Diagramas de Sequˆncia                     e    Ultra-Light version          Alberto Sim˜es                     o    alber...
Diagramas de Sequˆncia                 e    Os diagramas de sequˆncia s˜o um membro importante do                        e...
Diagramas de Sequˆncia                 e    Tˆm como objetivo capturar a ordem de intera¸˜es entre      e                 ...
Diagramas de Sequˆncia                 eParticipantes                  Participante 1                        Participante ...
Diagramas de Sequˆncia                 eParticipantes                Participante 1                        Participante 2 ...
Diagramas de Sequˆncia                 eParticipantes  Existem dois tipos de diagramas, que podem ser de alto n´          ...
Diagramas de Sequˆncia                 eTempo        O tempo, num diagrama de sequˆncia, come¸a no topo da                ...
Diagramas de Sequˆncia                 eEventos, Sinais e Mensagens                     Participante 1                   P...
Diagramas de Sequˆncia                 eEventos, Sinais e Mensagens                     Participante 1                   P...
Diagramas de Sequˆncia                 eEventos, Sinais e Mensagens       Invocador                                       ...
Diagramas de Sequˆncia                 eEventos, Sinais e Mensagens       A intera¸˜o num diagrama de sequˆncia ocorre qua...
Diagramas de Sequˆncia                 eBarras de Ativa¸˜o               ca       Invocador                               ...
Diagramas de Sequˆncia                 eBarras de Ativa¸˜o               ca       Quando uma mensagem ´ enviada a um parti...
Diagramas de Sequˆncia                 eMensagens Aninhadas       Participante 1               Participante 2             ...
Diagramas de Sequˆncia                 eMensagens de Retorno          A mensagem de retorno ´ opcional, e serve para mostr...
Diagramas de Sequˆncia                 eFragmentos de Sequˆncia                  e        Participante 1              Part...
Diagramas de Sequˆncia                 eFragmentos de Sequˆncia                  e       Um fragmento de sequˆncia ´ uma c...
Diagramas de Sequˆncia                 eFragmentos de Sequˆncia                  e  Alguns tipos de fragmentos:   alt dado...
Diagramas de Sequˆncia                 eFragmentos de Sequˆncia                  e  Alguns tipos de fragmentos:   alt dado...
Diagramas de Sequˆncia                 eFragmentos de Sequˆncia                  e  Alguns tipos de fragmentos:   alt dado...
Diagramas de Sequˆncia                 eFragmentos de Sequˆncia                  e  Alguns tipos de fragmentos:   alt dado...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Aula 04 - Introdução aos Diagramas de Sequência

1.135 visualizações

Publicada em

Introdução ultra-light aos diagramas de sequência, para a disciplina de planeamento de sistemas de informação do mestrado em informação empresarial da escola superior de estudos industriais e de gestão do instituto politecnico do porto, ano lectivo de 2012/2013.

Publicada em: Tecnologia
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.135
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
3
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
23
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Aula 04 - Introdução aos Diagramas de Sequência

