Revista 02

215 visualizações

Publicada em

Roteiros de viagens comercializados pela Militur Viagens Internacionais.
Descubra um jeito novo de viajar! Explore o mundo à sua maneira, com roteiros exclusivos, especialmente pensados para você. Saia do pacote e venha para a Militur!

  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Revista 02

  1. 1. Militur Viagens Internacionais Número 02 – Set / Out 2013
  2. 2. MISSÃO Prover suporte para a realização de viagens internacionais com qualidade, atendendo às demandas particulares apresentadas por cada cliente e superando expectativas ao contemplar o atendimento de necessidades desconhecidas. Com base em larga experiência em viagens internacionais, realizamos um detalhado estudo dos principais interesses de cada cliente e dos membros de seu grupo, se for o caso, preparando um roteiro turístico específico, historicamente contextualizado e conciliando aspectos variados, particularmente em grupos heterogêneos, familiares ou não. Desta forma, contemplamos atividades lúdicas, culturais, gastronômicas, religiosas, de compras e outras, que certamente atenderão aos anseios de todos e tornando suas férias realmente inesquecíveis. Buscamos no mercado internacional as melhores opções em hospedagem, transporte, passeios, excursões, gastronomia e outras demandas individuais para que sua viagem seja realmente inesquecível. Nesta segunda edição de nossa revista eletrônica destacamos dois roteiros elaborados e experimentados por nossa equipe: Roteiro 3: Capitais de Luxo, onde percorreremos as duas cidades mais visitadas do mundo: Londres e Paris; Roteiro 4: Império Inca, no qual conheceremos as belezas e a história do maior império estabelecido na América, desde sua capital, Cuzco, até a misteriosa Machu Picchu. VALORES:  Foco na Missão;  Respeito aos clientes;  Dedicação ao trabalho;  Transparência;  Honestidade;  Confiança;  Formação constante. SERVIÇOS  Passagens aéreas;  Reserva de hotéis;  Aluguel por temporada;  Aluguel de veículos;  Seguros viagens;  Entradas em parques;  Shows e espetáculos;  Cruzeiros;  Vistos para os EUA;  Roteiros personalizados;  Assessoria completa para sua viagem. Militur Viagens Internacionais
  3. 3. Roteiro 1 - Três Culturas Inglaterra França Londres Londres é a capital da Inglaterra e do Reino Unido. Por dois milênios, foi um grande povoado e sua história remonta à sua fundação pelos romanos. O centro de Londres, a antiga City of London, também conhecida como The Square Mile ("a milha quadrada") ou The City, mantém suas fronteiras medievais. Pelo menos desde o século XIX, o nome "Londres" se refere à metrópole desenvolvida em torno desse núcleo. Hoje, a maior parte dessa conurbação constitui a região da Grande Londres, cuja área administrativa tem seu próprio prefeito eleito e assembleia. Londres é uma importante cidade global (ao lado de Nova Iorque, Tóquio e Paris) e é um dos maiores, mais importantes e influentes centros financeiros do mundo. O centro de Londres abriga a sede de mais da metade das 100 melhores companhias do Reino Unido (o índice FTSE 100) e mais de 100 das 500 maiores da Europa. Londres possui forte influência na política, finanças, educação, entretenimento, mídia, moda, cultura e artes em geral, o que contribui para a sua posição global.
  4. 4. Inglaterra França Pontos a Conhecer: Não é à toa que a cidade de Londres disputa ano a ano o título de cidade mais visitada do mundo com sua co-irmã francesa. É imensa a quantidade de pontos relevantes de interesse turístico, cultural, histórico, desportivo ou de vários outros aspectos que podem orientar sua viagem. Com seu passado repleto de histórias de reis e rainhas, muitas das quais sem o romantismo que normalmente acompanha este tipo de narrativa, Londres é um verdadeiro museu a céu aberto. Você pode iniciar sua pela cidade pelo Castelo de Buckingham, a casa oficial da realeza britânica. Se você tiver sorte, poderá acompanhar a cerimônia de troca da guarda. Se tiver muita sorte poderá encontrar com o príncipe William ou a princesa Kate. A partir do Palácio, pode-se iniciar um percurso pelos parques reais da cidade, com destaque para o Hyde Park e o Regent’s Park, ambos a uma pequena caminhada de distância. As caminhadas pelas ruas de Londres são indispensáveis para realmente se conhecer a cidade. Utilize calçados confortáveis e roupas leves no verão e aproveite para se exercitar...
