Ainda restam as muralhas josué 6

1.981 visualizações

Publicada em

sermão

0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.981
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
1
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
21
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Ainda restam as muralhas josué 6

  1. 1. AINDA RESTAM AS MURALHAS (Josué 6:1) Esboço da net. - ORA Jericó estava rigorosamente fechada por causa dos filhos de Israel; ninguém saía nem entrava. (Josué 6:2) - Então disse o SENHOR a Josué: Olha, tenho dado na tua mão a Jericó, ao seu rei e aos seus homens valorosos. A. Depois de viajar pelo deserto durante quarenta anos, os israelitas chegaram finalmente, diante de Canaã. Agora, era só entrar na terra e fazer o loteamento. Certo? Errado, pois ainda restam as muralhas de Jericó. B. As coisas não eram assim tão simples. Havia no caminho uma imensa muralha.Muitas vezes, nos encontramos em situações semelhantes. Quando pensamos que vamos tomar posse do milagre, quando pensamos que é só colocar os pés e entrar, surge uma grande muralha que parece zombar de nossa esperança. I – DIANTE DE CADA DIFICULDADE, HÁ SEMPRE UMA PROMESSA DE DEUS NOS GARANTINDO A VITÓRIA: A. Tudo aquilo que vem tentando impedir a nossa conquista, o nosso avanço, a tomada de território, que impede o êxito do projeto de Deus para nós, todo problema que parece insolúvel, é um tipo de muralha colocada por Satanás e permitida por Deus. B. Nesse contexto, Satanás tem o desejo de nos fazer parar, fracassar e desistir.Entretanto, Deus entra em ação e espera que saiamos vitoriosos, experientes e fortalecidos. C. Deus então dá uma promessa de vitória para seu povo. (Josué 6:2) - Então disse o SENHOR a Josué: Olha, tenho dado na tua mão a Jericó, ao seu rei e aos seus homens valorosos. D. O Senhor está dizendo ao seu povo: Vocês não vão desistir agora. Não vão se assentar no meio da estrada agora. Não vão voltar ao Egito agora. Não vão desanimar agora. Falta muito pouco para vocês conquistarem esta promessa. Eu lhes entrego esta muralha em suas mãos e a todos os inimigos que estão dentro dela. II - DEBAIXO DE SUA PROMESSA, DEUS NOS ORDENA UMA AÇÃO COORDENADA: (Josué 6:3) - Vós, pois, todos os homens de guerra, rodeareis a cidade, cercando-a uma vez; assim fareis por seis dias. (Josué 6:4) - E sete sacerdotes levarão sete buzinas de chifres de carneiros adiante da arca, e no sétimo dia rodeareis a cidade sete vezes, e os sacerdotes tocarão as buzinas. A. Diante do obstáculo, muitas pessoas tentam vencê-lo através de meios humanos. Imagine, se Josué resolvesse pular o muro ou cavar um túnel... Provavelmente, sua história não estaria na Bíblia e precisaríamos de outro assunto para esta mensagem.
