Acampamento

856 visualizações

Publicada em

Publicada em: Educação
0 comentários
4 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
856
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
0
Comentários
0
Gostaram
4
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Acampamento

  1. 1. Por Emerson Luiz Lapolli - Instrutor Clube de Desbravadores Eldorado 1A ARTE DE ACAMPARNão devemos esperar que uma região silvestre ofereça sempre as melhores condições para um acampamento ou
  2. 2. Por Emerson Luiz Lapolli - Instrutor Clube de Desbravadores Eldorado 2O teto e sobreteto dessem inclinados até o chão. As mais modernas possuem pólos em "V" externos. Trata-se demodelos mais simples para montar e desmontar. Pode abrigar de duas a cinco pessoas.iglu – Seu formato se assemelha a um iglu de esquimó, com sua estrutura externa de polo de fibra de vidro emforma de arco.São resistentes ao vento fortes e muitos confortáveis, com um ótimo aproveitamento de espaço interno. Podeabrigar de duas a quatro pessoas.Tubular – Como as barracas "iglu" possui uma estrutura externa de pólos de fibra de vidro em forma de arco,porémformando um meio "tubo", são ideais onde se dispões de pouco espaço e mais condições de terreno. Podemabrigar de uma a três pessoas.OBS: Dependendo de fabricantes, modelo ou aplicação, as barracas podem ser construídas com dois tetos ouapenas um. As de tetos simples devem ser obviamente impermeabilizadas – apesar da vantagem de serem maisleves, não possuem um isolamento térmico eficiente além de condensar internamente, no tecido a umidade datranspiração dos ocupantes da barraca.Na barraca de dois tetos só o primeiro tetro é permeável. Entre ele e o sobreteto mantém-se uma camada de arisotérmica de aproximadamente 10 cm. O ar parado é isolante térmico.Principais Objetivos* Proporcionar ao excursionista a familiarização com o ar livre;* Levá-lo a adquirir confiança própria;* Auxiliá-lo na aproximação de Deus, valorizando a natureza como obra suprema do criador;* Demonstrar o prazer que há no espírito de aventura;* Estabelecer liderança frente aos elementos do grupo;* Socializar-se;* Aprender as artes de acampar;* Complementar requisitos de especialidades;* Demonstrar habilidades com relação aos cursos ministrados;* Comprometer-se com a prática do lazer;* Compreender que há necessidades e lugares para refúgio;* Torna-se co-participante em treinamentos, e de eventos esportivos desenvolvendo o vigor físico;* Desenvolver habilidades de observação, e seguir pistas;* Praticar hábitos de sobrevivência e para com os assuntos que com ela se relacionam;
  3. 3. Por Emerson Luiz Lapolli - Instrutor Clube de Desbravadores Eldorado 3Tomar Cuidado Com:* Touceras de capim e capim alto devido a cobras e aranhas;* Terrenos de4 terra batida devido ao barro e pó;* Terrenos pedregosos devido ao incômodo;* Falta de espaço;* Brejos devido ao mosquito, pernilongos;* Matos fechados devido aos animais e insetos.Devemos Evitar* Solo úmido pois não firma os espeques das barracas e suja o fundo;* Muito vento pois dificulta a montagem;* Encosta de morros pois em caso de chuva pode haver deslizamentos de terras;* Cristas de morro pois poderá ser muito soprada por ventos constantes e raios;* Solo enredado de raízes pois dificulta cavar buracos ou mesmo fincar os espeques;* Debaixo de árvores pois pode haver quedas de galhos ou raios;* Rios e lagos pois em caso de chuva estarão sujeitos a enchentes e inundações;* Solo arenoso pois dificilmente firma as barracas;* Solo pedregoso pois dificulta cavar buracos e fincar os espeques além de ferir as costas;* Solo desnudo pois forma lama quando chove;* Praias pois a areia e o público atrapalham o programa;* Matos fechados pois dificulta a montagem de barracas, acarreta problemas quanta a umidade, insetos, etc ( émelhor que a praia);* Fazendas pois deverão tomar cuidado com as plantações, a não ser que se tome cuidado para não haverdanos:Porteiras – devem ser deixadas do jeito que foram encontradas.Frutas – só deverão ser colhidas com permissãoMadeiras – lenha ou paus tanto para queimar ou para artimanhas só poderão ser usada com permissão doproprietário.* Campos pois nas maioria dos casos são locais de criação de animais;* Camping Público pois geralmente atrapalha o programa do clube, aparelhos sonoros, aglomerados de pessoasentre outros inconvenientes.Local Ideal Para Acampamento* Que apanhe sol, de preferência pela parte da manhã;* Ligeiro declive para que a água da chuva não fique empoçada;* Gramado, um campo bem gramado é o melhor que tem, pois evita a lama em caso de mau tempo, não suja abarraca e é mais confortável;* Seco, se o local não for bem enxuto Ter-se-á problemas com a umidade;* Água, deverá ser potável. Verifique se realmente é boa e se tem todas as garantias de higiene. Nós precisamosde Água para beber, cozinhar, lavar os materiais e para o banho;* Mata, deve ser boa para seguimento de trilhas, pistas, pioneirismo e orientação de outras atividades;* Solo permeável, para que a água da chuva, da latrina, e da fossa de gordura possam penetrar rapidamente nosolo;* Vegetação, em tempo quente é bom ter algumas árvores por perto para refrescar.;* Lenha, para fogueiras;* Madeira, bambus e outros tipos de vegetação para exercer a prática de pioneirismo;* Campo para o lazer, jogos e outros tipos de exercícios;* Topografia, bela e que facilite a montagem funcional de todas as instalações do acampamento tais como:cozinha , refeitório, latrina e banheiros, barracas, fogos, praças, cívica, etc.
