Sql com sql server básico - Bóson treinamentos

13.392 visualizações

Publicada em

Apostila básica de SQL com SQL Server: Criação de bancos de Dados, Tabelas, inserção, atualização e exclusão de registros.
Views, Backup, Stored Procedures, etc.

Publicada em: Educação
1 comentário
17 gostaram
Estatísticas
Notas
Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
13.392
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
5.151
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
711
Comentários
1
Gostaram
17
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Sql com sql server básico - Bóson treinamentos

  1. 1. SQL SQL Server Fábio dos Reis Bóson Treinamentos 2013
  2. 2. Structured Query Language ● Linguagem de Consulta Estruturada padrão para acesso a Bancos de Dados ● Usada em inúmeros sistemas, como MySQL, SQL Server, Oracle, Sybase, Access, DB2, PostgreSQL, etc. ● Cada sistema pode usar um “dialeto” do SQL, como T-SQL (SQL Server), PL/SQL (Oracle), JET SQL (Access), etc. Fábio dos Reis Bóson Treinamentos 2013
  3. 3. Funções do SQL ● Permite o acesso a dados em SGBDR ● Permite definir os dados no banco de dados e manipulá-los. ● Pode ser embutido em outras linguagens usando módulos SQL, bibliotecas, etc. ● Permite criar e excluir bancos de dados e tabelas. ● Permite a criação de Visões (Exibições), Stored Procedures e Funções em um Banco de Dados. ● Permite configurar permissões de acesso em tabelas, procedimentos e visões. Fábio dos Reis Bóson Treinamentos 2013
  4. 4. Grupos de Comandos ● Os comandos SQL podem ser divididos em quatro grupos principais: ● DDL ● DML ● DCL ● DQL Fábio dos Reis Bóson Treinamentos 2013
  5. 5. DDL – Data Definition Language Comando Descrição CREATE Cria uma nova tabela, visão ou outro objeto no BD. ALTER Modifica um objeto existente no BD, como uma tabela. DROP Exclui uma tabela inteira, uma exibição de uma tabela ou outro objeto no banco de dados. Fábio dos Reis Bóson Treinamentos 2013
  6. 6. DML – Data Manipulation Language Comando Descrição INSERT Cria um registro (linha) UPDATE Modifica registros DELETE Exclui registros Fábio dos Reis Bóson Treinamentos 2013
  7. 7. DCL – Data Control Language Comando Descrição GRANT Dá privilégios a um usuário REVOKE Retira privilégios fornecidos a um usuário Fábio dos Reis Bóson Treinamentos 2013
  8. 8. DQL – Data Query Language Comando Descrição SELECT Obtém registros especificados de uma ou mais tabelas. (consulta) Fábio dos Reis Bóson Treinamentos 2013
  9. 9. SGBDR ● Sistema Gerenciador de Banco de Dados Relacional ● Trata-se de um sistema de gerenciamento de bancos de dados baseado no modelo relacional introduzido por E. F. Codd. Fábio dos Reis Bóson Treinamentos 2013
  10. 10. Composição de um Banco de Dados ● Tabelas ● Campos (Colunas) ● Registros (Linhas) Fábio dos Reis Bóson Treinamentos 2013
  11. 11. Tabelas ● Objetos onde são armazenados os dados em um banco de dados relacional. ● Uma tabela é uma coleção de entradas de dados relacionados e consiste em linhas e colunas. Fábio dos Reis Bóson Treinamentos 2013
  12. 12. Campo ● São entidades que representam os atributos dos dados, como Nome, Data de Nascimento, Salário, Preço, etc. ● Um campo é uma coluna em uma tabela que mantém informações específicas sobre cada registro. Fábio dos Reis Bóson Treinamentos 2013
  13. 13. Registro ● Linha, ou Tupla ● Cada entrada individual em uma tabela. Trata- se de um conjunto de campos relacionados que caracterizam os dados de uma entidade única. Fábio dos Reis Bóson Treinamentos 2013
  14. 14. Tipos de Dados Tipo Descrição Armazenamento char(n) String de caracteres de tamanho fixo, máximo de 8000 caracteres. n varchar(n) String de caracteres de tamanho variável, máximo de 8000 caracteres. nchar(n) Dados Unicode de tamanho fixo, máximo de 4000 caracteres. nvarchar(n) Dados Unicode de tamanho variável, máximo de 4000 caracteres. bit 0, 1 ou nulo tinyint Números inteiros de 0 a 255 1 byte smallint Números inteiros de -32768 a 32767 2 bytes int Números inteiros entre -2,147,483,648 e 2,147,483,647 4 bytes Fábio dos Reis Bóson Treinamentos 2013
  15. 15. Tipos de Dados Tipo Descrição Armazenamento bigint Números entre -9,223,372,036,854,775,808 e 9,223,372,036,854,775,807 8 bytes real Números de ponto flutuante entre -3.4 x 1038 e 3.4x1038 4 bytes datetime De 01/01/1753 a 31/12/9999, com uma precisão de 3.33 milisegundos. 8 bytes smalldatetime De 01/01/1900 a 06/06/2079, com uma precisão de 1 minuto. 4 bytes date Data apenas. De 01/01/0001 a 31/12/9999 3 bytes time Hora apenas. Precisão de até 100 nanossegundos. 3-5 bytes text Cadeia de caracteres de tamanho variável. Até 2GB de dados. money Dados monetários de -922,337,203,685,477.5808 até 922,337,203,685,477.5807 8 bytes Fábio dos Reis Bóson Treinamentos 2013
  16. 16. Criação de um Banco de Dados Fábio dos Reis Bóson Treinamentos 2013
  17. 17. Criar Banco de Dados CREATE DATABASE db_Biblioteca ON PRIMARY ( NAME= db_Biblioteca, FILENAME='C:SQLdb_Biblioteca.MDF', SIZE=6MB, MAXSIZE=15MB, FILEGROWTH=10% ) Fábio dos Reis Bóson Treinamentos 2013
