SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 2
No 1º dia de aulas do 2º período, a professora de Formação Cívica do 5ºC pediu aos alunos
que fizessem uma pesquisa sobre o Dia de Reis e que lhe entregassem o trabalho no final da semana.
A Mariana, aluna dedicada, fez o seu trabalho, mas, quando o imprimiu para entregar à professora,
reparou que havia palavras e/ou expressões que não se compreendiam. Era, certamente, um
                                                      problema da impressora. E agora o que fazer,
                                                      já que tinha apagado o documento e não se
                                                      lembrava das palavras que agora são
                                                      ilegíveis? Será que consegues ajudar a
                                                      Mariana?
                                                             Tenta! Ela está desesperada!
                                                             Identifica as palavras ou expressões
                                                      correctas.




       “O   Dia de Reis celebra-se a  (1). Neste dia, assinala-se a
data em que os três Reis Magos,  (2),  (3) e  (4),
foram visitar o Menino Jesus.


       Conta-se que num país distante viviam três homens sábios que estudavam as estrelas e o
céu.
       Um dia, viram uma nova estrela muito mais brilhante que as
restantes e souberam que algo especial tinha acontecido. Perceberam que
nascera um novo rei e foram até ele. Os três reis magos levavam presentes e
seguiam a estrela que os guiava até que chegaram à cidade de Jerusalém.
Aí perguntaram pelo Rei dos Judeus, pois tinham visto a estrela no céu.
       Quando o rei  (5) soube que estrangeiros procuravam a criança, ficou
zangado e com medo. Os romanos tinham-no feito rei a ele e agora diziam-lhe que outro Rei, mais
poderoso, tinha nascido? Então, reuniu-se com os três reis magos e pediu-lhe para lhe dizerem
quando encontrassem essa criança, para ele também a ir adorar. Os reis magos concordaram e
partiram, seguindo de novo a estrela, até que ela parou e eles souberam que o Rei estava ali. Ao

verem Jesus, ajoelharam e ofereceram-lhe o que tinham trazido:  (6), 

(7) e  (8). A seguir partiram.
       À noite, quando pararam para dormir, os três reis magos tiveram um sonho. Apareceu-lhes

um anjo que os avisou que o rei  (5) planeava matar Jesus. De manhã, carregaram
os camelos e já não foram até Jerusalém: regressaram à sua terra por outro caminho.
       José também teve um sonho. Um anjo disse-lhe que Jesus corria perigo e que ele devia levar
Maria e a criança para o Egipto, onde estariam em segurança. José acordou Maria, prepararam tudo
e partiram ainda de noite.

       Quando  (5) soube que fora enganado pelos reis magos, ficou furioso.
Tinha medo que este novo Rei lhe tomasse o trono. Então, ordenou aos soldados para irem a
 (9) e matarem todos os meninos com menos de dois anos. Eles assim fizeram.

As pessoas não gostavam de  (5), e ficaram a odiá-lo ainda mais.
       Maria e José chegaram bem ao Egipto, onde viveram sem problemas.
       Então, tempos depois, José teve outro sonho: um anjo disse-lhe que  (5)

morrera e que agora era altura de regressar com a família a sua casa, em  (10). Depois
da longa viagem de regresso, eles chegaram enfim ao seu lar.


       Em alguns países, especialmente nos países hispânicos, é tradição dar as prendas (de Natal)
às crianças neste dia.
                              Em Portugal nesta altura cantam-se as  (11),
                              come-se bolo-rei e as crianças representam a história dos Reis
                              Magos.”




Soluções                                                 6- Ouro
   1- 6 de Janeiro                                       7- Incenso
   2- Gaspar                                             8- Mirra
   3- Baltasar                                           9- Jerusalém
   4- Melchior / Belchior                                10- Nazaré
   5- Herodes                                            11- Janeiras

Mais conteúdo relacionado

Destaque

Superando niveles con el uso de las tic
Superando niveles con el uso de las ticSuperando niveles con el uso de las tic
Superando niveles con el uso de las ticrorimo
 
Trabajo de computación
Trabajo de computaciónTrabajo de computación
Trabajo de computacióncarevaloz14
 
