Time of use tariffs

139 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
139
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
1
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Time of use tariffs

  1. 1. Time of Use Regulation (TOU)
  2. 2. Previa influencia  PURPA - Public Utility Regulatory Power Act Power (1978) determinou que as Comissões de serviço Publico nos EUA definissem politicas de TOU- Pricing.  PURPA estabeleceu que as tarifas deveriam contemplar (i) Conservação de Energia; (ii) Uso eficiente de recursos e (iii) Politicas equânimes aos clientes.
  3. 3. Conceitos Politicas Publicas bem concebidas deveriam otimizar os benefícios dos consumidores e dos produtores Problema Regulatório  qual o critério para levar em conta os benefícios de ambos os lados?
  4. 4. Conceitos A maioria das PP falha no quesito de equilíbrio entre os benefícios uma vez que os sinais de preços oferecidos para o consumidor não refletem as diferenças de custos dos produtores Problema regulatório em sistemas totalmente desverticalizados deveria ser tentado equilibrar os benefícios do gerador, distribuidor e consumidor
  5. 5. Conceitos e Experimentos • Métrica para avaliar a PP (TOU) seria o valor do $$ economizado. Experimento realizado no estado de Wisconsin com 10 grupos variou a relação de preço na ponta e fora ponta de 2:1; 4:1 e 8:1 e o numero de horas de ponta 6; 9 ou 12 horas. Um grupo teve tarifas flat e o dispêndio neste grupo foi considerado base 100 Relações de tarifas 2:1 prejudicaram os clientes levando a um aumento do dispêndio, , na relação de 4:1 promoveram ganhos pequenos ( 1 a 1,5% na media) e para a relação 1: 8 os ganhos foram de 6 a 7% Richard C. Parks; David Weizel. Measuring the consumer welfare effects of time differentiated electricity prices; Journal of Econometrics 26 ( 1984) p35-64.

×