SlideShare uma empresa Scribd logo
COMO MINISTRAMOS?

•Orem diariamente por ela e pela família dela.
•Busquem inspiração para conhecer a irmã e a família dela.
•Visitem-na regularmente, para saber como está e para consolá-la e fortalecê-
la.
•Estejam frequentemente em contato com ela por meio de visitas,
telefonemas, cartas, - emails, mensagens de texto e pequenos atos de
bondade.
•Cumprimentem-na nas reuniões da igreja.
•Ajudem-na quando houver uma emergência, enfermidade ou outra
necessidade urgente.
•Ensinem o evangelho para ela por meio das escrituras e das mensagens das
professoras visitantes.
•Inspirem-na, dando um bom exemplo.
•Relatem a uma líder da Sociedade de Socorro como está o bem-estar
espiritual e temporal da irmã visitada.
                                                 Filhas em Meu Reino Pag. 135
MINISTRAR AS PESSOAS INCLUI:

•Lembrar o nome delas e conhecê-las (MORONI 6:4)

•Amá-las sem julgá-las (JOÃO 13:34-35)

•Zelar por elas e fortalecer-lhes a fé, individualmente, como fez o Salvador
 (3 NEFI 11:15; 17:21).

•Criar uma amizade sincera com elas e visitá-las em casa e em outros lugares”
(MANUAL 2 3.2.3)
QUANDO SABEREMOS QUE TIVEMOS SUCESSO EM NOSSO MINISTÉRIO COMO
                    PROFESSORAS VISITANTES?

                     Quando nossas irmãs puderem dizer:

•Minhas professoras visitantes me ajudam a crescer espiritualmente.

•Sei que minha professora visitante se importa profundamente comigo e com
minha família.

•Quando temos problemas, sei que minha professora visitante vai agir, sem
esperar ser convidada.

  (Julie B. Beck, “ O que espero que minhas netas e netos compreendam sobre a
                     Sociedade de Socorro”, A Liahona novembro de 2011, p. 110)
Obra Missionária
“Grande parte do crescimento da igreja nos últimos dias
acontecerá porque muitas das boas mulheres do mundo serão
atraídas para a igreja em grande número. Isso acontecerá na
medida em que as mulheres da igreja demonstrarem retidão e
expressividade em sua vida, e na medida em que as mulheres
da igreja forem vistas de modo positivo, como diferentes e
distintas das mulheres do mundo” (Spencer W. Kimball, Filhas
em Meu Reino p. 104)
Retenção de conversos
“Os membros novos da Igreja precisam do apoio e da amizade dos
líderes, dos mestres familiares, das professoras visitantes e de
outros membros. Esse apoio ajuda os membros novos a se
tornarem firmemente ‘convertidos no Senhor’ (Alma 23:6)”
(Manual 2, 5.2).

“Os líderes [do sacerdócio e das auxiliares] asseguram-se de que os
membros novos aprendam as práticas básicas da Igreja, tais como
(…) servir como mestre familiar e professora visitante” (Manual 2,
5.2.4).
“Os mestres familiares e as professoras visitantes têm a importante
responsabilidade de fazer amizade com os membros novos. Após
consultar o bispo, os líderes do Sacerdócio de Melquisedeque e da
Sociedade de Socorro dão alta prioridade à indicação de dedicados
mestres familiares e professoras visitantes para os membros
novos” (Manual 2, 5.2.5).

“Vocês vão salvar almas, e quem pode dizer quantas pessoas que
estão ativas na Igreja hoje devem isso ao fato de vocês terem
entrado na casa delas. (…) Vocês não estão apenas salvando essas
irmãs, mas talvez também o marido e o lar delas” (Spencer W.
Kimball, Filhas em Meu Reino , pp. 129–130).
Ativação
“Após consultar o bispo, os líderes do Sacerdócio de Melquisedeque e as
líderes da Sociedade de Socorro designam dedicados mestres familiares e
professoras visitantes para visitar os membros menos ativos. Esses líderes
concentram seu trabalho nos membros menos ativos com maior probabilidade
de aceitar o convite de retornar à atividade” (Manual 2, 5.3.3).

“O Presidente Joseph Smith disse que esta sociedade foi organizada para salvar
almas. O que as irmãs fizeram para trazer de volta aqueles que se perderam?
— para aquecer o coração daqueles que esfriaram no evangelho? — Outro
livro registra sua fé, sua bondade, suas boas obras e palavras. Outro registro é
mantido. Nada foi esquecido” (Eliza R. Snow, Filhas em Meu Reino , pp. 91–92).

“Um registro celeste é mantido do trabalho das irmãs da Sociedade de Socorro
que estendem a mão àqueles cujo coração esfriou e que precisam de fé,
bondade, boas obras e boas palavras” (Filhas em Meu Reino, p. 92).
Templo e História da Família
As professoras visitantes podem incentivar a participação na história da
família.

