RDT – Radiotransmissão
Parte 3 – Circuitos de RF
3.5 – Ruídos em Receptores de Radiofrequência
CAPITULO 3: Circuitos de RF...
RDT – Radiotransmissão
Ementa da Disciplina:
•1-Introdução à Radiotransmissão
•2-Radiopropagação
•3-Circuitos de RF
•4-Lin...
RDT – Radiotransmissão
Ementa da Disciplina:
•1-Introdução à Radiotransmissão
•2-Radiopropagação
•3-Circuitos de RF
•3.1 -...
RDT – Radiotransmissão
Conteúdo:
3.5 – Ruídos em receptores de radiofrequência
3.5.1 – Conceituação de Ruídos;
3.5.2 – Cla...
3 – Circuitos de RF – 3.5 Ruídos em receptores de radiofrequência
IFSC – Integrado em Telecomunicações - RDT - Prof. Ramon...
3 – Circuitos de RF – 3.5 Ruídos em receptores de radiofrequência
IFSC – Integrado em Telecomunicações - RDT - Prof. Ramon...
3 – Circuitos de RF – 3.5 Ruídos em receptores de radiofrequência
IFSC – Integrado em Telecomunicações - RDT - Prof. Ramon...
RDT – Radiotransmissão
Conteúdo:
3.5 – Ruídos em receptores de radiofrequência
3.5.1 – Conceituação de Ruídos;
3.5.2 – Cla...
3 – Circuitos de RF – 3.5 Ruídos em receptores de radiofrequência
IFSC – Integrado em Telecomunicações - RDT - Prof. Ramon...
RDT – Radiotransmissão
Conteúdo:
3.5 – Ruídos em receptores de radiofrequência
3.5.1 – Conceituação de ruídos;
3.5.2 – Cla...
3 – Circuitos de RF – 3.5 Ruídos em receptores de radiofrequência
IFSC – Integrado em Telecomunicações - RDT - Prof. Ramon...
3 – Circuitos de RF – 3.5 Ruídos em receptores de radiofrequência
IFSC – Integrado em Telecomunicações - RDT - Prof. Ramon...
3 – Circuitos de RF – 3.5 Ruídos em receptores de radiofrequência
IFSC – Integrado em Telecomunicações - RDT - Prof. Ramon...
3 – Circuitos de RF – 3.5 Ruídos em receptores de radiofrequência
IFSC – Integrado em Telecomunicações - RDT - Prof. Ramon...
3 – Circuitos de RF – 3.5 Ruídos em receptores de radiofrequência
IFSC – Integrado em Telecomunicações - RDT - Prof. Ramon...
3 – Circuitos de RF – 3.5 Ruídos em receptores de radiofrequência
IFSC – Integrado em Telecomunicações - RDT - Prof. Ramon...
3 – Circuitos de RF – 3.5 Ruídos em receptores de radiofrequência
IFSC – Integrado em Telecomunicações - RDT - Prof. Ramon...
RDT – Radiotransmissão
Conteúdo:
3.5 – Ruídos em receptores de radiofrequência
3.5.1 – Conceituação de ruídos;
3.5.2 – Cla...
3 – Circuitos de RF – 3.5 Ruídos em receptores de radiofrequência
IFSC – Integrado em Telecomunicações - RDT - Prof. Ramon...
3 – Circuitos de RF – 3.5 Ruídos em receptores de radiofrequência
IFSC – Integrado em Telecomunicações - RDT - Prof. Ramon...
3 – Circuitos de RF – 3.5 Ruídos em receptores de radiofrequência
IFSC – Integrado em Telecomunicações - RDT - Prof. Ramon...
3 – Circuitos de RF – 3.5 Ruídos em receptores de radiofrequência
IFSC – Integrado em Telecomunicações - RDT - Prof. Ramon...
3 – Circuitos de RF – 3.5 Ruídos em receptores de radiofrequência
IFSC – Integrado em Telecomunicações - RDT - Prof. Ramon...
Considerações Finais:
A investigação das fontes geradoras de ruído permite detectar e antever problemas em sistemas
recept...
