REDES          DE         PODER A CONSTRUÇÃO DO SENSO COMUM      Prof. Dr. Luiz A. Stevanato
Luiz Arnaldo Stevanato – mini CV• Doutor e Mestre em Administração de Empresas (FEA - USP);• Psicólogo formado pela USP (1...
Objetivos1. O poder no cotidiano organizacional;2. Redes de poder e influência (IAVs);3. A construção do “senso comum” (mo...
PODER SIMBÓLICO – A FORÇA DA IMAGEM          Kim Jong - Estatua do falecido “grande” líder Norte-coreano e pai do atual gr...
“Líder visionário” – vislumbre do futuro – apromessa revolucionária– vaga por necessidade.                           PODER...
Poder como possibilidade de ...• Impor sua vontade a outros a despeito de resistências...• Estabelecendo uma relação de “D...
Poder como possibilidade de ...• Impor sua vontade a outros a despeito de resistências...• Estabelecendo uma relação de “D...
Interesses, ambições e vínculos (IAV) configuram                                organizações como...• Redes de poder e inf...
Redes de IAVs - aliados e competidores      IAV             IAV                          IAV                              ...
Redes de IAVs - aliados e competidores               Empresa                                 Áreas de influência          ...
Redes de Poder – complexidade das decisões• Coalizões, feudos, interesses;• Canais de influência nem sempre conhecidos;• D...
Como as redes de poder influenciam e impõem sua agenda?
Estratégia Gramsciana da revolução culturalA CONSTRUÇÃO DO “SENSOCOMUM”
Das iniciativas de mudanças                                                                                         Falham...
Fatores culturais respondem por                                                                                       %Dos...
Este não é um problema novo
A solução Gramsciana
H E G E M O N I A• Valores culturais transformados;• Tornam a “mudança” aceitável – desejável;• Exercer influência de modo...
COMO A RETÓRICA AJUDA A CRIAR UMA NOVA HEGEMONIA
VEROSSIMILHANÇA – NÃO FATOSAdaptado de: SCHEUFELE, D. A. & MOY, P. Twenty five years of the spiral of silence - a conceptu...
CREDIBILIDADE
CONFORMIDADE
AVERSÃO AO ISOLAMENTO
RACIONALIZAÇÃO
“Afinal, você vai acreditar em mim   ou nos seus próprios olhos?”            Groucho Marx
Hegemonia Cultural Tende a...    Diminuir a capacidade de pensar1   criticamente;    Torna mais difícil perceber2   altern...
Afinal, isso tudo funciona?
CONSTRUÇÃO DE UM DISCURSO HEGEMÔNICOSUSTENTABILIDADE
“A política mundial tem passado por uma transformação radical nosúltimos quinze anos que não foi resultado nem do colapso ...
IMPORTÂNCIA DA CSR E SUSTENTABILIDADE PARA A REPUTAÇÃO                                                         2010 Edelma...
CASO SUSTENTABILIDADEQuanto você confia que os seguintes setores da economia estão fazendo a coisa certa?                 ...
Sustentabilidade, CSR e o pragmatismo• Ênfase no relacionamento com diversos stakeholders;• Demandas legítimas...• Por vez...
Word Cloud gerada pelo aplicativo Wordle – www.wordle.net
EMPRESA          Word Cloud gerada pelo aplicativo Wordle – www.wordle.net
Pare e pense:Sustentabilidade = Nova hegemonia?Qual o problema?
“A ordem política da democracia liberal é incapaz de                enfrentar os desafios da catástrofe ambiental         ...
O que de fatoestão nosvendendo?
Precisamos de perspectiva
5 Sugestões
Algumas Conclusões1   O poder das ONGs cresceu muito e continua crescendo...2   Através da estratégia cultural [Gramsciana...
Obrigado.                                  @                                      http://pesquisaconsumo.blogspot.com/    ...
BIBLIOGRAFIADemocracy and climate change: a story of failure. Disponível em:http://www.opendemocracy.net/article/democracy...
Redes de poder   a construção do senso comum
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Redes de poder a construção do senso comum

673 visualizações

Publicada em

Publicada em: Negócios
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
673
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
25
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
20
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Redes de poder a construção do senso comum

