SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 48
Baixar para ler offline
Manutenção em
motores elétricos
Rafael Dias
Roní Gonçalves
Vinícius Toledo
Balanço Energético Nacional 2013. Fonte: Ministério de Minas e Energia
Eficiência energética e acionamento de motores. Fonte: Schneider/Procobre
Eficiência energética e acionamento de motores. Fonte: Schneider/Procobre
Vídeo do Model S e do Roadster
McLaren E-motor 120 kW – 130 Nm
Eficiência 0,96 – Vel. Máx.: 17000rpm
Vídeo do Renault Spark
www.uptimemagazine.com
www.uptimemagazine.com
Vibration Analysis Guide
Brazil
Marconi Azoubel
Marconi.Azoubel@ge.com
2372:1975
10816-
1:1995
Norma ISO
2372:1975
10816-
1:1995
Norma ISO
Mechanical vibration – Evaluation of
machine vibration by measurements
on non-rotating parts – Part 1:
General guidelines
ISO 10816-1:1995
Catálogo da ABNT
evolution.skf.com
issuu.com/fullspec/docs/vibration_periodic_table_wp
Fonte: fsdiagnostics.com
Causas
(a) Esforços periódicos;
Causas
(a) Esforços periódicos;
(b) Folgas;
Causas
(a) Esforços periódicos;
(b) Folgas;
(c) Ressonância.
Riscos
(a) Danos severos
(b) Alto consumo energético
(c) Indisponibilidade da máquina
(d) Atrasos de entrega
(e) Acúmulo de bens inacabados
(f) Manutenção desnecessária
(g) Problemas na qualidade
(h) Imagem ruim da empresa
(i) Perigo no trabalho
Análise de espectro
Exemplo 1.a
Autores: Alena BILOŠOVÁ e Jan BILOŠ
Fonte: Vibration Diagnostics, 2012.
Exemplo 1.b
Exemplo 2
Alguns defeitos perceptíveis
• Desalinhamento;
• Desbalanceamento;
• Folga;
• Torção de eixo;
• Rolamento entortado sobre o eixo;
• Defeito em rolamento.
Exemplo 3
Vibration Diagnostic Guide. Fonte: SKF Reliability Systems
• A tecnologia em testes on-line de motores, diagnóstico e
monitoramento do motor aumentaram substancialmente ao
longo dos últimos anos.
• Análises de sinais de tensão e corrente melhoraram a qualidade
de manutenção preventiva comparando com os recursos que as
medições RMS de corrente e tensão ou leituras de fator de
potência têm sido capazes de alcançar.
• Análise de sinais surgiu a partir da fase de laboratório para se
tornar a base para as mais modernas instrumentações em
programas de manutenção industrial.
• O método mais avançado de análise de sinais de corrente é a
análise de sinal de torque devido ao fato de que ele oferece
várias vantagens. Uma delas é o sinal de torque instantâneo,
adquirida a partir de sinais de corrente e tensão.
• Este proporciona a mais clara informação mecânica disponível
no sistema motor, já que a produção de torque é a principal, se
não a única, razão para a existência do motor. Falhas do motor e
de carga pode resultar em interrupções de alto custos ou
produção reduzida para semanas em um ambiente de fábrica. O
custo de tais falhas podem facilmente chegar a milhões de
dólares.
• Ferramentas de monitoramento on-line
projetados para uso em campo devem ser
seguras e fácil de usar, se eles devem ser
usados ​​com frequência e de forma
confiável.
• Conexões para aplicações de média ou de
alta tensão pode ser alcançado com
segurança por conexões para
transformadores de corrente existentes e
transformadores de potência.
• Uma regra geral de manutenção
preventiva, diz que a qualidade de um
programa de manutenção preventiva é
aproximadamente igual à qualidade das
ferramentas utilizadas vezes a frequência
com que são aplicados. Em outras palavras,
apenas ferramentas top de linha e
monitoramento frequente são susceptíveis
de produzir resultados efetivos do
programa de confiabilidade da planta.
• A monitoração do motor em serviço é muitas
vezes realizada com procedimentos inseguros,
e, geralmente, por uma questão de se realizar
um trabalho o mais rápido possível.
• Uma boa operação da planta exige um dos
seguintes métodos para o desempenho
seguro de testes on-line:
• A necessidade crucial para a confiabilidade da
planta requer monitoramento frequente, e
isso não pode ser alcançado com a primeira
opção, se são desejados de medidas
economicamente viáveis ​​a longo prazo e
facilidade de operação. Só hardware adicional
instalado em centros de controle de motor
trará uma operação confiável da planta de
uma forma fácil, segura e de baixo custo.
1. Procedimentos de bloqueio, utilizando equipamentos
de proteção;
2. Hardware dedicado em centros controle de motor.
Ensaio Termográfico
• ABNT NBR 15572
• Termografista treinado
• Limitações do ensaio
– baixa emissividade dos componentes inspecionados
– as variações na corrente de carga
– o efeito da convecção natural e forçada
– as mudanças nas condições ambientais
– calibração da câmera termográfica
– incerteza dos parâmetros informados pelo
termografista
• Especificação do instrumento
– faixa da temperatura de medição;
– faixa espectral;
– resolução espacial e de medição;
– tipo de detector;
– sensibilidade térmica;
– Etc;
Ensaio Termográfico
Manutenção e diagnóstico de motores elétricos
Manutenção e diagnóstico de motores elétricos
Manutenção e diagnóstico de motores elétricos

