transição automáticatransição automática
"...Porque a vida é como água da sanga"...Porque a vida é como água da sangaque vai passando e não volta”que vai passando ...
““Já sinto o tempo a caminhar comigo,Já sinto o tempo a caminhar comigo,seguindo aos poucos, no rumo do poente...”seguindo...
O que eu não quero é verO que eu não quero é verchegar o fim e ouvirchegar o fim e ouviro tempo gargalhar de mim”o tempo g...
““com a alma gaúchacom a alma gaúchae um sonho dos buenose um sonho dos buenoseu guardo a querência...eu guardo a querênci...
com o Rio Grande a cabrestocom o Rio Grande a cabrestopra fazer Pátria e fronteirapra fazer Pátria e fronteiraalém das vãs...
Ainda Existe um LugarAinda Existe um Lugar
Venha sentir aVenha sentir apaz que existepaz que existeaqui no campoaqui no campo
O ar é puroO ar é puroe a violênciae a violêncianão chegounão chegou
O céu bem limpo e muitoO céu bem limpo e muitoverde pela frenteverde pela frente
E uma vertente que não se contaminouE uma vertente que não se contaminou
Pela manhã o solPela manhã o solnascente vemnascente vemsorrindosorrindo
E osE ospassarinhospassarinhoscantam hinoscantam hinosno pomarno pomar
O chimarrão tem um saborde esperança
E a criança traz umE a criança traz umfuturo no olharfuturo no olhar
De tardecita tem osDe tardecita tem osbanhos de riachobanhos de riacho
Jogo de truco junto à sombra do galpãoJogo de truco junto à sombra do galpão
uma purinha que faz rima com outro mateuma purinha que faz rima com outro mate
e um cão que late contra o guacho no oitãoe um cão que late contra o guacho no oitão
uma purinha que fazuma purinha que fazrima com outro materima com outro mate
um cão que lateum cão que latecontra o guachocontra o guachono oitãono oitão
Vê que estou firme.Vê que estou firme.Nenhum receio me turbaNenhum receio me turbao aspeto,o aspeto,nenhuma sombra menenhu...
Já sei que chegas, Inverno velho!Já sei que chegas, Inverno velho!Já sei que trazes - bárbaro! O frioJá sei que trazes - b...
Eu sinto frio, mas apesar de tudoEu sinto frio, mas apesar de tudoo meu destino é andar quebrando geadas...”o meu destino ...
O anoitecer nos apresentaO anoitecer nos apresentamais estrelasmais estrelas
Entre o silêncio que da paz para o luarEntre o silêncio que da paz para o luar
De vez em quando umDe vez em quando umcometa incandescentecometa incandescente
Se faz presente prá um pedido repontarSe faz presente prá um pedido repontar
Aqui a verdade aindaAqui a verdade aindareside em cada almareside em cada alma
Se aperta firmeSe aperta firmequando alguémquando alguémlhe estendelhe estendea mãoa mão
Se dá exemplo de amor, fraternidadeSe dá exemplo de amor, fraternidade
Aos na cidade que não sabem pra aonde vãoAos na cidade que não sabem pra aonde vão
Fotografia: google – flickr – olharesFotografia: google – flickr – olharesMusica: Ainda existe um lugarMusica: Ainda exist...
Ainda existe um lugar ia (1)
Ainda existe um lugar ia (1)
Ainda existe um lugar ia (1)
Ainda existe um lugar ia (1)
Ainda existe um lugar ia (1)
Ainda existe um lugar ia (1)
Ainda existe um lugar ia (1)
Ainda existe um lugar ia (1)
Ainda existe um lugar ia (1)
Ainda existe um lugar ia (1)
Ainda existe um lugar ia (1)
Ainda existe um lugar ia (1)
Ainda existe um lugar ia (1)
Ainda existe um lugar ia (1)
Ainda existe um lugar ia (1)
Ainda existe um lugar ia (1)
Ainda existe um lugar ia (1)
Ainda existe um lugar ia (1)
Ainda existe um lugar ia (1)
Ainda existe um lugar ia (1)
Ainda existe um lugar ia (1)
Ainda existe um lugar ia (1)
Ainda existe um lugar ia (1)
Ainda existe um lugar ia (1)
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Ainda existe um lugar ia (1)

166 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
166
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
1
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Ainda existe um lugar ia (1)