  1. 1. REDES DE PODER A CONSTRUÇÃO DO SENSO COMUM Prof. Dr. Luiz A. Stevanato
  2. 2. Luiz Arnaldo Stevanato – mini CV• Doutor e Mestre em Administração de Empresas (FEA - USP);• Psicólogo formado pela USP (1984);• Sócio-proprietário da S2A Consultoria e Pesquisa;• Consultor de pesquisa de marketing e diagnóstico de clima e cultura para empresas de diversos setores;• Professor de programas de MBA das disciplinas, Mudança e Cultura Organizacional, Feedback & Coaching, Comunicação eficaz, Comportamento do Consumidor etc.
  3. 3. Objetivos1. O poder no cotidiano organizacional;2. Redes de poder e influência (IAVs);3. A construção do “senso comum” (modelos mentais);4. A mudança cultural como estratégia política de mudança;5. O pragmatismo gerencial e seus riscos;6. Um exemplo prático de construção do senso comum.
  4. 4. PODER SIMBÓLICO – A FORÇA DA IMAGEM Kim Jong - Estatua do falecido “grande” líder Norte-coreano e pai do atual grande “líder do povo”.
  5. 5. “Líder visionário” – vislumbre do futuro – apromessa revolucionária– vaga por necessidade. PODER SIMBÓLICO – “NEM SEMPRE SUTIL” Desproporção homem comum – líder = Monumento ao povo distância de poder. revolucionário – coletivo – sem individualidade – massa. Kim Jong - Estatua do falecido “grande” líder Norte-coreano e pai do atual grande “líder do povo”.
  6. 6. Poder como possibilidade de ...• Impor sua vontade a outros a despeito de resistências...• Estabelecendo uma relação de “Dominação”...• Dominador e os dominados compartilham de crenças...• Que legitimam o exercício do poder. Adaptado de: GERTH, H. H. & MILLS, C. W. From Max Weber: essays in sociology. New York Oxford University,1946.
  7. 7. Poder como possibilidade de ...• Impor sua vontade a outros a despeito de resistências...• Estabelecendo uma relação de “Dominação”...• Dominador e os dominados compartilham de crenças... Dominador e os dominados compartilham de crenças...• Que legitimam o exercício do poder. Adaptado de: GERTH, H. H. & MILLS, C. W. From Max Weber: essays in sociology. New York Oxford University,1946.
  8. 8. Interesses, ambições e vínculos (IAV) configuram organizações como...• Redes de poder e influência onde há...• Coalizões - convergência de IAVs entre os membros;• Conflitos - divergências de IAVs entre os membros;• Visão política revela irracionalidade organizacional:• Jogos políticos, negociações, sabotagens, resistências etc. Fonte: MORGAN, G. Imagens da Organização. S. Paulo, Atlas, 1996.
  9. 9. Redes de IAVs - aliados e competidores IAV IAV IAV IAV IAVIAV IAV • Canais de influência; • Fonte de informações; • Negociação e mediação IAV • “Espionagem”.
  10. 10. Redes de IAVs - aliados e competidores Empresa Áreas de influência Partido IAV ONG IAV IAV IAV IAVIAV IAV Zonas de cooperação ou conflito Sindicato IAV
  11. 11. Redes de Poder – complexidade das decisões• Coalizões, feudos, interesses;• Canais de influência nem sempre conhecidos;• Decisões aparentemente irracionais;• Abordagem técnica - ingenuidade. Fonte: Morgan, G. Imagens da Organização. S. Paulo, Atlas, 1996.
  12. 12. Como as redes de poder influenciam e impõem sua agenda?
  13. 13. Estratégia Gramsciana da revolução culturalA CONSTRUÇÃO DO “SENSOCOMUM”
  14. 14. Das iniciativas de mudanças Falham Fonte: How do I Create a Distinctive Performance Culture. Mc Kinsey Survey Report. http://www.mckinsey.com/clientservice/organizationleadership/rocket_creating_performance_culture.pdf
  15. 15. Fatores culturais respondem por %Dos fracassos Fonte: How do I Create a Distinctive Performance Culture. Mc Kinsey Survey Report. http://www.mckinsey.com/clientservice/organizationleadership/rocket_creating_performance_culture.pdf
  16. 16. Este não é um problema novo
  17. 17. A solução Gramsciana
  18. 18. H E G E M O N I A• Valores culturais transformados;• Tornam a “mudança” aceitável – desejável;• Exercer influência de modo “quase” imperceptível.
  19. 19. COMO A RETÓRICA AJUDA A CRIAR UMA NOVA HEGEMONIA
  20. 20. VEROSSIMILHANÇA – NÃO FATOSAdaptado de: SCHEUFELE, D. A. & MOY, P. Twenty five years of the spiral of silence - a conceptual review. International Journal of Public opinion Research, Vol. 12 (1) 2000.
  21. 21. CREDIBILIDADE
  22. 22. CONFORMIDADE
  23. 23. AVERSÃO AO ISOLAMENTO
  24. 24. RACIONALIZAÇÃO
  25. 25. “Afinal, você vai acreditar em mim ou nos seus próprios olhos?” Groucho Marx
  26. 26. Hegemonia Cultural Tende a... Diminuir a capacidade de pensar1 criticamente; Torna mais difícil perceber2 alternativas viáveis; Pode dar origem a formas mais3 autoritárias de organização social... Ainda que justificadas com boas4 intenções.
  27. 27. Afinal, isso tudo funciona?
  28. 28. CONSTRUÇÃO DE UM DISCURSO HEGEMÔNICOSUSTENTABILIDADE