  18. 18. USE ● O comando USE instrui o SGBDR a utilizar o banco de dados especificado para rodar os comandos. ● Sintaxe: USE banco_de_dados GO Fábio dos Reis Bóson Treinamentos 2013
  19. 19. sp_helpdb Informa o tamanho, taxa de crescimento, e local do banco de dados. sp_helpdb BANCO_DADOS Fábio dos Reis Bóson Treinamentos 2013
  20. 20. SQL Constraints (Restrições) ● Restrições são regras aplicadas nas colunas de uma tabela. ● São usadas para limitar os tipos de dados que são inseridos. ● Podem ser especificadas no momento de criação da tabela (CREATE) ou após a tabela ter sido criada (ALTER) Fábio dos Reis Bóson Treinamentos 2013
  21. 21. SQL Constraints (Restrições) Principais: ● NOT NULL ● UNIQUE ● PRIMARY KEY ● FOREIGN KEY ● CHECK ● DEFAULT Fábio dos Reis Bóson Treinamentos 2013
  22. 22. NOT NULL ● A constraint NOT NULL impõe a uma coluna a NÃO aceitar valores NULL. ● A constraint NOT NULL obriga um campo a sempre possuir um valor. ● Deste modo, não é possível inserir um registro (ou atualizar) sem entrar com um valor neste campo. Fábio dos Reis Bóson Treinamentos 2013
  23. 23. UNIQUE ● A restrição UNIQUE identifica de forma única cada registro em uma tabela de um banco de dados. ● As constraints UNIQUE e PRIMARY KEY garantem a unicidade em uma coluna ou conjunto de colunas. ● Uma constraint PRIMARY KEY automaticamente possui uma restrição UNIQUE definida. ● Você pode ter várias constraints UNIQUE em uma tabela, mas apenas uma Chave Primária por tabela. Fábio dos Reis Bóson Treinamentos 2013
  24. 24. PRIMARY KEY ● A PRIMARY KEY identifica de forma única cada registro em uma tabela de banco de dados. ● Chaves Primárias devem conter valores únicos. ● Uma coluna de chave primária não pode conter valores NULL ● Cada tabela deve ter uma chave primária e apenas uma chave primária. Fábio dos Reis Bóson Treinamentos 2013
  25. 25. FOREIGN KEY ● Uma FOREIGN KEY (Chave Estrangeira) em uma tabela é um campo que aponta para uma chave primária em outra tabela. CONSTRAINT fk_ID_Autor FOREIGN KEY (ID_Autor) REFERENCES tbl_autores(ID_Autor) Neste exemplo a chave primária está na tabela tbl_autores e uma chave estrangeira de nome ID_Autor foi criada na tabela atual, usando o nome fk_ID_Autor Fábio dos Reis Bóson Treinamentos 2013
  26. 26. CHECK ● A constraint CHECK é usada para limitar uma faixa de valores que podem ser colocados em uma coluna. ● Se uma constraint CHECK for definida em uma única coluna ela permitirá apenas determinados valores para a coluna. ● Se a constraint CHECK for definida para a tabela, ela poderá limitar os valores em algumas colunas com base nos valores de outras colunas do registro. Fábio dos Reis Bóson Treinamentos 2013
  27. 27. DEFAULT ● A restrição DEFAULT é usada para inserir um valor padrão em uma coluna. ● O valor padrão será adicionado a todos os novos registros caso nenhum outro valor seja especificado. Fábio dos Reis Bóson Treinamentos 2013
  28. 28. Criar tabelas USE db_Biblioteca CREATE TABLE tbl_Livro (ID_Livro SMALLINT PRIMARY KEY IDENTITY(100,1), Nome_Livro VARCHAR (50) NOT NULL, ISBN VARCHAR(30) NOT NULL UNIQUE, ID_Autor SMALLINT NOT NULL, Data_Pub DATE NOT NULL, Preco_Livro MONEY NOT NULL) Fábio dos Reis Bóson Treinamentos 2013
  29. 29. Criar outras tabelas CREATE TABLE tbl_autores ( ID_Autor SMALLINT PRIMARY KEY, Nome_Autor VARCHAR(50), Sobrenome_Autor VARCHAR(60) ) CREATE TABLE tbl_editoras (ID_Editora SMALLINT PRIMARY KEY IDENTITY, Nome_Editora VARCHAR(50) NOT NULL ) Fábio dos Reis Bóson Treinamentos 2013
  30. 30. sp_help TABELA ● Informa os índices, chaves e campos, atributos tipos de atributos de uma tabela (stored procedures, comandos pré-programados) Fábio dos Reis Bóson Treinamentos 2013
  31. 31. AUTO INCREMENT (IDENTITY) ● O auto incremento permite que um número único seja gerado quando um novo registro é inserido em uma tabela. ● Em SQL SERVER trata-se da palavra chave IDENTITY (identidade), cujo valor inicial padrão é 1, e se incrementa em 1. ● Para que o valor de IDENTITY inicie em 100 e se incremente de 2 em 2, use IDENTITY (100,2). Fábio dos Reis Bóson Treinamentos 2013
  32. 32. AUTO INCREMENT (IDENTITY) ● Ao inserir valores na tabela, não é necessário especificar o valor para a coluna de auto- incremento. ● Não é possível alterar uma coluna existente para configurar IDENTITY. ● Se necessário, crie uma nova tabela com IDENTITY e exclua a atual. ● Só é permitido usar uma coluna de identidade por tabela. Fábio dos Reis Bóson Treinamentos 2013
  33. 33. Identidade - Exemplo CREATE TABLE tbl_teste_identidade (ID_Teste SMALLINT PRIMARY KEY IDENTITY, valor SMALLINT NOT NULL) INSERT INTO tbl_teste_identidade (valor) VALUES (10) INSERT INTO tbl_teste_identidade (valor) VALUES (20) INSERT INTO tbl_teste_identidade (valor) VALUES (30) INSERT INTO tbl_teste_identidade (valor) VALUES (40) SELECT * FROM tbl_teste_identidade Fábio dos Reis Bóson Treinamentos 2013
