SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 4
CEEBJA MARIA ANTONIETA SCARPARI – CIÊNCIAS 1º ANO
Atividade Complementar – O SISTEMA SOLAR
NOME: TURMA:
O sistema solar
O Sistema Solar é composto por uma estrela (o Sol), oito
planetas e seus satélites, asteroides, cometas e meteoroides. O
Sol é a estrela regente desse sistema de corpos celestes – o
Sistema Solar. Todos os demais astros do Sistema Solar giram
em torno do Sol pela ação da sua força gravitacional (força com
que o Sol atrai todos os corpos que estão a sua volta).
O Sol
O Sol é apenas uma entre um imenso número de estrelas do Universo. Embora as estrelas pareçam
pequenos pontos brilhantes no céu, muitas são bem maiores que o Sol. Porém, como estão tãodistantes
parecem pequenos pontos brilhantes.
Os planetas
Os planetas são corpos iluminados que giram em torno de uma estrela (movimento de
translação), percorrendo uma órbita (caminho) elíptica.
Os planetas interiores, Mercúrio, Vênus, Terra e Marte, são rochosos.
Os planetas exteriores, Júpiter, Saturno, Urano e Netuno, são gasosos.
Plutão provavelmente é formado por um núcleo rochoso e, atualmente, devido ao seu pequeno
tamanho, é classificado como planeta-anão.
Os satélites
Os satélites são corpos iluminados que giram em torno de um planeta. Nosso satélite, a Lua, não
tem atmosfera, nem água, nem vida. Também não apresenta vulcões, mas tem muitas crateras. Elas são
as marcas deixadas pelo impacto de corpos celestes que caíramemsua superfície no passado. Por não ter
atmosfera, sua paisagem não sofre erosão e deverá permanecer inalterada por milhares de anos.
Asteroides e cometas
Asteroides são corpos rochosos que restaram da formação do Sistema Solar há cerca de 5 bilhões
de anos. São encontrados principalmente entre Marte e Júpiter, numa região chamada de Cinturão de
Asteroides.
Já os cometas são formados por uma parte sólida de rocha e gelo chamada núcleo, que é envolto
por um tipo de “cabeleira”. Além disso, apresentam uma ou mais caudas. Isso ocorre porque, quando o
cometa se aproxima do Sol, o gelo sublima (passa direto do estado sólido para o gasoso) e libera gás e
poeira, formando a “cabeleira” em volta do núcleo, alémde formar a(s) cauda(s). A cauda é brilhante por
refletir a luz do Sol. Os cometas formaram-se a partir de restos de matéria que originou o Sistema Solar.
Um dos cometas mais conhecidos é o cometa Halley, que passa perto da Terra, em média, a cada 76 anos.
Meteoroides, meteoros e meteoritos
Meteoroides são pequenos pedaços de rochas que se formaram a partir de asteroides e cometas
desintegrados. Atraídos pela força gravitacional da Terra, caem e, devido ao atrito com as partículas de
gases da atmosfera, incendeiamformando um rastro de luz no céu. São então chamados meteoros. Esses
fenômenos luminosos são conhecidos como “estrelas cadentes”. Em certas épocas do ano, quando a
Terra passa em uma região com poeira de cometas, ocorre uma “chuva de meteoros”.Durante a queda,
estes corpos muitas vezes são totalmente destruídos, mas os fragmentos maiores, quenão sãototalmente
destruídos, acabam atingindo a superfície terrestre e são chamados então de meteoritos.
Os movimentos dos planetas e satélites
Planetas e satélites apresentamdois tipos de movimentos: 1. Translação – movimento em que um
corpo celeste gira em torno de outro; 2. Rotação - movimento em que um corpo celeste gira em torno de
seu eixo.
Ano-luz
Ano-luz é uma unidade de distância. Apesar de não fazer muito sentido porque "ano-luz" contém
a palavra "ano", que normalmente é uma unidade de tempo, anos-luz medem a distância.
Estamos acostumados a medir as distâncias em centímetros/metros/quilômetros. Sabemos o
tamanho de um metro. Estamos acostumados com estas unidades porque as usamos todos os dias.
Porém, quando os astrônomos usamseus telescópios para olhar para as estrelas, as coisas são diferentes.
As distâncias são gigantescas. Por exemplo, a estrela mais próxima da Terra (sem contaro nosso Sol)
fica a cerca de 40.000.000.000.000 km de distância. E isso é a estrela mais próxima! Existemestrelas que
estão bilhões de vezes mais longe que isso.Quando secomeça a falar desse tipo de distância, o quilômetro