“Sarah M. Kimball e Margaret Cook (…) queriam ajudar a preparar um
templo para as pessoas. Sob a inspiração e a orientação de um profeta
e de outros líderes do sacerdócio, ela e as irmãs acabaram ajudando a
preparar um povo para o templo. Esse trabalho continua hoje em dia.
Guiadas pelos princípios ensinados por Joseph Smith, as irmãs da
Sociedade de Socorro trabalham juntas, a fim de preparar as mulheres
e suas famílias para as maiores bênçãos de Deus”
                                          (Filhas em Meu Reino , p. 26).
Ensinar o Evangelho
“O trabalho das professoras visitantes dá às mulheres a oportunidade
de cuidar, fortalecer e ensinar umas às outras” (Manual 2 9.5).

“A irmã Snow esperava que as irmãs ‘percebessem uma diferença na
casa delas’ depois de uma visita.”
                          Leia mais (Ver Filhas em Meu Reino , p. 118.)

“E se houver algum homem entre vós de Espírito forte, que tome
consigo aquele que for fraco, para que seja edificado em toda
mansidão a fim de também se tornar forte” (D&C 84:106).
•Aumentar a fé e a retidão pessoal
  “As professoras visitantes passam a conhecer e amar sinceramente
cada irmã, ajudam cada uma a fortalecer sua fé e prestam-lhe serviço.
 Buscam inspiração pessoal para saber como atender às necessidades
espirituais e materiais de cada irmã a quem estão designadas a visitar.
                                   (…)

Quando for adequado, as professoras visitantes dão uma mensagem do
 evangelho. Essas mensagens podem basear-se na mensagem mensal
   das professoras visitantes (…) e nas escrituras” (Manual 2, 9.5.1).

“E seus nomes eram registrados, para que fossem lembrados e nutridos
    pela boa palavra de Deus, a fim de mantê-los no caminho certo e
       mantê-los continuamente atentos à oração” (Morôni 6:4).
•Fortalecer a família e o lar.
  “O fortalecimento da família é o principal objetivo de programas
inspirados da Igreja como o ensino familiar, (ver D&C 20:47, 51), as
 professoras visitantes e a noite familiar. Como em todas as coisas,
 Jesus deu o exemplo ao entrar nos lares para ministrar, ensinar e
                             abençoar”
                          (Manual 2, 1.4.1).

“Muitos membros não contam com um portador fiel do Sacerdócio
   de Melquisedeque em casa. Os líderes da Igreja devem dedicar
  especial atenção a esses membros e oferecer-lhes amor e apoio,
cuidando deles com inspiração e zelo, inclusive por meio de mestres
                 familiares e professoras visitantes”
                           (Manual 2, 2.3).
•Ajudar os necessitados
  “O auxílio espiritual e material de bem-estar muitas vezes começa com os mestres
familiares e as professoras visitantes. Com bondade e amizade que vão além das visitas
 mensais, os mestres familiares e as professoras visitantes ajudam as pessoas e famílias
  necessitadas. Eles relatam aos líderes do sacerdócio e da Sociedade de Socorro as
              necessidades das pessoas a quem servem” (Manual 2, 6.2.4).

 “*O armazém do Senhor+ também inclui os recursos doados pelos membros da Igreja
seja ofertando seu tempo, seus talentos e sua compaixão ou bens materiais e recursos
     financeiros que ficam à disposição do bispo para ajudar a cuidar dos pobres e
 necessitados. Portanto, o armazém do Senhor existe em toda ala” (Manual 2, 6.1.3).

O Presidente Joseph F. Smith, sexto Presidente da Igreja, contou o seguinte sobre uma
   experiência: “Nunca tinha visto um exemplo tão claro da utilidade e beleza dessa
 grande organização como aquele que testemunhei, e pensei que coisa gloriosa foi o
 senhor ter inspirado o Profeta Joseph Smith a estabelecer uma organização assim na
                                        Igreja”.
PARA CONCLUIR:

“Ao darmos às mulheres o encargo de ser
 professoras visitantes, também damos a
 elas a oportunidade de desenvolverem o
puro amor de Cristo, que pode ser a maior
 bênção da vida delas” (Barbara Winder,
       Filhas em Meu Reino, p. 132).

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

IEQ Cambará DEBQ
IEQ Cambará DEBQIEQ Cambará DEBQ
IEQ Cambará DEBQ
Hesed Comunicação
 
Heresiologia, o perigo das falsas doutrinas.
Heresiologia, o perigo das falsas doutrinas.Heresiologia, o perigo das falsas doutrinas.
Heresiologia, o perigo das falsas doutrinas.
RODRIGO FERREIRA
 
"Lança o teu pão sobre as águas..."
"Lança o teu pão sobre as águas...""Lança o teu pão sobre as águas..."
"Lança o teu pão sobre as águas..."
Ramón Zazatt
 
Lição 12 os antepassados de jesus cristo
Lição 12   os antepassados de jesus cristoLição 12   os antepassados de jesus cristo
Lição 12 os antepassados de jesus cristo
Éder Tomé
 
O nascimento de Jesus
O nascimento de JesusO nascimento de Jesus
O nascimento de Jesus
Moisés Sampaio
 
O comportamento na casa de Deus: um contexto adventista
O comportamento na casa de Deus: um contexto adventistaO comportamento na casa de Deus: um contexto adventista
O comportamento na casa de Deus: um contexto adventista
Lucas Samuel Rojo
 
Sociedade de Socorro
Sociedade de SocorroSociedade de Socorro
Sociedade de Socorro
Paula Carina De Araújo
 
