Viagem no tempo

689 visualizações

Publicada em

0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
689
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
5
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
12
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Viagem no tempo

  1. 1. Viagem no tempo se refere ao conceito de mover-se para trás e para frente através de pontos diferentes no tempo, “mobilidade pelo espaço”. Algumas interpretações de viagem no tempo sugerem a possibilidade de viajar através de realidades paralelas. A possibilidade real de uma viagem no tempo é, HOJE EM DIA, impossível. Devido ao fato de não terem conseguido ainda produzir a tecnologia capaz de viajar no tempo. Viagem noTempo
  2. 2. Albert Einstein, em sua Teoria da Relatividade Geral (E=M.C²), mostra que o tempo é relativo com a gravidade e com a velocidade. Einstein provou que, quanto maior a gravidade de um objeto, mais devagar o tempo passa nesse objeto, ou seja, nosso relógio aqui na Terra é mais lento do que um relógio na Estação Espacial, que fica na órbita do planeta. Além disso, a velocidade no qual um corpo viaja também influi na passagem do tempo. Quando mais rápido você viaja, mais devagar o tempo passa, ou seja: em um foguete, o tempo passa mais devagar para os astronautas do que para as pessoas que ficam na Terra. Viagem Para O Futuro
  3. 3. Segundo a Teoria da Relatividade, nenhum objeto é capaz de ultrapassar 1,08 bilhão de quilômetros por hora, que é a velocidade da luz no vácuo, isso porque todos os objetos ganham massa à medida que sua velocidade aumenta. Essa ideia parece muito absurda, mas se você pudesse correr a 1,07 bilhão de km/h (o que equivale a 99,9% da velocidade da luz, sua massa cresceria absurdamente (uma pessoa de 80 quilos passaria a ter quase 2 toneladas). Isso acontece porque massa e energia são equivalentes. Por que não pode haver velocidade maior que a da luz?
  4. 4. Como foi dito antes, é muito mais fácil viajar para o futuro, o que nos falta é “apenas” tecnologia. Agora, viajar para o passado é uma coisa extremamente difícil, e seus “meios mais prováveis” hoje são dignos de ficção científica. Existem duas possibilidades: -Buracos de minhoca. -Viagem em um cilindro. Viagem Para O Passado
  5. 5. Buracos de minhoca talvez sejam, hoje, o meio mais “fácil” de viajar para o passado. Eles existem apenas em teoria. A mesma teoria de Einstein, previu que existe algo capaz de contorcer o espaço e consequentemente mudar o tempo dentro dele mesmo. Isso seria o buraco de minhoca, um túnel que levaria um viajante para outras eras. Outra utilidade dos buracos de minhoca seria o transporte para outras galáxias em questão de segundos, por exemplo. Buracos de minhoca
  6. 6. Problemas dos buracos de minhoca:  A sua própria existência é questionável, e construir eles, exigiria uma tecnologia avançada demais, alterando propriedades complexas da natureza do universo.  Se eles realmente existirem, é provável que seja por um tempo muito pequeno, e assim é preciso de algo que os impeçam de “morrer”, isso seria a energia negativa, que também é algo teórico.
  7. 7. Essa teoria consiste em uma nave espacial viajando em uma velocidade extremamente alta dentro de um cilindro. Esse cilindro tem que ser muito longo, denso e dar a volta em seu próprio eixo. Os Problemas nessa teoria :  Não existe nenhum material tão denso conhecido  Não existe nenhuma nave com potência o suficiente para atingir tal velocidade. Viagem num cilindro
  8. 8. Porém, a maior dificuldade para os cientistas não é a nossa tecnologia. O maior problema em viajar para o passado é que talvez o próprio universo não permita que isso seja feito. Isto é, as leis da natureza podem não permitir que se volte ao passado. Alguns exemplos disso são: • O passado não pode ser mudado Talvez você não pudesse interagir com o passado, mas apenas assistir o que estava se passando. • O paradoxo do avô Se você voltasse para o passado e matasse seu próprio avô antes dele conhecer sua avó, seu pai não existiria e consequentemente você também não poderia existir.
  9. 9. O físico Harold White começou a trabalhar no desenvolvimento de um motor, junto com a sua equipe da NASA, de dobra que pode viajar mais rápido do que a luz (sem violar a Teoria da Relatividade de Einstein). mecanismo no qual o espaço-tempo pode ser distorcido em dois na proa e na popa da espaçonave. “A ideia está baseada nas equações do físico Miguel Alcubierre. Em seu artigo intitulado “Dobra espacial: Velocidade Ultra-Rápida Dentro da Relatividade Geral”, de 1994, o físico sugeriu um mecanismo no qual o espaço-tempo pode ser distorcido em dois na proa e na popa da espaçonave.” Velocidade maior que a da luz?
  10. 10. Falando da engenharia do motor , um objeto esférico (a nave) seria colocado entre duas regiões do espaço tempo (uma expansão e uma contração). Uma “bolha de dobra” geraria o que se move no espaço-tempo ao redor do objeto. Como resultado, teríamos uma viagem mais rápida do que a luz, sem que a nave tenha que se mover em relação à sua estrutura local de referência, ou seja, o motor irá comprimir o espaço à frente e expandir o espaço atrás de si, movendo-o para um outro lugar sem sofrer nenhum dos efeitos adversos dos métodos de viagem mais rápida que a luz. Desse modo, não há uma violação da relatividade de Einstein.

×