvula tricúspide, Válvula mitral.
5) O que são Vasos Sanguíneos?
Os vasos sanguíneos são tubos do sistema circulatório, distribuídos por todo o corpo, por onde circula
o sangue.
6) De que São formados os vasos sanguíneos?
Por uma rede de artérias e veias que se ramificam formado os capilares.
7) Como é a parede da artéria?
É espessa, formada de tecido muscular e elástico, que suporta a pressão do sangue.
8) Qual é a diferença do sangue venoso para o arterial?
Venoso rico em gás carbônico, é bombeado do coração para os pulmões através das artérias
pulmonares. Enquanto o sangue arterial, rico em gás oxigênio, é bombeado do coração para os tecido
do corpo através da artéria aorta.
9) O que são as veias e quais são as suas características?
As veias são vasos do sistema circulatório, que transportam o sangue de volta dos tecidos do corpo
para o coração. Suas paredes são mais finas que as artérias.
P á g i n a | 61
10) Como os capilares atuam?
Suas paredes apresentam apenas uma camada de células, que permitem a troca de substâncias entr
o sangue e as células. Os capilares se ligam às veias, levando o sangue de volta para o coração.
Sistema Nervoso – Funções E Elementos Essenciais
O sistema nervoso é um dos sistemas mais fascinantes e complexos do corpo humano, interligan
uma infinidade de componentes. Para saber detalhes sobre as funções, elementos e partes des
sistema, confira nosso artigo.
Qual a Função do Sistema
Nervoso?
O sistema nervoso desempenha diversas funções de fundamental importância para o funcionamen
do corpo, atuando em conjunto com outros órgãos.
Cabe a esse sistema atuar nas funções sensitivas, integradoras e motoras, que são aplicadas pa
transportar mensagens do cérebro e medula espinhal para várias partes do corpo. Vejamos cada um
dessas funções.
Sensitivas
Os receptores sensitivos, também chamados de neurônios receptores ou aferentes, captam estímulos
várias informações do corpo.
Por exemplo, quando ocorre uma inflamação, ferimento ou uma simples alteração da temperatu
externa, imediatamente os receptores sensitivos captam essas informações, enviando-as para o encéfa
ou medula espinhal.
Integradoras
Quanto às funções integradoras, no sistema nervoso os neurônios conectores efetuam a anális
processamento e armazenamento dos estímulos e informações inicialmente captadas por meio d
receptores sensitivos.
Esses conectores são também responsáveis por preparar a resposta do organismo com relação
situação que está acontecendo.
Motoras
Consiste na etapa final do sistema nervoso com relação aos estímulos. A função motora determina
resposta desse sistema, sendo realizada pelos neurônios motores.
As células e órgãos efetores que permanecem em contato com os neurônios motores, são estimulad
por uma informação do cérebro e imediatamente executam uma ação diante de determinada situação
Elementos do Sistema Nervoso Central
P á g i n a | 62
O sistema nervoso é formado por diversos elementos que desempenham papéis específicos. Ess
elementos são:
 Tecido nervoso
 Neurônio
 Bulbo raquidiano
 Cérebro
 Cerebelo
 Nervos raquidianos
 Tronco encefálico
 Medula espinhal
 Hipotálamo
Vejamos os detalhes sobre cada um deles.
Tecido nervoso
No sistema nervoso, esse tecido de comunicação atua na recepção, interpretação e resposta a
estímulos recebidos, sendo que as células do tecido nervoso são extremamente especializadas quan
ao processamento de informações.
Na composição do tecido nervoso, além dos elementos conjuntivos, estão dois tipos de células:
nervosas (neurônios) e as de nevróglia.
A principal função do tecido nervoso é estabelecer uma comunicação altamente rápida e eficaz entre
órgãos do corpo e o ambiente (meio externo).
Neurônio
No sistema nervoso, os neurônios têm como função central conduzir os impulsos nervosos. Ainda q
essas células não sejam as únicas do sistema nervoso, elas são lembradas por serem as ma
conhecidas.
P á g i n a | 63
Uma célula nervosa possui diversos prolongamentos, sendo que o conjunto composto por essa célula
prolongamentos recebe o nome de neurônio. Os elementos básicos de um neurônio são o corpo celula
os dendritos e o axônio.
No espaço existente entre um neurônio e outra célula, há uma junção chamada de sinapse. É exatamen
nesses locais que são inseridos os neurotransmissores que transportam as informações de um neurôn
para outra célula.
Bulbo raquidiano
Na estrutura do sistema nervoso, o bulbo raquidiano tem como função conduzir os impulsos nervoso
Esse elemento do sistema nervoso está conectado de forma direta à medula espinhal, sendo a porç
inferior do tronco encefálico.
Cérebro
No sistema nervoso, o cérebro é sem dúvida o órgão mais importante, essencial para a vida human
Esse minucioso “computador” fica situado na caixa craniana. É para o cérebro que são enviadas tod
as informações que recebemos.
Esse complexo órgão responde somente por 2% do total da massa corporal. No entanto, o céreb
consome mais de 20% de todo oxigênio do corpo e é responsável pelo controle de atividades como:
 Movimento;
 Sono;
 Fome;
 Sensações;
 Memória;
 Fala;
 Sede etc.
O cérebro também atua no controle de emoções como, por exemplo, amor, ódio, medo, ira, alegr
tristeza etc.
O cérebro pesa em torno de 1,5 kg, atuando nas interpretações do mundo exterior e também abriga
essência da mente humana.
P á g i n a | 64
Cerebelo
No sistema nervoso, o cerebelo é a região do cérebro que abriga metade dos neurônios. O
cerebelo recebe impulsos de várias regiões do corpo e estabelece uma conexão entre o
tronco encefálico e o córtex cerebral.
O cerebelo, além de ser determinante para o equilíbrio corporal, atua no recebimento de
inúmeros estímulos de músculos e tendões e também desempenha o papel de controlar as
funções motoras.
Dessa forma, essa importante região do cérebro é fundamental para o desempenho
adequado dos movimentos voluntários, aprendizagem motora, audição, tato e visão.
Nervos raquidianos (nervos espinhais)
Os chamados nervos raquidianos apresentam função mista. Isso significa que eles atuam
nas questões motoras ao transmitirem mensagens dos centros nervosos para os órgãos e
também agem nas questões sensitivas, enviando estímulos dos órgãos para os centros
nervosos.
Os nervos raquidianos se originam na medula espinhal e são compostos por 31 pares:
 5 pares de nervos sacrais
 8 pares de nervos cervicais
 1 par de nervo coccígeo
 5 pares de nervos lombares
 12 pares de nervos torácicos
Tronco encefálico
No sistema nervoso, o tronco encefálico abriga um imenso conjunto de corpos de neurônios agrupad
em fibras nervosas e núcleos. Esse tronco está ligado à coluna espinhal e atua no recebimento
informações sensitivas de estruturas cranianas.
P á g i n a | 65
Uma das funções essenciais do tronco encefálico é controlar os músculos localizados na cabeça, já q
ele abriga circuitos nervosos capazes de transmitir informações da medula espinhal para as estrutur
encefálicas, assim como nas direções contrárias.
No sistema nervoso, outra das funções primordiais do tronco encefálico é equilibrar a respiraçã
temperatura corporal, capacidade de atenção e estado de alerta consciente.
Medula espinhal
Na estrutura do sistema nervoso, a medula espinhal consiste em um cordão cilíndrico formado p
células nervosas, sendo esse cordão situado no canal interno das vértebras.
A medula espinhal exerce o papel de propiciar a comunicação entre o corpo e o sistema nervoso, atuan
também nos reflexos e preservando o corpo em ocorrências de emergências (que geralmente exige
uma rápida resposta).
Ainda que a medula espinhal muitas vezes seja confundida com a medula óssea, é preciso ter claro
diferenciação entre elas. Enquanto que a medula óssea é responsável pela produção de célul
sanguíneas, a medula espinhal integra o sistema nervoso central.
Hipotálamo
O hipotálamo, que apresenta o tamanho aproximado de uma amêndoa, é o grande responsável p
coordenar a maior parte das funções endócrinas.
Isso significa que o hipotálamo exerce um papel direto no desempenho da hipófise e também atua
forma indireta sobre outras glândulas, tais como tireoide, adrenais, gônadas sexuais e mamárias.
O hipotálamo fica situado na região da base do encéfalo, logo abaixo do tálamo e acima da hipófise.
hipotálamo também atua na regulação de funções como apetite, sede, sono, temperatura corporal
atividades do sistema nervoso autônomo.
Além de aprender sobre o sistema nervoso, fique por dentro dos nossos demais conteúd
sobre anatomia humana, explicados de forma fácil e resumida.
P á g i n a | 66
AV1
Exercícios sobre o Sistema Nervoso
Questões objetivas sobre o sistema nervoso
1. O Sistema nervosa:
a) é a parte do organismo que transmite sinais entre as suas diferentes partes e coordena as su
ações voluntárias e involuntárias.
b) constitui-se de duas partes principais: o sistema nervoso alto (SNA) e o sistema nervoso baixo (SNB
c) é a parte do organismo que transmite sinais entre as suas diferentes partes e coordena as somen
as ações involuntárias.
d) b) constitui-se de células especializadas chamadas de nervuras
2. Sobre o sistema nervoso central é INCORRETO afirmar que:
a) é formado pelo encéfalo e pela medula espinhal.
b) Todas as partes do encéfalo e da medula estão envolvidas por três membranas de tecido conjuntivo
as meninges.
c) O encéfalo, principal centro de controle,
d) O encéfalo é constituído por cérebro, cerebelo, tálamo, hipófise e paratireóide
3. Sobre o Sistema Nervoso Periférico assinale a alternativa ERRADA
a) O SNP constitui-se principalmente de nervos, que são feixes de axônios que ligam o sistema nervo
central a todas as outras partes do corpo.
b) O SNP inclui: neurônios motores, mediando o movimento voluntário;
c) o sistema nervoso autônomo, compreendendo o sistema nervoso simpático e o sistema nervo
parassimpático, que regulam as funções involuntárias;
d) e o sistema nervoso entérico, que controla os movimentos respiratórios.
4. Considerando o sistema nervoso autônomo analise os itens:
I. é dividido em sistema nervoso simpático, sistema nervoso parassimpático e sistema nervoso entéric
II. O sistema nervoso simpático responde ao perigo iminente ou stress, e é responsável pelo incremen
do batimento cardíaco e da pressão arterial, entre outras mudanças fisiológicas.
Está(ão) correto(s)
a) Apenas I
b) Apenas II
c) I e II
d) nenhum
5. O sistema nervoso parassimpático, é responsável por:
a) constrição pupilar, a redução dos batimentos cardíacos, a dilatação dos vasos sanguíneos e
estimulação dos sistemas digestivo e geniturinário.
b) constrição pupilar, aumento dos batimentos cardíacos, a dilatação dos vasos sanguíneos e
estimulação dos sistemas esqueléticos e muscular.
P á g i n a | 67
c) constrição pupilar, a aumento dos batimentos cardíacos, a dilatação dos vasos alvéolos pulmonares
a estimulação dos sistemas digestivo e geniturinário.
d) constrição pupilar, a redução dos batimentos cardíacos, a dilatação dos vasos sanguíneos e a
estimulação da adrenalina no sangue
AV2
Questões subjetivas sobre o Sistema Nervoso
1. O sistema nervoso humano é capaz de uma ampla gama de funções. Qual é a unidade básica
sistema nervoso?
Neurônios.
São células que realizam a maior parte do processamento de informações, memória e funções
comunicação do sistema nervoso
2. A célula neuronal é composta de quantas partes?
Os neurônios têm três partes básicas: um corpo celular e duas extensões chamadas de axônio
dendrito.
3. Quais são os tipos de Neurônios ?
Os neurônios sensoriais carregam informações dos órgãos dos sentidos (como olhos e ouvido
para o cérebro. Os neurônios motores têm longos axônios e transmitem informações do sistem
nervoso central para os músculos e glândulas do corpo. Uma terceira classe de neurônios são
que somente se comunicam com outros neurônios.
4. O que é um neurotransmissor comum?
A acetilcolina é um neurotransmissor excitatório, o que significa que torna as células ma
excitáveis.
P á g i n a | 68
4ºBIMESTRE
P á g i n a | 69
P á g i n a | 70
P á g i n a | 71
P á g i n a | 72
P á g i n a | 73
P á g i n a | 74
P á g i n a | 75
P á g i n a | 76
P á g i n a | 77
P á g i n a | 78
P á g i n a | 79
P á g i n a | 80
P á g i n a | 81
P á g i n a | 82
AV 1
Fundamentos básicos do futsal
No futsal, todos os jogadores devem defender e atacar por mais que existam
posições definidas. Esse esporte é muito dinâmico e permite a constante troca
de posições dos jogadores.
Controle/domínio
Esse fundamento consiste basicamente em controlar e dominar a bola,
geralmente após receber um passe. Pode ser feito com qualquer parte do
corpo, com exceção das mãos, dos antebraços e dos braços.
Passe
É considerado um dos mais importantes fundamentos do futsal. Basicamente, é
o ato de passar a bola para um companheiro de equipe. Esse passe pode ser
realizado a curta, a média ou a longa distância, pelo chão ou pelo alto e,
dependendo da circunstância da jogada, pode ser realizado com qualquer parte
do corpo, com exceção das mãos, dos antebraços e dos braços.
Condução de bola
Neste caso, a condução é o ato de se movimentar pela quadra em diversas
direções, com a bola, tendo-a sob total domínio.
Finta/drible
São dois fundamentos parecidos; a diferença é que a finta é feita sem a bola, e
o drible com a bola, porém ambos têm o mesmo propósito: enganar o
adversário e conseguir progredir para o gol.
Cabeceio
O cabeceio é um fundamento que pode ser realizado pelo jogador,
principalmente, para três fins: defender a própria meta, realizar um passe para
algum companheiro ou marcar um gol.
Chute
É o fundamento que corresponde ao ato de bater na bola com os pés, seja
para tirá-la de perto da sua meta ou para tentar acertar a meta adversária e
marcar um gol. Existem alguns tipos de chute, como o chute feito com a parte
interna do pé, o chute feito com a parte externa do pé, chutes com o peito do
pé e até mesmo de calcanhar.
Regras do futsal
P á g i n a | 83
1- O futsal é disputado em quadras de 24 a 42m de comprimento por 14 a 22m
de largura.
2- A bola pesa entre 410 e 500g e tem de 53 a 62cm de circunferência.
3- As metas medem 3 metros de largura por 2 de altura.
4- As partidas são disputadas entre duas equipes compostas por 5 jogadores
cada uma.
5- O objetivo do jogo é fazer com que a bola entre na meta defendida pelo
adversário, popularmente conhecida como gol, porém sem utilizar as mãos,
antebraços ou braços.
6- Será vencedora a equipe que tiver o maior número de gols a seu favor no
placar.
7- A partida tem a duração de quarenta minutos (dois tempos de vinte) para
adultos e de trinta minutos (dois tempos de 15) para juvenis.
8- O arremesso lateral e o arremesso de canto são cobrados com os pés.
9- O goleiro deve sempre repor a bola em jogo, com a mão ou com os pés,
quatro segundos após defendê-la e de modo que não atravesse a linha central
sem que primeiro toque o piso, ou um jogador.
10- Após a quinta falta coletiva, a equipe infratora é punida com a cobrança de
um tiro livre direto, sem barreira, do local onde foi cometida a falta.
11- O atleta que cometer cinco faltas será desclassificado. O atleta quando
expulso da partida não deverá ficar no banco de reservas e nem retornar a
mesma. O seu time ficará 2 minutos com 4 jogadores ou até que sofra um gol;
então assim será permitido entrar um outro jogador para recompor a sua
equipe.
P á g i n a | 84
12- A bola estará fora de jogo quando sair completamente quer pelo solo ou
pelo alto das linhas laterais ou de fundo.
13- Quando o atleta da mesma equipe ao cobrar uma falta atrasa a bola para o
goleiro e ela entra diretamente no gol, o tento não será válido e deverá ser
marcado um arremesso de canto a favor da equipe adversária.
14- Na hora do pênalti o goleiro deverá ficar sobre a linha do gol, podendo
movimentar-se exclusivamente sobre ela.
15- No lateral ou no escanteio se um atleta do futsal arremessar a bola contra a
sua própria meta e a bola penetrar na mesma, tocando ou não no goleiro, o
tento não será válido.
16- No lateral se um atleta arremessar a bola contra a meta adversária e a bola
penetrar na mesma, tocando ou não no goleiro, o tento não será válido.
17- No escanteio se um atleta arremessar a bola contra a meta adversária e a
bola penetrar na mesma, tocando ou não no goleiro o tento será válido.
18- No arremesso lateral é suficiente que a bola esteja apoiada no solo
colocada sobre ou junto a linha demarcatória da lateral, do lado de fora da
quadra de jogo, podendo mover-se levemente.
19- Se o goleiro do futsal demora mais que 4 segundos para executar o
arremesso de meta, um tiro livre indireto (dois lances), será concedido em favor
da equipe adversária, colocando-se a bola sobre a linha da área de meta e no
ponto mais próximo onde ocorreu a infração.
Por: Ederson Prado Sales
1. Qual fato mais chamou sua atenção no surgimento do futsal? Em
que década surgiu o futsal?
2. Que fatores levaram a prática do futsal?
3. Que características podemos destacar em um jogador de futsal?
4. Cite os fundamentos básicos do futsal.
5. Uma equipe de futsal é composta de quantos jogadores ( titulares e
reservas )?
6. Qual o objetivo do jogo de futsal? Nesse jogo quanto tempo dura
uma partida?
7. Quais são as posições táticas no jogo de futsal?
8. Cite uma regra que você considera importante deste esporte.
9. Cite nome de 5 jogadores(as) famosos que praticaram o futsal.
10. Explique as punições possíveis no futsal.
11. Quanto tempo o goleiro possui para passar a bola à um
companheiro?
P á g i n a | 85
12. Desenhe a quadra de futsal.
AV2
Vejam as alterações em cada regra:
Regra 01 – quadra de jogo
Agora haverá área técnica. Apenas nela será permitida ao técnico dar instruções
durante o jogo. Esta área terá o comprimento de seis metros, contando os cinco
metros da zona de substituição mais um metro em direção à linha de fundo.
Regra 02 – número de jogadores
Para uma partida ser iniciada, as equipes deverão possuir, no mínimo, três
jogadores, e não mais cinco. Durante o jogo, se uma das equipes ficar reduzida
a menos de três jogadores, a partida será encerrada.
Substituições não poderão ser feitas durante o tempo técnico.
Na situação de dois jogadores expulsos ao mesmo tempo, sendo um de cada
equipe: se outro jogador for expulso e sua equipe, posteriormente, sofrer um gol,
poderá repor só um jogador imediatamente, referente ao tempo do primeiro
vermelho; as outras reposições deverão aguardar os dois minutos de cada
expulsão.
Regra 03 – equipamento
Os árbitros poderão usar calça comprida (de cor branca, assim como o tênis) em
dias de baixa temperatura.
Não será mais permitido tornozeleiras por fora dos meiões, mesmo que sejam
da mesma cor destes.
Regra 04 – cronometrista e anotador
O anotador entregará, no início de cada período, uma placa para o pedido de
tempo técnico, assim como, nas expulsões, entregará uma ficha constando o
tempo em que o substituto poderá entrar em quadra.
Regra 05 – duração da partida
O período ou a partida só acabará quando o árbitro determinar, ou seja, com o
apito do mesmo, e não mais com o sinal sonoro do cronômetro ou do
cronometrista. Se for dado um chute (ou cabeceada) a gol e o cronômetro zerar,
a sua conclusão deverá ser aguardada.
Nesse caso, o árbitro encerrará o período ou partida quando a bola: entrar
diretamente no gol; tocar no goleiro ou trave e entrar no gol; ir para fora; tocar
em algum jogador de linha; bater na trave e voltar para a quadra; ou o goleiro
defendê-la.
Se for marcado pênalti ou tiro sem barreira (sexta falta) no zerar do cronômetro ou na
trajetória do último chute, deverá ser executada a cobrança e só depois encerrado o jogo
P á g i n a | 86
ou tempo. Mesmo com o cronômetro zerado, será repetida a cobrança, em caso de
irregularidade que obrigue a repetição.
A solicitação de tempo técnico será feito com o treinador ou membro da comissão
técnica apresentando a placa do pedido ao anotador ou cronometrista. Não haverá mais
pedido verbal para os mesários ou árbitros.
Durante o tempo técnico, os jogadores reservas e os membros da comissão não poderão
entrar na quadra.
O técnico, ao orientar os atletas durante o jogo, não poderá ficar a menos de cinco
metros da mesa de arbitragem, nem poderá ultrapassar, em direção à linha de fundo, o
espaço à ele destinado, respeitando a área técnica.
Regra 06 – bola de saída
Não valerá mais o gol em chute direto da bola de saída (início de jogo, período ou após
um gol adversário). A bola deverá ser tocada por outro jogador antes ou tocar em um
adversário. Se entrar direto, será dado arremesso de meta.
Regra 07 – faltas e incorreções
Se o goleiro tocar a bola com os pés em sua meia-quadra de defesa, assim como
cobrar um lateral em seu lado, não poderá receber de volta do companheiro de
forma intencional, sem que ela tenha sido jogada ou tocada por um adversário.
Se isso ocorrer, será marcado tiro livre indireto. Na meia-quadra de ataque, o
toque é livre.
Mesmo que a bola passe a metade da quadra ou o goleiro passe a linha da meia-
quadra sem tocar a bola e volte, o segundo toque não será permitido.
A contagem dos quatro segundos para o primeiro toque, na quadra defensiva,
continua.
Se o goleiro receber a bola na defesa e ir para o ataque, não poderá voltar para
sua meia-quadra defensiva, sofrendo tiro livre indireto. Mas, se receber a bola
no ataque, poderá voltar para a quadra de defesa, respeitando os quatro
segundos na mesma.
Regra 08 – tiro livre
Um tiro livre sem barreira só poderá ser cobrado diretamente para o gol, sem
poder passar para um companheiro.
Regra 09 – pênalti
Ao correr para a cobrança, o jogador poderá fazer fintas mas não pode dar a
chamada “paradinha”.
Na cobrança, a bola pode ser passada para um companheiro, desde que o passe
seja para frente.
Regra 10 – lateral
Na cobrança de lateral, a bola deverá ser colocada no chão sobre a linha lateral
ou, no máximo, 25 centímetros atrás dela, podendo estar imóvel ou
movimentando-se lentamente.
P á g i n a | 87
Se o goleiro cobrar o lateral na sua meia-quadra de defesa, será contado como um toque,
não podendo receber a bola novamente – exceto se a bola tocar num adversário. Se
cobrar no ataque, não será contado o toque.
Regra 11 – arremesso de meta
Ao repor a bola em jogo com arremesso de meta, o goleiro não poderá recebê-la em
qualquer parte da quadra, seja defesa ou ataque, sem que a bola tenha sido tocada ou
jogada pelo adversário. Se receber, será dado tiro livre indireto.
A recomendação, para que o árbitro contabilize o toque, será ficar com o dedo em riste
na diagonal para baixo, após o arremesso de meta, até que haja toque do adversário.
Regra 12 – escanteio
Em caso de reversão, será concedido um arremesso de meta ao adversário.
QUESTOES
1) A frase abaixo faz parte de qual definição no futsal?
Agora haverá área técnica. Apenas nela será permitida ao técnico dar instruções durante
o jogo. Esta área terá o comprimento de seis metros, contando os cinco metros da zona
de substituição mais um metro em direção à linha de fundo.
A) quadra de jogo sendo ela basquete e futsal
B) quadra de jogo sendo ela futsal e volei
C) quadra de jogo sendo ela futsal e tênis
D) quadra de jogo de futsal
2) Para uma partida ser iniciada, as equipes deverão possuir, no
mínimo,_______________, e ________________________. Durante o jogo, se uma
das equipes ficar reduzida a menos de três jogadores, a partida será encerrada. Sobre
substituições não poderão ser feitas durante o tempo técnico.
A) 8 jogadores, e não mais cinco
B) dois jogadores, e não mais 5
C) três jogadores, e não mais cinco
D) três jogadores, e não dezessete
P á g i n a | 88
3) Na situação de dois jogadores expulsos ao mesmo tempo, sendo um de cada
equipe: se outro jogador for expulso e sua equipe, posteriormente, sofrer um gol,
poderá repor:
A) só dois jogadores imediatamente, referente ao tempo do primeiro vermelho;
as outras reposições deverão aguardar os cinco minutos de cada expulsão.
B) só um jogador imediatamente, referente ao tempo do primeiro vermelho; as
outras reposições deverão aguardar os onze minutos de cada expulsão.
C) só sete jogadores imediatamente, referente ao tempo do primeiro vermelho;
as outras reposições deverão aguardar os três minutos de cada expulsão.
D) só um jogador imediatamente, referente ao tempo do primeiro vermelho;
as outras reposições deverão aguardar os dois minutos de cada expulsão.
4) Em caso de reversão, será concedido um arremesso de meta ao adversário.
Essa afirmação se trata do:
A) passe
B) saque
C) tiro de lateral
D) saque por cima e manchete.
E) escanteio
5) Ao repor a bola em jogo com arremesso de meta, o goleiro não poderá recebê-
la em qualquer parte da quadra, seja defesa ou ataque, sem que a bola tenha
sido tocada ou jogada pelo adversário. Se receber, será dado tiro livre indireto.
Essa frase é uma afirmação sobre:
A) arremesso de meta
B) escanteio
C) tiro de lateral
D) tiro direto
E) tiro indireto
6) Na cobrança de lateral, a bola deverá ser colocada no chão sobre a linha
lateral ou, no máximo, 25 centímetros atrás dela, podendo estar imóvel ou
movimentando-se lentamente.
P á g i n a | 89
Se o goleiro cobrar o lateral na sua meia-quadra de defesa, será contado como
um toque, não podendo receber a bola novamente – exceto se a bola tocar num
adversário. Se cobrar no ataque, não será contado o toque. Essa afirmação
explica sobre o tiro de:
A) tiro direto
B) tiro indireto
C) lateral
D) tiro de meta
7) Será concedido um tiro penal contra a equipe que cometer uma das dez faltas
que levem a um tiro direto, dentro de sua própria área penal, enquanto a bola
está em jogo.
Logo Um gol poderá ser marcado diretamente:
A) de um tiro de canto. Será concedido tempo adicional para execução de um
penal, ao final de cada tempo ou no final dos períodos de tempo suplementar.
B) de um tiro penal. Será concedido tempo adicional para execução de um
tiro penal, ao final de cada tempo ou no final dos períodos de tempo
suplementar.
C) de um tiro penal. Será concedido tempo de 19 minutos para execução de um
penal, ao final de cada tempo ou no final dos períodos de tempo suplementar.
D) de um tiro de lateral. Será concedido tempo adicional para execução de um
penal, ao final de cada tempo ou no final dos períodos de tempo suplementar.
8) Ao correr para a cobrança, o jogador poderá fazer fintas, mas não pode dar a
chamada “paradinha”.
Na cobrança, a bola pode ser passada para:
A) dois companheiros, desde que o passe seja para frente.
B) um companheiro, desde que o passe seja para os lados.
C) um companheiro, desde que o passe seja para frente.
D) um companheiro, desde que o passe seja para as laterais.
P á g i n a | 90
AV 3
QUESTÕES PARA ESTUDO - FUTSAL
Questão 01 - O tiro livre direto é uma penalidade do futsal que deverá ocorrer
quando o jogador?
O tiro livro direto é concedido a uma equipe quando o jogador adversário
apresentar as seguintes atitudes: dar pontapé, derrubar o jogador do outro time,
bater, cuspir, tentar segurar o adversário, empurrar o adversário, oferecer perigo
a outro jogador de maneira imprudente ou praticar uma jogada que atinja de
forma perigosa qualquer jogador
Questão 02 – Em uma partida, quando o jogador de futsal será punido com o
cartão vermelho?
Os cartões vermelhos são apresentados aos jogadores caso ocorram algumas
das seguintes infrações:
- Apresentar uma conduta violenta;
- Fizer jogo brusco grave;
- Realizar gestos obscenos, grosseiros e ofensivos;
- Ter duas vezes na mesma partida uma atitude punível com cartão amarelo;
- Impedir com a mão a marcação de um gol contra sua equipe, caso você não
seja o goleiro;
- Cuspir em alguma pessoa durante a partida;
- Dar uma entrada que possa comprometer a integridade física de um jogador;
- Impedir de forma ilegal a tentativa de concluir um tento;
- Um jogador reserva invadir o campo para reclamar ou atrapalhar a partida.
Questão 03 - A partida será disputada entre duas equipes compostas, cada uma
com 7 jogadores, no máximo como reservas e no máximo quantos jogadores
dentro de quadra?
Para uma partida ser iniciada, as equipes deverão possuir, no mínimo, três
jogadores, e não mais cinco. Durante o jogo, se uma das equipes ficar reduzida
a menos de três jogadores, a partida será encerrada.
Questão 04 - O tiro lateral será cobrado sempre que a bola atravessar
inteiramente as linhas laterais quer pelo solo, quer pelo alto ou tocar no teto, mas
como deve ser cobrado o lateral?
O retorno da bola à quadra de jogo dar-se-á com o uso dos pés, estando a bola
colocada no local onde a mesma saiu, podendo ser chutada em qualquer
direção, executado por um jogador adversário daquela equipe que tocou a bola
por último.
Questão 05 - Quando e por que a denominação “futebol de salão” foi substituída
por “FUTSAL”?
P á g i n a | 91
O nome do Futebol de Salão foi modificado para FUTSAL nos anos 90, e foi
subistituída porque a denominação do jogo passou a ser então futsal, para
identificar a fusão no contexto esportivo internacional.
Surge então o Futsal, terminologia adotada para identificar esta fusão no
contexto esportivo internacional.
Questão 06 - Muito parecido com o futebol, o futsal apresenta quatro posições
principais, que são?
GOLEIRO/ALAS/FIXO/PIVÔ
Questão 07 – Quais são as funções dos jogadores de futsal?
FUNÇÃO DO GOLEIRO
Talvez seja o jogador mais importante da equipe, deve coordenar a equipe, pois
joga de frente para o adversário. Hoje também, têm de saber usar os pés a fim
de passar e finalizar. Lançar com as mãos e reposição rápida com a bola é
fundamental para o goleiro. Deve orientar a sua equipe sempre. Deve saber os
movimentos táticos, principalmente os de saída de bola e dar cobertura ao
sistema defensivo. A atenção é primordial para esta posição.
FUNÇÃO DO FIXO
Geralmente é o atleta encarregado de desarmar as jogadas dos adversários, são
atletas de excelente marcação. Hoje também são criadores de jogadas, com bom
remate de longa distância. Deve ter grande senso de distribuição de jogo e
cobertura. O fixo deve ter bom sincronismo com os alas e com o goleiro na
marcação. O pivô adversário é quem marca o fixo, por isto ele deve saber
deslocar-se, para sair nas costas do adversário e criar situações de vantagem
no ataque. Antecipação é fundamental para ser um bom fixo.
FUNÇÃO DOS ALAS
São responsáveis pelo desenrolar das jogadas. Devem deslocar-se
constantemente, com ou sem bola. É importante ter na equipe sempre um
jogador destro e um canhoto em cada ala. Normalmente os alas jogam em
posições invertidas (ala direito no lado esquerdo e ala esquerda no lado direito).
Os alas devem ser jogadores que utilizam bem os espaços vazios da equipa,
com grande percepção das jogadas e precisão nos passes. Devem saber marcar
e atacar na mesma proporção, ter excelente controlo de bola, dribles e boa
finalização são características importantes para os alas.
FUNÇÃO DO PIVÔ
Quase sempre é o jogador que têm maior poder de finalização, também como
característica a proteção da bola de costas. É importante para o pivô saber o
tempo certo de passar a bola para os seus companheiros. Hoje, o pivô têm que
P á g i n a | 92
se preocupar com a marcação, pois é dele a primeiro linha defensiva. Existem
pivô de referência (mais parado na frente) e pivô de movimentação (deslocam-
se pelo campo).
Questão 08 - Segundo o inicio da partida no futsal, a bola de saída: Dado o sinal
pelo árbitro, a partida será iniciada por um dos atletas, que movimentará a bola
em qual direção?
A bola deve ser rolada para frente para o seu companheiro que está do seu lado.
Questão 09 - Quem foi o inventor do Futsal ?
O criador foi o professor de Educação Física da Associação Cristã de Moços de
Montevidéu, Juan Carlos Ceriani Gravier.
Questão 10 - Quais são os fundamentos técnicos utilizados no Futsal?
- Passe
- Drible
- Finta
- Cabeceio
- Chute
- Recepção
- Condução
- Domínio
Questão 11 - Fundamento técnico onde o jogador utiliza-se da bola para
enganar o adversário. Qual seria esse fundamento técnico ?
Finta
Questão 12 - É a ação de progredir com a bola por todos os espaços possíveis
de jogo. Qual seria esse fundamento técnico ?
Condução de bola pela quadra
Questão 13 - No Futsal, o pivô ocupa que posição em quadra?
O pivo ocupa a posiçao de meio campo no futsal
P á g i n a | 93
Questão 14 - Assim como no futebol de campo, que existem os jogadores que
conduzem a bola pelas laterais do campo, no Futsal também existem esses
jogadores. Qual seria o nome dessa posição no futsal?
ALA
Questão 15 - Quais são as medidas oficiais da quadra de futsal ?
A)
B)
C)
Avaliação Diagnóstica 8ºAno.docx
Avaliação Diagnóstica 8ºAno.docx
Avaliação Diagnóstica 8ºAno.docx
Avaliação Diagnóstica 8ºAno.docx
Avaliação Diagnóstica 8ºAno.docx
Avaliação Diagnóstica 8ºAno.docx
Avaliação Diagnóstica 8ºAno.docx
Avaliação Diagnóstica 8ºAno.docx
Avaliação Diagnóstica 8ºAno.docx
Avaliação Diagnóstica 8ºAno.docx
Avaliação Diagnóstica 8ºAno.docx
Avaliação Diagnóstica 8ºAno.docx
Avaliação Diagnóstica 8ºAno.docx
Avaliação Diagnóstica 8ºAno.docx
Avaliação Diagnóstica 8ºAno.docx
Avaliação Diagnóstica 8ºAno.docx
Avaliação Diagnóstica 8ºAno.docx
Avaliação Diagnóstica 8ºAno.docx
Avaliação Diagnóstica 8ºAno.docx
Avaliação Diagnóstica 8ºAno.docx
Avaliação Diagnóstica 8ºAno.docx
Avaliação Diagnóstica 8ºAno.docx

