ENGENHARIAde ontologias           #comofas (sic)?           s/ complicado/simples/g  globo   .com              Ícaro Medei...
Ontologia
Não é desenho
Não é códigordfs:subClassOf :Criatura ,         [ rdf:type owl:Restriction ;          owl:onProperty :nome_completo ;     ...
Conceitualização de umdomínio(Gruber, 1991)               D
Devedzic, 2004
Tópicos num domínio D,                         Devedzic, 2004
Tópicos num domínio D,  Usando uma linguagem L,                            Devedzic, 2004
Tópicos num domínio D,  Usando uma linguagem L,    Uma ontologia é um catálogo de tipos    de coisas em D                 ...
Tópicos num domínio D,  Usando uma linguagem L,    Uma ontologia é um catálogo de tipos    de coisas em D      Tipos são r...
Conceitualização de um    domínio  queclasse?         Famosos          eu              nicole
Conceitualização de um    domínioprograma  dores                Famosos           eu             nicole
Conceitualização de um   domíniofamosos        Famosos          eu    ?        nicole
Engenharia de
Técnicas de modelagem(exemplo)      Escreva sobre o    1      domínio2   Substantivos frequentes > classe
Protégé, TTL, OntoUML?
Protégé, TTL, OntoUML?   conceitos alinhados  ANTES de ferramentas,      linguagens e      metodologias
Por onde começar?Ontology 101 - A guide to
Quais são os conceitos?Quem são os objetos (indivíduos)?Como juntar os objetos - quais sãoas classes? O que os diferencia?...
Toda modelagem orientada aobjeto é engenharia deontologia
Perigos!
Overmodeling
Já vi esse filme antes...
requisitos
Mas é muita coisamesmo...
“#!!ˆ%&@, não somos uma empresa demodelagem, não vamos modelar o mundo,@#$%#@!#$%” (Carolo, Fernando - 2011)
Modelagempor exceção
Um punhado de exemplosNÃO justifica a criação deuma classe
Compromisso ontológico
Compromisso ontológicoO que precisa existir nomeu mundo para queminha teoria seja coesa
Representação de  conhecimento SÓ tem serventia se for aliada aRACIOCÍNIO AUTOMÁTICO
Modelos muito complexossão dificeis pro usuário final         e podem ser      INCOMPUTÁVEIS
Keep it simple, stupid!Responda as questõesde competência e acheas respostas no seu
Definição de escopo
Pense na evolução da    ontologia quando ademanda acontecer, não na  primeira versão (BDUF)
Big Design Up Front is   evil and must be
Falta de
Discutir é bom, mas só até        certo ponto
Timebox          Na dúvida....
Timebox“Não atingimos um consenso”          Na dúvida....
Timebox“Não atingimos um consenso”    Talvez ele não exista          Na dúvida....
Timebox“Não atingimos um consenso”    Talvez ele não exista  Ou não há tempo  hábil para chegar lá           Na dúvida....
Navalha de Occam   "Se em tudo o mais   forem idênticas as várias   explicações de um fenômeno,   a mais simples é a melhor"
Inflexibilidade
Criar muitas regras derestrição tornará mais difícil a evolução das ontologias
Reinvenção
Falta de
Por que o símbolo de proibidoestacionar (e parar) europeu não            tem letra?
Conheça sua linguagem de       representação deSeja ela uma folksonomia, Python ou uma ontologia em RDF/OWL
RDF/OWL em                  formato TTLrdfs:subClassOf :Criatura ,         [ rdf:type owl:Restriction ;          owl:onPro...
ENTIDADE != INDIVÍDUO
A Inês está morta
Modelo globo.com   Evoluções...
Dúvidas?
Engenharia de ontologias
Engenharia de ontologias
Engenharia de ontologias
Engenharia de ontologias
Engenharia de ontologias
Engenharia de ontologias
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Engenharia de ontologias