Resumo
Conceituação de Ruídos;
Onda indesejada que perturba o sinal original. Composto de frequências aleatórias e múltipl...
3ª Lista de Exercícios
1. Cite as principais fontes de ruídos externo em receptores de radiofrequencia.
2. Comente sobre c...
RDT – Radiotransmissão
Conteúdo da próxima aula:
3.5 – Ruídos em receptores de radiofrequência
3.5.1 – Conceituação de ruí...
3 – Circuitos de RF – 3.5 Ruídos em receptores de radiofrequência
IFSC – Integrado em Telecomunicações - RDT - Prof. Ramon...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

[1]ifsc integrado rdt_2015_2

370 visualizações

Publicada em

ifsc rdt

Publicada em: Engenharia
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
370
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
4
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
3
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

[1]ifsc integrado rdt_2015_2

  1. 1. RDT – Radiotransmissão Parte 3 – Circuitos de RF 3.5 – Ruídos em Receptores de Radiofrequência CAPITULO 3: Circuitos de RF – 3.5 -Ruídos em Receptores de Radiofrequência. Disponível em: http://www.integradotelerdt.blogspot.com.br Versão 2015-2 Prof. Ramon Mayor Martins, MSc. mayor@linuxmail.org
  2. 2. RDT – Radiotransmissão Ementa da Disciplina: •1-Introdução à Radiotransmissão •2-Radiopropagação •3-Circuitos de RF •4-Linhas de Transmissão •5-Antenas •6-Projetos de Radioenlaces IFSC – Integrado em Telecomunicações - RDT - Prof. Ramon Mayor Martins - 2015
  3. 3. RDT – Radiotransmissão Ementa da Disciplina: •1-Introdução à Radiotransmissão •2-Radiopropagação •3-Circuitos de RF •3.1 - Osciladores e Sintetizadores •3.2 - Amplificadores, Filtros e Multiplicadores de Frequência •3.3 - Moduladores / Demoduladores •3.4 - Transmissores / Receptores •3.5 - Ruídos em receptores de radiofrequência •5-Linhas de Transmissão •6-Antenas •7-Projetos de Radioenlaces IFSC – Integrado em Telecomunicações - RDT - Prof. Ramon Mayor Martins - 2015
  4. 4. RDT – Radiotransmissão Conteúdo: 3.5 – Ruídos em receptores de radiofrequência 3.5.1 – Conceituação de Ruídos; 3.5.2 – Classificação de Ruídos quanto à fonte; 3.5.3 – Ruídos Externos; 3.5.4 – Principais Ruídos Externos nas Faixas do Espectro Eletromagnético; 3.5.5 – Ruídos Internos; 3.5.6 – Expressão dos níveis de ruído (Relação Sinal/Ruído, Fator de Ruído, Figura de Ruído); 3.5.7 – Sensibilidade e Sensitividade de Receptores; IFSC – Integrado em Telecomunicações - RDT - Prof. Ramon Mayor Martins - 2015
  5. 5. 3 – Circuitos de RF – 3.5 Ruídos em receptores de radiofrequência IFSC – Integrado em Telecomunicações - RDT - Prof. Ramon Mayor Martins - 2015 Conceituação de Ruídos MEIO TX – AM SSB RX – AM SSB
  6. 6. 3 – Circuitos de RF – 3.5 Ruídos em receptores de radiofrequência IFSC – Integrado em Telecomunicações - RDT - Prof. Ramon Mayor Martins - 2015 Conceituação de Ruídos Ruído são ondas indesejadas que tendem a perturbar a transmissão e o processamento de sinais em sistemas de comunicação e sobre as quais temos um controle incompleto. (Haykin) Sinais espúrios presentes na recepção de um sinal desejado. • Mistura de muitas frequências aleatórias e muitas amplitudes; • Adicionado ao sinal original; Por exemplo: Quando ligamos qualquer receptor AM e o sintonizamos em alguma posição entre estações, o assobio ou a estática que ouvimos é o ruído. Se o nível de ruído for suficientemente alto e/ou o sinal for fraco demais, o ruído pode destruir completamente o sinal original.
