SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 38
Baixar para ler offline
Rendendo Graças ao Senhor
2º Trimestre
Ano 2020
Salmos
Uma referência para a vida
de adoração e oração do
cristão
1 - Louvai ao SENHOR, porque ele é bom, porque a
sua benignidade dura para sempre.
2 - Diga agora Israel que a sua benignidade dura para
sempre.
5 - Invoquei o Senhor na angústia; o Senhor me ouviu,
e me tirou para um lugar largo.
14 - O Senhor é a minha força e o meu cântico; e se
fez a minha salvação.
22 - A pedra que os edificadores rejeitaram tornou-se
a cabeça da esquina.
27 - Deus é o Senhor que nos mostrou a luz; atai a
vítima da festa com cordas, até às pontas do altar.
28 - Tu és o meu Deus, e eu te louvarei; tu és o meu
Deus, e eu te exaltarei.
29 - Louvai ao Senhor, porque ele é bom; porque a
sua benignidade dura para sempre.
Salmos 118.1,2,5,14,22,27-29
(Salmo 118.1)
"Louvai ao SENHOR,
porque ele é bom, porque
a sua benignidade dura
para sempre."
Render graças ao Senhor
em todo o tempo é um
princípio de vida que
caracteriza aquele que
está em Cristo.
1 – Louvor como Resultado da Confiança
2 – O Caráter de Deus
3 – O Agir de Deus
1.1 – Parte Integrante dos Salmos do Hallel
1.2 – Título
1.3 – Um Salmo que expressa gratidão
2.1 – Louvei ao Senhor porque Ele é bom
2.2 – Louvai ao Senhor porque a sua Benignidade
é para sempre
2.3 – O Senhor é aquele que Escuta
3.1 – Aquele que concede a Luz
3.2 – Aquele que dá força
3.3 – A Pedra Angular
O Estudo do Salmo 118
Destaca :
❶ A relevância de
exaltarmos o caráter
de Deus
❷ Confiarmos nEle em
todo o tempo
❸ Testemunharmos os
Seus maravilhosos
feitos.
1 – Louvor como
Resultado da Confiança
A Salmo 118 é um chamado para louvar a Deus pela
Sua bondade e Seu socorro.
"Hallel" significa "Louvor".
Os judeus identificam
o Salmo 136 como o
"Grande Hallel".
1.1 – Parte Integrante
dos Salmos do Hallel
Constituem os salmos de
exaltação dos atributos de Deus
e à Sua obra salvadora.
Um grupo de Salmos são
identificados como "Salmos de
Hallel" - 113 a 118
1.1 – Parte Integrante
dos Salmos do Hallel
O Salmo 118 inicia e termina
mencionando a palavra
Hallelu-Yah ("aleluia!")
no original hebraico significa
"Louvai ao Senhor".
O "HalIel" é um cântico de louvor.
Na Classificação dos Salmos,
O salmo 118 é classificado como
Salmos Litúrgicos
Os Salmos do Hallel eram citados :
❶ Páscoa
❷ Pentecostes
❸ Cabanas (Tendas)
1.1 – Parte Integrante
dos Salmos do Hallel
 nos cultos da sinagoga
 Nas três grandes festas de
peregrinação :
 na festa de dedicação do
Templo
1.1 – Parte Integrante
dos Salmos do Hallel
Jesus, por ocasião da última Santa Ceia,
juntamente com os discípulos cantaram um hino
“E, tendo
cantado o hino,
saíram para o
Monte das
Oliveiras.”
(Mc 14.26 ,Mt 26.30)
1.2 – Título
"O Salmo 118 não tem
nenhum título que
apresente uma ocasião
história para sua
composição. Por um
lado, ele se encaixa
perfeitamente no
retorno do cativeiro de
Babilônia..."
1.2 – Título
O Senhor livrou o seu povo, e a nação começou a se
reconstruir conforme Deus havia planejado.
A Nação começou a louvá-lo por permitir que
vivessem .
1.3 – Um Salmo que
expressa gratidão
“Quando alguém declara
os atributos e obras de
Deus, não pode deixar de
ser agradecido por isso.
O louvor conduz
regularmente à ação de
graças."
No Salmo 118, o salmista procurou expressar sua
gratidão a Deus, rendendo a Ele graças em
decorrência da Sua bondade.
Escritor e Teólogo Ralph H. Alexander
1.3 – Um Salmo que
expressa gratidão
Os atributos de Deus Obras de Deus
Louvor
Ação de graças
conduz conduz
conduz
Atributos
Incomunicáveis
(ou Naturais)
Quais são os Atributos de Deus ?
Atributos
Comunicáveis
(ou Morais)
Asseidade
Eternidade
Unidade
Imutabilidade
Infinitude
Onipresença
Onipotência
Onisciência
Soberania
Amor
Justiça
Santidade
Bondade
Misericórdia
Sabedoria
Veracidade
Liberdade
Paz
São atributos exclusivos de Deus,
não compartilha com ninguém.
Deus compartilha, pelo menos em
certa medida, com o homem
Tudo o que Deus Criou visíveis e invisíveis,
Todos os seus feitos, Tudo o que fez e faz em prol
de uma nação, em prol da humanidade.
Tudo o que fez e faz por nós !
Quais são as Obras de Deus ?
“Tu me alegras, Senhor, com os teus feitos;
as obras das tuas mãos levam-me a cantar de
alegria.” (Salmos 92.4)
1.3 – Um Salmo que
expressa gratidão
“Porquanto, tendo conhecido a Deus, não o glorificaram
como Deus, nem lhe deram graças, antes em seus discursos
se desvaneceram, e o seu coração insensato se
obscureceu.”(Romanos 1.21)
Devemos Louvar a Deus pela benignidade,
ressaltando os livramentos e a salvação alcançada
por meio da ação de Deus.
1.3 – Um Salmo que
expressa gratidão
“Não estejais inquietos
por coisa alguma; antes
as vossas petições sejam
em tudo conhecidas
diante de Deus pela
oração e súplica, com
ação de graças.”
(Filipenses 4.6)
Todo aquele que está em Cristo precisa ter uma
contínua atitude de gratidão ao Senhor
“E a paz de Deus,
para a qual também