Oswaldo gonzalez MAPA CONCEPTUAL
Oswaldo gonzalez  MAPA CONCEPTUAL Oswaldo gonzalez  MAPA CONCEPTUAL
Oswaldo gonzalez MAPA CONCEPTUAL carlos rodriguez
 
Concurso de canto 2 dic 2014
Concurso de canto 2 dic 2014Concurso de canto 2 dic 2014
Concurso de canto 2 dic 2014emmstone
 
Presentacion oportunidad fgxpress_-_allstarglobal_-_rev10
Presentacion oportunidad fgxpress_-_allstarglobal_-_rev10Presentacion oportunidad fgxpress_-_allstarglobal_-_rev10
Presentacion oportunidad fgxpress_-_allstarglobal_-_rev10FGX PresSpain
 
Supervisión escolar
Supervisión escolarSupervisión escolar
Supervisión escolaremmstone
 
Ya nunca más esclavos, sino hermanos
Ya nunca más esclavos,  sino hermanosYa nunca más esclavos,  sino hermanos
Ya nunca más esclavos, sino hermanosFelix_SantaCruz
 
Como guardar una imagen desde internet
Como guardar una imagen desde internetComo guardar una imagen desde internet
Como guardar una imagen desde internetkusicuy2014
 
Nueva gestion publica
Nueva gestion publicaNueva gestion publica
Nueva gestion publicavilclar
 
Pura vida pq trabajar la autoestima (3)
Pura vida  pq trabajar la autoestima (3)Pura vida  pq trabajar la autoestima (3)
Pura vida pq trabajar la autoestima (3)SEEGOVIA
 
Internet natzil
Internet natzilInternet natzil
Internet natzil7411166136
 
Herramientas web 2
Herramientas web 2 Herramientas web 2
Herramientas web 2 paolitanm
 
Actividades campechanidad marzo 2015
Actividades campechanidad marzo 2015Actividades campechanidad marzo 2015
Actividades campechanidad marzo 2015emmstone
 
Khalil gibran la tempestad (1920)
Khalil gibran   la tempestad (1920)Khalil gibran   la tempestad (1920)
Khalil gibran la tempestad (1920)zoraida1960
 
Edwin carreño garcia cod 420147
Edwin carreño garcia cod 420147Edwin carreño garcia cod 420147
Edwin carreño garcia cod 420147loredwin
 

Destaque (20)

Superando niveles con el uso de las tic
Superando niveles con el uso de las ticSuperando niveles con el uso de las tic
Superando niveles con el uso de las tic
 
Boletín nueva mayoría 4
Boletín nueva mayoría 4Boletín nueva mayoría 4
Boletín nueva mayoría 4
 
El mundial
El mundialEl mundial
El mundial
 
Trabajo de computación
Trabajo de computaciónTrabajo de computación
Trabajo de computación
 
Oswaldo gonzalez MAPA CONCEPTUAL
Oswaldo gonzalez  MAPA CONCEPTUAL Oswaldo gonzalez  MAPA CONCEPTUAL
Oswaldo gonzalez MAPA CONCEPTUAL
 
Concurso de canto 2 dic 2014
Concurso de canto 2 dic 2014Concurso de canto 2 dic 2014
Concurso de canto 2 dic 2014
 
Presentacion oportunidad fgxpress_-_allstarglobal_-_rev10
Presentacion oportunidad fgxpress_-_allstarglobal_-_rev10Presentacion oportunidad fgxpress_-_allstarglobal_-_rev10
Presentacion oportunidad fgxpress_-_allstarglobal_-_rev10
 
Supervisión escolar
Supervisión escolarSupervisión escolar
Supervisión escolar
 
CARMELO DE TERESA: Communicationes 294
CARMELO DE TERESA: Communicationes 294CARMELO DE TERESA: Communicationes 294
CARMELO DE TERESA: Communicationes 294
 
Ya nunca más esclavos, sino hermanos
Ya nunca más esclavos,  sino hermanosYa nunca más esclavos,  sino hermanos
Ya nunca más esclavos, sino hermanos
 
Como guardar una imagen desde internet
Como guardar una imagen desde internetComo guardar una imagen desde internet
Como guardar una imagen desde internet
 
