TRANSFORMA BRASIL Formação e Inclusão da Mulher
Sistema de Cotas <ul><li>Apesar de apresentar um crescimento significativo desde 1990, as mulheres ainda são minoria na po...
Política com qualidades femininas <ul><ul><li>&quot;É muito importante disputar o poder, exercer o poder enquanto mulher, ...
Dificuldades Atuais para Inclusão da Mulher no processo político <ul><li>Muito da limitação da presença da mulher nas esfe...
Democracia e mulheres  <ul><li>A conquista de espaços pelas mulheres deve ser entendida também como uma forma de luta pela...
COMO TRANSFORMAR ?  <ul><li>&quot;Não é simples mudar o que está aí. É uma tarefa gigantesca, até porque não fomos educado...
PRB MULHER - SÃO PAULO <ul><li>Maria Christina Mendes Caldeira </li></ul><ul><li>Daniela Buzzaid Fleury  </li></ul><ul><li...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Transforma Brasil

508 visualizações

Publicada em

Publicada em: Turismo, Tecnologia
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
508
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
8
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
2
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Transforma Brasil

  1. 1. TRANSFORMA BRASIL Formação e Inclusão da Mulher
  2. 2. Sistema de Cotas <ul><li>Apesar de apresentar um crescimento significativo desde 1990, as mulheres ainda são minoria na política brasileira. </li></ul><ul><li>Em 1996, o Congresso Nacional instituiu o sistema de cotas na Legislação Eleitoral --que obrigava os partidos a inscreverem, no mínimo, 20% de mulheres nas chapas proporcionais. No ano seguinte, o sistema foi revisado e o mínimo passou a ser de 30%. </li></ul><ul><li>o sistema de cotas não garante às mulheres um real acesso ao poder, já que os partidos não recebem nenhuma sanção caso não atinjam o percentual estabelecido. </li></ul>
  3. 3. Política com qualidades femininas <ul><ul><li>&quot;É muito importante disputar o poder, exercer o poder enquanto mulher, com características próprias, com sensibilidade, com senso de justiça, com a preocupação ética no trato da coisa pública. Temos características próprias e terminamos fazendo a diferença em relação aos homens. Não no sentido de nos considerarmos melhores, mas a sociedade avança na civilização quando os complementos interagem“ </li></ul></ul>
  4. 4. Dificuldades Atuais para Inclusão da Mulher no processo político <ul><li>Muito da limitação da presença da mulher nas esferas de poder está ligado a questões econômicas. &quot;Apenas 4% da riqueza do mundo está nas mãos de mulheres, e riqueza e poder têm tudo a ver“ </li></ul><ul><li>Há muita diferença na captação de dinheiro. Elas não mobilizam tantos recursos para campanhas eleitorais quanto os homens, pois eles têm mais compromissos e proximidade com o mundo empresarial, com o capital, ao contrário das mulheres.“ </li></ul><ul><li>A participação da mulher na política é muito pequena, e isso também revela a natureza atrasada de nossa sociedade, uma sociedade conservadora. É o ranço que permanece de uma sociedade patriarcal, patrimonialista, em que a mulher era considerada patrimônio do homem </li></ul>
  5. 5. Democracia e mulheres <ul><li>A conquista de espaços pelas mulheres deve ser entendida também como uma forma de luta pela Democracia. &quot;Toda vez que a gente fala dessa situação das mulheres, na verdade o que estamos falando é na democratização da sociedade, a assimilação de segmentos excluídos num plano de igualdade maior. Acho que a gente tem de falar disso, pois o discurso está muito distante do processo real&quot; </li></ul><ul><li>Elas possuem um sentido de responsabilidade muito grande, principalmente por causa da maternidade, que as faz se dedicarem mais aos outros. </li></ul>
  6. 6. COMO TRANSFORMAR ? <ul><li>&quot;Não é simples mudar o que está aí. É uma tarefa gigantesca, até porque não fomos educados nessa perspectiva, muito pelo contrário. O machismo é um preconceito, é uma dimensão da cultura dominante e certamente quem educa reproduz essa cultura, esses valores. Cabe a todos nós mudar essa realidade no dia-a-dia&quot;. Luiza Erundina </li></ul>
  7. 7. PRB MULHER - SÃO PAULO <ul><li>Maria Christina Mendes Caldeira </li></ul><ul><li>Daniela Buzzaid Fleury </li></ul><ul><li>Lucia Costa </li></ul><ul><li>Alessandra Muller </li></ul><ul><li>Silvia Campos Salles </li></ul>

×