Mais conteúdo relacionado

Semelhante a Avaliação Diagnóstica 8ºAno.docx

AULA 03 DE ANATOMIA SIST ESQUELÉTICO-8091681832867898.pptx
AULA 03 DE ANATOMIA SIST ESQUELÉTICO-8091681832867898.pptxAULA 03 DE ANATOMIA SIST ESQUELÉTICO-8091681832867898.pptx
AULA 03 DE ANATOMIA SIST ESQUELÉTICO-8091681832867898.pptx
silvaauristenio07
 
Especialidade de ossos, músculos e articulações
Especialidade de ossos, músculos e articulaçõesEspecialidade de ossos, músculos e articulações
Especialidade de ossos, músculos e articulações
Ed Wilson Santos
 
Sistema Esquelético
Sistema Esquelético Sistema Esquelético
Sistema Esquelético
Arlene Alves
 
Trabalho de Ciências
Trabalho de CiênciasTrabalho de Ciências
Trabalho de Ciências
O Blog do Pedagogo
 
Anatomia: Sistema ósseo
Anatomia: Sistema ósseoAnatomia: Sistema ósseo
Anatomia: Sistema ósseo
José Sanches Cruz
 
Anatomia aula 02,03.pptx ANATOMIA E FISIOLOGIA HUMANA, ESQUELETICA E ARTICULAR
Anatomia aula 02,03.pptx ANATOMIA E FISIOLOGIA HUMANA, ESQUELETICA E ARTICULARAnatomia aula 02,03.pptx ANATOMIA E FISIOLOGIA HUMANA, ESQUELETICA E ARTICULAR
Anatomia aula 02,03.pptx ANATOMIA E FISIOLOGIA HUMANA, ESQUELETICA E ARTICULAR
FABIANOVALE5
 
