Álcool

15.219 visualizações

Publicada em

Trabalho desenvolvido numa aula de Ciências da Natureza _6º Ano

Publicada em: Educação
1 comentário
8 gostaram
Estatísticas
Notas
Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
15.219
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
324
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
331
Comentários
1
Gostaram
8
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Álcool

  1. 1. O Álcool<br />Ano Lectivo 2010/2011 11/01/2010<br />Trabalho realizado por: Martim Coelho<br />No âmbito da disciplina de Ciências da Natureza<br />
  2. 2. Índice<br />Introdução<br />O que é o álcool?<br />O que é o alcoolismo?<br />O que é estar alcoolizado?<br />Doenças provocadas pelo álcool <br />Diferença entre um fígado bom e um fígado alcoólico<br />O álcool e o cérebro<br />Consequências do excesso de álcool no organismo<br /> - nas pessoas em geral<br /> - na criança<br /> - no jovem<br /> - na grávida<br />Mitos do álcool<br />Conclusão<br />Bibliografia <br />
  3. 3. introdução<br />Qualquer substância que seja inalada ou mastigada / engolida / injectada e que provoque efeitos, ou seja, que altere o comportamento e provoque dependência é nefasta para o homem.<br />Assim, as bebidas alcoólicas, as drogas e o tabaco são substâncias que, se consumidas, provocam perigo para a saúde do homem, que é um bem vital.<br />Neste trabalho irei abordar o tema do tabaco e os comportamentos de risco que o mesmo provoca.<br />A grande mensagem que penso transmitir é que não devemos ceder em qualquer situação, como o desânimo, a frustração ou a dor, pois o uso de substâncias não resolverá qualquer problema.<br />
  4. 4. O que é o álcool ?<br />O álcool é um líquido incolor produzido a partir de cereais, raízes e frutos. Pode ser obtido a partir da efervescência destes produtos. O álcool é consumido por via oral e é um depressor. Após a sua ingestão, começa a circular na corrente sanguínea, afectando todo o organismo, em especial o fígado. O álcool origina tolerância e grande dependência física e psicológica. <br />
  5. 5. O que é o Alcoolismo?<br />O alcoolismo é uma doença caracterizada pela dependência física e/ou psicológica de bebidas alcoólicas associada a complicações causadas pelo vício e pelos efeitos tóxicos do álcool. O tratamento do alcoolismo é complexo e depende do estado e da vontade do paciente.<br />
  6. 6. O que é o alcoolismo? (cont.)<br />O alcoolismo é mais comum nas faixas etárias entre os 18 e os 44 anos, mas começa a ocorrer com mais frequência nas camadas mais jovens.<br />Não afecta somente a pessoa que consome, mas também aqueles que de mais perto convivem com essa pessoa, como a família e os amigos.<br />Quando se bebe uma bebida alcoólica, cerca de 20% do álcool é absorvido pelo estômago e os restantes 80% são absorvidos pelo intestino delgado.<br />Depois de absorvido, o álcool entra na corrente sanguínea. E enquanto faz das suas, o corpo vai trabalhar no sentido de o eliminar. Os rins e os pulmões removem cerca de 10% através da urina e da respiração. O restante é transformado em ácido acético. O álcool é um veneno e pode matar!<br />
  7. 7. O que é estar alcoolizado?<br />O indivíduo é considerado alcoolizado se estiver com taxa a partir de 0,6 gramas de álcool por litro de sangue. <br />A taxa de álcool no sangue varia de acordo com o peso, altura e condições físicas de cada um. Mas, em média, a pessoa não pode ultrapassar a ingestão de duas latas de cerveja ou duas doses de bebidas destiladas, senão, já está considerado alcoolizado. <br />
  8. 8. O que é estar alcoolizado?<br />Com 0,6 g/litro <br />de sangue, o risco deacidente é 50% maior<br />Com 0,8 g/litro <br />de sangue, o risco deacidente é quatro vezes maior<br />Com 1,5 g/litro <br />de sangue, o risco deacidente é 25 vezes maior<br />