  5. 5. Inglaterra França Outro ponto de destaque da cidade que não pode faltar no seu roteiro é a bela praça em homenagem ao Almirante Nelson, a Trafalgar Square, também a uma pequena distância do Palácio. Foi mandada construir ainda no século XIX, como um tributo pela vitória inglesa sobre as forças napoleônicas na batalha naval de Trafalgar quando, de forma heróica, Horatio Nelson comandou a esquadra britânica em inferioridade numérica contra as forças aliadas francesas e espanholas. Esta vitória garantiu a inviolabilidade do território britânico e possibilitou a reação inglesa contra o expansionismo de Napoleão.
  6. 6. Inglaterra França Um dos locais mais visitados de Londres é, sem dúvida, a roda gigante conhecida como London Eye. Componente de uma série de atrações tradicionais da cidade, juntamente com clássicos como o museu de cera de Mde Tussauds e o museu interativo de terror London Dugeon, O London Eye se destaca na paisagem londrina e oferece durante sua “viagem” a melhor oportunidade de se contemplar a beleza de boa parte da capital inglesa. Desde sua inauguração em fevereiro de 2000 até o ano de 2006, a atração londrina construída com o patrocínio da British Airways foi a maior roda gigante do mundo, sendo superada naquele ano por uma similar na cidade chinesa de Nanchang. Existem diversos tipos de serviços disponíveis, desde o “vôo” simples, conjugado com outras atrações ou até mesmo o aluguel de cabines inteiras, com serviço de coquetel e champanhe, para os mais abonados.Seja qual for o serviço a ser utilizado, é aconselhável que o turista já saia do Brasil com seus tickets na mão para evitar filas e garantir seu ingresso nesta disputada atração.
  7. 7. Inglaterra França Um dos diferenciais mais significativos do turismo em Londres é a disponibilidade de opções de lazer e acesso à atividades culturais por um preço bastante baixo e, em alguns casos, até mesmo de graça. Uma destas opções, e sem dúvida bastante interessante, é o Museu Britânico. Herdeiro de uma formidável coleção de obras de arte, é considerado um dos maiores museus do mundo, rivalizando com seus congêneres americanos e até mesmo com o famoso Museu du Louvre, de Paris. Em suas galerias encontram-se pinturas, peças cerâmicas, estátuas, jóias e outras manifestações artísticas do gênio humano de até 10 mil anos. O desenvolvido setor de egiptologia apresenta peças de extrema importância histórica como a múmia conhecida por Homem de Gebelein – morto a cerca de 5.500 anos – e a pedra Roseta, utilizada por Jean-François Champollion para decifrar a escrita hieroglífica do antigo Egito. Outra peça de extrema importância é a estela de Hamurabi, onde se encontra o códice da Lei de talião, sintetizada pela famosa frase “Dente por dente, olho por olho”.
  8. 8. Inglaterra França Outra possibilidade de diversão gratuita em Londres são as apresentações tardias do Royal Albert Hall. Destinadas prioritariamente para o público que assistiu ao show principal, pagando entradas, oferecem também ingressos adicionais que podem ser marcados inclusive pela internet. Esta é uma ótima oportunidade para se conhecer a arquitetura de uma das mais belas casas de espetáculos de Londres e, de graça. Também relevante como opção de lazer gratuita é o passeio que consiste em pegar um ônibus no centro de Londres e rumar para o observatório de Greenwich, no subúrbio da cidade. No ambiente bucólico do parque, você pode fazer um piquenique, relaxar e viver a experiência única de colocar um pé em cada lado do mundo.
  9. 9. Inglaterra França A partir de Londres, a uma curta distância de viagem, temos também a possibilidade de realizarmos diversos passeios do tipo “bate e volta” e tornarmos mais complexo nosso contato com a Inglaterra e até mesmo com outras nações do Reino Unido. Um passeio bastante realizado é o que conjuga duas cidades inglesas bastante tradicionais : Bath e Stratford-Upon-Avon. Enquanto a importância da primeira remonta ao domínio romano e o aproveitamento de águas termais para o estabelecimento de banhos públicos (de onde teria herdado seu nome) a segunda ganhou notoriedade por ser o local de nascimento de um dos maiores gênios da literatura universal: Sir William Shakespeare. Outro passeio que também pode ser realizado a partir de Londres é uma pequena viagem até um dos mais famosos templos religiosos do mundo: Stonehenge, contando com mais de quatro mil anos de idade. Caso decida optar pelo aluguel de veículos, forma mais eficiente e menos dispendiosa de se realizar este tipo de passeio, lembre-se que os ingleses montam seus carros do lado avesso e a direção fica do lado errado...
