A minhoca rosinha grupo amêndoa

355 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
355
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
1
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
6
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

A minhoca rosinha grupo amêndoa

  1. 1. Universidade Aberta 2012/2013U.C. Voz e Dicção -Tertúlia Natalícia Online Equipa Amêndoa Leitura de : Paulo Peixoto Sandra Peralta Sandra Silva Sara Lages
  2. 2. A minhoca RosinhaTexto - Agrupamento Vertical Professora Diamantina NegrãoIncluído no Livro:
  3. 3. Era uma vez uma minhoca chamada Rosinha. Estavivia num sítio de que não gostava, porque era muitoseco, árido, faltava água e comida, desidratava-secom o calor.
  4. 4. Por isso um belo dia partiu em busca de qualidade devida. Deixou a sua terra natal e lá foi.Mas o MUNDO era muito GRANDE e a minhoca eramuito PEQUENINA e sentiu-se perdida, sozinha e semsaber para onde ir.Mas, como era uma minhoca muito corajosa, pensou:“vou na direcção das nuvens. Onde há nuvens, háchuva e talvez encontre um local húmido, bom paraviver”.
  5. 5. Se bem o pensou, melhor o fez! E lá foi.Andou, andou, andou, passou por montes e vales, atéque avistou, ao longe, uma casinha com uma hortatoda catita ao lado, cheia de alfaces e couves muitotenrinhas!
  6. 6. Perguntou a um senhor que ia a passar de bicicleta:“Como é que se chama este sítio?” E ele respondeu: “Aquié Vale Navio. É onde fica o Jardim de Infância de ValeCarro, onde existem duas salas de crianças muitotrabalhadoras!
  7. 7. No exterior, existe uma horta biológica, cultivada coma ajuda das crianças. A D. Minhoca vai gostar deconhecer, porque a horta está muito bem cuidada!”.
  8. 8. A minhoca seguiu as indicações que o senhor lhe deu elá conseguiu chegar à horta, depois de uma subidaextenuante, que a deixou sem forças. Fraquinha,faminta, farta de tanto andar, ao ver a horta, ficou tãofeliz, tão feliz, que até lhe vieram as lágrimas aos olhos- lágrimas de felicidade, é claro!
  9. 9. Finalmente tinha encontrado um LAR, onde podiaconstituir família e viver feliz. Comeu umas ricasfolhinhas de alface, bebeu um pouco de orvalho dasfolhas das favas e adormeceu,
  10. 10. sonhando com as nuvens, com a chuva, essa amigapoderosa que lhe proporcionara este magnífico lugar, ecom as crianças que tinham trabalhado nele - o seuPARAÍSO, ao qual pôs o nome de

×