Há quem diga que viver     é atravessar desertos;Andar, andar e andar em direção   ao melhor de nós mesmos.
E nesta travessia sem fim,    é importante estar atentopara com as pessoas com as quais   a jornada compartilhamos.
“Ninguém                            muda ninguém;                        ninguém muda sozinho;                            ...
Quem são aqueles   com quem você partilha a jornada?   Mais importante  do que o caminhoé o destino almejado...
Acerca do tempo, tudo ignoramos;  Apesar de sermos feitos de tempo,ou, pelo menos, da sensação do tempo.
O deserto possui um outro tempo, outro ritmo.Ao contemplar suas dunas, compreendemos que temos a eternidade detrás, dentro...
A cada nova manhã,   diante da luz que a pele acaricia,temos duas opções:...
Acolher a Luz, ou negá-la.
Acolher a Luz  significa reconhecer     a fragilidade e      a brevidade da existência terrena,manifestando gratidão   por...
Negar a Luz    é negar o vínculomisterioso e vital que nos une ao Sopro, à Fonte.
Negar a Luz  é negar o vínculoessencial que nos une   aos demais seres.
Livre arbítrio é escolher  entre a Iluminação     e a escuridão.
Entre a cegueira   e a visão.
A humanidade não é uma massaanônima e informe,  mas o encontro     entre seus    indivíduos,   a única coisaconcreta que e...
Somos indivíduosresponsáveis pelos      outros,mas a gente muitas  vezes esquece os caminhos que   levam a isso.
‘Compaixão’  é um termoum tanto difuso,vago, e de difícil  assimilação.   Desta forma,  é sempre bomter em mente que    a ...
Partilhar   bens e dons,    materiais e    espirituais,com os quais fomos  agraciados pelo      destino.
Ter olhos, ouvidos  e coração para   um irmão em   necessidade.
Para além da nossa família biológica, à família humana    pertencemos.
Algumas tradições espirituais ensinamque “fora da caridade  não há salvação”,  – para uma alma,     para a nossa      comb...
Enquanto outras    se referem à   caridade como“um príncipe entretodos os atos belos”.
A correnteza da vida terrena corre  continuamente.    Possa a nossa existência desaguarnos mares mais belos.
Ninguém é isento de responsabilidade;   o tempo todoestamos escolhendo     um lado...
Que possa ser  o lado onde brilha         a Luz, e onde a compaixão    e a caridade emabundância florescem.
Tema musical:  ‘Waiting Immigrant’,      REG Project      Formatação:um_peregrino@hotmail.com
Encontros
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Encontros

540 visualizações

Publicada em

"Ninguém muda ninguém;ninguém muda sozinho;nós mudamos nos encontros" Roberto Crema.
"A vida é a arte do encontro, embora haja tantos desencontros". Vinícius de Morais
Mais uma excelente apresentação de Um Peregrino.

Publicada em: Espiritual
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
540
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
95
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
8
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Encontros

  1. 1. Há quem diga que viver é atravessar desertos;Andar, andar e andar em direção ao melhor de nós mesmos.
  2. 2. E nesta travessia sem fim, é importante estar atentopara com as pessoas com as quais a jornada compartilhamos.
  3. 3. “Ninguém muda ninguém; ninguém muda sozinho; nós mudamos nos encontros.” “Simples, mas profundo, preciso. É nos relacionamentos que nos transformamos.” “Somos transformados a partir dos encontros,desde que estejamos abertos e livres para sermos impactados pela idéia e sentimento do outro.” Roberto Crema
  4. 4. Quem são aqueles com quem você partilha a jornada? Mais importante do que o caminhoé o destino almejado...
  5. 5. Acerca do tempo, tudo ignoramos; Apesar de sermos feitos de tempo,ou, pelo menos, da sensação do tempo.
  6. 6. O deserto possui um outro tempo, outro ritmo.Ao contemplar suas dunas, compreendemos que temos a eternidade detrás, dentro e diante de nós.
  7. 7. A cada nova manhã, diante da luz que a pele acaricia,temos duas opções:...
  8. 8. Acolher a Luz, ou negá-la.
  9. 9. Acolher a Luz significa reconhecer a fragilidade e a brevidade da existência terrena,manifestando gratidão por mais um dia etodas as oportunidadesde crescimento que ele nos oferece.
  10. 10. Negar a Luz é negar o vínculomisterioso e vital que nos une ao Sopro, à Fonte.
  11. 11. Negar a Luz é negar o vínculoessencial que nos une aos demais seres.
  12. 12. Livre arbítrio é escolher entre a Iluminação e a escuridão.
  13. 13. Entre a cegueira e a visão.
  14. 14. A humanidade não é uma massaanônima e informe, mas o encontro entre seus indivíduos, a única coisaconcreta que existe.
  15. 15. Somos indivíduosresponsáveis pelos outros,mas a gente muitas vezes esquece os caminhos que levam a isso.
  16. 16. ‘Compaixão’ é um termoum tanto difuso,vago, e de difícil assimilação. Desta forma, é sempre bomter em mente que a ‘caridade’é a materialização da compaixão.
  17. 17. Partilhar bens e dons, materiais e espirituais,com os quais fomos agraciados pelo destino.
  18. 18. Ter olhos, ouvidos e coração para um irmão em necessidade.
  19. 19. Para além da nossa família biológica, à família humana pertencemos.
  20. 20. Algumas tradições espirituais ensinamque “fora da caridade não há salvação”, – para uma alma, para a nossa combalida humanidade.
  21. 21. Enquanto outras se referem à caridade como“um príncipe entretodos os atos belos”.
  22. 22. A correnteza da vida terrena corre continuamente. Possa a nossa existência desaguarnos mares mais belos.
  23. 23. Ninguém é isento de responsabilidade; o tempo todoestamos escolhendo um lado...
  24. 24. Que possa ser o lado onde brilha a Luz, e onde a compaixão e a caridade emabundância florescem.
  25. 25. Tema musical: ‘Waiting Immigrant’, REG Project Formatação:um_peregrino@hotmail.com

×