A Economia Moderna
Segundo Braudel
A evolução das relações socioeconômicas e os
empreendimentos da economia dos setores
po...
Contexto
Histórico
▸ Idade Moderna
▸ Economia de Mercado
▸ Formação dos Estados Nacionais
▸ Mercantilismo
▸ Capitalismo
 Séculos XV – XVII : Europa
 Maioria da população vivia em aldeias, onde
as trocas era “imperfeitas” (autoconsumo).
 Já...
 Divisão de mundos sob a ótica do indivíduo:

Vida Material x Vida Econômica
 Vida Material :
 Hábitos e costumes tran...
Fruto da evolução da simples venda, o mercado
de trocas vai se transformando numa economia
de mercado.

 Trocas simples ...
 Relação entre Economia e Política.
 Consolidação dos Estados Nacionais
 Fortalecimento das economias nacionais
 Medid...
 Trocas desiguais que privilegiam os detentores
de poder/capital.
 Características básicas:
 Maximização dos lucros
 M...
 Thorstein Veblen (1857 – 1929)
Veblen contava uma história conhecida, de
um fazendeiro que tinha um buraco com muita
lam...
 A expansão destas práticas acentuou a
hierarquia na organização social e econômica.
 Braudel defende a existência de 3 ...
 Diferenças nas relações econômicas
capitalistas e dos empreendimentos dos
setores populares:
 posição no cenário econôm...
Obrigado !
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

A Economia Moderna Segundo Braudel

727 visualizações

Publicada em

Apresentação da teoria de mercado de Braudel, base teórica da atuação da Capina - RJ

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
727
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
173
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
8
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

A Economia Moderna Segundo Braudel

  1. 1. A Economia Moderna Segundo Braudel A evolução das relações socioeconômicas e os empreendimentos da economia dos setores populares
  2. 2. Contexto Histórico ▸ Idade Moderna ▸ Economia de Mercado ▸ Formação dos Estados Nacionais ▸ Mercantilismo ▸ Capitalismo
  3. 3.  Séculos XV – XVII : Europa  Maioria da população vivia em aldeias, onde as trocas era “imperfeitas” (autoconsumo).  Já existiam cidades que centralizavam o comércio ( Antuérpia, Gênova, Veneza, etc).  Interligação entre cidades e moeda.  Expansão da Economia de Mercado: ligação dos centros produtores e consumidores.  Divisão de Mundos: estar ou não no mercado. Idade Moderna
  4. 4.  Divisão de mundos sob a ótica do indivíduo:  Vida Material x Vida Econômica  Vida Material :  Hábitos e costumes transmitidos por gerações que são reproduzidos no cotidiano.  Mais da metade da humanidade está mergulhada nela.  Vida Econômica:  Trocas estabelecidas dentro do mercado.  Desenvolvimento das relações socioeconômicas na economia de mercado.
  5. 5. Fruto da evolução da simples venda, o mercado de trocas vai se transformando numa economia de mercado.   Trocas simples e lucro previsível, palpável.  Economia de Mercado - Economia de trocas - Economia real  Já existiam práticas sofisticadas que não condiziam com a economia de mercado simples. Braudel chama de Capitalismo (Anacronismo). Economia de Mercado
  6. 6.  Relação entre Economia e Política.  Consolidação dos Estados Nacionais  Fortalecimento das economias nacionais  Medidas econômicas : Mercantilismo  Balança comercial favorável, protecionismo e colonialismo.  Século XVII : Consolidação da Inglaterra como potência Mundial – Londres centralizou os fluxos econômicos. Sistema financeiro desenvolvido.  Capitalismo ganhando traços mais definidos. Economia de Mercado e Estados Nacionais
  7. 7.  Trocas desiguais que privilegiam os detentores de poder/capital.  Características básicas:  Maximização dos lucros  Mercantilização das coisas  Diversificação das atividades  Práticas anticoncorrenciais Para Braudel, o capitalismo é um antimercado.  Capitalismo não é o mercado. Passa pelo mercado, precisa do mercado, mas é a negação permanente do mercado. Capitalismo
  8. 8.  Thorstein Veblen (1857 – 1929) Veblen contava uma história conhecida, de um fazendeiro que tinha um buraco com muita lama em frente à casa. Durante muito tempo ele, com pena dos viajantes que atolavam freqüentemente neste buraco, usava seu gado para retirá-los. De tanto praticar esta “ajuda” o fazendeiro começou a achar justa a cobrança de uma pequena taxa, por seus “serviços”, i.e, para retirar os atolados do buraco. Não demorou muito para ele abandonar seu trabalho de fazendeiro e especializar-se em retirar os atolados do buraco. Logo veio uma estação de seca, e o buraco(enlameado) secou,levando suas receitas para baixo. Após refletir sobre esta nova situação, ele bolou um plano: ao escurecer, ele buscava água em riachos Um exemplo
  9. 9.  A expansão destas práticas acentuou a hierarquia na organização social e econômica.  Braudel defende a existência de 3 níveis:  Vida material – economia de subsistência  Economia de mercado  Capitalismo A Economia e seus níveis Vida material Capitalismo Economia mercado
  10. 10.  Diferenças nas relações econômicas capitalistas e dos empreendimentos dos setores populares:  posição no cenário econômico  Maneira de estar no mercado  Atitudes baseadas em valores e referências distintas Capitalismo e os EEP’s
  11. 11. Obrigado !

×