01- Introdução ao XML

94 visualizações

Publicada em

Apresentar aos alunos a linguagem XML e sua estrutura.

Demonstrar as possibilidades de utilização do XML, assim como, as suas principais funcionalidades e recursos.

Publicada em: Tecnologia
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
94
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
1
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
1
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

01- Introdução ao XML

  1. 1. César Augusto Pessôa
  2. 2. Sumário  Objetivos  O que é XML  Como podemos utilizar o XML  Vantagens e desvantagens  Dúvidas
  3. 3. Objetivos  Apresentar aos alunos a linguagem XML e sua estrutura.  Demonstrar as possibilidades de utilização do XML, assim como, as suas principais funcionalidades e recursos.
  4. 4. O que é XML  eXtensible Markup Language:  A Linguagem de Marcação Estendida, de fato, vem com o intuito de complementar outras linguagens, possibilitar maior adaptação e portabilidade de informações de uma forma simples.
  5. 5. O que é XML  Durante a ascensão da internet, diversas linguagens de programação foram surgindo e, naturalmente, o tráfego de dados pela rede também cresceu.  Desta forma, foi necessária a criação de uma linguagem padrão para transmissão de dados pela internet. Uma linguagem que possibilitasse não só a transmissão de dados, como a integração entre sistemas.
  6. 6. O que é XML  A linguagem XML se parece muito com o HTML, e utiliza do mesmo tipo de estrutura baseada em tópicos (TAGs).  A grande vantagem é não possuir limite para estas TAGs, sendo possível, criar e manipular esta estrutura de forma arbitrária e sem perda de funcionalidades.
  7. 7. Regras do XML  Todos os documentos XML devem conter a “declaração XML”  <?xml version=”1.0” encoding=”UTF-8”?>  Todos os documentos XML devem conter um, e apenas um, elemento raiz  <raiz> ... </raiz>  Todos os elementos devem ter uma tag de fechamento  Existem duas construções válidas  <teste>Teste 1</teste> o elemento teste tem conteúdo  <teste /> o elemento teste é vazio  Os valores dos atributos devem estar entre aspas  Correto: <data default=”22/12/1981”></data>  Incorreto:<data default=22/12/1981></data>  Sintaxe dos comentários:  <!--Comentário-->
  8. 8. Regras do XML  Nomenclatura dos elementos:  O XML é case sensitive, ou seja, letras maiúsculas são diferentes de letras minúsculas ○ “Isso” é diferente de “isso”.  O nome dos elementos devem começar com uma letra ou um underline “_”.  Nenhum elemento pode começar com a palavra reservada XML.  Os nomes dos elementos podem conter caracteres especiais como letras, dígitos, hífens, underlines e pontos. Entretanto, sugere-se evitá-los.  O nome dos elementos não devem conter espaços em branco.
  9. 9. Dicas para nomenclatura Estilo Exemplo Descrição Caixa baixa <datadenascimento> Todas as letras minúsculas Caixa alta <DATADENASCIMENTO> Todas as letras maiúsculas Com underline <data_de_nascimento> Utilizar o underline para separar as palavras Pascal Case <DataDeNascimento> A primeira letra de todas as palavras será maiúscula. Camel Case <dataDeNascimento> A primeira letra de todas as palavras será maiúscula, exceto pela primeira.
  10. 10. Exemplo <?xml version="1.0" encoding="UTF-8"?> <CadastroAlunos> <Aluno> <nome>Diego Emanuel</nome> <idade>16</idade> <altura>1.72</altura> <genero> <masculino>X</masculino> <feminino></feminino> <naoDeclarado></naoDeclarado> </genero> <peso>67</peso> <tamanhoDoPe>42</tamanhoDoPe> <corDoCabelo>Verde</corDoCabelo> <time>Paranguá do Norte</time> </Aluno> </CadastroAlunos>
  11. 11. Utilização  Com a linguagem XML não é possível construir aplicações, este inclusive nunca foi o intuito de seus criadores.  A ideia do XML é possibilitar a transmissão de informações de forma organizada e padronizada e, graças a sua flexibilidade, ela conquistou seu espaço no mercado e sua utilização vem crescendo dia a dia.  Ela é portanto, responsável por armazenar os dados e não por definir a forma como estes serão apresentados.
  12. 12. Utilização  Alguns exemplos:  Arquivos de configurações de servidores containers de aplicação como o Apache Tomcat.  Arquivos de layout e estruturas de websites.  Transmissão de dados para integração entre sistemas.  Importação ou exportação de informações de um banco de dados.  No Brasil, as informações de uma nota fiscal eletrônica trafegam na rede por meio de arquivos XML.
  13. 13. Vantagens  Ao contrário do HTML, que se preocupa com a forma de apresentação dos dados, a linguagem XML é responsável por organizar as informações, que podem ser apresentadas de diferentes formas e em diferentes plataformas.  Os arquivos XML podem ser facilmente interpretados a “olho nu”, já que, suas estruturas seguem uma hierarquia bem definida.  O arquivo pode ser aberto em um bloco de notas.  Importante: O XML é uma recomendação da W3C desde 1998!
  14. 14. Desvantagens  Da mesma forma, devido a sua flexibilidade, alguns desenvolvedores se sentem tentados a criar muitos níveis hierárquicos, o que torna a visualização dos dados poluída.  Por ser um arquivo de texto simples (plan text), acaba por não proporcionar um nível mínimo de segurança, já que, mesmo que os dados estejam criptografados, ainda será possível alterar o arquivo utilizando apenas um editor de textos.
  15. 15. Dúvidas?
  16. 16. César Augusto Pessôa capfg@hotmail.com

×