A importância da geração de discípulos
A importância da geração de discípulosA importância da geração de discípulos
A importância da geração de discípulos
prvladimir
 
Conhecendo o caráter de Jesus - EBD Juvenis
Conhecendo o caráter de Jesus - EBD JuvenisConhecendo o caráter de Jesus - EBD Juvenis
Conhecendo o caráter de Jesus - EBD Juvenis
Francelia Carvalho Oliveira
 
Lição 4: Mulheres na Bíblia Abigail e eu
Lição 4: Mulheres na Bíblia Abigail e euLição 4: Mulheres na Bíblia Abigail e eu
Lição 4: Mulheres na Bíblia Abigail e eu
Igreja Adventista do Sétimo Dia
 
Slides Lição 1 - A Igreja diante do Espírito da Babilônia.pptx
Slides Lição 1 - A Igreja diante do Espírito da Babilônia.pptxSlides Lição 1 - A Igreja diante do Espírito da Babilônia.pptx
Slides Lição 1 - A Igreja diante do Espírito da Babilônia.pptx
Igreja Evangélica Assembleia de Deus Celebrando o Rei
 
A igreja de Cristo.
A igreja de Cristo.A igreja de Cristo.
A igreja de Cristo.
Márcio Martins
 
Ordenação de mulhere
Ordenação de mulhereOrdenação de mulhere
Ordenação de mulhere
Eduardo Sousa Gomes
 
Lbj lição 2 sal da terra e luz do mundo
Lbj lição 2   sal da terra e luz do mundoLbj lição 2   sal da terra e luz do mundo
Lbj lição 2 sal da terra e luz do mundo
boasnovassena
 
Lição 6 - Neemias Reconstrói os Muros de Jerusalém
Lição 6 - Neemias Reconstrói os Muros de JerusalémLição 6 - Neemias Reconstrói os Muros de Jerusalém
Lição 6 - Neemias Reconstrói os Muros de Jerusalém
Éder Tomé
 
Estudo de Louvor
Estudo de LouvorEstudo de Louvor
Estudo de Louvor
Roberto Trindade
 
Lição 9 - O Poder de Jesus para Transformar a Família
Lição 9 - O Poder de Jesus para Transformar a FamíliaLição 9 - O Poder de Jesus para Transformar a Família
Lição 9 - O Poder de Jesus para Transformar a Família
Éder Tomé
 
O Encontro de Jesus com a Mulher Samaritana
O Encontro de Jesus com a Mulher SamaritanaO Encontro de Jesus com a Mulher Samaritana
O Encontro de Jesus com a Mulher Samaritana
IBMemorialJC
 
Grandes virtudes de maria
Grandes virtudes de mariaGrandes virtudes de maria
Grandes virtudes de maria
Paulo Nascimento
 
Lição 7 - Missões no Antigo Testamento
Lição 7 - Missões no Antigo TestamentoLição 7 - Missões no Antigo Testamento
Lição 7 - Missões no Antigo Testamento
Éder Tomé
 

Mais procurados (20)

IEQ Cambará DEBQ
IEQ Cambará DEBQIEQ Cambará DEBQ
IEQ Cambará DEBQ
 
Heresiologia, o perigo das falsas doutrinas.
Heresiologia, o perigo das falsas doutrinas.Heresiologia, o perigo das falsas doutrinas.
Heresiologia, o perigo das falsas doutrinas.
 
"Lança o teu pão sobre as águas..."
"Lança o teu pão sobre as águas...""Lança o teu pão sobre as águas..."
"Lança o teu pão sobre as águas..."
 
Lição 12 os antepassados de jesus cristo
Lição 12   os antepassados de jesus cristoLição 12   os antepassados de jesus cristo
Lição 12 os antepassados de jesus cristo
 
O nascimento de Jesus
O nascimento de JesusO nascimento de Jesus
O nascimento de Jesus
 
O comportamento na casa de Deus: um contexto adventista
O comportamento na casa de Deus: um contexto adventistaO comportamento na casa de Deus: um contexto adventista
O comportamento na casa de Deus: um contexto adventista
 
Sociedade de Socorro
Sociedade de SocorroSociedade de Socorro
Sociedade de Socorro
 
A importância da geração de discípulos
A importância da geração de discípulosA importância da geração de discípulos
A importância da geração de discípulos
 
Conhecendo o caráter de Jesus - EBD Juvenis
Conhecendo o caráter de Jesus - EBD JuvenisConhecendo o caráter de Jesus - EBD Juvenis
Conhecendo o caráter de Jesus - EBD Juvenis
 
Lição 4: Mulheres na Bíblia Abigail e eu
Lição 4: Mulheres na Bíblia Abigail e euLição 4: Mulheres na Bíblia Abigail e eu
Lição 4: Mulheres na Bíblia Abigail e eu
 
Slides Lição 1 - A Igreja diante do Espírito da Babilônia.pptx
Slides Lição 1 - A Igreja diante do Espírito da Babilônia.pptxSlides Lição 1 - A Igreja diante do Espírito da Babilônia.pptx
Slides Lição 1 - A Igreja diante do Espírito da Babilônia.pptx
 
A igreja de Cristo.
A igreja de Cristo.A igreja de Cristo.
A igreja de Cristo.
 