O Esqueleto Humano
O Esqueleto HumanoO Esqueleto Humano
O Esqueleto Humano
gatinhos
 
Aparelho locomotor
Aparelho locomotorAparelho locomotor
Aparelho locomotor
profigor
 
Sistemalocomotor
SistemalocomotorSistemalocomotor
Sistemalocomotor
adriele_camargo
 
Esqueletohumano
EsqueletohumanoEsqueletohumano
Esqueletohumano
Li Tagarelinhas
 
A_Sistema_esqueletico_ANATOMIA_DO_APAREL.pdf
A_Sistema_esqueletico_ANATOMIA_DO_APAREL.pdfA_Sistema_esqueletico_ANATOMIA_DO_APAREL.pdf
A_Sistema_esqueletico_ANATOMIA_DO_APAREL.pdf
vanessa181991
 
sistema esquelético, sistema muscular, sistema articular, sistema respiratóri...
sistema esquelético, sistema muscular, sistema articular, sistema respiratóri...sistema esquelético, sistema muscular, sistema articular, sistema respiratóri...
sistema esquelético, sistema muscular, sistema articular, sistema respiratóri...
dayanebifanomarcus
 
Esqueleto humano
Esqueleto humanoEsqueleto humano
Esqueleto humano
Miguel Nascimento
 
O esqueleto humano
O esqueleto humanoO esqueleto humano
Esqueletohumano
EsqueletohumanoEsqueletohumano
Esqueletohumano
eutss
 
SISTEMA ESQUELÉTICO do corpo humano .pdf
SISTEMA ESQUELÉTICO do corpo humano .pdfSISTEMA ESQUELÉTICO do corpo humano .pdf
SISTEMA ESQUELÉTICO do corpo humano .pdf
FrancyK2
 
Aula de anatomia(resumo)
Aula de anatomia(resumo)Aula de anatomia(resumo)
Aula de anatomia(resumo)
Vasconcelo Lucas
 
Noçoes basicas de anatomia
Noçoes basicas de anatomiaNoçoes basicas de anatomia
Noçoes basicas de anatomia
Wallace Silva
 
Sistema esquelético
Sistema esqueléticoSistema esquelético
Sistema esquelético
Gabriel Cristiano
 
Anatomia Básica.pptx
Anatomia Básica.pptxAnatomia Básica.pptx
Anatomia Básica.pptx
ssuser213c34
 

Semelhante a Avaliação Diagnóstica 8ºAno.docx (20)

AULA 03 DE ANATOMIA SIST ESQUELÉTICO-8091681832867898.pptx
AULA 03 DE ANATOMIA SIST ESQUELÉTICO-8091681832867898.pptxAULA 03 DE ANATOMIA SIST ESQUELÉTICO-8091681832867898.pptx
AULA 03 DE ANATOMIA SIST ESQUELÉTICO-8091681832867898.pptx
 
Especialidade de ossos, músculos e articulações
Especialidade de ossos, músculos e articulaçõesEspecialidade de ossos, músculos e articulações
Especialidade de ossos, músculos e articulações
 
Sistema Esquelético
Sistema Esquelético Sistema Esquelético
Sistema Esquelético
 
Trabalho de Ciências
Trabalho de CiênciasTrabalho de Ciências
Trabalho de Ciências
 
Anatomia: Sistema ósseo
Anatomia: Sistema ósseoAnatomia: Sistema ósseo
Anatomia: Sistema ósseo
 
Anatomia aula 02,03.pptx ANATOMIA E FISIOLOGIA HUMANA, ESQUELETICA E ARTICULAR
Anatomia aula 02,03.pptx ANATOMIA E FISIOLOGIA HUMANA, ESQUELETICA E ARTICULARAnatomia aula 02,03.pptx ANATOMIA E FISIOLOGIA HUMANA, ESQUELETICA E ARTICULAR
Anatomia aula 02,03.pptx ANATOMIA E FISIOLOGIA HUMANA, ESQUELETICA E ARTICULAR
 
O Esqueleto Humano
O Esqueleto HumanoO Esqueleto Humano
O Esqueleto Humano
 
Aparelho locomotor
Aparelho locomotorAparelho locomotor
Aparelho locomotor
 
Sistemalocomotor
SistemalocomotorSistemalocomotor
Sistemalocomotor
 
Esqueletohumano
EsqueletohumanoEsqueletohumano
Esqueletohumano
 
A_Sistema_esqueletico_ANATOMIA_DO_APAREL.pdf
A_Sistema_esqueletico_ANATOMIA_DO_APAREL.pdfA_Sistema_esqueletico_ANATOMIA_DO_APAREL.pdf
A_Sistema_esqueletico_ANATOMIA_DO_APAREL.pdf
 
sistema esquelético, sistema muscular, sistema articular, sistema respiratóri...
sistema esquelético, sistema muscular, sistema articular, sistema respiratóri...sistema esquelético, sistema muscular, sistema articular, sistema respiratóri...
sistema esquelético, sistema muscular, sistema articular, sistema respiratóri...
 
Esqueleto humano
Esqueleto humanoEsqueleto humano
Esqueleto humano
 
O esqueleto humano
O esqueleto humanoO esqueleto humano
O esqueleto humano
 
Esqueletohumano
EsqueletohumanoEsqueletohumano
Esqueletohumano
 
SISTEMA ESQUELÉTICO do corpo humano .pdf
SISTEMA ESQUELÉTICO do corpo humano .pdfSISTEMA ESQUELÉTICO do corpo humano .pdf
SISTEMA ESQUELÉTICO do corpo humano .pdf
 
Aula de anatomia(resumo)
Aula de anatomia(resumo)Aula de anatomia(resumo)
Aula de anatomia(resumo)
 
Noçoes basicas de anatomia
Noçoes basicas de anatomiaNoçoes basicas de anatomia
Noçoes basicas de anatomia
 
Sistema esquelético
Sistema esqueléticoSistema esquelético
Sistema esquelético
 
Anatomia Básica.pptx
Anatomia Básica.pptxAnatomia Básica.pptx
Anatomia Básica.pptx
 

Último

TUTORIAL PARA LANÇAMENTOGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGG
TUTORIAL PARA LANÇAMENTOGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGTUTORIAL PARA LANÇAMENTOGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGG
TUTORIAL PARA LANÇAMENTOGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGG
ProfessoraTatianaT
 
REGULAMENTO DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...
REGULAMENTO  DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...REGULAMENTO  DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...
REGULAMENTO DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...
Eró Cunha
 
Atividade de reforço de matemática 2º ano
Atividade de reforço de matemática 2º anoAtividade de reforço de matemática 2º ano
Atividade de reforço de matemática 2º ano
fernandacosta37763
 
Treinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptx
Treinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptxTreinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptx
Treinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptx
MarcosPaulo777883
 
O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4
O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4
O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4
DouglasMoraes54
 
Slides Lição 12, CPAD, A Bendita Esperança, A Marca do Cristão, 2Tr24.pptx
Slides Lição 12, CPAD, A Bendita Esperança, A Marca do Cristão, 2Tr24.pptxSlides Lição 12, CPAD, A Bendita Esperança, A Marca do Cristão, 2Tr24.pptx
Slides Lição 12, CPAD, A Bendita Esperança, A Marca do Cristão, 2Tr24.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
Pintura Romana .pptx
Pintura Romana                     .pptxPintura Romana                     .pptx
Pintura Romana .pptx
TomasSousa7
 
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdfUFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
Manuais Formação
 
cronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdf
cronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdfcronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdf
cronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdf
todorokillmepls
 
Aula Contrato Individual de Trabalho .pdf
Aula Contrato Individual de Trabalho .pdfAula Contrato Individual de Trabalho .pdf
Aula Contrato Individual de Trabalho .pdf
Pedro Luis Moraes
 
A SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIAS
A SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIASA SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIAS
A SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIAS
HisrelBlog
 
Resumo de Química 10º ano Estudo exames nacionais
Resumo de Química 10º ano Estudo exames nacionaisResumo de Química 10º ano Estudo exames nacionais
Resumo de Química 10º ano Estudo exames nacionais
beatrizsilva525654
 
Cartinhas de solidariedade e esperança.pptx
Cartinhas de solidariedade e esperança.pptxCartinhas de solidariedade e esperança.pptx
Cartinhas de solidariedade e esperança.pptx
Zenir Carmen Bez Trombeta
 
-Rudolf-Laban-e-a-teoria-do-movimento.ppt
-Rudolf-Laban-e-a-teoria-do-movimento.ppt-Rudolf-Laban-e-a-teoria-do-movimento.ppt
-Rudolf-Laban-e-a-teoria-do-movimento.ppt
fagnerlopes11
 
Atividade letra da música - Espalhe Amor, Anavitória.
Atividade letra da música - Espalhe  Amor, Anavitória.Atividade letra da música - Espalhe  Amor, Anavitória.
Atividade letra da música - Espalhe Amor, Anavitória.
Mary Alvarenga
 
O Mito da Caverna de Platão_ Uma Jornada em Busca da Verdade.pdf
O Mito da Caverna de Platão_ Uma Jornada em Busca da Verdade.pdfO Mito da Caverna de Platão_ Uma Jornada em Busca da Verdade.pdf
O Mito da Caverna de Platão_ Uma Jornada em Busca da Verdade.pdf
silvamelosilva300
 
A QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdf
A QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdfA QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdf
A QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdf
AurelianoFerreirades2
 
Reino-Vegetal plantas e demais conceitos .pptx
Reino-Vegetal plantas e demais conceitos .pptxReino-Vegetal plantas e demais conceitos .pptx
Reino-Vegetal plantas e demais conceitos .pptx
CarinaSantos916505
 
Introdução à Sociologia: caça-palavras na escola
Introdução à Sociologia: caça-palavras na escolaIntrodução à Sociologia: caça-palavras na escola
Introdução à Sociologia: caça-palavras na escola
Professor Belinaso
 
Slides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptxSlides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 

Último (20)

TUTORIAL PARA LANÇAMENTOGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGG
TUTORIAL PARA LANÇAMENTOGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGTUTORIAL PARA LANÇAMENTOGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGG
TUTORIAL PARA LANÇAMENTOGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGG
 
REGULAMENTO DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...
REGULAMENTO  DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...REGULAMENTO  DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...
REGULAMENTO DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...
 
Atividade de reforço de matemática 2º ano
Atividade de reforço de matemática 2º anoAtividade de reforço de matemática 2º ano
Atividade de reforço de matemática 2º ano
 
Treinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptx
Treinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptxTreinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptx
Treinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptx
 
O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4
O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4
O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4
 
Slides Lição 12, CPAD, A Bendita Esperança, A Marca do Cristão, 2Tr24.pptx
Slides Lição 12, CPAD, A Bendita Esperança, A Marca do Cristão, 2Tr24.pptxSlides Lição 12, CPAD, A Bendita Esperança, A Marca do Cristão, 2Tr24.pptx
Slides Lição 12, CPAD, A Bendita Esperança, A Marca do Cristão, 2Tr24.pptx
 
Pintura Romana .pptx
Pintura Romana                     .pptxPintura Romana                     .pptx
Pintura Romana .pptx
 
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdfUFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
 
cronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdf
cronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdfcronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdf
cronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdf
 
Aula Contrato Individual de Trabalho .pdf
Aula Contrato Individual de Trabalho .pdfAula Contrato Individual de Trabalho .pdf
Aula Contrato Individual de Trabalho .pdf
 
A SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIAS
A SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIASA SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIAS
A SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIAS
 
Resumo de Química 10º ano Estudo exames nacionais
Resumo de Química 10º ano Estudo exames nacionaisResumo de Química 10º ano Estudo exames nacionais
Resumo de Química 10º ano Estudo exames nacionais
 
Cartinhas de solidariedade e esperança.pptx
Cartinhas de solidariedade e esperança.pptxCartinhas de solidariedade e esperança.pptx
Cartinhas de solidariedade e esperança.pptx
 
-Rudolf-Laban-e-a-teoria-do-movimento.ppt
-Rudolf-Laban-e-a-teoria-do-movimento.ppt-Rudolf-Laban-e-a-teoria-do-movimento.ppt
-Rudolf-Laban-e-a-teoria-do-movimento.ppt
 
Atividade letra da música - Espalhe Amor, Anavitória.
Atividade letra da música - Espalhe  Amor, Anavitória.Atividade letra da música - Espalhe  Amor, Anavitória.
Atividade letra da música - Espalhe Amor, Anavitória.
 
O Mito da Caverna de Platão_ Uma Jornada em Busca da Verdade.pdf
O Mito da Caverna de Platão_ Uma Jornada em Busca da Verdade.pdfO Mito da Caverna de Platão_ Uma Jornada em Busca da Verdade.pdf
O Mito da Caverna de Platão_ Uma Jornada em Busca da Verdade.pdf
 
A QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdf
A QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdfA QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdf
A QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdf
 
Reino-Vegetal plantas e demais conceitos .pptx
Reino-Vegetal plantas e demais conceitos .pptxReino-Vegetal plantas e demais conceitos .pptx
Reino-Vegetal plantas e demais conceitos .pptx
 
Introdução à Sociologia: caça-palavras na escola
Introdução à Sociologia: caça-palavras na escolaIntrodução à Sociologia: caça-palavras na escola
Introdução à Sociologia: caça-palavras na escola
 
Slides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptxSlides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptx
 

