The Washington Post1

384 visualizações

Publicada em

Trabalho de faculdade

Publicada em: Turismo, Negócios
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

The Washington Post1

  1. 1. The Washington Post Aluna. Cristiane Fernandes FACVEST Professor. José Luis Livro. Os Melhores Jornais do Mundo Autor. Matias M. Molina
  2. 2. <ul><li>Fundado em 1877 por Stilson Hutchins, para apoiar o Partido Democrata. Washington Post começou a ser publicado em uma quinta-feira, 06 de dezembro . Foi impresso na avenida 914 Pensilvânia, e teve uma circulação de 10.000. O jornal conteve quatro páginas e custou três centavos uma cópia. </li></ul><ul><li>1880 – Foi o Primeiro jornal da cidade a circular nos sete dias da semana. Hutchins foi o pioneiro na instalação elétrica e amigo Íntimo do inventor do linotipo Ottmar Megenthaler, também introduzio esse equipamento que substitui a composição manual. </li></ul>
  3. 3. <ul><li>1889 Hutschins vendeu o jornal para Frank Hatton e Beriah Wilkins que pagaram 175 mil dólares mas depois Hutschins com prou outro jornal o Diário em Washington. </li></ul><ul><li>O Jornal era considerado medíocre, mas tinha uma circulação crescente. </li></ul><ul><li>1905 - Morre Beriah Wilkins e novamente o jornal foi vendido, o comprador se chama John Roll McLean, e o valor da compra foi 1 milhão de dólares. </li></ul><ul><li>Virou um jornal popular mais interessados em escândalos e esportes do que em política. Sendo economicamente sólido. </li></ul><ul><li>1916 – Foi herdado por seu filho Edward, que o transformou em um órgão racista. Onde se meteu em escândalos e má administração. A circulação caiu e os anunciantes sumiram. </li></ul>
  4. 4. <ul><li>1924 – Decretado falecia do Post, foi vendido em Leilão, o valor foi 825 mil dólares.Sendo que pagaria ate 2 milhões de dólares. </li></ul><ul><li>Comprador foi Eugene Isaac Meyer, um banqueiro de família judia. Eugene ocupou cargos públicos , como governador do Banco de reserva Federal, e o dilema dele ao entrar no Jornal foi “Na perseguição da verdade, o jornal estará preparado para fazer sacrifícios de suas fortunas materiais, se tal curso for necessário para o bem do público. O jornal não será o aliado de nenhum interesse especial “. </li></ul><ul><li>Segundo Meyer o jornal estava falido mental, moral e fisicamente e em qualquer sentido. Mas Meyer fez do Post um jornal de opinião Pública,e ele queria estar na mesa do café da manha de todos os congressistas e homens de Poder . </li></ul>
  5. 5. <ul><li>O Jornal Apoiou 3 candidaturas a Presidente e os 3 Perderam. Mais do que informar ele queria Persuadir. Para não gastar dinheiro os poucos repórteres que tinha não saiam de Washington. Os Jornalistas não Podiam aceitar dinheiro e convites sendo que os jornalistas começaram a pagar suas próprias multas. O consumo de café chegou a ser Proibido dentro da redação. </li></ul><ul><li>Durante a segunda guerra o jornal teve um pequeno lucro, sumindo como o final da guerra. Assim para economizar papel, diminui a largura das paginas. </li></ul><ul><li>Meyer fez um jornal honesto e esclarecido, mas não popular. A revistas Times em 1943 chegou a publicar que o Post era um jornal de importância nacional, ainda escreveu que o Post era um dos 10 melhores jornais do mundo. </li></ul><ul><li>1946 - Presidente Truman elege Meyer Presidente do Banco Mundial, ele ficou no Banco alguns meses , mas não voltou a direção do jornal e dois anos depois ele passou a direção do jornal para o seu genro Philip L. Graham . Mas não passou para a sua filha Katharine , pois sempre dizia. “ Um Homem nunca deve achar que trabalha para uma mulher”. </li></ul>
  6. 6. <ul><li>O presidente Franklin Roosevelt, elogiou um editorial sobre relações internacionais. </li></ul><ul><li>O tom do jornal era ponderado e Meyer tinha boas relações pessoais com o presidente. </li></ul><ul><li>Lord Northcliffe disse , “ Se eu quisesse ser um jornal , queria ser The Washington Post, pois estaria no café da manha de todos os congressistas e homens de poder e influir na capital do país”. </li></ul>
