Introdução ao php

6.854 visualizações

Publicada em

Uma breve introdução ao PHP com exemplos de utilização da linguagem e instalação de um ambiente para execução dos scripts.

Publicada em: Educação, Tecnologia
0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
6.854
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
4.506
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
53
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Introdução ao php

  1. 1. Introdução ao PHP <br />Autor: Tiago Davi<br />E-mail: tiago.asp.net@gmail.com<br />Blog: http://tiagodavi.blogspot.com/<br />Twitter: http://twitter.com/#!/tiagoaspnet<br />
  2. 2. Segundo a Wikipédia, variável é um objeto situado <br />na memória que representa um valor ou expressão.<br />Utilizamos o caractere $ para representar <br />uma variável em PHP.<br />Para escrever código PHP precisamos antes<br />de tudo abrir suas tags e dentro delas escrever o <br />código da seguinte forma:<br /><?php//Tag de abertura<br />$numero = 1; //Definindo uma variável<br />//Tag de fechamento?><br />Variáveis<br />O PHP entente o // como comentário e não executa<br />
  3. 3. <?php<br />/*<br /> Assim podemos escrever comentários <br />em duas ou mais linhas<br />*/<br />//Strings são colocadas entre aspas<br />$texto = 'nome'; <br />//Números não precisam de aspas<br />$numero = 1;<br />//Podemos ainda fazer uma operação matemática. <br />$var1 = 2;<br />$var2 = 2;<br />$soma = $var1 + $var2;<br />//E imprimir na tela o resultado 4.<br />echo $soma; <br />?><br />Variáveis<br />O echo é um construtor de linguagem e serve para imprimir na tela<br />
  4. 4. <?php<br />//Abaixo vamos concatenar uma variável com uma string.<br />//Imprime Vou viajar para o Rio de Janeiro.<br />$cidade = "Rio de Janeiro";<br />echo "Vou viajar para o {$cidade}"; <br />//Também imprime Vou viajar para o Rio de Janeiro.<br />//Nesse caso utilizamos o . para concatenação.<br />echo 'Vou viajar para o '.$cidade; <br />//Imprime 7<br />$numero = 5 + 2;<br />print($numero);<br />?><br />Variáveis<br />O print também é utilizado para imprimir na tela<br />
  5. 5. Qual a diferença entre constante e variável?<br />Uma variável é capaz de mudar várias vezes e uma constante <br />é um valor permanente.<br />Como criar uma constante com PHP?<br />Utilizamos uma função nativa do PHP chamada define.<br /><?php<br />/*<br />Depois de definir uma constante o seu valor não poderá ser alterado e é uma boa prática escrever constantes em caixa alta.<br />*/<br />//Definimos constantes com aspas.<br />define('MINHA_CONSTANTE', 100);<br />//Observe que não utilizamos o caractere $<br />//Imprime 100.<br />echo MINHA_CONSTANTE;<br />?><br />Constantes<br />
  6. 6. <?php<br />/*<br />O PHP é linguagem case sensitive, ou seja, minha_constante<br />é diferente de MINHA_CONSTANTE e de acordo com o case sensitive<br />a linha abaixo vai imprimir a string minha constante ao invés de imprimir 100.<br />*/<br />define('MINHA_CONSTANTE', 100);<br />echominha_constante;<br />//Agora passando o parâmetro TRUE ao final<br />define('MINHA_CONSTANTE', 100, TRUE);<br />//Essa linha imprime 100 pois desligamos o case sensitive<br />echominha_constante; <br />?><br />Constantes<br />