fostes chamados em
um corpo, domine
em vossos corações;
e sede agradecidos.”
(Colossenses 3.15)
1.3 – Um Salmo que
expressa gratidão
“E Jesus tomou os pães e, havendo dado graças,
repartiu-os pelos discípulos...” (Jo 6.11)
O próprio Senhor Jesus expressa gratidão
Naquele tempo,
respondendo Jesus,
disse: Graças te dou, ó
Pai, Senhor do céu e da
terra, que ocultaste estas
coisas aos sábios e
entendidos,e as revelaste
aos pequeninos.
(Mt 11.25)
E, tomando o cálice, e dando
graças, deu-lho, dizendo:
Bebei dele todos; (Mt 26.27)
Tiraram, pois, a pedra de onde o
defunto jazia. E Jesus,
levantando os olhos para cima,
disse: Pai, graças te dou,
Por me haveres ouvido.
(Jo 11.41)
2 – O Caráter de Deus
 Bondade
O Salmo 118 é um convite para que o povo de Israel
verbalize sua gratidão ao Senhor em decorrência
das características que compõem o Seu caráter:
 Benignidade
 Deus que escuta
2.1 – Louvei ao Senhor
porque Ele é bom
O primeiro motivo para louvar ao Senhor
consiste no fato dEle ser bom.
A bondade
é o mais
elevado
princípio
moral de
Deus.
O texto instiga os
cantores a uma
reflexão sobre
um dos atributos
morais de Deus.
Ele não age com perversidade, nEle há luz e não
trevas [1 Jo 1.5]; não há maldade,
tudo que provém de Deus é bom,
os Seus caminhos, os Seus decretos.
2.1 – Louvei ao Senhor
porque Ele é bom
O salmista inicia e termina anunciando: "...porque a
Sua benignidade é para sempre" [Sl 118.1, 29].
2.2 – Louvai ao Senhor porque a sua
Benignidade é para sempre
Segundo Augustus H. Strong :
"O texto clássico para se
compreender o significado e a
importância desta palavra é o
Salmo 136, onde ela é usada
vinte e seis vezes para
proclamar que a bondade e o
amor de Deus são eternos."
Benignidade
2.2 – Louvai ao Senhor porque a sua
Benignidade é para sempre
“A voz de gozo, e a voz de alegria, a voz do
esposo e a voz da esposa, e a voz dos que
dizem: Louvai ao Senhor dos Exércitos,
porque bom é o Senhor, porque a sua
benignidade dura para sempre; dos que
trazem ofertas de ação de graças à casa do
Senhor; pois farei voltar os cativos da terra
como ao princípio, diz o Senhor.” (Jr 33.11)
Jeremias ao anunciar a mensagem de restauração
do povo de Deus que havia sido levado para o
cativeiro babilônico mencionou Benignidade no
conteúdo do hino que seria entoado no pós-exílio.
2.3 – O Senhor é aquele que Escuta
O Salmista testifica que a Bondade e Benignidade
de Deus se tornaram evidentes quando
invocou a Deus e foi Socorrido.
2.3 – O Senhor é aquele que Escuta
Mateus 7.7-11 e Lucas 18.6-8 registram palavras de
Jesus sobre a oração apresentando os contrastes
entre o caráter do homem e de Deus
“Se vós, pois, sendo maus,
sabeis dar boas coisas aos vossos
filhos, quanto mais vosso Pai,
que está nos céus, dará bens aos
que lhe pedirem?”
(Mateus 7.11)
“E Deus não fará justiça
aos seus escolhidos,
que clamam a Ele de dia
e de noite, ainda que
tardio para com eles?
(Lucas 18.7)
Podemos clamar com confiança e perseverança,
DEUS NÃO É MAU DEUS NÃO É INJUSTO
3 – O Agir de Deus
Já vimos no Salmo 118 trechos ressaltando :
 Bondade
 Benignidade
 Deus que escuta
 a profundidade do agir de Deus
em prol do ser humano
Neste Tópico Veremos
3.1 – Aquele que Concede a Luz
“Mas vós sois a geração eleita, o sacerdócio real,
a nação santa, o povo adquirido, para que
anuncieis as virtudes daquele que vos chamou
das trevas para a sua maravilhosa luz;”
(1Pedro 2.9)
“Deus é o Senhor que nos mostrou a luz” (Sl 118.27)
O Senhor é a minha força e o meu cântico;
e se fez a minha salvação.
(Salmo 118.14)
O salmista declara que o Senhor é a sua força.
3.2 – Aquele que dá Força
Segundo alguns comentaristas, este versículo
é a citação do cântico da vitória verbalizado
por Moisés após a travessia do Mar Vermelho
[Êx 15.2].
O salmista percebeu que pela força do Senhor o
povo de Israel pôde escapar das mãos dos egípcios.
3.2 – Aquele que dá Força
As batalhas
somente são
vencidas em
decorrência do
Senhor fortalecer
os Seus filhos
[Is 40.29; Ef 6.10].
3.2 – Aquele que dá Força
Quando procuramos
nos fortalecer em
Deus, seremos
vitoriosos diante
dos dardos e das
armadilhas que são
preparadas para
nossa destruição
3.3 – A Pedra Angular
No Salmo 118.22, O salmista declara, "a pedra que
os edificadores rejeitaram tornou-se a cabeça de
esquina".
A pedra de esquina
ou pedra angular é
aquela que une duas
paredes de um
edifício.
3.3 – A Pedra Angular
No tempo da composição do salmo, conforme
vários comentaristas, o salmista está se referindo
a Israel perseguido e desprezado.
No Novo
Testamento, o
próprio Senhor Jesus
cita este verso
aplicando a Si
[Mt 21.42; Lc 20.17-18].
Jesus
Ele é digno de ser
adorado, não
somente pelos Seus
benefícios, mas pela
Sua natureza.
O Salmo 118 instrui os servos do Senhor :
❶ A uma vida de gratidão a Deus,
❷ A reconhecer a bondade de Deus
❸ A reconhecer a benignidade de Deus
Deus Abençoe !
Fonte
Revista Betel Dominical Adultos
2° Trimestre de 2020
® Slide desenvolvido por