  4. 4. Por Emerson Luiz Lapolli - Instrutor Clube de Desbravadores Eldorado 4SANITARISMOFossa de detritos -- É um buraco que se cava para despejar todo o resto de comida. Ela deve ser cavar com50cm de largura, por 50 cm de comprimento e 60cm de profundidade. Jogar cal de vez em quando. O local dafossa deve se afastado para evitar aglomerar insetos geralmente fica entre o acampamento e lavatórios.Lavatórios -- Neste local não se deve jogar restos de comida e sim ser lavado utensílios de cozinha e higienepessoal. Todo o resto de comida deve ser jogado na fossa de detrito. E o sabão usado para lavar é o sabão neutroou de coco, porque não é poluente.Latrina -- Caso não houver bacios, deve-se cavar um buraco de 90cm de comprimento, 40cm de largura e60cm de profundidade e toda ve4z que for utilizada joga-se cal sobre o material eliminado. A latrina não deveficar de maneira que o vento leve o cheiro em direção ao acampamento. O solo deve absorver abem a água paraque a latrina não inunde.Lixos -- Todos os materiais como plástico, latas e vidro devem ser trazidos de volta e o material orgânicodeixado na fossa de detritos.A área do acampamento -- Deve estar sempre limpo, de modo que não se deve jogar no chão: papéis, cascas,restos de comida, detritos, etc. Caso haja rio ou lago próximo ao acampamento não deve ser jogado nenhum tipode lixo nele.Obs: Deve-se tomar cuidado para que animais não desenterrem a fossa de detritos e latrinas.Características De Uma Boa Barraca*Ter armação interna ou preferivelmente externa com pólos bem constituídos, leves e resistentes de duroalumínio padronizado ou fibra de vidro resinada;*Ter costuras duplas, transpassadas e impermeabilizantes;*Ser fácil de montar e desmontar;*O tecido de baixo, do colchão, deve ser expeço, impermeável e resistente, preferivelmente de nylonimpermeabilizado ou tecido vulcanizado;*Portas e janelas com mosqueteiros de tela para a circulação do ar sem permitir a entrada de insetos;*Altura não superior a um metro e meio (1,5m);*Quando armada: deve ser firme e aerodinâmica, sem franzidos ou dobraduras;*O sobreteto deve ser mantido afastado do teto, aproximadamente 10cm, e sua borda deve quase tocar ao solo;*Os espeques devem ser de alumínio com um desenho que mostre existência e flexão e tração.Cuidados Com A Barraca*Ao armar ou desarmar não pise calçado em cima do tecido;*Ao desarmá-la procure limpar e secar completamente seu exterior e interior. Se estiver molhada com água dachuva providencie a secagem o mais rapidamente possível;*Observe periodicamente a costura. Sempre que costurar ou remendar, reimpermeabilize o local com selante desilicone (cuide para que seja uma fina camada);*Não a mantenha embalada por um longo tempo. Periodicamente estenda por alguns minutos num local arejado ecom sol para prevenir o mofo;*Recorte de uma câmara de pneu de automóveis, anéis para serem usados com esticadores para as espias e osespeques. Essas medida manterá sua barraca mais segura e sempre esticada, mesmo durante uma ventania;*Pinte os olhais dos espeques com cores vivas (amarelo, alaranjado,) para que seja facilmente localizado nagrama, mesmo no escuro e em caso de perca;*Ao acampar na praia os espeques mais compridos ou enterrados na areia (tronco pequeno fixa melhor ao serenterrado);*Cuidado como materiais químicos como repelentes, detergentes, etc; que pode danificar o tecido da barracacomo os impermeabilizantes.Outros Tipos De EstacionamentoAcantonar – Significa alojar-se em área construída, como por exemplo: passar uma noite em estábulo, garagemou até mesmo em abrigo abandonado. Devemos tomar os devidos cuidados contra a presença de insetos;aracnídeos, roedores, etc. O ideal é limpar bem o local, forrar o chão onde vão dormir com jornal e plástico e nãodeixar a comida a mostra.