  34. 34. (Chave Primária com múltiplas colunas) CREATE TABLE Clientes ( ID_Cliente int NOT NULL, Sobrenome varchar(255) NOT NULL, Nome varchar(255), Rua varchar(255), Cidade varchar(255), CONSTRAINT pk_IDCliente PRIMARY KEY (ID_Cliente,Sobrenome) ) Fábio dos Reis Bóson Treinamentos 2013
  35. 35. Alterar Tabelas ● É possível alterar a estrutura de uma tabela após ter sido criada, acrescentando ou excluindo atributos (campos) Fábio dos Reis Bóson Treinamentos 2013
  36. 36. ALTER TABLE - DROP ALTER TABLE tbl_Livro DROP COLUMN ID_Autor Pode-se excluir uma constraint: ALTER TABLE tabela DROP CONSTRAINT nome_constraint Fábio dos Reis Bóson Treinamentos 2013
  37. 37. ALTER TABLE - ADD ALTER TABLE tbl_Livro ADD ID_Autor SMALLINT NOT NULL CONSTRAINT fk_ID_Autor FOREIGN KEY (ID_Autor) REFERENCES tbl_autores (ID_autor) ALTER TABLE tbl_Livro ADD ID_editora SMALLINT NOT NULL CONSTRAINT fk_id_editora FOREIGN KEY (ID_editora) REFERENCES tbl_editoras (ID_editora) Fábio dos Reis Bóson Treinamentos 2013
  38. 38. ALTER TABLE – ALTER COLUMN ALTER TABLE tbl_Livro ALTER COLUMN ID_Autor SMALLINT Fábio dos Reis Bóson Treinamentos 2013
  39. 39. ALTER TABLE – ADD PK ALTER TABLE Clientes ADD PRIMARY KEY (ID_Cliente) Obs. A coluna ID_Cliente deve existir antes de ser transformada em chave primária. A coluna ID_Cliente receberá a Constraint (restrição) “PRIMARY KEY”, e passará a ser a chave primária da tabela. Fábio dos Reis Bóson Treinamentos 2013
  40. 40. DROP TABLE – Excluir tabela DROP TABLE nome_tabela DROP TABLE Clientes Fábio dos Reis Bóson Treinamentos 2013
  41. 41. Diagrama de banco de Dados ● Após adicionar as tabelas, verifique se os relacionamentos foram criados observando o diagrama de banco de dados. Fábio dos Reis Bóson Treinamentos 2013
  42. 42. Fábio dos Reis Bóson Treinamentos 2013
  43. 43. Inserir Dados Inserir dados em uma tabela: INSERT INTO tabela (coluna1, coluna2,...) VALUES (valor1, valor2,...) Fábio dos Reis Bóson Treinamentos 2013
  44. 44. Inserir Dados – Tabela de Autores INSERT INTO tbl_Autores (ID_Autor, Nome_Autor, SobreNome_Autor) VALUES (1, ‘Daniel', ‘Barret') INSERT INTO tbl_Autores (ID_Autor, Nome_Autor, SobreNome_Autor) VALUES (2, ‘Gerald', ‘Carter') INSERT INTO tbl_Autores (ID_Autor, Nome_Autor, SobreNome_Autor) VALUES (3, ‘Mark', 'Sobell') INSERT INTO tbl_Autores (ID_Autor, Nome_Autor, SobreNome_Autor) VALUES (4, ‘William', 'Stanek') INSERT INTO tbl_Autores (ID_Autor, Nome_Autor, SobreNome_Autor) VALUES (5, ‘Richard', ‘Blum') Fábio dos Reis Bóson Treinamentos 2013
  45. 45. Inserir Dados – Tabela de Editoras INSERT INTO tbl_Editoras (Nome_Editora) VALUES (‘Prentice Hall') INSERT INTO tbl_Editoras (Nome_Editora) VALUES ('O´Reilly') INSERT INTO tbl_Editoras (Nome_Editora) VALUES (‘Microsoft Press') INSERT INTO tbl_Editoras (Nome_Editora) VALUES (Wiley') Fábio dos Reis Bóson Treinamentos 2013
  46. 46. Inserir Dados – Tabela de Livros INSERT INTO tbl_Livro (Nome_Livro, ISBN, Data_Pub, Preco_Livro, ID_Autor, ID_Editora) VALUES ('Linux Command Line and Shell Scripting', 143856969,'20091221', 68.35, 5, 4) INSERT INTO tbl_Livro (Nome_Livro, ISBN, Data_Pub, Preco_Livro, ID_Autor, ID_Editora) VALUES ('SSH, the Secure Shell',127658789,'20091221', 58.30, 1, 2) INSERT INTO tbl_Livro (Nome_Livro, ISBN, Data_Pub, Preco_Livro, ID_Autor, ID_Editora) VALUES ('Using Samba',123856789,'20001221', 61.45, 2, 2) Fábio dos Reis Bóson Treinamentos 2013
  47. 47. Inserir Dados – Tabela de Livros INSERT INTO tbl_Livro (Nome_Livro, ISBN, Data_Pub, Preco_Livro, ID_Autor, ID_Editora) VALUES ('Fedora and Red Hat Linux', 123346789, '20101101', 62.24, 3, 1) INSERT INTO tbl_Livro (Nome_Livro, ISBN, Data_Pub, Preco_Livro, ID_Autor, ID_Editora) VALUES ('Windows Server 2012 Inside Out', 123356789,'20040517', 66.80, 4, 3) INSERT INTO tbl_Livro (Nome_Livro, ISBN, Data_Pub, Preco_Livro, ID_Autor, ID_Editora) VALUES ('Microsoft Exchange Server 2010', 123366789,'20001221', 45.30, 4, 3) Fábio dos Reis Bóson Treinamentos 2013
  48. 48. TRUNCATE TABLE ● Remove todas as linhas de uma tabela sem registrar as exclusões de linhas individuais. ● TRUNCATE TABLE é como a instrução DELETE sem usar a cláusula WHERE. ● Entretanto, TRUNCATE TABLE é mais rápida e utiliza menos recursos de sistema e log de transações. Fábio dos Reis Bóson Treinamentos 2013
  49. 49. TRUNCATE TABLE SELECT COUNT(*) AS Tabela_Antes FROM Clientes GO TRUNCATE TABLE Clientes GO SELECT COUNT(*) AS Tabela_Depois FROM Clientes GO Obs. Usamos os comandos SELECT para mostrar o estado da tabela antes e depois do TRUNCATE. Fábio dos Reis Bóson Treinamentos 2013
  50. 50. Consultas Simples ● SELECT coluna FROM Tabela Ex.: SELECT Nome_Autor FROM tbl_Autores SELECT * FROM tbl_Autores SELECT Nome_Livro FROM tbl_Livro Fábio dos Reis Bóson Treinamentos 2013
  51. 51. Especificando Colunas SELECT colunas FROM tabela Ex.: SELECT Nome_Livro, ID_Autor FROM tbl_Livro SELECT Nome_Livro, ISBN FROM tbl_Livro ORDER BY Nome_Livro Fábio dos Reis Bóson Treinamentos 2013