simplesmente não éuma unidade prática para seusarporque os números ficam grandes demais.Ninguém
quer escrever ou falarem números que têm 20 dígitos!Então, para semedir distâncias realmente grandes,
usa-se uma unidade chamada ano-luz.
A luz viaja a 300 mil km/s. Portanto, um segundo-luz é igual a 300.000 km. Um ano-luz é adistância
que a luz pode viajar em um ano, ou seja, umano-luz é igual a 9.460.800.000.000 km. Isso é uma distância
enorme!
Usar o ano-luz, como medida de distância, tem outra vantagem: ajuda a determinar a idade.
Digamos que uma estrela esteja a 1 milhão de anos-luz daqui. A luz daquela estrela viajou a velocidade da
luz para chegar até nós. Portanto, a luz da estrela levou 1 milhão de anos para chegar até aqui e a luz que
estamos vendo foi gerada 1 milhão de anos atrás. A estrela que estamos vendo é, na verdade, comoa
estrela era há 1 milhão de anos atrás e não como ela é atualmente. Se essa estrela sofresse um colapso
e se extinguisse neste momento, só seria possível sabê-lo daqui a 1 milhão de anos, pois seu último
lampejo levaria esse tempo todo para alcançar nossos olhos.
Nosso Sol está a 150 milhões de Km e sua luz leva pouco mais de 8 minutos para nos alcançar.
Assimdizemos que o Sol está a uns 8 minutos-luz de distância. Se o Sol explodisse neste exato momento,
nós não teríamos como saber disso por 8 minutos, porque este é o tempo que levaria para que a luz da
explosão chegasse até nós.
Modelos de Sistema Solar
Na Antiguidade, devido à falta de instrumentos capazes de observar o céu, as pessoas não tinham
conhecimento da organização dos corpos celestes. No entanto alguns filósofos e astrônomos da época já
elaboravam modelos que procuravam explicar essa organização.
Aristóteles (384-322 a.C.) elaborou a hipótese que a Terra estava no centro do Universo, com a
Lua, o Sol e os demais planetas girando ao seu redor. Esse modelo foi chamado de Geocêntrico (geo =
Terra). Ptolomeu (85-165) aperfeiçoou esse modelo que foi aceito até o séc.XV.
O pesquisador polonês Nicolau Copérnico, em 1543, propôs um novo modelo no qual o Sol ficava
no centro do Sistema Solar e a Terra, assimcomo os demais planetas giravam em torno dele. Este modelo
foi denominado Heliocêntrico (hélio =Sol). Ele foi aperfeiçoado pelo cientista italiano Galileu Galilei em
1610. Galileu Galilei era astrônomo e contribuiu para o avanço da Astronomia ao usar aluneta para
estudar o céu noturno.
Ao longo do tempo, com o aperfeiçoamento de instrumentos de observação do céu, os pesquisadores
puderam verificar que o Sol pode ser considerado o centro apenas do Sistema Solar, e não do Universo.
Modelo Geocêntrico
Modelo Heliocêntrico
A partirdo que você leu notextoe a partir do que você aprendeu emaula, responda:
1) Duas características da Terra permitemodesenvolvimento davida. Sãoelas:
2) Vemos oSol tão grande, enquantoque as demaisestrelasparecempontos minúsculos nocéu, porque:
3) O nome dosatélite daTerraé: .
4) As distâncias que existementre osastrosdo universo sãogigantescas. Paramediressasdistâncias os
astrônomos usamumaunidade chamada: .
5) Movimento da Terra em torno de seu próprio eixo e que é responsável pela sucessão de dias e noites:
.
6) Movimento da Terra em torno do Sol e que junto com a inclinação da Terra é responsável pela sucessão das
estações doano: .
7) Asestrelassãoastros luminosos porque: .
8) Nossa atmosfera tem ação protetora contra os meteoroides que são atraídos pela força gravitacional da
Terra. Issoocorre porque quandoelespenetramnanossaatmosfera:
9) Os cientistasacreditamque hácerca de 65 milhõesde anosumasteroide caiunaTerra, deixandoumacratera
de 180 Km de diâmetro em Yucatán, no México. De acordo com eles, este fato causou:
a) A formação dosoceanos e ilhas b) O aparecimento davida
c) A formaçãode nossaatmosfera d) A extinçãodos dinossauros
10) Na Antiguidade, os astrônomos criaram modelos para nosso sistema solar. Os dois principais foram: o
geocentrismo e o heliocentrismo. Hoje apenas é aceito o modelo heliocêntrico. Explique o modelo
heliocêntrico.
Sugestão de vídeo
 Conhecendo o Sistema Solar - Descomplicando a Astronomia:
https://www.youtube.com/watch?v=zQvpKm9dCD0&t=353s