  7. 7. Também conhecido como vetor ou matriz funciona como<br />uma variável porém guarda informação em diversas posições<br />diferentes chamadas de índices.<br /><?php<br />//Criando um array de frutas.<br />$frutas = array('Maça', 'Uva', 'Melancia');<br />//Observe que o 1º índice do array é 0.<br />//imprime Maça.<br />echo $frutas[0]; <br />//Podemos criar arrays diretamente definindo índices na variável.<br />$carros[0] = 'Palio'; <br />$carros[1] = 'Corsa';<br />//Também podemos definir índices como string<br />$lista = array('pai' => 'Papai', 'mae' => 'Mamãe');<br />//Imprime Mamãe.<br />echo $lista['mae']; <br />?><br />Arrays<br />
  8. 8. Arrays<br /><?php<br />//Agora um exemplo mais complexo.<br />//Observe que escola e casa contém outros Arrays como valores.<br />$materiais = array('escola' => array('lápis', 'caneta', 'borracha'), <br /> 'casa' => array('bica', 'cano')); <br />//Esta função Imprime todo o Array na tela.<br />print_r($materiais); <br />//Imprime lápis<br />echo $materiais['escola'][0];<br />//Imprime bica<br />echo $materiais['casa'][0];<br />//Imprime borracha<br />echo $materiais['escola'][2];<br />?><br />
  9. 9. É uma estrutura de repetição capaz de iterar sobre arrays<br />e objetos.<br /><?php<br />$pizzas = array('Portuguesa', 'Napolitana', 'Presunto');<br />//A 1º forma percorre todos os índices jogando os valores na variável $valor<br />foreach($pizzas as $valor){<br /> //Imprime Portuguesa Napolitana Presunto<br />echo $valor;<br /> }<br />//A 2º forma faz a mesma coisa mas antes joga o índice na variável $chave<br />foreach($pizzas as $chave => $valor){<br /> //Imprime 0-Portuguesa 1-Napolitana 2-Presunto.<br /> //Observe o ponto concatenando as variáveis.<br />echo $chave. ' – '.$valor; <br />}<br />?><br />Foreach<br />
  10. 10. É uma estrutura de repetição normalmente utilizada quando<br />conhecemos a quantidade de vezes em que o processo<br />deve ser executado.<br />For<br /><?php<br />//$i inicia com 0 e enquanto ele for menor do que 11 irá incrementar em 1.<br />for($i=0; $i < 11; $i++){<br /> //Imprime 0 1 2 3 4....10<br />echo $i;<br /> }<br />?><br />
  11. 11. <?php<br />//Vamos iterar sobre um array utilizando o for.<br />$pizzas = array('Portuguesa', 'Napolitana', 'Presunto');<br />//Contamos quantos itens tem nosso array<br />$total = count($pizzas); <br />for($i=0; $i < $total; $i++){<br /> //Imprime Portuguesa Napolitana Presunto<br />echo $pizzas[$i];<br />}<br />?><br />For<br />A função count conta os elementos de um array<br />
  12. 12. É uma estrutura de repetição utilizada quando não sabemos<br />quantas vezes precisamos repetir determinado processo.<br />While<br /><?php<br />$x = 5;<br />//Enquanto x for menor do que 10 faça...<br />while($x < 10){<br /> //Imprime 5x a frase abaixo<br />echo 'Olá Mundo';<br /> //Incrimentamos a variável x.<br /> $x++;<br />}<br />?><br />$x++ significa que $x é igual a ele mesmo mais 1.<br />
  13. 13. <?php<br />$y = 10;<br />while($y > 10){<br /> //Essa linha não é executada pois $y não é maior que 10.<br />echo 'Olá Mundo';<br />}<br />?><br />While<br />
  14. 14. É similar ao while mas essa função difere pois executa <br />primeiro e testa somente no final. <br />Do While<br /><?php<br />$x = 25;<br />do{<br /> //Este exemplo imprime 25242322212019...11<br />echo $x;<br /> $x--;<br /> //Faça enquanto $x for maior que 10...<br />}while($x > 10);<br />?><br />Também podemos decrementar uma variável com $x--<br />
  15. 15. <?php<br />$y = 10;<br />do{<br /> //Agora essa linha é executada uma vez pois testamos no final.<br />echo 'Olá Mundo';<br />}while($y > 10);<br />?><br />Do While<br />