  10. 10. Inglaterra França Paris Paris é o sonho de consumo de seis entre dez viajantes. Se considerarmos apenas os apaixonados, este número sobe ainda mais. Não é para menos. A cidade apresenta uma infinidade de possibilidades para os principais interesses ligados ao turismo. Desde uma culinária diferenciada, passando por algumas das mais famosas marcas de vinho do mundo e culminando com uma vida noturna agitada e de qualidade. Além disso, possui uma história extremamente rica sendo considerada berço da Idade Moderna, a partir da tomada do poder pelo povo, representada pela queda da Bastilha em 1789. Mas o que encanta mesmo são seus palácios, seus jardins, sua cultura inigualável e o charme de suas avenidas e passeios públicos. Enfim, a Cidade Luz continua encantando e iluminando o restante do mundo com seu esplendor.
  11. 11. Inglaterra França Se alguém lhe disser que você conhecerá Paris em duas ou três semanas, está lhe mentindo... Paris é uma cidade tão complexa, com tantas possibilidades, que seriam necessários vários meses, ou muitas viagens, para dizer que realmente se “conhece” a cidade. Aqui sugerimos um roteiro básico de Paris, aquilo que realmente não pode faltar na sua primeira viagem à capital dos franceses. Sem dúvida, o ponto de maior destaque da cidade e de onde se pode avistar toda a Paris é a Torre Eiffel. Edificada como arco de entrada da Feira Universal de 1889, centenário da Revolução Francesa, foi planejada para ter uma vida breve e ser destruída em poucos anos. Mas incorporou-se te tal forma a paisagem parisiense que se tornou o principal símbolo da cidade. Outros monumentos de Paris que não podem faltar na sua lista de pontos a conhecer são os palácios reais. O mais fácil de se visitar é o Louvre, atualmente um dos mais famosos museus do mundo. Sua coleção de objetos de arte e antiguidades é tão vasta que é necessário um dia inteiro para uma visitação sumariamente eficiente. Também imperdível é o Palácio de Versalhes, mandado construir por Luis XIV, o Rei Sol, para manter-se longe das confusões parisienses.
  12. 12. Inglaterra França Ainda no departamento de castelos e palácios, Paris tem muito a oferecer : o antigo Châteaux de Vincennes, residência real anterior a Versalhes é um belo exemplo de torre fortificada da Idade Média. De lá Luis IX teria partido comandando a Oitava Cruzada para a reconquista da Terra Santa, na qual viria a falecer. Afastando-se um pouco mais de Paris, podemos conhecer outros belos exemplos da arquitetura francesa aplicada a castelos e palácios. Um belo exemplo é o Châteaux Vaux le Vicomte, construído pelo Conselheiro do Rei Nicholas Fouquet, o qual despertou a inveja do soberano e amargou seus últimos vinte anos de vida aprisionado. Seu palácio, além de decretar sua desgraça, serviu de “inspiração” para Versalhes.
  13. 13. Outro Palácio que também merece uma visita, não só por sua beleza arquitetônica, mas também por sua importância histórica é o Châteaux de Chantilly, residência dos príncipes de Condé, primos de Luis XIV e seus inimigos durante a revolta da Fronda. Porém, a fama do castelo se deve muito mais ao chefe de cozinha Monsieur Vatel, que dentre outros feitos, criou o creme de Chantilly. Mas se você gostar mesmo de castelos e histórias de reis, rainhas, cortesãos, traições e conspirações, você precisa visitar o Vale do Loire. Considerada uma região de clima agradável, foi eleita como jardim das cortes de diversos reis, tendo ocasionado uma das primeiras correrias imobiliárias de largas proporções do mundo...