  52. 52. ORDER BY ● A palavra-chave ORDER BY é usada para ordenar o conjunto-resultado de registros. ● ASC – Ordem ascendente ● DESC – Ordem descendente (inversa) SELECT * FROM tbl_Livro ORDER BY Nome_Livro ASC Fábio dos Reis Bóson Treinamentos 2013
  53. 53. Seleção com Ordenação SELECT colunas FROM tabela ORDER BY coluna_a_ordenar Ex.: SELECT Nome_Livro, ID_Editora FROM tbl_Livro ORDER BY ID_Editora (ordem crescente) SELECT Nome_Livro, Preco_Livro FROM tbl_Livro ORDER BY Preco_Livro DESC (ordem decrescente) Fábio dos Reis Bóson Treinamentos 2013
  54. 54. Collation ("Colação/Agrupamento") Trata-se da codificação dos caracteres em uma ordem padrão. Muitos sistemas de colação são baseados em ordem numérica ou alfabética. A colação usada pelo banco de dados é configurada durante a instalação do sistema. Visite collation-charts.org para consultar cartas de colação em vários alfabetos e idiomas. Fábio dos Reis Bóson Treinamentos 2013
  55. 55. Colação / Agrupamento A colação também determina se acentos, caso e outras propriedades alfabéticas são levadas em conta na ordem de classificação. Para verificar as opções de colação instaladas use a seguinte função: SELECT * FROM fn_helpcollations() Fábio dos Reis Bóson Treinamentos 2013
  56. 56. Colação Para ver o esquema de colação usado atualmente pelo servidor: SELECT SERVERPROPERTY('Collation') AS Colação_Usada O resultado provavelmente será: Latin1_General_CI_AS CI = Case Insensitive AS = Accent Sensitive Fábio dos Reis Bóson Treinamentos 2013
  57. 57. Alterar Colação A propriedade de colação de um banco de dados ou coluna pode ser alterada com o uso da palavra COLLATE. Ex.: ALTER DATABASE test COLLATE Greek_CI_AI SELECT DATABASEPROPERTYEX ('test','Collation') AS Colação_Banco_test Fábio dos Reis Bóson Treinamentos 2013
  58. 58. Alterar Colação em nível de coluna SELECT * FROM tbl_Livro ORDER BY Nome_Livro COLLATE Icelandic_CI_AI Fábio dos Reis Bóson Treinamentos 2013
  59. 59. SELECT DISTINCT ● Algumas colunas podem conter valores duplicados. Para exibir apenas valores diferentes (“distintos”), use a palavra-chave DISTINCT: Sintaxe: SELECT DISTINCT colunas FROM tabela SELECT DISTINCT ID_Autor FROM tbl_Livro Fábio dos Reis Bóson Treinamentos 2013
  60. 60. Cláusula WHERE Permite filtrar registros em uma consulta. Sintaxe: SELECT colunas FROM tabela WHERE coluna = valor Ex.: SELECT Nome_Livro, Data_Pub FROM tbl_Livro WHERE ID_Autor = 1 SELECT ID_Autor, Nome_Autor FROM tbl_autores WHERE Sobrenome_Autor = 'Stanek' Fábio dos Reis Bóson Treinamentos 2013
  61. 61. Excluir dados Sintaxe: DELETE FROM tabela WHERE coluna = valor Ex.: DELETE FROM tbl_autores WHERE ID_Autor = 2 Obs.: Sempre use a cláusula WHERE para evitar a perda de dados da tabela! Fábio dos Reis Bóson Treinamentos 2013
  62. 62. Operadores AND e OR ● Usados para filtrar registros baseados em mais de uma condição. ● O operador AND mostra um registro se ambas as condições forem verdadeiras. ● O operador OR mostra um registro se pelo menos uma das condições for verdadeira. Fábio dos Reis Bóson Treinamentos 2013
  63. 63. Exemplo – Operadores AND e OR SELECT * FROM tbl_Livro WHERE ID_Livro > 2 AND ID_Autor < 3 SELECT * FROM tbl_Livro WHERE ID_Livro > 2 OR ID_Autor < 3 Fábio dos Reis Bóson Treinamentos 2013
  64. 64. SELECT TOP ● Usado para especificar o número de registros a retornar. ● Útil para tabelas com muitos registros. SELECT TOP número|percentual colunas FROM tabela ORDER BY coluna SELECT TOP (10) PERCENT Nome_Livro FROM tbl_Livro ORDER BY Nome_Livro SELECT TOP (2) Nome_Livro FROM tbl_Livro ORDER BY Nome_Livro Fábio dos Reis Bóson Treinamentos 2013
  65. 65. WITH TIES Às vezes, os resultados retornados por TOP() deixam de incluir itens adjaentes que possuam o mesmo valor do último da lista retornada. Por exemplo, TOP(3) pode retornar os três primeiros times de um campeonato por pontuação, mas deixa o quarto time de fora - mesmo que ele tenha o mesmo número de pontos que o terceiro. Fábio dos Reis Bóson Treinamentos 2013
  66. 66. WITH TIES Usamos WITH TIES para evitar esse problema: SELECT TOP(3) WITH TIES Nome_Time, Pontos FROM tbl_Times ORDER BY Pontos DESC Sem o WITH TIES a query retorna três times, mas com o WITH TIES, um quarto time é retornado, pois tem a mesma pontuação do terceiro. Fábio dos Reis Bóson Treinamentos 2013
  67. 67. SQL Alias ● Pode-se dar um nome diferente a uma coluna ou tabela em uma consulta. SELECT colunas AS nome_alias FROM tabela SELECT Nome_Livro AS Livro FROM tbl_Livro Fábio dos Reis Bóson Treinamentos 2013
  68. 68. Operador UNION ● Permite combinar duas ou mais declarações SELECT. ● Cada declaração SELECT deve ter o mesmo número de colunas, tipos de dados e ordem das colunas. SELECT colunas FROM tabela1 UNION SELECT colunas FROM tabela2 SELECT ID_Autor FROM tbl_autores UNION SELECT ID_Autor FROM tbl_Livro Fábio dos Reis Bóson Treinamentos 2013