  5. 5. Por Emerson Luiz Lapolli - Instrutor Clube de Desbravadores Eldorado 5Bivaque – É uma acomodação sem conforto. Ocorre quando não pod3emos levar uma barraca ou quando na hácondições de armá-la. Então ficamos a noite sobre um toldo armado se o tiver ou uma proteção de matoimprovisada. As condições climáticas diversas, poderão causar uma longa e temerosa noite.Arte do LenhadorA Arte de Usar a FacaHá no mercado vários tipos de facas, mas vamos enfatizar as mais necessárias que é um canivete ou faca decampo (faca com bainha); e o facão (com bainha). A faca de campo ou canivete é para serviços leves e o facãopara serviços pesados.Regras para o uso da Faca*A faca nenhum valor tem a não ser que seja de bom aço. Deve permanecer sempre bem afiado e livre deferrugem;*Ao aparar ou cortar material em bruto, cortar sempre para a direção oposta de seu corpo e nunca em suadireção;*Nunca rache uma pedaço de lenha com a faca, batendo com o objeto em seu dorso, insto deformará a lâminaalém de trincar o cabo ou a própria lâmina;*Conserve a lâmina longe do fogo, pois se aquecida perderá a têmpera e nuca mais pegará fio;*Quando a faca não estiver sendo usada, guarde na bainha. A bainha deve ser sempre carregada na bainha, a trásdo quadril. Nunca deixe uma faca jogada no chão sem a bainha;*Nunca atire ou enfie a faca na terra, pois danifica a lâmina e o0 seu fio;*Um bom mateiro nunca enfia uma faca em uma árvore viva;*Nunca corra com a faca desnuda (sem estar na bainha);*Lembre-se que sua faca é um objeto importante e não um brinquedo. Não brinque com ela. E não danifique-a dequalquer maneira;*Guarde todas as ferramentas de corte sempre no mesmo lugar, para quando precisarmos esteja neste lugar;*Mantenha as ferramentas sempre em boas condições de uso para que não nos deixe na mão.Arte de trabalhar com MachadoHá dois tipos de machado, um de cabo longo, com um lâminas de até 1100gr (1,1 Kg) para trabalhos pesados eárduos como cortar árvore; e outros como cabo curto com lâmina de aproximadamente 650gr para trabalhosmenos pesados como cortar ou rachar lenha miúda (este é facilmente carregado na cinta em uma capa).Regras de Segurança*Um machado frouxo no cabo é perigoso, pois poderá soltar e bater na pessoa que usa ou em alguém próximo.*Mantenha-os sempre firmes no cabo e afiado para cortar madeira;*Examine sempre o machado antes de usá-lo;-Verifique se está bem m firme no cabo. Um dos meios temporários de mantê-lo firme no cabo é mergulhá-lo emalgo com água. A madeira inchará e firmará uma chave. O machado quando sai do cabo voando, vai com aforçade uma bala;*Nunca deixe o machado jogado no chão. Ao terminar o serviço, coloque-o na capa ou de um golpe contra umtronco velho de modo que o fio do gume fique totalmente coberto;*Antes de usar o machado certifique-se que tudo ao seu redor e acima de sua cabeça esteja limpo. Tenha certezade que haja nada onde o machado possa engalhar ao ser manejado. Tudo deve estar mais longe que a distanciacombinada de um braço e um cabo. E ao cortar faça de modo que não atinja o chão;*O machado não é martelo, cunha ou malho, não use como tal;*Jamais corte uma árvore por divertimento. O uso indevido pode estragar a árvore até destruí-la. O mau uso domachado na floresta pode dar mau nome para quem assim o manuseia;*Não continue trabalhando com machado quando se cansar, pois é muito perigoso. Dar uma pausa é sempre bome nunca se afobe;*Se houver alguém observando, é bom que fique um pouco mais que duas vezes a distância combinada do cabo eum braço que corresponde aproximadamente 5m;
  6. 6. Por Emerson Luiz Lapolli - Instrutor Clube de Desbravadores Eldorado 6*Ao carregar o machado mantenha-o em sua capa e retire só na hora de utilizá-lo, ou então carregue com o gumepara fora;*Ao passar o machado para alguém, de sempre o cabo primeiro com a lâmina para baixo.REGRAS PARA RACHAR LENHA*Ao usar um machado de lenhador, segure o cabo com ambas as mãos perto da extremidade e toque o toco com oferro, para verificar a distancia certa, e então seguindo todas as regras de segurança, levante o machado sobre oombro esquerdo, deixando escorrer para cima até próximo ao ferro (3/4). Conserve os olhos sempre no tocosempre no local que deseja bater .Ao dar o golpe deixe a mão esquerda descer até junto a mão direta, ai então ,desça o machado sobre o tronco .A lamina deve penetrar o tronco em um angulo de mais que 45º . O objetivo éfazer um entalhe em forma de “V” com o tamanho da abertura igual ao diâmetro do tronco.*Nunca derrube arvores anão ser seque aja uma boa razão e permissão para faze-lo. Pois pode ser muito perigosoderrubar uma arvore. Ao derrubar uma arvore escolha o local onde ela deverá cair, de preferencia para o lado queesteja pendendo. Limpe o chão, remova todo o mato que esta em sua volta, exclusive acima de sua cabeça ,demaneira que o machado não enrosque em nada em quanto estiveres trabalhando. Faça cortes largos. O primeiro,em “V”, faça bem perto do chão e do lado que a arvore deve cair , sendo que sue profundidade deve ser próximoda metade e não mias que isso.O segundo faça do outro lado e cerca de 10cm mais alto do que o primeiro fazendo um corte em ”V” em direçãoao primeiro. Certifique-se que não aja ninguém próximo do local de queda.*Em troncos deitados corte os galhos , de maneira que ,o tronco fique entre você e os galhos a serem cortados.Protegendo assim os seus pés.*Ao cortar um rebento verde, envergue-o com uma mão, fazendo com que haja pressão na textura da base daplanta. Então corte com um golpe obliquo também perto do chão e na direção do chão.+45ºNão
  7. 7. Por Emerson Luiz Lapolli - Instrutor Clube de Desbravadores Eldorado 7*Ao rachar um toco pequeno com machadinha, ponha o gume do ferro numa fenda, então levante a machadinhae o pão junto fazendo-os descer contra o cepo.* Para cortar um ramo, nunca o devemos fazer em cima da terra, pois a lâmina acabará sempre por se enterrar nosolo, estragando o fio. Deve-se sempre apoiar o ramo em cima de um cepo mais grosso.*O ponto onde vamos cortar deve estar bem apoiado e o mais fixo possível. Nunca se deve desferir golpes com omachado sobre um ponto do ramo que esteja sem apoio, pois o efeito será muito pouco e o ramo ao vibrar podefazer com que o machado salte e atinja o utilizador.SIM NÃOSIM NÃO
  8. 8. Por Emerson Luiz Lapolli - Instrutor Clube de Desbravadores Eldorado 8O machado nunca deve ser usado como martelo, pois não foi para isso que foi feito.AFIAR O MACHADO E MACHADINHAPara afiares a lâmina podes usar uma simples pedra de esmeril, a qual deves manter molhada com águaou, melhor ainda, com óleo. Usa movimentos circulares, deslocando para a frente. Se a pedra for grande,fixa-a (por exemplo num cepo) e imprime ao machado os movimentos circulares (observa a figura). Se apedra for pequena, pega nela com uma mão e, tendo cuidado para não te cortares, anda com elaigualmente em movimentos circulares, mantendo o machado fixo.Se a lâmina tiver bocas (ou lâmina romba), deves começar por as fazer desaparecer usando uma lima (depreferência triangular), e só depois usar a pedra de esmeril.
