Imergir

540 visualizações

Publicada em

Para onde estamos indo? Você vive sua espiritualidade? Vive com transcendência?

Tudo o que fazemos sem amor é tempo perdido... Tudo o que fazemos com amor é a eternidade reencontrada. Jean-Yves Leloup

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
540
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
52
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
3
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Imergir

  1. 1. “E se acaso distraído eu perguntasse: ‘para ondeestamos indo?’” Raduan Nassar, em ‘Lavoura Arcaica’
  2. 2. A pergunta que devemos nos fazer a cada nova manhã: “Para onde estou indo?”
  3. 3. Ensinam-nos as Escrituras que a cada novo dia escrevemosuma página do livro da nossa existência.
  4. 4. Quando findar a nossa jornada terrena, este registro dos nossos dias servirá de testemunha se acaso fizemosbom uso das horas que nos foram confiadas.
  5. 5. Quanta luz,quanta dignidade,quanta plenitudehá nas páginas dolivro que estamos escrevendo?
  6. 6. “Tudo o que fazemos sem amor é tempo perdido; Tudo o que fazemos com amor é a eternidade reencontrada.” Jean-Yves Leloup
  7. 7. “O silêncio é a linguagem do sagrado. Todas as outras linguagens são ecos.” Jean Yves-Leloup “O silênciotambém faz parte da música.” Jean Yves-Leloup
  8. 8. “Conhecendo-se a si mesmo, o ‘ser-no-mundo’ nunca estará sozinho, nem sentirá tristeza ou ansiedade.” Jean-Yves Leloup
  9. 9. “ ‘Encontre a paz interior’dizia São Serafim de Sarov, ‘e uma multidão será salva ao teu lado.’ ” Jean-Yves Leloup
  10. 10. “Perdemos a chama que éao mesmo tempo luz e calor. ‘Redire ad cor’ – ‘volta ao teu coração’: as palavras do profeta são mais atuais do que nunca.” Jean-Yves Leloup
  11. 11. “ ‘Toda manhã busque a centelha, a fagulha, o lampejo que faz arder em ti o dia... Muitos morrem sem jamais terem ‘visto o dia’.” Jean-Yves Leloup
  12. 12. Quantas e quantas e quantas gerações vieram e se foram antes Durante as breves décadas que aqui da nossa? estiveram, as suas histórias escreveram.
  13. 13. Cultivar olhos, ouvidos e um coração capazes de acolher e proteger a centelha, a fagulha, o lampejo que faz arder em nós o dia...
  14. 14. O que significa permanecer desperto – responder ‘presente’ diante da chamada da Vida?
  15. 15. “Creio que a transcendência é, talvez, o desafio mais secreto e escondido do ser humano.” Leonardo Boff
  16. 16. Abrir os olhos,e ver a Beleza.
  17. 17. Aproveitar esta preciosa oportunidade, a vida terrena, para cultivar nojardim do coração as flores mais belas.
  18. 18. “Ó Amigo! No jardim de teu coração,Nada plantes salvoa rosa do amor...” Bahá’u’lláhTema musical: ‘Concerto para 4 violinos’, Vivaldi
  19. 19. “Ó Amigo! No jardim de teu coração,Nada plantes salvoa rosa do amor...” Bahá’u’lláh Formatação:um_peregrino@hotmail.com
  20. 20. “Ó Amigo! No jardim de teu coração,Nada plantes salvoa rosa do amor...” Bahá’u’lláh

×