  69. 69. SELECT INTO ● Seleciona dados de uma ou mais tabelas e os insere em uma tabela diferente. ● Pode ser usada para criar cópias de backup de tabelas. SELECT colunas INTO nova_tabela FROM tabela_atual SELECT Nome_Livro,ISBN INTO Livro_ISBN FROM tbl_Livro WHERE ID_Livro > 2 Fábio dos Reis Bóson Treinamentos 2013
  70. 70. Comentários ● Para inserir um comentário em seu código SQL, use -- antes do comentário: Ex.: -- O código a seguir faz x, y, z, etc... Fábio dos Reis Bóson Treinamentos 2013
  71. 71. CREATE INDEX ● Usado para criar índices em tabelas. ● Os índices permitem que as aplicações de bancos de dados encontrem dados mais rapidamente, sem ter de ler a tabela toda. ● Usuários não veem os índices. ● Apenas crie índices em tabelas que recebem muitas consultas, pois tabelas indexadas levam mais tempo para serem atualizadas. Fábio dos Reis Bóson Treinamentos 2013
  72. 72. CREATE INDEX CREATE INDEX nome_índice ON nome_tabela (nome_coluna) CREATE INDEX ind_nome_livro ON tbl_Livro(Nome_Livro) Fábio dos Reis Bóson Treinamentos 2013
  73. 73. Funções Agregadas MIN = Valor Mínimo MAX = Valor Máximo AVG = Média Aritmética SUM = Total (Soma) COUNT = Contar quantidade de itens Fábio dos Reis Bóson Treinamentos 2013
  74. 74. Funções Agregadas SELECT COUNT(*) FROM tbl_autores SELECT MAX(Preco_Livro) FROM tbl_Livro SELECT MIN(Preco_Livro) FROM tbl_Livro SELECT AVG(Preco_Livro) FROM tbl_Livro SELECT SUM(Preco_Livro) FROM tbl_Livro Fábio dos Reis Bóson Treinamentos 2013
  75. 75. Renomear Tabelas ● Use a Stored Procedure sp_rename: SP_RENAME 'nome_atual', 'novo_nome' Ex.: SP_RENAME 'Livro','tbl_Livro‘ Livro: Nome atual tbl_Livro: Novo Nome Fábio dos Reis Bóson Treinamentos 2013
  76. 76. Atualizar Registros UPDATE tabela SET coluna = novo_valor_armazenado WHERE coluna = valor_filtro Obs.: Caso não seja usada a cláusula WHERE para filtrar os registros, todos os dados da coluna serão alterados. Fábio dos Reis Bóson Treinamentos 2013
  77. 77. Atualizar Registros - Exemplo UPDATE tbl_Livro SET NOME_Livro = ‘SSH, o Shell Seguro' WHERE ID_LIVRO = 101 Nome_Livro = Nome da coluna Apenas linhas cujo ID_Livro for igual a 101 terão o valor alterado Fábio dos Reis Bóson Treinamentos 2013
  78. 78. BETWEEN - Seleção de Intervalos SELECT colunas FROM tabela WHERE coluna BETWEEN valor1 AND valor2 SELECT * FROM tbl_Livro WHERE Data_Pub BETWEEN '20040517' AND '20110517' SELECT Nome_Livro AS Livro, Preco_Livro AS Preço FROM tbl_Livro WHERE Preco_Livro BETWEEN 40.00 AND 60.00 Fábio dos Reis Bóson Treinamentos 2013
  79. 79. LIKE e NOT LIKE ● Determina se uma cadeia de caracteres específica corresponde a um padrão especificado. Um padrão pode incluir caracteres normais e curingas. ● NOT LIKE inverte a comparação, verificando se a cadeia de caracteres NÃO corresponde ao padrão especificado. Fábio dos Reis Bóson Treinamentos 2013
  80. 80. LIKE – Padrões específicos (metacaracteres) '%' -- Qualquer cadeia de 0 ou mais caracteres '_' -- Sublinhado: qualquer caracter único '[ ] ' -- Qualquer caracter único no intervalo ou conjunto especificado ([a-h]; [aeiou]) '[^] ' -- Qualquer caracter único que não esteja no intervalo ou conjunto especificado ([a-h]; [aeiou]) Fábio dos Reis Bóson Treinamentos 2013
  81. 81. Usando o LIKE SELECT * FROM tbl_Livro WHERE Nome_Livro LIKE 'F%' SELECT * FROM tbl_Livro WHERE Nome_Livro NOT LIKE 'S%' SELECT * FROM tbl_Livro WHERE Nome_Livro LIKE '[FS]%' SELECT * FROM tbl_Livro WHERE Nome_Livro LIKE '[^FS]%' Fábio dos Reis Bóson Treinamentos 2013
  82. 82. Usando padrões ● Criar um padrão: ● CREATE DEFAULT DF_Sobrenome_Autor AS 'Silva' Fábio dos Reis Bóson Treinamentos 2013
  83. 83. Aplicando Padrões SP_BINDEFAULT DF_Sobrenome_Autor, ‘tbl_autores.sobreNome_Autor', FUTUREONLY ● --FUTUREONLY: A PARTIR DE AGORA ● Inserindo um registro com default: INSERT INTO tbl_autores (ID_Autor, Nome_Autor) VALUES (8, 'Jorginho') ● # Não foi especificado o sobrenome do autor; será assumido o padrão criado. Fábio dos Reis Bóson Treinamentos 2013
  84. 84. Desaplicando Padrões EXEC SP_UNBINDEFAULT 'tbl_autores. sobreNome_Autor‘ tbl_autores = Tabela sobreNome_Autor = coluna Fábio dos Reis Bóson Treinamentos 2013
  85. 85. Backup do Banco de Dados BACKUP DATABASE banco_de_dados TO DISK = 'X:CAMINHObanco_de_dados.bak' WITH FORMAT; GO Exemplo: BACKUP DATABASE db_Biblioteca TO DISK = 'C:SQLdb_Biblioteca.bak'; GO Obs.: A opção FORMAT formata a mídia usada no backup do banco de dados; opcional. Fábio dos Reis Bóson Treinamentos 2013
  86. 86. Criando uma Regra CREATE RULE RL_PRECO AS @VALOR>=800 RL_PRECO = Nome escolhido para a regra @VALOR = Variável declarada Fábio dos Reis Bóson Treinamentos 2013
  87. 87. Aplicando a Regra EXECUTE SP_BINDRULE RL_PRECO, 'tbl_preco. PRECO' ● A partir de agora, os preços cadastrados devem ser sempre maiores que 800. Fábio dos Reis Bóson Treinamentos 2013
  88. 88. Aplicando a Regra INSERT INTO tbl_preco (NOTA_FISCAL,PRECO) VALUES (3,900) # esse é ok INSERT INTO tbl_preco (NOTA_FISCAL,PRECO) VALUES (3,700) # esse falhará Fábio dos Reis Bóson Treinamentos 2013