  2. 2. B. Porém, o líder de Israel obedeceu ao Senhor, mesmo parecendo ser uma loucura aquela atitude. C. A mente humana nos aconselha a dar um "jeitinho", buscando uma solução mundana e humana para o problema.Deus, porém, muda as situações pelas vias do sobrenatural. D. Para que o Senhor possa agir diante das grandes dificuldades que estamos enfrentando, alguns requisitos são necessários: 1 – É PRECISO DEIXAR A PRESENÇA DE DEUS IR À FRENTE E RODEAR A MURALHA:(Josué 6:11) - E fez a arca do SENHOR rodear a cidade, contornando-a uma vez; e entraram no arraial, e ali passaram a noite. (Josué 6:12) - Depois Josué se levantou de madrugada, e os sacerdotes levaram a arca do SENHOR. A. O povo precisava ter a arca indo à frente. A arca era um móvel de madeira de acácia coberta de ouro que representava a presença de Deus e sua aliança com Israel. B. Se queremos vencer as muralhas que surgem em nossa frente com o intuito de nos fazer parar ou nos desviar dos propósitos de Deus, precisamos ter compromisso em deixar o Senhor ir à frente e destruir as muralhas de oposições. C. Não podemos nos valer de técnicas humanas para tentar vencer os obstáculos, não podemos tomar a frente e passar adiante do Senhor. Precisamos esperar o agir de Deus. 2 – É PRECISO OBEDECER A ORDEM DO SENHOR E ANDAR AO REDOR DA CIDADE VÁRIAS VEZES: (Josué 6:14) - Assim rodearam outra vez a cidade no segundo dia e voltaram para o arraial; e assim fizeram seis dias. (Josué 6:15) - E sucedeu que, ao sétimo dia, madrugaram ao subir da alva, e da mesma maneira rodearam a cidade sete vezes; naquele dia somente rodearam a cidade sete vezes. A. O povo precisava andar em volta da muralha. Aqui está a questão da obediência e da ação. B. Se você está consciente de que Deus lhe deu uma ordem, obedeça. Esta é a sua parte. Se você não sabe o que fazer diante do problema, ore, consulte a Bíblia, consulte a liderança da igreja e parta para a ação. C. Não olhe para os seus pés inchados, não se detenha no seu cansaço, não dê desculpa sobre falta de tempo. Deus te ordenou, então obedeça. Jesus disse: "Eu sou o caminho..." (João 14.6). Logo, precisamos andar. A vida cristã não é um estacionamento.
  3. 3. D. Trabalhe no seu ministério, evangelize onde você estiver, discipule nas horas que Deus te deu, trabalhe nos Encontros, pregue a Palavra, ajude os desanimados, seja um exemplo para todos. Seja um homem ou uma mulher de ação. 3 – É PRECISO ESPERAR PELO TEMPO DO SENHOR: (Josué 6:16) - E sucedeu que, tocando os sacerdotes pela sétima vez as buzinas, disse Josué ao povo: Gritai, porque o SENHOR vos tem dado a cidade. A. Deus poderia fazer com que aquelas muralhas virassem pó logo no primeiro dia. Mas Deus nos ensina antes de realizar um milagre. B. Israel deveria andar em torno de Jericó durante 7 dias. Aqui está o teste da perseverança e da paciência. Você deve obedecer hoje e continuar obedecendo amanhã, mesmo que os obstáculos pareçam mais firmes do que antes. C. Você deve ser mais firme do que as muralhas. Sua fé deve ser mais resistente do que os grandes obstáculos. Depois de rodear a cidade no primeiro dia, não houve nenhum resultado. Talvez tenha sido difícil para alguns israelitas levantarem de suas camas no segundo e no terceiro dia e nos dias seguintes, sabendo que nada aconteceu na véspera. Você já experimentou esse desânimo? Não se deixe vencer por ele. Continue obedecendo ao Senhor. D. No sétimo dia, a muralha caiu. - Não podemos fazer uma regra para Deus e dizer que ele sempre vai agir depois de 7 dias ou depois de 7 orações, etc. Ele pode agir no primeiro dia, ou no sétimo, ou no vigésimo-primeiro, como aconteceu com Daniel, ou em outro dia qualquer. E. O que concluímos é que Deus tem um tempo certo para tudo, apesar de que, em alguns casos, nós é que retardamos as bênçãos devido à nossa incredulidade, passividade e desobediência. F. Depois que Israel fez tudo o que Deus ordenou, a muralha ruiu e o povo pôde conquistar a cidade. Que Deus nos abençoe e nos ajude a conquistar todos os nossos direitos espirituais em Cristo Jesus. Amém INTRODUÇÃO Jericó era uma fortaleza cercada de espessas muralhas de pedra e portas de ferro. Os portões da cidade de Jericó estavam bem fechados, para não deixar que os israelitas entrassem. Jericó era humanamente impenetrável. Ninguém podia entrar, nem sair da cidade.
