Categorias Da Narrativa

1.532 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.532
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
4
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
34
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Categorias Da Narrativa

  1. 1. Categorias da Narrativa
  2. 2. Acção
  3. 3. Relevância dos acontecimentos <ul><li>É a importância que os mesmos assumem. São principais quando são determinantes para a acção. E são secundários quando não são determinantes para a acção mas contribuem para o desenvolvimento. </li></ul>
  4. 4. Organização dos acontecimentos <ul><li>É dada pela ordenação do plano real e do plano textual. Um acontecimento passado que vem à memória de uma personagem ou narrador é contado depois de outros que são mais recentes. </li></ul>
  5. 5. O processo de encandeamento <ul><li>Surge quando as sequências ou unidades narrativas se encadeiam segundo uma ordem cronológica, havendo uma coincidência entre uma ordem real e uma ordem textual. </li></ul>
  6. 6. Processo de alternância <ul><li>Surge quando as sequências ou unidades narrativas vão alternando e só posteriormente mostram pertencer à mesma história. </li></ul>História. 1 História. 2 História. 1 História. 2
  7. 7. Processo de encaixe <ul><li>Surge quando uma ou mais sequencias ou unidades narrativas são encaixadas no encadeamento cronológico das restantes. </li></ul>Narrativa principal Narrativa encaixada
  8. 8. Momentos da acção <ul><li>Introdução: pode motivar o desenvolvimento, apresentar personagens, dar informações sobre espaço, tempo ou antecedentes. </li></ul>
  9. 9. Momentos da acção <ul><li>Desenvolvimento: encerra a sucessão de peripécias ou acontecimentos mais marcantes; </li></ul>
  10. 10. Momentos da acção <ul><li>Conclusão ou desenlace: pode ser um desfecho ou simplesmente a sequência final. </li></ul>
  11. 11. Personagens
  12. 12. Personagem principal: <ul><li>a narrativa é realizada em torno da personagem principal, sendo a sua acção determinante para o desenrolar da mesma. </li></ul>
  13. 13. Personagem secundária: <ul><li>outras personagens que actuam em torno da principal, sendo a sua acção importante para o desenrolar da narrativa. </li></ul>
  14. 14. Figurante: <ul><li>As personagens que não são importantes para o desenrolar da narrativa mas servem para a composição do cenário ou para uma interacção esporádica com as personagens principal ou secundárias. </li></ul>
  15. 15. Relevo <ul><li>É dado pelo destaque que a personagem apresenta no desenvolvimento da acção. </li></ul>
  16. 16. Concepção: <ul><li>é dada pela dimensão e complexidade psicológica da personagem. </li></ul>
  17. 17. <ul><li>O narrador pode conceber uma personagem modelada ou redonda , ou seja, revelar aspectos relacionados com a profissão, vida privada, entre outros, e a personagem vai, modificando o seu comportamento e mostrando-se cada vez mais complexa e psicologicamente dinâmica. </li></ul>
  18. 18. <ul><li>Se o narrador concebe uma personagem que não evolui nem revela densidade psicológica, dizemos que a personagem é plana, pois não tem dinamismo interior. </li></ul>
  19. 19. Tempo da acção
  20. 20. <ul><li>O tempo cronológico é dado por expressões de contagem de tempo, como por exemplo: naquele dia; ontem; entre outras. Estas são notações temporais. </li></ul>
  21. 21. <ul><li>Tempo psicológico mais curto ou longo do que o tempo cronológico, depende da vivência especial do tempo. Este é condicionado pelo estado emocional das personagens, e pode ser breve quando se tem muito que fazer e aí o tempo passa rápido, ou pode ser longo quando se espera uma boa noticia e ela nunca mais chega. </li></ul>
  22. 22. Espaço da acção
  23. 23. <ul><li>O espaço físico é onde decorre a acção, o nome de cidade ou a referência a uma casa ou rua dão indicações do espaço da acção, são notações espaciais. </li></ul>
  24. 24. <ul><li>Elementos caracterizadores do ambiente e condições económicas das personagens, estamos perante o espaço social. </li></ul><ul><li>Se forem dadas a conhecer vivências especiais condicionadas pelo estado emocional das personagens, o espaço denomina-se por espaço psicológico </li></ul>
  25. 25. <ul><li>Narador </li></ul>
  26. 26. <ul><li>Tem a função de contar a história, coordena as personagens orienta os acontecimentos Pode ser participante na acção se é personagem principal ou secundária. Também pode ser não participante se estiver ausente na acção. </li></ul>
  27. 27. <ul><li>Um narrador objectivo é quando relata acontecimentos sem os cometer ou juízos de valor. </li></ul><ul><li>Um narrador subjectivo é quem comenta e valoriza ou desvaloriza situações, personagens ou acontecimentos. </li></ul>
  28. 28. <ul><li>Fim </li></ul>

×