Mais conteúdo relacionado

Semelhante a Manutenção e diagnóstico de motores elétricos

Aula 01 - Metodos de Diagnosticos de Maquinas - Parte 1.ppt
Aula 01 - Metodos de Diagnosticos de Maquinas - Parte 1.pptAula 01 - Metodos de Diagnosticos de Maquinas - Parte 1.ppt
Aula 01 - Metodos de Diagnosticos de Maquinas - Parte 1.pptPauloSilva156065
 
Aula 01 - Metodos de Diagnosticos de Maquinas - Parte 1.ppt
Aula 01 - Metodos de Diagnosticos de Maquinas - Parte 1.pptAula 01 - Metodos de Diagnosticos de Maquinas - Parte 1.ppt
Aula 01 - Metodos de Diagnosticos de Maquinas - Parte 1.pptFabianoAlves999042
 
Monografia redutor d valoi
Monografia redutor d  valoiMonografia redutor d  valoi
Monografia redutor d valoiNelsonMacandza1
 
1 análise de vibração - definições técnicas
1  análise de vibração - definições técnicas1  análise de vibração - definições técnicas
1 análise de vibração - definições técnicasEvaldo Agnoletto
 
Aula 03 - Metodos de Diagnosticos de Maquinas - Parte 3 (1).ppt
Aula 03 - Metodos de Diagnosticos de Maquinas - Parte 3 (1).pptAula 03 - Metodos de Diagnosticos de Maquinas - Parte 3 (1).ppt
Aula 03 - Metodos de Diagnosticos de Maquinas - Parte 3 (1).pptFernandoAlvesGaia
 
18.ago esmeralda 11.15_192_cpfl paulista
18.ago esmeralda 11.15_192_cpfl paulista18.ago esmeralda 11.15_192_cpfl paulista
18.ago esmeralda 11.15_192_cpfl paulistaitgfiles
 
Influência do fio esmaltado nos retornos em garantia de motores elétricos
Influência do fio esmaltado nos retornos em garantia de motores elétricosInfluência do fio esmaltado nos retornos em garantia de motores elétricos
Influência do fio esmaltado nos retornos em garantia de motores elétricosMarcelo Gandra Falcone
 
162 organização da manutenção
162   organização da manutenção162   organização da manutenção
162 organização da manutençãoAndré Rodrigues
 