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Sunday Portuguese Mass
Sunday Portuguese MassSunday Portuguese Mass
Sunday Portuguese MassMariadaSilva95
 
16 salmos - cap 100 ao 150
16   salmos - cap 100 ao 15016   salmos - cap 100 ao 150
16 salmos - cap 100 ao 150PIB Penha
 
Sunday Portuguese Mass
Sunday Portuguese MassSunday Portuguese Mass
Sunday Portuguese MassMariadaSilva95
 
Missa em homenagem aos professores (SEMEC)
Missa em homenagem aos professores (SEMEC)Missa em homenagem aos professores (SEMEC)
Missa em homenagem aos professores (SEMEC)guest94b84c
 
Sunday Portuguese Mass
Sunday Portuguese MassSunday Portuguese Mass
Sunday Portuguese MassMariadaSilva95
 
Sunday Portuguese Mass
Sunday Portuguese MassSunday Portuguese Mass
Sunday Portuguese MassMariadaSilva95
 
Sunday Portuguese Mass
Sunday Portuguese MassSunday Portuguese Mass
Sunday Portuguese MassMariadaSilva95
 
Sunday Portuguese Mass
Sunday Portuguese MassSunday Portuguese Mass
Sunday Portuguese MassMariadaSilva95
 
2º domingo do tempo comum
2º domingo do tempo comum2º domingo do tempo comum
2º domingo do tempo comumGustavo Scheffer
 
Our Lady of Fatima Saturday Portuguese Mass
Our Lady of Fatima Saturday Portuguese MassOur Lady of Fatima Saturday Portuguese Mass
Our Lady of Fatima Saturday Portuguese MassMariadaSilva95
 
Sunday Portuguese Mass
Sunday Portuguese MassSunday Portuguese Mass
Sunday Portuguese MassMariadaSilva95
 
Folheto 1745 17º Dom Tc
Folheto 1745 17º Dom TcFolheto 1745 17º Dom Tc
Folheto 1745 17º Dom TcAntonio de Lima
 
Sunday Portuguese Mass
Sunday Portuguese MassSunday Portuguese Mass
Sunday Portuguese MassMariadaSilva95
 
Folheto Litúrgico do Mês de Março 2014
Folheto Litúrgico do Mês de Março 2014Folheto Litúrgico do Mês de Março 2014
Folheto Litúrgico do Mês de Março 2014Gustavo Scheffer
 
[EBD Maranata] Revista O Poder e o Ministério da Oração | Lição 7 - A oração ...
[EBD Maranata] Revista O Poder e o Ministério da Oração | Lição 7 - A oração ...[EBD Maranata] Revista O Poder e o Ministério da Oração | Lição 7 - A oração ...
[EBD Maranata] Revista O Poder e o Ministério da Oração | Lição 7 - A oração ...José Carlos Polozi
 
Domingo 01/02/2014 - Apresentação do Senhor
Domingo 01/02/2014 - Apresentação do SenhorDomingo 01/02/2014 - Apresentação do Senhor
Domingo 01/02/2014 - Apresentação do SenhorGustavo Scheffer
 
20 05-12 Ritual para celebração pronto
20 05-12 Ritual para celebração pronto20 05-12 Ritual para celebração pronto
20 05-12 Ritual para celebração prontoNacreto
 
Folheto 1746 18º Dom Tc
Folheto 1746 18º Dom TcFolheto 1746 18º Dom Tc
Folheto 1746 18º Dom TcAntonio de Lima
 

Mais procurados (20)

Sunday Portuguese Mass
Sunday Portuguese MassSunday Portuguese Mass
Sunday Portuguese Mass
 
16 salmos - cap 100 ao 150
16   salmos - cap 100 ao 15016   salmos - cap 100 ao 150
16 salmos - cap 100 ao 150
 
Sunday Portuguese Mass
Sunday Portuguese MassSunday Portuguese Mass
Sunday Portuguese Mass
 
Missa em homenagem aos professores (SEMEC)
Missa em homenagem aos professores (SEMEC)Missa em homenagem aos professores (SEMEC)
Missa em homenagem aos professores (SEMEC)
 
Sunday Portuguese Mass
Sunday Portuguese MassSunday Portuguese Mass
Sunday Portuguese Mass
 
29 01 12
29 01 1229 01 12
29 01 12
 
Sunday Portuguese Mass
Sunday Portuguese MassSunday Portuguese Mass
Sunday Portuguese Mass
 
May 30 2021
May 30 2021May 30 2021
May 30 2021
 
Sunday Portuguese Mass
Sunday Portuguese MassSunday Portuguese Mass
Sunday Portuguese Mass
 
Sunday Portuguese Mass
Sunday Portuguese MassSunday Portuguese Mass
Sunday Portuguese Mass
 
2º domingo do tempo comum
2º domingo do tempo comum2º domingo do tempo comum
2º domingo do tempo comum
 
Our Lady of Fatima Saturday Portuguese Mass
Our Lady of Fatima Saturday Portuguese MassOur Lady of Fatima Saturday Portuguese Mass
Our Lady of Fatima Saturday Portuguese Mass
 
Sunday Portuguese Mass
Sunday Portuguese MassSunday Portuguese Mass
Sunday Portuguese Mass
 
Folheto 1745 17º Dom Tc
Folheto 1745 17º Dom TcFolheto 1745 17º Dom Tc
Folheto 1745 17º Dom Tc
 
Sunday Portuguese Mass
Sunday Portuguese MassSunday Portuguese Mass
Sunday Portuguese Mass
 
Folheto Litúrgico do Mês de Março 2014
Folheto Litúrgico do Mês de Março 2014Folheto Litúrgico do Mês de Março 2014
Folheto Litúrgico do Mês de Março 2014
 
[EBD Maranata] Revista O Poder e o Ministério da Oração | Lição 7 - A oração ...
[EBD Maranata] Revista O Poder e o Ministério da Oração | Lição 7 - A oração ...[EBD Maranata] Revista O Poder e o Ministério da Oração | Lição 7 - A oração ...
[EBD Maranata] Revista O Poder e o Ministério da Oração | Lição 7 - A oração ...
 
Domingo 01/02/2014 - Apresentação do Senhor
Domingo 01/02/2014 - Apresentação do SenhorDomingo 01/02/2014 - Apresentação do Senhor
Domingo 01/02/2014 - Apresentação do Senhor
 
20 05-12 Ritual para celebração pronto
20 05-12 Ritual para celebração pronto20 05-12 Ritual para celebração pronto
20 05-12 Ritual para celebração pronto
 
Folheto 1746 18º Dom Tc
Folheto 1746 18º Dom TcFolheto 1746 18º Dom Tc
Folheto 1746 18º Dom Tc
 

Semelhante a Lição 10 - Rendendo Graças ao Senhor

Os Salmos de Culto e Louvor (II)
Os Salmos de Culto e Louvor (II)Os Salmos de Culto e Louvor (II)
Os Salmos de Culto e Louvor (II)JUERP
 
2006 03 05 culto vespertino - ação de graças pelo restauro do templo
2006 03 05   culto vespertino - ação de graças pelo restauro do templo2006 03 05   culto vespertino - ação de graças pelo restauro do templo
2006 03 05 culto vespertino - ação de graças pelo restauro do temploPaulo Dias Nogueira
 