  7. 7. 3 – Circuitos de RF – 3.5 Ruídos em receptores de radiofrequência IFSC – Integrado em Telecomunicações - RDT - Prof. Ramon Mayor Martins - 2015 Conceituação de Ruídos Há muitas fontes potenciais de ruído em um sistema de comunicação. A sensibilidade de um sistema de recepção leva em conta os efeitos dos ruídos gerados em seus próprios circuitos e o ruído originado no ambiente externo. meio Ruído Extraterrestre Ruído Térmico Ruído Artificial Ruído Atmosférico Ruído Shot Ruído Flicker RX – AM SSB
  8. 8. RDT – Radiotransmissão Conteúdo: 3.5 – Ruídos em receptores de radiofrequência 3.5.1 – Conceituação de Ruídos; 3.5.2 – Classificação de Ruídos quanto à fonte; 3.5.3 – Ruídos Externos; 3.5.4 –Principais Ruídos Externos nas Faixas do Espectro Eletromagnético; 3.5.5 – Ruídos Internos; 3.5.6 – Expressão dos níveis de ruído (Relação Sinal/Ruído, Fator de Ruído, Figura de Ruído); 3.5.7 – Sensibilidade e Sensitividade de Receptores; IFSC – Integrado em Telecomunicações - RDT - Prof. Ramon Mayor Martins - 2015
  9. 9. 3 – Circuitos de RF – 3.5 Ruídos em receptores de radiofrequência IFSC – Integrado em Telecomunicações - RDT - Prof. Ramon Mayor Martins - 2015 Classificação de Ruídos quanto à fonte Ruído Externo Ruído Atmosférico Ruído Extraterrestre Ruído Artificial Ruído Flicker Ruído Shot Ruído Térmico Interno
  10. 10. RDT – Radiotransmissão Conteúdo: 3.5 – Ruídos em receptores de radiofrequência 3.5.1 – Conceituação de ruídos; 3.5.2 – Classificação de ruídos quanto à fonte; 3.5.3 – Ruídos externos; 3.5.4 –Principais ruídos externos nas faixas de radiofrequência; 3.5.5 – Ruídos Internos; 3.5.6 – Expressão dos níveis de ruído (Relação Sinal/Ruído, Fator de Ruído, Figura de Ruído); 3.5.7 – Sensibilidade e Sensitividade de Receptores; IFSC – Integrado em Telecomunicações - RDT - Prof. Ramon Mayor Martins - 2015
  11. 11. 3 – Circuitos de RF – 3.5 Ruídos em receptores de radiofrequência IFSC – Integrado em Telecomunicações - RDT - Prof. Ramon Mayor Martins - 2015 Ruídos Externos - Ruido Artificialmente Produzido (QRM) O que é: Ruído que atinge o receptor, artificialmente produzido é o produto da combinação de ruídos individuais de máquinas, eletrodomésticos, linhas de transmissão de energia elétrica, ignição de automóveis, condutores elétricos, lâmpadas fluorescentes. Fenômeno: Centelhamento associado aos equipamentos elétricos em virtude do chaveamento, comutação ou interrupção de corrente Efeito: produz campos eletromagnéticos que se propaga pelo espaço Faixa de atuação: as mais baixas frequências até cerca de 1 GHz e sua intensidade decresce com o aumento da frequencia, alcançando valores ponderáveis na faixa de HF; Ruído Externo Ruído Flicker Ruído Shot Ruído Térmico Interno Ruído Atmosférico Ruído Extraterrestre Ruído Artificial
  12. 12. 3 – Circuitos de RF – 3.5 Ruídos em receptores de radiofrequência IFSC – Integrado em Telecomunicações - RDT - Prof. Ramon Mayor Martins - 2015 Ruídos Externos - Ruido Atmosférico (QRN) O que é: O ruído atmosférico tb conhecido como estática é o resultado de distúrbios elétricos que ocorrem principalmente na Troposfera, durante as tempestades, como os raios e relâmpagos. Fenômeno: altas concentrações de vapor d’agua e gás carbônico, o que provoca as descargas atmosféricas Efeito: A onda ionosférica atravessa essa capa absorvendo