O gerenciamento em tempo real da manutenção centrada em confiabilidade mecânica
O gerenciamento em tempo real da manutenção centrada em confiabilidade mecânicaO gerenciamento em tempo real da manutenção centrada em confiabilidade mecânica
O gerenciamento em tempo real da manutenção centrada em confiabilidade mecânicaDouglas Pinho
 
[CLASS 2014] Palestra Técnica - Leonardo Cardoso
[CLASS 2014] Palestra Técnica - Leonardo Cardoso[CLASS 2014] Palestra Técnica - Leonardo Cardoso
[CLASS 2014] Palestra Técnica - Leonardo CardosoTI Safe
 
Vitek Consultoria e PdMA - Sucesso em Análise de Motores Elétricos
Vitek Consultoria e PdMA - Sucesso em Análise de Motores ElétricosVitek Consultoria e PdMA - Sucesso em Análise de Motores Elétricos
Vitek Consultoria e PdMA - Sucesso em Análise de Motores ElétricosLuiz Gustavo Alves Lamounier
 

Semelhante a Manutenção e diagnóstico de motores elétricos (20)

Aula 01 - Metodos de Diagnosticos de Maquinas - Parte 1.ppt
Aula 01 - Metodos de Diagnosticos de Maquinas - Parte 1.pptAula 01 - Metodos de Diagnosticos de Maquinas - Parte 1.ppt
Aula 01 - Metodos de Diagnosticos de Maquinas - Parte 1.ppt
 
Aula 01 - Metodos de Diagnosticos de Maquinas - Parte 1.ppt
Aula 01 - Metodos de Diagnosticos de Maquinas - Parte 1.pptAula 01 - Metodos de Diagnosticos de Maquinas - Parte 1.ppt
Aula 01 - Metodos de Diagnosticos de Maquinas - Parte 1.ppt
 
Monografia redutor d valoi
Monografia redutor d  valoiMonografia redutor d  valoi
Monografia redutor d valoi
 
1 análise de vibração - definições técnicas
1  análise de vibração - definições técnicas1  análise de vibração - definições técnicas
1 análise de vibração - definições técnicas
 
Aula 03 - Metodos de Diagnosticos de Maquinas - Parte 3 (1).ppt
Aula 03 - Metodos de Diagnosticos de Maquinas - Parte 3 (1).pptAula 03 - Metodos de Diagnosticos de Maquinas - Parte 3 (1).ppt
Aula 03 - Metodos de Diagnosticos de Maquinas - Parte 3 (1).ppt
 
Análise de vibracao
Análise de vibracaoAnálise de vibracao
Análise de vibracao
 
Manutenção Preditiva - Engeman®
Manutenção Preditiva - Engeman®Manutenção Preditiva - Engeman®
Manutenção Preditiva - Engeman®
 
manutenção
manutençãomanutenção
manutenção
 
7d
7d7d
7d
 
18.ago esmeralda 11.15_192_cpfl paulista
18.ago esmeralda 11.15_192_cpfl paulista18.ago esmeralda 11.15_192_cpfl paulista
18.ago esmeralda 11.15_192_cpfl paulista
 
01_br_Manutenção.ppt
01_br_Manutenção.ppt01_br_Manutenção.ppt
01_br_Manutenção.ppt
 
Influência do fio esmaltado nos retornos em garantia de motores elétricos
Influência do fio esmaltado nos retornos em garantia de motores elétricosInfluência do fio esmaltado nos retornos em garantia de motores elétricos
Influência do fio esmaltado nos retornos em garantia de motores elétricos
 
Alternadores stanford pv7
Alternadores stanford pv7Alternadores stanford pv7
Alternadores stanford pv7
 
NR 12.pdf
NR 12.pdfNR 12.pdf
NR 12.pdf
 
162 organização da manutenção
162   organização da manutenção162   organização da manutenção
162 organização da manutenção
 