  9. 9. Por Emerson Luiz Lapolli - Instrutor Clube de Desbravadores Eldorado 9Quando estiveres a desbastar a lâmina do machado, para lhe retirar as bocas, tem cuidado. O fio da lâminadeve ficar com uma forma nem muito longa nem muito curta. Observa a figura para veres qual é a melhorforma.Arte de Construir FogueirasPara que Serve o Fogo?Aquecer, enxugar, sinalizar, cozinhar, purificar a água pela fervura, espantar mosquitos e animaispeçonhentos e iluminar.Precaução de Segurança1. Sempre conversai com o guarda-florestal ou o serviço social florestal da região em que planejaisacampar, e procurai saber quais são os regulamentos para fazer jogo. Em varias partes do país as exigênciasvariam, e, conseqüentemente, variara o equipamento necessário. Em Algumas regiões é exigida a permissão parafazer fogo. Em tal caso, procurai obter uma permissão que seja válida.2. Sempre limpai uma área pelo menos três metros de diâmetro, tirando todas as folhas e outros materiaisque possam espalhar fogo.3. Se a região não tem regulamentos para fazer fogo, declarando quais as ferramentas e o equipamentonecessário em caso de emergência, deve o acampamento ter à mão, pelo menos, uma pá ou ferramentas detrincheiras, antes de iniciar um fogo.4. Nunca acendais fogo sob galhos baixos de uma árvore.5. conservai o fogo baixo. Um fogo enorme nada mais realiza senão afugentar-vos dele.6. Nunca brinqueis com fogo, como , por exemplo, fazer tochas e gira-las ao redor ou avivar o fogo de talmaneira que as cinzas quentes sejam levadas pelo vento para uma área que se poderia incendiar.7. Quando acabardes de usar um fogo, apagai-o. O fogo não está apagado enquanto não tiverdes a certezade que a última centelha foi ensopada de água. Salpicai água no fogo, não a derrameis. Então avivai as cinzas esalpicai mais água. Os índios não consideravam o fogo apagado enquanto não podiam pôr a mão na cinza. Se nãoconseguiam encontrar fogo colocavam dois galhos secos, em cruz, onde o fogo estivera, indicando que o fogoestaca apagado quando o deixaram. Esta é uma boa regra para os Desbravadores.8. Nunca deixes o fogo sem o devido cuidado.9. Nunca acendais um fogo com vento forte.10. Tenha sempre um recipiente com areia, terra ou água, para alguma eventualidade apagar o fogo nãojogue tudo de uma vez só, jogue aos poucos.11. Cuidado com combustíveis use somente o suficiente para iniciar o fogo. Não mude a fogueira, poispoderá causar uma explosão. Se esperar muito para acender o fogo após colocar o combustível, também poderácausar uma explosão pois este já terá evaporado (transformado em gás).12. Cuidado com fósforos, eles não são um brinquedo. Acenda o fósforo quando estiver próximo a fogueira,mantendo-o sempre seco risque o fósforo em direção oposta a seu corpo.A Preparação do Local para o FogoPrepare o local para sua fogueira, com cuidado. Limpe a pequena área de folhas, raminhos, gravetos, musgoe capim seco, raspe tudo até chegar a terra pura.Se a fogueira tiver de ser acesa sobre a terra molhada, arme-a sobre uma plataforma de toras ou de pedraschatas.Sim Não Não
  10. 10. Por Emerson Luiz Lapolli - Instrutor Clube de Desbravadores Eldorado 10Conselhos ÚteisNão desperdice seus fósforos procurando acender uma fogueira mal preparada. Não sendo necessário nãoacenda fogueiras aqui, ali ou acolá. Economize o combustível. Experimentes todos os métodos primitivos defazer fogo e procure tornar-se eficientes em pelo menos um deles, antes que se acabem seus fósforos.Traga sempre consigo um pouco e material de isca, bem resguardado de unidade, dentro de uma bolsaimpermeável ou de um receptáculo hermeticamente fechado. Nos dias secos e de sol quente,exponha o materialisca aos raios solares. Um pouco de carvão vegetal pulverizado, adicionado ao material isca, fará com que estepegue fogo com mais rapidez. Não perca a oportunidade de ajudar material isca onde quer que o encontre.Procure ajuntar o material, isca pelas trilhas próximo ao acampamento. Mantenha a lenha para fogueira bemabrigada da unidade. Aproveite o calor do fogo armado para secar a lenha úmida. Poupe algum do seu melhormaterial isca e alguma da sua melhor lenha para rapidamente acender nova fogueira, pela manhã.Para que uma fogueira dure a noite toda, ponha-lhe, toras grandes em cima de modo que o fogo queime até omiolo da madeira. Uma vez formada a camada bem rica de brasas vivas, cubra-as levemente com cinzas e porcima da cinza ponha terra seca. Pela manha o fogo estará ainda aceso.O fogo pode ser transportado de um para outro local, sob forma de um pedaço incendiado de madeira emdecomposição “palha” de coco, ou em brasas, sob a nova fogueira, e abane ou sopre até pegar fogo.Não desperdice fósforos. Utilize somente o que for necessário para começar a manter acesa a