  4. 4. DESENVOLVIMENTO Josué estava perto da cidade de Jericó. De repente, viu um homem com uma espada na mão parado na sua frente. Josué chegou perto dele e perguntou: Você é do nosso exército ou é inimigo? “Não sou nem uma coisa nem outra. Estou aqui como comandante do exército de Deus, o Senhor”. Josué ajoelhou-se, encostou o rosto no chão e o adorou. E disse: Estou aqui meu senhor. O que quer que eu faça? O comandante do exército do Senhor respondeu:“Tire as sandálias dos seus pés, porque a terra que estás a pisando é santa.” E Josué obedeceu. Na vida cristã, o mais importante é conhecer os planos de Deus e experimentar a sua vontade, que é agradável e perfeita. Josué teve uma experiência, um encontro com o Senhor: “Tire as sandálias dos seus pés, porque a terra que estás a pisando é santa.” Deus fez isso com Moisés (vocês se lembram da sarça ardente?) e agora o faz com Josué. Santificar o lugar do encontro. Isso tem um profundo significado. Porque a sandália era uma proteção contra o calor da areia que poderia queimar a planta do pé, como proteção de pedras cortantes. Mas diante do Senhor não há necessidade desse tipo de proteção. Tirar as sandálias é abandonar o poder humano, é deixar de lado o orgulho, o raciocínio humano, o entendimento soberbo. Nesse campo santo, a humildade, a dependência e a obediência são as únicas vestimentas aceitáveis. Disse ainda o Senhor Deus a Josué:”Estou entregando em tuas mãos a cidade de Jericó, o seu rei e os seus corajosos soldados.” O Senhor orientou que todos os guerreiros de Israel deveriam rodear a cidade de Jericó uma vez, por seis dias, sem nada dizer. Á sua frente iriam sete sacerdotes, levando sete buzinas de carneiro, diante da arca. No sétimo dia deveriam rodear a cidade sete vezes e os sacerdotes tocariam a buzina. Ao ouvir o toque das buzinas, todo povo deveria gritar e então os muros ruiriam. Vejamos alguns pontos: 1- A ARCA - O povo precisava ter a arca indo à frente. Nós sabemos que a arca representava a presença de Deus e sua aliança com Israel. Se queremos vencer as barreiras, precisamos ter compromisso com Deus e uma comunhão real com ele. 2- RODEAR A CIDADE - O povo precisava andar em volta da muralha. Aqui está a questão da obediência e da ação. Se você está consciente de que Deus lhe deu uma ordem, obedeça. Esta é a sua parte. Se você não sabe o que fazer diante do problema, ore, consulte a Bíblia, consulte o ministério e parta para a ação. Jesus disse: "Eu sou o caminho" (João 14.6). Logo, precisamos andar. A salvação é dinâmica.
  5. 5. 3 – TEMPO - Israel deveria andar em torno de Jericó durante 7 dias. Aqui está o teste da perseverança e da paciência. Você deve obedecer hoje e continuar obedecendo amanhã, mesmo que os obstáculos pareçam mais firmes do que antes. Você deve ser mais firme do que a muralha. Sua fé deve ser mais resistente. Depois de rodear a cidade no primeiro dia, não houve nenhum resultado. Talvez tenha sido difícil para alguns israelitas levantarem de suas camas no segundo e no terceiro dia e nos dias seguintes, sabendo que nada aconteceu na véspera. Você já experimentou esse desânimo? Não se deixe vencer por ele. Continue obedecendo ao Senhor. Josué ordenou que o povo executasse fielmente as ordens recebidas: durante seis dias, os valentes guerreiros de Israel deram uma volta em torno da cidade. No sétimo dia deram sete voltas. Durante a sétima volta ao som das trombetas, todo o povo levantou um grande clamor. Pelo poder de Deus, as muralhas de Jericó caíram e o povo pôde conquistar a cidade. Os homens que tinham servido de espiões foram à casa de Raabe e retiraram de lá ela e sua família (Raabe nos fala da igreja gentílica, ela queria a benção, estava na revelação, entendeu a Obra e foi salva pelo fio de escarlate - sangue de Jesus), porém a cidade e tudo que nela havia queimaram no fogo, guardando somente a prata, o ouro, os vasos de metal e de ferro para o tesouro da casa do Senhor. Assim era o Senhor com Josué, e corria sua fama por toda a terra. CONCLUSÃO No sétimo dia, a muralha caiu. Não podemos fazer uma regra para Deus e dizer que ele sempre vai agir depois de 7 dias ou depois de 7 orações, Ele pode agir no primeiro dia, ou no sétimo, ou no vigésimo primeiro, como aconteceu com Daniel, ou em outro dia qualquer. Por que sabemos que Deus tem um tempo certo para tudo, apesar de que, em alguns casos, nós é que retardamos as bênçãos devido à nossa incredulidade, passividade e desobediência. Josué creu na promessa de que o Senhor derrubaria as muralhas de Jericó. Ora, a fé é a certeza de coisas que se esperam, a convicção de fatos que se não vêem. (Hebreus 11:1) Mas a fé cristã não é cega ela está firmada nas promessas de Deus. Quando o Senhor prometeu a Josué que a muralha de Jericó viria abaixo e que o povo de Israel subiria nela, nada mais faria Josué desistir de conquistar a cidade, pois ele sabia que Deus estava à frente e lhes concederia vitória. O mesmo Deus que operou na vida de Moisés e de Josué continua a operar em nossas vidas. Na vida de um povo que clama pelo seu nome e que ora com fé. Nós clamamos no deserto por este Deus e vivemos continuamente com um grito em nossos lábios: Maranata! É o clamor de uma igreja fiel, que anseia a volta do Salvador, que virá nas nuvens para buscá-la. Ó vem Senhor Jesus.
