Banco de Dados
Jorge Ávila
Antes de mais nada
 Normalização:
 Primeira Forma Normal:
 Uma tabela está na 1FN, se e somente se, não possuir
atribut...
Antes de mais nada
 Normalização:
 Segunda Forma Normal
 Uma relação está na 2FN se, e somente se, estiver na 1FN
e cad...
Antes de mais nada
 Normalização:
 Terceira Forma Normal
 Uma relação R está na 3FN, se estiver na 2FN e
cada atributo ...
BANCOS DE DADOS
RELACIONAIS
 Os Bancos de Dados Relacionais foram

desenvolvidos para facilitar o acesso aos dados.
Pois ...
BANCOS DE DADOS
RELACIONAIS
 Temos a “Tabela Clientes” que contém duas

colunas que são o “Código do Cliente” e o
“Nome”,...
BANCOS DE DADOS
RELACIONAIS
 Se houverem informações a serem

armazenadas, você tem uma entidade.
Exemplificando: Eu dese...
BANCOS DE DADOS
RELACIONAIS
 As tabelas relacionam-se umas as outras através

de chaves. Uma chave é um conjunto de um ou...
História
 A primeira versão da linguagem SQL, chamada

SEQUEL (Structured Query English
Language), surgiu em 1974 nos lab...
Linguagem SQL
 Linguagem de definição de dados (DDL)
 Permite ao usuário a definição da estrutura e

organização dos dad...
Linguagem SQL
 Linguagem de manipulação de dados

(DML)
 Permite a um usuário, ou a um programa de

aplicação, a execuçã...
função

comandos SQL

descrição do
comando

exemplo

inclusões

Insert

é usada para
inserir um registro
(formalmente uma
...
Linguagem SQL
 DCL - Linguagem de Controle de Dados
 O DCL (Data Control Language - Linguagem de

Controle de Dados).
 ...
Linguagem SQL
 DTL - Linguagem de Transação de Dados
 BEGIN WORK (ou START

TRANSACTION, dependendo do dialeto SQL) pode...
Vantagens e Desvantagens da
Linguagem SQL
 Vantagens:
 Independência de fabricante
 Portabilidade entre plataformas de ...
Vantagens e Desvantagens da
Linguagem SQL
 Desvantagens:
 Falta de ortogonalidade nas expressões, funções

embutidas, va...
jorgeavila11.wordpress.com
Gostou ?
Compartilha...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Aula 10 banco de dados

885 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
885
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
1
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
70
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Aula 10 banco de dados