O gerenciamento em tempo real da manutenção centrada em confiabilidade mecânica
O gerenciamento em tempo real da manutenção centrada em confiabilidade mecânicaO gerenciamento em tempo real da manutenção centrada em confiabilidade mecânica
O gerenciamento em tempo real da manutenção centrada em confiabilidade mecânica
 
[CLASS 2014] Palestra Técnica - Leonardo Cardoso
[CLASS 2014] Palestra Técnica - Leonardo Cardoso[CLASS 2014] Palestra Técnica - Leonardo Cardoso
[CLASS 2014] Palestra Técnica - Leonardo Cardoso
 
Vitek Consultoria e PdMA - Sucesso em Análise de Motores Elétricos
Vitek Consultoria e PdMA - Sucesso em Análise de Motores ElétricosVitek Consultoria e PdMA - Sucesso em Análise de Motores Elétricos
Vitek Consultoria e PdMA - Sucesso em Análise de Motores Elétricos
 
7e
7e7e
7e
 
7e
7e7e
7e
 

Mais de Roní Gonçalves

Caracterização de materiais e de dispositivos semicondutores
Caracterização de materiais e de dispositivos semicondutoresCaracterização de materiais e de dispositivos semicondutores
Caracterização de materiais e de dispositivos semicondutoresRoní Gonçalves
 
Sintetizador de freqüências a partir de um PLL
Sintetizador de freqüências a partir de um PLLSintetizador de freqüências a partir de um PLL
Sintetizador de freqüências a partir de um PLLRoní Gonçalves
 
(Alguns) Tipos de osciladores eletrônicos
(Alguns) Tipos de osciladores eletrônicos(Alguns) Tipos de osciladores eletrônicos
(Alguns) Tipos de osciladores eletrônicosRoní Gonçalves
 
Alguns aspectos sobre caracterização de materiais e de dispositivos semicondu...
Alguns aspectos sobre caracterização de materiais e de dispositivos semicondu...Alguns aspectos sobre caracterização de materiais e de dispositivos semicondu...
Alguns aspectos sobre caracterização de materiais e de dispositivos semicondu...Roní Gonçalves
 
Um pouco da história e do funcionamento do transistor
Um pouco da história e do funcionamento do transistorUm pouco da história e do funcionamento do transistor
Um pouco da história e do funcionamento do transistorRoní Gonçalves
 
Multiprocessamento em tempo real
Multiprocessamento em tempo realMultiprocessamento em tempo real
Multiprocessamento em tempo realRoní Gonçalves
 
Vibe, brazilian fabless company
Vibe, brazilian fabless companyVibe, brazilian fabless company
Vibe, brazilian fabless companyRoní Gonçalves
 
Paralelismo e concorrência
Paralelismo e concorrênciaParalelismo e concorrência
Paralelismo e concorrênciaRoní Gonçalves
 

Mais de Roní Gonçalves (11)

Caracterização de materiais e de dispositivos semicondutores
Caracterização de materiais e de dispositivos semicondutoresCaracterização de materiais e de dispositivos semicondutores
Caracterização de materiais e de dispositivos semicondutores
 
Sintetizador de freqüências a partir de um PLL
Sintetizador de freqüências a partir de um PLLSintetizador de freqüências a partir de um PLL
Sintetizador de freqüências a partir de um PLL
 
(Alguns) Tipos de osciladores eletrônicos
(Alguns) Tipos de osciladores eletrônicos(Alguns) Tipos de osciladores eletrônicos
(Alguns) Tipos de osciladores eletrônicos
 
Alguns aspectos sobre caracterização de materiais e de dispositivos semicondu...
Alguns aspectos sobre caracterização de materiais e de dispositivos semicondu...Alguns aspectos sobre caracterização de materiais e de dispositivos semicondu...
Alguns aspectos sobre caracterização de materiais e de dispositivos semicondu...
 
