Believe be car

550 visualizações

Publicada em

Projecto de pedido de parcerias para carro a Hidrogénio: Be Car - Blue Car!

Publicada em: Indústria automotiva
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
550
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
3
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
7
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Believe be car

  1. 1. Proposta troca1. Apresentação Believe2. Apresentação Believe in Portugal3. Apresentação da Mentora4. Blue Car – o carro a hidrogénio4.1. Histórico do Twingo a hidrogénio4.2. Actualidade do Twingo a hidrogénio4.3. Como fazer a conversão da electricidade renovável4.4. Como pode existir tanta tecnologia sem a conhecermos4.5. Exemplos de tecnologia disponível4.6. Projecto Blue Car4.7. Parcerias actuais5. Objectivos da Parceria6. Pedido de troca7. Contrapartida da troca8. Believe na comunicação social9. Believe em eventos públicos10. Curiosidades da autora do projeto11. Vídeo promocional do projecto12. Contactos
  2. 2. 1. Apresentação BelieveO projeto Believe, de Andresa Salgueiro, foi iniciado no passado dia 11 de Dezembro com oobjetivo de viver durante 1 ano, 11 dias, 11 horas e 1 minuto com apenas 1111 euros, e à basede muitas trocas. O término está agendado para dia 21 de Dezembro, próximo.Iniciado apenas com o desejo de se tornar uma pessoa mais sustentável, ecológica, poupada,saudável, mais humana e feliz, desde logo, se apercebeu que para ser mais feliz , precisava dealargar essa felicidade aos outros, para que em conjunto o mundo pudesse ser um lugarmelhor.Este desafio pessoal conta com alguns critérios avaliativos, tais como:-Viver durante 1 semana à troca, em 11 comunidades sustentáveis (Tamera, Aldeia dasAmoreiras, Cidadela Arco-íris, Awakened Life Project, One Love Family, SimplicidadeVoluntária, Transição, Chill Out Art House, Escola Natha, Ilha Paraíso e Fojo)-Viver durante 1 mês num país estrangeiro, num projecto de sustentabilidade-Aprender 111 boas práticas de sustentabilidade, poupança, ecologia e saúde-Fazer 11111 trocas de todos os âmbitos-E por fim... Trocar as voltas à vida, tornando-se assim uma pessoa melhor, e desta formainspirar outras pessoas a trocarem também as suas vidas.
  3. 3. 2. Apresentação Believe in PortugalCom inspiração no projeto pessoal, nasceu o projecto social – Believe in Portugal - ajudandoneste momento outras pessoas, a aprender a contrariar o contexto de crise económica, sendomais poupadas, mais sustentáveis, mais ecológicas e por isso, também, mais humanas efelizes.O efeito multiplicador da partilha é importante em várias áreas da sustentabilidade:ambiental, económica e social. Por isso, os valores do projeto são: a confiança, o altruísmo e apartilha, como sendo pilares fundamentais na nossa sociedade na busca de sermos cidadãosmais conscientes e felizes no processo que é viver.O Believe em Portugal iniciou-se com um grupo de trocas no Facebook, intitulado “Troco 1hora” e a partir daí, foram-se organizando feiras de trocas presenciais e mensais, que apesarde se iniciarem em Lisboa, começaram a estender-se por todo o país, chegando já a 8distritos: Lisboa, Coimbra, Porto, Setúbal, Faro, Santarém, Leiria e Madeira.Este projeto tenciona também realizar seminários de partilha de experiências e saberes, ondeos intervenientes possam aprender técnicas e dicas de poupança, sustentabilidade e ecologia,por forma a serem cidadãos mais autónomos e conscientes.No futuro, o projeto tenciona inaugurar a sua sede com trocas permanentes e criar umportal com ligação a projetos de ecologia, saúde, educação, arte, como mostra daquiloque de bom se faz no nosso país.
