Algoritmos e Técnicas de Programação - Aula 03

1.343 visualizações

Publicada em

Algoritmos e Técnicas de Programação - Anhanguera
AULA 03 - LINGUAGENS DE PROGRAMAÇÃO

Publicada em: Tecnologia
  • Seja o primeiro a comentar

Algoritmos e Técnicas de Programação - Aula 03

  1. 1. ANHANGUERA – 2016.2 ALGORITMOS E TÉCNICAS DE PROGRAMAÇÃO AULA 03 – LINGUAGEM DE PROGRAMAÇÃO Prof. Thomás da Costa thomascosta@aedu.com
  2. 2. ALGORITMOS E TÉCNICAS DE PROGRAMAÇÃO – Prof. Thomás da Costa LINGUAGEM DE PROGRAMAÇÃO LINGUAGEM DE PROGRAMAÇÃO
  3. 3. ALGORITMOS E TÉCNICAS DE PROGRAMAÇÃO – Prof. Thomás da Costa Aviso LINGUAGEM DE PROGRAMAÇÃO Todos os códigos fontes dessa aula, estão disponibilizados no Github: https://github.com/thomasdacosta/algoritmos- tecnicas-programacao.anhanguera-C
  4. 4. ALGORITMOS E TÉCNICAS DE PROGRAMAÇÃO – Prof. Thomás da Costa Programação em Pares LINGUAGEM DE PROGRAMAÇÃO Detalhes: • Dois programadores compartilham o desenvolvimento de um determinado programa. • Um programador tem o papel de piloto e o outro de copiloto. • Piloto efetua a codificação do programa. • Copiloto auxilia o piloto observando, auxiliando e revisando o trabalho verificando possíveis problemas no desenvolvimento. • Deve ocorrer a troca de pilotos e copilotos no decorrer do desenvolvimento. • Para cada programa que iremos desenvolver no laboratório, iremos efetuar a troca de parceiros de desenvolvimento.
  5. 5. ALGORITMOS E TÉCNICAS DE PROGRAMAÇÃO – Prof. Thomás da Costa Desenvolvendo Programas LINGUAGEM DE PROGRAMAÇÃO Será necessário: • Uma IDE. • A IDE que vamos utilizar é o Orwell Dev-C++. • Uma Linguagem de Programação. • Vamos programar na linguagem C. • Um problema ou objetivo a ser desenvolvido. • Antes de iniciar vamos conhecer novos conceitos.
  6. 6. ALGORITMOS E TÉCNICAS DE PROGRAMAÇÃO – Prof. Thomás da Costa Compilação LINGUAGEM DE PROGRAMAÇÃO Compilando um programa: • Escrevemos o programa em uma linguagem conhecida facilmente por um humano. • Pode ocorrer erros de sintaxe quando estamos desenvolvendo o programa. • Os erros são identificados pelo compilador. • Além disso, o computador não entende diretamente a linguagem escrita. • Precisa ocorrer uma conversão da linguagem para um nível mais baixo na qual o computador possa entender e executar. • Neste processo o arquivo executável da aplicação é gerado para ser distribuído.
  7. 7. ALGORITMOS E TÉCNICAS DE PROGRAMAÇÃO – Prof. Thomás da Costa Compilação LINGUAGEM DE PROGRAMAÇÃO Como acontece: Programa Fonte Compilador Código Objeto Link Editor Bibliotecas Programa Executável
  8. 8. ALGORITMOS E TÉCNICAS DE PROGRAMAÇÃO – Prof. Thomás da Costa Compilação LINGUAGEM DE PROGRAMAÇÃO Primeiro programa: • Vamos desenvolver nosso primeiro programa em Linguagem C. • O programa tem como objetivo imprimir a mensagem Olá Mundo na tela. • Vamos começar !!!