altos níveis de ruído. Faixa de atuação: Segundo a ARRL – afetam uma faixa de frequência entre 100 kHz até 30 MHz, não afeta frequências superiores ao HF, pois frequências maiores não são refletidas pela ionosfera ocorrem continuamente em toda a extensão do globo, mas se concentram principalmente nas zonas tropicais. Zona Tropical – Região de máxima descarga atmosférica Fonte: http://thunder.nsstc.nasa.gov/lis/ Ruído Externo Ruído Flicker Ruído Shot Ruído Térmico Interno Ruído Atmosférico Ruído Extraterrestre Ruído Artificial
  13. 13. 3 – Circuitos de RF – 3.5 Ruídos em receptores de radiofrequência IFSC – Integrado em Telecomunicações - RDT - Prof. Ramon Mayor Martins - 2015 Ruídos Externos - Ruido Extraterrestre (QRN) O que é: A terra recebe radiação extraterrestre de diferentes energias, vindas do espaço interplanetário e galáctico. Essa radiação é composta de partículas tais como: elétrons, prótons e íons. As duas fontes extraterrestre de ruído são: • Ruído Solar • Ruído Cósmico Ruído Externo Ruído Flicker Ruído Shot Ruído Térmico Interno Ruído Atmosférico Ruído Extraterrestre Ruído Artificial
  14. 14. 3 – Circuitos de RF – 3.5 Ruídos em receptores de radiofrequência IFSC – Integrado em Telecomunicações - RDT - Prof. Ramon Mayor Martins - 2015 Ruídos Externos - Ruido Extraterrestre (QRN) – Ruído Solar O que é: Uma das principais fontes de ruído extraterrestre é o Sol, que irradia uma ampla gama de sinais em um espectro de ruído amplo. Fenômeno: o Sol tem um ciclo de ruído que se repete a cada 11 anos Durante o pico do ciclo, o Sol produz uma quantidade enorme de ruído, responsável por causar interferência no sinal de radio e torna muitas frequências inutilizáveis para comunicação. Durante os outros anos, o nível de ruído é menor. Ruído Externo Ruído Flicker Ruído Shot Ruído Térmico Interno Ruído Atmosférico Ruído Extraterrestre Ruído Artificial
  15. 15. 3 – Circuitos de RF – 3.5 Ruídos em receptores de radiofrequência IFSC – Integrado em Telecomunicações - RDT - Prof. Ramon Mayor Martins - 2015 Ruídos Externos - Ruido Extraterrestre (QRN) – Ruído Solar Fenômeno: A radiação solar chega a Terra pelas chamadas tempestades solares. Estas tempestades consistem em erupções na superfície solar que liberam matéria acumulada (as manchas solares) no campo magnético solar. A matéria liberada nessas tempestades é o plasma quente, que são prótons e elétrons e íons Efeito: Essas partículas liberadas, ao se aproximarem da Terra, sofrem influencia do campo magnético terrestre (região que circunda a Terra) – no qual o vento solar é acelerado. Quando o sol apresenta um numero grande de erupções solares (solar flares) partes dessas radiações são ejetadas ao espaço, atingindo a magnetosfera Terrestre. Afeta comunicações em HF, VHF ; Afeta também equipamentos como: satélites, foguetes, circuitos integrados. Ruído Externo Ruído Flicker Ruído Shot Ruído Térmico Interno Ruído Atmosférico Ruído Extraterrestre Ruído Artificial Erupções Solares atingem a Magnetosfera Fonte: http://www.nasa.gov/
  16. 16. 3 – Circuitos de RF – 3.5 Ruídos em receptores de radiofrequência IFSC – Integrado em Telecomunicações - RDT - Prof. Ramon Mayor Martins - 2015 Ruídos Externos - Ruido Extraterrestre (QRN) – Ruído Solar