  89. 89. VIEWS ● Uma Exibição (Visão) é uma tabela virtual baseada no conjunto de resultados de uma consulta SQL. ● Contém linhas e colunas como uma tabela real, e pode receber comandos como declarações JOIN, WHERE e funções como uma tabela normal. ● Mostra sempre resultados de dados atualizados, pois o motor do banco de dados recria os dados toda vez que um usuário consulta a visão. Fábio dos Reis Bóson Treinamentos 2013
  90. 90. VIEWS - Criação CREATE VIEW [Nome_Exibição] AS SELECT colunas FROM tabela WHERE condições CREATE VIEW vw_LivrosAutores AS SELECT tbl_Livro.Nome_Livro AS Livro, tbl_autores. Nome_Autor AS Autor FROM tbl_Livro INNER JOIN tbl_autores ON tbl_Livro.ID_Autor = tbl_autores.ID_Autor Fábio dos Reis Bóson Treinamentos 2013
  91. 91. Usando a View Criada Select Livro, Autor FROM vw_LivrosAutores --WHERE Livro LIKE 'S%' Fábio dos Reis Bóson Treinamentos 2013
  92. 92. Views - Alteração ALTER VIEW vw_LivrosAutores AS SELECT tbl_Livro.Nome_Livro AS Livro, tbl_autores.Nome_Autor AS Autor, Preco_Livro AS Valor FROM tbl_Livro INNER JOIN tbl_autores ON tbl_Livro.ID_Autor = tbl_autores.ID_Autor Uso: Select * FROM vw_LivrosAutores Fábio dos Reis Bóson Treinamentos 2013
  93. 93. VIEWS - Exclusão DROP VIEW nome_exibição DROP VIEW vw_LivrosAutores Fábio dos Reis Bóson Treinamentos 2013
  94. 94. JOINS ● A palavra-chave JOIN é usada para obter dados provenientes de duas ou mais tabelas, baseado em um relacionamento entre colunas nestas tabelas. Fábio dos Reis Bóson Treinamentos 2013
  95. 95. JOINS - Categorias ● INNER JOIN: Retorna linhas quando houver pelo menos uma correspondência em ambas as tabelas. ● OUTER JOIN: Retorna linhas mesmo quando não houver pelo menos uma correspondência em uma das tabelas (ou ambas). O OUTER JOIN divide-se em LEFT JOIN, RIGHT JOIN e FULL JOIN. Fábio dos Reis Bóson Treinamentos 2013
  96. 96. INNER JOIN SELECT colunas FROM tabela1 INNER JOIN tabela2 ON tabela1.coluna=tabela2.coluna Ex.: SELECT * FROM tbl_Livro INNER JOIN tbl_autores ON tbl_Livro.ID_Autor = tbl_autores.ID_Autor Fábio dos Reis Bóson Treinamentos 2013
  97. 97. INNER JOIN – Mais exemplos SELECT tbl_Livro.Nome_Livro, tbl_Livro.ISBN, tbl_autores. Nome_Autor FROM tbl_Livro INNER JOIN tbl_autores ON tbl_Livro.ID_Autor = tbl_autores.ID_Autor -- Usando Aliases e cláusulas WHERE e LIKE: SELECT L.Nome_Livro AS Livros, E.Nome_editora AS Editoras FROM tbl_Livro AS L INNER JOIN tbl_editoras AS E ON L.ID_editora = E.ID_editora WHERE E.Nome_Editora LIKE 'M%' Fábio dos Reis Bóson Treinamentos 2013
  98. 98. INNER JOIN - Três tabelas SELECT L.Nome_Livro AS Livro, A.Nome_autor AS Autor, E.Nome_Editora As Editora FROM tbl_Livro AS L INNER JOIN tbl_autores AS A ON L.ID_autor = A.ID_autor INNER JOIN tbl_editoras AS E ON L.ID_editora = E.ID_editora -- WHERE A.Nome_autor LIKE '[RW]%' Fábio dos Reis Bóson Treinamentos 2013
  99. 99. INNER JOIN Fábio dos Reis Bóson Treinamentos 2013
  100. 100. OUTER JOINS ● LEFT JOIN: Retorna todas as linhas da tabela à esquerda, mesmo se não houver nenhuma correspondência na tabela à direita. ● RIGHT JOIN: Retorna todas as linhas da tabela à direita, mesmo se não houver nenhuma correspondência na tabela à esquerda. ● FULL JOIN: Retorna linhas quando houver uma correspondência em qualquer uma das tabelas. É uma combinação de LEFT e RIGHT JOINS. Fábio dos Reis Bóson Treinamentos 2013
  101. 101. LEFT JOIN SELECT coluna FROM tabela_esq LEFT (OUTER) JOIN tabela_dir ON tabela_esq.coluna=tabela_dir.coluna Ex.: SELECT * FROM tbl_autores LEFT JOIN tbl_Livro ON tbl_Livro.ID_Autor = tbl_autores.ID_Autor Fábio dos Reis Bóson Treinamentos 2013
  102. 102. LEFT JOIN Fábio dos Reis Bóson Treinamentos 2013
  103. 103. LEFT JOIN excluindo correspondências SELECT coluna FROM tabela_esq LEFT (OUTER) JOIN tabela_dir ON tabela_esq.coluna=tabela_dir.coluna WHERE tabela_dir.coluna IS NULL SELECT * FROM tbl_autores LEFT JOIN tbl_Livro ON tbl_Livro.ID_Autor = tbl_autores.ID_Autor WHERE tbl_Livro.ID_Autor IS NULL Fábio dos Reis Bóson Treinamentos 2013
  104. 104. LEFT JOIN excluindo correspondências Fábio dos Reis Bóson Treinamentos 2013
  105. 105. RIGHT JOIN SELECT colunas FROM tabela_esq RIGHT (OUTER) JOIN tabela_dir ON tabela_esq.coluna=tabela_dir.coluna ● Ex.: SELECT * FROM tbl_Livro AS Li RIGHT JOIN tbl_editoras AS Ed ON Li.ID_editora = Ed.ID_editora Fábio dos Reis Bóson Treinamentos 2013
  106. 106. RIGHT JOIN Fábio dos Reis Bóson Treinamentos 2013
  107. 107. RIGHT JOIN excluindo correspondências SELECT coluna FROM tabela_esq RIGHT (OUTER) JOIN tabela_dir ON tabela_esq.coluna=tabela_dir.coluna WHERE tabela_esq.coluna IS NULL SELECT * FROM tbl_Livro RIGHT JOIN tbl_editoras ON tbl_Livro.ID_editora = tbl_editoras.ID_editora WHERE tbl_Livro.ID_editora IS NULL Fábio dos Reis Bóson Treinamentos 2013
  108. 108. RIGHT JOIN excluindo correspondências Fábio dos Reis Bóson Treinamentos 2013
  109. 109. FULL JOIN SELECT colunas FROM tabela1 FULL (OUTER) JOIN tabela2 ON tabela1.coluna=tabela2.coluna Fábio dos Reis Bóson Treinamentos 2013