  9. 9. ALGORITMOS E TÉCNICAS DE PROGRAMAÇÃO – Prof. Thomás da Costa #include <stdio.h> int main() { printf("Olá Mundo"); } Bibliotecas Programa principal Comando para imprimir na tela do computador
  10. 10. ALGORITMOS E TÉCNICAS DE PROGRAMAÇÃO – Prof. Thomás da Costa LINGUAGEM DE PROGRAMAÇÃO Saída do Programa: Primeiro Programa em C
  11. 11. ALGORITMOS E TÉCNICAS DE PROGRAMAÇÃO – Prof. Thomás da Costa Primeiro Programa em C LINGUAGEM DE PROGRAMAÇÃO Detalhes: • Linhas de instruções terminam com ponto-e-vírgula. • Bibliotecas são conjuntos de programas que possuem instruções e comandos para estender as funcionalidades da aplicação. • A linha int main() identifica a função principal do programa, local de início da aplicação. • O comando printf exibe um texto na tela. Para impressão do valor é necessário abrir e fechar parênteses, aspas duplas e digitar o texto. • Maioria das instruções são executadas por um comando pré-definido, seguido de parênteses e parâmetros. • O inicio e fim de chaves {} identifica um escopo do programa. • Precisamos compilar o programa para identificar qualquer tipo de problema. • Após a compilação, o executável do programa é gerado.
  12. 12. ALGORITMOS E TÉCNICAS DE PROGRAMAÇÃO – Prof. Thomás da Costa #include <stdio.h> #include <locale.h> int main() { setlocale(LC_ALL, "Portuguese"); printf("Olá Mundo"); } Corrige a acentuação
  13. 13. ALGORITMOS E TÉCNICAS DE PROGRAMAÇÃO – Prof. Thomás da Costa LINGUAGEM DE PROGRAMAÇÃO Saída do Programa: Primeiro Programa em C
  14. 14. ALGORITMOS E TÉCNICAS DE PROGRAMAÇÃO – Prof. Thomás da Costa Compilando um programa LINGUAGEM DE PROGRAMAÇÃO Comandos: • F9 compila o programa. • F10 executa um programa. • F11 compila e executa um programa.
  15. 15. ALGORITMOS E TÉCNICAS DE PROGRAMAÇÃO – Prof. Thomás da Costa Compilando um programa LINGUAGEM DE PROGRAMAÇÃO Arquivos: Código fonte Executável
  16. 16. ALGORITMOS E TÉCNICAS DE PROGRAMAÇÃO – Prof. Thomás da Costa Indentação do Código-Fonte LINGUAGEM DE PROGRAMAÇÃO O que é: É uma forma de deixar mais legível o código-fonte de um programa, usando tabulações e espaços entre comandos. Vamos ver um exemplo !!!
  17. 17. ALGORITMOS E TÉCNICAS DE PROGRAMAÇÃO – Prof. Thomás da Costa Indentação do Código-Fonte LINGUAGEM DE PROGRAMAÇÃO #include <stdio.h> int main() { printf("Olá Mundo"); } Código bem tabulado e com espaçamentos, é possível saber aonde começa e termina os comandos do programa
  18. 18. ALGORITMOS E TÉCNICAS DE PROGRAMAÇÃO – Prof. Thomás da Costa Indentação do Código-Fonte LINGUAGEM DE PROGRAMAÇÃO Código RUIM !!! Mal tabulado e sem espaçamentos. Difícil de entender aonde começa e termina cada instrução #include <stdio.h> int main() {printf("Olá Mundo");}
  19. 19. ALGORITMOS E TÉCNICAS DE PROGRAMAÇÃO – Prof. Thomás da Costa Variáveis LINGUAGEM DE PROGRAMAÇÃO Detalhes: • Variável é um local de memória para armazenar um determinado valor. • As variáveis possuem vários tipos. • São identificadas através de um único nome dentro de um escopo. • Quando fizemos o algoritmo para calcular a média, tínhamos duas variáveis Nota B1 e a Nota B2 • As duas variáveis podiam assumir qualquer tipo de valor numérico, deixando o programa livre para funcionar com qualquer valor. • Vamos desenvolver um programa com variáveis e analisar os seus tipos. Nota B1 10 Nome da variável Valor da variável
  20. 20. ALGORITMOS E TÉCNICAS DE PROGRAMAÇÃO – Prof. Thomás da Costa Variáveis LINGUAGEM DE PROGRAMAÇÃO Declaração: int valor; Para declarar uma variável precisamos de um tipo e um nome, seguido de ponto-e-vírgula. Tipo Nome
  21. 21. ALGORITMOS E TÉCNICAS DE PROGRAMAÇÃO – Prof. Thomás da Costa #include <stdio.h> #include <stdbool.h> int main() { int idade; float salario; double numero_pi; char letra; bool logico; idade = 25; salario = 12560.34; numero_pi = 3.14159265359; letra = 'A'; logico = true; printf("%d, %f, %lf, %c, %d", idade, salario, numero_pi, letra, logico); } Variáveis e seus tipos Atribuindo valores para as variáveis. Imprimindo os valores na tela
  22. 22. ALGORITMOS E TÉCNICAS DE PROGRAMAÇÃO – Prof. Thomás da Costa Variáveis LINGUAGEM DE PROGRAMAÇÃO Nomes de variáveis: int valor; int VALORES; int val_salario; int 3; int 3valores; int !valor; Os nomes de variáveis não podem começar com números e não pode conter: { ( + - * / ; . , ?