Nueva gestion publica
Nueva gestion publicaNueva gestion publica
Nueva gestion publica
 
Pura vida pq trabajar la autoestima (3)
Pura vida  pq trabajar la autoestima (3)Pura vida  pq trabajar la autoestima (3)
Pura vida pq trabajar la autoestima (3)
 
Internet natzil
Internet natzilInternet natzil
Internet natzil
 
Yessicaa
YessicaaYessicaa
Yessicaa
 
Herramientas web 2
Herramientas web 2 Herramientas web 2
Herramientas web 2
 
Presentación.
Presentación.Presentación.
Presentación.
 
Actividades campechanidad marzo 2015
Actividades campechanidad marzo 2015Actividades campechanidad marzo 2015
Actividades campechanidad marzo 2015
 
Khalil gibran la tempestad (1920)
Khalil gibran   la tempestad (1920)Khalil gibran   la tempestad (1920)
Khalil gibran la tempestad (1920)
 
Edwin carreño garcia cod 420147
Edwin carreño garcia cod 420147Edwin carreño garcia cod 420147
Edwin carreño garcia cod 420147
 

Mais de Sandra Alves

Bd ciclo agua_inag
Bd ciclo agua_inagBd ciclo agua_inag
Bd ciclo agua_inagSandra Alves
 
Seca adultos poupar_agua
Seca adultos poupar_aguaSeca adultos poupar_agua
Seca adultos poupar_aguaSandra Alves
 
Plantar árvores para curar a terra
Plantar árvores para curar a terraPlantar árvores para curar a terra
Plantar árvores para curar a terraSandra Alves
 
Jornal 3º período
Jornal 3º períodoJornal 3º período
Jornal 3º períodoSandra Alves
 
3 ¦ desafio- biblioteca
3 ¦ desafio- biblioteca3 ¦ desafio- biblioteca
3 ¦ desafio- bibliotecaSandra Alves
 
Jornal 2º período
Jornal 2º períodoJornal 2º período
Jornal 2º períodoSandra Alves
 
Desafio kate perry_solucoes
Desafio kate perry_solucoesDesafio kate perry_solucoes
Desafio kate perry_solucoesSandra Alves
 
Desafio semana da floresta
Desafio semana da  floresta Desafio semana da  floresta
Desafio semana da floresta Sandra Alves
 
O dia internacional da mulher desafio be
O dia internacional da mulher   desafio beO dia internacional da mulher   desafio be
O dia internacional da mulher desafio beSandra Alves
 
Manual do utilizador
Manual do utilizadorManual do utilizador
Manual do utilizadorSandra Alves
 
Regulamento interno da biblioteca escolar
Regulamento interno da biblioteca escolarRegulamento interno da biblioteca escolar
Regulamento interno da biblioteca escolarSandra Alves
 
Pesquisa na internet
Pesquisa na internetPesquisa na internet
Pesquisa na internetSandra Alves
 
O dia internacional da mulher
O dia internacional da mulher   O dia internacional da mulher
O dia internacional da mulher Sandra Alves
 
O dia internacional da mulher
O dia internacional da mulher  O dia internacional da mulher
O dia internacional da mulher Sandra Alves
 

Mais de Sandra Alves (20)

Agenda escolar
Agenda escolarAgenda escolar
Agenda escolar
 
Bd ciclo agua_inag
Bd ciclo agua_inagBd ciclo agua_inag
Bd ciclo agua_inag
 
Seca adultos poupar_agua
Seca adultos poupar_aguaSeca adultos poupar_agua
Seca adultos poupar_agua
 
Seca poupar agua
Seca poupar aguaSeca poupar agua
Seca poupar agua
 
Plano de acção
Plano de acçãoPlano de acção
Plano de acção
 
Plantar árvores para curar a terra
Plantar árvores para curar a terraPlantar árvores para curar a terra
Plantar árvores para curar a terra
 
Jornal 3º período
Jornal 3º períodoJornal 3º período
Jornal 3º período
 
f livro 2011
 f  livro 2011 f  livro 2011
f livro 2011
 
1 de maio
1 de maio1 de maio
1 de maio
 
3 ¦ desafio- biblioteca
3 ¦ desafio- biblioteca3 ¦ desafio- biblioteca
3 ¦ desafio- biblioteca
 