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Avaliação ciências
Avaliação ciências Avaliação ciências
Avaliação ciências
Isa ...
 
Prova+de+ciências+sistema+nervoso
 Prova+de+ciências+sistema+nervoso Prova+de+ciências+sistema+nervoso
Prova+de+ciências+sistema+nervoso
sibelems
 

Mais procurados (20)

Avalia+ç+âo de ci+ència 4 ¦ ano
Avalia+ç+âo de ci+ència 4 ¦ anoAvalia+ç+âo de ci+ència 4 ¦ ano
Avalia+ç+âo de ci+ència 4 ¦ ano
 
Cruzadinha e caça palavras atomosfera
Cruzadinha e caça palavras atomosferaCruzadinha e caça palavras atomosfera
Cruzadinha e caça palavras atomosfera
 
Cruzadinha biosfera2
Cruzadinha biosfera2Cruzadinha biosfera2
Cruzadinha biosfera2
 
Prova de ciencias ar
Prova de ciencias arProva de ciencias ar
Prova de ciencias ar
 
Eletricidade e magnetismo
Eletricidade e magnetismoEletricidade e magnetismo
Eletricidade e magnetismo
 
AVALIAÇÃO DE CIÊNCIAS: EJA - 6º AO 9º ANO - II SEGMENTO - ETAPA ÚNICA
AVALIAÇÃO DE CIÊNCIAS: EJA  -  6º AO 9º ANO - II SEGMENTO - ETAPA ÚNICAAVALIAÇÃO DE CIÊNCIAS: EJA  -  6º AO 9º ANO - II SEGMENTO - ETAPA ÚNICA
AVALIAÇÃO DE CIÊNCIAS: EJA - 6º AO 9º ANO - II SEGMENTO - ETAPA ÚNICA
 
Rochas
RochasRochas
Rochas
 
Avaliação de geografia
Avaliação de geografiaAvaliação de geografia
Avaliação de geografia
 
Exercícios tipos de reprodução
Exercícios tipos de reproduçãoExercícios tipos de reprodução
Exercícios tipos de reprodução
 
Avaliação ciências
Avaliação ciências Avaliação ciências
Avaliação ciências
 
AVALIAÇÃO DE CIÊNCIAS: 5º ANO DO ENSINO FUNDAMENTAL 1 - II CICLO
AVALIAÇÃO DE CIÊNCIAS: 5º ANO DO ENSINO FUNDAMENTAL 1 - II CICLOAVALIAÇÃO DE CIÊNCIAS: 5º ANO DO ENSINO FUNDAMENTAL 1 - II CICLO
AVALIAÇÃO DE CIÊNCIAS: 5º ANO DO ENSINO FUNDAMENTAL 1 - II CICLO
 
Prova diagnóstica 7º ano ciencias
Prova diagnóstica 7º ano cienciasProva diagnóstica 7º ano ciencias
Prova diagnóstica 7º ano ciencias
 
Ciências 5º ano
Ciências 5º anoCiências 5º ano
Ciências 5º ano
 
O ar - Texto e atividade
O ar - Texto e atividadeO ar - Texto e atividade
O ar - Texto e atividade
 
Atividades sobre cadeia alimentar
Atividades sobre cadeia alimentar Atividades sobre cadeia alimentar
Atividades sobre cadeia alimentar
 
Prova+de+ciências+sistema+nervoso
 Prova+de+ciências+sistema+nervoso Prova+de+ciências+sistema+nervoso
Prova+de+ciências+sistema+nervoso
 
Exercícios de Ciências extras
Exercícios de Ciências extrasExercícios de Ciências extras
Exercícios de Ciências extras
 