Ordenação de mulhere
Ordenação de mulhereOrdenação de mulhere
Ordenação de mulhere
 
Lbj lição 2 sal da terra e luz do mundo
Lbj lição 2   sal da terra e luz do mundoLbj lição 2   sal da terra e luz do mundo
Lbj lição 2 sal da terra e luz do mundo
 
Lição 6 - Neemias Reconstrói os Muros de Jerusalém
Lição 6 - Neemias Reconstrói os Muros de JerusalémLição 6 - Neemias Reconstrói os Muros de Jerusalém
Lição 6 - Neemias Reconstrói os Muros de Jerusalém
 
Estudo de Louvor
Estudo de LouvorEstudo de Louvor
Estudo de Louvor
 
Lição 9 - O Poder de Jesus para Transformar a Família
Lição 9 - O Poder de Jesus para Transformar a FamíliaLição 9 - O Poder de Jesus para Transformar a Família
Lição 9 - O Poder de Jesus para Transformar a Família
 
O Encontro de Jesus com a Mulher Samaritana
O Encontro de Jesus com a Mulher SamaritanaO Encontro de Jesus com a Mulher Samaritana
O Encontro de Jesus com a Mulher Samaritana
 
Grandes virtudes de maria
Grandes virtudes de mariaGrandes virtudes de maria
Grandes virtudes de maria
 
Lição 7 - Missões no Antigo Testamento
Lição 7 - Missões no Antigo TestamentoLição 7 - Missões no Antigo Testamento
Lição 7 - Missões no Antigo Testamento
 

Destaque

Reunião de treinamento da estaca sister costa
Reunião de treinamento da estaca sister costaReunião de treinamento da estaca sister costa
Reunião de treinamento da estaca sister costa
Cristina dos Santos Moreira
 
29687477 convencao-das-professoras-visitantes-da-ala-boa-vista
29687477 convencao-das-professoras-visitantes-da-ala-boa-vista29687477 convencao-das-professoras-visitantes-da-ala-boa-vista
29687477 convencao-das-professoras-visitantes-da-ala-boa-vista
Alexsandra Ramos
 
Duplas professoras visitantes 2011
Duplas professoras visitantes 2011Duplas professoras visitantes 2011
Duplas professoras visitantes 2011
Carlos Janes
 
Progresso para analise (3)
Progresso para analise (3)Progresso para analise (3)
Progresso para analise (3)
Simone Terra
 
Programa de metas tamanho normar 1 por pag
Programa de metas  tamanho normar 1 por pagPrograma de metas  tamanho normar 1 por pag
Programa de metas tamanho normar 1 por pag
Michele da Rosa dos Santos Padilha
 
37380069 treinamneto-para-presi-de-classes-da-estaca-itatiba-mara
37380069 treinamneto-para-presi-de-classes-da-estaca-itatiba-mara37380069 treinamneto-para-presi-de-classes-da-estaca-itatiba-mara
37380069 treinamneto-para-presi-de-classes-da-estaca-itatiba-mara
Luana Fernanda
 
Treinamento de liderança
Treinamento de liderançaTreinamento de liderança
Treinamento de liderança
Luana Fernanda
 
Relatorio de prof visitantes
Relatorio de prof visitantesRelatorio de prof visitantes
Relatorio de prof visitantes
Alexsandra Ramos
 
FamilySearch Indexing
FamilySearch Indexing FamilySearch Indexing
FamilySearch Indexing
Paula Carina De Araújo
 
Atas para Reuniões da Primária SUD
Atas para Reuniões da Primária SUDAtas para Reuniões da Primária SUD
Atas para Reuniões da Primária SUD
carolinedesteffano
 
Hinos mocas
Hinos mocasHinos mocas
Hinos mocas
Sayurï Yamane
 
O Que Ha De Novo No Progresso Pessoal
O Que Ha De Novo No Progresso PessoalO Que Ha De Novo No Progresso Pessoal
O Que Ha De Novo No Progresso Pessoal
CSUELLEN
 
Cinco razões para amar o progresso pessoal
Cinco razões para amar o progresso pessoalCinco razões para amar o progresso pessoal
Cinco razões para amar o progresso pessoal
Luana Fernanda
 
Relatório professoras visitantes elaborado por Heliandra
Relatório professoras visitantes elaborado por HeliandraRelatório professoras visitantes elaborado por Heliandra
Relatório professoras visitantes elaborado por Heliandra
Solange Dal'Evedove
 
Lição 2 serviço e fé
Lição 2   serviço e féLição 2   serviço e fé
Lição 2 serviço e fé
Escola Dominical Adnv
 
I n d i c a ç ã o 2010 43.doc
I n d i c a ç ã o  2010 43.docI n d i c a ç ã o  2010 43.doc
I n d i c a ç ã o 2010 43.doc
Antonio Mansilhas
 
So Observando
So ObservandoSo Observando
So Observando
Simone Borba
 
Cartaz dia da genealogia paul. (1)
Cartaz dia da genealogia paul. (1)Cartaz dia da genealogia paul. (1)
Cartaz dia da genealogia paul. (1)
Solange Dal'Evedove
 
Guia do usuario novo family search junho 2011
Guia do usuario novo family search junho 2011Guia do usuario novo family search junho 2011
Guia do usuario novo family search junho 2011
Solange Dal'Evedove
 