  23. 23. ALGORITMOS E TÉCNICAS DE PROGRAMAÇÃO – Prof. Thomás da Costa Variáveis LINGUAGEM DE PROGRAMAÇÃO Nomes de variáveis: As seguintes palavras são nomes reservados da Linguagem C e não podem ser utilizados como nome de variáveis: auto else long switch break enum register typedef case extern return union char float short unsigned const for signed void continue goto sizeof volatile default if static while do int struct _Packed double
  24. 24. ALGORITMOS E TÉCNICAS DE PROGRAMAÇÃO – Prof. Thomás da Costa #include <stdio.h> int main() { // CÓDIGO COM ERRO int valor; int VALORES; int val_salario; int 3; int 3valores; int !valor; }
  25. 25. ALGORITMOS E TÉCNICAS DE PROGRAMAÇÃO – Prof. Thomás da Costa Variáveis LINGUAGEM DE PROGRAMAÇÃO Atribuição: Para atribuir um valor para uma variável utilizamos o operador = com o tipo correspondente da variável. Atribuindo valores para variáveis idade = 25; salario = 12560.34; numero_pi = 3.14159265359; letra = 'A'; logico = true; CUIDADO: atribuir um valor diferente do tipo esperado, ocorre um erro de compilação ou de conversão de valores.
  26. 26. ALGORITMOS E TÉCNICAS DE PROGRAMAÇÃO – Prof. Thomás da Costa Variáveis LINGUAGEM DE PROGRAMAÇÃO Tipos: Tipo Valores Exemplo char Caracteres A,B,C,$,1 int Números Inteiros 10,20,30,1,5,6 float Números Reais 12560.34 double Números Reais 3.14159265359 bool Valores Lógicos true ou false
  27. 27. ALGORITMOS E TÉCNICAS DE PROGRAMAÇÃO – Prof. Thomás da Costa Variáveis LINGUAGEM DE PROGRAMAÇÃO Tamanhos: Tipo Tamanho Faixa Mínima char 1 byte -127 a 127 int 4 bytes -2.147.483.648 a 2.147.483.647 float 4 bytes 6 dígitos de precisão double 8 bytes 15 dígitos de precisão
  28. 28. ALGORITMOS E TÉCNICAS DE PROGRAMAÇÃO – Prof. Thomás da Costa #include <stdio.h> int main() { char letra; int idade; float salario; double numero_pi; printf("%dn", sizeof(letra)); printf("%dn", sizeof(idade)); printf("%dn", sizeof(salario)); printf("%dn", sizeof(numero_pi)); } Operador sizeof retorna o tamanho de uma variável em bytes.
  29. 29. ALGORITMOS E TÉCNICAS DE PROGRAMAÇÃO – Prof. Thomás da Costa Variáveis LINGUAGEM DE PROGRAMAÇÃO Modificadores: • Algumas variáveis podem ser modificadas de acordo com algumas palavras reservadas: • unsigned – variável contém somente valores positivos. • short – reduz a faixa de valores da variável. • long – aumenta a faixa de valores da variável.