Avaliação Diagnóstica 8ºAno.docx

  • 2. WASHINGTON HENRIQUE P á g i n a | 2 1° BIMESTRE
  • 3. WASHINGTON HENRIQUE P á g i n a | 3 Sistema esquelético O esqueleto nos dá sustentação e protege nossos órgãos Dá-se o nome de esqueleto ao conjunto de ossos e cartilagens que sustentam o corpo. O esqueleto protege os órgãos e participa do processo de locomoção e movimentação do corpo, além de servir como reserva de cálcio e produzir células sanguíneas (apenas nos ossos longos). O esqueleto de um indivíduo adulto é constituído por 206 ossos que variam em forma e tamanho, e algumas estruturas associadas como cartilagens, tendões e ligamentos. Em nosso esqueleto, o local onde dois ossos fazem contato é chamado de junta óssea ou articulação. Essa articulação pode ser imóvel (como no crânio, onde os ossos estão sempre unidos) ou móvel. Nas articulações móveis, os ossos podem se movimentar, como é o caso do braço e antebraço, nos joelhos e cotovelos, quadril, pernas, etc. Para que ocorra essa movimentação, os ossos precisam deslizar suavemente, sem nenhum atrito, e esse deslizamento é garantido pela presença de cartilagens nas pontas dos ossos, e pela lubrificação dessas articulações. Os ligamentos presentes em nosso esqueleto são cordões resistentes formados por tecido fibroso. Eles têm a função de manter os ossos em seus devidos lugares.
  • 4. WASHINGTON HENRIQUE P á g i n a | 4 Os ligamentos proporcionam os nossos movimentos O esqueleto é dividido em duas partes: o esqueleto axial e o esqueleto apendicular. O esqueleto axial forma o eixo do corpo e se constitui de crânio, coluna vertebral, costelas e esterno; enquanto que o esqueleto apendicular é constituído pelos ossos dos braços e das pernas. Os ossos do esqueleto podem ser classificados como longos (como o úmero e o fêmur – maior osso do corpo); planos ou chatos (como a maioria dos ossos do crânio e das costelas); curtos (como os ossos das mãos e dos pés) e irregulares (como as vértebras). O nosso crânio é composto por 29 ossos, com a função de abrigar e proteger o encéfalo. Dentre os ossos da face, o maior é a mandíbula, que é o único osso móvel presente na cabeça, e que nos permite o movimento de abrir e fechar a boca. Em nossa cabeça há 29 ossos unidos formando o nosso crânio O eixo corporal do nosso corpo é formado pelo nosso tronco, que é constituído pela coluna vertebral, costelas e esterno. A nossa coluna vertebral é uma das partes mais importantes do nosso corpo e possui 33 vértebras. É a coluna que dá estrutura e sustentação ao nosso corpo, além de proteger a medula espinhal, que é
  • 5. WASHINGTON HENRIQUE P á g i n a | 5 um feixe de nervos que conecta o cérebro com o resto do seu corpo, ajudando você a controlar os movimentos. Entre cada vértebra localiza-se um pequeno disco gelatinoso chamado de disco intervertebral, que ajuda a absorver as pressões e impede o impacto entre elas. A coluna vertebral é conhecida popularmente como espinha dorsal A nossa coluna vertebral é constituída pelas vértebras cervicais, que sustentam a cabeça; vértebras torácicas, que se unem às costelas e formam a caixa torácica, responsável por abrigar e proteger órgãos como o coração, os pulmões e principais vasos sanguíneos; vértebras lombares, que se caracterizam por serem maiores para suportarem o peso do corpo quando ficamos em pé; as vértebras sacrais, que se encontram fundidas em indivíduos adultos, formando o osso que chamamos de sacro; e, por fim, as vértebras coccianas, que se fundem formando o osso que chamamos de cóccix. Existem 12 vértebras torácicas e elas estão unidas a ossos que chamamos de costelas. Os sete primeiros pares de costelas se unem por meio de cartilagens ao esterno, um osso que se localiza no meio do nosso peito. Os três pares que se seguem possuem as costelas mais curtas e se ligam através de cartilagens às outras costelas que se encontram acima delas. Os dois pares de costelas restantes chamamos de flutuantes por terminarem em pontas livres.
  • 6. WASHINGTON HENRIQUE P á g i n a | 6 As nossas costelas formam a caixa torácica, que protege o coração, os pulmões e vasos sanguíneos Os membros se dividem em membros superiores e membros inferiores. Os membros superiores são constituídos por braços, antebraços, pulsos e mãos. Os membros inferiores são constituídos por coxa, perna, tornozelo e pé. Os membros anteriores se fixam ao esqueleto axial através da cintura articular escapular, enquanto os membros inferiores se unem ao esqueleto axial através da cintura pélvica.
  • 7. WASHINGTON HENRIQUE P á g i n a | 7 Membros que utilizamos para nos locomover e pegar objetos Algumas pessoas podem apresentar problemas nos ossos, ligamentos ou nas articulações, como fraturas, torsões, luxações, osteoporose, cifose, escoliose, lordose, artrite, LER (lesões por esforço repetitivo. SISTEMA ESQUELÉTICO O sistema esquelético apresenta como funções principais promover a movimentação, produzir células sanguíneas, proteger órgãos e funcionar como reserva de minerais. Entre as funções exercidas pelo sistema esquelético, podemos destacar o auxílio no movimento do nosso corpo Sabemos que a locomoção só é possível graças a uma ação coordenada de ossos, músculos e articulações. O sistema esquelético é essencial nesse processo de movimentação e é formado por uma grande quantidade de ossos perfeitamente interligados que recebe o nome de esqueleto. Além do esqueleto, cartilagens, tendões e ligamentos fazem parte desse sistema.
  • 8. WASHINGTON HENRIQUE P á g i n a | 8 O esqueleto, com seus 206 ossos, atua sustentando alguns tecidos, protegendo órgãos, auxiliando no movimento, produzindo células do tecido sanguíneo e armazenando minerais. Os ossos são formados por um tipo de tecido conjuntivo denominado tecido ósseo, que se caracteriza por ter uma matriz calcificada que confere rigidez. Esse tecido é formado por três tipos celulares: os osteoblastos, osteoclastos e osteócitos. Os osteoblastos estão relacionados principalmente com a produção da matriz orgânica. Os osteoclastos atuam promovendo a reabsorção do osso através da liberação de enzimas. Por fim, temos os osteócitos, que são células maduras que ajudam na manutenção da matriz e na reabsorção óssea em resposta à estimulação do hormônio da paratireoide. Podemos classificar o tecido ósseo em dois tipos: compactos e esponjosos. Os ossos compactos apresentam-se fortes e resistentes, com poucos poros. Já os esponjosos apresentam diversos espaços. Os ossos do esqueleto também podem ser classificados de acordo com sua forma em: ossos longos, ossos curtos, ossos laminares, ossos irregulares e ossos sesamoides. Os ossos longos são aqueles que apresentam um comprimento maior que a largura. São constituídos por uma haste (diáfise) formada por tecido ósseo compacto e duas extremidades (epífises) formadas por um núcleo de osso esponjoso envolto por tecido ósseo compacto. Como exemplo de ossos longos, podemos citar o úmero, o rádio e a fíbula. Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;) Observe a estrutura de um osso longo Os ossos curtos apresentam as mesmas medidas de comprimento, largura e espessura. Como exemplo, podemos citar os ossos do carpo e do tarso.
  • 9. WASHINGTON HENRIQUE P á g i n a | 9 Os ossos laminares são aqueles que possuem comprimento e largura equivalente, porém maiores que a espessura. São ossos relativamente finos. São exemplos desse tipo de ossos a costela, a escápula e o crânio. Os ossos irregulares são aqueles que possuem formato “diferente”, não podendo ser relacionados com nenhuma das formas geométricas. Os ossos das vértebras e ossículos da orelha são exemplos desse tipo de osso. Os ossos sesamoides são pequenos e arredondados e atuam ajudando na função de alavanca dos músculos. Um exemplo é a patela, que é considerado o maior osso sesamoide do corpo. Observe o nome de alguns ossos do sistema esquelético humano O esqueleto pode ser dividido em duas partes: o esqueleto axial e o apendicular. No esqueleto axial, temos o crânio, o osso hioide, as vértebras, costelas e esterno. Já o esqueleto apendicular é formado pelos membros superiores e inferiores, incluindo-se a cintura escapular e a pélvica. O local de encontro entre dois ossos é chamado de articulação. Existem diferentes tipos de articulação, sendo que algumas permitem o movimento dos ossos (móveis) e outras os mantêm fortemente unidos (fixas). Em uma articulação móvel, os ligamentos são responsáveis por manter os ossos no seu devido lugar, permitindo que eles resistam ao movimento. Esses ligamentos são constituídos de tecido conjuntivo fibroso e ligam-se à outra camada de tecido conjuntivo que reveste os ossos (periósteo). Ossos da Mão A mão corresponde ao segmento terminal do membro superior, através da continuação do punho e termina com os dedos. Ao total, temos 27 ossos na mão. Todos trabalham em conjunto.
  • 10. WASHINGTON HENRIQUE P á g i n a | 10 Os ossos da mão, juntamente com os músculos e articulações, permitem o manuseio de objetos. A característica principal dos movimentos das mãos é a ação de pinça, graças ao polegar opositor. Essa condição permite a realização de trabalhos mais delicados e com maior precisão. Isso possibilita a escrita, construção de ferramentas, desenhos, entre outras atividades. Em relação a estrutura óssea, a mão é dividida em três regiões distintas: carpo, metacarpo e falange. Carpo Ossos do carpo A região do carpo é constituída por oito ossos que ficam dispostos em duas fileiras. Os ossos do carpo são: 1. Trapezoide 2. Trapézio 3. Escafoide 4. Semilunar 5. Piramidal 6. Pisiforme 7. Hamato 8. Capitato Metacarpo Ossos do metacarpo O metacarpo representa o esqueleto da palma da mão. É formado por cinco ossos iguais, de forma alongada, que se articulam com os ossos do carpo e com as falanges. Os ossos do metacarpo são numerados de I a V a partir do polegar. Falange
  • 11. WASHINGTON HENRIQUE P á g i n a | 11 Ossos da falange As falanges correspondem aos dedos polegar, indicador, médio, anular e auricular. Ao total, temos 18 falanges. As falanges articulam-se com os ossos do metacarpo. Cada dedo apresenta três falanges. O polegar tem apenas duas falanges. As falanges são classificadas em:  Falanges proximais: localizadas na base do dedo.  Falanges médias: entre as falanges proximais e as distais. Não existe no dedo polegar.  Falanges distais: localizadas nas pontas dos dedos. Pé O esqueleto do pé, como o da mão, constitui-se de ossos irregulares articulados entre si: O tarso, com o qual se articulam cinco ossos longos, em conjunto denominados metatarso; com os ossos do metatarso, por sua vez, articulam-se as falanges dos dedos. A descrição feita a seguir é um estudo do esqueleto do pé como um todo e, assim, deve ser acompanhada tendo-se em mãos um esqueleto articulado deste segmento. BONTRAGER: Kenneth L.; John P. Manual Prático de Técnicas e Posicionamento Radiográfico. 8 ed. Rio de Janeiro: Elsevier, 2015.
  • 12. WASHINGTON HENRIQUE P á g i n a | 12 NETTER: Frank H.. Atlas de Anatomia Humana. 2ed. Porto Alegre: Artmed NETTER: Frank H.. Atlas de Anatomia Humana. 2ed. Porto Alegre: Artmed tarsos Observe a figura e identifique os ossos que constituem o esqueleto do pé. Ossos do tarso: Tálus; Calcâneo; Navicular; Cubóide; Cuneiformes (medial, lateral e intermédio).
  • 13. WASHINGTON HENRIQUE P á g i n a | 13 NETTER: Frank H.. Atlas de Anatomia Humana. 2ed. Porto Alegre: Artmed O tálus termina anteriormente numa projeção arredondada, a cabeça do tálus, unida ao restante do osso, o corpo, por uma porção estreitada, o colo. A parte superior do corpo apresenta superfícies articulares que, no conjunto, constituem a tróclea do tálus. Note, num esqueleto articulado, que estas superfícies se articulam com a tíbia e a fíbula. O restante do corpo do tálus repousa sobre o calcâneo que, para recebê-lo, apresenta uma projeção medial denominada, por esta razão, sustentáculo do tálus, visível numa vista inferior do esqueleto do pé. Observe como grande parte do calcâneo ultrapassa posteriormente os limites do tálus. Entre o tálus e o calcâneo, mais particularmente entre a porção anterior do calcâneo e a cabeça do tálus apresenta-se um verdadeiro canal, ou funil, o seio do tarso. A cabeça do tálus articula-se com o osso navicular e este com os três cuneiformes (medial, intermédio e lateral) enquanto o calcâneo articula-se com o cubóide. Metatarsos Identifique também os ossos metatársicos de l a V.
  • 14. WASHINGTON HENRIQUE P á g i n a | 14 BONTRAGER: Kenneth L.; John P. Manual Prático de Técnicas e Posicionamento Radiográfico. 8 ed. Rio de Janeiro: Elsevier, 2015.
  • 15. WASHINGTON HENRIQUE P á g i n a | 15 NETTER: Frank H.. Atlas de Anatomia Humana. 2ed. Porto Alegre: Artmed falanges E reconheça as falanges dos dedos (proximal, média e distal). BONTRAGER: Kenneth L.; John P. Manual Prático de Técnicas e Posicionamento Radiográfico. 8 ed. Rio de Janeiro: Elsevier, 2015. Observe então, na figura abaixo, que é possível distinguir duas cadeias de ossos no esqueleto do pé: A primeira; medial, está representada pelo tálus, navicular, cuneiformes (medial, intermédio e lateral), e l, II e III ossos metatársicos;
  • 16. WASHINGTON HENRIQUE P á g i n a | 16 A segunda; lateral, pelo calcâneo, cubóide e IV e V ossos metatársicos. A cadeia lateral fica em nível mais baixo que a medial. Os ossos metatársicos apresentam uma base (extremidade proximal), um corpo e uma cabeça (extremidade distal). Observe que o I metatársico é o mais volumoso dos cinco, o que denuncia de imediato a sua participação direta como suporte do peso do corpo. Quanto às falanges, o hálux apresenta apenas duas, o que também pode ocorrer, ocasionalmente, no 5º dedo. NETTER: Frank H.. Atlas de Anatomia Humana. 2ed. Porto Alegre: Artmed Ossos do Corpo Humano Quantos ossos tem o corpo humano? São 206 os ossos do corpohumano, divididos em:  ossos da cabeça (crânio e face)  ossos do pescoço  ossos do ouvido  ossos do tórax (costelas, vértebras, esterno)  ossos do abdômen (vértebras lombares, sacro, cóccix)  ossos dos membros inferiores (cintura pélvica, coxa, joelho, perna e pé)  e ossos dos membros superiores (cintura escapular, braço, antebraço e mão)
  • 17. WASHINGTON HENRIQUE P á g i n a | 17 Nomes dos ossos da Cabeça A cabeça é formada por 22 ossos sendo 8 do crânio (frontal, 2 parietal, 2 temporal, occipital, esfenoide, etmoide) e 14 da face (2 zigomático, 2 maxilar, 2 nasal, mandíbula, 2 palatino, 2 lacrimal, vômer, 2 concha nasal inferior). Nome do osso do Pescoço O pescoço é formado por 1 osso: hioide. Nomes dos ossos do Ouvido O ouvido é formado por 6 ossos, a saber: 2 bigorna, 2 martelo e 2 estribo. Vale lembrar que o menor osso do corpo humano é o estribo, localizado no ouvido médio que mede 0,25 centímetros. Nomes dos ossos do Tórax O Tórax é formado por 44 ossos sendo 24 costelas, 12 vértebras torácicas, 7 vértebras cervicais e 1 esterno. Nomes dos ossos do Abdômen O abdômen é formado por 7 ossos sendo 5 vértebras lombares, 1 sacro e 1 cóccix. Nomes dos ossos dos Membros Inferiores Os membros inferiores são formados por 62 ossos: 2 na cintura pélvica, 8 nas pernas (2 fêmur, 2 patelas, 2 tíbias, 2 fíbulas) e 52 ossos nos pés: ossos do tornozelo, calcâneo, tálus, navicular, cuneiforme medial, cuneiforme intermédio, cuneiforme lateral, cuboide, metatarsais, falanges proximais, falanges médias, falanges distais. O fêmur, osso localizado na coxa, é o maior osso do corpo humano. Nomes dos ossos dos Membros Superiores
  • 18. WASHINGTON HENRIQUE P á g i n a | 18 Os membros superiores são formados por 64 ossos sendo 4 na cintura escapular (2 clavículas e 2 omoplatas), 6 nos braços (2 úmeros, 2 ulna, 2 rádio) e 54 nas mãos: escafoide, semilunar, piramidal, pisiforme, trapézio, trapezoide, capitato, hamato, metac árpicos, falange proximal, falange média, falange distal. Esqueleto Humano Assim, o conjunto de ossos do nosso corpo formam o esqueleto humano dividido em: esqueleto axial e esqueleto apendicular, unidos pela cintura pélvica e escapular. Para tanto, o esqueleto axial é a estrutura central composto pela cabeça, pescoço e o tronco, enquanto o esqueleto apendicular é formada pelos membros superiores e inferiores. Quantos ossos tem um recém nascido? Um recém nascido possui mais ossos que um homem adulto, aproximadamente 300 ossos, uma vez que algumas regiões da cabeça do bebê, chamados de fontanelas ou "moleiras", com o passar dos anos se unem formando um só osso. Isso acontece para facilitar a passagem do bebê pela vagina na hora do nascimento. Coluna Vertebral A coluna vertebral ou espinha dorsal é o eixo central do corpo responsável por sustentar a nossa posição bípede. Ela também constitui um importante eixo de comunicação entre o sistema nervoso central e periférico, através da medula espinhal, contida no canal medular da coluna vertebral. A coluna também é formada por tecidos moles como músculos, ligamentos, cápsulas, tendões e discos, sendo estas estruturas responsáveis pela flexibilidade da coluna vertebral. Coluna vertebral Anatomia da coluna vertebral Vértebras As vértebras ficam empilhadas umas sobre as outras, formando assim a coluna vertebral. As menores são as cervicais, seguidas pelas torácicas que têm tamanho mediano. Enquanto que as vértebras lombares, localizadas na parte inferior da coluna, são as maiores.
  • 19. WASHINGTON HENRIQUE P á g i n a | 19 A coluna vertebral estende-se desde a base do crânio à extremidade caudal do tronco. As vértebras sacrais estão fundidas e formam o osso sacro, assim como as coccígeas formam o cóccix. A pelve é a base da coluna, onde os membros inferiores se articulam. Superiormente, a coluna articula-se com o osso occipital do crânio e, inferiormente, com o ilíaco. A coluna vertebral é constituída por 33 vértebras intercaladas por discos intervertebrais, apresentando a seguinte divisão:  Vértebras Cervicais: 7 vértebras;  Vértebras Dorsais ou torácicas: 12 vértebras;  Vértebras Lombares: 5 vértebras;  Vértebras Sacrais: 5 vértebras fundidas;  Vértebra Coccígea: 4 vértebras fundidas. Divisão da coluna vertebral Com exceção da 1ª e 2ª vértebras cervicais, atlas (C1) e áxis (C2), respectivamente, todas as vértebras possuem 7 elementos básicos: 1. Corpo;
  • 20. WASHINGTON HENRIQUE P á g i n a | 20 2. Processo Espinhoso; 3. Processo Transverso; 4. Processos Articulares; 5. Lâminas; 6. Pedículos; 7. Forame Vertebral. Anatomia da vértebra Curvaturas da Coluna Vertebral Vista lateralmente, a coluna vertebral apresenta 4 curvaturas consideradas fisiológicas, ou seja, naturais:  Lordose cervical (concavidade posterior);  Cifose torácica (concavidade anterior);  Lordose lombar (concavidade posterior);  Cifose sacrococcígea (concavidade anterior).
