T1 g8 iteração

151 visualizações

Publicada em

  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

T1 g8 iteração

  1. 1. Processo incremental e iterativoHoje, é considerado errado ter um processo que gere um “big bang”.Não sedeve ter o software inteiro funcionando por inteiro no primeiro release, poiso risco é grande demais.Um processo de desenvolvimento de software deve ser iterativo (ter váriasiterações no tempo) e incremental (gerar novas versões incrementadas acada release).Descrição do processo incremental e iterativoO desenvolvimento de um produto comercial de software é uma grandetarefa que pode ser estendida por vários meses, possivelmente um ano oumais.Por isso, é mais práctico dividir o trabalho em “pedaços” menores ouiterações.Cada iteração resultará num incremento.Iterações são passos em fluxo de trabalho e incrementos são crescimentosdo produto.O princípio subjacente ao processo incremental e iterativo é que a equipaenvolvida possa refinar e alargar pouco-a-pouco a qualidade, detalhe eâmbito do sistema envolvido.Por exemplo, numa primeira iteração deve-se identificar a visão global edeterminar a viabilidade económica do sistema, efectuar a maior parte daanálise e um pouco de desenho e implementação.Numa segunda iteração,deve-se concluir a análise, fazer uma parte significativa do desenho e umpouco mais de implementação.Numa terceira iteração, deve-se concluir o desenho, fazer-se partesubstancial da implementação, testar e integrar um pouco, etc.Ou seja, a principal consequência da aproximação iterativa é que osprodutos finais de todo o processo vão sendo amadurecidos e completadosao longo do tempo, mas cada iteração produz sempre um conjunto deprodutos finais.A cada iteração é feito: - Análise (refinamento de requisitos, refinamento do modelo conceitual) - Projecto (refinamento do projecto arquitectural, projecto de baixo nível) - Implementação (codificação e testes) - Transição para produto (documentação, instalação, ...)
  2. 2. Vantagens do processo incremental e iterativo- Possibilidade de avaliar mais cedo os riscos e pontos críticos do projecto, e identificar medidas para os eliminar ou controlar;- Redução dos riscos envolvendo custos a um único incremento.Se a equipa que desenvolve o software precisar repetir a iteração, a organização perde somente o esforço mal direccionado de uma iteração, não o valor de um produto inteiro;- Definição de uma arquitectura que melhor possa orientar todo o desenvolvimento;- Disponibilização natural de um conjunto de regras para melhor controlar os inevitáveis pedidos de alterações futuras;- Permite que os vários intervenientes possam trabalhar mais efectivamente pela interacção e partilha de comunicação daí resultante;
  3. 3. - Existe sempre algo para entregar ao cliente apressado (a última iteração);- Os requisitos mudam com o tempo e um processo iterativo e incremental mantém frequentes os contactos com o cliente, o que ajuda a manter os requisitos sincronizados;- Redução do risco de lançar o projecto no mercado fora da data planeada.Identificando os riscos numa fase inicial, o esforço despendido para gerenciá-los ocorre cedo, quando as pessoas estão sob menos pressão do que numa fase final de projecto;- Aceleração do tempo de desenvolvimento do projecto como um todo, porque a equipa que desenvolve o software trabalha de maneira mais eficiente quando pretende alcançar resultados de escopo pequeno e claro;- Altamente motivador para a equipa de desenvolvimento (e o cliente) ver o software funcionando cedo.Desvantagens do Processo incremental e iterativo*Após termos pesquisado o tema, não encontrámos referência a qualquertipo de desvantagens na aplicação e utilização do Processo incremental eiterativo.Por esse motivo, não é apresentado qualquer tipo de desvantagemsobre este processo no nosso trabalho.

×