SlideShare uma empresa Scribd logo

Historia ouriço mal_ penteado

Natalia Pina
Natalia Pina
Natalia PinaProf. em Agrupamento de Ponte de Sor

Historia ouriço mal_ penteado

1 de 9
Baixar para ler offline
Texto de Maria Mendonça Soares

Do livro “Histórias para ler e contar”

Imagens retiradas da história “O ouriço Carrapiço” no youtube
Todas as vezes que o Ouriço Carrapiço passava à beira do charco e se via ao espelho na água quieta,
dava um suspiro:
- Ai, ai!... Estes picos são a vergonha do meu focinho! Quem olha para mim, há-de pensar que não
costumo pentear-me, ou que vi bicho-homem e se me puseram os bicos em pé…
A
Poupa, que tem um lindo tufo de penas no alto da cabeça, ouviu-lhe o desabafo e aconselhou:
- Por que não faz uma permanente, vizinho?
Foi dali o Ouriço Carrapiço bater à porta do Mestre Ondinhas cabeleireiro que penteava as belezas da
mata.




-Faça-me uma permanente, senhor cabeleireiro.
- A quente ou a frio? – perguntou Mestre Ondinhas. – Não tenho preferências, contanto que fique bem
frisado.
O cabeleireiro deitou mãos à “cabeleira” do Ouriço Carrapiço, mas por muito artista que fosse não
conseguia enrolar-lhe os picos. Dobrava um; logo que passava ao seguinte, saltava o primeiro como se
fosse a mola de um boneco de corda. Se depois de muito transpirar, enrolava dois, picava os dedos nos
outros!
Viu-se obrigado a desistir.
- Desculpe, mas você não é um Ouriço. É uma pregadeira de alfinetes com os bicos ao contrário
O pobre do Ouriço Carrapiço foi-se embora desolado. Passou pelo prado e viu o Carneiro a pastar.
Que inveja sentiu daquela lã fofa e frisada, toda aos anéis!
- Ai, ai! Quem me dera ter caracóis! – suspirou.
Anúncio

Recomendados

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados (20)

Bruxa mimi
Bruxa mimiBruxa mimi
Bruxa mimi
 
A Bruxa Mimi
A Bruxa MimiA Bruxa Mimi
A Bruxa Mimi
 
Papá, diz me porquê...
Papá, diz me porquê...Papá, diz me porquê...
Papá, diz me porquê...
 
Rafa girafa
Rafa girafaRafa girafa
Rafa girafa
 
Um bocadinho inverno
Um bocadinho invernoUm bocadinho inverno
Um bocadinho inverno
 
A princesa baixinha power point
A princesa baixinha   power pointA princesa baixinha   power point
A princesa baixinha power point
 
Eu e o meu pai
Eu e o meu paiEu e o meu pai
Eu e o meu pai
 
Pimpona a galinha tonta
Pimpona a galinha tontaPimpona a galinha tonta
Pimpona a galinha tonta
 
O senhor mago e a folha
O senhor mago e a folhaO senhor mago e a folha
O senhor mago e a folha
 
A casa da mosca fosca
A casa da mosca foscaA casa da mosca fosca
A casa da mosca fosca
 
O sapo no inverno
O sapo no invernoO sapo no inverno
O sapo no inverno
 
Uma Vaca De Estimação
Uma Vaca De EstimaçãoUma Vaca De Estimação
Uma Vaca De Estimação
 
Os ovos misteriosos
Os ovos misteriosos Os ovos misteriosos
Os ovos misteriosos
 
O baile dos 3 porquinhos
O baile dos 3 porquinhosO baile dos 3 porquinhos
O baile dos 3 porquinhos
 
O sapo apaixonado
O sapo apaixonado O sapo apaixonado
O sapo apaixonado
 
A galinha medrosa de antonio mota
A galinha medrosa de antonio motaA galinha medrosa de antonio mota
A galinha medrosa de antonio mota
 
A Sopa Verde
A Sopa VerdeA Sopa Verde
A Sopa Verde
 
O meu pai
O meu paiO meu pai
O meu pai
 
O sapo-apaixonado[1]
O sapo-apaixonado[1]O sapo-apaixonado[1]
O sapo-apaixonado[1]
 
O sapo tem medo
O sapo tem medoO sapo tem medo
O sapo tem medo
 

Destaque

História --para-que-serve-o-ouriço
História --para-que-serve-o-ouriçoHistória --para-que-serve-o-ouriço
História --para-que-serve-o-ouriçohelenasalazar
 
Revista Mundo dos Animais nº 28
Revista Mundo dos Animais nº 28Revista Mundo dos Animais nº 28
Revista Mundo dos Animais nº 28Mundo dos Animais
 