2006 03 05 culto vespertino - ação de graças pelo restauro do templo
2006 03 05   culto vespertino - ação de graças pelo restauro do templo2006 03 05   culto vespertino - ação de graças pelo restauro do templo
2006 03 05 culto vespertino - ação de graças pelo restauro do temploPaulo Dias Nogueira
 
Louvai ao Senhor!
Louvai ao Senhor!Louvai ao Senhor!
Louvai ao Senhor!cspsferraz
 
Apr 3 2021 saturday-website
Apr 3 2021   saturday-websiteApr 3 2021   saturday-website
Apr 3 2021 saturday-websiteMariadaSilva95
 
O adolescente e a gratidão - Lição 3 - EBD Betel
O adolescente e a gratidão - Lição 3 - EBD BetelO adolescente e a gratidão - Lição 3 - EBD Betel
O adolescente e a gratidão - Lição 3 - EBD BetelQuenia Damata
 
Os Salmos de Culto e Louvor (I)
Os Salmos de Culto e Louvor (I)Os Salmos de Culto e Louvor (I)
Os Salmos de Culto e Louvor (I)JUERP
 
Leituras: 2° Domingo do Advento - Ano C
Leituras: 2° Domingo do Advento - Ano CLeituras: 2° Domingo do Advento - Ano C
Leituras: 2° Domingo do Advento - Ano CJosé Lima
 
Assembléia de catequese 2013
Assembléia de catequese 2013Assembléia de catequese 2013
Assembléia de catequese 2013Liana Plentz
 
Aula 02 - Os atributos de Deus.pdf
Aula 02 - Os atributos de Deus.pdfAula 02 - Os atributos de Deus.pdf
Aula 02 - Os atributos de Deus.pdfWaldirVenturaFilho2
 
Leituras: Dia do Batismo do Senhor - Ano A
Leituras: Dia do Batismo do Senhor - Ano ALeituras: Dia do Batismo do Senhor - Ano A
Leituras: Dia do Batismo do Senhor - Ano AJosé Lima
 
Resultados da misericórdia de Deus
Resultados da misericórdia de DeusResultados da misericórdia de Deus
Resultados da misericórdia de DeusJuraci Rocha
 
Tributai ao senhor aula de março em conjunto
Tributai ao senhor   aula de março em conjuntoTributai ao senhor   aula de março em conjunto
Tributai ao senhor aula de março em conjuntoPedro no Piel
 

Semelhante a Lição 10 - Rendendo Graças ao Senhor (20)

Os Salmos de Culto e Louvor (II)
Os Salmos de Culto e Louvor (II)Os Salmos de Culto e Louvor (II)
Os Salmos de Culto e Louvor (II)
 
2006 03 05 culto vespertino - ação de graças pelo restauro do templo
2006 03 05   culto vespertino - ação de graças pelo restauro do templo2006 03 05   culto vespertino - ação de graças pelo restauro do templo
2006 03 05 culto vespertino - ação de graças pelo restauro do templo
 
2006 03 05 culto vespertino - ação de graças pelo restauro do templo
2006 03 05   culto vespertino - ação de graças pelo restauro do templo2006 03 05   culto vespertino - ação de graças pelo restauro do templo
2006 03 05 culto vespertino - ação de graças pelo restauro do templo
 
Louvai ao Senhor!
Louvai ao Senhor!Louvai ao Senhor!
Louvai ao Senhor!
 
Estudo 10 de salmos
Estudo 10 de salmosEstudo 10 de salmos
Estudo 10 de salmos
 
Gratidão
GratidãoGratidão
Gratidão
 
Apr 3 2021 saturday-website
Apr 3 2021   saturday-websiteApr 3 2021   saturday-website
Apr 3 2021 saturday-website
 
O adolescente e a gratidão - Lição 3 - EBD Betel
O adolescente e a gratidão - Lição 3 - EBD BetelO adolescente e a gratidão - Lição 3 - EBD Betel
O adolescente e a gratidão - Lição 3 - EBD Betel
 
Os Salmos de Culto e Louvor (I)
Os Salmos de Culto e Louvor (I)Os Salmos de Culto e Louvor (I)
Os Salmos de Culto e Louvor (I)
 
Leituras: 2° Domingo do Advento - Ano C
Leituras: 2° Domingo do Advento - Ano CLeituras: 2° Domingo do Advento - Ano C
Leituras: 2° Domingo do Advento - Ano C
 
Vida de louvor
Vida de louvor Vida de louvor
Vida de louvor
 
Louvar a Deus, como, quem, por quê
Louvar a Deus, como, quem, por quêLouvar a Deus, como, quem, por quê
Louvar a Deus, como, quem, por quê
 
Louvar a Deus, como, quem, por quê
Louvar a Deus, como, quem, por quêLouvar a Deus, como, quem, por quê
Louvar a Deus, como, quem, por quê
 
Assembléia de catequese 2013
Assembléia de catequese 2013Assembléia de catequese 2013
Assembléia de catequese 2013
 
Centenas de hinos polulares parte 1
Centenas de hinos polulares   parte 1Centenas de hinos polulares   parte 1
Centenas de hinos polulares parte 1
 
Aula 02 - Os atributos de Deus.pdf
Aula 02 - Os atributos de Deus.pdfAula 02 - Os atributos de Deus.pdf
Aula 02 - Os atributos de Deus.pdf
 
Salmos -AULA 03
Salmos -AULA 03Salmos -AULA 03
Salmos -AULA 03
 
Leituras: Dia do Batismo do Senhor - Ano A
Leituras: Dia do Batismo do Senhor - Ano ALeituras: Dia do Batismo do Senhor - Ano A
Leituras: Dia do Batismo do Senhor - Ano A
 
Resultados da misericórdia de Deus
Resultados da misericórdia de DeusResultados da misericórdia de Deus
Resultados da misericórdia de Deus
 
Tributai ao senhor aula de março em conjunto
Tributai ao senhor   aula de março em conjuntoTributai ao senhor   aula de março em conjunto
Tributai ao senhor aula de março em conjunto
 

Mais de Éder Tomé

Lição 4 - Dons de Poder (Windscreen)
Lição 4 - Dons de Poder (Windscreen)Lição 4 - Dons de Poder (Windscreen)
Lição 4 - Dons de Poder (Windscreen)Éder Tomé
 
Lição 4 - Dons de Poder
Lição 4 - Dons de Poder Lição 4 - Dons de Poder
Lição 4 - Dons de Poder Éder Tomé
 