  4. 4. 2. Apresentação Believe in Portugal (cont.)Este desafio social conta com alguns critérios avaliativos, tais como:-Troco 1 hora atingir 1111 membros (neste momento tem 13500)-1 grupo de trocas no facebook (neste momento existem 4: Portugal, Espanha, Inglaterra ePolónia)-11 feiras temáticas mensais de janeiro a novembro (já foram feitas as 11 feiras)-11 distritos abrangidos (neste momento há 8 distritos abrangidos, sendo que se efectuaram30 feiras de trocas)-1 país com trocas (neste momento, existe também o interesse da Polónia, sendo já divulgadona comunicação social)-1 seminário de partilha de saberes (Believe Oásis)-1 sede/loja de trocas (na Lxfactory durante 11 dias)-1 siteEsta será uma das possíveis formas de unir um país, fazer a diferença e ‘trocar as voltas’ àsmentalidades, porque o mundo pode mudar e todos nós podemos fazer parte dessa mudança.
  5. 5. 3. Apresentação da Mentora• Andresa Salgueiro• 36 anos• Licenciada em Psicopedagogia Curativa• Especialização em Psicopedagogia Clínica, Grupos Operativos e Gestão da Diversidade e Comunidades de Prática• Frequência de mestrado em Administração e Gestão Educacional• Actividades profissionais: formadora da área comportamental com mais de 2500 horas leccionadas, elemento de recrutamento e selecção, organizadora de eventos culturais formativos, psicopedagoga institucional, coordenadora do projecto Escolhas 2.ª Geração em bairros sociais e gestora de formação profissional• Membro fundadora e presidente da Direcção da Associação Portuguesa de Psicopedagogia, representando a profissão a nível nacional e internacional• Voluntária em acitividades de solidariedade social (Banco do Tempo, Terra dos Sonhos, Comunidade Vida e Paz, Conferência Vicentina, C.A.S.A.)• Actriz amadora da Academia de Santo Amaro e actualmente, no teatro comunitário Playback - Teatro Imediato e na Eclipse Arte
  6. 6. 4. Blue Car – o carro a hidrogénio
  7. 7. 4.1. Histórico do Twingo a Hidrogénio• Em 2008, uma empresa de Investigação & Desenvolvimento de engenharia localizada em Mafra - a TecnoVeritas, desenvolveu um sistema que permite converter veículos existentes para funcionar a hidrogénio. Para testar o conceito utilizou um veiculo da marca Renault modelo Twingo e converteu-o para utilizar hidrogénio. O sistema desenvolvido foi aplicado no motor de combustão interna existente, tendo sido devidamente modificado.• O sistema montado no veículo permite a passagem de hidrogénio para gasolina e vice versa, obviando assim a inexistência de rede de abastecimento daquele combustível. O hidrogénio deverá idealmente ser produzido a partir de uma fonte de energia eléctrica renovável, originando assim a “utilização verde” da viatura, com emissões de CO2 inferiores a 0.5 g/km (devidas ao óleo de lubrificação do motor).• Devidamente enquadradas as questões técnicas faltava o passo final, que é a divulgação e a homologação rodoviária. Este projecto já foi divulgado nos meios técnicos tendo sido coqueluche de várias feiras de engenharia em Portugal e no estrangeiro mas nunca mereceu mais do que interesse relativo, simpatia, ou descrença quanto ao futuro.• Perante o desinteresse oficial e a política de homologação altamente restritiva considerou a Tecnoveritas que a sua capacidade (política) para levar o processo adiante estava esgotada e não se justificando o investimento de mais recursos, decidiu entregar o Twingo com a sua tecnologia à Sociedade Civil Portuguesa, na pessoa da Andresa Salgueiro, para que possam ser os portugueses com a sua capacidade de intervenção, que peguem nesta bandeira e levem o projecto a bom porto.
