O slideshow foi denunciado.
Utilizamos seu perfil e dados de atividades no LinkedIn para personalizar e exibir anúncios mais relevantes. Altere suas preferências de anúncios quando desejar.

Resumo nbr 8190

3.553 visualizações

Publicada em

Resumo básico da NBR 8190

  • Seja o primeiro a comentar

Resumo nbr 8190

  1. 1. LONDRINA 2013 OLDER KELSON LOPES CENTRO DE CIÊNCIAS EXATAS E TECNOLÓGICAS - CCET ENGENHARIA ELÉTRICA Resumo da NBR - 8190 Prof° Jair Henrique Junior
  2. 2. ÍNDICE 1. INTRODUÇÃO 2 2. OBJETIVOS 2 2.1 SIMBOLOGIA 2 3. IDENTIFICAÇÃO DE INSTRUMENTOS 2 3.1 IDENTIFICAÇÃO FUNCIONAL 2 3.1.1 Dos instrumentos 2 3.1.2 Das malhas 3 3.2 IDENTIFICAÇÃO DA MALHA 3 3.3 IDENTIFICAÇÃO DE SÍMBOLOS 3 4 SÍMBOLOS 3 4.1 CLASSIFICAÇÃO DE SÍMBOLOS 3 ANEXO 4
  3. 3. 1 INTRODUÇÂO Tendo um breve resumo sobre a NBR 8190 vamos analisar o seu principal objetivo, aplicações e utilizações do que consta nesta NBR. 2 OBJETIVO Esta Norma estabelece os símbolos gráficos para identificação dos instrumentos e dos sistemas de instrumentação usados para medição e controle. Esta Norma permite opções de adicionar informações ou de simplificar símbolos se desejado, desde que isso contribua para a maior clareza na identificação do sistema. 2.1 Simbologia Esta Norma é utilizada sempre que for necessário identificar ou simbolizar um instrumento, tal como em: a) fluxogramas de processo e fluxograma de engenharia; b) diagramas de controle de processo; c) listas de instrumentos, folhas de dados de processo para instrumentos; d) folhas de especificação, requisições e pedidos de compra de instrumentos etc.; e) detalhes de instalação, diagramas de interligação e outros documentos de montagem de instrumentos; f) instruções e outros documentos de operação e manutenção de instrumentos; g) artigos a literatura técnica em geral; h) plaquetas de identificação de instrumentos. 3 IDENTIFICAÇÃO DE INSTRUMENTOS As identificações podem ser dadas por Identificação funcional de instrumento e Identificação de malha de controle. Cada instrumento é identificado primeiramente por um conjunto de letras para classificá-lo funcionalmente. Para identificar o instrumento com a malha de controle, um número é acrescentado ao conjunto de letra como referido. Opcionalmente pode- se acrescentar um sufixo para completar a identificação da malha (Conforme tabela 1 em anexo). 3.1 Identificação funcional 3.1.1 Dos instrumentos A identificação funcional de um instrumento deve ser formada de letras. Esta identificação consiste de uma primeira letra individualmente a variável medida ou inicial e seguida de uma ou mais letras subseqüentes que individualizam as funções do instrumento. A identificação funcional de um instrumento é feita de acordo com a função e não de acordo com a construção do equipamento.
  4. 4. 3.1.2 Das malhas Em uma malha de controle a primeira letra da identificação funcional é selecionada de acordo com a variável medida e não de acordo com a variável manipulada. As letras subseqüentes da identificação funcional designam uma ou mais funções de informação, função passiva ou função de saída. 3.2 Identificação da malha Cada instrumento deve ter uma designação numérica tal que permita identificar a malha que pertence. No caso de um instrumento ser comum a duas ou mais malhas, poderá ter numeração independente, se desejado. A numeração das malhas é seqüencial e pode começar pelo numero 1 ou por um prefixo numérico destinada identificar a área, unidade ou planta, a qual a malha pertence. Há duas alternativas usuais para formação das seqüências numéricas: a) todas as malhas são numeradas numa seqüência única, independentemente da primeira letra; b) para cada primeira letra da identificação funcional, inicia-se uma nova seqüência numérica. 3.3 Identificação de símbolos Os símbolos têm como objetivo representar a instrumentação em fluxogramas e outros desenhos e também estender sua aplicação para uma variedade de processos. 4 SÍMBOLOS 4.1 Classificação de símbolos: - Símbolos de linhas de instrumentos; - Símbolos gerais de instrumentação: círculos; - Símbolos dos corpos de válvulas de controle; - Símbolos de atuadores; - Símbolos para válvulas auto-reguladoras e outros dispositivos; - Símbolos para o sentido de ação do atuador nos casos de falha de alimentação do fluido de comando, desenhos típicos para as válvulas de controle com atuador tipo diafragma; - Símbolos diversos; - Símbolos dos elementos primários; - Símbolos funcionais; - Sistemas diversos.
  5. 5. ANEXO TABELA 1 - SIGNIFICADO DAS LETRAS DE IDENTIFICAÇÃO

×