  • 21. WASHINGTON HENRIQUE P á g i n a | 21 Curvaturas da coluna vertebral Doenças Algumas doenças estão associadas a coluna vertebral. São elas:  Cifose: Desvio anormal da coluna vertebral, fazendo com que a parte superior das costas apareça mais arredondada do que o normal.  Lordose: Curvatura excessiva da coluna vertebral.  Hérnia de disco: Situação em que parte do disco intervertebral sai de sua posição normal e comprime a porção nervosa da coluna vertebral.  Escoliose: Deformidade na curvatura da coluna, que adquire um formato de "s" ou "c". Coluna vertebral com escoliose Esqueleto axial O esqueleto axial é constituído por 80 ossos, formado pelo crânio, a caixa torácica e a coluna vertebral. Podemos caracterizá-lo como aquele conjunto de ossos que se localizam no eixo ou parte central do corpo. A sua função é proteger o Sistema Nervoso Central e alguns dos órgãos vitais localizados na região torácica. Por isso, o seu papel está relacionado com a proteção do organismo, sendo considerado o pilar central do sistema esquelético. Existe ainda o esqueleto apendicular, formado pelos membros superiores e inferiores. O esqueleto axial e apendicular se unem através da cintura pélvica e escapular. Anatomia
  • 22. WASHINGTON HENRIQUE P á g i n a | 22 Esqueleto axial destacado em azul O esqueleto axial é composto pela cabeça, caixa torácica e coluna vertebral: Cabeça Alguns dos ossos do crânio Os ossos da cabeça são responsáveis pela proteção do encéfalo, sendo formados por 22 ossos:  8 ossos do crânio: frontal, 2 parietal, 2 temporal, occipital, esfenoide, etmoide;  14 ossos da face: 2 zigomático, 2 maxilar, 2 nasal, mandíbula, 2 palatino, 2 lacrimal, vômer, 2 concha nasal inferior. De todos os ossos da cabeça, apenas a mandíbula é móvel e auxilia no movimento da boca durante a mastigação. Ainda na região da cabeça existe o osso hioide, o qual funciona como ponto de apoio para os músculos da língua e do pescoço. VEJA TAMBÉM: Sistema Esquelético Caixa torácica
  • 23. WASHINGTON HENRIQUE P á g i n a | 23 Localização dos ossos na caixa torácica A caixa torácica é formada pelas costelas e o osso esterno. As costelas representam um conjunto de 12 ossos encurvados, sendo: 7 verdadeiras, 3 falsas e 2 flutuantes. As chamadas costelas verdadeiras são as que se ligam ao esterno, as costelas falsas ligam-se entre si e as costelas flutuantes não estão ligadas a nenhum outro osso. O esterno é um osso plano que apresenta um formato único e característico, localizado na região central da caixa torácica. Coluna Vertebral
  • 24. WASHINGTON HENRIQUE P á g i n a | 24 Regiões da coluna vertebral A coluna vertebral é formada pelo conjunto de 33 vértebras dispostas umas sobre as outras e intercaladas por discos intervertebrais:  Vértebras Cervicais: 7 vértebras;  Vértebras Dorsais ou torácicas: 12 vértebras;  Vértebras Lombares: 5 vértebras;  Vértebras Sacrais: 5 vértebras fundidas;  Vértebra Coccígea: 4 vértebras fundidas. As principais funções da coluna vertebral correspondem a sustentação da estrutura corporal e auxílio na movimentação. Por isso, ela é considerada o eixo de sustentação do corpo. Além disso, a coluna vertebral representa um importante eixo de comunicação entre o sistema nervoso central e periférico Sistema Locomotor O sistema locomotor é formado pelos ossos, articulações e músculos esqueléticos e representa a integração entre o Sistema Esquelético e o Sistema Muscular. O sistema locomotor responsável pela sustentação, locomoção e movimentação do corpo. Vamos aprender sobre os dois sistemas que compõem o Sistema Locomotor: Sistema Esquelético O sistema esquelético tem como função a sustentação do corpo, a proteção de órgãos internos, armazenamento de minerais e íons e produção de células sanguíneas. Esqueleto O esqueleto é constituído por diversos ossos e estruturas associadas, como as cartilagens, tendões e ligamentos. O crânio é a estrutura mais complexa do esqueleto.
  • 25. WASHINGTON HENRIQUE P á g i n a | 25 A coluna vertebral dá a sustentação ao corpo. É formada pelas vértebras, que se alternam com discos intervertebrais. O esqueleto é dividido em dois grandes conjuntos ósseos:  Esqueleto Axial: constituído pelos ossos da cabeça e da coluna vertebral;  Esqueleto Apendicular: constituído pelos ossos dos braços e pernas. Principais ossos do corpo humano Quer saber mais sobre o esqueleto e os ossos? Leia também Sistema Esquelético. Os ossos podem se unir uns aos outros através das articulações. As articulações consistem na área de contato entre dois ossos distintos, mediados por diferentes tipos de tecido conjuntivo. Podem ser do tipo: Imóveis, Semimóveis ou Móveis. Em uma articulação móvel, os ossos mantêm-se no lugar, devido aos ligamentos, cordões resistentes, constituídos por tecido conjuntivo fibroso. Sistema Muscular O sistema muscular é representado pelos músculos. O sistema muscular é responsável pela estabilidade corporal, produção de movimentos, manutenção da temperatura corporal e sustentação do corpo.
  • 26. WASHINGTON HENRIQUE P á g i n a | 26 Principais músculos do corpo humano Músculos e Contração Muscular Os músculos são constituídos por tecido muscular, cujas células possuem capacidade de contração. Uma das principais propriedades dos músculos é a capacidade de se contrair. É isso, que possibilita os movimentos. A contração muscular pode ser do tipo isotônica ou isométrica. A isotônica ocorre quando o músculo se encurta durante a contração. Se não ocorrer encurtamento, a contração é isométrica. Saiba mais sobre a contração muscular. Tipos de Músculos Os músculos podem ser de três tipos: estriado esquelético, estriado cardíaco e liso. O músculo estriado esquelético constitui grande parte da massa muscular do corpo humano. As suas extremidades costumam ser afiadas e terminam em cordões fibrosos de tecido conjuntivo denso modelado, os tendões. Esse músculo possui contração voluntária e vigorosa. O músculo estriado cardíaco, é o músculo do coração. Possui contração involuntária e rítmica. O músculo liso encontra-se nos órgãos viscerais, como estômago, intestino, bexiga, útero, entre outros. Possui contração involuntária e lenta. Articulações do ombro
  • 27. WASHINGTON HENRIQUE P á g i n a | 27 As articulações do ombro são consideradas uma das mais importantes dos membros superiores, pois elas permitem movimentos de grande amplitude. O ombro consiste na ligação entre o braço e a escápula que, por sua vez, é formada pelas articulações e por um conjunto de músculos e ligamentos que ajudam na fixação e movimentação do braço. Quais são as articulações do ombro? Localização das quatro articulações do ombro O ombro é composto por quatro articulações: esterno-clavicular, escápulo-torácica, acromioclavicular e glenoumeral. Conheça abaixo como cada uma delas atua. Esternoclavicular A esternoclavicular é uma articulação que faz a ligação entre o membro superior e o esqueleto axial, que é cabeça e tronco. Esta articulação permite realizar os movimentos de elevação, depressão, protração, rotação e retração. Escápulo-torácica A articulação escápulo-torácica se caracteriza por não apresentar a anatomia de uma articulação comum. Porém, devido a função realizada, estudiosos e pesquisadores consideram esta como uma articulação, uma vez que ela possibilita a realização de movimentos específicos. Os movimentos permitidos pela articulação escápulo-torácica são adução, abdução e rotação da escápula, além do movimento de elevação e depressão. Acromioclavicular Esta articulação está localizada entre a clavícula e o acrômio, que é um osso da escápula. Esses dois ossos não possuem um encaixe perfeito, porém sua função permite a realização de diferentes movimentos. A articulação acromioclavicular permite, além de movimentos de elevação e depressão, realizar rotação, retração e protração do ombro. Glenoumeral
  • 28. WASHINGTON HENRIQUE P á g i n a | 28 A glenoumeral é uma articulação que está associada à cintura escapular. Os movimentos permitidos por esta articulação estão relacionados à rotação interna e externa do ombro, além de abdução, adução, flexão e extensão. Patologias relacionados às articulações do ombro As articulações do ombro são consideradas aquelas que mais permitem movimento do corpo humano. Por esse motivo, é comum surgir patologias que limitam a mobilidade na região. Conheça a seguir duas patologias mais comuns que comprometem a articulação do ombro e seus movimentos. Tendinite do supra-espinhal A tendinite do supra-espinhal pode ser causada por diferentes motivos A tendinite do supra-espinhal é uma inflamação e degeneração que acontece no tendão do ombro. A supra-espinhal é um pequeno músculo que atua no corpo com o objetivo de auxiliar na elevação do braço. As causas para esta patologia podem estar relacionadas a realização de movimentos repetitivos, obesidade, fatores genéticos, fraturas, postura inadequada, dentre outros. Bursite subacromial A bursite é causada principalmente pela realização de movimentos repetitivos A bursite no ombro é a inflamação da bursa, uma espécie de bolsa que ajuda a proteger os tecidos que ficam próximos da articulação do ombro. Os principais sintomas são dificuldade na movimentação do ombro, dor e rigidez na região. As causas mais comuns estão relacionadas à realização de movimentos repetitivos com o braço, lesões, artrite e outras doenças relacionadas à articulação.
  • 29. WASHINGTON HENRIQUE P á g i n a | 29 2° BIMESTRE
  • 30. WASHINGTON HENRIQUE P á g i n a | 30 SISTEMA MUSCULAR 1. INTRODUÇÃO O sistema muscular está associado com o movimento. Não somente com aquele que resulta em deslocamento. Os batimentos cardíacos, a inspiração e a expiração são outros exemplos de movimentos vitais para o organismo. A capacidade de contração é encontrada em células bem primitivas como os miócitos dos poríferos. Porém, um sistema muscu- lar com múltiplas células só é definido a partir dos vermes. Figura 1. Aspecto da musculatura e tecidos associados. Na gravura, apenas a tripa de carne é tecido muscular. Fonte: <http://www.alunosonline.com.br>. 2. TIPOS DE CÉLULAS MUSCULARES Os músculos humanos estão divididos em três grupos. O músculo mais comum é o estriado esquelético. Trata-se do único dos três tipos que pode apresentar contração voluntária. Inclui músculos como o bíceps, o tríceps e o da panturrilha. É possível distinguir faixas claras e escuras nas células desse tipo muscular. As estrias são consequências da disposição organizada das proteínas de contração. O músculo esquelético tem contração rápida e suas células são plurinucleadas. Figura 2. Aspecto histológico de diferentes tipos musculares (estriado esquelético, estriado cardíaco e liso) Fonte: <http://farm5.staticflickr.com>.
  • 31. WASHINGTON HENRIQUE P á g i n a | 31 O músculo estriado cardíaco localiza-se exclusivamente no coração. É involuntário e suas células são de contração rápida. Suas células são mono ou binucleadas. As células apresentam ramificações e junções especiais. A área das junções é chamada de disco intercalar. Omúsculonãoestriado(liso)nãoapresentaasestriasevidentesnosdemaistipos.Édecontração involuntária e os miócitos são lentos e sempre mononucleados. É o caso da musculatura do tubo digestório e do útero. A FIBRA MUSCULAR Acélulamuscularestriadaesqueléticaéalongadaefusiformesendoassimchamadademiócito(fibra). Cadafibrapossuiumamem- branaplasmática(sarcolema)querecobreo citoplasmae váriosnúcleos. O retículo endoplasmático liso é bem desenvolvido e chamado de retículo sarcoplasmático. Estoca cálcio para o funcionamento muscular. Há um número considerável de mitocôndrias indicando muita energia para o funcionamento celular. Figura 3. Aspecto das fibras e miofibrilas musculares. Fonte: <http://1.bp.blogspot.com>. No citoplasma, ocorrem as miofibrilas. As miofibrilas são constituídas de feixes de duas proteínas: a actina e a miosina e correspondem à região onde se dá efetivamente a contração muscular. 3. A CONTRAÇÃO MUSCULAR: A TEORIA DE HUXLEY As miofibrilas das fibras estriadas são constituídas de sarcômeros, como se vê abaixo. ED FÍSICA
  • 32. WASHINGTON HENRIQUE P á g i n a | 32 Figura 4. Sarcômero. Fonte: <http://upload.wikimedia.org> (adaptado). O sarcômero é a unidade básica APENAS dos músculos estriados e se repete ao longo da miofibrila. Quando o sarcômero con- trair, o músculo contrai e ambos encurtam. No relaxamento, os sarcômeros se alongam à medida que o mesmo processo ocorre em toda a extensão do músculo.
  • 33. WASHINGTON HENRIQUE P á g i n a | 33 Figura 5. Detalhe da actina e da miosina. Fonte: <http://www.revespcardiol.org>.
  • 34. EDUARDO FERNANDO P á g i n a | 34 O mecanismo da contração foi elucidado por Huxley. Segundo ele, a actina desliza sobre a miosina encurtando o sarcômero e promovendo a contração. O processo envolve diretamente a participação do cálcio que permite que as duas proteínas se interliguem. O ATP é indispensável para que o deslizamento se concretize. Figura 6. Deslizamento de filamentos. Fonte: <https://lh5.googleusercontent.com>. O relaxamento muscular depende também de ATP. Resulta da separação dos feixes de proteínas. Sem energia, os feixes não se separam. É o que acontece com o indivíduo depois que morre. Passadas de 3 a 4 horas, ocorre o chamado rigor mortis. Trata-se de um enrijecimento muscular resultado da falta de ATP para o funcionamento celular. O rigor mortis se desfaz após dois dias.
  • 35. EDUARDO FERNANDO P á g i n a | 35 4. A ENERGIA PARA A CONTRAÇÃO O requerimento energético para o funcionamento muscular é muito alto. Para que não falte energia na musculatura, há múl- tiplas formas de conseguir ATP. As fibras musculares estocam glicose sob forma de glicogênio que funcionará como combustível por ocasião das contra- ções. A respiração aeróbica é a forma mais utilizada de produção de energia nas células musculares. A glicose é oxidada ao longo de várias passagens químicas rendendo 38 moléculas de ATP. Para isso, no entanto, é necessário oxigênio que chega através da corrente sanguínea. As células musculares com maior neces- sidade de oxigênio mantêm em seu citoplasma muitasmoléculas de uma proteína chamada de mioglobina que retém mais O2 no seu interior, tornando a carne mais escura. Figura 7. Energia para a contração. O músculo pode responder na ausência de oxigênio por algum tempo. Essas condições são atingidas porque o esforço físico supera a chegada do oxigênio pelo sangue. Sem oxigênio, o músculo produz ATP por meio da fermentação láctica. A fermentação excessiva é prejudicial ao músculo uma vez que o ácido láctico resultante do processo pode-se acumular afetando quimicamente a fisiologia celular. A fadiga muscular é uma consequência desse acúmulo que se manifesta com dores e rigidez locais. Há ainda outro mecanismo energético utilizado pelas cé- lulas musculares que é o da fosfocreatina (creatina-fosfato ou PC). Durante o repouso, a quantidade de ATP é relativamente alta no músculo. A molécula de ATP é instável e tende a se desfa- zer mesmo sem necessidade. Nessas condições, são feitas molé- culas de fosfocreatina a partir do ATP. Durante a contração, a PC (fosfocreatina) funciona como uma molécula doadora de fosfa- tos, produzindo novas moléculas de ATP. Figura 8. Ação da creatina. 5. A AÇÃO NERVOSA
  • 36. EDUARDO FERNANDO P á g i n a | 36 O músculo contrai sob comando de substâncias químicas li- beradas por nervos. Os músculos esqueléticos são comandados por nervos do sistema nervoso somático; os demais músculos, são comandados por nervos autônomos (simpático e parassim- pático). No caso da musculatura esquelética, a área de junção musculo-nervosa é chamada de placa motora. A transmissão da informação se dá por meio de uma sinapse especificamente cha- mada de mioneural ou neuromuscular. O curare é uma substância química extraída de vegetais como cipós que bloqueia a placa motora. É de utilização farmacológica como inibidor muscular e foi por muito tempo utilizado como veneno de flechas. EXERCÍCIOS SOBRE CONTRAÇÃO EM MÚSCULOS ESQUELÉTICOS EXERCÍCIOS DE ED FISICA Com estes exercícios sobre contração em músculos esqueléticos, você testará seus conhecimentos sobre as células musculares e o mecanismo de contração. As proteínas actina e miosina estão relacionadas com a propriedade de contração dos músculos esqueléticos e apresentam-se nas células musculares na forma de filamentos. O sarcômero é delimitado pela linha Z e é composto por duas porções de banda I e uma banda A.
  • 37. EDUARDO FERNANDO P á g i n a | 37 Para que se inicie o processo de contração muscular, é necessário que um estímulo nervoso ocorra e atinja a fibra muscular, causando a despolarização da membrana da célula. Quando isso ocorre, o retículo endoplasmático lança cálcio para o citoplasma, desencadeando o processo de contração.
  • 38. EDUARDO FERNANDO P á g i n a | 38 Lisossomos são organelas relacionadas com o processo de digestão intracelular.
  • 39. EDUARDO FERNANDO P á g i n a | 39
  • 40. EDUARDO FERNANDO P á g i n a | 40 QUESTÃO 1 Os músculos estriados esqueléticos estão ligados aos ossos do nosso corpo e relacionam-se com nossa capacidade de movimentação. A contração desses músculos é voluntária e acontece graças à presença das proteínas a) albumina e miosina. b) albumina e queratina. c) queratina e miosina. d) actina e miosina. e) actina e queratina. QUESTÃO 2 Denominamos de sarcômero a unidade funcional contrátil da fibra muscular. Essa unidade é delimitada pela: a) Banda I. b) Banda A. c) Linha Z. d) Banda H. e) Linha M. QUESTÃO 3 No processo de contração e relaxamento muscular, o elemento mineral mais diretamente presente é o: a) Cálcio. b) Iodo. c) Mercúrio. d) Ferro.
  • 41. EDUARDO FERNANDO P á g i n a | 41 QUESTÃO 4 A liberação dos íons cálcio e magnésio no processo de contração de uma fibra muscular estriada esquelética envolve diversos componentes celulares, exceto o: a) lisossomo. b) retículo endoplasmático. c) sarcoplasma. d) sistema T. e) retículo sarcoplasmático. QUESTÃO 5 No corpo humano, de maneira geral, podemos reconhecer três tipos de músculos: músculo não estriado (músculo liso); músculo estriado esquelético; músculo es- triado cardíaco (fig.). Fonte:<http://www.sobiologia.com.br/conteudos/Corpo/sistem De acordo com o tipo de contração apresentada por esses músculos, assinale a afirmação correta: a)músculos não estriados, contração vigorosa e involuntária b)músculos estriados esqueléticos, contração lenta e voluntária c)músculos estriados esqueléticos, contração lenta e involuntária