  17. 17. 3 – Circuitos de RF – 3.5 Ruídos em receptores de radiofrequência IFSC – Integrado em Telecomunicações - RDT - Prof. Ramon Mayor Martins - 2015 Ruídos Externos - Ruido Extraterrestre (QRN) – Ruído Cósmico O que é: O ruído gerado por estrelas é geralmente conhecido como Ruído Cosmico Embora seu nível não seja tao grande quanto o do ruído produzido pelo Sol, por causa das grandes distancias entre as estrelas e a Terra, não deixa de ser uma importante fonte de rudio que deve ser considerada. Fenômeno: mesmos processos do Ruído Solar. Faixa: Ele aparece principalmente nas faixas de 10 MHz a 1,5 GHz. Acentuado até 30 MHz (decresce) Há uma forma de ruído cósmico muito útil para a área de Radioastronomia que é o Ruído Cósmico de Fundo. Ruído Externo Ruído Flicker Ruído Shot Ruído Térmico Interno Ruído Atmosférico Ruído Extraterrestre Ruído Artificial
  18. 18. RDT – Radiotransmissão Conteúdo: 3.5 – Ruídos em receptores de radiofrequência 3.5.1 – Conceituação de ruídos; 3.5.2 – Classificação de ruídos quanto a fonte; 3.5.3 – Ruídos externos; 3.5.4 –Principais ruídos externos nas faixas de radiofrequência; 3.5.5 – Ruídos Internos; 3.5.6 – Expressão dos níveis de ruído (Relação Sinal/Ruído, Fator de Ruído, Figura de Ruído); 3.5.7 – Sensibilidade e Sensitividade de Receptores; IFSC – Integrado em Telecomunicações - RDT - Prof. Ramon Mayor Martins - 2015
  19. 19. 3 – Circuitos de RF – 3.5 Ruídos em receptores de radiofrequência IFSC – Integrado em Telecomunicações - RDT - Prof. Ramon Mayor Martins - 2015 Principais ruídos externos nas faixas do espectro eletromagnético: Ruído Artificial Baixas frequencias ~ 30 MHz (pronunciado em HF)
  20. 20. 3 – Circuitos de RF – 3.5 Ruídos em receptores de radiofrequência IFSC – Integrado em Telecomunicações - RDT - Prof. Ramon Mayor Martins - 2015 Principais ruídos externos nas faixas do espectro eletromagnético: Ruído Artificial Baixas frequencias ~ 30 MHz (pronunciado em HF) Ruído Atmosférico 100 kHz~ 30 MHz (decresce) frequências maiores não são refletidas pela ionosfera
  21. 21. 3 – Circuitos de RF – 3.5 Ruídos em receptores de radiofrequência IFSC – Integrado em Telecomunicações - RDT - Prof. Ramon Mayor Martins - 2015 Principais ruídos externos nas faixas do espectro eletromagnético: Ruído Extraterrestre - Solar 3 MHz~ 300 MHz (decresce) Ruído Artificial Baixas frequencias ~ 30 MHz (pronunciado em HF) Ruído Atmosférico 100 kHz~ 30 MHz (decresce) frequências maiores não são refletidas pela ionosfera
  22. 22. 3 – Circuitos de RF – 3.5 Ruídos em receptores de radiofrequência IFSC – Integrado em Telecomunicações - RDT - Prof. Ramon Mayor Martins - 2015 Principais ruídos externos nas faixas do espectro eletromagnético: Ruído Extraterrestre - Cósmico 1 MHz~ 1.5 GHz (decresce) Ruído Extraterrestre - Solar 3 MHz~ 300 MHz (decresce) Ruído Artificial Baixas frequencias ~ 30 MHz (pronunciado em HF) Ruído Atmosférico 100 kHz~ 30 MHz (decresce) frequências maiores não são refletidas pela ionosfera
  23. 23. 3 – Circuitos de RF – 3.5 Ruídos em receptores de radiofrequência IFSC – Integrado em Telecomunicações - RDT - Prof. Ramon Mayor Martins - 2015 Principais ruídos externos nas faixas do espectro eletromagnético: Ruído Extraterrestre - Cósmico 1 MHz~ 1.5 GHz (decresce) Ruído Extraterrestre - Solar 3 MHz~ 300 MHz (decresce) Ruído Artificial Baixas frequencias ~ 30 MHz (pronunciado em HF) Ruído Atmosférico 100 kHz~ 30 MHz (decresce) frequências maiores não são refletidas pela ionosfera Ruído Interno (UHF + )