  14. 14. Inglaterra França Diversos outros passeios podem ser feitos a partir de Paris, com duração de uma ou mais jornadas. Dentre os principais destacam-se a viagem à pequena cidade de Giverny, onde o pintor Claude Monet viveu seus últimos dias, pintando seus quadros com cores cada vez mais fortes, conforme avançava sua cegueira. A ida para a Normandia também oferece destinos muito interessantes, como o Mont Saint Michel e sua abadia cuja construção demandou mais de mil anos do emprego da genialidade humana. Destaca-se também na Normandia a visita ao centro histórico relativo ao desembarque aliado por ocasião da Segunda Guerra Mundial, ocorrido em 06 de junho de 1944, conhecido como “o mais longo dos dias”. Mas Paris não é só história, museu e palácios... Tem também muita diversão para a garotada, incluindo uma Disney nas imediações da cidade, onde se pode chegar facilmente de trem. E se o interesse de sua viagem incluir mesmo diversão e fortes emoções, não deixe de conhecer também o Parque Asterix e suas montanhas gaulesas (bem maiores que as russas). Inglaterra França Inglaterra França
  15. 15. Inglaterra França Nosso Roteiro 1º Dia Partida 2º Dia Chegada Londres 3º Dia 1ª Diária Londres Hop on/off 4º Dia 2ª Diária Londres 5º Dia 3ª Diária Londres TGV 6º Dia 1ª Diária Paris Hop on/off 7º Dia 2ª Diária Paris 8º Dia 3ª Diária Paris Carro 9º Dia 4ª Diária Paris Carro 10º Dia 5ª Diária Paris Carro 11º Dia 6ª Diária Paris Partida Primeiro dia: partida do Brasil em vôo regular com destino a Londres. Segundo dia: chegada em Londres, translado para o hotel e acomodação. Aproveite para descansar da viagem e posteriormente explorar a região onde se encontra seu hotel, suas possibilidades de restaurantes e lojas. Terceiro dia: comece a personalizar sua experiência com a capital britânica. A forma mais eficiente de fazer isto é através do serviço de ônibus de turismo, os famosos Red Buses, que te conduzem pelos principais pontos da cidade, permitindo que você desça e suba quantas vezes quiser. Quarto dia: aprimore sua experiência com a cidade, visitando os pontos que mais despertaram seu interesse no dia anterior. Recomendamos uma viagem no London Eye, uma visita ao British Museum ou ao Palácio de Buckinghan.
  16. 16. Inglaterra França Quinto dia: hora da despedida de Londres. Seu hotel está localizado bem próximo da estação onde você apanhará o trem para Paris. Esta será uma viagem rápida e confortável sob o canal da Mancha... Quando você se der conta, estará chegando na capital francesa. Aproveite seu dia para conhecê-la. Sexto dia: aproveite Paris! Tudo nesta cidade é belo e organizado. Aproveite o seu ticket de Hop on/off e descubra tudo o que a Cidade Luz tem de lindo, suas ruas, seus parques, seus lindos monumentos e a Torre... por todo o seu caminho, ela estará o acompanhando. Sétimo dia: visite o Louvre! Você não pode ir embora de Paris sem conhecer pelo menos as principais obras expostas no Louvre, um dos principais museus do mundo e certamente o mais famoso. Tire “aquela” foto ao lado da Monalisa... Oitavo ao décimo dia: agora você está de carro! Uau... de carro em Paris significa uma coisa: saia de Paris. Escolha seu destino de acordo com seu interesse. Você poderá realizar um bate e volta para a Normandia, para Giverny, Versalhes, Euro Disney, Parc Asterix, Vale do Loire ou para qualquer outro destino que você desejar... e são diversos! Décimo primeiro dia: hora de voltar! Lembre-se de trazer lembrancinhas para todos... para isso existem as lojas “especializadas” da Rue de Rivoli. Mas lembre-se também que o mais importante a embarcar com você serão as suas próprias lembranças...
  17. 17. Inglaterra França Raquel Amaro – Diretora da Militur Viagens experimentando o Roteiro proposto em Mont Sain Michel Consulte preços e condições de pagamento. www.militurviagens.com gerencia@militurviagens.com
  18. 18. Cuzco e Machu Picchu Para nós, sul-americanos, poucas civilizações antigas exercem maior fascínio do que a Inca. Responsável pelo estabelecimento do maior império conhecido da América, no período pré-colombiano, os Incas souberam administrar de forma eficiente um vasto território e submeter à vontade de seu governante diversas etnias que se estendiam da atual Argentina até o norte do Equador. Estima- se que fossem faladas mais de 700 línguas diferentes em todo o Império Inca, denominado pelos próprios como Tawantinsuyu ou “Quatro Partes do Mundo”. O Império, dividido em quatro partes, era governado centralmente pelo imperador, denominado Inca, “o filho do sol” a partir de sua Capital, Qosco (Cuzco) ou, em quíchua, “o umbigo do mundo” Peru Cuzco
  19. 19. Peru Cuzco A cidade de Cuzco se encontra a mais de 3.400 metros acima do nível médio dos mares. Esta altitude, apesar de ainda distante do limiar da morte, pode causar algum desconforto ou até mesmo mal-estar. Por isso, não se assuste quando entrar no hotel e verificar a existência de tubos de oxigênio no hall de entrada. Eles estão lá para o seu bem estar. Também não se acanhe em manter uma folinha de coca na boca ou tomar o chazinho que estará disponível. É ruim... mas faz bem. A cidade vive em função de seu passado glorioso, quando era capital do Império Inca. O turismo é sem dúvida sua principal fonte de renda e muitos de seus habitantes vivem em função dele. Vendedores ambulantes, índios de diferentes etnias vendendo artesanato e lojas de souvenires dominam a cidade. A praça central possui o aspecto comum das cidades coloniais espanholas, com o detalhe de que, ao invés de uma igreja, três dominam as cercanias da praça, demonstrando o desejo dos colonizadores de substituírem rapidamente as crenças locais pelos valores europeus.