Case Study Lofra Sud America
Case Study Lofra Sud AmericaCase Study Lofra Sud America
Case Study Lofra Sud America
AtitudeCom Estratégia em Comunicação Ltda
 

Destaque (20)

Reunião de treinamento da estaca sister costa
Reunião de treinamento da estaca sister costaReunião de treinamento da estaca sister costa
Reunião de treinamento da estaca sister costa
 
29687477 convencao-das-professoras-visitantes-da-ala-boa-vista
29687477 convencao-das-professoras-visitantes-da-ala-boa-vista29687477 convencao-das-professoras-visitantes-da-ala-boa-vista
29687477 convencao-das-professoras-visitantes-da-ala-boa-vista
 
Duplas professoras visitantes 2011
Duplas professoras visitantes 2011Duplas professoras visitantes 2011
Duplas professoras visitantes 2011
 
Progresso para analise (3)
Progresso para analise (3)Progresso para analise (3)
Progresso para analise (3)
 
Programa de metas tamanho normar 1 por pag
Programa de metas  tamanho normar 1 por pagPrograma de metas  tamanho normar 1 por pag
Programa de metas tamanho normar 1 por pag
 
37380069 treinamneto-para-presi-de-classes-da-estaca-itatiba-mara
37380069 treinamneto-para-presi-de-classes-da-estaca-itatiba-mara37380069 treinamneto-para-presi-de-classes-da-estaca-itatiba-mara
37380069 treinamneto-para-presi-de-classes-da-estaca-itatiba-mara
 
Treinamento de liderança
Treinamento de liderançaTreinamento de liderança
Treinamento de liderança
 
Relatorio de prof visitantes
Relatorio de prof visitantesRelatorio de prof visitantes
Relatorio de prof visitantes
 
FamilySearch Indexing
FamilySearch Indexing FamilySearch Indexing
FamilySearch Indexing
 
Atas para Reuniões da Primária SUD
Atas para Reuniões da Primária SUDAtas para Reuniões da Primária SUD
Atas para Reuniões da Primária SUD
 
Hinos mocas
Hinos mocasHinos mocas
Hinos mocas
 
O Que Ha De Novo No Progresso Pessoal
O Que Ha De Novo No Progresso PessoalO Que Ha De Novo No Progresso Pessoal
O Que Ha De Novo No Progresso Pessoal
 
Cinco razões para amar o progresso pessoal
Cinco razões para amar o progresso pessoalCinco razões para amar o progresso pessoal
Cinco razões para amar o progresso pessoal
 
Relatório professoras visitantes elaborado por Heliandra
Relatório professoras visitantes elaborado por HeliandraRelatório professoras visitantes elaborado por Heliandra
Relatório professoras visitantes elaborado por Heliandra
 
Lição 2 serviço e fé
Lição 2   serviço e féLição 2   serviço e fé
Lição 2 serviço e fé
 
I n d i c a ç ã o 2010 43.doc
I n d i c a ç ã o  2010 43.docI n d i c a ç ã o  2010 43.doc
I n d i c a ç ã o 2010 43.doc
 
So Observando
So ObservandoSo Observando
So Observando
 
Cartaz dia da genealogia paul. (1)
Cartaz dia da genealogia paul. (1)Cartaz dia da genealogia paul. (1)
Cartaz dia da genealogia paul. (1)
 
Guia do usuario novo family search junho 2011
Guia do usuario novo family search junho 2011Guia do usuario novo family search junho 2011
Guia do usuario novo family search junho 2011
 
Case Study Lofra Sud America
Case Study Lofra Sud AmericaCase Study Lofra Sud America
Case Study Lofra Sud America
 

Semelhante a Treinamento professoras visitantes

Treinamento Ministração.pdf
Treinamento Ministração.pdfTreinamento Ministração.pdf
Treinamento Ministração.pdf
RobertoPatelli
 
TLC NIVEL M.D.A
TLC NIVEL M.D.ATLC NIVEL M.D.A
TLC NIVEL M.D.A
KENNEDY771062
 
Diaconato 140627160159-phpapp02
Diaconato 140627160159-phpapp02Diaconato 140627160159-phpapp02
Diaconato 140627160159-phpapp02
Vandoir Silva Fernandes
 
Treinamento Diáconos IASD
Treinamento Diáconos IASDTreinamento Diáconos IASD
Treinamento Diáconos IASD
Gilson Barbosa
 
Apostila Treinamento de Líderes de Células - Pequenos Grupos
Apostila Treinamento de Líderes de Células - Pequenos GruposApostila Treinamento de Líderes de Células - Pequenos Grupos
Apostila Treinamento de Líderes de Células - Pequenos Grupos
Christian Lepelletier
 
EBD Revista Palavra e Vida 4T2014: Aula 9: Desafios de uma igreja local (pt. 1)
EBD Revista Palavra e Vida 4T2014: Aula 9: Desafios de uma igreja local (pt. 1)EBD Revista Palavra e Vida 4T2014: Aula 9: Desafios de uma igreja local (pt. 1)
EBD Revista Palavra e Vida 4T2014: Aula 9: Desafios de uma igreja local (pt. 1)
Andre Nascimento
 