Real Time Protocol
Real Time ProtocolReal Time Protocol
Real Time Protocol
 
Um pouco da história e do funcionamento do transistor
Um pouco da história e do funcionamento do transistorUm pouco da história e do funcionamento do transistor
Um pouco da história e do funcionamento do transistor
 
Multiprocessamento em tempo real
Multiprocessamento em tempo realMultiprocessamento em tempo real
Multiprocessamento em tempo real
 
Vibe, brazilian fabless company
Vibe, brazilian fabless companyVibe, brazilian fabless company
Vibe, brazilian fabless company
 
Análise de vibração
Análise de vibraçãoAnálise de vibração
Análise de vibração
 
Paralelismo e concorrência
Paralelismo e concorrênciaParalelismo e concorrência
Paralelismo e concorrência
 
Presentation_Roni
Presentation_RoniPresentation_Roni
Presentation_Roni
 

Último

Tecnólogo em Mecatrônica - Universidade Anhanguera
Tecnólogo em Mecatrônica - Universidade AnhangueraTecnólogo em Mecatrônica - Universidade Anhanguera
Tecnólogo em Mecatrônica - Universidade AnhangueraGuilhermeLucio9
 
Estatística aplicada à experimentação animal
Estatística aplicada à experimentação animalEstatística aplicada à experimentação animal
Estatística aplicada à experimentação animalleandroladesenvolvim
 
FISIOLOGIA DA REPRODUÇÃO. matéria de fisiologia animal
FISIOLOGIA DA REPRODUÇÃO. matéria de fisiologia animalFISIOLOGIA DA REPRODUÇÃO. matéria de fisiologia animal
FISIOLOGIA DA REPRODUÇÃO. matéria de fisiologia animalPauloHenrique154965
 
LEAN SIX SIGMA - Garantia da qualidade e segurança
LEAN SIX SIGMA - Garantia da qualidade e segurançaLEAN SIX SIGMA - Garantia da qualidade e segurança
LEAN SIX SIGMA - Garantia da qualidade e segurançaGuilhermeLucio9
 
MODELO LAUDO AVALIAÇÃO MÁQUINAS EQUIPAM
MODELO LAUDO AVALIAÇÃO MÁQUINAS  EQUIPAMMODELO LAUDO AVALIAÇÃO MÁQUINAS  EQUIPAM
MODELO LAUDO AVALIAÇÃO MÁQUINAS EQUIPAMCassio Rodrigo
 
Eletricista instalador - Senai Almirante Tamandaré
Eletricista instalador - Senai Almirante TamandaréEletricista instalador - Senai Almirante Tamandaré
Eletricista instalador - Senai Almirante TamandaréGuilhermeLucio9
 
Treinamento de Proteção Auditiva 2023.pp
Treinamento de Proteção Auditiva 2023.ppTreinamento de Proteção Auditiva 2023.pp
Treinamento de Proteção Auditiva 2023.ppssuser238e8f
 
Treinamento de NR06 Equipamento de Proteção Individual
Treinamento de NR06 Equipamento de Proteção IndividualTreinamento de NR06 Equipamento de Proteção Individual
Treinamento de NR06 Equipamento de Proteção Individualpablocastilho3
 
Aula de classificação de rolamentos norma DIN
Aula de classificação de rolamentos norma DINAula de classificação de rolamentos norma DIN
Aula de classificação de rolamentos norma DINFabioFranca22
 
A Importância dos EPI's no trabalho e no dia a dia laboral
A Importância dos EPI's no trabalho e no dia a dia laboralA Importância dos EPI's no trabalho e no dia a dia laboral
A Importância dos EPI's no trabalho e no dia a dia laboralFranciscaArrudadaSil
 
Livro Vibrações Mecânicas - Rao Singiresu - 4ª Ed.pdf
Livro Vibrações Mecânicas - Rao Singiresu - 4ª Ed.pdfLivro Vibrações Mecânicas - Rao Singiresu - 4ª Ed.pdf
Livro Vibrações Mecânicas - Rao Singiresu - 4ª Ed.pdfSamuel Ramos
 