Lição 3 - O Deus Criador (Windscreen)
Lição 3 - O Deus Criador (Windscreen)Lição 3 - O Deus Criador (Windscreen)
Lição 3 - O Deus Criador (Windscreen)Éder Tomé
 
Lição 3 - O Deus Criador
Lição 3 - O Deus CriadorLição 3 - O Deus Criador
Lição 3 - O Deus CriadorÉder Tomé
 
Lição 3 - Dons de Revelação (windscreen)
Lição 3 - Dons de Revelação (windscreen)Lição 3 - Dons de Revelação (windscreen)
Lição 3 - Dons de Revelação (windscreen)Éder Tomé
 
Lição 3 - Dons de Revelação
Lição 3 - Dons de RevelaçãoLição 3 - Dons de Revelação
Lição 3 - Dons de RevelaçãoÉder Tomé
 
Lição 2 - Conhecendo os Atributos de Deus (Windscreen)
Lição 2 - Conhecendo os Atributos de Deus (Windscreen)Lição 2 - Conhecendo os Atributos de Deus (Windscreen)
Lição 2 - Conhecendo os Atributos de Deus (Windscreen)Éder Tomé
 
Lição 2 - Conhecendo os Atributos de Deus
Lição 2 - Conhecendo os Atributos de DeusLição 2 - Conhecendo os Atributos de Deus
Lição 2 - Conhecendo os Atributos de DeusÉder Tomé
 
Lição 2 - O Propósito dos Dons Espirituais (Windscreen)
Lição 2 - O Propósito dos Dons Espirituais (Windscreen)Lição 2 - O Propósito dos Dons Espirituais (Windscreen)
Lição 2 - O Propósito dos Dons Espirituais (Windscreen)Éder Tomé
 
Lição 2 - O Propósito dos Dons Espirituais
Lição 2 - O Propósito dos Dons EspirituaisLição 2 - O Propósito dos Dons Espirituais
Lição 2 - O Propósito dos Dons EspirituaisÉder Tomé
 
Lição 1 - Deus se revelou à humanidade (windscreen)
Lição 1 - Deus se revelou à humanidade (windscreen)Lição 1 - Deus se revelou à humanidade (windscreen)
Lição 1 - Deus se revelou à humanidade (windscreen)Éder Tomé
 
Lição 1 - Deus se revelou à humanidade
Lição 1 - Deus se revelou à humanidadeLição 1 - Deus se revelou à humanidade
Lição 1 - Deus se revelou à humanidadeÉder Tomé
 
Lição 1 - E deu Dons aos Homens (windscreen)
Lição 1 - E deu Dons aos Homens (windscreen)Lição 1 - E deu Dons aos Homens (windscreen)
Lição 1 - E deu Dons aos Homens (windscreen)Éder Tomé
 
Lição 1 - E deu Dons aos Homens
Lição 1 - E deu Dons aos HomensLição 1 - E deu Dons aos Homens
Lição 1 - E deu Dons aos HomensÉder Tomé
 
Lição 13 - Voltados os Olhos para a Bendita Esperança (windscreen)
Lição 13 - Voltados os Olhos para a Bendita Esperança (windscreen)Lição 13 - Voltados os Olhos para a Bendita Esperança (windscreen)
Lição 13 - Voltados os Olhos para a Bendita Esperança (windscreen)Éder Tomé
 
Lição 13 - Voltados os Olhos para a Bendita Esperança
Lição 13 - Voltados os Olhos para a Bendita EsperançaLição 13 - Voltados os Olhos para a Bendita Esperança
Lição 13 - Voltados os Olhos para a Bendita EsperançaÉder Tomé
 
Lição 13 - Uma serva de coragem (windscreen)
Lição 13 - Uma serva de coragem (windscreen)Lição 13 - Uma serva de coragem (windscreen)
Lição 13 - Uma serva de coragem (windscreen)Éder Tomé
 
Lição 13 - Uma serva de coragem
Lição 13 - Uma serva de coragemLição 13 - Uma serva de coragem
Lição 13 - Uma serva de coragemÉder Tomé
 
Lição 12 - Testemunhando a grandeza de Deus (windscreen)
Lição 12 - Testemunhando a grandeza de Deus (windscreen)Lição 12 - Testemunhando a grandeza de Deus (windscreen)
Lição 12 - Testemunhando a grandeza de Deus (windscreen)Éder Tomé
 
Lição 12 - Testemunhando a grandeza de Deus
Lição 12 - Testemunhando a grandeza de DeusLição 12 - Testemunhando a grandeza de Deus
Lição 12 - Testemunhando a grandeza de DeusÉder Tomé
 

Mais de Éder Tomé (20)

Lição 4 - Dons de Poder (Windscreen)
Lição 4 - Dons de Poder (Windscreen)Lição 4 - Dons de Poder (Windscreen)
Lição 4 - Dons de Poder (Windscreen)
 
Lição 4 - Dons de Poder
Lição 4 - Dons de Poder Lição 4 - Dons de Poder
Lição 4 - Dons de Poder
 
Lição 3 - O Deus Criador (Windscreen)
Lição 3 - O Deus Criador (Windscreen)Lição 3 - O Deus Criador (Windscreen)
Lição 3 - O Deus Criador (Windscreen)
 
Lição 3 - O Deus Criador
Lição 3 - O Deus CriadorLição 3 - O Deus Criador
Lição 3 - O Deus Criador
 
Lição 3 - Dons de Revelação (windscreen)
Lição 3 - Dons de Revelação (windscreen)Lição 3 - Dons de Revelação (windscreen)
Lição 3 - Dons de Revelação (windscreen)
 
Lição 3 - Dons de Revelação
Lição 3 - Dons de RevelaçãoLição 3 - Dons de Revelação
Lição 3 - Dons de Revelação
 
Lição 2 - Conhecendo os Atributos de Deus (Windscreen)
Lição 2 - Conhecendo os Atributos de Deus (Windscreen)Lição 2 - Conhecendo os Atributos de Deus (Windscreen)
Lição 2 - Conhecendo os Atributos de Deus (Windscreen)
 
Lição 2 - Conhecendo os Atributos de Deus
Lição 2 - Conhecendo os Atributos de DeusLição 2 - Conhecendo os Atributos de Deus
Lição 2 - Conhecendo os Atributos de Deus
 
Lição 2 - O Propósito dos Dons Espirituais (Windscreen)
Lição 2 - O Propósito dos Dons Espirituais (Windscreen)Lição 2 - O Propósito dos Dons Espirituais (Windscreen)
Lição 2 - O Propósito dos Dons Espirituais (Windscreen)
 