  30. 30. ALGORITMOS E TÉCNICAS DE PROGRAMAÇÃO – Prof. Thomás da Costa #include <stdio.h> int main() { unsigned char letra; unsigned short int idade; float salario; // Não funciona com float long double numero_pi; printf("%dn", sizeof(letra)); printf("%dn", sizeof(idade)); printf("%dn", sizeof(salario)); printf("%dn", sizeof(numero_pi)); }
  31. 31. ALGORITMOS E TÉCNICAS DE PROGRAMAÇÃO – Prof. Thomás da Costa Entrada de Dados LINGUAGEM DE PROGRAMAÇÃO Precisamos de dados para alimentar o programa: • Todo programa precisa de dados para executar ou processar. • Esses dados normalmente são incluídos por um usuário. • O input das informações vem através do teclado e inserido em uma caixa de texto. Vemos isso no nosso dia-a-dia. Ex: sites da internet, aplicações e etc. • No próximo exemplo, vamos criar um programa que pede informações para o usuário através do teclado. • Este exemplo, utiliza o console para inserir uma informação do usuário. Entrada Processamento Saida
  32. 32. ALGORITMOS E TÉCNICAS DE PROGRAMAÇÃO – Prof. Thomás da Costa #include <stdio.h> int main() { int idade; printf("Digite a sua idade:"); scanf("%d", &idade); printf("Valor digitado: %d", idade); } Inserindo informações do usuário pelo teclado.
  33. 33. ALGORITMOS E TÉCNICAS DE PROGRAMAÇÃO – Prof. Thomás da Costa Entrada de Dados LINGUAGEM DE PROGRAMAÇÃO
  34. 34. ALGORITMOS E TÉCNICAS DE PROGRAMAÇÃO – Prof. Thomás da Costa Imprimindo e capturando valores LINGUAGEM DE PROGRAMAÇÃO Variáveis: • Os comandos printf e scanf precisam de determinados operadores para identificar o tipo de variável que será impressa ou capturada pelo teclado. • No exemplo abaixo o operador %d captura ou imprime um valor inteiro. scanf("%d", &idade); printf("%d", idade); Tipo Operador char %c int %d float %f double %lf
  35. 35. ALGORITMOS E TÉCNICAS DE PROGRAMAÇÃO – Prof. Thomás da Costa #include <stdio.h> int main() { // Imprime um inteiro printf("%dn", 79); // Imprime um inteiro com espaço em branco printf("%4dn", 79); // Imprime um inteiro com zero a esquerda printf("%04dn", 79); // Imprime ponto flutuante printf("%fn", 3.6); // Imprime em notação científica printf("%en", 16.567837); // Imprime um número com uma determinada // qtd. de casas decimais printf("%.2fn", 16.567837); // Imprime um tipo double printf("%lfn", 16.567837); // Imprime um caracter printf("%cn", 65); // Imprime um conjunto de caracteres printf("%sn", "Meu primeiro programa"); }
  36. 36. ALGORITMOS E TÉCNICAS DE PROGRAMAÇÃO – Prof. Thomás da Costa Constantes LINGUAGEM DE PROGRAMAÇÃO Detalhes: • São variáveis em que o valor não pode ser alterado em tempo de execução do programa. • É declarado pela palavra reservada const antes da declaração da variável. const double PI = 3.14159265359;
  37. 37. ALGORITMOS E TÉCNICAS DE PROGRAMAÇÃO – Prof. Thomás da Costa #include <stdio.h> int main() { const double PI = 3.14159265359; printf("%lf", PI); }
  38. 38. ALGORITMOS E TÉCNICAS DE PROGRAMAÇÃO – Prof. Thomás da Costa Operadores Matemáticos LINGUAGEM DE PROGRAMAÇÃO Vamos fazer contas: Os operadores matemáticos na Linguagem C seguem a tabela abaixo: Operador Significado + Soma - Subtração * Multiplicação / Divisão % Resto da Divisão
  39. 39. ALGORITMOS E TÉCNICAS DE PROGRAMAÇÃO – Prof. Thomás da Costa #include <stdio.h> int main() { int operador1; int operador2; int resultado; operador1 = 5; operador2 = 4; resultado = operador1 + operador2; printf("Resultado: %d", resultado); } Soma
  40. 40. ALGORITMOS E TÉCNICAS DE PROGRAMAÇÃO – Prof. Thomás da Costa #include <stdio.h> int main() { int operador1; int operador2; int resultado; operador1 = 5; operador2 = 4; resultado = operador1 - operador2; printf("Resultado: %d", resultado); } Subtração