  20. 20. Peru Cuzco A cidade foi planejada para ter o formato de um puma, animal sagrado para os incas. A partir dela de desenvolveria o império. O grande idealizador e fundador deste império foi o inca Pachacuti, o “reformador da terra”, que governou na segunda metade do século XV, antes da chegada dos conquistadores espanhóis. Ainda hoje existem diversos monumentos espalhados pela cidade que testemunham a grandeza do império inca. Um destes monumentos é o Templo do Sol ou Qoricancha, “Lugar Dourado”. Diz a lenda que quando os espanhóis chegaram a Cuzco encontraram as paredes externas desta imensa construção revestida de ouro, dando força ao estabelecimento do mito do Eldorado e fazendo com que vários europeus se lançassem na aventura de procurar riquezas nas terras dominadas por Portugal e Espanha além mar... Pode-se dizer que a riqueza, a ingenuidade e a superstição dos incas decretaram a morte de seu império. Na verdade, menos de 200 espanhóis dominaram um exército combatente de mais de 80.000 homens, aprisionando seu líder e se aproveitando de disputas dinásticas entre o inca Huascar e seu meio irmão Atahualpa, ambos bisnetos do grande Pachacuti.
  21. 21. Peru Cuzco Sobre o templo de Qoricancha os espanhóis construíram uma igreja dominicana. Do original inca pouco resta além das paredes sólidas feitas com grandes pedras de corte minucioso, cuja técnica hoje é desconhecida. Apesar da destruição, o local ainda é um dos principais pontos de visitação dentro da cidade de Cuzco. Segundo relatos da época, além de servir como centro de adoração do principal deus local, o sol, Qoricancha também se destinava a atividades administrativas. Seria dali que o imperador coordenava toda a estrutura de funcionários e servidores que davam suporte ao funcionamento de um vasto território controlado centralmente em uma região que apresenta grandes fatores de dissociação, como uma imensa cordilheira, uma densa floresta e diversos rios caudalosos. Para tanto, as redes de estradas, pontes e outras obras empreendidas pelos incas foram fundamentais.
  22. 22. Peru Cuzco Os herdeiros da tradição inca ainda são facilmente encontrados pelas ruas de Cuzco e em vilarejos próximos. Muitos se dirigem para a cidade diariamente procurando comercializar com os turistas seus artesanatos ou simplesmente emprestando sua imagem para fotos mediante pequeno pagamento em soles, moeda local. Algumas tribos ainda trabalham a produção de tecido como faziam seus antepassados, transformando fibras rudes em lindas peças de vestuário. Algumas excursões turísticas permitem o contato com esta cultura bastante peculiar. Os tecidos produzidos com lã de lhama ou alpaca são de muito boa qualidade e possuem um toque mais suave que as produções com lã de ovelha que estamos acostumados. O preço nas produções artesanais costuma ser convidativo, mas deve-se tomar cuidado para não se comprar gato por lebre ou poliéster por alpaca...
  23. 23. Peru Cuzco De uma forma geral, a população de Cuzco ainda parece sofrer os efeitos de uma invasão cruel que sofreram há cerca de cinco séculos. Com relação à crueldade da invasão, se pode tecer várias discussões, até levantar a hipótese que é difícil imaginar 200 homens sendo cruéis com 80.000, mas não se pode negar que a ação espanhola particularmente naquela porção da América do Sul foi devastadora. Nada deixaram de benefício para o povo local além da lembrança de que tudo destruíram. Realmente pouco sobrou do império após a chegada de Francisco Pizarro e seus 168 homens. Mas foi a guerra fratricida entre os dois últimos incas, Huáscar e Atahualpa que determinaram o fim de um grande império sul-americano. Se resta algum consolo na morte, Pizarro também foi traído por Almagro e acabou sendo morto por partidários de seu antigo companheiro de aventuras. O conquistador encontra-se sepultado em Lima, cidade que ele próprio fundou.