Meses do ano...
Meses do ano...Meses do ano...
Meses do ano...labeques
 
Lengalengas ducla soares_ese_paula.melo_
Lengalengas ducla soares_ese_paula.melo_Lengalengas ducla soares_ese_paula.melo_
Lengalengas ducla soares_ese_paula.melo_labeques
 
A lenda de São Martinho
A lenda de São MartinhoA lenda de São Martinho
A lenda de São MartinhoJosé Martins
 
2.literatura oral e_tradicional_tipologia
2.literatura oral e_tradicional_tipologia2.literatura oral e_tradicional_tipologia
2.literatura oral e_tradicional_tipologiaHelena Coutinho
 
O ouriço e a lebre
O ouriço e a lebreO ouriço e a lebre
O ouriço e a lebrepeixinhos
 
Mais Lengalengas
Mais LengalengasMais Lengalengas
Mais LengalengasLuis Rolhas
 
Conto torrado nuvem.caracol_Clara
Conto torrado nuvem.caracol_ClaraConto torrado nuvem.caracol_Clara
Conto torrado nuvem.caracol_ClaraClara Sousa
 
Papá por favor apanha-me a lua...
Papá por favor apanha-me a lua...Papá por favor apanha-me a lua...
Papá por favor apanha-me a lua...labeques
 
Abordagem à escrita lagartinha 3
Abordagem à escrita lagartinha 3Abordagem à escrita lagartinha 3
Abordagem à escrita lagartinha 3lucia Curopos
 

Destaque (20)

História --para-que-serve-o-ouriço
História --para-que-serve-o-ouriçoHistória --para-que-serve-o-ouriço
História --para-que-serve-o-ouriço
 
Urgente o amor
Urgente o amorUrgente o amor
Urgente o amor
 
Dá me um abraço com animação
Dá me um abraço com animaçãoDá me um abraço com animação
Dá me um abraço com animação
 
Animais que hibernam
Animais que hibernamAnimais que hibernam
Animais que hibernam
 
Animais que hibernam pp
Animais que hibernam ppAnimais que hibernam pp
Animais que hibernam pp
 
Revista Mundo dos Animais nº 28
Revista Mundo dos Animais nº 28Revista Mundo dos Animais nº 28
Revista Mundo dos Animais nº 28
 
Meses do ano...
Meses do ano...Meses do ano...
Meses do ano...
 
Poema "pequeno-almoço"
Poema "pequeno-almoço"Poema "pequeno-almoço"
Poema "pequeno-almoço"
 
Lengalengas ducla soares_ese_paula.melo_
Lengalengas ducla soares_ese_paula.melo_Lengalengas ducla soares_ese_paula.melo_
Lengalengas ducla soares_ese_paula.melo_
 
Lengalengas
LengalengasLengalengas
Lengalengas
 
A lenda de São Martinho
A lenda de São MartinhoA lenda de São Martinho
A lenda de São Martinho
 
2.literatura oral e_tradicional_tipologia
2.literatura oral e_tradicional_tipologia2.literatura oral e_tradicional_tipologia
2.literatura oral e_tradicional_tipologia
 
O ouriço e a lebre
O ouriço e a lebreO ouriço e a lebre
O ouriço e a lebre
 
Quem procura, acha
Quem procura, achaQuem procura, acha
Quem procura, acha
 
Mais Lengalengas
Mais LengalengasMais Lengalengas
Mais Lengalengas
 
Conto torrado nuvem.caracol_Clara
Conto torrado nuvem.caracol_ClaraConto torrado nuvem.caracol_Clara
Conto torrado nuvem.caracol_Clara
 
Papá por favor apanha-me a lua...
Papá por favor apanha-me a lua...Papá por favor apanha-me a lua...
Papá por favor apanha-me a lua...
 
Abordagem à escrita lagartinha 3
Abordagem à escrita lagartinha 3Abordagem à escrita lagartinha 3
Abordagem à escrita lagartinha 3
 
História desculpa ....
História desculpa ....História desculpa ....
História desculpa ....
 
