A reportagem com base
na extração, análise e
visualização de dados
ANNA BARBARA MEDEIROS
ORIENTAÇÃO: RITA PAULINO
Problema de pesquisa
A identificação das maneiras pelas
quais os jornalistas podem integrar as
técnicas de extração, anál...
Objetivo geral
 Identificar as características mais frequentes e
mais valorizadas no jornalismo de dados, assim
como as t...
Objetivos específicos
 Listar as características encontradas com mais frequência nos
produtos de jornalismo de dados dest...
Objetivos específicos
 Produzir um protótipo jornalístico digital baseado em dados e
com apresentação dotada de recursos ...
Metodologia
 Técnica de métodos mistos (quantitativa + qualitativa);
 Alegações de conhecimento baseadas em elementos
pr...
Etapas de trabalho
 ANÁLISE EXPLORATÓRIA DOS DADOS: Leitura das 26 reportagens vencedoras
do DJA, buscando e registrando ...
Etapas de trabalho
 APLICAÇÃO EXPERIMENTAL: Construção de um
protótipo de produto de jornalismo de dados,
priorizando a p...
Objeto empírico / Corpus
 26 reportagens (ou conjuntos de reportagens)
vencedoras do Data Journalism Awards.
https://docs...
Linha do Tempo
 2006: Adrian Holovaty questiona a “visão de mundo centrada na
história” e propõe o reagrupamento de algun...
Conceitos-chave
 Jornalismo guiado por dados (data-driven journalism): “Fluxo de trabalho, onde os
dados são a base para ...
Conceitos-chave
 Reportagem Assistida por Computador /RAC (Computer Assisted Reporting
/ CAR): “Qualquer coisa que use co...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

A reportagem com base na extração, análise2

167 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
167
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
2
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

A reportagem com base na extração, análise2

  1. 1. A reportagem com base na extração, análise e visualização de dados ANNA BARBARA MEDEIROS ORIENTAÇÃO: RITA PAULINO
  2. 2. Problema de pesquisa A identificação das maneiras pelas quais os jornalistas podem integrar as técnicas de extração, análise e visualização de dados no processo de investigação jornalística.
  3. 3. Objetivo geral  Identificar as características mais frequentes e mais valorizadas no jornalismo de dados, assim como as técnicas, métodos, ferramentas, estratégias e habilidades que configuram os produtos deste tipo de jornalismo, como fenômeno midiático contemporâneo de abrangência internacional e transcultural.
  4. 4. Objetivos específicos  Listar as características encontradas com mais frequência nos produtos de jornalismo de dados destacados por meio da vitória no DJA;  Classificar as características em agrupamentos como temáticas, locais de origem, idiomas originais, oferta dos dados digitais, tipos de recursos gráficos, composição das equipes profissionais e uso de softwares específicos nas produções;  Mapear a distribuição geográfica das equipes jornalísticas com bons produtos de jornalismo de dados;
  5. 5. Objetivos específicos  Produzir um protótipo jornalístico digital baseado em dados e com apresentação dotada de recursos visuais, reutilizando as características mais frequentemente encontradas nas produções vencedoras do DJA.  Mensurar realisticamente o esforço e as habilidades necessárias para a execução de um projeto dessa natureza em nosso contexto empírico.
  6. 6. Metodologia  Técnica de métodos mistos (quantitativa + qualitativa);  Alegações de conhecimento baseadas em elementos pragmáticos;  Estratégia metodológica aninhada concomitante: método de menor prioridade (quantitativo) aninhado em método predominante (qualitativo);  Cada método aborda um conjunto distinto de questões e busca informações de níveis diferentes.
  7. 7. Etapas de trabalho  ANÁLISE EXPLORATÓRIA DOS DADOS: Leitura das 26 reportagens vencedoras do DJA, buscando e registrando as características mais frequentes, em aspectos como temática, idioma original, uso de softwares específicos, recursos gráficos, formas de publicação dos arquivos e fontes de dados utilizadas. Também será empregado um software para verificação de frequência de termos.  ANÁLISE BIVARIADA: Verificação de associação entre variáveis, de forma a sugerir hipóteses de causalidade ou concorrência.  GEOLOCALIZAÇÃO: Levantamento sobre a distribuição dos dados em seu ambiente de origem.
  8. 8. Etapas de trabalho  APLICAÇÃO EXPERIMENTAL: Construção de um protótipo de produto de jornalismo de dados, priorizando a presença das características trabalhadas nas etapas anteriores.  ANÁLISE COMPARATIVA: Dados gerados pelo experimento são comparados aos dados oriundos do mercado/DJA.
  9. 9. Objeto empírico / Corpus  26 reportagens (ou conjuntos de reportagens) vencedoras do Data Journalism Awards. https://docs.google.com/spreadsheets/d/1n3V_X nJg7UlAOf9Y3gT4x_8gy3E8YrJTpqpyVHgB2Eo/edit ?usp=sharing
  10. 10. Linha do Tempo  2006: Adrian Holovaty questiona a “visão de mundo centrada na história” e propõe o reagrupamento de alguns tipos de informações jornalísticas em campos de bases de dados.  2009: Politifact se torna o primeiro website a receber um Pulitzer.  2010: Wikileaks.  2012: Data Journalism Handbook.  2012: Primeiro Data Journalism Awards.
  11. 11. Conceitos-chave  Jornalismo guiado por dados (data-driven journalism): “Fluxo de trabalho, onde os dados são a base para análise, visualização e – o mais importante – narrativa” (LORENZ, 2010).  Jornalismo de dados (data journalism): “Narrativa digital que é muito rica em conteúdo e, quando apresentada no ambiente online, possibilita aos leitores explorar a história interativamente” (HENNINGER, 2013).  Paradigma Jornalismo Digital em Base de Dados (JDBD): O modelo que tem as bases de dados como definidoras da estrutura e da organização, bem como da composição e da apresentação dos conteúdos de natureza jornalística, de acordo com funcionalidades e categorias específicas, que também vão permitir a criação, a manutenção, a atualização, a disponibilização, a publicação e a circulação de cibermeios dinâmicos em multiplataformas (BARBOSA; TORRES, 2013).
  12. 12. Conceitos-chave  Reportagem Assistida por Computador /RAC (Computer Assisted Reporting / CAR): “Qualquer coisa que use computadores para auxiliar no processo de obtenção de notícias” (GARRISON, 1998).  Jornalismo de precisão (Precision journalism): “A aplicação de métodos de pesquisa das ciências sociais e comportamentais à prática do jornalismo (MEYER, 1969/1991).  Internet: “Grande base de dados midiática distribuída” (MANOVICH, 2001).  Dados: “Sequências de fatos brutos que representam eventos” (LAUDON e LAUDON, 2007).

×