  • 42. EDUARDO FERNANDO P á g i n a | 42 d)músculo estriado cardíaco, contração vigorosa e voluntária e)músculos não estriados, contração lenta e involuntária QUESTÃO 6 De acordo com a mecânica clássica, são reconheci- dos três tipos básicos de alavancas: a interfixa, a inter-re- sistente e a interpotente, definidas de acordo com a posição relativa da força potente (F), da força resistente (R) e do ponto de apoio (P), conforme a figura 1. Os seres vivos utilizam esse tipo de mecanismo para a realização de diversos movimentos. Isso ocorre com o corpo humano quando, por exemplo, os elementos ósseos e musculares do braço e do antebraço interagem para produzir movimentos e funcionam como uma alavanca, conforme a figura 2. Nessa alavanca, o ponto de apoio está localizado na articulação entre o úmero, o rádio e a ulna. A força potente é aplicada próximo à base do rádio, onde o tendão do bíceps se insere, e a força resistente corresponde ao peso do próprio antebraço. Com base nessas informações, é possível concluir, corretamente,que a contraçãodo bícepsprovocano membro superior um movimento de a)extensão, por um sistema de alavanca interfixa. b)extensão, por um sistema de alavanca interpotente. c)flexão, por um sistema dealavanca inter-resistente. d)flexão, por um sistema de alavanca interpotente. e) flexão, por um sistema de alavanca interfixa
  • 43. EDUARDO FERNANDO P á g i n a | 43 3° BIMESTRE
  • 44. EDUARDO FERNANDO P á g i n a | 44 Sistema Circulatório – Função, Órgãos e Composição O sistema circulatório, também chamado de sistema cardiovascular, apresenta funções essenciais para a vida humana, já que ele está relacionado à saúde sanguínea e bom funcionamento de todos os órgãos do corpo. Para saber como esse sistema é formado, funções desempenhadas e importância para o organismo, confira nosso artigo. Qual a Função do Sistema Circulatório? A grande função do sistema circulatório é distribuir o sangue, oxigênio, hormônios, dióxido de carbono e demais substâncias essenciais para o corpo humano. Outro importantíssimo papel desse sistema é garantir o bom funcionamento do sistema de defesa do organismo. Composição do Sistema Circulatório O sistema circulatório humano é composto pelos seguintes elementos:  Sangue;  Coração;  Vasos sanguíneos. Vamos ver agora os detalhes de cada um. Sistema Circulatório – Sangue O sangue é um líquido de cor vermelha, viscoso e um pouco mais pesado que a água, que se mantém circulando o tempo todo pelas veias e artérias do corpo. Esse líquido apresenta tonalidade mais escura quando está no interior das veias e menos escura ao circular pelas artérias, sendo que essa diferença de cor também varia de acordo com a oxigenação do sangue. Estrutura sanguínea No sistema circulatório, o sangue é considerado como um dos elementos mais importantes e essenciais para a vida, já que ele é composto por: – Plasma: de cor amarelada, o plasma responde por 55% do volume total do sangue, sendo que 95% dele (plasma) é constituído por água. Os demais 5% do plasma são formados por hormônios, proteínas, sais minerais, nutrientes e demais substâncias. A função central do plasma é transportar todas as substâncias contidas nele para o organismo como um todo. – Plaquetas: são elementos de extrema importância para a coagulação sanguínea e respondem por menos de 1% do volume total do sangue. Quando ocorre um ferimento, as plaquetas são imediatamente ativas, aderindo-se ao local da lesão e liberando uma enzima chamada de tromboplastina.
  • 45. EDUARDO FERNANDO P á g i n a | 45 – Glóbulos brancos: também chamados de leucócitos, esses glóbulos são células que atuam na defesa do organismo e corresponde a 1% do volume do sangue no organismo. Por proteger o corpo contra a ação de microrganismos invasores, os glóbulos brancos desempenham um papel fundamental no sistema imunológico. – Glóbulos vermelhos: também conhecidos como hemácias ou eritrócitos, esses glóbulos são células formadas por moléculas de hemoglobina que, por sua vez, é a proteína responsável pela cor vermelha do sangue. A função dos glóbulos vermelhos é transportar o oxigênio para todo o corpo. Funções do sangue No sistema circulatório, o sangue apresenta basicamente 5 funções: 1 – Recolher, nos pulmões e no intestino, o oxigênio e outros elementos essenciais para o funcionamento do corpo, fazendo a distribuição de todos esses elementos para as células. 2 – Dessas mesmas células, o sangue recebe as substâncias expelidas por essas células, levando-as a determinados órgãos que serão responsáveis pela eliminação (rins, pulmões etc.). 3 – Estabelecer uma relação entre as diversas regiões do organismo, fazendo com que todas elas recebam os produtos das glândulas de secreção interna. 4 – Contribuir para o equilíbrio dos níveis de água no organismo e temperatura corporal. 5 – Atuar na saúde das defesas naturais do organismo. Sistema Circulatório – Coração No sistema circulatório, o coração é o órgão central e desempenha a função de bombear o sangue, fazendo com que ele circule por todo o corpo. O coração é classificado como um órgão muscular oco, com formato de cone, tendo aproximadamente o tamanho de um punho fechado. Nos adultos, um coração saudável pesa entre 250 e 300g.
  • 46. EDUARDO FERNANDO P á g i n a | 46 Sistema Circulatório – Vasos Sanguíneos No sistema circulatório, os vasos sanguíneos são elementos em formato de tubos que vão se ramificando por todo o corpo, sendo: artérias, veias e capilares sanguíneos. Para entender como os vasos sanguíneos atuam no sistema circulatório, é preciso saber que há uma pequena e uma grande circulação sanguínea. Pequena circulação Nessa circulação, o sangue é bombeado do coração para os pulmões e retorna para o coração com uma grande quantidade de oxigênio. Em resumo, é um movimento circulatório de coração-pulmão-coração. A pequena circulação começa no ventrículo direito do coração, de onde sai sangue venoso por meio da artéria pulmonar. A artéria pulmonar apresenta uma bifurcação, gerando um ramo para cada pulmão, no qual ocorre a capilarização dos vasos sanguíneos. Após espalharem-se pelos pulmões, os capilares, em contato direto com as paredes alveolares, vão se reunindo aos poucos, formando vasos cada vez maiores, terminando por quatro veias pulmonares que irão desembocar na aurícula esquerda do coração. Grande circulação No sistema circulatório, a grande circulação tem dois objetivos: – Conduzir sangue arterial aos diversos órgãos do corpo; – Recolher o sangue venoso e levá-lo ao coração. Esse processo se inicia no ventrículo esquerdo do coração, pelo qual o sangue sai pela artéria aorta e é distribuído por todo o organismo (órgão por órgão) por meio dos inúmeros ramos do tronco aórtico.
  • 47. EDUARDO FERNANDO P á g i n a | 47 Dessa forma, depois de banhar todos os tecidos do corpo, o sangue volta ao coração por meio das veias que desembocam na aurícula direita. Com relação à pequena e grande circulação sanguínea é importante lembrar que, na circulação do sangue entre o coração e os pulmões (pequena circulação), as artérias conduzem o sangue venoso e as veias levam o sangue arterial. Já na grande circulação, que acontece entre o coração e os órgãos, as artérias transportam o sangue arterial e as veias levam o sangue venoso. Artérias, Veias e Capilares Para entender o sistema circulatório com detalhes, vejamos sobre as artérias, veias e capilares presentes em todo o corpo. Artérias Artérias são vasos que transportam o sangue do coração para outros órgãos do corpo. As paredes das artérias são formadas de 3 túnicas: – Interna: camada única de células endoteliais com aspecto bastante achatado. – Média: é composta por fibras musculares lisas. – Externa: é formada por fibras conjuntivas, localizadas principalmente no sentido longitudinal. Veias Chamam-se veias, os vasos sanguíneos que, dos outros órgãos, transportam sangue ao coração. As paredes das veias apresentam somente duas túnicas: – Interna: com células achatadas. – Externa: com elementos musculares, elásticos e conjuntivos. As principais veias do sistema circulatório são:  Veia cava superior;  Veia cava inferior;
  • 48. EDUARDO FERNANDO P á g i n a | 48  Veia porta. Capilares São as terminações das artérias e o início das veias. Os capilares consistem em vasos sanguíneos muito finos, formando uma ampla rede de distribuição e recolhimento do sangue das células. Depois de aprender sobre o sistema circulatório, fique por dentro dos nossos demais conteúdos explicando o incrível funcionamento do corpo humano. Educação Física Questões 1- Explique como funciona o coração? 2- Onde localiza o coração? 3- Quais são as Principais estruturas do coração? 4- Como o coração impulsiona o sangue? 5- Qual a função do sistema circulatório? 6- O sistema circulatório é composto por quais elementos? 7- Complete: O Sangue é um __________ de cor ___________,viscoso e um pouco mais ______ que a agua , que se mantem _______ o tempo todo pelas veias e ___________ do corpo. 8- Complete: Esse liquido____________ mais ___________ escura quando ao circular pelas _____________,sendo que essa diferença de também varia de acordo com a _______ do sangue. 9- Defina a Composição do plasma? 10- Defina a composição das plaquetas? 11- Qual é o nome da enzima liberada pelas plaquetas para fechar um fechar um ferimento? 12- Glóbulos Brancos podem ser chamados por outro nome, cite o nome e explique sua situação?
  • 49. EDUARDO FERNANDO P á g i n a | 49 13- Qual outro nome o glóbulo vermelho é conhecido? 14- Qual o nome da molécula que gera a cor vermelho no sangue? 15- Qual a função do glóbulo vermelho? 16- O QUE SÃO CAPILARES? 17- Qual o nome das principais veias do sistema circulatório?
  • 50. P á g i n a | 50
  • 51. P á g i n a | 51 No esquema abaixo você pode ver o caminho percorrido pelo sangue em nosso corpo. Observe-o acompanhe a explicação. O sangue oxigenado é bombeado pelo ventrículo esquerdo do coração para o interior da aorta. Es artéria distribui o sangue oxigenado para todo o corpo, através de inúmeras ramificações, como a arté coronária, a artéria carótida e a artéria braquial. Nos tecidos, o sangue libera gás oxigênio e absorve gás carbônico. O sangue não oxigenado e ri em gás carbônico é transportado por veias diversas, que acabam desembocando na veia cava superior na veia cava inferior. Essas veias levam então o sangue não oxigenado até o átrio direito. Deste, sangue não oxigenado passa para o ventrículo direito e daí é transportado até os pulmões pelas artéri pulmonares. Nos pulmões, o sangue libera o gás carbônico e absorve o gás oxigênio captado do ambiente pelo sistem respiratório. Esse fenômeno, em que o sangue é oxigenado, chama-se hematose. Então, o sangue oxigenado retorna ao átrio esquerdo do coração, transportado pelas veias pulmonares. D átrio esquerdo, o sangue oxigenado passa para o ventrículo esquerdo e daí é impulsionado para o inter da aorta, reiniciando o circuito. Num circuito completo pelo corpo, o sangue passa duas vezes pelo coração humano.
  • 52. P á g i n a | 52 Nesse circuito são reconhecidos dois tipos de circulação: a pequena circulação e a grande circulaçã Pequena circulação- Também chamada circulação pulmonar, compreende o trajeto do sangue des o ventrículo direito até o átrio esquerdo. Nessa circulação, o sangue passa pelos pulmões, onde oxigenado. Grande circulação- Também chamada de circulação sistêmica, compreende o trajeto do sang desde o ventrículo esquerdo até o átrio direito; nessa circulação, o sangue oxigenado fornece g oxigênio os diversos tecidos do corpo, além de trazer ao coração o sangue não oxigenado dos tecidos Pelo que foi descrito, e para facilitar a compreensão:  A aorta transporta sangue oxigenado do ventrículo esquerdo do coração para os diversos tecidos do corpo;  as veias cavas (superior e inferior) transportam sangue não oxigenado dos tecidos do corpo para átrio direito do coração;  as artérias pulmonares transportam sangue não oxigenado do ventrículo direito do coração até o pulmões;  as veias pulmonares transportam sangue oxigenado dos pulmões até o átrio esquerdo do coração.
  • 53. P á g i n a | 53 Observe que, pelo lado direito do nosso coração, só passa sangue não oxigenado e, pelo lado esquerd só passa sangue oxigenado. Não ocorre, portanto, mistura de sangue oxigenado com o não oxigenad Questão 1 –----–––––––––––––––––––––––––| A figura a seguir esquematiza o coração de um mamífero, com suas câmaras (representadas por letra veias e artérias (representadas por algarismos). Identifique cada parte do coração e assinale a alternativa que apresenta a correspondência correta. A) O sangue rico em O2 chega nas câmaras A e B. B) O sangue rico em CO2 chega na câmara B. C) Os vasos identificados por I, II e III são, respectivamente, veia cava superior, artéria pulmonar e arté aorta. D) O vaso indicado por IV traz sangue arterial dos pulmões para o coração. E) O vaso III leva o sangue arterial do coração para o corpo. Questão 2 ––––––––––––––––––––––––––| Onde se localiza o coração? A) É um órgão muscular, que se localiza No estomago, entre os pulmões. B) É um órgão muscular, que se localiza na caixa torácica, entre os pulmões. C) É um órgão muscular, que se localiza na caixa torácica, entre o pâncreas. D) É um órgão muscular, que se localiza na coluna vertebral, entre os pulmões. E) É um órgão muscular, que se localiza na caixa torácica, entre os rins. Questão 3 ––––––––––––––––––––––––––| Explique como funciona o coração:
  • 54. P á g i n a | 54 A) Como uma bomba única, de modo que o lado esquerdo bombeia o sangue arterial para as divers partes do corpo, enquanto o lado direito bombeia o sangue venoso para os pulmõe B) Como uma bomba tripla, de modo que o lado esquerdo bombeia o sangue arterial para as diversas part do corpo, enquanto o lado direito bombeia o sangue venoso para os pulmões. C) Como uma bomba, de modo que o lado direito bombeia o sangue arterial para as diversas partes corpo, enquanto o lado esquerdo bombeia o sangue venoso para os pulmõe D) Como uma bomba dupla, de modo que o lado esquerdo bombeia o sangue arterial para diversas partes do corpo, enquanto o lado direito bombeia o sangue venoso para os pulmões. E) Como uma bomba unica, de modo que o lado esquerdo bombeia o sangue venoso para as divers partes do corpo, enquanto o lado direito bombeia o sangue arterial para os pulmõe Questão 4 ––––––––––––––––––––––––––| Como o coração impulsiona o sangue? A) Por meio de um movimentos: contração ou sístole e relaxamento ou diástole. B) Por meio de três movimentos: contração ou sístole e relaxamento ou diástole nas mãos. C) Por meio de dois movimentos: contração ou sístole e relaxamento ou diástole. D) Por meio de cinco movimentos: contração ou sístole e relaxamento ou diástole. E) Por meio de dois movimentos: contração ou sístole e relaxamento ou sístole no pâncreas. Questão 5 ––––––––––––––––––––––––––| Quais são as principais estruturas do coração são? A) Somente Pericárdio, Endocárdio B) Pericárdio, Endocárdio, Miocárdio, Átrios ou aurículas, Ventrículos, Válvula tricúspide, Válvula. C) Pericárdio, Endocárdio, Miocárdio, Átrios ou aurículas, Ventrículos, Válvula tricúspide, Válvu mitral, Valvula Aorta e septo, artéria aorta veia pulmonar D) Pericárdio, Endocárdio, Miocárdio, Átrios ou aurículas. E) Ventrículos, Válvula tricúspide, Válvula Questão 6 ––––––––––––––––––––––––––| O que são Vasos Sanguíneos? A) Os vasos sanguíneos são tubos do sistema digestório, distribuídos por todo o corpo, por onde circu o sangue.
  • 55. P á g i n a | 55 B) Os vasos sanguíneos são tubos do sistema nervoso central, distribuídos por todo o corpo, por on circula o sangue. C) Os vasos sanguíneos são tubos do sistema circulatório e nervoso, distribuídos por todo o corpo, p onde circula o sangue. D) Os vasos sanguíneos são tubos do sistema circulatório, distribuídos por todo o corpo, p onde circula o sangue. E) Os vasos sanguíneos são tubos do sistema circulatório e linfático, distribuídos por todo o corpo, p onde circula o sangue. Questão 7 ––––––––––––––––––––––––––| Com relação à função de artérias e veias na circulação humana, analise a figura e as proposições seguir: Esquema da circulação do sangue no corpo humano 1. Artérias pulmonares (1) levam aos pulmões o sangue vindo do corpo. 2. Veias pulmonares (2) trazem para o coração o sangue oxigenado nos pulmões. 3. Artéria aorta (3) leva o sangue oxigenado a todas as partes do corpo. 4. Veias cavas (4) trazem o sangue rico em gás carbônico do corpo ao coração. Estão corretas: a. 1, 2, 3 e 4. b. 1, 2 e 3 apenas. c. 1 e 3 apenas. d. 2 e 4 apenas. e. 2, 3 e 4 apenas. Questão 8 –––––––––––––––––––––––––| De que São formados os vasos sanguíneos? A) Por uma rede de artérias e veias que se ramificam formado os capilares. B) Por uma rede de veias que se ramificam formado os capilares. C) Por uma rede de artérias que se ramificam formado os capilares.
  • 56. P á g i n a | 56 D) Por uma rede de artérias e veias que se ramificam formado apenas um capilar. E) Por uma rede de artérias e veias e hormônios que se ramificam formado os capilares. Questão 9 ––––––––––––––––––––––––––| Como é a parede da artéria? A) Não é espessa, formada de tecido muscular e elástico, que não suporta a pressão do sangue. B) É espessa, formada de tecido dos rins e elástico, que suporta a pressão do sangue. C) É espessa, formada de tecido muscular das mãos que suporta minimamente a pressão do sangue D) É espessa, formada de tecido muscular do estomago não é elástico, e jamais suportaria a pressão sangue. E) É espessa, formada de tecido muscular e elástico, que suporta a pressão do sangue. Questão 10 –––––––––––––––––––––––––| Qual é a diferença do sangue venoso para o arterial? A) arenoso e rico em gás carbônico, é bombeado do coração para os pulmões através das artérias d braços. Enquanto o sangue arterial, rico em gás oxigênio, é bombeado do coração para os tecidos corpo através da artéria viva. B) Venoso rico em gás carbônico, é bombeado do coração para os pulmões através das artéri pulmonares. Enquanto o sangue arterial, rico em gás oxigênio, é bombeado do coração para o tecidos do corpo através da artéria aorta. C) Arterial rico em gás carbônico, é bombeado do coração para os pulmões através das vei pulmonares. Enquanto o sangue arterial, rico em gás oxigênio, é bombeado do coração para os tecid do corpo através da artéria morta. D) Venoso e pobre em gás carbônico, é bombeado do coração para os pulmões através das artéri pulmonares. Enquanto o sangue arterial, rico em gás oxigênio, é bombeado do coração para os tecid do corpo através da artéria aorta. E) Venoso rico em gás tóxico, é bombeado do coração para um lado do pulmão através das artéri pulmonares. Enquanto o sangue arterial, rico em gás oxigênio, é bombeado do coração para os tecid do corpo através da artéria aorta.