Desafio primavera
Desafio primaveraDesafio primavera
Desafio primavera
 
Jornal 2º período
Jornal 2º períodoJornal 2º período
Jornal 2º período
 
Desafio kate perry_solucoes
Desafio kate perry_solucoesDesafio kate perry_solucoes
Desafio kate perry_solucoes
 
Desafio semana da floresta
Desafio semana da  floresta Desafio semana da  floresta
Desafio semana da floresta
 
O dia internacional da mulher desafio be
O dia internacional da mulher   desafio beO dia internacional da mulher   desafio be
O dia internacional da mulher desafio be
 
Manual do utilizador
Manual do utilizadorManual do utilizador
Manual do utilizador
 
Regulamento interno da biblioteca escolar
Regulamento interno da biblioteca escolarRegulamento interno da biblioteca escolar
Regulamento interno da biblioteca escolar
 
Pesquisa na internet
Pesquisa na internetPesquisa na internet
Pesquisa na internet
 
O dia internacional da mulher
O dia internacional da mulher   O dia internacional da mulher
O dia internacional da mulher
 
O dia internacional da mulher
O dia internacional da mulher  O dia internacional da mulher
O dia internacional da mulher
 

Último

“Sobrou pra mim” - Conto de Ruth Rocha.pptx
“Sobrou pra mim” - Conto de Ruth Rocha.pptx“Sobrou pra mim” - Conto de Ruth Rocha.pptx
“Sobrou pra mim” - Conto de Ruth Rocha.pptxthaisamaral9365923
 
Aula - 2º Ano - Cultura e Sociedade - Conceitos-chave
Aula - 2º Ano - Cultura e Sociedade - Conceitos-chaveAula - 2º Ano - Cultura e Sociedade - Conceitos-chave
Aula - 2º Ano - Cultura e Sociedade - Conceitos-chaveaulasgege
 
Modelos de Desenvolvimento Motor - Gallahue, Newell e Tani
Modelos de Desenvolvimento Motor - Gallahue, Newell e TaniModelos de Desenvolvimento Motor - Gallahue, Newell e Tani
Modelos de Desenvolvimento Motor - Gallahue, Newell e TaniCassio Meira Jr.
 
ABRIL VERDE.pptx Slide sobre abril ver 2024
ABRIL VERDE.pptx Slide sobre abril ver 2024ABRIL VERDE.pptx Slide sobre abril ver 2024
ABRIL VERDE.pptx Slide sobre abril ver 2024Jeanoliveira597523
 
Bullying - Texto e cruzadinha
Bullying        -     Texto e cruzadinhaBullying        -     Texto e cruzadinha
Bullying - Texto e cruzadinhaMary Alvarenga
 
Época Realista y la obra de Madame Bovary.
Época Realista y la obra de Madame Bovary.Época Realista y la obra de Madame Bovary.
Época Realista y la obra de Madame Bovary.keislayyovera123
 
Slides Lição 4, CPAD, Como se Conduzir na Caminhada, 2Tr24.pptx
Slides Lição 4, CPAD, Como se Conduzir na Caminhada, 2Tr24.pptxSlides Lição 4, CPAD, Como se Conduzir na Caminhada, 2Tr24.pptx
Slides Lição 4, CPAD, Como se Conduzir na Caminhada, 2Tr24.pptxLuizHenriquedeAlmeid6
 
UFCD_10392_Intervenção em populações de risco_índice .pdf
UFCD_10392_Intervenção em populações de risco_índice .pdfUFCD_10392_Intervenção em populações de risco_índice .pdf
UFCD_10392_Intervenção em populações de risco_índice .pdfManuais Formação
 
Slides Lição 4, Betel, Ordenança quanto à contribuição financeira, 2Tr24.pptx
Slides Lição 4, Betel, Ordenança quanto à contribuição financeira, 2Tr24.pptxSlides Lição 4, Betel, Ordenança quanto à contribuição financeira, 2Tr24.pptx
Slides Lição 4, Betel, Ordenança quanto à contribuição financeira, 2Tr24.pptxLuizHenriquedeAlmeid6
 