Carnaval Fichas De Trabalho
Carnaval  Fichas De TrabalhoCarnaval  Fichas De Trabalho
Carnaval Fichas De Trabalho
 

Semelhante a Historia ouriço mal_ penteado

Semelhante a Historia ouriço mal_ penteado (6)

Avaliação tipo e forma de frases
Avaliação tipo e forma de frasesAvaliação tipo e forma de frases
Avaliação tipo e forma de frases
 
A Aranha E O Ouriço
A Aranha E O OuriçoA Aranha E O Ouriço
A Aranha E O Ouriço
 
01.07 bons amigos
01.07   bons amigos01.07   bons amigos
01.07 bons amigos
 
Fábulas de monteiro lobato
Fábulas de monteiro lobatoFábulas de monteiro lobato
Fábulas de monteiro lobato
 
4B
4B4B
4B
 
Memórias de um lobo mau
Memórias de um lobo mauMemórias de um lobo mau
Memórias de um lobo mau
 

Mais de Natalia Pina

Exercicio para construção de frases a partir de imagens
Exercicio para construção de  frases  a partir de imagensExercicio para construção de  frases  a partir de imagens
Exercicio para construção de frases a partir de imagensNatalia Pina
 
Prancha de história o pato camponês
Prancha de história o pato camponês Prancha de história o pato camponês
Prancha de história o pato camponês Natalia Pina
 
Ações do pato camponês
Ações do pato camponêsAções do pato camponês
Ações do pato camponêsNatalia Pina
 
Teia de personagens e das prendas do livro"A Festa de anos" da escritora Luis...
Teia de personagens e das prendas do livro"A Festa de anos" da escritora Luis...Teia de personagens e das prendas do livro"A Festa de anos" da escritora Luis...
Teia de personagens e das prendas do livro"A Festa de anos" da escritora Luis...Natalia Pina
 
Teia de personagens e das prendas do livro"A Festa de anos" da escritora Luis...
Teia de personagens e das prendas do livro"A Festa de anos" da escritora Luis...Teia de personagens e das prendas do livro"A Festa de anos" da escritora Luis...
Teia de personagens e das prendas do livro"A Festa de anos" da escritora Luis...Natalia Pina
 
elementos da história " O nabo Gigante" do escritor António Mota
elementos da  história " O nabo Gigante" do escritor António Mota elementos da  história " O nabo Gigante" do escritor António Mota
elementos da história " O nabo Gigante" do escritor António Mota Natalia Pina
 
Semana da Leitura 2012
Semana da Leitura 2012Semana da Leitura 2012
Semana da Leitura 2012Natalia Pina
 
Mapa-da-historia-bruxa
 Mapa-da-historia-bruxa Mapa-da-historia-bruxa
Mapa-da-historia-bruxaNatalia Pina
 
elementos da história ouriço mal penteado
elementos da  história ouriço mal penteado elementos da  história ouriço mal penteado
elementos da história ouriço mal penteado Natalia Pina
 
Prancha histórias
Prancha históriasPrancha histórias
Prancha históriasNatalia Pina
 
Guiao apoio base_dados
Guiao apoio base_dadosGuiao apoio base_dados
Guiao apoio base_dadosNatalia Pina
 
Modelo de Autoavaliação
Modelo de AutoavaliaçãoModelo de Autoavaliação
Modelo de AutoavaliaçãoNatalia Pina
 
Para uma gestão integrada da biblioteca escolar do agrupamento: orientações
Para uma gestão integrada da biblioteca escolar do agrupamento: orientaçõesPara uma gestão integrada da biblioteca escolar do agrupamento: orientações
Para uma gestão integrada da biblioteca escolar do agrupamento: orientaçõesNatalia Pina
 
Método Qualitativo/ Analise de Dados
Método Qualitativo/ Analise de DadosMétodo Qualitativo/ Analise de Dados
Método Qualitativo/ Analise de DadosNatalia Pina
 
Ano Novo Marcador Do Tempo
Ano Novo Marcador Do TempoAno Novo Marcador Do Tempo
Ano Novo Marcador Do TempoNatalia Pina
 

Mais de Natalia Pina (20)

Corona
CoronaCorona
Corona
 
Exercicio para construção de frases a partir de imagens
Exercicio para construção de  frases  a partir de imagensExercicio para construção de  frases  a partir de imagens
Exercicio para construção de frases a partir de imagens
 
Familia
Familia Familia
Familia
 
Prancha de história o pato camponês
Prancha de história o pato camponês Prancha de história o pato camponês
Prancha de história o pato camponês
 
Ações do pato camponês
Ações do pato camponêsAções do pato camponês
Ações do pato camponês
 
Teia de personagens e das prendas do livro"A Festa de anos" da escritora Luis...
Teia de personagens e das prendas do livro"A Festa de anos" da escritora Luis...Teia de personagens e das prendas do livro"A Festa de anos" da escritora Luis...
Teia de personagens e das prendas do livro"A Festa de anos" da escritora Luis...
 