Treinamento para lideres de célula pr aber huber
Treinamento para lideres de célula   pr aber huberTreinamento para lideres de célula   pr aber huber
Treinamento para lideres de célula pr aber huber
Josimar Santos
 
Revista Informativa da MNI-Brasil.pdf
Revista Informativa da MNI-Brasil.pdfRevista Informativa da MNI-Brasil.pdf
Revista Informativa da MNI-Brasil.pdf
Joel440732
 
Boletim Mensageiro - 05 06 2016
Boletim Mensageiro - 05 06 2016Boletim Mensageiro - 05 06 2016
Boletim Mensageiro - 05 06 2016
Paulo Dias Nogueira
 
Visão celular- unificacionista
Visão celular- unificacionistaVisão celular- unificacionista
Visão celular- unificacionista
Christian Lepelletier
 
Evangelismo apresentação - paulistana
Evangelismo   apresentação - paulistanaEvangelismo   apresentação - paulistana
Evangelismo apresentação - paulistana
Sérgio Silva
 
Tadel comeje (22 jul 15)
Tadel comeje (22 jul 15)Tadel comeje (22 jul 15)
Tadel comeje (22 jul 15)
Roberto Trindade
 
Cepad 6
Cepad 6Cepad 6
Cepad 6
marciothd
 
Cepad 6
Cepad 6Cepad 6
Cepad 6
marciothd
 
Restaurando o Altar
Restaurando o Altar Restaurando o Altar
Restaurando o Altar
Iasd Jardim Paulista
 
Pastoral familiar resposta da igreja às causas de problemas que agridem a f...
Pastoral familiar   resposta da igreja às causas de problemas que agridem a f...Pastoral familiar   resposta da igreja às causas de problemas que agridem a f...
Pastoral familiar resposta da igreja às causas de problemas que agridem a f...
familiaregsul4
 
ILHÉUS / Festa de Nossa Senhora Aparecida 2015
ILHÉUS / Festa de Nossa Senhora Aparecida   2015ILHÉUS / Festa de Nossa Senhora Aparecida   2015
ILHÉUS / Festa de Nossa Senhora Aparecida 2015
Roberto Rabat Chame
 
Treinamento de Líderes de Células e Discipulado Um a Um
Treinamento de Líderes de Células e Discipulado Um a UmTreinamento de Líderes de Células e Discipulado Um a Um
Treinamento de Líderes de Células e Discipulado Um a Um
Christian Lepelletier
 
Sagrada Notícias Online - 11° Edição 23/03 a 06/03 (A4)
Sagrada Notícias Online - 11° Edição 23/03 a 06/03 (A4)Sagrada Notícias Online - 11° Edição 23/03 a 06/03 (A4)
Sagrada Notícias Online - 11° Edição 23/03 a 06/03 (A4)
Liliane Jornalista
 
Objetivos do aprofundamento
Objetivos do aprofundamentoObjetivos do aprofundamento
Objetivos do aprofundamento
Roberto Rabat Chame
 

Semelhante a Treinamento professoras visitantes (20)

Treinamento Ministração.pdf
Treinamento Ministração.pdfTreinamento Ministração.pdf
Treinamento Ministração.pdf
 
TLC NIVEL M.D.A
TLC NIVEL M.D.ATLC NIVEL M.D.A
TLC NIVEL M.D.A
 
Diaconato 140627160159-phpapp02
Diaconato 140627160159-phpapp02Diaconato 140627160159-phpapp02
Diaconato 140627160159-phpapp02
 
Treinamento Diáconos IASD
Treinamento Diáconos IASDTreinamento Diáconos IASD
Treinamento Diáconos IASD
 
Apostila Treinamento de Líderes de Células - Pequenos Grupos
Apostila Treinamento de Líderes de Células - Pequenos GruposApostila Treinamento de Líderes de Células - Pequenos Grupos
Apostila Treinamento de Líderes de Células - Pequenos Grupos
 
EBD Revista Palavra e Vida 4T2014: Aula 9: Desafios de uma igreja local (pt. 1)
EBD Revista Palavra e Vida 4T2014: Aula 9: Desafios de uma igreja local (pt. 1)EBD Revista Palavra e Vida 4T2014: Aula 9: Desafios de uma igreja local (pt. 1)
EBD Revista Palavra e Vida 4T2014: Aula 9: Desafios de uma igreja local (pt. 1)
 
Treinamento para lideres de célula pr aber huber
Treinamento para lideres de célula   pr aber huberTreinamento para lideres de célula   pr aber huber
Treinamento para lideres de célula pr aber huber
 
Revista Informativa da MNI-Brasil.pdf
Revista Informativa da MNI-Brasil.pdfRevista Informativa da MNI-Brasil.pdf
Revista Informativa da MNI-Brasil.pdf
 
Boletim Mensageiro - 05 06 2016
Boletim Mensageiro - 05 06 2016Boletim Mensageiro - 05 06 2016
Boletim Mensageiro - 05 06 2016
 
Visão celular- unificacionista
Visão celular- unificacionistaVisão celular- unificacionista
Visão celular- unificacionista
 
Evangelismo apresentação - paulistana
Evangelismo   apresentação - paulistanaEvangelismo   apresentação - paulistana
Evangelismo apresentação - paulistana
 
Tadel comeje (22 jul 15)
Tadel comeje (22 jul 15)Tadel comeje (22 jul 15)
Tadel comeje (22 jul 15)
 
Cepad 6
Cepad 6Cepad 6
Cepad 6
 
Cepad 6
Cepad 6Cepad 6
Cepad 6
 
Restaurando o Altar
Restaurando o Altar Restaurando o Altar
Restaurando o Altar
 
Pastoral familiar resposta da igreja às causas de problemas que agridem a f...
Pastoral familiar   resposta da igreja às causas de problemas que agridem a f...Pastoral familiar   resposta da igreja às causas de problemas que agridem a f...
Pastoral familiar resposta da igreja às causas de problemas que agridem a f...
 