A experiência amorosa e a reflexão sobre o Amor.pptx
A experiência amorosa e a reflexão sobre o Amor.pptxA experiência amorosa e a reflexão sobre o Amor.pptx
A experiência amorosa e a reflexão sobre o Amor.pptxfabiolalopesmartins1
 
CRÔNICAS DE UMA TURMA - TURMA DE 9ºANO - EASB
CRÔNICAS DE UMA TURMA - TURMA DE 9ºANO - EASBCRÔNICAS DE UMA TURMA - TURMA DE 9ºANO - EASB
CRÔNICAS DE UMA TURMA - TURMA DE 9ºANO - EASBAline Santana
 
AD2 DIDÁTICA.KARINEROZA.SHAYANNE.BINC.ROBERTA.pptx
AD2 DIDÁTICA.KARINEROZA.SHAYANNE.BINC.ROBERTA.pptxAD2 DIDÁTICA.KARINEROZA.SHAYANNE.BINC.ROBERTA.pptx
AD2 DIDÁTICA.KARINEROZA.SHAYANNE.BINC.ROBERTA.pptxkarinedarozabatista
 
Lírica Camoniana- A mudança na lírica de Camões.pptx
Lírica Camoniana- A mudança na lírica de Camões.pptxLírica Camoniana- A mudança na lírica de Camões.pptx
Lírica Camoniana- A mudança na lírica de Camões.pptxfabiolalopesmartins1
 
Governo Provisório Era Vargas 1930-1934 Brasil
Governo Provisório Era Vargas 1930-1934 BrasilGoverno Provisório Era Vargas 1930-1934 Brasil
Governo Provisório Era Vargas 1930-1934 Brasillucasp132400
 
Slides 1 - O gênero textual entrevista.pptx
Slides 1 - O gênero textual entrevista.pptxSlides 1 - O gênero textual entrevista.pptx
Slides 1 - O gênero textual entrevista.pptxSilvana Silva
 
E agora?! Já não avalio as atitudes e valores?
E agora?! Já não avalio as atitudes e valores?E agora?! Já não avalio as atitudes e valores?
E agora?! Já não avalio as atitudes e valores?Rosalina Simão Nunes
 
Guia completo da Previdênci a - Reforma .pdf
Guia completo da Previdênci a - Reforma .pdfGuia completo da Previdênci a - Reforma .pdf
Guia completo da Previdênci a - Reforma .pdfEyshilaKelly1
 
Sociologia Contemporânea - Uma Abordagem dos principais autores
Sociologia Contemporânea - Uma Abordagem dos principais autoresSociologia Contemporânea - Uma Abordagem dos principais autores
Sociologia Contemporânea - Uma Abordagem dos principais autoresaulasgege
 
Bullying - Atividade com caça- palavras
Bullying   - Atividade com  caça- palavrasBullying   - Atividade com  caça- palavras
Bullying - Atividade com caça- palavrasMary Alvarenga
 
Cultura e Sociedade - Texto de Apoio.pdf
Cultura e Sociedade - Texto de Apoio.pdfCultura e Sociedade - Texto de Apoio.pdf
Cultura e Sociedade - Texto de Apoio.pdfaulasgege
 

Último (20)

“Sobrou pra mim” - Conto de Ruth Rocha.pptx
“Sobrou pra mim” - Conto de Ruth Rocha.pptx“Sobrou pra mim” - Conto de Ruth Rocha.pptx
“Sobrou pra mim” - Conto de Ruth Rocha.pptx
 
Aula - 2º Ano - Cultura e Sociedade - Conceitos-chave
Aula - 2º Ano - Cultura e Sociedade - Conceitos-chaveAula - 2º Ano - Cultura e Sociedade - Conceitos-chave
Aula - 2º Ano - Cultura e Sociedade - Conceitos-chave
 
Modelos de Desenvolvimento Motor - Gallahue, Newell e Tani
Modelos de Desenvolvimento Motor - Gallahue, Newell e TaniModelos de Desenvolvimento Motor - Gallahue, Newell e Tani
Modelos de Desenvolvimento Motor - Gallahue, Newell e Tani
 