fogueira.Quando abandonar o local do acampamento, apague cuidadosamente a fogueira.Nos trópicos a madeira para fazer fogo é abundante. Mesmo que esteja molhada por fora, o cerne estarásuficientemente seco (isto em se tratando de tronco morto). Você poderá também achar madeira seca presa astrepadeiras dos cipós, ou sobre as moitas.Nas zonas com palmeiras, você poderá arranjar bom material para isca se fizer uso das fibras dos talos dasfolhas de palmeira. O material encontrado dentro dos ninhos de cupim e a própria casa dos mesmos, na parteinterior, constituem bom material para fogueira.Folhas verdes, atiradas ao fogo, provocam uma fumaça que muito contribuirá para manter afastados dosmosquitos e também para sinalizar.A reserva de lenha para o fogo, deverá ser guardada sob abrigo, a fim de que se conserve o mais possívelseca. A madeira e o material de isca, que sobrarem, deverão ser úmida, ser secado junto à fogueira e guardadospara uso futuro.A arte de acender o FogoAntes de ascender o fogo tenha todo o material separado para acende-lo em seqüência, cuidado para nãopegar lenha verde.• Isca (Folhas,palhas e etc)• Gravetos finos• Gravetos médios• Galhos• Lenhas mais grossas.➔ Use o mínimo de fósforo para acender a isca.(Então prepare-a bem)OBS :Não coloque muito material sobre a isca acesa pois esta poderá ser extinta. Espere o material se incendiarpara depois colocar o próximo, e sempre aos poucos.Espécies de FogoO fogo de trincheira ou vala --.é fácil construir, porque não leva madeira alem de cinco ou seis ramos
  11. 11. Por Emerson Luiz Lapolli - Instrutor Clube de Desbravadores Eldorado 11atravessados para pôr em cima as panelas e caçarolas para cozinhar. Esses ramos atravessados devem certamenteser verdes.O fogo em estrela --.é útil quando há escassez de combustível ou vos não tendes um machado de tamanhocompleto. Ajuntai lenha comprida caída, e galinhos, e arrumai-os como se fossem os raios de uma roda,com aparte mais grossa colocada em cima uma da outra. Em cima e ao redor do centro fazei um fogo pequeno e maisquente, e acrescentai mais “raios” e alimentai o fogo fazendo a lenha comprida chegar ao centro da chapada. Éimportante que se tome em consideração à direção do vento, e que o fogo feito se aprove completamente dascorrentes naturais do vento.O altar de cozinha -- é feito como se fosse construir uma pequena cabana com teto de toras cobertos debarro. O fogo é feito sobre o barro, em cima do altar de cozinha. A verdadeira vantagem do altar de cozinha éque não precisamos curvar-nos enquanto cozinhamos.O fogo refletor -- lança o calor para frente, pois o calor é refletido pelas toras que estão atrás dele. Para fazê-
  12. 12. Por Emerson Luiz Lapolli - Instrutor Clube de Desbravadores Eldorado 12lo, podeis usar toras verde, pedras, a face natural de uma rocha alcantilada ou um barranco, a fim de refletir ocalor para a frete. O fogo refletor pode ser usado para refletir o calor para dentro de um abrigo ou tenda, a fim deaquecê-los durante todo a noite. Para cozinhar, nivelai as brasas, para cozinhar em cima delas.O fogo caçador -- cortai duas toras de cerca de oito ou dez centímetros de diâmetro e 65 centímetros ou ummetro de comprimento. E melhor usar lenha verde ou molhada.Corça dura de pedra -- muito pratico e útil para quem vai fazer um acampamento rápido. Faz-se umaproteção de pedra ao redor da fogueira com a mesma altura. Finca-se duas forquilhas atravessa-se uma madeira ependura-se o caldeirão. Observai a direção do vento.Fogo de Coselho: O fogo de conselho se constitui em uma agradável cerimônia que seu Clube pode realizar aqualquer momento, veja abaixo como montar um fogo de conselho e viva momentos especiais com seusDesbravadores:Fogo de conselho:Um dos momentos mais agradáveis das atividades dos desbravadores e escoteiros é sem dúvida o fogode conselho. Ele oferece amplas oportunidades para o desenvolvimento das crianças e jovens. Apesar disso,encontramos líderes e membros de diretoria que não usufruem deste momento e alguns fazem uso errado domesmo.O fogo de conselho é uma excelente oportunidade que a diretoria tem de igualar suas diferenças edesentendimentos, promover recriação para os desbravadores e aventureiros e um ótimo clima para reflexão.A reunião à noite, após as horas de atividades e trabalho do dia, ao redor do fogo de conselho, constituium dos mais encantadores atrativos do acampamento. Como muitos outros, é um hábito tirado dos índios que, ao