Prova 7 ano carla 3 bimestre
Prova 7 ano carla 3 bimestreProva 7 ano carla 3 bimestre
Prova 7 ano carla 3 bimestre
 
Exercícios sobre a Água
Exercícios sobre a ÁguaExercícios sobre a Água
Exercícios sobre a Água
 
Fotossíntese - Texto e atividade de Ciências
Fotossíntese - Texto e atividade de CiênciasFotossíntese - Texto e atividade de Ciências
Fotossíntese - Texto e atividade de Ciências
 

Semelhante a 6 ano-atividade-complementar-2-o-sistema-solar

Sistema Solar
Sistema SolarSistema Solar
Sistema Solar
ecsette
 
A terra no espaço
A terra no espaço A terra no espaço
A terra no espaço
Maria Sedas
 
A terra no espaço
A terra no espaço A terra no espaço
A terra no espaço
Maria Sedas
 

Semelhante a 6 ano-atividade-complementar-2-o-sistema-solar (20)

IECJ - Cap. 3 - Universo e sistema solar - 6º ano do EFII
IECJ - Cap.   3 -  Universo e  sistema solar - 6º ano do EFIIIECJ - Cap.   3 -  Universo e  sistema solar - 6º ano do EFII
IECJ - Cap. 3 - Universo e sistema solar - 6º ano do EFII
 
8a Série - Galáxias e Corpos Celestes
8a Série - Galáxias e Corpos Celestes8a Série - Galáxias e Corpos Celestes
8a Série - Galáxias e Corpos Celestes
 
Sistema Solar
Sistema SolarSistema Solar
Sistema Solar
 
18112016154909899.pdf
18112016154909899.pdf18112016154909899.pdf
18112016154909899.pdf
 
Capítulo 3 o sistema solar_Fundamentos da Astronomia
Capítulo 3   o sistema solar_Fundamentos da AstronomiaCapítulo 3   o sistema solar_Fundamentos da Astronomia
Capítulo 3 o sistema solar_Fundamentos da Astronomia
 
6°ano cap.3
6°ano cap.36°ano cap.3
6°ano cap.3
 
Rodrigo_sistema_solar.ppt sistema Solar e sua composição
Rodrigo_sistema_solar.ppt sistema Solar e sua composiçãoRodrigo_sistema_solar.ppt sistema Solar e sua composição
Rodrigo_sistema_solar.ppt sistema Solar e sua composição
 
sistema_solar (1).ppt
sistema_solar (1).pptsistema_solar (1).ppt
sistema_solar (1).ppt
 
Física - 1 ano - Estudo do universo
Física - 1 ano - Estudo do universoFísica - 1 ano - Estudo do universo
Física - 1 ano - Estudo do universo
 
Sistema Solar
Sistema SolarSistema Solar
Sistema Solar
 
A terra no espaço
A terra no espaço A terra no espaço
A terra no espaço
 
Astros do sistema solar asa
Astros do sistema solar asaAstros do sistema solar asa
Astros do sistema solar asa
 
Universo
UniversoUniverso
Universo
 
Caf c 25.03.11
Caf c 25.03.11Caf c 25.03.11
Caf c 25.03.11
 
Livro projeto telaris capitulo 18 ciencias 6º ano
Livro projeto telaris capitulo 18 ciencias 6º anoLivro projeto telaris capitulo 18 ciencias 6º ano
Livro projeto telaris capitulo 18 ciencias 6º ano
 
O EspaçO
O EspaçOO EspaçO
O EspaçO
 
A terra no espaço
A terra no espaço A terra no espaço
A terra no espaço
 
Oba aula 1 2014
Oba aula 1 2014Oba aula 1 2014
Oba aula 1 2014
 
Resumo de F.Q
Resumo de F.QResumo de F.Q
Resumo de F.Q
 
Corpos menores do Sistema Solar
Corpos menores do Sistema SolarCorpos menores do Sistema Solar
Corpos menores do Sistema Solar
 

