O slideshow foi denunciado.
Utilizamos seu perfil e dados de atividades no LinkedIn para personalizar e exibir anúncios mais relevantes. Altere suas preferências de anúncios quando desejar.
 
Os seres humanos ao nascerem são membros de um grupo. Ao nascermos, já estamos inseridos num contexto histórico (sociedade...
Cada cultura tem sua concepção de homem e de mulher, e de como eles devem ser. A influência da Mídia e das Indústrias de B...
“ As  representações sociais  são “teorias” sobre saberes populares com a finalidade de construir e interpretar o real (Ol...
<ul><li>As expectativas quanto ao que a mulher  “deve ser”  parecem estar inculcadas na mente da cada indivíduo, incluindo...
Mídia   Seleciona conteúdos relacionados às mulheres. A Representação Social  da Mulher
<ul><li>Os produtos culturais destinados ao público feminino espelham o perfil de suas receptoras acerca de assuntos relac...
Com isso, nota-se que tudo o que foi conquistado pelas mulheres até hoje demonstra uma certa superficialidade, ou seja, a ...
Brinquedos  -> produzidos e distribuídos pelo mundo. Transmitem mensagens às crianças. Parte do significado dos brinquedos...
Gênero e Brinquedos
Indústrias de Brinquedos  Perpetuação do papel da mulher como mãe, dona de casa ou em funções predominantemente femininas....
<ul><li>Desta forma, nota-se que no mundo dos brinquedos a divisão entre os gêneros se perpetua em suas representações. </...
Justificativa A manutenção do papel da mulher perante a sociedade parece sofrer forte influência da  mídia e das indústria...
A busca de alternativas que possam compor o mundo feminino, sem necessidade de segmentá-lo, pode e deve ser abrangente e n...
Os objetivos deste trabalho referem-se a identificação do grau de discriminação da população feminina no que se refere à i...
Método e Participantes Aplicação de questionário com 10 questões de múltipla escolha e com 2 opções de resposta. Mínimo de...
Referências BELELI, Iara.  “Corpo e identidade na propaganda” . Rev. Estud. Fem. 2007, vol.15, n.1, pp. 193-215. BIASOLI-A...
LANE, Sílvia T. M.  “O que é psicologia social” . 1. ed. - São Paulo: Editora Brasiliense,1981. - (Coleção Primeiros Passo...
Fernanda Croaro Fernandes (fernandacroaro@yahoo.com.br)
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Seminario