ABRIL VERDE.pptx Slide sobre abril ver 2024
ABRIL VERDE.pptx Slide sobre abril ver 2024ABRIL VERDE.pptx Slide sobre abril ver 2024
ABRIL VERDE.pptx Slide sobre abril ver 2024
 
Bullying - Texto e cruzadinha
Bullying        -     Texto e cruzadinhaBullying        -     Texto e cruzadinha
Bullying - Texto e cruzadinha
 
Época Realista y la obra de Madame Bovary.
Época Realista y la obra de Madame Bovary.Época Realista y la obra de Madame Bovary.
Época Realista y la obra de Madame Bovary.
 
Slides Lição 4, CPAD, Como se Conduzir na Caminhada, 2Tr24.pptx
Slides Lição 4, CPAD, Como se Conduzir na Caminhada, 2Tr24.pptxSlides Lição 4, CPAD, Como se Conduzir na Caminhada, 2Tr24.pptx
Slides Lição 4, CPAD, Como se Conduzir na Caminhada, 2Tr24.pptx
 
UFCD_10392_Intervenção em populações de risco_índice .pdf
UFCD_10392_Intervenção em populações de risco_índice .pdfUFCD_10392_Intervenção em populações de risco_índice .pdf
UFCD_10392_Intervenção em populações de risco_índice .pdf
 
Slides Lição 4, Betel, Ordenança quanto à contribuição financeira, 2Tr24.pptx
Slides Lição 4, Betel, Ordenança quanto à contribuição financeira, 2Tr24.pptxSlides Lição 4, Betel, Ordenança quanto à contribuição financeira, 2Tr24.pptx
Slides Lição 4, Betel, Ordenança quanto à contribuição financeira, 2Tr24.pptx
 
A experiência amorosa e a reflexão sobre o Amor.pptx
A experiência amorosa e a reflexão sobre o Amor.pptxA experiência amorosa e a reflexão sobre o Amor.pptx
A experiência amorosa e a reflexão sobre o Amor.pptx
 
CRÔNICAS DE UMA TURMA - TURMA DE 9ºANO - EASB
CRÔNICAS DE UMA TURMA - TURMA DE 9ºANO - EASBCRÔNICAS DE UMA TURMA - TURMA DE 9ºANO - EASB
CRÔNICAS DE UMA TURMA - TURMA DE 9ºANO - EASB
 
AD2 DIDÁTICA.KARINEROZA.SHAYANNE.BINC.ROBERTA.pptx
AD2 DIDÁTICA.KARINEROZA.SHAYANNE.BINC.ROBERTA.pptxAD2 DIDÁTICA.KARINEROZA.SHAYANNE.BINC.ROBERTA.pptx
AD2 DIDÁTICA.KARINEROZA.SHAYANNE.BINC.ROBERTA.pptx
 
Lírica Camoniana- A mudança na lírica de Camões.pptx
Lírica Camoniana- A mudança na lírica de Camões.pptxLírica Camoniana- A mudança na lírica de Camões.pptx
Lírica Camoniana- A mudança na lírica de Camões.pptx
 
Governo Provisório Era Vargas 1930-1934 Brasil
Governo Provisório Era Vargas 1930-1934 BrasilGoverno Provisório Era Vargas 1930-1934 Brasil
Governo Provisório Era Vargas 1930-1934 Brasil
 
Slides 1 - O gênero textual entrevista.pptx
Slides 1 - O gênero textual entrevista.pptxSlides 1 - O gênero textual entrevista.pptx
Slides 1 - O gênero textual entrevista.pptx
 
E agora?! Já não avalio as atitudes e valores?
E agora?! Já não avalio as atitudes e valores?E agora?! Já não avalio as atitudes e valores?
E agora?! Já não avalio as atitudes e valores?
 