Teia de personagens e das prendas do livro"A Festa de anos" da escritora Luis...
Teia de personagens e das prendas do livro"A Festa de anos" da escritora Luis...Teia de personagens e das prendas do livro"A Festa de anos" da escritora Luis...
Teia de personagens e das prendas do livro"A Festa de anos" da escritora Luis...
 
elementos da história " O nabo Gigante" do escritor António Mota
elementos da  história " O nabo Gigante" do escritor António Mota elementos da  história " O nabo Gigante" do escritor António Mota
elementos da história " O nabo Gigante" do escritor António Mota
 
Semana da Leitura 2012
Semana da Leitura 2012Semana da Leitura 2012
Semana da Leitura 2012
 
Mapa-da-historia-bruxa
 Mapa-da-historia-bruxa Mapa-da-historia-bruxa
Mapa-da-historia-bruxa
 
elementos da história ouriço mal penteado
elementos da  história ouriço mal penteado elementos da  história ouriço mal penteado
elementos da história ouriço mal penteado
 
Prancha histórias
Prancha históriasPrancha histórias
Prancha histórias
 
Leão comilão
Leão comilãoLeão comilão
Leão comilão
 
Apresentação1
Apresentação1Apresentação1
Apresentação1
 
Olá francisco
Olá franciscoOlá francisco
Olá francisco
 
Guiao apoio base_dados
Guiao apoio base_dadosGuiao apoio base_dados
Guiao apoio base_dados
 
Modelo de Autoavaliação
Modelo de AutoavaliaçãoModelo de Autoavaliação
Modelo de Autoavaliação
 
Para uma gestão integrada da biblioteca escolar do agrupamento: orientações
Para uma gestão integrada da biblioteca escolar do agrupamento: orientaçõesPara uma gestão integrada da biblioteca escolar do agrupamento: orientações
Para uma gestão integrada da biblioteca escolar do agrupamento: orientações
 
Método Qualitativo/ Analise de Dados
Método Qualitativo/ Analise de DadosMétodo Qualitativo/ Analise de Dados
Método Qualitativo/ Analise de Dados
 
Ano Novo Marcador Do Tempo
Ano Novo Marcador Do TempoAno Novo Marcador Do Tempo
Ano Novo Marcador Do Tempo
 

Historia ouriço mal_ penteado

  • 1. Texto de Maria Mendonça Soares Do livro “Histórias para ler e contar” Imagens retiradas da história “O ouriço Carrapiço” no youtube
  • 2. Todas as vezes que o Ouriço Carrapiço passava à beira do charco e se via ao espelho na água quieta, dava um suspiro: - Ai, ai!... Estes picos são a vergonha do meu focinho! Quem olha para mim, há-de pensar que não costumo pentear-me, ou que vi bicho-homem e se me puseram os bicos em pé…
  • 3. A Poupa, que tem um lindo tufo de penas no alto da cabeça, ouviu-lhe o desabafo e aconselhou: - Por que não faz uma permanente, vizinho?
  • 4. Foi dali o Ouriço Carrapiço bater à porta do Mestre Ondinhas cabeleireiro que penteava as belezas da mata. -Faça-me uma permanente, senhor cabeleireiro. - A quente ou a frio? – perguntou Mestre Ondinhas. – Não tenho preferências, contanto que fique bem frisado.
  • 5. O cabeleireiro deitou mãos à “cabeleira” do Ouriço Carrapiço, mas por muito artista que fosse não conseguia enrolar-lhe os picos. Dobrava um; logo que passava ao seguinte, saltava o primeiro como se fosse a mola de um boneco de corda. Se depois de muito transpirar, enrolava dois, picava os dedos nos outros! Viu-se obrigado a desistir. - Desculpe, mas você não é um Ouriço. É uma pregadeira de alfinetes com os bicos ao contrário
  • 6. O pobre do Ouriço Carrapiço foi-se embora desolado. Passou pelo prado e viu o Carneiro a pastar. Que inveja sentiu daquela lã fofa e frisada, toda aos anéis! - Ai, ai! Quem me dera ter caracóis! – suspirou.
  • 7. ? A Pega, que é a maior linguareira da mata, badalou o desejo do Ouriço por toda a banda: - O Ouriço Carrapiço quer caracóis! O Ouriço Carrapiço quer caracóis!
  • 8. E a raposa, que tem olho para o negócio, apareceu logo em casa do Ouriço com um cesto cheio deles. - Vendo-lhe os caracóis que forem precisos. Três? Quatro? Cinco dúzias…
  • 9. O Ouriço Carrapiço agora está radiante. Enfiou um caracol em cada pico e ficou todo encaracolado. Claro que quando chegar a Primavera e os caracóis puserem os pauzinhos ao sol, o Ouriço Carrapiço vai ter outra vez problemas… Mas até lá, acha-se lindo e sente-se muito feliz.