  1. 1. Banco de Dados Jorge Ávila
  2. 2. Antes de mais nada  Normalização:  Primeira Forma Normal:  Uma tabela está na 1FN, se e somente se, não possuir atributos multivalorados.  Uma relação está na 1FN quando todos os atributos da relação estiverem baseados em um domínio simples, não contendo grupos ou valores repetidos  Exemplo  Projetos(codp, tipo, descrição, code, nome, categ, salário, d ata_início, tempo_aloc)  Outra forma de identificar se a tabela não está na 1FN é verificando se existe tabela aninhadas, ou seja, mais de um registro para uma chave primária
  3. 3. Antes de mais nada  Normalização:  Segunda Forma Normal  Uma relação está na 2FN se, e somente se, estiver na 1FN e cada atributo não-chave for dependente da chave primária inteira, isto é, cada atributo não-chave não poderá ser dependente de apenas parte da chave.  No caso de tabelas com chave primária composta, se um atributo depende apenas de uma parte da chave primária, então esse atributo deve ser colocado em outra tabela.  Exemplo:  Projetos(codp, tipo, descrição)  Empregados(code, nome, categ, salário)  ProjEmp(codp, code, data_início, tempo_aloc)
  4. 4. Antes de mais nada  Normalização:  Terceira Forma Normal  Uma relação R está na 3FN, se estiver na 2FN e cada atributo não-chave de R não possuir dependência transitiva, para cada chave candidata de R.  Projetos(codp, tipo, descrição)  Empregados(code, nome, categ)  Categorias(categ, salário)  ProjEmp(codp, code, data_início, tempo_aloc)
  5. 5. BANCOS DE DADOS RELACIONAIS  Os Bancos de Dados Relacionais foram desenvolvidos para facilitar o acesso aos dados. Pois enquanto em um banco de dados hierárquico os usuários precisam definir as questões de maneira mais específica, iniciando pela raiz, nos Bancos de Dados Relacionais os usuários podem fazer perguntas relacionadas através de vários pontos.  A arquitetura de um banco de dados relacional pode ser descrita usando os termos tabela, linha e coluna. Veja um exemplo;
  6. 6. BANCOS DE DADOS RELACIONAIS  Temos a “Tabela Clientes” que contém duas colunas que são o “Código do Cliente” e o “Nome”, Cada linha é formada por uma lista ordenada de colunas representando um registro.  Então um registro é uma instância de uma tabela, ou entidade. Uma entidade é uma representação de um conjunto de informações sobre determinado conceito do sistema. Toda entidade possui atributos, que são as informações que referenciam a entidade.
  7. 7. BANCOS DE DADOS RELACIONAIS  Se houverem informações a serem armazenadas, você tem uma entidade. Exemplificando: Eu desejo armazenar os seguintes dados do livro:  Título, Autor, Editora, Ano, Edição e Volume. Temos então a entidade Livro.  No exemplo acima “Antônio Silva” é uma instância (registro) da “Tabela Clientes”. As colunas de uma tabela são também chamadas de atributos. Então a coluna “Nome” é um atributo da “Tabela Clientes”.
  8. 8. BANCOS DE DADOS RELACIONAIS  As tabelas relacionam-se umas as outras através de chaves. Uma chave é um conjunto de um ou mais atributos que determinam a unicidade de cada registro. No nosso caso a chave da “Tabela Clientes” é o “Código do Cliente”, pois ele é único para cada registro.
  9. 9. História  A primeira versão da linguagem SQL, chamada SEQUEL (Structured Query English Language), surgiu em 1974 nos laboratórios da IBM (Califórnia). Entre 1976 e 1977 ela foi revisada e ampliada, tendo então o seu nome alterado para SQL.  Devido ao sucesso da nova forma de consulta e manipulação de dados dentro de um ambiente de banco de dados, sua utilização tornou-se cada vez maior. Vários SGBD’s atuais utilizam o SQL como a linguagem padrão para o acesso às bases de dados.
  10. 10. Linguagem SQL  Linguagem de definição de dados (DDL)  Permite ao usuário a definição da estrutura e organização dos dados armazenados, e das relações existentes entre eles.  Alguns sistemas de banco de dados usam o comando ALTER, que permite ao usuário alterar um objeto, por exemplo, adicionando uma coluna a uma tabela existente.  Outros comandos DDL:         CREATE DATABASE CREATE TABLE CREATE INDEX CREATE VIEW ALTER TABLE ALTER INDEX DROP INDEX DROP VIEW
  11. 11. Linguagem SQL  Linguagem de manipulação de dados (DML)  Permite a um usuário, ou a um programa de aplicação, a execução de operações de inclusão, remoção, seleção ou atualização de dados previamente armazenados na base de dados.  Os comandos que realizam respectivamente as funções acima referidas são:  Insert;  Select;  Update;  Delete.
  12. 12. função comandos SQL descrição do comando exemplo inclusões Insert é usada para inserir um registro (formalmente uma tupla) a uma tabela existente Insert into Pessoa (id, nome, sexo) value; consultas Select O Select é o principal comando usado em SQL para realizar consultas a dados pertencentes a uma tabela. Select * From Pessoa; alterações Update para mudar os valores de dados em uma ou mais linhas da tabela existente. UPDATE Pessoa SET data_nascimento = '11/09/1985' WHERE id_pessoa =7 exclusões Delet permite remover DELETE FROM
  13. 13. Linguagem SQL  DCL - Linguagem de Controle de Dados  O DCL (Data Control Language - Linguagem de Controle de Dados).  DCL controla os aspectos de autorização de dados e licenças de usuários para controlar quem tem acesso para ver ou manipular dados dentro do banco de dados.  Duas palavras-chaves da DCL:  GRANT - autoriza ao usuário executar ou setar operações.  REVOKE - remove ou restringe a capacidade de um usuário de executar operações.
  14. 14. Linguagem SQL  DTL - Linguagem de Transação de Dados  BEGIN WORK (ou START TRANSACTION, dependendo do dialeto SQL) pode ser usado para marcar o começo de uma transação de banco de dados que pode ser completada ou não.  COMMIT finaliza uma transação dentro de um sistema de gerenciamento de banco de dados.  ROLLBACK faz com que as mudanças nos dados existentes desde o último COMMIT ou ROLLBACK sejam descartadas.  DQL - Linguagem de Consulta de Dados  Embora tenha apenas um comando, a DQL é a parte da SQL mais utilizada. O comando SELECT permite ao usuário especificar uma consulta ("query") como uma descrição do resultado desejado
  15. 15. Vantagens e Desvantagens da Linguagem SQL  Vantagens:  Independência de fabricante  Portabilidade entre plataformas de hardware e software  Redução dos custos com treinamento  Usa inglês estruturado de alto nível  Permite consultas interativas  Múltiplas visões dos dados  Definição dinâmica dos dados
  16. 16. Vantagens e Desvantagens da Linguagem SQL  Desvantagens:  Falta de ortogonalidade nas expressões, funções embutidas, variáveis indicadoras, referência a dados correntes, constante NULL, conjuntos vazios, e etc;  Definição formal da linguagem após sua criação;  Discordância com as linguagens hospedeiras (geralmente procedurais e orientadas para registros e não para conjuntos);  Falta de algumas funções;  Não dá suporte a alguns aspectos do modelo relacional (join explícito, domínios, e etc.) Críticas (segundo C.J. Date)
  17. 17. jorgeavila11.wordpress.com
  18. 18. Gostou ? Compartilha...

×