  24. 24. Peru Cuzco A partir de Cuzco existe uma série de passeios que podem ser feitos, todos no estilo “bate e volta”. O mais conhecido é o chamado Vale Sagrado dos Incas, onde se percorre uma série de localidades repletas de antigas ruínas de elevado valor histórico. Mas outros roteiros também merecem destaque como o circuito Maras Moray, onde se conhece uma antiga estação “salinera” de onde se extrai sal desde o tempo dos incas. Em Moray se encontra um antigo laboratório de desenvolvimento de sementes, baseado nas diferenças climáticas de círculos concêntricos escavados em uma montanha. Sem dúvida um grande desenvolvimento tecnológico para o período em que foi implantado pelos antigos indígenas.
  25. 25. Peru Cuzco Mas de todas as atrações da região de Cuzco nenhuma se compara ao sítio arqueológico de Machu Picchu. Construída para ser o retiro do Inca Pachacuti em uma área de clima mais ameno e altitude mais baixa que a capital do Império, a cidadela também possuía consideráveis aspectos defensivos e ritualísticos, com diversos templos em homenagem a entes anímicos de adoração como o sol, a floresta e a própria montanha. Durante a conquista espanhola a cidade foi abandonada, provavelmente para servir de ponto de retomada após a derrota dos invasores. A retomada nunca aconteceu. E o abandono lançou Machu Picchu ao esquecimento durante mais de três séculos, a mantendo a salvo da destruição deflagrada pelos espanhóis.
  26. 26. Peru Cuzco Nosso Roteiro 1º Dia Saída Brasil Chegada 2º Dia 1ª Diária Cuzco City tour 3º Dia 2ª Diária Cuzco Sacsayhuaman 4º Dia 3ª Diária Cuzco 5º Dia 4ª Diária Cuzco Águas Calientes Vistadome 6º Dia 1ª Diária Águas Calientes Machu Picchu Trem 7º Dia 1ª Diária Cuzco Partida Brasil Primeiro dia: partida do Brasil para Cuzco. Dependendo do vôo escolhido deverá ser feita uma escala em Lima. Segundo dia: aproveite para conhecer a antiga capital do Império Inca, seus templos, suas cidadelas, as igrejas coloniais e toda a riqueza cultural herdada de um tempo repleto de glórias e conquistas. Terceiro dia: visite a cidadela de Sacsayhuaman, fortaleza localizada a poucos quilômetros de Cuzco. No desenho do Puma que representava a cidade, o local seria a cabeça do animal, simbolizando sua importância na sociedade da época. Quarto dia: aproveite para intensificar sua relação com o passado inca. Eleja um dos destinos opcionais para realizar um bate e volta de dia inteiro. Poderá ser o Vale Sagrado, o circuito Maras Moray ou até mesmo os sítios arqueológicos espalhados por Cuzco. Quinto dia: parida para Águas Calientes, pequena cidade que dá acesso à cidadela de Machu Picchu. O deslocamento é realizado de trem panorâmico que permite uma perfeita visualização das belezas naturais da região. Aproveite para conhecer a pitoresca cidade construída completamente na face de uma montanha encravada na floresta. Sexto dia: este será o dia culminante de sua viagem, quando você explorará Machu Picchu e se encantará com a paz que o local transmite. Sinta a cidade, imagine suas ruas e canais repletos de crianças brincando, suas praças com mulheres elegantemente vestidas e os homens cultivando sementes nos terraços agrícolas da cidade. Volte seiscentos anos no passado!
  27. 27. Peru Cuzco Sétimo dia: após uma última noite em Cuzco, inicie seu retorno para o Brasil trazendo na lembrança toda a beleza de uma das Sete Maravilhas Modernas da Humanidade e enriquecido pelo contato travado com uma cultura secular de tamanho destaque da qual os habitantes das regiões visitadas são lídimos herdeiros.
  28. 28. Peru Cuzco Consulte preços e condições de pagamento. www.militurviagens.com gerencia@militurviagens.com Raquel Amaro – Diretora da Militur Viagens Internacionais Experimentando o Roteiro proposto em Machu Picchu Nossa próxima edição: Roteiro 5 – Itália Espetacular Roteiro 6 – Países Platinos

×