Modelo Espiral

11.995 visualizações

Publicada em

1 comentário
3 gostaram
Estatísticas
Notas
Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
11.995
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
743
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
350
Comentários
1
Gostaram
3
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Modelo Espiral

  1. 1. Modelo Espiral http://modeloespiral.wordpres.com
  2. 2. <ul><li>Definido por Barry Boehm em 1988 </li></ul><ul><li>Esforços de análise e engenharia são aplicados em cada fase do projeto </li></ul><ul><li>Do modelo em espiral para desenvolvimento de software saltam a vista dois aspectos: a análise de risco e prototipagem </li></ul><ul><li>Características de Fluxo Continuo. </li></ul><ul><li>Analise de Riscos = Analise de Viabilidade </li></ul>Introdução
  3. 3. Introdução
  4. 4. Modelo Espiral
  5. 5. Modelo Espiral
  6. 6. Modelo Espiral
  7. 7. Modelo Espiral
  8. 8. Evolução
  9. 9. <ul><li>Desenvolvimento de jogos. </li></ul><ul><li>Grandes projetos. </li></ul><ul><li>FCS EUA. </li></ul><ul><li>Projetos onde os objetivos são instaveis. </li></ul><ul><li>Projetos internos da empresa </li></ul>Aplicação
  10. 10. Vantagens <ul><li>Estimativas (por exemplo: cronogramas) tornam-se mais realísticas com o progresso do trabalho, porque problemas importantes são descobertos mais cedo. </li></ul><ul><li>É mais versátil para lidar com mudanças (sempre inevitáveis) que desenvolvimento de software geralmente exigem. </li></ul><ul><li>Engenheiros de software (que sempre estão impacientes com alongamento da fase de projeto) podem começar o trabalho no sistema mais cedo. </li></ul><ul><li>Fácil de decidir o quanto testar </li></ul><ul><li>Não faz distinção entre desenvolvimento e manutenção </li></ul>
  11. 11. <ul><li>Pode ser difícil convencer os clientes de que a abordagem evolucionária é controlável </li></ul><ul><li>O modelo não é usado na mesma extensão que o linear e o de prototipação, e, por isso, não foi “testado” o suficiente. </li></ul><ul><li>Avaliação dos riscos exige muita experiência Este modelo exige considerável experiência na avaliação de riscos e fia-se nessa experiência para o sucesso. Se um risco não for descoberto, indubitavelmente ocorrerão problemas. </li></ul><ul><li>O modelo é relativamente novo e não tem sido amplamente utilizado </li></ul><ul><li>Bem aplicado somente a sistemas de larga escala </li></ul><ul><li>Sistemas devem ser produtos internos da empresa </li></ul>Desvantagens

×