  1. 1. Diagramas de Sequˆncia e Ultra-Light version Alberto Sim˜es o alberto.simoes@eu.ipp.ptPlaneamento de Sistemas de Informa¸˜o ca Mestrado em Informa¸˜o Empresarial ca 2012/2013 Alberto Sim˜es o Diagramas de Sequˆncia Ultra-Light version e 1/18
  2. 2. Diagramas de Sequˆncia e Os diagramas de sequˆncia s˜o um membro importante do e a grupo dos diagramas de intera¸˜o; ca Os diagramas de intera¸˜o modelam as intera¸˜es entre as ca co partes intervenientes no sistema; Neste grupo de diagramas, incluem-se tamb´m: e diagramas de comunica¸˜o; ca diagramas de temporiza¸˜o; ca Os diagramas de sequˆncia s˜o os mais populares, e a possivelmente porque s˜o os mais f´ceis de entender por a a pessoas externas ao UML. Alberto Sim˜es o Diagramas de Sequˆncia Ultra-Light version e 2/18
  3. 3. Diagramas de Sequˆncia e Tˆm como objetivo capturar a ordem de intera¸˜es entre e co partes do sistema; ´ E poss´ descrever que itera¸˜es ser˜o despoletadas quando ıvel co a determinado case de uso ´ executado, e qual a ordem pela e qual essas itera¸˜es ir˜o ocorrer; co a Podem incluir muita mais informa¸˜o sobre esta intera¸˜o, ca ca mas a sua relevˆncia ´ a simplicidade e efetividade com que a e comunicam a ordem de eventos ao longo de uma intera¸˜o. ca Alberto Sim˜es o Diagramas de Sequˆncia Ultra-Light version e 3/18
  4. 4. Diagramas de Sequˆncia eParticipantes Participante 1 Participante 2 participantes identificação do participante linha do tempo S˜o compostos por uma cole¸˜o de participantes: a ca partes do sistema que interagem durante a sequˆncia. e A posi¸˜o de um participante numa sequˆncia ´ importante. ca e e Ao contr´rio de outros diagramas, os de sequˆncia s˜o sempre a e a organizados verticalmente. Alberto Sim˜es o Diagramas de Sequˆncia Ultra-Light version e 4/18
  5. 5. Diagramas de Sequˆncia eParticipantes Participante 1 Participante 2 participantes identificação do participante linha do tempo A cada participante est´ associada uma linha do tempo; a A linha do tempo serve para indicar, a cada momento, se esse participante existe nesse ponto da sequˆncia; e Alberto Sim˜es o Diagramas de Sequˆncia Ultra-Light version e 5/18
  6. 6. Diagramas de Sequˆncia eParticipantes Existem dois tipos de diagramas, que podem ser de alto n´ ıvel, ou baixo n´ ıvel num diagrama de baixo n´ os participantes s˜o, ıvel a habitualmente, classes, objetos, ou m´dulos do sistema, e as o mensagens trocadas s˜o invoca¸˜es a m´todos dispon´ a co e ıveis nesses mesmos objetos; num diagrama de alto n´ os participantes podem ser ıvel simplesmente atores, o sistema, uma base de dados ou em alguns casos, a interface com o utilizador; Alberto Sim˜es o Diagramas de Sequˆncia Ultra-Light version e 6/18
  7. 7. Diagramas de Sequˆncia eTempo O tempo, num diagrama de sequˆncia, come¸a no topo da e c p´gina, abaixo do participante mais acima, e progride pela a p´gina abaixo; a A ordem pela qual as intera¸˜es s˜o colocadas pela p´gina co a a abaixo indica a ordem pela qual estas intera¸˜es se realizam co ao longo do tempo; O tempo num diagrama de sequˆncia ´ apenas relevante em e e termos de ordem, e n˜o em termos de dura¸˜o; a ca Embora a altura em que uma intera¸˜o ocorre seja indicada, ca essa posi¸˜o n˜o ´ proporcional ` altura em que outras ca a e a intera¸˜es ocorrem; co Alberto Sim˜es o Diagramas de Sequˆncia Ultra-Light version e 7/18
  8. 8. Diagramas de Sequˆncia eEventos, Sinais e Mensagens Participante 1 Participante 2 Mensagem Evento de Evento de "envio de "receção de mensagem" mensagem" A parte mais pequena de uma intera¸˜o ´ um evento; ca e Um evento ´ qualquer ponto onde algo ocorre. e Alberto Sim˜es o Diagramas de Sequˆncia Ultra-Light version e 8/18
  9. 9. Diagramas de Sequˆncia eEventos, Sinais e Mensagens Participante 1 Participante 2 Mensagem Evento de Evento de "envio de "receção de mensagem" mensagem" Eventos s˜o os blocos construtores para sinais e mensagens; a Sinais e mensagens s˜o nomes diferentes para o mesmo a conceito: sinal ´ a terminologia usada por analistas de sistemas; e mensagem ´ a terminologia usada por engenheiros de software; e Alberto Sim˜es o Diagramas de Sequˆncia Ultra-Light version e 9/18
  10. 10. Diagramas de Sequˆncia eEventos, Sinais e Mensagens Invocador Recetor da da Mensagem Mensagem Participante 1 Participante 2 Mensagem (argumentos) Barra de Barra de ativação do ativação do Invocador Recetor Seta de Mensagem retorno e assinatura (opcional) (opcional) Alberto Sim˜es o Diagramas de Sequˆncia Ultra-Light version e 10/18
  11. 11. Diagramas de Sequˆncia eEventos, Sinais e Mensagens A intera¸˜o num diagrama de sequˆncia ocorre quando um ca e participante decide enviar uma mensagem a outro participante; As mensagens num diagrama de sequˆncia s˜o especificadas e a usando usa seta, do participante que deseja enviar a mensagem (o invocador) para o participante que deve receber essa mensagem (o recetor); As mensagens podem fluir em qualquer dire¸˜o que fa¸a ca c sentido para a intera¸˜o requerida: ca da esquerda para a direita, da direita para a esquerda, ou mesmo para si pr´prio. o Uma mensagem pode ser vista como um evento que ´ passado e do invocador para o recetor para que este realize alguma opera¸˜o. ca Alberto Sim˜es o Diagramas de Sequˆncia Ultra-Light version e 11/18