  110. 110. FULL JOIN Fábio dos Reis Bóson Treinamentos 2013
  111. 111. FULL JOIN excluindo correspondências SELECT colunas FROM tabela1 FULL (OUTER) JOIN tabela2 ON tabela1.coluna=tabela2.coluna WHERE tabela1.coluna IS NULL OR tabela2.coluna IS NULL Fábio dos Reis Bóson Treinamentos 2013
  112. 112. FULL JOIN excluindo correspondências Fábio dos Reis Bóson Treinamentos 2013
  113. 113. CROSS JOIN ● Retorna um produto cartesiano entre as tabelas, mostrando todas as combinações possíveis entre os registros. SELECT colunas FROM tabela1 CROSS JOIN tabela2 Fábio dos Reis Bóson Treinamentos 2013
  114. 114. CROSS JOIN A B C 1 2 3 tbl_Livro tbl_autores Fábio dos Reis Bóson Treinamentos 2013
  115. 115. IN: Filtro de Múltiplas Condições Determina se um determinado valor corresponde a qualquer valor em uma subconsulta ou lista. Retorna sempre TRUE ou FALSE. Pode substituir o OR em queries com mais de uma condição. Sintaxe: Expressão_teste (NOT) IN (subconsulta | lista) SELECT * FROM tbl_Livro WHERE ID_Autor IN (1, 2) Fábio dos Reis Bóson Treinamentos 2013
  116. 116. Concatenação de Strings ● É possível concatenar strings usando-se o operador de concatenação (+). ● Sintaxe: <string | nome_coluna> + <string | nome_coluna> Ex.: SELECT ‘Fábio ‘ + ‘dos Reis’ AS ‘Meu Nome’ SELECT Nome_autor + ‘ ‘ + Sobrenome_autor AS ‘Nome Completo’ FROM tbl_autores SELECT 'Eu gosto do livro ' + Nome_Livro FROM tbl_Livro WHERE ID_autor = 2 Fábio dos Reis Bóson Treinamentos 2013
  117. 117. Concatenação com NULL ● Se uma string for concatenada com NULL, o resultado retornado será apenas NULL: SELECT ‘Vou ler ‘ + ‘ ‘ + Nome_livro FROM tbl_Livro WHERE ID_autor = 200 --ID inexistente Fábio dos Reis Bóson Treinamentos 2013
  118. 118. Concatenação com NULL ● Para evitar esse problema, há funções disponíveis que substituem NULL por outro valor. São elas: ● ISNULL ● COALESCE Fábio dos Reis Bóson Treinamentos 2013
  119. 119. ISNULL ● ISNULL (valor, substituição) SELECT ‘Vou ler ‘ + ‘ ‘ + ISNULL(Nome_autor, ‘algum autor’) FROM tbl_autores WHERE ID_autor = 11 --Nome inexistente para esse ID* *Obs.: Insira uma valor de nome nulo na tabela antes de testar o código: INSERT INTO tbl_autores (ID_autor, Sobrenome_autor) VALUES (11, 'Dawkins') Fábio dos Reis Bóson Treinamentos 2013
  120. 120. COALESCE ● COALESCE (valor1, valor2, ..., valorN) Essa função retornará o primeiro valor não-nulo encontrado em seus argumentos. SELECT ‘Vou ler ‘ + COALESCE(‘ ‘ + Nome_autor, ‘ algum autor’) FROM tbl_autores WHERE ID_autor = 11 Fábio dos Reis Bóson Treinamentos 2013
  121. 121. Outro exemplo de COALESCE SELECT ‘Vou ler ‘ + COALESCE(‘ ‘ + Nome_autor, ‘ ‘ + Sobrenome_autor, ‘algum autor’) FROM tbl_autores WHERE ID_autor = 11 --Testar com 11 e depois com 12 e 13* *Obs.: Insira uma valor de sobrenome nulo na tabela antes de testar o código: INSERT INTO tbl_autores (ID_autor, Nome_autor) VALUES (12, ‘George') INSERT INTO tbl_autores (ID_autor) VALUES (13) Fábio dos Reis Bóson Treinamentos 2013
  122. 122. Concatenação com outros tipos de dados ● Para concatenar strings com valores de outros tipos de dados, o outro tipo deve ser convertido para string. ● Para isso podemos usar as funções: ● CAST ● CONVERT Fábio dos Reis Bóson Treinamentos 2013
  123. 123. CAST ● CAST(valor AS novo_tipo_dados) ● Ex.: SELECT 'O preço do livro ' + Nome_Livro + ' é de R$ ' + CAST(Preco_Livro AS VARCHAR(6)) FROM tbl_livro WHERE ID_autor = 2 Fábio dos Reis Bóson Treinamentos 2013
  124. 124. CONVERT ● CONVERT(novo_tipo_dados, valor) Ex.: SELECT 'O preço do livro ' + Nome_Livro + ' é de R$ ' + CONVERT(VARCHAR(6),Preco_Livro) FROM tbl_livro Fábio dos Reis Bóson Treinamentos 2013
  125. 125. Operações aritméticas ● É possível realizar operações matemáticas simples nos valores de uma coluna e retornar resultados em uma coluna calculada. ● Para isso usamos os operadores matemáticos comuns: + - / * % Fábio dos Reis Bóson Treinamentos 2013
  126. 126. Operações aritméticas– Exemplo: SELECT Nome_Livro, Preco_Livro * 5 AS 'Preço de 5 Unidades' FROM tbl_livro SELECT Nome_Livro, Preco_Livro / 2 AS 'Preço com 50% de desconto' FROM tbl_livro Fábio dos Reis Bóson Treinamentos 2013
  127. 127. Procedimentos Armazenados ● Stored Procedures ● Um procedimento armazenado é uma sub- rotina disponível para aplicações que acessam sistemas de bancos de dados relacionais. ● Podem ser usadas para validação de dados, controle de acesso, execução de declarações SQL complexas e outras situações. Fábio dos Reis Bóson Treinamentos 2013
  128. 128. Criar SP Digite o código a seguir para criar uma stored procedure de nome sp_teste, que irá retornar os nomes dos livros e seus respectivos autores das tabelas tbl_Livro e tbl_Autores de acordo com o autor fornecido. Fábio dos Reis Bóson Treinamentos 2013
  129. 129. USE db_Livros; GO CREATE PROCEDURE sp_teste @NomeAutor varchar(50) AS BEGIN SET NOCOUNT ON; SELECT DISTINCT tbl_Livro.Nome_Livro, tbl_autores. Nome_Autor FROM tbl_Livro INNER JOIN tbl_autores ON tbl_Livro.ID_Autor = tbl_autores.ID_Autor WHERE Nome_Autor = @NomeAutor; END GO Fábio dos Reis Bóson Treinamentos 2013