  7. 7. <ul><li>O jornal de Philip Grahan , era o terceiro em circulação na capital. Era bem escrito e influente mas a cobertura informativa continuava precária e confusa. As matérias eram editadas de maneiras desleixadas. </li></ul><ul><li>Para diversificar a empresa e adquirira ativos rentáveis e com potencial de crescimento. Graham comprou varias estações de radio e duas emissoras de TV. </li></ul><ul><li>1954 - Post Compra seu Principal rival Washington Times Herald, por 8,5 milhões de dólares. E foi uma decisões mais importantes feita por Philip Grahan. </li></ul><ul><li>Por um Tempo o Post circulou com o nome The Washington Post and Times-Herald. Conseguiu reter os leitores dos 2 jornais e aumentar a circulação em 180 mil exemplares. </li></ul><ul><li>Tinha superado o concorrente Star em circulação e em cinco anos o ultrapassaria em publicidade. No começo dos anos 1960, o Post já vendia 400 mil jornais nos dias úteis e 460 mil aos domingos. </li></ul>
  8. 8. <ul><li>1963 - Philip Grahan entra em depressão e se suicida. E sua Mulher Katharine uma mulher considerada insegura, inexperiente assume o controle do Post. </li></ul><ul><li>1965 – Contrata Ben Bradlee para dirigir a redação do jornal, uma das grandes decisões de Kay. E em 3 anos ele triplicou o orçamento da redação. Contratou os melhores repórteres da região , pagou excelentes salários e deu liberdade para escrever. E pela primeira vez os repórteres da The New York Times foram e desejavam trabalhar no Post. </li></ul>
  9. 9. <ul><li>O prestígio se consolidou pelo episódio de Watergate . </li></ul><ul><li>O caso Watergate foi o escândalo político ocorrido nos E.U.A que, ao vir a tona, acabou por culminar com a renúncia do presidente americano Richard Nixon eleito pelo partido republicano. &quot;Watergate&quot; de certo modo tornou-se um caso paradigmático de corrupção. </li></ul><ul><li>Em 18 de junho de 1972, o jornal Washington Post noticiava na primeira página o assalto do dia anterior à sede do Comitê Nacional Democrata, no Complexo Watergate, na capital dos Estados Unidos. </li></ul><ul><li>Durante a campanha eleitoral cinco pessoas foram detidas quando tentavam fotografar documentos e instalar aparelhos de escuta no escritório do Partido Democrata . </li></ul><ul><li>Foi durante essa campanha de 1972 que se verificou o incidente na sede do Comitê Nacional Democrático. Durante a investigação oficial que se segue são apreendidas fitas gravadas que demonstram que o presidente tinha conhecimento das operações ilegais contra a oposição. </li></ul>
  10. 10. Complexo Watergate
  11. 11. <ul><li>Bob Woodward e Carl Bernstein , dois repórteres do Washington Post, começaram a investigar o então já chamado caso Watergate. Durante muitos meses, os dois repórteres estabeleceram as ligações entre a Casa Branca e o assalto ao edifício de Watergate. Eles foram informados por uma pessoa conhecida apenas por Garganta profunda ( Deep Throat ) que revelou que o presidente sabia das operações ilegais. </li></ul><ul><li>Por muitos anos a identidade de &quot;Garganta Profunda&quot; foi desconhecida, até que a 31 de Maio de 2005 o ex-vice-presidente do FBI, W. Mark Felt , revelou que era o Garganta. Bob Woodward e Carl Bernstein confirmaram o fato. </li></ul>O papel de nixon no encobrimento, admite abusos por subordinados.
  12. 12. Richard Nixon deixa a Casa Branca em consequência do Caso Watergate. Bob Woodward e Carl Bernstein Tornou-se um jornal temido e mundialmente conhecido e demasiadamente temido.
  13. 13. O diretor Alan J. Pakula (Inimigo Íntimo) mostra a saga de dois repórteres do Washington Post que passam a investigar uma possível ligação existente entre o governo americano e a invasão da sede de um partido rival. Com Robert Redford, Dustin Hoffman e Jason Robards. Vencedor de 4 Oscars. Título Original:  All the President's Men Gênero:   Drama Tempo de Duração: 138 minutos Ano de Lançamento (EUA): 1976 Estúdio: Warner Bros. / Willwood Distribuição: Warner Bros.