Último (11)

Tecnólogo em Mecatrônica - Universidade Anhanguera
Tecnólogo em Mecatrônica - Universidade AnhangueraTecnólogo em Mecatrônica - Universidade Anhanguera
Tecnólogo em Mecatrônica - Universidade Anhanguera
 
Estatística aplicada à experimentação animal
Estatística aplicada à experimentação animalEstatística aplicada à experimentação animal
Estatística aplicada à experimentação animal
 
FISIOLOGIA DA REPRODUÇÃO. matéria de fisiologia animal
FISIOLOGIA DA REPRODUÇÃO. matéria de fisiologia animalFISIOLOGIA DA REPRODUÇÃO. matéria de fisiologia animal
FISIOLOGIA DA REPRODUÇÃO. matéria de fisiologia animal
 
LEAN SIX SIGMA - Garantia da qualidade e segurança
LEAN SIX SIGMA - Garantia da qualidade e segurançaLEAN SIX SIGMA - Garantia da qualidade e segurança
LEAN SIX SIGMA - Garantia da qualidade e segurança
 
MODELO LAUDO AVALIAÇÃO MÁQUINAS EQUIPAM
MODELO LAUDO AVALIAÇÃO MÁQUINAS  EQUIPAMMODELO LAUDO AVALIAÇÃO MÁQUINAS  EQUIPAM
MODELO LAUDO AVALIAÇÃO MÁQUINAS EQUIPAM
 
Eletricista instalador - Senai Almirante Tamandaré
Eletricista instalador - Senai Almirante TamandaréEletricista instalador - Senai Almirante Tamandaré
Eletricista instalador - Senai Almirante Tamandaré
 
Treinamento de Proteção Auditiva 2023.pp
Treinamento de Proteção Auditiva 2023.ppTreinamento de Proteção Auditiva 2023.pp
Treinamento de Proteção Auditiva 2023.pp
 
Treinamento de NR06 Equipamento de Proteção Individual
Treinamento de NR06 Equipamento de Proteção IndividualTreinamento de NR06 Equipamento de Proteção Individual
Treinamento de NR06 Equipamento de Proteção Individual
 
Aula de classificação de rolamentos norma DIN
Aula de classificação de rolamentos norma DINAula de classificação de rolamentos norma DIN
Aula de classificação de rolamentos norma DIN
 
A Importância dos EPI's no trabalho e no dia a dia laboral
A Importância dos EPI's no trabalho e no dia a dia laboralA Importância dos EPI's no trabalho e no dia a dia laboral
A Importância dos EPI's no trabalho e no dia a dia laboral
 
Livro Vibrações Mecânicas - Rao Singiresu - 4ª Ed.pdf
Livro Vibrações Mecânicas - Rao Singiresu - 4ª Ed.pdfLivro Vibrações Mecânicas - Rao Singiresu - 4ª Ed.pdf
Livro Vibrações Mecânicas - Rao Singiresu - 4ª Ed.pdf
 