  1. 1. transição automáticatransição automática
  2. 2. "...Porque a vida é como água da sanga"...Porque a vida é como água da sangaque vai passando e não volta”que vai passando e não volta”
  3. 3. ““Já sinto o tempo a caminhar comigo,Já sinto o tempo a caminhar comigo,seguindo aos poucos, no rumo do poente...”seguindo aos poucos, no rumo do poente...”
  4. 4. O que eu não quero é verO que eu não quero é verchegar o fim e ouvirchegar o fim e ouviro tempo gargalhar de mim”o tempo gargalhar de mim”
  5. 5. ““com a alma gaúchacom a alma gaúchae um sonho dos buenose um sonho dos buenoseu guardo a querência...eu guardo a querência...
  6. 6. com o Rio Grande a cabrestocom o Rio Grande a cabrestopra fazer Pátria e fronteirapra fazer Pátria e fronteiraalém das vãs cordilheirasalém das vãs cordilheirasnos prados do firmamento...“nos prados do firmamento...“
  7. 7. Ainda Existe um LugarAinda Existe um Lugar
  8. 8. Venha sentir aVenha sentir apaz que existepaz que existeaqui no campoaqui no campo
  9. 9. O ar é puroO ar é puroe a violênciae a violêncianão chegounão chegou
  10. 10. O céu bem limpo e muitoO céu bem limpo e muitoverde pela frenteverde pela frente
  11. 11. E uma vertente que não se contaminouE uma vertente que não se contaminou
  12. 12. Pela manhã o solPela manhã o solnascente vemnascente vemsorrindosorrindo
  13. 13. E osE ospassarinhospassarinhoscantam hinoscantam hinosno pomarno pomar
  14. 14. O chimarrão tem um saborde esperança
  15. 15. E a criança traz umE a criança traz umfuturo no olharfuturo no olhar
  16. 16. De tardecita tem osDe tardecita tem osbanhos de riachobanhos de riacho
  17. 17. Jogo de truco junto à sombra do galpãoJogo de truco junto à sombra do galpão
  18. 18. uma purinha que faz rima com outro mateuma purinha que faz rima com outro mate
  19. 19. e um cão que late contra o guacho no oitãoe um cão que late contra o guacho no oitão
  20. 20. uma purinha que fazuma purinha que fazrima com outro materima com outro mate
  21. 21. um cão que lateum cão que latecontra o guachocontra o guachono oitãono oitão
  22. 22. Vê que estou firme.Vê que estou firme.Nenhum receio me turbaNenhum receio me turbao aspeto,o aspeto,nenhuma sombra menenhuma sombra menubla o olhar.nubla o olhar.
  23. 23. Já sei que chegas, Inverno velho!Já sei que chegas, Inverno velho!Já sei que trazes - bárbaro! O frioJá sei que trazes - bárbaro! O frioe as longas chuvas sobre os beirais.e as longas chuvas sobre os beirais.
  24. 24. Eu sinto frio, mas apesar de tudoEu sinto frio, mas apesar de tudoo meu destino é andar quebrando geadas...”o meu destino é andar quebrando geadas...”
  25. 25. O anoitecer nos apresentaO anoitecer nos apresentamais estrelasmais estrelas
  26. 26. Entre o silêncio que da paz para o luarEntre o silêncio que da paz para o luar
  27. 27. De vez em quando umDe vez em quando umcometa incandescentecometa incandescente
  28. 28. Se faz presente prá um pedido repontarSe faz presente prá um pedido repontar
  29. 29. Aqui a verdade aindaAqui a verdade aindareside em cada almareside em cada alma
  30. 30. Se aperta firmeSe aperta firmequando alguémquando alguémlhe estendelhe estendea mãoa mão
  31. 31. Se dá exemplo de amor, fraternidadeSe dá exemplo de amor, fraternidade
  32. 32. Aos na cidade que não sabem pra aonde vãoAos na cidade que não sabem pra aonde vão
  33. 33. Fotografia: google – flickr – olharesFotografia: google – flickr – olharesMusica: Ainda existe um lugarMusica: Ainda existe um lugarcomp. Ivo B.Brum/Miguel Marquescomp. Ivo B.Brum/Miguel Marquesinterpretação: Miguel Marques e Wilson Paiminterpretação: Miguel Marques e Wilson Paimformatação: roberfran@hotmail.comformatação: roberfran@hotmail.com

×