  8. 8. • Todo o processo foi devidamente estudado na perspectiva I&D e por essa razão totalmente ensaiado e documentado.• A TecnoVeritas continua a desenvolver todo o sistema de produção e armazenagem de hidrogénio, que poderá ser vendido aos utilizadores dos veículos convertidos.• Passa agora para a Sociedade Civil, a tarefa de passarmos todos a circular com energia renovável.
  9. 9. 4.2. Actualidade do Twingo a Hidrogénio– Perante a evolução ocorrida desde 2008 no panorama das energias renováveis em Portugal, a perspectiva de passar esta energia, nomeadamente a excedentária nocturna, para o sector dos transportes torna-se uma uma obrigação moral para Portugal.– Se a tecnologia for disseminada (gasóleo e gasolina) será gerada uma redução drástica das importações de petróleo e consequente aumento significtivo da independência energética do País.– Aproveitamento da energia renovável das eólicas que está a ser neste momento desperdiçada e possibilidade de instalações adicionais.– Melhoria da qualidade ambiental do país com redução substancial das emissões de CO2 e possibilidade de atingir a curto prazo, metas de longo prazo.– Redução potencial dos factores de custo para os cidadãos e as empresas com reflexo na indústria exportadora.– Aumento da competitividade e produtividade nacionais.
  10. 10. 4.3. Como fazer a conversão da electricidade renovável• O processo mais divugado para a obtenção de hidrogénio é a hidrólise da água que todos nós conhecemos das nossas aulas de química. Existem muitos sistemas em estudo que prometem acrescida eficiência e redução de custos.• Para que este hidrogénio possa ser utilizado de forma similar aquela que hoje em dia usamos a gasolina tem que ser comprimido para que possamos ter uma autonomia similar à que hoje dispomos com a gasolina e o gasóleo.• Para que esta autonomia se possa concretizar é necessário que também existam depósitos que possam suportar a pressão em toda a segurança.• E são estes vários aspectos que tornam o cenário da utilização do hidrogénio nos actuais motores totalmente diferentes de 2008. Quando estes aspectos se conjugam com a disponibilidade de electricidade renovável, a oportunidade torna-se evidente.
  11. 11. 4.4. Como pode existir tanta tecnologia sem aconhecermos?• Basicamente, grande parte da tecnologia que a seguir iremos ver foi desenvolvida com outros objectivos, nomeadamente a da utilização de carros a células de combustível alimentados a hidrogénio.• Na configuração da economia nacional e até mundial é impossível renovar o parque automóvel mundial para carros eléctricos ou de células de combustível que actualmente teem preços proibitivos.• Têm sido feitos estudos por alguns fabricantes para produzir carros idênticos ao Twingo comomo sejam a Ford, a Mazda, e a BMW, mas só o farão em larga escala se existir um movimento de consumidores (nós) que os obrigue a isso.• Até que isso aconteça, e mesmo depois, os exemplos de transformação que existem por esse mundo fora, com o exemplo do Twingo em Portugal, vão-nos lembrando que se todos quisermos, é possível.