1.177 visualizações

Publicada em

  • Seja o primeiro a comentar

Engenharia de ontologias

  1. 1. ENGENHARIAde ontologias #comofas (sic)? s/ complicado/simples/g globo .com Ícaro MedeirosTime de Semântica
  2. 2. Ontologia
  3. 3. Não é desenho
  4. 4. Não é códigordfs:subClassOf :Criatura , [ rdf:type owl:Restriction ; owl:onProperty :nome_completo ; owl:onDataRange rdf:XMLLiteral ; owl:minQualifiedCardinality "1"^^xsd:nonNegativeInteger ], [ rdf:type owl:Restriction ; owl:onProperty :nome_completo ; owl:onDataRange rdf:XMLLiteral ; owl:maxQualifiedCardinality "1"^^xsd:nonNegativeInteger ].
  5. 5. Conceitualização de umdomínio(Gruber, 1991) D
  6. 6. Devedzic, 2004
  7. 7. Tópicos num domínio D, Devedzic, 2004
  8. 8. Tópicos num domínio D, Usando uma linguagem L, Devedzic, 2004
  9. 9. Tópicos num domínio D, Usando uma linguagem L, Uma ontologia é um catálogo de tipos de coisas em D Devedzic, 2004
  10. 10. Tópicos num domínio D, Usando uma linguagem L, Uma ontologia é um catálogo de tipos de coisas em D Tipos são representados em termos de conceitos e relações em L. Devedzic, 2004
  11. 11. Conceitualização de um domínio queclasse? Famosos eu nicole
  12. 12. Conceitualização de um domínioprograma dores Famosos eu nicole
  13. 13. Conceitualização de um domíniofamosos Famosos eu ? nicole
  14. 14. Engenharia de
  15. 15. Técnicas de modelagem(exemplo) Escreva sobre o 1 domínio2 Substantivos frequentes > classe
  16. 16. Protégé, TTL, OntoUML?
  17. 17. Protégé, TTL, OntoUML? conceitos alinhados ANTES de ferramentas, linguagens e metodologias
  18. 18. Por onde começar?Ontology 101 - A guide to
  19. 19. Quais são os conceitos?Quem são os objetos (indivíduos)?Como juntar os objetos - quais sãoas classes? O que os diferencia?Como os objetos se relacionam?
  20. 20. Toda modelagem orientada aobjeto é engenharia deontologia
  21. 21. Perigos!
  22. 22. Overmodeling
  23. 23. Já vi esse filme antes...
  24. 24. requisitos
  25. 25. Mas é muita coisamesmo...
  26. 26. “#!!ˆ%&@, não somos uma empresa demodelagem, não vamos modelar o mundo,@#$%#@!#$%” (Carolo, Fernando - 2011)
  27. 27. Modelagempor exceção
  28. 28. Um punhado de exemplosNÃO justifica a criação deuma classe
  29. 29. Compromisso ontológico
  30. 30. Compromisso ontológicoO que precisa existir nomeu mundo para queminha teoria seja coesa
  31. 31. Representação de conhecimento SÓ tem serventia se for aliada aRACIOCÍNIO AUTOMÁTICO
  32. 32. Modelos muito complexossão dificeis pro usuário final e podem ser INCOMPUTÁVEIS
  33. 33. Keep it simple, stupid!Responda as questõesde competência e acheas respostas no seu
  34. 34. Definição de escopo
  35. 35. Pense na evolução da ontologia quando ademanda acontecer, não na primeira versão (BDUF)
  36. 36. Big Design Up Front is evil and must be
  37. 37. Falta de
  38. 38. Discutir é bom, mas só até certo ponto
  39. 39. Timebox Na dúvida....
  40. 40. Timebox“Não atingimos um consenso” Na dúvida....
  41. 41. Timebox“Não atingimos um consenso” Talvez ele não exista Na dúvida....
  42. 42. Timebox“Não atingimos um consenso” Talvez ele não exista Ou não há tempo hábil para chegar lá Na dúvida....
  43. 43. Navalha de Occam "Se em tudo o mais forem idênticas as várias explicações de um fenômeno, a mais simples é a melhor"
  44. 44. Inflexibilidade
  45. 45. Criar muitas regras derestrição tornará mais difícil a evolução das ontologias
  46. 46. Reinvenção
  47. 47. Falta de
  48. 48. Por que o símbolo de proibidoestacionar (e parar) europeu não tem letra?
  49. 49. Conheça sua linguagem de representação deSeja ela uma folksonomia, Python ou uma ontologia em RDF/OWL
  50. 50. RDF/OWL em formato TTLrdfs:subClassOf :Criatura , [ rdf:type owl:Restriction ; owl:onProperty :nome_completo ; owl:onDataRange rdf:XMLLiteral ; owl:minQualifiedCardinality "1"^^xsd:nonNegativeInteger ], [ rdf:type owl:Restriction ; owl:onProperty :nome_completo ; owl:onDataRange rdf:XMLLiteral ; owl:maxQualifiedCardinality "1"^^xsd:nonNegativeInteger ].
  51. 51. ENTIDADE != INDIVÍDUO
  52. 52. A Inês está morta
  53. 53. Modelo globo.com Evoluções...
  54. 54. Dúvidas?

×