  29. 29. “A política mundial tem passado por uma transformação radical nosúltimos quinze anos que não foi resultado nem do colapso da União Soviética nem da onda de fundamentalismos religiosos, mas do crescimento sem precedentes das organizações não governamentais em todo mundo… elas se deslocaram dos bastidores para o centro do palco dapolítica mundial e estão exercendo seu poder e influência em muitos aspectos das relações internacionais e na elaboração de políticas públicas”. MCGANN, J. & JOHNSTONE, M. The Power Shift and the NGO Credibility Crisis. International Journal of Not-for-Profit Law, vol. 8 (2), Jan. 2006.
  30. 30. IMPORTÂNCIA DA CSR E SUSTENTABILIDADE PARA A REPUTAÇÃO 2010 Edelman Trust Barometer - http://www.edelman.com/trust/2010/ O Edelman Trust Barometer 2010 é um levantamento anual de confiança e credibilidade. O 10º levantamento foi produzido pela empresa de pesquisa StrategyOne e consistiu deentrevistas telefônicas de 25 minutos. O levantamento de dados ocorreu entre 29 setembro - 6 dezembro de 2009. A amostra foi de 4.875 sujeitos com formação superior divididosem dois grupos etários (25-34 e 35-64). Todos os sujeitos preenchiam os seguintes critérios: nível universitário, renda familiar no quartil superior à sua idade e país e que declararam ler ou assistir mídias diversas várias vezes por semana, além de acompanhar as questões de política pública atuais pelo menos várias vezes por semana.
  31. 31. CASO SUSTENTABILIDADEQuanto você confia que os seguintes setores da economia estão fazendo a coisa certa? Edelman Trust Barometer, 2010 - http://www.edelman.com/trust/2010/
  32. 32. Sustentabilidade, CSR e o pragmatismo• Ênfase no relacionamento com diversos stakeholders;• Demandas legítimas...• Por vezes misturadas com agenda política;• Fase atual é de pragmatismo gerencial, porém...• Linguagem é como vírus.
  33. 33. Word Cloud gerada pelo aplicativo Wordle – www.wordle.net
  34. 34. EMPRESA Word Cloud gerada pelo aplicativo Wordle – www.wordle.net
  35. 35. Pare e pense:Sustentabilidade = Nova hegemonia?Qual o problema?
  36. 36. “A ordem política da democracia liberal é incapaz de enfrentar os desafios da catástrofe ambiental global... É hora de pensar radicalmente e adotar uma abordagem pós-democrática.” - David ShearmanFonte: Democracy and climate change: a story of failure. Disponível em: http://www.opendemocracy.net/article/democracy_and_climate_change_a_story_of_failure Created 11/07/2007.
  37. 37. O que de fatoestão nosvendendo?
  38. 38. Precisamos de perspectiva
  39. 39. 5 Sugestões
  40. 40. Algumas Conclusões1 O poder das ONGs cresceu muito e continua crescendo...2 Através da estratégia cultural [Gramsciana];3 Influencia fortemente padrões de gestão e políticas públicas;4 Toda ONG tem uma agenda;5 Algumas têm uma agenda política radical [oculta?]; Situação ainda é pouco conhecida e as conseqüências mal6 compreendidas.
  41. 41. Obrigado. @ http://pesquisaconsumo.blogspot.com/ http://twitter.com/Luiz_Stevanato www.sacore.com s2a@sacore.comProf. Luiz A. StevanatoPsychologist, PhD,MBA Professor, MarketingResearcher and OrganizationalCulture and Climate Consultant. IN HOC SIGNO VINCES
  42. 42. BIBLIOGRAFIADemocracy and climate change: a story of failure. Disponível em:http://www.opendemocracy.net/article/democracy_and_climate_change_a_story_of_failure - 11/07/2007.EDELMAN TRUST BAROMETER - http://www.edelman.com/trust/2010/FLEMING, P & SPICER, A. Beyond Power and Resistance: New Approachs to organizational Politics. Management Communication Quarterly, .Vol. 21, No. 3, 2008.GERTH, H. H. & MILLS, C. W. From Max Weber: essays in sociology. New York Oxford University,1946. How do I Create a DistinctivePerformance Culture. Mc Kinsey Survey Report. Disponível em:http://www.mckinsey.com/clientservice/organizationleadership/rocket_creating_performance_culture.pdfHENDERSON, J. S. Corporate Social Responsability (CSR) as Mythology. UGSM-Monarch Business School, Working Paper Series, 2010._______________. The New Triad Power – Key players in the promise of global CSR. Swiss Management Center, Working Paper , 2008.KATZ, H. Gramsci, Hegemony, and Global Civil Society Networks. Voluntas, Vol. 17, 2006.KEOHANE, R. O. and NYE, Joseph S. Power and Interdependence in the Information Age. Foreign Affairs, vol. 77, no. 5, Sept/Oct 1998.MCGANN, J. & JOHNSTONE, M. The Power Shift and the NGO Credibility Crisis. International Journal of Not-for-Profit Law, Vol. 8 (2), Jan.2006.MORGAN, G. Imagens da Organização. S. Paulo, Atlas, 1996.NYE, J. S. The Rising Power of NGOs. Disponível em: http://www.project-syndicate.org/commentary/nye10/EnglishSCHEUFELE, D. A. & MOY, P Twenty five years of the spiral of silence - a conceptual review. International Journal of Public opinion .Research, Vol. 12, no. 1, 2000.

×