  24. 24. Considerações Finais: A investigação das fontes geradoras de ruído permite detectar e antever problemas em sistemas receptores de radiofrequência. O conhecimento dessas fontes, irá auxiliar os acadêmicos, técnicos, engenheiros, pesquisadores e entusiastas no adequado dimensionamento de rádio-enlaces. Perceber a importância dos ruídos externos em receptores de radiofrequência irá possibilitar ajustar corretamente a potência de transmissores, a sensibilidade de receptores e estipular a infraestrutura necessária nos diversos tipos de comunicação. 3 – Circuitos de RF – 3.5 Ruídos em receptores de radiofrequência IFSC – Integrado em Telecomunicações - RDT - Prof. Ramon Mayor Martins - 2015
  25. 25. Resumo Conceituação de Ruídos; Onda indesejada que perturba o sinal original. Composto de frequências aleatórias e múltiplas amplitudes. Classificação de Ruídos quanto a fonte; Ruídos Internos e Externos. Ruídos Externos; Ruído Artificialmente Produzido – através de chaveamento de corrente. Ruído Atmosférico – através de descargas atmosféricas. Ruído Extraterrestre – Solar e Cósmico – através das radiações solares e corpos quentes do cosmo. Principais Ruídos Externos nas Faixas do Espectro Eletromagnético; Ruído Artificialmente Produzido – VLF até HF Ruído Atmosférico – LF até HF (decresce com a frequencia) Ruído Extraterrestre Solar: HF e VHF (decresce) Ruído Extraterrestre Cósmico: MF e VHF (decresce) 3 – Circuitos de RF – 3.5 Ruídos em receptores de radiofrequência IFSC – Integrado em Telecomunicações - RDT - Prof. Ramon Mayor Martins - 2015
  26. 26. 3ª Lista de Exercícios 1. Cite as principais fontes de ruídos externo em receptores de radiofrequencia. 2. Comente sobre como um ruído atmosférico pode afetar uma comunicação em HF. 3. Quais as faixas de frequência que um ruído artificialmente produzido pode afetar? 4. Pesquise sobre o ruído cósmico de fundo e explique o funcionamento de receptores de sinais utilizados em Radioastronomia. 5. Visite o webSDR no site: http://websdr.ewi.utwente.nl:8901 e faça as seguintes análises nas bandas de HF: a. Quais os tipos de ruído externo que você pode observar? b. Qual a contribuição desses ruídos nas comunicações? 6. Pesquise os tipos e características de ruído interno, tema da próxima aula. 3 – Circuitos de RF – 3.5 Ruídos em receptores de radiofrequência IFSC – Integrado em Telecomunicações - RDT - Prof. Ramon Mayor Martins - 2015
  27. 27. RDT – Radiotransmissão Conteúdo da próxima aula: 3.5 – Ruídos em receptores de radiofrequência 3.5.1 – Conceituação de ruídos; 3.5.2 – Classificação de ruídos quanto a fonte; 3.5.3 – Ruídos externos; 3.5.4 –Principais ruídos externos nas faixas de radiofrequência; 3.5.5 – Ruídos Internos; 3.5.7 – Expressão dos níveis de ruído (Relação Sinal/Ruído, Fator de Ruído, Figura de Ruído); 3.5.8 – Sensibilidade e Sensitividade de Receptores; IFSC – Integrado em Telecomunicações - RDT - Prof. Ramon Mayor Martins - 2015
  28. 28. 3 – Circuitos de RF – 3.5 Ruídos em receptores de radiofrequência IFSC – Integrado em Telecomunicações - RDT - Prof. Ramon Mayor Martins - 2015 Dúvidas??? Materiais disponíveis no blog da disciplina: http://www.integradotelerdt.blogspot.com.br E-mail: mayor@linuxmail.org

×