  6. 6. AINDA RESTAM AS MURALHAS (Josué 6:1) - ORA Jericó estava rigorosamente fechada por causa dos filhos de Israel; ninguém saía nem entrava. (Josué 6:2) - Então disse o SENHOR a Josué: Olha, tenho dado na tua mão a Jericó, ao seu rei e aos seus homens valorosos. A. Depois de viajar pelo deserto durante quarenta anos, os israelitas chegaram finalmente, diante de Canaã. Agora, era só entrar na terra e fazer o loteamento. Certo? Errado, pois ainda restam as muralhas de Jericó. B. As coisas não eram assim tão simples. Havia no caminho uma imensa muralha. Muitas vezes, nos encontramos em situações semelhantes. Quando pensamos que vamos tomar posse do milagre, quando pensamos que é só colocar os pés e entrar, surge uma grande muralha que parece zombar de nossa esperança. I – DIANTE DE CADA DIFICULDADE, HÁ SEMPRE UMA PROMESSA DE DEUS NOS GARANTINDO A VITÓRIA: A. Tudo aquilo que vem tentando impedir a nossa conquista, o nosso avanço, a tomada de território, que impede o êxito do projeto de Deus para nós, todo problema que parece insolúvel, é um tipo de muralha colocada por Satanás e permitida por Deus. B. Nesse contexto, Satanás tem o desejo de nos fazer parar, fracassar e desistir. Entretanto, Deus entra em ação e espera que saiamos vitoriosos, experientes e fortalecidos. C. Deus então dá uma promessa de vitória para seu povo. (Josué 6:2) - Então disse o SENHOR a Josué: Olha, tenho dado na tua mão a Jericó, ao seu rei e aos seus homens valorosos. D. O Senhor está dizendo ao seu povo: Vocês não vão desistir agora. Não vão se assentar no meio da estrada agora. Não vão voltar ao Egito agora. Não vão desanimar agora. Falta muito pouco para vocês conquistarem esta promessa. Eu lhes entrego esta muralha em suas mãos e a todos os inimigos que estão dentro dela. II - DEBAIXO DE SUA PROMESSA, DEUS NOS ORDENA UMA AÇÃO COORDENADA: (Josué 6:3) - Vós, pois, todos os homens de guerra, rodeareis a cidade, cercando-a uma vez; assim fareis por seis dias. (Josué 6:4) - E sete sacerdotes levarão sete buzinas de chifres de carneiros adiante da arca, e no sétimo dia rodeareis a cidade sete vezes, e os sacerdotes tocarão as buzinas. A. Diante do obstáculo, muitas pessoas tentam vencê-lo através de meios humanos. Imagine, se Josué resolvesse pular o muro ou cavar um túnel... Provavelmente, sua história não estaria na Bíblia e precisaríamos de outro assunto para esta mensagem.