827 visualizações

Publicada em

  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Seminario

  1. 2. Os seres humanos ao nascerem são membros de um grupo. Ao nascermos, já estamos inseridos num contexto histórico (sociedade , época , família). Uma parte de nós vai também sendo definida a partir do sexo e do gênero . A influência da Mídia e das Indústrias de Brinquedos na Representação Social da Mulher
  2. 3. Cada cultura tem sua concepção de homem e de mulher, e de como eles devem ser. A influência da Mídia e das Indústrias de Brinquedos na Representação Social da Mulher
  3. 4. “ As representações sociais são “teorias” sobre saberes populares com a finalidade de construir e interpretar o real (Oliveira e Werba, 2003)”. A representação social e o controle sobre a mulher Explicações, Crenças, Ideias -> resultantes da interação social.
  4. 5. <ul><li>As expectativas quanto ao que a mulher “deve ser” parecem estar inculcadas na mente da cada indivíduo, incluindo a própria mulher. </li></ul><ul><li>Poder da transmissão cultural . </li></ul>A representação social e o controle sobre a mulher
  5. 6. Mídia Seleciona conteúdos relacionados às mulheres. A Representação Social da Mulher
  6. 7. <ul><li>Os produtos culturais destinados ao público feminino espelham o perfil de suas receptoras acerca de assuntos relacionados à sua esfera: sedução e sexo, família, casamento, maternidade e futilidades. </li></ul><ul><li>Ausência de debates políticos e assuntos econômico-financeiros, entre outros, nas revistas femininas. </li></ul>A mídia e sua influência no comportamento feminino
  7. 8. Com isso, nota-se que tudo o que foi conquistado pelas mulheres até hoje demonstra uma certa superficialidade, ou seja, a distinção entre os sexos ainda é presente no cotidiano, bem como nas organizações, na mídia, e em muitos outros contextos. A mídia e sua influência no comportamento feminino
  8. 9. Brinquedos -> produzidos e distribuídos pelo mundo. Transmitem mensagens às crianças. Parte do significado dos brinquedos é oferecido pelos designers da indústria. (Coulthard e Leewen, 2004). Gênero e Brinquedos
  9. 10. Gênero e Brinquedos
  10. 11. Indústrias de Brinquedos Perpetuação do papel da mulher como mãe, dona de casa ou em funções predominantemente femininas. A Representação Social da Mulher
  11. 12. <ul><li>Desta forma, nota-se que no mundo dos brinquedos a divisão entre os gêneros se perpetua em suas representações. </li></ul><ul><li>Os homens são associados à ação e têm poderes superiores. </li></ul><ul><li>As mulheres, por sua vez, estão associadas à domesticidade e envolvidas em profissões humanitárias e educacionais. </li></ul>Gênero e Brinquedos
  12. 13. Justificativa A manutenção do papel da mulher perante a sociedade parece sofrer forte influência da mídia e das indústrias de brinquedos. selecionam temas limitados que abrangem sempre os mesmo aspectos que são vistos como inerente às mulheres.
  13. 14. A busca de alternativas que possam compor o mundo feminino, sem necessidade de segmentá-lo, pode e deve ser abrangente e não apenas permanecer nos mesmos contextos em que se insere há tantas décadas, direcionados à vida doméstica, sedução e reprodução. Justificativa
  14. 15. Os objetivos deste trabalho referem-se a identificação do grau de discriminação da população feminina no que se refere à influência da mídia e das indústrias de brinquedos em sua representação social. O trabalho propõe também promover a comparação dos dados obtidos com os dados encontrados na literatura, bem como a sugestão de maiores investigações acerca do tema. Objetivos
  15. 16. Método e Participantes Aplicação de questionário com 10 questões de múltipla escolha e com 2 opções de resposta. Mínimo de 50 Mulheres de 18 à 35 anos de idade, residentes na cidade de Jundiaí, que serão abordadas em um estabelecimento comercial da região central da cidade.
  16. 17. Referências BELELI, Iara. “Corpo e identidade na propaganda” . Rev. Estud. Fem. 2007, vol.15, n.1, pp. 193-215. BIASOLI-ALVES, Zélia M. M. “Continuidades e rupturas no papel da mulher brasileira no século XX.” Psic.: Teor. e Pesq. 2000, vol.16, n.3, pp. 233-239. BRUSCHINI,Cristina; AMADO, Tina. “Estudos sobre mulher e educação: algumas questões sobre o magistério”. Cad. Pesq., São Paulo (64): 4-13, fev. 1988. COULTHARD, Carmen Rosa Caldas; LEEWEN, Theo van. Discurso “ Crítico e Gênero no mundo dos Brinquedos e a Representação de Atores Sociais”. Linguagem em (Dis)curso/Universidade do Sul de Santa Catarina. v. 1, n. 1 (2000) – Tubarão: Ed. Unisul, 2000. JACQUES, Maria G. C.; STREY, Marlene. N.; BERNARDES, Nara. M. G. “Psicologia Social Contemporânea” . 3. ed. - Petrópolis: Editora Vozes. 2003. p.181-196.
  17. 18. LANE, Sílvia T. M. “O que é psicologia social” . 1. ed. - São Paulo: Editora Brasiliense,1981. - (Coleção Primeiros Passos ; 39). p. 12 – 20. MATOS, Auxiliadôra A. e LOPES, Maria F. “Corpo e gênero: uma análise da revista TRIP Para Mulher” . Rev. Estud. Fem. 2008, vol.16, n.1, pp. 61-76. MIRA, Maria C. “O masculino e o feminino nas narrativas da cultura de massas ou o deslocamento do olhar” . Cad. Pagu. 2003, n.21, pp. 13-38. SKINNER, Burrhus F., “Ciência e comportamento humano” . 11. ed. - São Paulo: Editora Martins Fontes, 2007. p. 455- 456. Referências
  18. 19. Fernanda Croaro Fernandes (fernandacroaro@yahoo.com.br)

×