  9. 9. Doenças provocadas pelo Álcool<br />O consumo excessivo de álcool pode levar a 61 doenças: fígado (hepatite alcoólica, cirrose, cancro do fígado), doenças do estômago (gastrite e úlceras) pâncreas, esófago, sistema nervoso (atrofia cerebral e morte das células cerebrais), depressão, suicídio, impotência, acidentes de viação, violência familiar, agressividade, homicídios, afogamentos, sexo desprotegido, violações, insucesso escolar (redução da capacidade de concentração, raciocínio, memorização, e comunicação) esquizofrenia, doenças do coração, doenças musculares, infertilidade, etc. Quanto mais se bebe, maior o risco.<br />
  10. 10. A diferença entre um fígado bom e um fígado alcoólico<br />Álcool…Pensamos que não faz, mas faz!... MAL!!!!<br />
  11. 11. O álcool e o cérebro<br />No córtex cerebral, afecta as zonas de inibição de comportamento, tornando o consumidor menos tímido e inibido. Ao mesmo tempo atrasa o processamento de informação dos olhos, dos ouvidos e da boca.<br />Ao nível do cerebelo, o álcool afecta o centro dos movimentos e do equilíbrio.<br />Já no hipotálamo actua sobre os centros nervosos responsáveis pelos estímulos e pelas reacções.<br />Na medula, esta substância tóxica actua de forma a provocar insónias, a diminuir a frequênciarespiratória e a baixar a temperatura do corpo, podendo levar à morte.<br />
  12. 12. Consequências do excesso de álcool no organismo<br />Nas pessoas em geral<br /><ul><li>Irritabilidade, dependência, falta de concentração e de vontade, tremura das mãos, endurecimento das artérias, destruíção dos glóbulos brancos, hipertensão, cirrose alcoólica, que pode resultar em cancro do fígado , gastrite, úlceras no estômago e menor rendimento muscular. </li></li></ul><li>Consequências do excesso de álcool no organismo<br />Na criança<br /><ul><li>Reduzido desenvolvimento do sistema nervoso e diminuição das capacidades intelectuais.</li></li></ul><li>Consequências do excesso de álcool no organismo<br />No jovem<br /><ul><li>As estatísticas mostram que os jovens começam a ingerir bebidas alcoólicas cada vez mais cedo. Em Portugal, 47% dos adolescentes com 13 anos já experimentou bebidas com álcool, sendo essa percentagem superior a 60% nos de 14 anos, 70% nos 15 anos, 80% nos de 16 anos e acima dos 95% nos jovens de 17 anos.
  13. 13. O consumo de álcool contribui, mais do que qualquer outro factor de risco, para a ocorrência de acidentes domésticos, na escola e para a ocorrência de situações de violência, negligência, abusos e morte prematura.</li></li></ul><li>Consequências do excesso de álcool no organismo<br />Na grávida<br /><ul><li>O álcool atravessa a placenta causando lesões no feto, sobretudo no cérebro.</li></li></ul><li>Porque não se deve beber bebidas alcoólicas durante a gravidez<br /><ul><li>O consumo de álcool numa mulher grávida pode produzir alterações físicas, cognitivas e comportamentais permanentes e irreversíveis na criança que está para nascer. Não existe uma quantidade mínima segura de álcool, nem qualquer momento em que seja seguro beber durante a gravidez. Quando uma mulher grávida bebe, o seu bebé também o faz.
  14. 14. Beber álcool não faz parte dos hábitos de vida saudáveis… quanto mais numa grávida! Há que respeitar a nova vida que se encontra em desenvolvimento!</li></li></ul><li>Mitos do Álcool<br /> O álcool:<br />Não abre o apetite! <br />Não facilita a digestão! <br />Não alimenta nem dá forças! <br />Não mata a sede!<br />Não aquece! <br />Não estimula! <br />Não faz bem ao coração!<br />
  15. 15. Conclusão <br />Para além do tabaco, a bebida é uma das piores drogas legais para os adultos.<br />E, mesmo sendo proibida a sua venda aos adolescentes, eles muitas vezes conseguem adquiri-las.<br />Mesmo que nos digam que não há mal nenhum em bebermos só um copo… ATENÇÃO! Atrás do primeiro vem o segundo, e depois o terceiro … e chega um dia em que não passamos sem beber, porque sentimos a falta. <br />Para evitarmos seguir esse caminho, só há um conselho: NEM SEQUER DEVEMOS EXPERIMENTAR! SÓ ASSIM SEREMOS LIVRES E FELIZES!<br />
  16. 16. Bibliografia<br />http://www.scribd.com/doc/6398119/O-Que-e-Estar-Alcoolizado<br />http://www.educare.pt/educare/Opiniao.Artigo.aspx?contentid=1E0C73E7E4913D99E0440003BA2C8E70&channelid=0&schemaid=&opsel=2<br />Caldas, Isabel; Pestana, Maria Isabel. Ciências da Natureza 6º ano. Santilhana/Constância<br />Imagens retiradas da Internet.<br />

×