  12. 12. “Irmãos” do Twingo - EUA (2005)
  13. 13. 4.5. Exemplos de energia disponível• O HIDROLISADOR Exemplo: HIDROG(e)NICS Hystat http://www.hydrogenics.com
  14. 14. • O COMPRESSOR DE HIDROGÉNIO Exemplo: PDC Machines - (EUA) http://www.pdcmachines.com/
  15. 15. • O ARMAZENAMENTO Exemplo: Description Specifications Service Pressure 70 MPa Gas Temperature -40°C to 82°C (-40°F to 180°F) Service Gas Hydrogen Design Life per (EC) no79/2009 (EIHP) 15 years Service Life 5 years Tank Weight (without valve) 92 kg (202 lb) Tank Internal Volume at Service Pressure 129 L Maximum Diameter at 125% Service Pressure 42.2 cm (16.6”) including domes 39.6 cm (15.6”) strap diameterQuantum Technologies Maximum Length at 125% Service Pressure Adapter Thread (Unified) 164.8 cm (64.9”) 2-12 UN-2B Adapter/Valve Seal Radialhttp://www.qtww.com/ Usable Hydrogen (kg) Code or Standard Compliance 5 kg EIHP 12B
  16. 16. • O ARMAZENAMENTO Exemplo:Ullithttp://www.ullit.com/
  17. 17. • O ABASTECIMENTO – Equipamento de Interface Exemplo:Weh GmbHhttp://www.weh.com
  18. 18. • O ABASTECIMENTO - Estações Exemplo:HIDROG(e)NICS Hystat - (Bélgica)http://www.hydrogenics.com
  19. 19. Estação de abastecimento da ITMPower para aplicações móveis http://www.itm-power.com/
  20. 20. Contentor da ITM Powerpara aplicações dedemonstração em “Road-show” http://www.itm-power.com/
  21. 21. Contentor da ITM Power para aplicações de demonstração em “Road-show”http://www.itm-power.com/project/hfuel-here/
  22. 22. Estação de abastecimento da Linde instalada no centro de testes da Opel em Dudenhofen na Alemanhahttp://www.linde-gas.com.sa/international/web/lg/com/likelgcom30.nsf/docbyalias/prod_hydrogenprojects_700barfillingstation
  23. 23. Estação de abastecimento da Linde instalada em Tokyohttp://www.linde-gas.com.sa/international/web/lg/com/likelgcom30.nsf/docbyalias/prod_hydrogenprojects_tokyo
  24. 24. 4.6. Projecto Blue CarO Blue Car surge da necessidade da mentora do projecto Believe in Portugal se deslocar de formamais sustentável, ecológica e poupada, durante a sua vivência de viver de trocas. Com apossibilidade de se deslocar a hidrogénio, sem dúvida, a dependência do petróleo seriaultrapassada.Com a possibilidade de se transportar de forma “gratuita”, o Blue Car estaria disponível para asociedade em geral, afim de entregar e levantar trocas por todo o país, bem como, oferecer àtroca boleias, que seriam divulgadas via facebook ou site. A ideia de ter um carro ecológico epoupado que possa estar disponível a todos, para usufruto de viagens gratuitas, apenas e sómediante um pagamento de troca, é sem dúvida bastante motivador como proposta de umprojecto social de responsabilidade civil.Objectivos do projecto:•Disponibilizar um meio de locomoção sustentável para o projecto Believe•Divulgação do hidrogénio produzido por fontes de energia renovável como meio de transportede excelência para Portugal•Organizar um movimento de sociedade civil conducente à autorização de homologação doTwingo e de outras viaturas identicamente transformadas, respeitanto tudo quanto são osnecessários preceitos técnicos e de segurança
  25. 25. 4.6. Projecto Blue Car (continuação)Etapas do projecto:•Reparar os danos actuais de chaparia do Twingo, que sofreu de um acidente recente•Pintura do BlueCar com auxílio de concurso de ideias divulgado nas redes sociais•Verificação do estado de funcionamento do sistema de Hidrogénio•Divulgação do projecto junto de potenciais interessados e patrocinadores•Instalação dum depósito de 5 kg de hidrogénio•Instalação dum sistema de abastecimento do depósito normalizado como exemplificado emslides anteriores e de alguns acessórios úteis•Instalação duma estação de abastecimento como exemplificado em slides anteriores•Criação de condições junto do poder para a autorização da Homologação•Percorrer o país promovendo a conversão de outros carros•Criar condições junto dos patrocinadores para a instalação de Bombas de abastecimento deHidrogénio em vários pontos do país•Criar condições junto do poder para a autorização de instalação equipamentos particularespara produção autónoma do próprio hidrogénio
  26. 26. 4.7. Parcerias actuais
  27. 27. 5. Objectivos da parceriaPara que o projeto pessoal e social se possa desenvolver e potencializar, sem dúvida cada vezmais são mais necessárias parcerias que possam servir de alavanca na construção do sucessodos objectivos inicialmente propostos.Sendo neste momento o projeto Believe in Portugal, potencializador de algum mediatismo edestaque na nossa sociedade, a nível nacional, mas também a nível internacional, sem dúvidaque uma parceria entre ambas as partes será interessante e enriquecedora.O intuito desta parceria não é tanto a intenção de um patrocínio, mas sim, efetivar uma trocaem que ambos os lados possam beneficiar. Sem dúvida que a entidade da parceria seránomeada no blog pessoal e na página do facebook do projecto, mas mais do que isso, o que sepretende é que haja uma troca, ao nível de um serviço, de um produto ou partilha decontactos. A negociação da troca será feita por ambas as partes.
