Encontro com o escritor   António Torrado        3.dezembro.2012                     “Já escrevi sobre                    ...
UmImperador tem umdesejo…
“Tien-o-Tzê, em resposta,ergue o bordão e aponta--o àLua, redonda e enorme, quesubia ao céu, logo por trás dosúltimos sicó...
L ua
Sabedoria“Numa das varandas do palácioimperial, ornamentada de gaiolas deouro, Meng Uóng, tocado pelatristeza do crepúscul...
SabedoriaIgnorância é a noite da mente, mas uma noite sem lua e estrelas.                     Confúcio (551 a.C. – 479 a.C.)
Sabedoria
Cerejeira
Animais
Cultura
Histórias dentro da     história…Origem do teatro…             Coelho                    de            Jade…          M an...
desaf io         “No espelho da imaginação     t udo acont ece como nós     quer emos.”    Histórias para caberem numa cai...
Fontes:•   http://estou-sem.blogspot.pt/2009/03/10-citacoes-de-confucio.html•   http://bibcaetanoliveira.blogspot.pt/2011/...
A cerejeira da Lua, António Torrado
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

A cerejeira da Lua, António Torrado

1.619 visualizações

Publicada em

Apresentação de diapositivos usada nas sessões de preparação para o encontro com o autor, no Centro de Recursos Poeta José Fanha, no dia 03 de dezembro.

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.619
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
536
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
8
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide
  • Huānyíng
  • Lenda chinesa
  • A Lua está associada á mulher. Selenitas Lenda: a Lua A Lua está muito presente em tudo. (O inverno começa a 7 de novembro.) O  calendário chinês  ( Chinês  Xia Li ( 夏曆 ), Tradicional: 農曆 , Chio suisbvk saomnês Simplificado : 农历 ,  pinyin : nónglì) é o mais antigo  registro cronológico  de que se tem registro na  história . É um calendário que se utiliza tanto do Sol quanto da Lua. A partir dele surgiu o horóscopo chinês. Na Ásia diversos países adotam calendários parecidos com o chinês. O calendário chinês é lunissolar. Cada ano possui doze lunações acarretando em um total de 354 dias. Para não se perder a sincronia com o ciclo solar (de 365,25 dias), são acrescentados a cada oito anos noventa dias ao calendário, ou, aproximadamente duas lunações. Desta forma não se perde a sincronia nem com o ciclo solar, nem com o lunar. Por isso, considera-se que o calendário chinês é lunissolar. Desde 23 de Janeiro de 2012, estamos no ano 4710 do calendário chinês. O horoscópo chin
  • Imperadores: quase deuses Confiança.
  • Um dos principais fil+ósofos chin~es. às relações harmoniosas entre as pessoas, os membros da família ou mesmo na sociedade. Séc. I A.C. Ensinava prroincípios de bem governar e adminisitar. È mais uma filosofoa de vida doq eu uam religião.
  • Um dos principais fil+ósofos chin~es. “ Aspirar à perfeição.” às relações harmoniosas entre as pessoas, os membros da família ou mesmo na sociedade. Séc. I A.C. Ensinava prroincípios de bem governar e adminisitar. È mais uma filosofoa de vida doq eu uam religião.
  • Traz os ciclos, como a Lua. Madeira nobre. Dão menso frutos doq eu a cerejeira doce e as ácidas. Efeemridade Brevidadade (Àsia) Amor, sabedoria
  • Importância da cultura. música
  • Adaptação livre istem muitas lendas chinesas em torno do Coelho. A mais famosa delas é baseada nas manchas da lua, que (para os chineses) lembra a forma de um coelho. O mito diz que havia uma deusa, Chang'e, que fora separada de seu marido, Houyi, após ter engolido acidentalmente uma pílula da imortalidade, que a tonou imortal, mas também a fez voar tão alto que ela foi parar na lua. Apesar de se sentir bastante solitária, ela pode contar com a companhia do Coelho da Lua (ou Coelho de Jade), que elaborou um elixir para trazê-la de volta à terra.
  • f
  • A cerejeira da Lua, António Torrado

    1. 1. Encontro com o escritor António Torrado 3.dezembro.2012 “Já escrevi sobre tudo e mais alguma coisa.” Público (entrevista a Rita Pimenta), 21/09/2010 歡迎
    2. 2. UmImperador tem umdesejo…
    3. 3. “Tien-o-Tzê, em resposta,ergue o bordão e aponta--o àLua, redonda e enorme, quesubia ao céu, logo por trás dosúltimos sicómoros do jardim.- Tens razão, genial amigo –exclama, entusiasmado, oimperador. – Quero ir à Lua.”
    4. 4. L ua
    5. 5. Sabedoria“Numa das varandas do palácioimperial, ornamentada de gaiolas deouro, Meng Uóng, tocado pelatristeza do crepúsculo, dá decomer às cotovias.O sábio Tien-o-Tzê segue-o emsilêncio como uma sombraprotetora. Foi seu aio, depois seumestre.”
    6. 6. SabedoriaIgnorância é a noite da mente, mas uma noite sem lua e estrelas. Confúcio (551 a.C. – 479 a.C.)
    7. 7. Sabedoria
    8. 8. Cerejeira
    9. 9. Animais
    10. 10. Cultura
    11. 11. Histórias dentro da história…Origem do teatro… Coelho de Jade… M anc has d a
    12. 12. desaf io “No espelho da imaginação t udo acont ece como nós quer emos.” Histórias para caberem numa caixa de fósforos: 80 palavras Limite: 27 de novembro
    13. 13. Fontes:• http://estou-sem.blogspot.pt/2009/03/10-citacoes-de-confucio.html• http://bibcaetanoliveira.blogspot.pt/2011/02/pnl-biografia-de-antonio- torrado.html• http://pequenosleitoresdamarinhagrande.blogspot.pt/2012/09/ja-escrevi- sobre-tudo-e-mais-alguma.html• http://www.publico.pt/Cultura/antonio-torrado-ja-escrevi-sobre-tudo-e-mais- alguma-coisa_1457072?all=1• http://portuguese.cri.cn/721/2011/09/09/1s139907.htm• http://triplov.com/triplo2/2011/09/24/a-cerejeira-da-lua/• http://wordpress.teatrodoelefante.net/?page_id=477• http://www1.icm.gov.mo/publication/PublicationDetailP.asp?id=409 (outubro e novembro.2012) Ilustrações da obra: Torrado, António – A cerejeira da Lua e outras histórias chinesas. Porto: ASA, 2004 Torrado, António – A cerejeira da Lua. Lisboa: Instituto Cultural de Macau, 1990

    ×