Poema de castro alves<br />São duas flores unidasSão duas rosas nascidasTalvez do mesmo arrebol,Vivendo no mesmo galho,Da ...
Unidas, bem como as penasdas duas asas pequenasDe um passarinho do céu...Como um casal de rolinhas,Como a tribo de andorin...
Unidas, bem como os prantos,Que em parelha descem tantosDas profundezas do olhar...Como o suspiro e o desgosto,Como as cov...
Unidas... Ai quem puderaNuma eterna primaveraViver, qual vive esta flor.Juntar as rosas da vidaNa rama verde e florida,Na ...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Poema de castro alves eduardo e adriana

639 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
639
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
3
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Poema de castro alves eduardo e adriana

  1. 1. Poema de castro alves<br />São duas flores unidasSão duas rosas nascidasTalvez do mesmo arrebol,Vivendo no mesmo galho,Da mesma gota de orvalho,Do mesmo raio de sol.<br />
  2. 2. Unidas, bem como as penasdas duas asas pequenasDe um passarinho do céu...Como um casal de rolinhas,Como a tribo de andorinhasDa tarde no frouxo véu.<br />
  3. 3. Unidas, bem como os prantos,Que em parelha descem tantosDas profundezas do olhar...Como o suspiro e o desgosto,Como as covinhas do rosto,Como as estrelas do mar.<br />
  4. 4. Unidas... Ai quem puderaNuma eterna primaveraViver, qual vive esta flor.Juntar as rosas da vidaNa rama verde e florida,Na verde rama do amor!<br />

×