  13. 13. Por Emerson Luiz Lapolli - Instrutor Clube de Desbravadores Eldorado 13redor do fogo formavam seus carbetos, onde os velhos chefes, cheios de nobreza, cobertos de cicatrizes ganhasnas grandes lutas da tribo, faziam ouvir os seus conselhos.Também ao redor do fogo reuniam-se para folgar e dançar, para ouvir histórias das longas viagens desóis à sóis através das matas, acompanhando o serpear dos rios, e para contar e escutar façanhas realizadas nasguerras e caçadas.Idêntico é o fogo de conselho dos desbravadores e aventureiros. Ao final de cada dia do acampamento oclube se reúne para avaliar os pontos positivos e negativos, recrear e quando o fogo já está baixinho, quase embrasas, encerramos com um encontro com Deus e então vamos ainda quentinho para nossas barracas.Objetivos do fogo de conselho:Essa atividade tem como objetivo reunir o clube ou unidade para se divertir, cantar, representar peçasteatrais, brincar, aprender e encerrar as atividades do dia com uma reflexão religiosa.Através do conjunto de atividades realizadas e do ambiente criado, o fogo de conselho cria situaçõespropícias para desenvolver e incentivar no jovem:*a criatividade e a imaginação;*a facilidade de expressão;*a alegria e a sociabilidade;*as habilidades artísticas;*a auto confiança;***a espiritualidade.O espírito de camaradagem, quer com seus companheiros constantes ou com pessoas novas, dentro destainformalidade do fogo de conselho, resulta numa interação social profícua, fortalecendo a amizade e afraternidade de desbravador. O clima jovial e alegre, movimentado, interessante e informal, proporcionaexcelente ocasião para o desenvolvimento da alegria. De fato, na prática é impossível manter-se alheio ao climado fogo de conselho sob o comando de um dirigente entusiasta.Tipos de fogos de conselho:O tipo e o tamanho da fogueira depende do fogo de conselho que queremos fazer. Podemos considerarque existem 6 tipos de fogo de conselho:- Fogo de conselho de Seção informal: reúne apenas os membros de uma própria Seção numa atividade íntima,sem uma programação rígida e formal. É um encontro cordial ao redor do fogo;- Fogo de conselho de Seção formal: baseado numa programação preestabelecida , reúne apenas os membros daSeção num clima de cordialidade. Admite-se desenrolar sob um tema específico (bom para aventureiros);- Fogo de conselho interseções (de grupos): reúne seções e ramos diferentes, estreitando os laços fraternais dogrupo;
  14. 14. Por Emerson Luiz Lapolli - Instrutor Clube de Desbravadores Eldorado 14- Fogo de conselho da família do grupo: Com presença dos pais, reúne juvenis e adultos, possibilitando aos paisconhecerem um pouco o que seus filhos estão aprendendo no clube de desbravadores e aventureiros. Bom paraunir pais à filhos revoltados;- Fogo de conselho de grandes atividades: reúne dois ou mais clubes, fortalecendo a fraternidade entredesbravadores e fazendo novas amizades;- Fogo de conselho de relações públicas: apresenta para a comunidade o que fazem os desbravadores. Feito nosacampamentos para os moradores da região.Fogo Sem FósforoSe o acampamento tem a infelicidade de estar sem fósforos e a necessidade exige que se faça fogo por outrosmeios, pode ser encontrado no mato o material necessário para acendê-lo. Em todo o caso a pessoa está maiscerta de conseguir fogo se tomar o cuidado de arranjar o melhor material e de conservar esse material nasmelhores condições possíveis. Uma das necessidades básicas ao acender um fogo, e ter uma boa mecha. Capinssecos, talos de plantas, cascas secas infláveis, musgo seco, ninhos velhos de pássaros, penugem de pássaros e desementes, e mecha (tirar de cogumelos, secas,dão boa meche) e todos eles dão boa isca. Em cada exemplo, cuidaide que a mecha esteja seca e livre da sujeira. O velho auxilio é pano queimado, mas nem sempre é possívelconsegui-lo.Fogo com Pederneira e Aço -- Uma faca de caçada, um machado, ou uma lima servirão como aço para esseprocesso. Alem disso será necessário ter a pederneira, ou uma substancia aproximada, tal como quartzo,quartzito, ou qualquer outra rocha mais dura. Para iniciar um fogo com pederneira ou aço, a mecha é colocadanuma superfície seca leve de rajadas de vento ou gotas de água. A pederneira é segurada numa das mãos e umade suas extremidades é ferida fortemente com o aço para produzir uma faísca. Deve-se bater de tal maneira napederneira que faça com que a faísca caia na mecha . As faíscas são extremamente quentes, de maneira que a seutempo devem cair na mecha e acender. Deve, então, a mecha ser tomada nas mãos e soprada cuidadosamente,para aumentar o tamanho do fogo e aumentar e temperatura até chegar ao ponto em que se levante uma chama.Quando isso acontecer, mais mecha deve ser posta em cima, seguida de pequenos pedaços de madeira.Acrescentam-se pedaços cada vez maiores, até se conseguir uma nova chama.Como pratica de fazer fogo com a pederneira e o aço, deve ser usado o seguinte material e seguido oseguinte processo. Demonstrar isso na classe e fazer com que os alunos experimentem fazê-lo.