  41. 41. ALGORITMOS E TÉCNICAS DE PROGRAMAÇÃO – Prof. Thomás da Costa #include <stdio.h> int main() { int operador1; int operador2; int resultado; operador1 = 5; operador2 = 4; resultado = operador1 * operador2; printf("Resultado: %d", resultado); } Multiplicação
  42. 42. ALGORITMOS E TÉCNICAS DE PROGRAMAÇÃO – Prof. Thomás da Costa #include <stdio.h> int main() { double operador1; double operador2; double resultado; operador1 = 5.0; operador2 = 4.0; resultado = operador1 / operador2; printf("Resultado: %.2f", resultado); } Divisão
  43. 43. ALGORITMOS E TÉCNICAS DE PROGRAMAÇÃO – Prof. Thomás da Costa #include <stdio.h> int main() { int operador1; int operador2; int resultado; operador1 = 5; operador2 = 4; resultado = operador1 % operador2; printf("Resultado: %d", resultado); } Resto da Divisão
  44. 44. ALGORITMOS E TÉCNICAS DE PROGRAMAÇÃO – Prof. Thomás da Costa Operadores Lógicos Um pouco de lógica proposicional: Os operadores lógicos na Linguagem C seguem a tabela abaixo: LINGUAGEM DE PROGRAMAÇÃO Operador Significado && Conjunção (AND ou E) || Disjunção (OR ou OU) ! Negação (NOT ou NÃO)
  45. 45. ALGORITMOS E TÉCNICAS DE PROGRAMAÇÃO – Prof. Thomás da Costa #include <stdio.h> #include <stdbool.h> int main() { bool p; bool q; bool S; p = false; q = true; S = p && q; printf("Proposição: %d",S); S = p || q; printf("Proposição: %d",S); printf("Proposição: %d",!p); }
  46. 46. ALGORITMOS E TÉCNICAS DE PROGRAMAÇÃO – Prof. Thomás da Costa Comentários no Código LINGUAGEM DE PROGRAMAÇÃO Documentando o código: • Quando criamos um programa, sempre é necessário documentá-lo. • Outros desenvolvedores podem efetuar a manutenção do seu código. • Código bem documentado ajuda os desenvolvedores a entender mais facilmente. • O código documentado ou comentado é ignorado pelo compilador. • Existe o comentário em bloco e o comentário em linha. /** Comentário em bloco Autor: Prof. Thomás da Costa **/ // Exibe a mensagem 'Olá Mundo' na tela Comentário em Bloco Comentário em Linha
  47. 47. ALGORITMOS E TÉCNICAS DE PROGRAMAÇÃO – Prof. Thomás da Costa #include <stdio.h> /** Comentário em bloco Autor: Prof. Thomás da Costa **/ int main() { // Exibe a mensagem 'Olá Mundo' na tela printf("Olá Mundo"); }
  48. 48. ALGORITMOS E TÉCNICAS DE PROGRAMAÇÃO – Prof. Thomás da Costa Desafio LINGUAGEM DE PROGRAMAÇÃO Vamos programar um pouco mais: 1. Desenvolver um programa para calcular a média da faculdade: a) O programa deve receber as informações do usuário pelo teclado. b) Imprimir o resultado da média. c) Não vamos nos preocupar em identificar se foi aprovado ou reprovado. d) Utilizar variáveis do tipo double.
  49. 49. ALGORITMOS E TÉCNICAS DE PROGRAMAÇÃO – Prof. Thomás da Costa #include <stdio.h> int main() { double nota_b1; double nota_b2; double media; printf("Digite a nota da B1:"); scanf("%lf", &nota_b1); printf("Digite a nota da B2:"); scanf("%lf", &nota_b2); media = ((nota_b1 * 0.4) + (nota_b2 * 0.6)); printf("Média: %f", media); }
  50. 50. ALGORITMOS E TÉCNICAS DE PROGRAMAÇÃO – Prof. Thomás da Costa Resumo LINGUAGEM DE PROGRAMAÇÃO • Utilizamos a Linguagem C para desenvolver nossos algoritmos. • Compilação é uma etapa que verifica a sintaxe do código digitado. • Quando o programa é compilado, o executável da aplicação é criado. • Para efetuar operações matemáticas, utilizamos alguns operadores. • Operadores lógicos são utilizados para trabalhar com proposições. • Comentar o código-fonte é uma boa prática de documentação. • Indentação do código, mantém a organização e a legibilidade do programa.
  51. 51. Obrigado !!! ANHANGUERA – 2016.2

×