ILHÉUS / Festa de Nossa Senhora Aparecida 2015
ILHÉUS / Festa de Nossa Senhora Aparecida   2015ILHÉUS / Festa de Nossa Senhora Aparecida   2015
ILHÉUS / Festa de Nossa Senhora Aparecida 2015
 
Treinamento de Líderes de Células e Discipulado Um a Um
Treinamento de Líderes de Células e Discipulado Um a UmTreinamento de Líderes de Células e Discipulado Um a Um
Treinamento de Líderes de Células e Discipulado Um a Um
 
Sagrada Notícias Online - 11° Edição 23/03 a 06/03 (A4)
Sagrada Notícias Online - 11° Edição 23/03 a 06/03 (A4)Sagrada Notícias Online - 11° Edição 23/03 a 06/03 (A4)
Sagrada Notícias Online - 11° Edição 23/03 a 06/03 (A4)
 
Objetivos do aprofundamento
Objetivos do aprofundamentoObjetivos do aprofundamento
Objetivos do aprofundamento
 

Treinamento professoras visitantes

  • 1.
  • 2. COMO MINISTRAMOS? •Orem diariamente por ela e pela família dela. •Busquem inspiração para conhecer a irmã e a família dela. •Visitem-na regularmente, para saber como está e para consolá-la e fortalecê- la. •Estejam frequentemente em contato com ela por meio de visitas, telefonemas, cartas, - emails, mensagens de texto e pequenos atos de bondade. •Cumprimentem-na nas reuniões da igreja. •Ajudem-na quando houver uma emergência, enfermidade ou outra necessidade urgente. •Ensinem o evangelho para ela por meio das escrituras e das mensagens das professoras visitantes. •Inspirem-na, dando um bom exemplo. •Relatem a uma líder da Sociedade de Socorro como está o bem-estar espiritual e temporal da irmã visitada. Filhas em Meu Reino Pag. 135
  • 3. MINISTRAR AS PESSOAS INCLUI: •Lembrar o nome delas e conhecê-las (MORONI 6:4) •Amá-las sem julgá-las (JOÃO 13:34-35) •Zelar por elas e fortalecer-lhes a fé, individualmente, como fez o Salvador (3 NEFI 11:15; 17:21). •Criar uma amizade sincera com elas e visitá-las em casa e em outros lugares” (MANUAL 2 3.2.3)
  • 4. QUANDO SABEREMOS QUE TIVEMOS SUCESSO EM NOSSO MINISTÉRIO COMO PROFESSORAS VISITANTES? Quando nossas irmãs puderem dizer: •Minhas professoras visitantes me ajudam a crescer espiritualmente. •Sei que minha professora visitante se importa profundamente comigo e com minha família. •Quando temos problemas, sei que minha professora visitante vai agir, sem esperar ser convidada. (Julie B. Beck, “ O que espero que minhas netas e netos compreendam sobre a Sociedade de Socorro”, A Liahona novembro de 2011, p. 110)
  • 5.
  • 6. Obra Missionária “Grande parte do crescimento da igreja nos últimos dias acontecerá porque muitas das boas mulheres do mundo serão atraídas para a igreja em grande número. Isso acontecerá na medida em que as mulheres da igreja demonstrarem retidão e expressividade em sua vida, e na medida em que as mulheres da igreja forem vistas de modo positivo, como diferentes e distintas das mulheres do mundo” (Spencer W. Kimball, Filhas em Meu Reino p. 104)
  • 7. Retenção de conversos “Os membros novos da Igreja precisam do apoio e da amizade dos líderes, dos mestres familiares, das professoras visitantes e de outros membros. Esse apoio ajuda os membros novos a se tornarem firmemente ‘convertidos no Senhor’ (Alma 23:6)” (Manual 2, 5.2). “Os líderes [do sacerdócio e das auxiliares] asseguram-se de que os membros novos aprendam as práticas básicas da Igreja, tais como (…) servir como mestre familiar e professora visitante” (Manual 2, 5.2.4).
  • 8. “Os mestres familiares e as professoras visitantes têm a importante responsabilidade de fazer amizade com os membros novos. Após consultar o bispo, os líderes do Sacerdócio de Melquisedeque e da Sociedade de Socorro dão alta prioridade à indicação de dedicados mestres familiares e professoras visitantes para os membros novos” (Manual 2, 5.2.5). “Vocês vão salvar almas, e quem pode dizer quantas pessoas que estão ativas na Igreja hoje devem isso ao fato de vocês terem entrado na casa delas. (…) Vocês não estão apenas salvando essas irmãs, mas talvez também o marido e o lar delas” (Spencer W. Kimball, Filhas em Meu Reino , pp. 129–130).