  14. 14. <ul><li>1970 – 1975 greves prejudicaram o Post. Mas foi contratado um relações publicas J. Walter Thompson ao qual chamou as tvs, para mostrar os grevistas agredindo funcionários e depredando o Jornal. O que ridicularizou os grevistas perante a opinião publica. </li></ul><ul><li>Katharine fez um acordo como grevista, onde nenhum grevista seria demitido, mas os culpados dos atos violentos não poderiam voltar a trabalhar. Há greve durou 139 dias. E os salários dos gráficos continuavam ser os mais altos do País. </li></ul><ul><li>Outro fato degradante, foi o que ocorreu em &quot;O mundo de Jimmy&quot; , reportagem publicada em 1980, vencedora de um prêmio Pulitzer. A repórter do jornal The Washington Post , Janet Cooke, inventou o protagonista de seu artigo comovente, um menino de oito anos viciado em heroína desde os cinco anos. </li></ul>
  15. 15. <ul><li>1976 - Donald E. Graham foi nomeado por Katharine, vice-presidente executivo e director geral do jornal . </li></ul><ul><li>1979 – Era o principal executivo do Jornal. Passou dois anos na guerra do Vietnã assumindo de vez em 1991. </li></ul>
  16. 16. <ul><li>Donald Graham antes de assumir a presidência trabalhou como motorista de caminhão a vendedor de anúncios e editor da seção de esportes, ele chegou a entrar na policia de Washigton como policial de quarteirão. </li></ul><ul><li>Segundo ele era a melhor maneira de conhecer a cidade. </li></ul><ul><li>Donald Graham, contratou Leonard Downie Jr, para fica rno lugar do Bradlee que estava quase se aposentando. Passando a dar mais destaque ao noticiário local. </li></ul><ul><li>“ Quando os jornais investem em redação, os resultados são bons”. Diz Donald Graham . </li></ul>
  17. 17. <ul><li>17 de Julho de 2001, com 84 anos. </li></ul>
  18. 18. <ul><li>Livro - Katharine Graham: uma História Pessoal </li></ul><ul><li>Este livro extraordinariamente franco, premiado com o Pulitzer 1998, foi escrito por uma das mais famosas e admiradas mulheres americanas: Katharine Graham (1917-2001). Filha de pais multimilionários, cresceu protegida e tímida até que a tragédia com seu marido maníaco-depressivo levou-a a assumir a direção do jornal Washignton Post. É um relato comovente, cercado de personagens fascinantes e dos momentos dramáticos do escândalo de Watergate. </li></ul>
  19. 19. <ul><li>The Washington Post </li></ul>
  20. 20. <ul><li>The Washington Post </li></ul>
  21. 21. <ul><li>Periodicidade – sete dias na semana </li></ul><ul><li>Sucursais – 17 no exterior, redação em 7 cidades dos E.U.A </li></ul><ul><li>Formato – Standart </li></ul><ul><li>Endereço eletrônico – www.washingtonpost.com </li></ul><ul><li>O grupo - revista Newsweek, 6 emissoras de televisão aberta e uma operadora de televisão a cabo. Publica um jornal diário gratuito o Express. O grupo Kaplan empresa no setor de educação. </li></ul>
  22. 22. <ul><li>07/04/2008 - O jornal &quot;The Washington Post&quot; ganhou seis prêmios Pulitzer de jornalismo, incluindo uma medalha na categoria de serviço público. por um conjunto de reportagens sobre as más condições no hospital militar Walter Reed. </li></ul><ul><li>Jornalistas do &quot;Washington Post&quot; venceram nas seguintes seções: reportagem nacional, reportagem internacional, comentário, reportagem especial e cobertura de furo de reportagem, sendo que nesta última toda a equipe do jornal foi agraciada. </li></ul><ul><li>Os prêmios Pulitzer existem desde 1917 e são considerados a mais alta distinção concedida a trabalhos dos jornais dos Estados Unidos. Dana Priest (à esquerda) e Anne HDana Priest (à esquerda) e Anne Hul, parte da equipa vencedora do prémio &quot;Serviço Público&quot; </li></ul><ul><li>Dana Priest (à esquerda) e Anne Hul, parte da equipe vencedora do prémio &quot;Serviço Público&quot; </li></ul>
  23. 23. Presentes o prémio Pulitzer 2008 Richard Oppel ao lado de Anne, Dana, Michel du Cille, David Maraniss e Jr. de Leonard Downie de Washington Post.
  24. 24. <ul><li>Jornal do dia 30 de junho de 2008. </li></ul><ul><li>Jornal standart - 52 x 29,7 </li></ul><ul><li>http://www.newseum.org/todaysfrontpages/flash/ </li></ul>

×