6 ano-atividade-complementar-2-o-sistema-solar

  • 1. CEEBJA MARIA ANTONIETA SCARPARI – CIÊNCIAS 1º ANO Atividade Complementar – O SISTEMA SOLAR NOME: TURMA: O sistema solar O Sistema Solar é composto por uma estrela (o Sol), oito planetas e seus satélites, asteroides, cometas e meteoroides. O Sol é a estrela regente desse sistema de corpos celestes – o Sistema Solar. Todos os demais astros do Sistema Solar giram em torno do Sol pela ação da sua força gravitacional (força com que o Sol atrai todos os corpos que estão a sua volta). O Sol O Sol é apenas uma entre um imenso número de estrelas do Universo. Embora as estrelas pareçam pequenos pontos brilhantes no céu, muitas são bem maiores que o Sol. Porém, como estão tãodistantes parecem pequenos pontos brilhantes. Os planetas Os planetas são corpos iluminados que giram em torno de uma estrela (movimento de translação), percorrendo uma órbita (caminho) elíptica. Os planetas interiores, Mercúrio, Vênus, Terra e Marte, são rochosos. Os planetas exteriores, Júpiter, Saturno, Urano e Netuno, são gasosos. Plutão provavelmente é formado por um núcleo rochoso e, atualmente, devido ao seu pequeno tamanho, é classificado como planeta-anão. Os satélites Os satélites são corpos iluminados que giram em torno de um planeta. Nosso satélite, a Lua, não tem atmosfera, nem água, nem vida. Também não apresenta vulcões, mas tem muitas crateras. Elas são as marcas deixadas pelo impacto de corpos celestes que caíramemsua superfície no passado. Por não ter atmosfera, sua paisagem não sofre erosão e deverá permanecer inalterada por milhares de anos. Asteroides e cometas Asteroides são corpos rochosos que restaram da formação do Sistema Solar há cerca de 5 bilhões de anos. São encontrados principalmente entre Marte e Júpiter, numa região chamada de Cinturão de Asteroides. Já os cometas são formados por uma parte sólida de rocha e gelo chamada núcleo, que é envolto por um tipo de “cabeleira”. Além disso, apresentam uma ou mais caudas. Isso ocorre porque, quando o cometa se aproxima do Sol, o gelo sublima (passa direto do estado sólido para o gasoso) e libera gás e
  • 2. poeira, formando a “cabeleira” em volta do núcleo, alémde formar a(s) cauda(s). A cauda é brilhante por refletir a luz do Sol. Os cometas formaram-se a partir de restos de matéria que originou o Sistema Solar. Um dos cometas mais conhecidos é o cometa Halley, que passa perto da Terra, em média, a cada 76 anos. Meteoroides, meteoros e meteoritos Meteoroides são pequenos pedaços de rochas que se formaram a partir de asteroides e cometas desintegrados. Atraídos pela força gravitacional da Terra, caem e, devido ao atrito com as partículas de gases da atmosfera, incendeiamformando um rastro de luz no céu. São então chamados meteoros. Esses fenômenos luminosos são conhecidos como “estrelas cadentes”. Em certas épocas do ano, quando a Terra passa em uma região com poeira de cometas, ocorre uma “chuva de meteoros”.Durante a queda, estes corpos muitas vezes são totalmente destruídos, mas os fragmentos maiores, quenão sãototalmente destruídos, acabam atingindo a superfície terrestre e são chamados então de meteoritos. Os movimentos dos planetas e satélites Planetas e satélites apresentamdois tipos de movimentos: 1. Translação – movimento em que um corpo celeste gira em torno de outro; 2. Rotação - movimento em que um corpo celeste gira em torno de seu eixo. Ano-luz Ano-luz é uma unidade de distância. Apesar de não fazer muito sentido porque "ano-luz" contém a palavra "ano", que normalmente é uma unidade de tempo, anos-luz medem a distância. Estamos acostumados a medir as distâncias em centímetros/metros/quilômetros. Sabemos o tamanho de um metro. Estamos acostumados com estas unidades porque as usamos todos os dias. Porém, quando os astrônomos usamseus telescópios para olhar para as estrelas, as coisas são diferentes. As distâncias são gigantescas. Por exemplo, a estrela mais próxima da Terra (sem contaro nosso Sol) fica a cerca de 40.000.000.000.000 km de distância. E isso é a estrela mais próxima! Existemestrelas que estão bilhões de vezes mais longe que isso.Quando secomeça a falar desse tipo de distância, o quilômetro