  15. 15. Por Emerson Luiz Lapolli - Instrutor Clube de Desbravadores Eldorado 15Com lente de Vidro -- Concentre ao raios solares sobre a mecha com uma lente, que pode ser a de umamáquina fotográfica ou a lente convexa de um binóculo ou de um óculosMétodos de Fricção -- Os métodos de fricção descritos a seguir não são muito indicados pela dificuldade de seobter sucesso.*Friccione dois gravetos muitos seco sobre uma mecha , até obter chama.*Rode um graveto duro e seco sobre um pedaço de tronco de madeira plano, de preferência queimado poruma antiga fogueira. Antes, faça uma concavidade na superfície do tronco e dentro dela faça um orifício grande obastante para encaixar a haste formado pelo graveto. Esse orifício deve comunicar-se com o exterior através deuma pequena valeta, a qual permitira a entrada do oxigênio no seu interior. Deposite uma mecha sobre a
  16. 16. Por Emerson Luiz Lapolli - Instrutor Clube de Desbravadores Eldorado 16*Eleve a extremidade de um galho de arvore não muito grosso, abra uma fenda nessa ponta e mantenhaaberta com um apoio feito com pedra ou outro pedaço de madeira. No vão entre o tronco e o chão , coloque umpunhado de mecha, não se esquecendo de deixar um espaço para deixar uma corda. Segure firme o troco com pé(ou mesmo sente-se a cavalo sobre ele) e friccione a corda no troco até a mecha arderArte de Matar a SedeA água é essencial à vida. Se não fornecemos ao nosso corpo a qualidade de líquidos que ele precisa paracontinuar trabalhando em suas condições normais, em breve ele entra em um processo de desidratação, o qual, senão for tratado a tempo, pode conduzir à morte. Segundo o manual de sobrevivência das forças armadas norte-americanas, nosso corpo agüenta ficar sem água 10 dias à temperatura de 10°C, sete dias a 32°C e apenas doisdias à temperatura de 49°C, sobrevindo então a desidratação.Desse modo, uma das maiores preocupações das pessoas prontas a se aventurar em incursões por lugaresselvagens deve ser levar uma boa quantidade de água. Dependendo da duração e extensão da aventura, porém,nem sempre é possível transportar toda a água necessária; assim, torna-se imprescindível ter algunsconhecimentos de como se obter água em situações de emergência ou como torná-la potável.A água que não se deve beberÁgua do mar -- Alem de prejudicar sobremaneira os seus rins, levando-os inclusive a parar de trabalhar, elaaumenta (e não mata) a sede.Águas contaminadas -- A ingestão de água não-potável (inclusive a de riachos límpidos) pode provocarinúmeras doenças, entre elas a disenteria, muitas vezes com diarréias fortes e prolongadas, que contribuem paradesidratação.Purificação da Água -- Ao escolher um acampamento, convém tomar em consideração a necessidade de boaágua para beber. Supor que um regato de água claras e ligeiras ou um bom poço próximo signifiquem que a águaé segura, é presunção que pode trazer maus resultados. Damos as seguintes regras sobre a água boa para beber:1. Cuidados -- A regra numero um para a segurança da água é que por mais clara e espumejante quepareça, pode ser que não seja boa para beber purificai-a vos mesmos.2. Filtragem -- Umas das maneiras de purificar a água é côa-la primeiro num pano limpo para removerqualquer sedimento, e então ferve-la bem, pelo menos durante um minuto inteiro. Também Faça vários furos nafundo de uma lata e coloque uma camada de areia fina e sobre ela uma camada de areia grossa.Deixe a águapassar pela areia e pingar num recipiente .Á beira dos ribeiros de água lamacenta, pode-se também fazer um tipo
  17. 17. Por Emerson Luiz Lapolli - Instrutor Clube de Desbravadores Eldorado 17de filtragem direta. Escave um buraco a uma distancia de margem entre 30cm e 2m, pois ali poderá obter águalimpa após o assentamento da lama3. Quimicas -- Provavelmente uma das maneiras mais fáceis de purificar a água é desinfetá-la comqualquer um dos vários produtos químicos que sergem: tabela de iodo ou de cloro (as instruções para seu uso seencontram no pacote ou na garrafa); tintura de iôdo (acrescentai três gotas em cada litro de água, misturai-osbem, e deixe-os repousar durante trinta minutos). Para a água lodosa ou turva, dobrai a quantidade de produtosquímicos acima mencionados.4. Através da fervura -- Mesmo as águas límpidas de riachos devem ser fervidas pelo menos por umminuto. As águas mais suspeitas, recolhido de charcos ou estagnadas, devem sofrer fervura por pelo menos cincominutos. Em todos os casos, a água, após ser fervida, deve ser agitada para permitir sua oxigenação. Nas grandesaltitudes é bom ferve-la mais de um minuto, porque nas altitudes mais elevadas a água ferve com umatemperatura mais baixa.5. Algumas das melhores fontes de água em região deserta são as nascentes que saem borbulhantes ao ladoda colina, e os regatos, nas montanhas. É melhor subir corrente acima para a região em que se forma e para cimada junção de pequenos regatos. Evitai as regiões em que aja na água uma vegetação de cor escuda , restosflutuantes, ou mau cheiro, pois isso pode indicar forte poluição. Os lagos são, provavelmente, as piores fontes deabastecimento de água, e em quase cada a água precisará ser desinfetada.Como obter águaEm solo rochoso -- Em terrenos calcários, cole o ouvido no chão para detectar o ruído de água subterrâneas(Figura 1). Em caso positivo, investigue as áreas ao redor, para ver se a água corre a céu aberto em algum lugar.Se isso não acontecer, escave onde o barulho for mais distinguível e o chão estiver mais úmido. Além disso,como o solo calcário se dissolve com facilidade, as águas tendem a formar grutas onde não é difícil encontrarnascentes ou infiltrações.Em áreas graníticas, observe