  28. 28. 6. Pedido da trocaNos critérios avaliativos do projecto pessoal, um dos itens é:Viver à troca, tendo assim independência ao nível da deslocaçãoEmbora o Twingo já faça a sua locomoção a hidrogénio, a infraestrutura de abastecimentoestá por criar, fazendo com que neste momento o carro só possa fazer curtos percursos comgarrafas de demonstração. O que propomos é que seja criada uma pequena infraestrutura dedemonstração que permita que o Twingo se possa deslocar a hidrogénio sem limitações. Paraeste efeito é necessário criar um conjunto de condições que só poderá ser feito com o apoiode alguns patrocínios.•Instalação dum depósito de 5 kg de hidrogénio que permita ao Twingo ter uma autonomiaidêntica à do depósito de gasolina.•Instalação dum sistema de abastecimento do depósito normalizado como exemplificado emslides anteriores , receptáculo para a agulheta da bomba, interligações, etc.•Instalação dum detetor de hidrogénio para hipotéticas situações de fuga.•Instalação dum indicador de “pressão” em KgH2 disponíveis no depósito, para poder saberquando se deve reabastecer.•Instalação algures na zona de Lisboa duma micro-estação de produção, compressão,armazenamento e abastecimento de hidrogénio com uma capacidade produção de0,5kgH2/hora.•Negociação de uma parceria com um fornecedor de electricidade para o fornecimento de 10horas nocturnas (renováveis das eólicas) a um valor de 0,02€/kWh.•Criação de condições junto do poder para a autorização da Homologação Rodoviária.
  29. 29. 7. Contrapartida da trocaA troca será feita com a divulgação da entidade promotora:•Divulgação no blog pessoal•Divulgação na página do facebook•Divulgação no site do projectoMas também através de uma troca negociada por ambas as partes, no que diz respeito à trocade produtos, serviços ou contactos. Exemplo de serviços: - elaboração de projetos formativos - formação na área de desenvolvimento pessoal - dinamização de trabalho de grupo - atividades de secretariado - atividades administrativas - atividades de recrutamento e selecção - atividades artísticas e/ou culturais - atividades de publicidade e/ou marketing - outros serviços a negociar
  30. 30. 8. Believe na comunicação socialDesde que o projeto iniciou, muitos foram os convites da comunicação social para divulgar oprojeto “Believe in Portugal”, bem como o projeto pessoal, “Believe”, de Andresa Salgueiro.Eis alguns exemplos:•Sociedade Civil – RTP 2 – Tema: “Viver sem dinheiro”•5 para a meia noite – RTP 1 – Tema: “Amarfanhar”•Boa tarde - SIC•Jornal da Noite – TVI•Time Out – Tema: “É possível viver de trocas?”•Expresso – Tema: “Feira de trocas”•Manual de Instruções – RDP África•Visão – Tema: “Trocar para poupar”•Público – Tema: “Desemprego em Portugal”•Madeira Viva – RTP Madeira•Pomerania.tv - Galaktyka Pomerania•Jornal i•Jornal de notíciasPara ver todas as notícias:https://www.facebook.com/media/set/?set=a.242764579125957.57633.100001772507755&type=3