Lição 2 - O Propósito dos Dons Espirituais
Lição 2 - O Propósito dos Dons EspirituaisLição 2 - O Propósito dos Dons Espirituais
Lição 2 - O Propósito dos Dons Espirituais
 
Lição 1 - Deus se revelou à humanidade (windscreen)
Lição 1 - Deus se revelou à humanidade (windscreen)Lição 1 - Deus se revelou à humanidade (windscreen)
Lição 1 - Deus se revelou à humanidade (windscreen)
 
Lição 1 - Deus se revelou à humanidade
Lição 1 - Deus se revelou à humanidadeLição 1 - Deus se revelou à humanidade
Lição 1 - Deus se revelou à humanidade
 
Lição 1 - E deu Dons aos Homens (windscreen)
Lição 1 - E deu Dons aos Homens (windscreen)Lição 1 - E deu Dons aos Homens (windscreen)
Lição 1 - E deu Dons aos Homens (windscreen)
 
Lição 1 - E deu Dons aos Homens
Lição 1 - E deu Dons aos HomensLição 1 - E deu Dons aos Homens
Lição 1 - E deu Dons aos Homens
 
Lição 13 - Voltados os Olhos para a Bendita Esperança (windscreen)
Lição 13 - Voltados os Olhos para a Bendita Esperança (windscreen)Lição 13 - Voltados os Olhos para a Bendita Esperança (windscreen)
Lição 13 - Voltados os Olhos para a Bendita Esperança (windscreen)
 
Lição 13 - Voltados os Olhos para a Bendita Esperança
Lição 13 - Voltados os Olhos para a Bendita EsperançaLição 13 - Voltados os Olhos para a Bendita Esperança
Lição 13 - Voltados os Olhos para a Bendita Esperança
 
Lição 13 - Uma serva de coragem (windscreen)
Lição 13 - Uma serva de coragem (windscreen)Lição 13 - Uma serva de coragem (windscreen)
Lição 13 - Uma serva de coragem (windscreen)
 
Lição 13 - Uma serva de coragem
Lição 13 - Uma serva de coragemLição 13 - Uma serva de coragem
Lição 13 - Uma serva de coragem
 
Lição 12 - Testemunhando a grandeza de Deus (windscreen)
Lição 12 - Testemunhando a grandeza de Deus (windscreen)Lição 12 - Testemunhando a grandeza de Deus (windscreen)
Lição 12 - Testemunhando a grandeza de Deus (windscreen)
 
Lição 12 - Testemunhando a grandeza de Deus
Lição 12 - Testemunhando a grandeza de DeusLição 12 - Testemunhando a grandeza de Deus
Lição 12 - Testemunhando a grandeza de Deus
 

Último

Evangeliza - Diálogo com os Espíritos - Médiuns Esclarecedores
Evangeliza - Diálogo com os Espíritos - Médiuns EsclarecedoresEvangeliza - Diálogo com os Espíritos - Médiuns Esclarecedores
Evangeliza - Diálogo com os Espíritos - Médiuns EsclarecedoresAntonino Silva
 
Roteiro-para-Preparação-das-Visitas-Missionárias-3.pdf
Roteiro-para-Preparação-das-Visitas-Missionárias-3.pdfRoteiro-para-Preparação-das-Visitas-Missionárias-3.pdf
Roteiro-para-Preparação-das-Visitas-Missionárias-3.pdfLehonanSouza
 
AUXADO_1TRIM_2024.pdf ESCOLA SABATINA 2024
AUXADO_1TRIM_2024.pdf ESCOLA SABATINA 2024AUXADO_1TRIM_2024.pdf ESCOLA SABATINA 2024
AUXADO_1TRIM_2024.pdf ESCOLA SABATINA 2024RaniereSilva14
 
slide da missa com leituras e oração eucarística
slide da missa com leituras e oração eucarísticaslide da missa com leituras e oração eucarística
slide da missa com leituras e oração eucarísticaFranklinOliveira30
 
LIÇÃO 02 - JOVENS - Escola Bíblica Dominical
LIÇÃO 02 - JOVENS - Escola Bíblica DominicalLIÇÃO 02 - JOVENS - Escola Bíblica Dominical
LIÇÃO 02 - JOVENS - Escola Bíblica DominicalAmaroJunior21
 
Lição 2 - A Escolha entre a Porta Estreita e a Porta Larga.pptx
Lição 2 - A Escolha entre a Porta Estreita e a Porta Larga.pptxLição 2 - A Escolha entre a Porta Estreita e a Porta Larga.pptx
Lição 2 - A Escolha entre a Porta Estreita e a Porta Larga.pptxCelso Napoleon
 
O concílio de Jerusalém Cap 14 e 15.pptx
O concílio de Jerusalém  Cap 14 e 15.pptxO concílio de Jerusalém  Cap 14 e 15.pptx
O concílio de Jerusalém Cap 14 e 15.pptxPIB Penha
 
LIÇÕES - PG my life usar uma vez por semana
LIÇÕES - PG my life usar uma vez por semanaLIÇÕES - PG my life usar uma vez por semana
LIÇÕES - PG my life usar uma vez por semanaWillemarSousa1
 

Último (9)

Evangeliza - Diálogo com os Espíritos - Médiuns Esclarecedores
Evangeliza - Diálogo com os Espíritos - Médiuns EsclarecedoresEvangeliza - Diálogo com os Espíritos - Médiuns Esclarecedores
Evangeliza - Diálogo com os Espíritos - Médiuns Esclarecedores
 
Roteiro-para-Preparação-das-Visitas-Missionárias-3.pdf
Roteiro-para-Preparação-das-Visitas-Missionárias-3.pdfRoteiro-para-Preparação-das-Visitas-Missionárias-3.pdf
Roteiro-para-Preparação-das-Visitas-Missionárias-3.pdf
 
AUXADO_1TRIM_2024.pdf ESCOLA SABATINA 2024
AUXADO_1TRIM_2024.pdf ESCOLA SABATINA 2024AUXADO_1TRIM_2024.pdf ESCOLA SABATINA 2024
AUXADO_1TRIM_2024.pdf ESCOLA SABATINA 2024
 
slide da missa com leituras e oração eucarística
slide da missa com leituras e oração eucarísticaslide da missa com leituras e oração eucarística
slide da missa com leituras e oração eucarística
 
LIÇÃO 02 - JOVENS - Escola Bíblica Dominical
LIÇÃO 02 - JOVENS - Escola Bíblica DominicalLIÇÃO 02 - JOVENS - Escola Bíblica Dominical
LIÇÃO 02 - JOVENS - Escola Bíblica Dominical
 