  • 57. P á g i n a | 57 AV1 Exercícios sobre o Sistema Circulatório 8º ano 1. O Coração é um órgão do Sistema Circulatório. Assinale a alternativa INCORRETA a) É a bomba propulsora que faz o sangue circular por todo o corpo. b) Localiza-se na cavidade torácica entre os pulmões, no espaço mediastino. c) Apresenta 4 grandes cavidades. d) Seus batimentos são voluntários 2. Os Vasos sanguíneos são as vias de transporte por onde o sangue circula. Não se pode afirmar que: a) as artérias são vasos que saem do coração e conduzem o sangue para todo o corpo b) veias são vasos que carregam sangue dos tecidos ao coração c) capilares são vasos sanguíneos com grande espessura que se originam das ramificações das artérias e veias d) capilares tem como função irrigar as células. 3. Sobre o sistema circulatório analise os itens: I. Linfa: fluido produzido quando o sangue passa pelos capilares e vaza para os espaços entre as células. II. Vasos linfáticos: são as vias de transporte da linfa. Drenam a linfa do espaço entre as células (espaço intersticial) para as veias subclávias. Está(ao) correto(s) a) Somente I b) Somente II c) I e II d) nenhum 4. O sistema circulatório é responsável por conduzir elementos essenciais para todos os tecidos do corpo: oxigênio para as células, hormônios (que são liberados pelas glândulas endócrinas) para os tecidos, condução de __________ para sua eliminação nos pulmões, coleta de excretas metabólicos e celulares, entrega desses rejeitos nos órgãos excretores, como os rins. Qual das alternativas completa a frase a) dióxido de carbono
  • 58. P á g i n a | 58 b) oxigênio c) nitrogênio d) hidrogênio 5. Assinale a alternativa que não representa uma função do sistema respiratório a) Apresenta importante papel no sistema imunológico de defesa contra infecções b) Atua na termorregulação da temperatura com a vasodilatação ou vasoconstrição de vasos sanguíneos c) O transporte de nutrientes desde os locais de absorção até as células dos diferentes órgãos também é realizado por este sistema. d) Promover a síntese de proteína para levar essas substâncias ao interior das células 6. Pode -se dizer que Sistema circulatório no ser humano é composto de, EXCETO a) sangue, b) condutores (veias e artérias) c) coração. d) glândulas hormonais 7.Sobre o sistema vascular analise os itens: I. É composto pelos vasos sanguíneos: artérias, veias e capilares. II. As artérias são os vasos pelos quais, em regra, o sangue sai do coração. III. Os capilares são vasos microscópicos, com apenas uma camada de células e uma camada basal e que são responsáveis pelas trocas de gases e nutrientes entre o sangue e o meio interno. Quantos itens estão corretos? a) 1 b) 2 c) 3 d) nenhum Figura do 8. Não é uma característica da Circulação pulmonar a) A circulação pulmonar é, em termos de distância, muito mais longa do que a circulação sistêmica
  • 59. P á g i n a | 59 b) A circulação pulmonar ou pequena circulação inicia-se no tronco da artéria pulmonar (que sai do ventrículo direito), c) da artéria pulmonar segue pelos ramos das artérias pulmonares, arteríolas pulmonares, capilares pulmonares d) nos alvéolos, ocorre a hematose - troca de gases. c) Até aqui o sangue é venoso - rico em gás carbônico. A partir daqui o sangue é arterial - rico em oxigênio. Segue: vênulas pulmonares e veias pulmonares que desaguam no átrio esquerdo do coração. 9. No sistema circulatório o coração bombeia o sangue oxigenado para o corpo e o sangue desoxigenado para os pulmões. Assinale a alternativa INCORRETA a) No coração humano existe um aurícula e um ventrículo para cada circulação, e com ambos uma circulação sistêmica e pulmonar, havendo quatro câmaras no total: átrio esquerdo, ventrículo esquerdo, átrio direito e ventrículo direito. b) O átrio direito é a câmara superior do lado direito do coração. c) O sangue que retorna pelas veias cavas ao átrio direito é arterial (rico em oxigênio) d) O sangue do ventrículo direito é bombeado pela artéria pulmonar para os pulmões para re-oxigenação e remoção de dióxido de carbono. 10. No sistema circulatório o sangue volta dos pulmões ao coração através das veias pulmonares o átrio esquerdo recebe sangue recém-oxigenado dos pulmões, que é passado através da válvula bicúspide para o: a) ventrículo esquerdo. b) átrio esquerdo c) átrio direito d) ventrículo direito
  • 60. P á g i n a | 60 AV2 QUESTÕES SUBJETIVAS SOBRE O SISTEMA CIRCULATÓRIO 1) Onde se localiza o coração? É um órgão muscular, que se localiza na caixa torácica, entre os pulmões. 2) Explique como funciona o coração: Como uma bomba dupla, de modo que o lado esquerdo bombeia o sangue arterial para as diversas partes do corpo, enquanto o lado direito bombeia o sangue venoso para os pulmões. 3) Como o coração impulsiona o sangue? Por meio de dois movimentos: contração ou sístole e relaxamento ou diástole. 4) Quais são as principais estruturas do coração são? Pericárdio, Endocárdio, Miocárdio, Átrios ou aurículas, Ventrículos, Válvula tricúspide, Válvula mitral. 5) O que são Vasos Sanguíneos? Os vasos sanguíneos são tubos do sistema circulatório, distribuídos por todo o corpo, por onde circula o sangue. 6) De que São formados os vasos sanguíneos? Por uma rede de artérias e veias que se ramificam formado os capilares. 7) Como é a parede da artéria? É espessa, formada de tecido muscular e elástico, que suporta a pressão do sangue. 8) Qual é a diferença do sangue venoso para o arterial? Venoso rico em gás carbônico, é bombeado do coração para os pulmões através das artérias pulmonares. Enquanto o sangue arterial, rico em gás oxigênio, é bombeado do coração para os tecido do corpo através da artéria aorta. 9) O que são as veias e quais são as suas características? As veias são vasos do sistema circulatório, que transportam o sangue de volta dos tecidos do corpo para o coração. Suas paredes são mais finas que as artérias.
  • 61. P á g i n a | 61 10) Como os capilares atuam? Suas paredes apresentam apenas uma camada de células, que permitem a troca de substâncias entr o sangue e as células. Os capilares se ligam às veias, levando o sangue de volta para o coração. Sistema Nervoso – Funções E Elementos Essenciais O sistema nervoso é um dos sistemas mais fascinantes e complexos do corpo humano, interligan uma infinidade de componentes. Para saber detalhes sobre as funções, elementos e partes des sistema, confira nosso artigo. Qual a Função do Sistema Nervoso? O sistema nervoso desempenha diversas funções de fundamental importância para o funcionamen do corpo, atuando em conjunto com outros órgãos. Cabe a esse sistema atuar nas funções sensitivas, integradoras e motoras, que são aplicadas pa transportar mensagens do cérebro e medula espinhal para várias partes do corpo. Vejamos cada um dessas funções. Sensitivas Os receptores sensitivos, também chamados de neurônios receptores ou aferentes, captam estímulos várias informações do corpo. Por exemplo, quando ocorre uma inflamação, ferimento ou uma simples alteração da temperatu externa, imediatamente os receptores sensitivos captam essas informações, enviando-as para o encéfa ou medula espinhal. Integradoras Quanto às funções integradoras, no sistema nervoso os neurônios conectores efetuam a anális processamento e armazenamento dos estímulos e informações inicialmente captadas por meio d receptores sensitivos. Esses conectores são também responsáveis por preparar a resposta do organismo com relação situação que está acontecendo. Motoras Consiste na etapa final do sistema nervoso com relação aos estímulos. A função motora determina resposta desse sistema, sendo realizada pelos neurônios motores. As células e órgãos efetores que permanecem em contato com os neurônios motores, são estimulad por uma informação do cérebro e imediatamente executam uma ação diante de determinada situação Elementos do Sistema Nervoso Central
  • 62. P á g i n a | 62 O sistema nervoso é formado por diversos elementos que desempenham papéis específicos. Ess elementos são:  Tecido nervoso  Neurônio  Bulbo raquidiano  Cérebro  Cerebelo  Nervos raquidianos  Tronco encefálico  Medula espinhal  Hipotálamo Vejamos os detalhes sobre cada um deles. Tecido nervoso No sistema nervoso, esse tecido de comunicação atua na recepção, interpretação e resposta a estímulos recebidos, sendo que as células do tecido nervoso são extremamente especializadas quan ao processamento de informações. Na composição do tecido nervoso, além dos elementos conjuntivos, estão dois tipos de células: nervosas (neurônios) e as de nevróglia. A principal função do tecido nervoso é estabelecer uma comunicação altamente rápida e eficaz entre órgãos do corpo e o ambiente (meio externo). Neurônio No sistema nervoso, os neurônios têm como função central conduzir os impulsos nervosos. Ainda q essas células não sejam as únicas do sistema nervoso, elas são lembradas por serem as ma conhecidas.
  • 63. P á g i n a | 63 Uma célula nervosa possui diversos prolongamentos, sendo que o conjunto composto por essa célula prolongamentos recebe o nome de neurônio. Os elementos básicos de um neurônio são o corpo celula os dendritos e o axônio. No espaço existente entre um neurônio e outra célula, há uma junção chamada de sinapse. É exatamen nesses locais que são inseridos os neurotransmissores que transportam as informações de um neurôn para outra célula. Bulbo raquidiano Na estrutura do sistema nervoso, o bulbo raquidiano tem como função conduzir os impulsos nervoso Esse elemento do sistema nervoso está conectado de forma direta à medula espinhal, sendo a porç inferior do tronco encefálico. Cérebro No sistema nervoso, o cérebro é sem dúvida o órgão mais importante, essencial para a vida human Esse minucioso “computador” fica situado na caixa craniana. É para o cérebro que são enviadas tod as informações que recebemos. Esse complexo órgão responde somente por 2% do total da massa corporal. No entanto, o céreb consome mais de 20% de todo oxigênio do corpo e é responsável pelo controle de atividades como:  Movimento;  Sono;  Fome;  Sensações;  Memória;  Fala;  Sede etc. O cérebro também atua no controle de emoções como, por exemplo, amor, ódio, medo, ira, alegr tristeza etc. O cérebro pesa em torno de 1,5 kg, atuando nas interpretações do mundo exterior e também abriga essência da mente humana.
  • 64. P á g i n a | 64 Cerebelo No sistema nervoso, o cerebelo é a região do cérebro que abriga metade dos neurônios. O cerebelo recebe impulsos de várias regiões do corpo e estabelece uma conexão entre o tronco encefálico e o córtex cerebral. O cerebelo, além de ser determinante para o equilíbrio corporal, atua no recebimento de inúmeros estímulos de músculos e tendões e também desempenha o papel de controlar as funções motoras. Dessa forma, essa importante região do cérebro é fundamental para o desempenho adequado dos movimentos voluntários, aprendizagem motora, audição, tato e visão. Nervos raquidianos (nervos espinhais) Os chamados nervos raquidianos apresentam função mista. Isso significa que eles atuam nas questões motoras ao transmitirem mensagens dos centros nervosos para os órgãos e também agem nas questões sensitivas, enviando estímulos dos órgãos para os centros nervosos. Os nervos raquidianos se originam na medula espinhal e são compostos por 31 pares:  5 pares de nervos sacrais  8 pares de nervos cervicais  1 par de nervo coccígeo  5 pares de nervos lombares  12 pares de nervos torácicos Tronco encefálico No sistema nervoso, o tronco encefálico abriga um imenso conjunto de corpos de neurônios agrupad em fibras nervosas e núcleos. Esse tronco está ligado à coluna espinhal e atua no recebimento informações sensitivas de estruturas cranianas.
  • 65. P á g i n a | 65 Uma das funções essenciais do tronco encefálico é controlar os músculos localizados na cabeça, já q ele abriga circuitos nervosos capazes de transmitir informações da medula espinhal para as estrutur encefálicas, assim como nas direções contrárias. No sistema nervoso, outra das funções primordiais do tronco encefálico é equilibrar a respiraçã temperatura corporal, capacidade de atenção e estado de alerta consciente. Medula espinhal Na estrutura do sistema nervoso, a medula espinhal consiste em um cordão cilíndrico formado p células nervosas, sendo esse cordão situado no canal interno das vértebras. A medula espinhal exerce o papel de propiciar a comunicação entre o corpo e o sistema nervoso, atuan também nos reflexos e preservando o corpo em ocorrências de emergências (que geralmente exige uma rápida resposta). Ainda que a medula espinhal muitas vezes seja confundida com a medula óssea, é preciso ter claro diferenciação entre elas. Enquanto que a medula óssea é responsável pela produção de célul sanguíneas, a medula espinhal integra o sistema nervoso central. Hipotálamo O hipotálamo, que apresenta o tamanho aproximado de uma amêndoa, é o grande responsável p coordenar a maior parte das funções endócrinas. Isso significa que o hipotálamo exerce um papel direto no desempenho da hipófise e também atua forma indireta sobre outras glândulas, tais como tireoide, adrenais, gônadas sexuais e mamárias. O hipotálamo fica situado na região da base do encéfalo, logo abaixo do tálamo e acima da hipófise. hipotálamo também atua na regulação de funções como apetite, sede, sono, temperatura corporal atividades do sistema nervoso autônomo. Além de aprender sobre o sistema nervoso, fique por dentro dos nossos demais conteúd sobre anatomia humana, explicados de forma fácil e resumida.
  • 66. P á g i n a | 66 AV1 Exercícios sobre o Sistema Nervoso Questões objetivas sobre o sistema nervoso 1. O Sistema nervosa: a) é a parte do organismo que transmite sinais entre as suas diferentes partes e coordena as su ações voluntárias e involuntárias. b) constitui-se de duas partes principais: o sistema nervoso alto (SNA) e o sistema nervoso baixo (SNB c) é a parte do organismo que transmite sinais entre as suas diferentes partes e coordena as somen as ações involuntárias. d) b) constitui-se de células especializadas chamadas de nervuras 2. Sobre o sistema nervoso central é INCORRETO afirmar que: a) é formado pelo encéfalo e pela medula espinhal. b) Todas as partes do encéfalo e da medula estão envolvidas por três membranas de tecido conjuntivo as meninges. c) O encéfalo, principal centro de controle, d) O encéfalo é constituído por cérebro, cerebelo, tálamo, hipófise e paratireóide 3. Sobre o Sistema Nervoso Periférico assinale a alternativa ERRADA a) O SNP constitui-se principalmente de nervos, que são feixes de axônios que ligam o sistema nervo central a todas as outras partes do corpo. b) O SNP inclui: neurônios motores, mediando o movimento voluntário; c) o sistema nervoso autônomo, compreendendo o sistema nervoso simpático e o sistema nervo parassimpático, que regulam as funções involuntárias; d) e o sistema nervoso entérico, que controla os movimentos respiratórios. 4. Considerando o sistema nervoso autônomo analise os itens: I. é dividido em sistema nervoso simpático, sistema nervoso parassimpático e sistema nervoso entéric II. O sistema nervoso simpático responde ao perigo iminente ou stress, e é responsável pelo incremen do batimento cardíaco e da pressão arterial, entre outras mudanças fisiológicas. Está(ão) correto(s) a) Apenas I b) Apenas II c) I e II d) nenhum 5. O sistema nervoso parassimpático, é responsável por: a) constrição pupilar, a redução dos batimentos cardíacos, a dilatação dos vasos sanguíneos e estimulação dos sistemas digestivo e geniturinário. b) constrição pupilar, aumento dos batimentos cardíacos, a dilatação dos vasos sanguíneos e estimulação dos sistemas esqueléticos e muscular.
  • 67. P á g i n a | 67 c) constrição pupilar, a aumento dos batimentos cardíacos, a dilatação dos vasos alvéolos pulmonares a estimulação dos sistemas digestivo e geniturinário. d) constrição pupilar, a redução dos batimentos cardíacos, a dilatação dos vasos sanguíneos e a estimulação da adrenalina no sangue AV2 Questões subjetivas sobre o Sistema Nervoso 1. O sistema nervoso humano é capaz de uma ampla gama de funções. Qual é a unidade básica sistema nervoso? Neurônios. São células que realizam a maior parte do processamento de informações, memória e funções comunicação do sistema nervoso 2. A célula neuronal é composta de quantas partes? Os neurônios têm três partes básicas: um corpo celular e duas extensões chamadas de axônio dendrito. 3. Quais são os tipos de Neurônios ? Os neurônios sensoriais carregam informações dos órgãos dos sentidos (como olhos e ouvido para o cérebro. Os neurônios motores têm longos axônios e transmitem informações do sistem nervoso central para os músculos e glândulas do corpo. Uma terceira classe de neurônios são que somente se comunicam com outros neurônios. 4. O que é um neurotransmissor comum? A acetilcolina é um neurotransmissor excitatório, o que significa que torna as células ma excitáveis.
  • 68. P á g i n a | 68 4ºBIMESTRE
  • 69. P á g i n a | 69
  • 70. P á g i n a | 70
  • 71. P á g i n a | 71
  • 72. P á g i n a | 72
  • 73. P á g i n a | 73
  • 74. P á g i n a | 74
  • 75. P á g i n a | 75
  • 76. P á g i n a | 76
  • 77. P á g i n a | 77
  • 78. P á g i n a | 78
  • 79. P á g i n a | 79
  • 80. P á g i n a | 80
  • 81. P á g i n a | 81
  • 82. P á g i n a | 82 AV 1 Fundamentos básicos do futsal No futsal, todos os jogadores devem defender e atacar por mais que existam posições definidas. Esse esporte é muito dinâmico e permite a constante troca de posições dos jogadores. Controle/domínio Esse fundamento consiste basicamente em controlar e dominar a bola, geralmente após receber um passe. Pode ser feito com qualquer parte do corpo, com exceção das mãos, dos antebraços e dos braços. Passe É considerado um dos mais importantes fundamentos do futsal. Basicamente, é o ato de passar a bola para um companheiro de equipe. Esse passe pode ser realizado a curta, a média ou a longa distância, pelo chão ou pelo alto e, dependendo da circunstância da jogada, pode ser realizado com qualquer parte do corpo, com exceção das mãos, dos antebraços e dos braços. Condução de bola Neste caso, a condução é o ato de se movimentar pela quadra em diversas direções, com a bola, tendo-a sob total domínio. Finta/drible São dois fundamentos parecidos; a diferença é que a finta é feita sem a bola, e o drible com a bola, porém ambos têm o mesmo propósito: enganar o adversário e conseguir progredir para o gol. Cabeceio O cabeceio é um fundamento que pode ser realizado pelo jogador, principalmente, para três fins: defender a própria meta, realizar um passe para algum companheiro ou marcar um gol. Chute É o fundamento que corresponde ao ato de bater na bola com os pés, seja para tirá-la de perto da sua meta ou para tentar acertar a meta adversária e marcar um gol. Existem alguns tipos de chute, como o chute feito com a parte interna do pé, o chute feito com a parte externa do pé, chutes com o peito do pé e até mesmo de calcanhar. Regras do futsal
