1
ano 2015
2
wearAbles 2015Dispositivos Eletrônicos Vestíveis
3
A Internet das Coisas, hoje, é
muito mais do que uma revolução
tecnológica. Fruto da evolução
contínua da computação e d...
4
Se 2014 foi o ano
dos wearables
aprenderem a andar,
então 2015 é o ano em
que eles vão correr. E
é dentro das empresas
o...
5
fonte: Meio & Mensagem, 2014.
6
Companhias veem
wearables como
ferramentas para
melhorar a eficiência
operacional e a
experiência do cliente.
7
8
Não há dúvidas que o mercado de wearables estará aquecido em
2015 e, algumas marcas, em 2014 já começaram a desenvolver
...
9
Virgin Atlantic
Em 2014, passageiros da classe executiva
que voaram via Virgin Atlantic no
Aeroporto de Londres Heathrow...
10
BRADESCO
O Bradesco desenvolveu um aplicativo
para o Google Glass. Na prática,
ele permite que o usuário encontre
agênc...
11
amazon
A Amazon lançou em 2014,
em sua loja, uma subseção
dedicada ao segmento,
entitulada como ‘Wearable
Technology’. ...
12
Sucos Do BeM
A Sucos do Bem lançou uma pulseira que
tem como objetivo medir o movimento
corporal e o padrão de sono. O ...
13
DON AHEAD
A AHEAD, em parceria com a DOM,
uma fabricante de bonés com
produção limitada, criaram o DON
AHEAD, um boné q...
14
ENFIM,
Os wearables, que aos poucos estão tomando espaço na vida das pessoas,
prometem causar uma nova revolução compor...
15
Quer sugerir um novo conteúdo para o próximo DROPS? Entre em contato com a gente.
15
16
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Drops Engenho | Wearables

627 visualizações

Publicada em

O Drops traz informações do mercado em gotas, caindo de vez em quando.

Tendência, concorrência, inspiração e, às vezes, uma pulga atrás da orelha.

Publicada em: Tecnologia
  • Seja o primeiro a comentar

Drops Engenho | Wearables

  1. 1. 1 ano 2015
  2. 2. 2 wearAbles 2015Dispositivos Eletrônicos Vestíveis
  3. 3. 3 A Internet das Coisas, hoje, é muito mais do que uma revolução tecnológica. Fruto da evolução contínua da computação e da comunicação, ela se tornou uma revolução social, com impacto direto na vida das pessoas, nos negócios e no comércio. Em 2015, especialistas afirmam que os dispositivos wearables serão a bola da vez.
  4. 4. 4 Se 2014 foi o ano dos wearables aprenderem a andar, então 2015 é o ano em que eles vão correr. E é dentro das empresas onde os wearables vão pegar velocidade.
  5. 5. 5 fonte: Meio & Mensagem, 2014.
  6. 6. 6 Companhias veem wearables como ferramentas para melhorar a eficiência operacional e a experiência do cliente.
  7. 7. 7
  8. 8. 8 Não há dúvidas que o mercado de wearables estará aquecido em 2015 e, algumas marcas, em 2014 já começaram a desenvolver novas experiências de consumo voltadas para essa tendência.
  9. 9. 9 Virgin Atlantic Em 2014, passageiros da classe executiva que voaram via Virgin Atlantic no Aeroporto de Londres Heathrow tiveram uma surpresa: os funcionários da companhia utilizaram aparatos como Google Glass para receber informações sobre cada passageiro e facilitar o check- in. Além disso, o gadget fornecia dados sobre voos, clima, tradução de idiomas, entre outras facilidades. Apesar da descontinuação do Google Glass, consideramos esse case relevante, pois o intuito é mostrar como uma marca pode proporcionar uma experiência de consumo inovadora, não se limitando a um modelo específico de gadget.
  10. 10. 10 BRADESCO O Bradesco desenvolveu um aplicativo para o Google Glass. Na prática, ele permite que o usuário encontre agências, máquinas de autoatendimento da Rede Banco24Horas e hospitais conveniados à Rede Bradesco Saúde. Futuramente o aplicativo, propocionará acesso a operações bancárias básicas, como saldos, transferências e pagamento de contas.
  11. 11. 11 amazon A Amazon lançou em 2014, em sua loja, uma subseção dedicada ao segmento, entitulada como ‘Wearable Technology’. A seção se divide em diferentes categorias e conta com guia de compras para indicar o produto ideal para cada consumidor.
  12. 12. 12 Sucos Do BeM A Sucos do Bem lançou uma pulseira que tem como objetivo medir o movimento corporal e o padrão de sono. O objetivo da marca é oferecer aos seus consumidores uma experiência saudável completa. O gadget capta vários dados do dia a dia, como a quantidade de passos, a distância percorrida, calorias gastas e até o padrão do sono.
  13. 13. 13 DON AHEAD A AHEAD, em parceria com a DOM, uma fabricante de bonés com produção limitada, criaram o DON AHEAD, um boné que se comunica através de radiofrequência com outros aparelhos. O usuário configura o boné com informações pessoais e faz check- ins automáticos em lugares exclusivos, podendo ganhar vantagens únicas oferecidas por marcas e parceiros.
  14. 14. 14 ENFIM, Os wearables, que aos poucos estão tomando espaço na vida das pessoas, prometem causar uma nova revolução comportamental social. A tendência é que eles mudem desde a forma como cuidamos de nosso corpo e interagimos com outros objetos, até na maneira como consumiremos produtos, serviços e informação. A grande verdade é que os wearables transformarão nossa realidade da mesma forma que o mobile tem mudado o mundo desde 2008. Porém, essa tal revolução é de longo prazo e anda a pequenos passos. Portanto, não será de um dia para o outro que vamos ver as pessoas conversando com suas jaquetas para pedir uma pizza. Enquanto isso, já vale a pena ficar de olho. 14
  15. 15. 15 Quer sugerir um novo conteúdo para o próximo DROPS? Entre em contato com a gente. 15
  16. 16. 16

×