  12. 12. Diagramas de Sequˆncia eBarras de Ativa¸˜o ca Invocador Recetor da da Mensagem Mensagem Participante 1 Participante 2 Mensagem (argumentos) Barra de Barra de ativação do ativação do Invocador Recetor Seta de Mensagem retorno e assinatura (opcional) (opcional) Alberto Sim˜es o Diagramas de Sequˆncia Ultra-Light version e 12/18
  13. 13. Diagramas de Sequˆncia eBarras de Ativa¸˜o ca Quando uma mensagem ´ enviada a um participante, ela e despoleta o participante recetor para realizar algo: neste momento o recetor ´ dito como ativo! e Para mostrar que um participante est´ ativo, ou seja, a realizar a uma qualquer opera¸˜o, ´ usada uma barra de ativa¸˜o; ca e ca Tamb´m ´ habitual desenhar a barra de ativa¸˜o no e e ca invocador, demonstrando que est´ ocupado a enviar a a mensagem, e que estar´ ocupado depois de receber a resposta; a As barras de ativa¸˜o s˜o opcionais, j´ que podem gerar ru´ ca a a ıdo num diagrama de grandes dimens˜es. o Alberto Sim˜es o Diagramas de Sequˆncia Ultra-Light version e 13/18
  14. 14. Diagramas de Sequˆncia eMensagens Aninhadas Participante 1 Participante 2 Participante 3 Mensagem Inicial Mensagem aninhada 1 Mensagem aninhada 2 Alberto Sim˜es o Diagramas de Sequˆncia Ultra-Light version e 14/18
  15. 15. Diagramas de Sequˆncia eMensagens de Retorno A mensagem de retorno ´ opcional, e serve para mostrar, no e final de uma barra de ativa¸˜o, retornar ao participante que ca enviou a mensagem original. Por vezes o uso das mensagens de retorno podem tornar os diagramas confusos. No entanto, estas mensagens de retorno s˜o impl´ a ıcitas sempre que uma barra de ativa¸˜o termina1 . ca Embora as mensagens sejam habitualmente enviadas entre dois participantes diferentes, ´ normal que um participante e envie uma mensagem a si mesmo. 1 Para mensagens s´ ıncronas. . . Alberto Sim˜es o Diagramas de Sequˆncia Ultra-Light version e 15/18
  16. 16. Diagramas de Sequˆncia eFragmentos de Sequˆncia e Participante 1 Participante 2 Participante 3 Mensagem Inicial alt Mensagem opcional 1 [condição] [else] Mensagem opcional 2 Alberto Sim˜es o Diagramas de Sequˆncia Ultra-Light version e 16/18
  17. 17. Diagramas de Sequˆncia eFragmentos de Sequˆncia e Um fragmento de sequˆncia ´ uma caixa que engloba uma e e por¸˜o de intera¸˜es; ca co Uma caixa de fragmento de sequˆncia sobrep˜e-se na posi¸˜o e o ca do diagrama onde essa por¸˜o de intera¸˜es se realiza; ca co Pode conter qualquer n´mero de intera¸˜es e, em diagramas u co complexos, at´ outros fragmentos; e No canto superior esquerdo da caixa de fragmento ´ indicado e o tipo de fragmento. No diagrama anterior, o operador ´ o alt, que indica que cada e um dos grupos de intera¸˜es s˜o alternativas. co a Alberto Sim˜es o Diagramas de Sequˆncia Ultra-Light version e 17/18
  18. 18. Diagramas de Sequˆncia eFragmentos de Sequˆncia e Alguns tipos de fragmentos: alt dado um conjunto de guardas, e dependendo de qual ´ e verdadeiro, a correspondente sub-cole¸˜o de intera¸˜es ser´ ca co a executada; Alberto Sim˜es o Diagramas de Sequˆncia Ultra-Light version e 18/18
  19. 19. Diagramas de Sequˆncia eFragmentos de Sequˆncia e Alguns tipos de fragmentos: alt dado um conjunto de guardas, e dependendo de qual ´ e verdadeiro, a correspondente sub-cole¸˜o de intera¸˜es ser´ ca co a executada; loop dado um n´mero m´ u ınimo ou m´ximo de vezes (ou um guarda), a a correspondente sub-cole¸˜o ser´ executada o n´mero de ca a u vezes indicado (ou enquanto o guarda for verdadeiro); Alberto Sim˜es o Diagramas de Sequˆncia Ultra-Light version e 18/18
  20. 20. Diagramas de Sequˆncia eFragmentos de Sequˆncia e Alguns tipos de fragmentos: alt dado um conjunto de guardas, e dependendo de qual ´ e verdadeiro, a correspondente sub-cole¸˜o de intera¸˜es ser´ ca co a executada; loop dado um n´mero m´ u ınimo ou m´ximo de vezes (ou um guarda), a a correspondente sub-cole¸˜o ser´ executada o n´mero de ca a u vezes indicado (ou enquanto o guarda for verdadeiro); opt dado um guarda, a correspondente sub-cole¸˜o s´ ser´ ca o a executada se o guarda for verdadeiro; Alberto Sim˜es o Diagramas de Sequˆncia Ultra-Light version e 18/18
  21. 21. Diagramas de Sequˆncia eFragmentos de Sequˆncia e Alguns tipos de fragmentos: alt dado um conjunto de guardas, e dependendo de qual ´ e verdadeiro, a correspondente sub-cole¸˜o de intera¸˜es ser´ ca co a executada; loop dado um n´mero m´ u ınimo ou m´ximo de vezes (ou um guarda), a a correspondente sub-cole¸˜o ser´ executada o n´mero de ca a u vezes indicado (ou enquanto o guarda for verdadeiro); opt dado um guarda, a correspondente sub-cole¸˜o s´ ser´ ca o a executada se o guarda for verdadeiro; par indica que as sub-cole¸˜es indicadas poder˜o ser executadas co a em paralelo, e que n˜o dependem entre si. a Alberto Sim˜es o Diagramas de Sequˆncia Ultra-Light version e 18/18

×