  7. 7. B. Porém, o líder de Israel obedeceu ao Senhor, mesmo parecendo ser uma loucura aquela atitude. C. A mente humana nos aconselha a dar um "jeitinho", buscando uma solução mundana e humana para o problema. Deus, porém, muda as situações pelas vias do sobrenatural. D. Para que o Senhor possa agir diante das grandes dificuldades que estamos enfrentando, alguns requisitos são necessários: 1 – É PRECISO DEIXAR A PRESENÇA DE DEUS IR À FRENTE E RODEAR A MURALHA: (Josué 6:11) - E fez a arca do SENHOR rodear a cidade, contornando-a uma vez; e entraram no arraial, e ali passaram a noite. (Josué 6:12) - Depois Josué se levantou de madrugada, e os sacerdotes levaram a arca do SENHOR. A. O povo precisava ter a arca indo à frente. A arca era um móvel de madeira de acácia coberta de ouro que representava a presença de Deus e sua aliança com Israel. B. Se queremos vencer as muralhas que surgem em nossa frente com o intuito de nos fazer parar ou nos desviar dos propósitos de Deus, precisamos ter compromisso em deixar o Senhor ir à frente e destruir as muralhas de oposições. C. Não podemos nos valer de técnicas humanas para tentar vencer os obstáculos, não podemos tomar a frente e passar adiante do Senhor. Precisamos esperar o agir de Deus. 2 – É PRECISO OBEDECER A ORDEM DO SENHOR E ANDAR AO REDOR DA CIDADE VÁRIAS VEZES: (Josué 6:14) - Assim rodearam outra vez a cidade no segundo dia e voltaram para o arraial; e assim fizeram seis dias. (Josué 6:15) - E sucedeu que, ao sétimo dia, madrugaram ao subir da alva, e da mesma maneira rodearam a cidade sete vezes; naquele dia somente rodearam a cidade sete vezes. A. O povo precisava andar em volta da muralha. Aqui está a questão da obediência e da ação. B. Se você está consciente de que Deus lhe deu uma ordem, obedeça. Esta é a sua parte. Se você não sabe o que fazer diante do problema, ore, consulte a Bíblia, consulte a liderança da igreja e parta para a ação.
  8. 8. C. Não olhe para os seus pés inchados, não se detenha no seu cansaço, não dê desculpa sobre falta de tempo. Deus te ordenou, então obedeça. Jesus disse: "Eu sou o caminho..." (João 14.6). Logo, precisamos andar. A vida cristã não é um estacionamento. D. Trabalhe no seu ministério, evangelize onde você estiver, discipule nas horas que Deus te deu, trabalhe nos Encontros, pregue a Palavra, ajude os desanimados, seja um exemplo para todos. Seja um homem ou uma mulher de ação. 3 – É PRECISO ESPERAR PELO TEMPO DO SENHOR: (Josué 6:16) - E sucedeu que, tocando os sacerdotes pela sétima vez as buzinas, disse Josué ao povo: Gritai, porque o SENHOR vos tem dado a cidade. A. Deus poderia fazer com que aquelas muralhas virassem pó logo no primeiro dia. Mas Deus nos ensina antes de realizar um milagre. B. Israel deveria andar em torno de Jericó durante 7 dias. Aqui está o teste da perseverança e da paciência. Você deve obedecer hoje e continuar obedecendo amanhã, mesmo que os obstáculos pareçam mais firmes do que antes. C. Você deve ser mais firme do que as muralhas. Sua fé deve ser mais resistente do que os grandes obstáculos. Depois de rodear a cidade no primeiro dia, não houve nenhum resultado. Talvez tenha sido difícil para alguns israelitas levantarem de suas camas no segundo e no terceiro dia e nos dias seguintes, sabendo que nada aconteceu na véspera. Você já experimentou esse desânimo? Não se deixe vencer por ele. Continue obedecendo ao Senhor. D. No sétimo dia, a muralha caiu. Não podemos fazer uma regra para Deus e dizer que ele sempre vai agir depois de 7 dias ou depois de 7 orações, etc. Ele pode agir no primeiro dia, ou no sétimo, ou no vigésimo-primeiro, como aconteceu com Daniel, ou em outro dia qualquer. E. O que concluímos é que Deus tem um tempo certo para tudo, apesar de que, em alguns casos, nós é que retardamos as bênçãos devido à nossa incredulidade, passividade e desobediência. F. Depois que Israel fez tudo o que Deus ordenou, a muralha ruiu e o povo pôde conquistar a cidade. Que Deus nos abençoe e nos ajude a conquistar todos os nossos direitos espirituais em Cristo Jesus. Amém! Pr. Maucir Lehn

×