Guia completo da Previdênci a - Reforma .pdf
Guia completo da Previdênci a - Reforma .pdfGuia completo da Previdênci a - Reforma .pdf
Guia completo da Previdênci a - Reforma .pdf
 
Sociologia Contemporânea - Uma Abordagem dos principais autores
Sociologia Contemporânea - Uma Abordagem dos principais autoresSociologia Contemporânea - Uma Abordagem dos principais autores
Sociologia Contemporânea - Uma Abordagem dos principais autores
 
Bullying - Atividade com caça- palavras
Bullying   - Atividade com  caça- palavrasBullying   - Atividade com  caça- palavras
Bullying - Atividade com caça- palavras
 
Cultura e Sociedade - Texto de Apoio.pdf
Cultura e Sociedade - Texto de Apoio.pdfCultura e Sociedade - Texto de Apoio.pdf
Cultura e Sociedade - Texto de Apoio.pdf
 

9º desafio

  • 1. No 1º dia de aulas do 2º período, a professora de Formação Cívica do 5ºC pediu aos alunos que fizessem uma pesquisa sobre o Dia de Reis e que lhe entregassem o trabalho no final da semana. A Mariana, aluna dedicada, fez o seu trabalho, mas, quando o imprimiu para entregar à professora, reparou que havia palavras e/ou expressões que não se compreendiam. Era, certamente, um problema da impressora. E agora o que fazer, já que tinha apagado o documento e não se lembrava das palavras que agora são ilegíveis? Será que consegues ajudar a Mariana? Tenta! Ela está desesperada! Identifica as palavras ou expressões correctas. “O Dia de Reis celebra-se a  (1). Neste dia, assinala-se a data em que os três Reis Magos,  (2),  (3) e  (4), foram visitar o Menino Jesus. Conta-se que num país distante viviam três homens sábios que estudavam as estrelas e o céu. Um dia, viram uma nova estrela muito mais brilhante que as restantes e souberam que algo especial tinha acontecido. Perceberam que nascera um novo rei e foram até ele. Os três reis magos levavam presentes e seguiam a estrela que os guiava até que chegaram à cidade de Jerusalém. Aí perguntaram pelo Rei dos Judeus, pois tinham visto a estrela no céu. Quando o rei  (5) soube que estrangeiros procuravam a criança, ficou zangado e com medo. Os romanos tinham-no feito rei a ele e agora diziam-lhe que outro Rei, mais poderoso, tinha nascido? Então, reuniu-se com os três reis magos e pediu-lhe para lhe dizerem quando encontrassem essa criança, para ele também a ir adorar. Os reis magos concordaram e
  • 2. partiram, seguindo de novo a estrela, até que ela parou e eles souberam que o Rei estava ali. Ao verem Jesus, ajoelharam e ofereceram-lhe o que tinham trazido:  (6),  (7) e  (8). A seguir partiram. À noite, quando pararam para dormir, os três reis magos tiveram um sonho. Apareceu-lhes um anjo que os avisou que o rei  (5) planeava matar Jesus. De manhã, carregaram os camelos e já não foram até Jerusalém: regressaram à sua terra por outro caminho. José também teve um sonho. Um anjo disse-lhe que Jesus corria perigo e que ele devia levar Maria e a criança para o Egipto, onde estariam em segurança. José acordou Maria, prepararam tudo e partiram ainda de noite. Quando  (5) soube que fora enganado pelos reis magos, ficou furioso. Tinha medo que este novo Rei lhe tomasse o trono. Então, ordenou aos soldados para irem a  (9) e matarem todos os meninos com menos de dois anos. Eles assim fizeram. As pessoas não gostavam de  (5), e ficaram a odiá-lo ainda mais. Maria e José chegaram bem ao Egipto, onde viveram sem problemas. Então, tempos depois, José teve outro sonho: um anjo disse-lhe que  (5) morrera e que agora era altura de regressar com a família a sua casa, em  (10). Depois da longa viagem de regresso, eles chegaram enfim ao seu lar. Em alguns países, especialmente nos países hispânicos, é tradição dar as prendas (de Natal) às crianças neste dia. Em Portugal nesta altura cantam-se as  (11), come-se bolo-rei e as crianças representam a história dos Reis Magos.” Soluções 6- Ouro 1- 6 de Janeiro 7- Incenso 2- Gaspar 8- Mirra 3- Baltasar 9- Jerusalém 4- Melchior / Belchior 10- Nazaré 5- Herodes 11- Janeiras