  • 83. P á g i n a | 83 1- O futsal é disputado em quadras de 24 a 42m de comprimento por 14 a 22m de largura. 2- A bola pesa entre 410 e 500g e tem de 53 a 62cm de circunferência. 3- As metas medem 3 metros de largura por 2 de altura. 4- As partidas são disputadas entre duas equipes compostas por 5 jogadores cada uma. 5- O objetivo do jogo é fazer com que a bola entre na meta defendida pelo adversário, popularmente conhecida como gol, porém sem utilizar as mãos, antebraços ou braços. 6- Será vencedora a equipe que tiver o maior número de gols a seu favor no placar. 7- A partida tem a duração de quarenta minutos (dois tempos de vinte) para adultos e de trinta minutos (dois tempos de 15) para juvenis. 8- O arremesso lateral e o arremesso de canto são cobrados com os pés. 9- O goleiro deve sempre repor a bola em jogo, com a mão ou com os pés, quatro segundos após defendê-la e de modo que não atravesse a linha central sem que primeiro toque o piso, ou um jogador. 10- Após a quinta falta coletiva, a equipe infratora é punida com a cobrança de um tiro livre direto, sem barreira, do local onde foi cometida a falta. 11- O atleta que cometer cinco faltas será desclassificado. O atleta quando expulso da partida não deverá ficar no banco de reservas e nem retornar a mesma. O seu time ficará 2 minutos com 4 jogadores ou até que sofra um gol; então assim será permitido entrar um outro jogador para recompor a sua equipe.
  • 84. P á g i n a | 84 12- A bola estará fora de jogo quando sair completamente quer pelo solo ou pelo alto das linhas laterais ou de fundo. 13- Quando o atleta da mesma equipe ao cobrar uma falta atrasa a bola para o goleiro e ela entra diretamente no gol, o tento não será válido e deverá ser marcado um arremesso de canto a favor da equipe adversária. 14- Na hora do pênalti o goleiro deverá ficar sobre a linha do gol, podendo movimentar-se exclusivamente sobre ela. 15- No lateral ou no escanteio se um atleta do futsal arremessar a bola contra a sua própria meta e a bola penetrar na mesma, tocando ou não no goleiro, o tento não será válido. 16- No lateral se um atleta arremessar a bola contra a meta adversária e a bola penetrar na mesma, tocando ou não no goleiro, o tento não será válido. 17- No escanteio se um atleta arremessar a bola contra a meta adversária e a bola penetrar na mesma, tocando ou não no goleiro o tento será válido. 18- No arremesso lateral é suficiente que a bola esteja apoiada no solo colocada sobre ou junto a linha demarcatória da lateral, do lado de fora da quadra de jogo, podendo mover-se levemente. 19- Se o goleiro do futsal demora mais que 4 segundos para executar o arremesso de meta, um tiro livre indireto (dois lances), será concedido em favor da equipe adversária, colocando-se a bola sobre a linha da área de meta e no ponto mais próximo onde ocorreu a infração. Por: Ederson Prado Sales 1. Qual fato mais chamou sua atenção no surgimento do futsal? Em que década surgiu o futsal? 2. Que fatores levaram a prática do futsal? 3. Que características podemos destacar em um jogador de futsal? 4. Cite os fundamentos básicos do futsal. 5. Uma equipe de futsal é composta de quantos jogadores ( titulares e reservas )? 6. Qual o objetivo do jogo de futsal? Nesse jogo quanto tempo dura uma partida? 7. Quais são as posições táticas no jogo de futsal? 8. Cite uma regra que você considera importante deste esporte. 9. Cite nome de 5 jogadores(as) famosos que praticaram o futsal. 10. Explique as punições possíveis no futsal. 11. Quanto tempo o goleiro possui para passar a bola à um companheiro?
  • 85. P á g i n a | 85 12. Desenhe a quadra de futsal. AV2 Vejam as alterações em cada regra: Regra 01 – quadra de jogo Agora haverá área técnica. Apenas nela será permitida ao técnico dar instruções durante o jogo. Esta área terá o comprimento de seis metros, contando os cinco metros da zona de substituição mais um metro em direção à linha de fundo. Regra 02 – número de jogadores Para uma partida ser iniciada, as equipes deverão possuir, no mínimo, três jogadores, e não mais cinco. Durante o jogo, se uma das equipes ficar reduzida a menos de três jogadores, a partida será encerrada. Substituições não poderão ser feitas durante o tempo técnico. Na situação de dois jogadores expulsos ao mesmo tempo, sendo um de cada equipe: se outro jogador for expulso e sua equipe, posteriormente, sofrer um gol, poderá repor só um jogador imediatamente, referente ao tempo do primeiro vermelho; as outras reposições deverão aguardar os dois minutos de cada expulsão. Regra 03 – equipamento Os árbitros poderão usar calça comprida (de cor branca, assim como o tênis) em dias de baixa temperatura. Não será mais permitido tornozeleiras por fora dos meiões, mesmo que sejam da mesma cor destes. Regra 04 – cronometrista e anotador O anotador entregará, no início de cada período, uma placa para o pedido de tempo técnico, assim como, nas expulsões, entregará uma ficha constando o tempo em que o substituto poderá entrar em quadra. Regra 05 – duração da partida O período ou a partida só acabará quando o árbitro determinar, ou seja, com o apito do mesmo, e não mais com o sinal sonoro do cronômetro ou do cronometrista. Se for dado um chute (ou cabeceada) a gol e o cronômetro zerar, a sua conclusão deverá ser aguardada. Nesse caso, o árbitro encerrará o período ou partida quando a bola: entrar diretamente no gol; tocar no goleiro ou trave e entrar no gol; ir para fora; tocar em algum jogador de linha; bater na trave e voltar para a quadra; ou o goleiro defendê-la. Se for marcado pênalti ou tiro sem barreira (sexta falta) no zerar do cronômetro ou na trajetória do último chute, deverá ser executada a cobrança e só depois encerrado o jogo
  • 86. P á g i n a | 86 ou tempo. Mesmo com o cronômetro zerado, será repetida a cobrança, em caso de irregularidade que obrigue a repetição. A solicitação de tempo técnico será feito com o treinador ou membro da comissão técnica apresentando a placa do pedido ao anotador ou cronometrista. Não haverá mais pedido verbal para os mesários ou árbitros. Durante o tempo técnico, os jogadores reservas e os membros da comissão não poderão entrar na quadra. O técnico, ao orientar os atletas durante o jogo, não poderá ficar a menos de cinco metros da mesa de arbitragem, nem poderá ultrapassar, em direção à linha de fundo, o espaço à ele destinado, respeitando a área técnica. Regra 06 – bola de saída Não valerá mais o gol em chute direto da bola de saída (início de jogo, período ou após um gol adversário). A bola deverá ser tocada por outro jogador antes ou tocar em um adversário. Se entrar direto, será dado arremesso de meta. Regra 07 – faltas e incorreções Se o goleiro tocar a bola com os pés em sua meia-quadra de defesa, assim como cobrar um lateral em seu lado, não poderá receber de volta do companheiro de forma intencional, sem que ela tenha sido jogada ou tocada por um adversário. Se isso ocorrer, será marcado tiro livre indireto. Na meia-quadra de ataque, o toque é livre. Mesmo que a bola passe a metade da quadra ou o goleiro passe a linha da meia- quadra sem tocar a bola e volte, o segundo toque não será permitido. A contagem dos quatro segundos para o primeiro toque, na quadra defensiva, continua. Se o goleiro receber a bola na defesa e ir para o ataque, não poderá voltar para sua meia-quadra defensiva, sofrendo tiro livre indireto. Mas, se receber a bola no ataque, poderá voltar para a quadra de defesa, respeitando os quatro segundos na mesma. Regra 08 – tiro livre Um tiro livre sem barreira só poderá ser cobrado diretamente para o gol, sem poder passar para um companheiro. Regra 09 – pênalti Ao correr para a cobrança, o jogador poderá fazer fintas mas não pode dar a chamada “paradinha”. Na cobrança, a bola pode ser passada para um companheiro, desde que o passe seja para frente. Regra 10 – lateral Na cobrança de lateral, a bola deverá ser colocada no chão sobre a linha lateral ou, no máximo, 25 centímetros atrás dela, podendo estar imóvel ou movimentando-se lentamente.
  • 87. P á g i n a | 87 Se o goleiro cobrar o lateral na sua meia-quadra de defesa, será contado como um toque, não podendo receber a bola novamente – exceto se a bola tocar num adversário. Se cobrar no ataque, não será contado o toque. Regra 11 – arremesso de meta Ao repor a bola em jogo com arremesso de meta, o goleiro não poderá recebê-la em qualquer parte da quadra, seja defesa ou ataque, sem que a bola tenha sido tocada ou jogada pelo adversário. Se receber, será dado tiro livre indireto. A recomendação, para que o árbitro contabilize o toque, será ficar com o dedo em riste na diagonal para baixo, após o arremesso de meta, até que haja toque do adversário. Regra 12 – escanteio Em caso de reversão, será concedido um arremesso de meta ao adversário. QUESTOES 1) A frase abaixo faz parte de qual definição no futsal? Agora haverá área técnica. Apenas nela será permitida ao técnico dar instruções durante o jogo. Esta área terá o comprimento de seis metros, contando os cinco metros da zona de substituição mais um metro em direção à linha de fundo. A) quadra de jogo sendo ela basquete e futsal B) quadra de jogo sendo ela futsal e volei C) quadra de jogo sendo ela futsal e tênis D) quadra de jogo de futsal 2) Para uma partida ser iniciada, as equipes deverão possuir, no mínimo,_______________, e ________________________. Durante o jogo, se uma das equipes ficar reduzida a menos de três jogadores, a partida será encerrada. Sobre substituições não poderão ser feitas durante o tempo técnico. A) 8 jogadores, e não mais cinco B) dois jogadores, e não mais 5 C) três jogadores, e não mais cinco D) três jogadores, e não dezessete
  • 88. P á g i n a | 88 3) Na situação de dois jogadores expulsos ao mesmo tempo, sendo um de cada equipe: se outro jogador for expulso e sua equipe, posteriormente, sofrer um gol, poderá repor: A) só dois jogadores imediatamente, referente ao tempo do primeiro vermelho; as outras reposições deverão aguardar os cinco minutos de cada expulsão. B) só um jogador imediatamente, referente ao tempo do primeiro vermelho; as outras reposições deverão aguardar os onze minutos de cada expulsão. C) só sete jogadores imediatamente, referente ao tempo do primeiro vermelho; as outras reposições deverão aguardar os três minutos de cada expulsão. D) só um jogador imediatamente, referente ao tempo do primeiro vermelho; as outras reposições deverão aguardar os dois minutos de cada expulsão. 4) Em caso de reversão, será concedido um arremesso de meta ao adversário. Essa afirmação se trata do: A) passe B) saque C) tiro de lateral D) saque por cima e manchete. E) escanteio 5) Ao repor a bola em jogo com arremesso de meta, o goleiro não poderá recebê- la em qualquer parte da quadra, seja defesa ou ataque, sem que a bola tenha sido tocada ou jogada pelo adversário. Se receber, será dado tiro livre indireto. Essa frase é uma afirmação sobre: A) arremesso de meta B) escanteio C) tiro de lateral D) tiro direto E) tiro indireto 6) Na cobrança de lateral, a bola deverá ser colocada no chão sobre a linha lateral ou, no máximo, 25 centímetros atrás dela, podendo estar imóvel ou movimentando-se lentamente.
  • 89. P á g i n a | 89 Se o goleiro cobrar o lateral na sua meia-quadra de defesa, será contado como um toque, não podendo receber a bola novamente – exceto se a bola tocar num adversário. Se cobrar no ataque, não será contado o toque. Essa afirmação explica sobre o tiro de: A) tiro direto B) tiro indireto C) lateral D) tiro de meta 7) Será concedido um tiro penal contra a equipe que cometer uma das dez faltas que levem a um tiro direto, dentro de sua própria área penal, enquanto a bola está em jogo. Logo Um gol poderá ser marcado diretamente: A) de um tiro de canto. Será concedido tempo adicional para execução de um penal, ao final de cada tempo ou no final dos períodos de tempo suplementar. B) de um tiro penal. Será concedido tempo adicional para execução de um tiro penal, ao final de cada tempo ou no final dos períodos de tempo suplementar. C) de um tiro penal. Será concedido tempo de 19 minutos para execução de um penal, ao final de cada tempo ou no final dos períodos de tempo suplementar. D) de um tiro de lateral. Será concedido tempo adicional para execução de um penal, ao final de cada tempo ou no final dos períodos de tempo suplementar. 8) Ao correr para a cobrança, o jogador poderá fazer fintas, mas não pode dar a chamada “paradinha”. Na cobrança, a bola pode ser passada para: A) dois companheiros, desde que o passe seja para frente. B) um companheiro, desde que o passe seja para os lados. C) um companheiro, desde que o passe seja para frente. D) um companheiro, desde que o passe seja para as laterais.
  • 90. P á g i n a | 90 AV 3 QUESTÕES PARA ESTUDO - FUTSAL Questão 01 - O tiro livre direto é uma penalidade do futsal que deverá ocorrer quando o jogador? O tiro livro direto é concedido a uma equipe quando o jogador adversário apresentar as seguintes atitudes: dar pontapé, derrubar o jogador do outro time, bater, cuspir, tentar segurar o adversário, empurrar o adversário, oferecer perigo a outro jogador de maneira imprudente ou praticar uma jogada que atinja de forma perigosa qualquer jogador Questão 02 – Em uma partida, quando o jogador de futsal será punido com o cartão vermelho? Os cartões vermelhos são apresentados aos jogadores caso ocorram algumas das seguintes infrações: - Apresentar uma conduta violenta; - Fizer jogo brusco grave; - Realizar gestos obscenos, grosseiros e ofensivos; - Ter duas vezes na mesma partida uma atitude punível com cartão amarelo; - Impedir com a mão a marcação de um gol contra sua equipe, caso você não seja o goleiro; - Cuspir em alguma pessoa durante a partida; - Dar uma entrada que possa comprometer a integridade física de um jogador; - Impedir de forma ilegal a tentativa de concluir um tento; - Um jogador reserva invadir o campo para reclamar ou atrapalhar a partida. Questão 03 - A partida será disputada entre duas equipes compostas, cada uma com 7 jogadores, no máximo como reservas e no máximo quantos jogadores dentro de quadra? Para uma partida ser iniciada, as equipes deverão possuir, no mínimo, três jogadores, e não mais cinco. Durante o jogo, se uma das equipes ficar reduzida a menos de três jogadores, a partida será encerrada. Questão 04 - O tiro lateral será cobrado sempre que a bola atravessar inteiramente as linhas laterais quer pelo solo, quer pelo alto ou tocar no teto, mas como deve ser cobrado o lateral? O retorno da bola à quadra de jogo dar-se-á com o uso dos pés, estando a bola colocada no local onde a mesma saiu, podendo ser chutada em qualquer direção, executado por um jogador adversário daquela equipe que tocou a bola por último. Questão 05 - Quando e por que a denominação “futebol de salão” foi substituída por “FUTSAL”?
  • 91. P á g i n a | 91 O nome do Futebol de Salão foi modificado para FUTSAL nos anos 90, e foi subistituída porque a denominação do jogo passou a ser então futsal, para identificar a fusão no contexto esportivo internacional. Surge então o Futsal, terminologia adotada para identificar esta fusão no contexto esportivo internacional. Questão 06 - Muito parecido com o futebol, o futsal apresenta quatro posições principais, que são? GOLEIRO/ALAS/FIXO/PIVÔ Questão 07 – Quais são as funções dos jogadores de futsal? FUNÇÃO DO GOLEIRO Talvez seja o jogador mais importante da equipe, deve coordenar a equipe, pois joga de frente para o adversário. Hoje também, têm de saber usar os pés a fim de passar e finalizar. Lançar com as mãos e reposição rápida com a bola é fundamental para o goleiro. Deve orientar a sua equipe sempre. Deve saber os movimentos táticos, principalmente os de saída de bola e dar cobertura ao sistema defensivo. A atenção é primordial para esta posição. FUNÇÃO DO FIXO Geralmente é o atleta encarregado de desarmar as jogadas dos adversários, são atletas de excelente marcação. Hoje também são criadores de jogadas, com bom remate de longa distância. Deve ter grande senso de distribuição de jogo e cobertura. O fixo deve ter bom sincronismo com os alas e com o goleiro na marcação. O pivô adversário é quem marca o fixo, por isto ele deve saber deslocar-se, para sair nas costas do adversário e criar situações de vantagem no ataque. Antecipação é fundamental para ser um bom fixo. FUNÇÃO DOS ALAS São responsáveis pelo desenrolar das jogadas. Devem deslocar-se constantemente, com ou sem bola. É importante ter na equipe sempre um jogador destro e um canhoto em cada ala. Normalmente os alas jogam em posições invertidas (ala direito no lado esquerdo e ala esquerda no lado direito). Os alas devem ser jogadores que utilizam bem os espaços vazios da equipa, com grande percepção das jogadas e precisão nos passes. Devem saber marcar e atacar na mesma proporção, ter excelente controlo de bola, dribles e boa finalização são características importantes para os alas. FUNÇÃO DO PIVÔ Quase sempre é o jogador que têm maior poder de finalização, também como característica a proteção da bola de costas. É importante para o pivô saber o tempo certo de passar a bola para os seus companheiros. Hoje, o pivô têm que
  • 92. P á g i n a | 92 se preocupar com a marcação, pois é dele a primeiro linha defensiva. Existem pivô de referência (mais parado na frente) e pivô de movimentação (deslocam- se pelo campo). Questão 08 - Segundo o inicio da partida no futsal, a bola de saída: Dado o sinal pelo árbitro, a partida será iniciada por um dos atletas, que movimentará a bola em qual direção? A bola deve ser rolada para frente para o seu companheiro que está do seu lado. Questão 09 - Quem foi o inventor do Futsal ? O criador foi o professor de Educação Física da Associação Cristã de Moços de Montevidéu, Juan Carlos Ceriani Gravier. Questão 10 - Quais são os fundamentos técnicos utilizados no Futsal? - Passe - Drible - Finta - Cabeceio - Chute - Recepção - Condução - Domínio Questão 11 - Fundamento técnico onde o jogador utiliza-se da bola para enganar o adversário. Qual seria esse fundamento técnico ? Finta Questão 12 - É a ação de progredir com a bola por todos os espaços possíveis de jogo. Qual seria esse fundamento técnico ? Condução de bola pela quadra Questão 13 - No Futsal, o pivô ocupa que posição em quadra? O pivo ocupa a posiçao de meio campo no futsal
  • 93. P á g i n a | 93 Questão 14 - Assim como no futebol de campo, que existem os jogadores que conduzem a bola pelas laterais do campo, no Futsal também existem esses jogadores. Qual seria o nome dessa posição no futsal? ALA Questão 15 - Quais são as medidas oficiais da quadra de futsal ? A) B) C)