Lição 2 - A Escolha entre a Porta Estreita e a Porta Larga.pptx
Lição 2 - A Escolha entre a Porta Estreita e a Porta Larga.pptxLição 2 - A Escolha entre a Porta Estreita e a Porta Larga.pptx
Lição 2 - A Escolha entre a Porta Estreita e a Porta Larga.pptx
 
O concílio de Jerusalém Cap 14 e 15.pptx
O concílio de Jerusalém  Cap 14 e 15.pptxO concílio de Jerusalém  Cap 14 e 15.pptx
O concílio de Jerusalém Cap 14 e 15.pptx
 
O Livro dos Espiritos - Allan Kardec.pdf
O Livro dos Espiritos - Allan Kardec.pdfO Livro dos Espiritos - Allan Kardec.pdf
O Livro dos Espiritos - Allan Kardec.pdf
 
LIÇÕES - PG my life usar uma vez por semana
LIÇÕES - PG my life usar uma vez por semanaLIÇÕES - PG my life usar uma vez por semana
LIÇÕES - PG my life usar uma vez por semana
 

Lição 10 - Rendendo Graças ao Senhor

  • 2. 2º Trimestre Ano 2020 Salmos Uma referência para a vida de adoração e oração do cristão
  • 3. 1 - Louvai ao SENHOR, porque ele é bom, porque a sua benignidade dura para sempre. 2 - Diga agora Israel que a sua benignidade dura para sempre. 5 - Invoquei o Senhor na angústia; o Senhor me ouviu, e me tirou para um lugar largo. 14 - O Senhor é a minha força e o meu cântico; e se fez a minha salvação. 22 - A pedra que os edificadores rejeitaram tornou-se a cabeça da esquina. 27 - Deus é o Senhor que nos mostrou a luz; atai a vítima da festa com cordas, até às pontas do altar. 28 - Tu és o meu Deus, e eu te louvarei; tu és o meu Deus, e eu te exaltarei. 29 - Louvai ao Senhor, porque ele é bom; porque a sua benignidade dura para sempre. Salmos 118.1,2,5,14,22,27-29
  • 4. (Salmo 118.1) "Louvai ao SENHOR, porque ele é bom, porque a sua benignidade dura para sempre."
  • 5. Render graças ao Senhor em todo o tempo é um princípio de vida que caracteriza aquele que está em Cristo.
  • 6. 1 – Louvor como Resultado da Confiança 2 – O Caráter de Deus 3 – O Agir de Deus 1.1 – Parte Integrante dos Salmos do Hallel 1.2 – Título 1.3 – Um Salmo que expressa gratidão 2.1 – Louvei ao Senhor porque Ele é bom 2.2 – Louvai ao Senhor porque a sua Benignidade é para sempre 2.3 – O Senhor é aquele que Escuta 3.1 – Aquele que concede a Luz 3.2 – Aquele que dá força 3.3 – A Pedra Angular
  • 7. O Estudo do Salmo 118 Destaca : ❶ A relevância de exaltarmos o caráter de Deus ❷ Confiarmos nEle em todo o tempo ❸ Testemunharmos os Seus maravilhosos feitos.
  • 8. 1 – Louvor como Resultado da Confiança A Salmo 118 é um chamado para louvar a Deus pela Sua bondade e Seu socorro.
  • 9. "Hallel" significa "Louvor". Os judeus identificam o Salmo 136 como o "Grande Hallel". 1.1 – Parte Integrante dos Salmos do Hallel Constituem os salmos de exaltação dos atributos de Deus e à Sua obra salvadora. Um grupo de Salmos são identificados como "Salmos de Hallel" - 113 a 118
  • 10. 1.1 – Parte Integrante dos Salmos do Hallel O Salmo 118 inicia e termina mencionando a palavra Hallelu-Yah ("aleluia!") no original hebraico significa "Louvai ao Senhor". O "HalIel" é um cântico de louvor. Na Classificação dos Salmos, O salmo 118 é classificado como Salmos Litúrgicos
  • 11. Os Salmos do Hallel eram citados : ❶ Páscoa ❷ Pentecostes ❸ Cabanas (Tendas) 1.1 – Parte Integrante dos Salmos do Hallel  nos cultos da sinagoga  Nas três grandes festas de peregrinação :  na festa de dedicação do Templo
  • 12. 1.1 – Parte Integrante dos Salmos do Hallel Jesus, por ocasião da última Santa Ceia, juntamente com os discípulos cantaram um hino “E, tendo cantado o hino, saíram para o Monte das Oliveiras.” (Mc 14.26 ,Mt 26.30)
  • 13. 1.2 – Título "O Salmo 118 não tem nenhum título que apresente uma ocasião história para sua composição. Por um lado, ele se encaixa perfeitamente no retorno do cativeiro de Babilônia..."
  • 14. 1.2 – Título O Senhor livrou o seu povo, e a nação começou a se reconstruir conforme Deus havia planejado. A Nação começou a louvá-lo por permitir que vivessem .
  • 15. 1.3 – Um Salmo que expressa gratidão “Quando alguém declara os atributos e obras de Deus, não pode deixar de ser agradecido por isso. O louvor conduz regularmente à ação de graças." No Salmo 118, o salmista procurou expressar sua gratidão a Deus, rendendo a Ele graças em decorrência da Sua bondade. Escritor e Teólogo Ralph H. Alexander
  • 16. 1.3 – Um Salmo que expressa gratidão Os atributos de Deus Obras de Deus Louvor Ação de graças conduz conduz conduz
  • 17. Atributos Incomunicáveis (ou Naturais) Quais são os Atributos de Deus ? Atributos Comunicáveis (ou Morais) Asseidade Eternidade Unidade Imutabilidade Infinitude Onipresença Onipotência Onisciência Soberania Amor Justiça Santidade Bondade Misericórdia Sabedoria Veracidade Liberdade Paz São atributos exclusivos de Deus, não compartilha com ninguém. Deus compartilha, pelo menos em certa medida, com o homem
  • 18. Tudo o que Deus Criou visíveis e invisíveis, Todos os seus feitos, Tudo o que fez e faz em prol de uma nação, em prol da humanidade. Tudo o que fez e faz por nós ! Quais são as Obras de Deus ? “Tu me alegras, Senhor, com os teus feitos; as obras das tuas mãos levam-me a cantar de alegria.” (Salmos 92.4)
  • 19. 1.3 – Um Salmo que expressa gratidão “Porquanto, tendo conhecido a Deus, não o glorificaram como Deus, nem lhe deram graças, antes em seus discursos se desvaneceram, e o seu coração insensato se obscureceu.”(Romanos 1.21) Devemos Louvar a Deus pela benignidade, ressaltando os livramentos e a salvação alcançada por meio da ação de Deus.