  31. 31. 9. Believe em eventos públicosMuitos foram os convites em eventos públicos para divulgar o projeto “Believe in Portugal”,bem como, o projeto pessoal, “Believe”, de Andresa Salgueiro.Eis alguns exemplos:•Ignite Lisboa•Seminário (R)Evolucionar Portugal•Feira de Trocas na Semana da Juventude da Câmara Municipal de Loures•Happiness Day – Instituto Superior Agrário•E-Meeting – Universidade de Évora•UMAR•Activar Cidadanias – Fábrica Braço de Prata•Reinventing the City – ISCTE•Fnac FunchalPara ver todos os eventos públicos:https://www.facebook.com/media/set/?set=a.259010107501404.61223.100001772507755&type=3
  32. 32. 10. Curiosidades da autora do Projecto“Eu até percebo a simbologia do 1, conotado com início, pioneiro e por aí fora, mas porquê estenúmero? Foi apenas uma data de coincidências que foram surgindo ao longo do tempo em que fuiconstruindo o projeto, datas, número de pessoas numa reunião... tudo partia do 1, depois 11, depois111 e 1111€! Cada um de nós somos um 1, que todos juntos também somos 1, um mundo!O que te inspirou a fazer esta paragem, de te despedires para fazer este desafio? Muita coisa... masessencialmente o desejo de cumprir a minha missão de vida, que acho que é a de linkar as pessoas, osgrupos... A vontade de ser uma pessoa mais ecológica, saudável, humana e feliz. O sonho de mudar omundo. E o desejo de concretizar os meus 3 sonhos de criança: todos serem felizes à minha volta, ummundo “cor-de-rosa” e toda a gente sorrir!Nas trocas que tens feito já houve algo que te tenha marcado e te tenha deixado de lágrimas nosolhos, feliz e com orgulhosa do projecto? Sim. Um dia eu precisei de uma prenda para dar a umaamiga e perguntei se alguém tinha algo que me pudesse trocar. Um membro do grupo respondeuafirmativamente e eu perguntei o que queria em troca e a pessoa disse: “Quero que me tire destadepressão!” A partir daí, esse membro está sempre connosco em todos os eventos que fazemos, naorganização dos mesmos e noto que a felicidade começa aos poucos a irradiar a sua face!Achas que este projeto trará esperança aos portugueses e que lhes conseguirá incutir um espíritomenos consumista e de maior entreajuda? Acho que a esperança sempre esteve nos portugueses,bem como os sentimentos de entreajuda. Como costumo dizer, eu não inventei nada, limitei-me a“moldar”, linkar as coisas, a ser criativa e sentir o que as pessoas já sentiam por dentro.“Belivas” em quê? Pode parecer um cliché, mas a única coisa que acredito é no AMOR! Ou não fosseele a razão de tudo isto!”Retirado da entrevista Le cool: https://www.facebook.com/note.php?note_id=366420800037570
  33. 33. 11. Vídeo promocional do projecto http://www.youtube.com/watch?v=dzWv0CzvPAg
  34. 34. 12. ContactosFacebook:•Perfil pessoal: https://www.facebook.com/andrezuska.salgueirix•Grupo de trocas Portugal: https://www.facebook.com/groups/troco1hora/•Grupo de trocas Inglaterra: https://www.facebook.com/groups/196249960488296/•Grupo de trocas Espanha: https://www.facebook.com/groups/298651603479765/•Grupo de trocas Polónia: https://www.facebook.com/groups/wolnawymiana/•Página Believe in Portugal: https://www.facebook.com/believeinportugal•Página Believe in Poland: https://www.facebook.com/believeinpolandBlog: http://vivoatroca.blogspot.pt/Site (em construção): http://www.believeinportugal.info/Email: believeinportugal@gmail.com

×