a ocorrência de ervas em sua em suas encostas e escave nabase da zona verde para promover a infiltração Em solo desagregado -- Investigue os fundos dos vales, pois onível dos lençóis de água se aproximar mais da superfície nesses locais.Nos litoral -- Durante a maré baixa, faça buracos na areia a cerca de 100m acima da linha da maré alta. Aágua que você encontrara nessas condições é em geral boa para tomar,apesar de salobra. Nas regiões litorâneasbrasileiras pode-se ainda extrair água da árvores-do-viajante (figura2). Ela consegue armazenar, na larga base dospecíolos, boa quantidade de água suficiente para saciar a sede.Em terrenos montanhosos -- Os leitos secos dos regatos podem ser uma boa fonte de água, pois comfreqüência se encontra o que beber logo abaixo do areão.Na selva -- As trepadeiras e outras plantas podem fornecer água. Para retira-la, faça uma incisão profunda naparte mais alta da trepadeira que você conseguir atingir; em seguida, corte a planta rente ao chão e recolha a águaque pingar; após algum tempo,os pingos cessarão, e um novo corte deve então ser dado para recolher mais água.Os cocos, quando verde, contem água, a qual deve ser bebida, porém, em pequena quantidade, para evitarque ateu como laxativo.Os bambus (figura3), comuns em todo o território brasileiro, sendo subespontâneos em muitas regiões,costumam armazenar água nós seus nos ocos. Se, ao sacudir caules velhos e amarelados, você ouvir algumacoisa, faça um corte na base de cada nó e recolha a água.A presença de sabugueiro (figura4) pode também ser um indicio de água corrente nas proximidades ou logoabaixo da superfície, pois essas árvores preferem locais com essas características.Recorrendo ao sereno -- Quando o céu começar a clarear, exponha materiais com superfície brilhante ao arlivre. O sereno que ali se condensar pode ser recolhido e bebido. Recorra também ao sereno depositado nasplantas.Recolhendo água da chuva -- Eleve as pontas de um plástico (usando estacas,pedras ou qualquer outromaterial que puder improvisar) e coloque uma pedra no centro, de modo a formar um recipiente. Essa água podeser consumida sem passar por processo de purificação.Fabricando um condensador solar -- Material necessário: um pedaço de plástico 2m x 2m, uma pedra dotamanho de um punho, um recipiente para recolher a água, algumas plantas, pedras de tamanho regular paraprender o plástico na superfície e areia (terra).Observando a figura 5, faça um buraco de 1m de diâmetro e 1m de profundidade e coloque o recipiente naparte mais profunda.Preencha as encostas do buraco com plantas (se forem disponíveis). Cubra o buraco com o plástico e prendasuas laterais ao solo usando pedras e areias (ou terra). Com cuidado, coloque uma pedra sobre o plástico, de
  18. 18. Por Emerson Luiz Lapolli - Instrutor Clube de Desbravadores Eldorado 18E =>estacionarS =>sentarA =>aguardarO =>orientar-se , acalmar-seN =>navegarforma que ela fique bem em cima do recipiente de coleta e dê ao plástico uma boa inclinação. O condensadorfunciona da seguinte maneira: o calor eleva a temperatura do ar, das plantas e do solo sob o plástico, até o ar ficarsaturado de vapor d’água. Este se condensa em gotículas e escorre até o vértice formado pela pedra, de onde caino recipiente. Segundo o manual de sobrevivência das forças armadas norte-americanas aplicando-se essemétodo pode-se recolher ate um litro de água em 24 horas.ArteiroO que fazer quando perdido:Ore a Deus e peça Sua ajuda...1- Sente-se e mantenha a calma: O pânico é o pior inimigo, tente se lembrar do trajeto e de sinais particulares(arvores, pedras, etc...) que posam lhe trazer à memória a trilha seguida.2- Nunca saia do lugar em que está até marca-lo bem: Este lugar será sua referencia, não esqueça de marcalo comalguma coisa.3- Reconstitua o caminho: Tente voltar seguindo o caminho que fez para chegar ao lugar referencia, e esteja certode poder voltar a ele.4- Suba a lugares elevados: No caminho suba em árvores, colinas e lugares altos e tente localizar a trilha e/ousinais particulares.5- Caso não descubra marcos: Volte ao lugar referencia e ande 70 a 100 passos em uma direção, varra a área natentativa de localizar referencias que posam ajudar.6- Se nada funcionar, pare e acenda uma fogueira: Com segurança improvise uma fogueira, coloque ramosverdes para produzir abundância de fumaça. Esse sinal visual pode atrair equipes de busca e caçadores queporventura estejam no local.7- Prepare-se para passar uma noite confortável na mata: Improvise algum lugar para dormir confortavelmente,recolha lenha para alimentar o fogo durante à noite e procure relaxar.8- No dia seguinte: Continue sinalizando com fumaça e fique atento para gritos e apitos da equipe de resgate.Você pode optar pôr continuar tentando encontrar marcos, ou fazer as duas coisas simultaneamente.9- Alimente-se: Neste período você não precisa ficar em jejum, se tiver alimento na mochila continue fazendo asrefeições normalmente, caso o alimento acabe procure manter suas energias com alimentação nativa.10- Regra geral: Esta é a principal regra, e deve ser memorizada: ESAON.Regras de segurança para quem vai acampar1. deixe uma descrição do local para onde vaimapatelefonesnomes (pessoas e locais)2. Leve um telefone celular3. Tenha um pequeno kit sobrevivênciaCaniveteFósforos protegidos contra umidadeNo mínimo um meio alternativo de aceder sem fósforos.Estojo da 1° SocorrosCordinhas
  19. 19. Por Emerson Luiz Lapolli - Instrutor Clube de Desbravadores Eldorado 19Uma lanterna pequenaApitoEspelhinhoOBS: Isso tudo pode ser levado acomodado em uma pochete ou em uma pequena frasqueira.4. Saiba sempre direção do socorro.

×