  • 20. 1.3 – Um Salmo que expressa gratidão “Não estejais inquietos por coisa alguma; antes as vossas petições sejam em tudo conhecidas diante de Deus pela oração e súplica, com ação de graças.” (Filipenses 4.6) Todo aquele que está em Cristo precisa ter uma contínua atitude de gratidão ao Senhor “E a paz de Deus, para a qual também fostes chamados em um corpo, domine em vossos corações; e sede agradecidos.” (Colossenses 3.15)
  • 21. 1.3 – Um Salmo que expressa gratidão “E Jesus tomou os pães e, havendo dado graças, repartiu-os pelos discípulos...” (Jo 6.11) O próprio Senhor Jesus expressa gratidão Naquele tempo, respondendo Jesus, disse: Graças te dou, ó Pai, Senhor do céu e da terra, que ocultaste estas coisas aos sábios e entendidos,e as revelaste aos pequeninos. (Mt 11.25) E, tomando o cálice, e dando graças, deu-lho, dizendo: Bebei dele todos; (Mt 26.27) Tiraram, pois, a pedra de onde o defunto jazia. E Jesus, levantando os olhos para cima, disse: Pai, graças te dou, Por me haveres ouvido. (Jo 11.41)
  • 22. 2 – O Caráter de Deus  Bondade O Salmo 118 é um convite para que o povo de Israel verbalize sua gratidão ao Senhor em decorrência das características que compõem o Seu caráter:  Benignidade  Deus que escuta
  • 23. 2.1 – Louvei ao Senhor porque Ele é bom O primeiro motivo para louvar ao Senhor consiste no fato dEle ser bom. A bondade é o mais elevado princípio moral de Deus. O texto instiga os cantores a uma reflexão sobre um dos atributos morais de Deus.
  • 24. Ele não age com perversidade, nEle há luz e não trevas [1 Jo 1.5]; não há maldade, tudo que provém de Deus é bom, os Seus caminhos, os Seus decretos. 2.1 – Louvei ao Senhor porque Ele é bom
  • 25. O salmista inicia e termina anunciando: "...porque a Sua benignidade é para sempre" [Sl 118.1, 29]. 2.2 – Louvai ao Senhor porque a sua Benignidade é para sempre Segundo Augustus H. Strong : "O texto clássico para se compreender o significado e a importância desta palavra é o Salmo 136, onde ela é usada vinte e seis vezes para proclamar que a bondade e o amor de Deus são eternos." Benignidade
  • 26. 2.2 – Louvai ao Senhor porque a sua Benignidade é para sempre “A voz de gozo, e a voz de alegria, a voz do esposo e a voz da esposa, e a voz dos que dizem: Louvai ao Senhor dos Exércitos, porque bom é o Senhor, porque a sua benignidade dura para sempre; dos que trazem ofertas de ação de graças à casa do Senhor; pois farei voltar os cativos da terra como ao princípio, diz o Senhor.” (Jr 33.11) Jeremias ao anunciar a mensagem de restauração do povo de Deus que havia sido levado para o cativeiro babilônico mencionou Benignidade no conteúdo do hino que seria entoado no pós-exílio.
  • 27. 2.3 – O Senhor é aquele que Escuta O Salmista testifica que a Bondade e Benignidade de Deus se tornaram evidentes quando invocou a Deus e foi Socorrido.
  • 28. 2.3 – O Senhor é aquele que Escuta Mateus 7.7-11 e Lucas 18.6-8 registram palavras de Jesus sobre a oração apresentando os contrastes entre o caráter do homem e de Deus “Se vós, pois, sendo maus, sabeis dar boas coisas aos vossos filhos, quanto mais vosso Pai, que está nos céus, dará bens aos que lhe pedirem?” (Mateus 7.11) “E Deus não fará justiça aos seus escolhidos, que clamam a Ele de dia e de noite, ainda que tardio para com eles? (Lucas 18.7) Podemos clamar com confiança e perseverança, DEUS NÃO É MAU DEUS NÃO É INJUSTO
  • 29. 3 – O Agir de Deus Já vimos no Salmo 118 trechos ressaltando :  Bondade  Benignidade  Deus que escuta  a profundidade do agir de Deus em prol do ser humano Neste Tópico Veremos
  • 30. 3.1 – Aquele que Concede a Luz “Mas vós sois a geração eleita, o sacerdócio real, a nação santa, o povo adquirido, para que anuncieis as virtudes daquele que vos chamou das trevas para a sua maravilhosa luz;” (1Pedro 2.9) “Deus é o Senhor que nos mostrou a luz” (Sl 118.27)
  • 31. O Senhor é a minha força e o meu cântico; e se fez a minha salvação. (Salmo 118.14) O salmista declara que o Senhor é a sua força. 3.2 – Aquele que dá Força Segundo alguns comentaristas, este versículo é a citação do cântico da vitória verbalizado por Moisés após a travessia do Mar Vermelho [Êx 15.2].
  • 32. O salmista percebeu que pela força do Senhor o povo de Israel pôde escapar das mãos dos egípcios. 3.2 – Aquele que dá Força As batalhas somente são vencidas em decorrência do Senhor fortalecer os Seus filhos [Is 40.29; Ef 6.10].
  • 33. 3.2 – Aquele que dá Força Quando procuramos nos fortalecer em Deus, seremos vitoriosos diante dos dardos e das armadilhas que são preparadas para nossa destruição
  • 34. 3.3 – A Pedra Angular No Salmo 118.22, O salmista declara, "a pedra que os edificadores rejeitaram tornou-se a cabeça de esquina". A pedra de esquina ou pedra angular é aquela que une duas paredes de um edifício.
  • 35. 3.3 – A Pedra Angular No tempo da composição do salmo, conforme vários comentaristas, o salmista está se referindo a Israel perseguido e desprezado. No Novo Testamento, o próprio Senhor Jesus cita este verso aplicando a Si [Mt 21.42; Lc 20.17-18]. Jesus
  • 36. Ele é digno de ser adorado, não somente pelos Seus benefícios, mas pela Sua natureza. O Salmo 118 instrui os servos do Senhor : ❶ A uma vida de gratidão a Deus, ❷ A reconhecer a bondade de Deus ❸ A reconhecer a benignidade de Deus
  • 38. Fonte Revista Betel Dominical Adultos 2° Trimestre de 2020 ® Slide desenvolvido por