Musica

692 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
692
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
3
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
10
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Musica

  1. 1. PAUTA MUSICAL E CLAVE DE SOL Para sabermos a altura de cada som utilizamos a pauta musical, composta por cinco linhas e quatro espaços, onde são escritas as notas musicais. Também existem notas que se colocam em espaços e linhas suplementares, inferiores e superiores. Um dos símbolos mais conhecidos em Música é a Clave de Sol . As claves (existem várias), servem para dar nome às notas, determinar a sua altura e a sua posição na pauta. A Clave de Sol coloca-se no início de cada pauta, na segunda linha.
  2. 2.      O que é o andamento? Quando falamos em andamento vem-nos à memória a ideia de movimento. De facto, esta palavra pode significar no dia-a-dia a forma como te deslocas: andando a passo lento ou rápido, correndo, marchando… Na linguagem musical a palavra andamento tem também um significado próprio, estando associada ao movimento que é característico de cada nota. Na realidade, podemos tocar ou cantar uma melodia ou canção com velocidades diferentes: de uma forma lenta, rápida, moderada, etc. Os compositores pensam logo em que andamento querem que a música seja interpretada. Por isso, quando a compõem, assinalam sobre a pauta o andamento que pretendem, utilizando um código que é conhecido por todos os músicos. Actualmente, é usado o seguinte código para identificar os vários andamentos:
  3. 3. - Largo - Vagaroso - Lentos - Adágio – Muito lento - Andante – Andamento de passeio - Médios - Moderato – Andamento moderado - Allegreto – Um pouco depressa - Allegro - Depressa - Rápidos - Vivace – Bastante depressa - Presto – Rápido - Prestissimo – Muito rápido
  4. 4. O andamento costuma estar associado ao ritmo marcado por um aparelho chamado metrónomo , que pode ser mecânico ou electrónico.
  5. 5. A Colcheia                                                                      Depois de teres aprendido a semínima e respectiva pausa, vamos agora conhecer outra figura rítmica – a colcheia . Se numa pulsação tivermos dois sons que dividem a pulsação em duas partes iguais, iremos encontrar duas novas figuras que são as colcheias.         Duas colcheias unidas
  6. 6. Esta é a forma de escrever duas colcheias, no entanto se quisermos também podemos escrevê-las separadas.         Duas colcheias separadas Se quisermos escrever apenas uma colcheia iremos escrevê-las da seguinte maneira:     Uma colcheia Para leres correctamente uma sequência de colcheias deverás compreender que a primeira colcheia coincide com a pulsação.
  7. 7. INTENSIDADE                     Como já sabes, os diversos sons têm características diferentes. Uma dessas características tem a ver com a força com que os sons são produzidos. Na linguagem musical, à força com que o som é produzido dá-se o nome de intensidade do som. Assim, há sons muito intensos, outros menos intensos e outros ainda tão pouco intensos que quase nem dás conta deles. Para ser mais fácil utilizar esta qualidade do som, tornou-se necessário criar um código: pp - p – mf – f – ff . A este aspecto da música, que estuda a variação da intensidade dos sons, dá-se o nome de dinâmica .

×