  130. 130. Executar o SP Para executar um Procedimento Armazenado, use a palavra-chave EXECUTE ou EXEC. EXEC | EXECUTE nome_procedimento parâmetros Ex.: EXEC sp_teste @NomeAutor = ‘Andrew’ Fábio dos Reis Bóson Treinamentos 2013
  131. 131. Excluir um SP Use o comando DROP: DROP PROCEDURE Nome_do_SP Fábio dos Reis Bóson Treinamentos 2013
  132. 132. Procedure para inserção de dados USE db_Livros; GO CREATE PROCEDURE sp_insere_livros @IDLivro smallint, @NomeLivro varchar(50), @ISBN varchar(30), @DATALANC datetime, @IDAUTOR smallint AS SET NOCOUNT ON; INSERT INTO tbl_Livro (ID_Livro, Nome_Livro, ISBN, Data_Lanc, ID_Autor) VALUES (@IDLivro,@NomelIvro,@ISBN,@DATALANC,@IDAUTOR); GO Fábio dos Reis Bóson Treinamentos 2013
  133. 133. Executando a SP de inserção de dados EXEC sp_insere_livros 8, ‘DNS & BIND’, ‘152354689’, ‘20070422’, 3 Fábio dos Reis Bóson Treinamentos 2013
  134. 134. Tipos de dados – Data e Hora Tipo de dados Formato Intervalo Precisão Tamanho de armazenamento (bytes) time hh:mm:ss[. nnnnnnn] 00:00:00.0000000 a 23:59:59.9999999 100 ns 3 a 5 date AAAA-MM-DD 0001-01-01 a 9999- 12-31 1 dia 3 smalldatetime AAAA-MM-DD hh: mm:ss 1900-01-01 a 2079- 06-06 1 minuto 4 datetime AAAA-MM-DD hh: mm:ss[.nnn] 1753-01-01 a 9999- 12-31 0,00333 segundo 8 Obs.: Se não forem necessários componentes de hora na data, armazene-as como “date” para evitar problemas quando fizer comparações entre datas. Fábio dos Reis Bóson Treinamentos 2013
  135. 135. Funções de Data e Hora ● GETDATE () - Retorna um valor que contém a data e a hora do computador no qual a instância de SQL Server está sendo executada. SELECT getdate () AS 'Data e hora atuais' ● GETUTCDATE () - Retorna um valor que contém a data e a hora do computador no qual a instância de SQL Server está sendo executada. A data e hora é retornada como hora UTC (Tempo Universal Coordenado). SELECT getutcdate () AS 'Hora UTC' ● As funções acima retornam dados do tipo datetime Fábio dos Reis Bóson Treinamentos 2013
  136. 136. Funções de Data e Hora ● DAY (data) - Retorna um inteiro que representa a parte do dia da data especificada. ● MONTH (data) - Retorna um inteiro que representa a parte do mês de uma data especificada. ● YEAR (data) - Retorna um inteiro que representa a parte do ano da data especificada. SELECT YEAR(getdate()) Fábio dos Reis Bóson Treinamentos 2013
  137. 137. DATEDIFF ● DATEDIFF – Função que retorna o tempo entre duas datas. ● Sintaxe: DATEDIFF(parte,data_inicial,data_final) Fábio dos Reis Bóson Treinamentos 2013
  138. 138. DATEDIFF ● Parte pode ser: Parte Abreviação Ano yy, yyyy Mês mm, m Dia dd, d Semana wk, ww Hora hh Minuto mi, n Segundo ss, s Milisegundo ms Fábio dos Reis Bóson Treinamentos 2013
  139. 139. DATEDIFF - Exemplos ● SELECT DATEDIFF(hh, getutcdate(), getdate()) AS 'UTC São Paulo‘ ● SELECT DATEDIFF(dd, getdate(), '1975-12-21') AS 'Dias que já vivi' Fábio dos Reis Bóson Treinamentos 2013
  140. 140. Função DATEPART() ● Usada para retornar um parte de uma data ou hora, como o ano, dia, mês, minuto, hora, etc. ● Sintaxe: DATEPART(parte, data) ● Parte: mesmos parâmetros apresentados em DATEDIFF. ● Data: Data ou coluna que contém a data. Fábio dos Reis Bóson Treinamentos 2013
  141. 141. DATEPART - Exemplo SELECT DATEPART(yyyy,Data_Pub) AS ‘Ano Lançamento’, DATEPART(mm, Data_Pub) AS ‘Mês’, DATEPART(dd, Data_Pub) AS ‘Dia’, FROM tbl_Livros WHERE ID_Livro = 1 Fábio dos Reis Bóson Treinamentos 2013
  142. 142. Função DATEADD() ● Adiciona ou subtrai um intervalo de tempo específico de uma data. ● Sintaxe: DATEADD(parte, número, data) ● número é o intervalo a ser adicionado (ou subtraído, se for negativo). Fábio dos Reis Bóson Treinamentos 2013
  143. 143. DATEADD – Exemplo: ● Um livro é lançado nos EUA em uma data, e será publicado aqui 50 dias depois. Determine essa data da publicação. SELECT DATEADD(dd,50,Data_Pub) AS ‘Data de Publicação em Português’ FROM tbl_Livros ● Data daqui a 20 dias: SELECT DATEADD(dd,20,GETDATE()) Fábio dos Reis Bóson Treinamentos 2013
  144. 144. Função CONVERT() ● Função que converte uma expressão de um tipo de data para outro. ● Também pode ser usada para mostrar a data e a hora em formatos diferentes. ● Sintaxe: CONVERT(tipo_dados, expressão, estilo) ● tipo_dados – Especifica o tipo de dados alvo ● expressão – Valor a ser convertido ● estilo – Formato de saída Fábio dos Reis Bóson Treinamentos 2013
  145. 145. CONVERT – Tabela de estilos Valor (aa) Valor (aaaa) Entrada/Saída Padrão 1 101 mm/dd/yy EUA 2 102 yy.mm.dd ANSI 3 103 dd/mm/yy Francês 4 104 dd.mm.yy Alemão 5 105 dd-mm-yy Italiano 8 108 hh:mm:ss 12 112 yymmdd ISO 6 106 dd mês yy Fábio dos Reis
  146. 146. CONVERT - Exemplo Data em formato nacional: SELECT CONVERT(VARCHAR(10),GETDATE(),103)) Apenas a hora: SELECT CONVERT(VARCHAR(10),GETDATE(),108) Fábio dos Reis Bóson Treinamentos 2013

×