Manutenção e diagnóstico de motores elétricos

  • 1. Manutenção em motores elétricos Rafael Dias Roní Gonçalves Vinícius Toledo
  • 2. Balanço Energético Nacional 2013. Fonte: Ministério de Minas e Energia
  • 3. Eficiência energética e acionamento de motores. Fonte: Schneider/Procobre
  • 4. Eficiência energética e acionamento de motores. Fonte: Schneider/Procobre
  • 5.
  • 6.
  • 7. Vídeo do Model S e do Roadster
  • 8.
  • 9.
  • 10. McLaren E-motor 120 kW – 130 Nm Eficiência 0,96 – Vel. Máx.: 17000rpm
  • 14.
  • 15.
  • 16.
  • 19.
  • 20.
  • 21.
  • 23. 2372:1975 10816- 1:1995 Norma ISO Mechanical vibration – Evaluation of machine vibration by measurements on non-rotating parts – Part 1: General guidelines
  • 25.
  • 30. Causas (a) Esforços periódicos; (b) Folgas; (c) Ressonância.
  • 31. Riscos (a) Danos severos (b) Alto consumo energético (c) Indisponibilidade da máquina (d) Atrasos de entrega (e) Acúmulo de bens inacabados (f) Manutenção desnecessária (g) Problemas na qualidade (h) Imagem ruim da empresa (i) Perigo no trabalho
  • 33. Exemplo 1.a Autores: Alena BILOŠOVÁ e Jan BILOŠ Fonte: Vibration Diagnostics, 2012.
  • 36. Alguns defeitos perceptíveis • Desalinhamento; • Desbalanceamento; • Folga; • Torção de eixo; • Rolamento entortado sobre o eixo; • Defeito em rolamento.
  • 37. Exemplo 3 Vibration Diagnostic Guide. Fonte: SKF Reliability Systems
  • 38.
  • 39.
  • 40. • A tecnologia em testes on-line de motores, diagnóstico e monitoramento do motor aumentaram substancialmente ao longo dos últimos anos. • Análises de sinais de tensão e corrente melhoraram a qualidade de manutenção preventiva comparando com os recursos que as medições RMS de corrente e tensão ou leituras de fator de potência têm sido capazes de alcançar. • Análise de sinais surgiu a partir da fase de laboratório para se tornar a base para as mais modernas instrumentações em programas de manutenção industrial.
  • 41. • O método mais avançado de análise de sinais de corrente é a análise de sinal de torque devido ao fato de que ele oferece várias vantagens. Uma delas é o sinal de torque instantâneo, adquirida a partir de sinais de corrente e tensão. • Este proporciona a mais clara informação mecânica disponível no sistema motor, já que a produção de torque é a principal, se não a única, razão para a existência do motor. Falhas do motor e de carga pode resultar em interrupções de alto custos ou produção reduzida para semanas em um ambiente de fábrica. O custo de tais falhas podem facilmente chegar a milhões de dólares.
  • 42. • Ferramentas de monitoramento on-line projetados para uso em campo devem ser seguras e fácil de usar, se eles devem ser usados ​​com frequência e de forma confiável. • Conexões para aplicações de média ou de alta tensão pode ser alcançado com segurança por conexões para transformadores de corrente existentes e transformadores de potência. • Uma regra geral de manutenção preventiva, diz que a qualidade de um programa de manutenção preventiva é aproximadamente igual à qualidade das ferramentas utilizadas vezes a frequência com que são aplicados. Em outras palavras, apenas ferramentas top de linha e monitoramento frequente são susceptíveis de produzir resultados efetivos do programa de confiabilidade da planta.
  • 43. • A monitoração do motor em serviço é muitas vezes realizada com procedimentos inseguros, e, geralmente, por uma questão de se realizar um trabalho o mais rápido possível. • Uma boa operação da planta exige um dos seguintes métodos para o desempenho seguro de testes on-line: • A necessidade crucial para a confiabilidade da planta requer monitoramento frequente, e isso não pode ser alcançado com a primeira opção, se são desejados de medidas economicamente viáveis ​​a longo prazo e facilidade de operação. Só hardware adicional instalado em centros de controle de motor trará uma operação confiável da planta de uma forma fácil, segura e de baixo custo. 1. Procedimentos de bloqueio, utilizando equipamentos de proteção; 2. Hardware dedicado em centros controle de motor.
  • 44. Ensaio Termográfico • ABNT NBR 15572 • Termografista treinado • Limitações do ensaio – baixa emissividade dos componentes inspecionados – as variações na corrente de carga – o efeito da convecção natural e forçada – as mudanças nas condições ambientais – calibração da câmera termográfica – incerteza dos parâmetros informados pelo termografista
  • 45. • Especificação do instrumento – faixa da temperatura de medição; – faixa espectral; – resolução espacial e de medição; – tipo de detector; – sensibilidade térmica; – Etc; Ensaio Termográfico