simplesmente não éuma unidade prática para seusarporque os números ficam grandes demais.Ninguém quer escrever ou falarem números que têm 20 dígitos!Então, para semedir distâncias realmente grandes, usa-se uma unidade chamada ano-luz. A luz viaja a 300 mil km/s. Portanto, um segundo-luz é igual a 300.000 km. Um ano-luz é adistância que a luz pode viajar em um ano, ou seja, umano-luz é igual a 9.460.800.000.000 km. Isso é uma distância enorme! Usar o ano-luz, como medida de distância, tem outra vantagem: ajuda a determinar a idade. Digamos que uma estrela esteja a 1 milhão de anos-luz daqui. A luz daquela estrela viajou a velocidade da luz para chegar até nós. Portanto, a luz da estrela levou 1 milhão de anos para chegar até aqui e a luz que estamos vendo foi gerada 1 milhão de anos atrás. A estrela que estamos vendo é, na verdade, comoa estrela era há 1 milhão de anos atrás e não como ela é atualmente. Se essa estrela sofresse um colapso e se extinguisse neste momento, só seria possível sabê-lo daqui a 1 milhão de anos, pois seu último lampejo levaria esse tempo todo para alcançar nossos olhos.
  • 3. Nosso Sol está a 150 milhões de Km e sua luz leva pouco mais de 8 minutos para nos alcançar. Assimdizemos que o Sol está a uns 8 minutos-luz de distância. Se o Sol explodisse neste exato momento, nós não teríamos como saber disso por 8 minutos, porque este é o tempo que levaria para que a luz da explosão chegasse até nós. Modelos de Sistema Solar Na Antiguidade, devido à falta de instrumentos capazes de observar o céu, as pessoas não tinham conhecimento da organização dos corpos celestes. No entanto alguns filósofos e astrônomos da época já elaboravam modelos que procuravam explicar essa organização. Aristóteles (384-322 a.C.) elaborou a hipótese que a Terra estava no centro do Universo, com a Lua, o Sol e os demais planetas girando ao seu redor. Esse modelo foi chamado de Geocêntrico (geo = Terra). Ptolomeu (85-165) aperfeiçoou esse modelo que foi aceito até o séc.XV. O pesquisador polonês Nicolau Copérnico, em 1543, propôs um novo modelo no qual o Sol ficava no centro do Sistema Solar e a Terra, assimcomo os demais planetas giravam em torno dele. Este modelo foi denominado Heliocêntrico (hélio =Sol). Ele foi aperfeiçoado pelo cientista italiano Galileu Galilei em 1610. Galileu Galilei era astrônomo e contribuiu para o avanço da Astronomia ao usar aluneta para estudar o céu noturno. Ao longo do tempo, com o aperfeiçoamento de instrumentos de observação do céu, os pesquisadores puderam verificar que o Sol pode ser considerado o centro apenas do Sistema Solar, e não do Universo. Modelo Geocêntrico Modelo Heliocêntrico A partirdo que você leu notextoe a partir do que você aprendeu emaula, responda: 1) Duas características da Terra permitemodesenvolvimento davida. Sãoelas: 2) Vemos oSol tão grande, enquantoque as demaisestrelasparecempontos minúsculos nocéu, porque: 3) O nome dosatélite daTerraé: . 4) As distâncias que existementre osastrosdo universo sãogigantescas. Paramediressasdistâncias os astrônomos usamumaunidade chamada: .
  • 4. 5) Movimento da Terra em torno de seu próprio eixo e que é responsável pela sucessão de dias e noites: . 6) Movimento da Terra em torno do Sol e que junto com a inclinação da Terra é responsável pela sucessão das estações doano: . 7) Asestrelassãoastros luminosos porque: . 8) Nossa atmosfera tem ação protetora contra os meteoroides que são atraídos pela força gravitacional da Terra. Issoocorre porque quandoelespenetramnanossaatmosfera: 9) Os cientistasacreditamque hácerca de 65 milhõesde anosumasteroide caiunaTerra, deixandoumacratera de 180 Km de diâmetro em Yucatán, no México. De acordo com eles, este fato causou: a) A formação dosoceanos e ilhas b) O aparecimento davida c) A formaçãode nossaatmosfera d) A extinçãodos dinossauros 10) Na Antiguidade, os astrônomos criaram modelos para nosso sistema solar. Os dois principais foram: o geocentrismo e o heliocentrismo. Hoje apenas é aceito o modelo heliocêntrico. Explique o modelo heliocêntrico. Sugestão de vídeo  Conhecendo o Sistema Solar - Descomplicando a Astronomia: https://www.youtube.com/watch?v=zQvpKm9dCD0&t=353s