  • 9. Ativação “Após consultar o bispo, os líderes do Sacerdócio de Melquisedeque e as líderes da Sociedade de Socorro designam dedicados mestres familiares e professoras visitantes para visitar os membros menos ativos. Esses líderes concentram seu trabalho nos membros menos ativos com maior probabilidade de aceitar o convite de retornar à atividade” (Manual 2, 5.3.3). “O Presidente Joseph Smith disse que esta sociedade foi organizada para salvar almas. O que as irmãs fizeram para trazer de volta aqueles que se perderam? — para aquecer o coração daqueles que esfriaram no evangelho? — Outro livro registra sua fé, sua bondade, suas boas obras e palavras. Outro registro é mantido. Nada foi esquecido” (Eliza R. Snow, Filhas em Meu Reino , pp. 91–92). “Um registro celeste é mantido do trabalho das irmãs da Sociedade de Socorro que estendem a mão àqueles cujo coração esfriou e que precisam de fé, bondade, boas obras e boas palavras” (Filhas em Meu Reino, p. 92).
  • 10. Templo e História da Família As professoras visitantes podem incentivar a participação na história da família. “Sarah M. Kimball e Margaret Cook (…) queriam ajudar a preparar um templo para as pessoas. Sob a inspiração e a orientação de um profeta e de outros líderes do sacerdócio, ela e as irmãs acabaram ajudando a preparar um povo para o templo. Esse trabalho continua hoje em dia. Guiadas pelos princípios ensinados por Joseph Smith, as irmãs da Sociedade de Socorro trabalham juntas, a fim de preparar as mulheres e suas famílias para as maiores bênçãos de Deus” (Filhas em Meu Reino , p. 26).
  • 11. Ensinar o Evangelho “O trabalho das professoras visitantes dá às mulheres a oportunidade de cuidar, fortalecer e ensinar umas às outras” (Manual 2 9.5). “A irmã Snow esperava que as irmãs ‘percebessem uma diferença na casa delas’ depois de uma visita.” Leia mais (Ver Filhas em Meu Reino , p. 118.) “E se houver algum homem entre vós de Espírito forte, que tome consigo aquele que for fraco, para que seja edificado em toda mansidão a fim de também se tornar forte” (D&C 84:106).
  • 12.
  • 13. •Aumentar a fé e a retidão pessoal “As professoras visitantes passam a conhecer e amar sinceramente cada irmã, ajudam cada uma a fortalecer sua fé e prestam-lhe serviço. Buscam inspiração pessoal para saber como atender às necessidades espirituais e materiais de cada irmã a quem estão designadas a visitar. (…) Quando for adequado, as professoras visitantes dão uma mensagem do evangelho. Essas mensagens podem basear-se na mensagem mensal das professoras visitantes (…) e nas escrituras” (Manual 2, 9.5.1). “E seus nomes eram registrados, para que fossem lembrados e nutridos pela boa palavra de Deus, a fim de mantê-los no caminho certo e mantê-los continuamente atentos à oração” (Morôni 6:4).
  • 14. •Fortalecer a família e o lar. “O fortalecimento da família é o principal objetivo de programas inspirados da Igreja como o ensino familiar, (ver D&C 20:47, 51), as professoras visitantes e a noite familiar. Como em todas as coisas, Jesus deu o exemplo ao entrar nos lares para ministrar, ensinar e abençoar” (Manual 2, 1.4.1). “Muitos membros não contam com um portador fiel do Sacerdócio de Melquisedeque em casa. Os líderes da Igreja devem dedicar especial atenção a esses membros e oferecer-lhes amor e apoio, cuidando deles com inspiração e zelo, inclusive por meio de mestres familiares e professoras visitantes” (Manual 2, 2.3).
  • 15. •Ajudar os necessitados “O auxílio espiritual e material de bem-estar muitas vezes começa com os mestres familiares e as professoras visitantes. Com bondade e amizade que vão além das visitas mensais, os mestres familiares e as professoras visitantes ajudam as pessoas e famílias necessitadas. Eles relatam aos líderes do sacerdócio e da Sociedade de Socorro as necessidades das pessoas a quem servem” (Manual 2, 6.2.4). “*O armazém do Senhor+ também inclui os recursos doados pelos membros da Igreja seja ofertando seu tempo, seus talentos e sua compaixão ou bens materiais e recursos financeiros que ficam à disposição do bispo para ajudar a cuidar dos pobres e necessitados. Portanto, o armazém do Senhor existe em toda ala” (Manual 2, 6.1.3). O Presidente Joseph F. Smith, sexto Presidente da Igreja, contou o seguinte sobre uma experiência: “Nunca tinha visto um exemplo tão claro da utilidade e beleza dessa grande organização como aquele que testemunhei, e pensei que coisa gloriosa foi o senhor ter inspirado o Profeta Joseph Smith a estabelecer uma organização assim na Igreja”.
  • 16. PARA CONCLUIR: “Ao darmos às mulheres o encargo de ser professoras visitantes, também damos a elas a oportunidade de desenvolverem o puro amor de Cristo, que pode ser a maior bênção da vida delas” (Barbara Winder, Filhas em Meu Reino, p. 132).