CHAPEUZINHO VERMELHO E O LOBO BOM

400 visualizações

Publicada em

TRABALHO TECNOLOGIA DA EDUCAÇÃO

FOTONOVELA

Publicada em: Educação
0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
400
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
1
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
2
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

CHAPEUZINHO VERMELHO E O LOBO BOM

  1. 1. TONOVELAFO CHAPEUZINHO VERMELHO E O LOBO BOM LITERATURA INFANTIL fonte: Projetos escolares educação infantil/nº 50
  2. 2. CHAPEUZINHO Chapeuzinhovermelho e o loboOVERMELHO E CCLOBO BOM bom
  3. 3. Era uma vez uma menina chamada Chapeuzinho Vermelho. Todos achamavam por esse apelido porque usava uma bonita capinha vermelha comcapuz feita por sua avó.
  4. 4. Chapeuzinho era uma menina muito feliz.Vivia conversando com os .passarinhos e cuidava da natureza com muito carinho.Todos a amavam por sua alegria e generosidade.
  5. 5. Chapeuzinho, Chapeuzinho, vai levar esses doces para vovó que está muito doente.A mamãe recomendou à menina que não parasse no caminho nemconversasse com estranhos, mas que fosse direto para casa da vovó.
  6. 6. Pela estrada a foraeu vou bem sozinha,leva esses doces para a vovozinha.Ela mora longe o caminho é deserto e o lobo mal passou aqui por perto.
  7. 7. O Lobo ouvindo essas últimas palavras, ficou muito triste. _ Olá boa criança! Aonde vai debaixo desse sol tão quente?
  8. 8. Chapeuzinho, muito espantada respondeu: _ Sua mãe tem toda _ Que susto o razão, mas hoje eu sou senhor me um velho e sábio lobo. deu! Minha Quando eu era jovem, mãe um caçador me recomendou ensinou que quem faz para que eu maldades acaba se não dando mal. Desse dia conversasse em diante, eu aprendi com a lição e ensino aos estranhos, meus netinhos. Mas pois é muito pra onde você está perigoso, e o indo, Chapeuzinho? Lobo Mau continua por aí.
  9. 9. _ Eu vou levar essesdoces para minha avó que ela está muito doente.
  10. 10. _ É por isso que sua vovó não sara. Os doces devem ficar para sobremesa. As pessoas doentes devemcomer alimentos saudáveispara terem boa saúde, e as pessoas que não estãodoentes, também, para não adoecerem. Comendo apenas doces a vovó não vai sarar nunca.
  11. 11. _ Volte para casa e peça pra mamãe colocar na cestinha alimentospra uma refeição saudável e, depois disso, sua avozinha vai sarar.
  12. 12. Chapeuzinho Vermelho seguiu os conselhos do velho e sábio lobo e seguiu para casa davovó cantando essa nova canção, que era assim: _ Pela estrada afora eu vou bem sozinha, levar bons alimentos para a vovozinha, Ela mora longe e o caminho é deserto e o Lobo Bom passeia aqui por perto.
  13. 13. _ Eu sou um lobo sábio, comeducação, ensino a fazer boa alimentação.
  14. 14. Chegando à casa da vovó, a netinha a encontrou muito fraquinha. Tambémpudera! Tantos anos só comendo doces!
  15. 15. Além de fraquinha os dentinhos estavam todos cheios de cáries. Então a netinha explicou direitinhopara sua avó como as pessoas devemse alimentar. Explicou-lhe, também,que é importante fazer suas refeições nas horas certas e não desperdiçar comida. Deve deixar os deliciosos doces para a sobremesa e que não pode esquecer de escovar os dentes após cada refeição.
  16. 16. No final da história, a vovó sarou, foi ao dentista e tratou os dentinhos cariados e ficou comum sorriso encantador.
  17. 17. Todos da família foram à floresta agradecer ao velho e sábio lobo pelosbons conselhos. fim
  18. 18. LéiaPereira.RA :1110953 Denise Marcela Ribeiro Leandro RA1110990 RA1111675 Margarete Sandra Passos RA Helia 1111085 RA1111083
  19. 19. ALUNAS:DENISE RIBEIRO RA:1110990LÉIA PEREIRA RA:1110953MARCELA LEANDRO RA:1111675MARGARETE PASSOS RA:1111085SANDRA HELIA RA:1111083
  20. 20. FICHA TÉCNICAROTEIRO: PRODUÇÃO COLETIVAFIGURINO: CEI LARZINHOMAQUIAGEM:LÉIAFOTOGRAFIA: KARENEDIÇÃO DE IMAGENS E DIREÇÃO:PRODUÇÃO COLETIVA.FACULDADE SUMARÉCURSO DE PEDAGOGIADISCIPLINA: TECNOLOGIAEDUCACIONALPROFESSOR: FABIO MORAESTURMA:3IPN1BSÃO PAULO, 04 DE JUNHO 2012.
  21. 21. AS PERSONAGENS POR TRÁS DOS BASTIDORES

×