  16. 16. <?php<br />//Escrever funções em PHP é muito simples veja<br />functionescreva_ola_mundo(){<br />echo 'Olá Mundo';<br />}<br />//Em qualquer parte do código podemos chamar esta função<br />//Imprime Olá Mundo<br />escreva_ola_mundo();<br />//Podemos passar argumentos ou parâmetros<br />functionescreva_meu_nome($nome){<br />echo $nome;<br />}<br />//Imprime Tiago<br />escreva_meu_nome('Tiago');<br />?><br />Funções<br />
  17. 17. <?php<br />function soma($var1, $var2){<br />//Observe que agora estamos retornando o resultado<br />return $var1 + $var2;<br />}<br />//Só chamar a função NÃO imprime nada<br />soma(2, 2);<br />//Nesse caso devemos mandar imprimir<br />//Imprime 4<br />echo soma(2, 2);<br />//Vamos guardar o retorno em uma variável<br />$resultado = soma(5, 5);<br />//Imprime 10<br />echo $resultado;<br />?><br />Funções<br />
  18. 18. <?php<br />//A partir do PHP 5.3 temos o conceito de funções anônimas<br />$multiplicar = function($var1, $var2){<br /> //Utilizamos * para multiplicações<br />return $var1 * $var2;<br />//Observe o ; no final das chaves<br />};<br />//Agora podemos utilizar uma variável como uma função<br />$resultado = $multiplicar(2, 2);<br />//Imprime 4<br />echo $resultado;<br />?><br />Funções<br />
  19. 19. <?php<br />//Podemos manter argumentos pré-definidos<br />functionargumento_pre_definido($teste = 25){<br />return $teste;<br />}<br />//Agora chamar a função sem passar argumentos<br />//Imprime 25<br />echoargumento_pre_definido();<br />?><br />Funções<br />
  20. 20. Estruturas condicionais nos permite testar um trecho<br />de código observe:<br />Estrutura Condicional<br /><?php<br />$idade = 21;<br />//Se idade for maior que 18 faça...<br />If($idade > 18){<br />echo 'Você tem mais de 18 anos';<br />}<br />//Se não, se idade for maior que 15 faça...<br />elseif($idade > 15){<br />echo 'Você tem mais de 15 anos';<br />}<br />//Se não (nem maior que 18 e nem maior que 15) faça..<br />else{<br />echo 'Você tem 15 anos ou menos';<br />}<br />?><br />
  21. 21. A estrutura switch é um pouco mais complexa e é <br />utilizada para testar uma mesma variável várias vezes.<br />Estrutura Condicional<br /><?php<br />$status = 'Aprovado';<br />switch($status){<br /> case 'Aprovado': //Caso Aprovado faça... (Observe os : ao final) <br />echo 'Foi aprovado';<br />break; //Pare<br /> case 'Reprovado': //Caso Reprovado faça....<br />echo 'Foi reprovado';<br />break; //Pare<br /> default: //Este é um caso padrão se não se encaixar em nenhum outro<br />echo 'Este status não existe no sistema';<br />}<br />?><br />Você pode montar quantos casos forem necessários.<br />
  22. 22. Mãos a obra!<br />Instalando o VertrigoServ no windows 7<br />http://vertrigo.sourceforge.net/?lang=pt<br />
  23. 23. Mãos a obra!<br />2) Instalando o Notepad++<br />http://notepad-plus-plus.org/<br />
  24. 24. Mãos a obra!<br />Entre na pasta em C:Program FilesVertrigoServwww e<br />crie um arquivo chamado teste.php<br />Execute o VertrigoServ que deve ficar com uma luz verde no<br />canto inferior direito, ao lado do relógio.<br />Abra seu navegador e na barra de endereços digite:<br />http://localhost/ ou http://127.0.0.1/ para ver a tela de <br />Apresentação do VertrigoServ.<br />
  25. 25. Mãos a obra!<br />Abra seu arquivo teste.php com o notepad++ e escreva a linha abaixo:<br /><?phpecho 'Olá mundo' ?><br />Salve seu arquivo e acesse http://localhost/teste.php para ver o resultado.<br />Não basta só ler pois PHP é prática, então pratique bastante os exemplos.<br />Para saber mais consulte a documentação oficial do PHP<br />http://www.php.net/<br />Participe da comunidade<br />http://www.php.org.br/<br />Recomendo fortemente!<br />http://www.phpsp.org.br/<br /> Obrigado!<br />

×