SlideShare uma empresa Scribd logo
WWW.DEUSEMDEBATE.BLOGSPOT.COM

TANTOS ATEUS, TÃO POUCO TEMPO!
WILLIAM LANE CRAIG
Pergunta:
Dr. Craig, eu estudo na Universidade do Estado de Louisiana (LSU) e trabalho na biblioteca
da nossa escola. De todas as pessoas com quem eu trabalho, metade são agnósticos e a
outra metade são ateus. Eu me tornei um cristão nascido de novo há um pouco mais que
um ano atrás depois de cinco anos de ateísmo. Eu percebi que muitos jovens acreditam,
como eu costumava acreditar, que a religião é estupidez e que não há Deus. Eu nem chego
a mencionar religião com meus colegas de trabalho e alguns simplesmente falam coisas
horríveis sobre religião/Cristianismo. Eu trabalho com um inglês que disse que seu país é
bastante não religioso, a ponto de a menção de Deus ser motivo de riso. A América também
está crescendo em seu número de não crentes. Estou preocupado com o futuro. Eu não sei
como combater o ateísmo. Eu sou um cristão, eu me converti com base em experiências
pessoais, e não sou um filósofo. Os ateus são rabugentos e querem respostas, respostas que
não tenho o tempo de encontrar. Eu estou atualmente tentando completar três graduações
na LSU e nenhum deles é Filosofia. Como pode um simples estudante universitário leigo
como eu tornar-se um defensor decente do Cristianismo contra esses vários ateus da
faculdade? Eu sempre defendo minha fé em Cristo, mas eles estão procurando por algo
mais do que saber em que acredito. Eles dizem que os crentes são estúpidos e ilógicos,
então eu gostaria de argumentar baseado na lógica e provar a eles que os crentes não são
simplesmente estúpidos. Como pode alguém que não tem tempo para aprender filosofia ou
ler teologia tornar-se um debatedor contra esses descrentes ranzinzas de mente fechada?

John
Dr. Craig responde:

Tendo falado duas vezes na LSU, eu fiquei surpreso com a atmosfera de descrença que
caracteriza a comunidade universitária lá. Isso te dá a oportunidade de ser uma luz ainda
mais brilhante nas trevas.
Eu escolhi a sua questão nessa semana, John, porque eu acho que é uma que muitos cristãos
enfrentam. Nem todos temos o tempo para se tornar apologistas habilidosos, mas nos
encontramos em situações em que somos chamados a dar “a razão da esperança que há em
nós” (I Pedro 3:15). O que devemos fazer?

Uma coisa fácil que todos nós podemos fazer é fazer perguntas. Greg Koukl recomenda que
façamos duas perguntas aos descrentes:

1. O que você quer dizer com isso?
2. Que razões você tem para pensar assim?

É impressionante como essas duas perguntas apaziguadoramente simples podem deixar as
pessoas bem enroladas! Por exemplo, pergunte ao descrente o que ele quer dizer quando
ele afirma não acreditar em Deus—ele é um ateu ou um agnóstico? (Esteja preparado para
explicar a diferença a ele!) Seja qual for sua resposta, pergunte-lhe, “Que razões você tem
para pensar isso?” Muitas pessoas nem mesmo entendem o que elas querem dizer com suas
afirmações, e provavelmente a maioria não tem boas razões para elas. Quando você faz
perguntas, você não está fazendo nenhuma afirmação, e assim não precisa provar nada.
Deixe que os descrentes carreguem o ônus da prova das suas declarações.

Uma segunda coisa que você pode fazer é direcionar o descrente para algum recurso
literário. Você nem precisa ter muito cérebro para dizer a alguém, “Você já viu o Blackwell
Companion to Natural Theology1? Antes de dizer que não há teístas inteligentes e que não há

Tradução nossa:
1 Compêndio Blackwell de Teologia Natural.
boas razões para acreditar em Deus, talvez seja melhor você ler esse livro. Senão, você não
está realmente informado.” Você não precisa ter lido esses livros pessoalmente se você está
apertado no tempo. Tudo o que você precisa é conhecer alguns títulos. God, Freedom, and
Evil 2, de Alvin Plantinga. The Existence of God 3, de Richard Swinburne. Finite and Infinite
Goods: A Framework for Ethics 4, de Robert Adams. The Book of Acts in the Setting of Hellenistic
History5 , de Colin Hemer. Jesus Remembered 6, de James D. G. Dunn. The Resurrection of the
Son of God 7, de N. T. Wright. Envergonhe o descrente pela sua ignorância literária. Se ele é
um buscador sincero, por outro lado, recomende que ele consulte nosso site ou que assista a
um debate.

Terceiro, aprenda a citar nomes de alguns estudiosos cristãos. Quando o descrente diz que
os cristãos são todos fanáticos ignorantes, faça uma cara de genuína surpresa e diga com
espanto, “Você realmente pensa assim? O que você pensa da obra de Alvin Plantinga—ou
William Alston?” Citar nomes é desagradável quando alguém está tentando aparecer, mas
em um caso assim, você está simplesmente oferecendo contraexemplos para a declaração
generalizante de que todos Cristãos são ignorantes, uma visão que é baseada em
ignorância. Aqui estão alguns nomes para se mencionar: filósofos: Alvin Plantinga
(Universidade de Notre Dame), Peter van Inwagen (Universidade de Notre Dame), o
falecido William Alston (Universidade de Syracuse), Richard Swinburne (Universidade de
Oxford),

Robert

Adams

(Universidade

de

North

Carolina),

Dean

Zimmerman

(Universidade Rutgers); cientistas: Francisco Ayala (altamente condecorado biólogo
evolucionista), Allan Sandage (o astrônomo mais famoso do mundo), Christopher Isham
(chamado de o maior cosmologista quântico britânico), George Ellis (uma vez descrito para
mim por um colega como a pessoa que sabe mais sobre cosmologia do que qualquer
homem vivo), Francis Collins (líder do projeto genoma humano); estudiosos do Jesus histórico:
John Meier (autor de um estudo em múltiplos volumes sobre o Jesus histórico), N. T.
Wright (outro autor de prodigiosas obras dobre Jesus), James D. G. Dunn (estudioso
Deus, Liberdade e o Mal.
A Existência de Deus.
4 Bens finitos e infinitos: uma estrutura para a ética.
5 O livro de Atos no cenário da história helenística.
6 Jesus relembrado.
7 A ressurreição do filho de Deus.
2
3
altamente reconhecido da Universidade de Durham), Craig Evans (estudioso canadense de
primeira classe sobre Jesus). Pergunte ao descrente como ele pode fazer qualquer afirmação
aceitável sobre o calibre intelectual dos cristãos se ele nunca leu qualquer um desses
estudiosos.

Quarto, apresente-lhe esse comentário prático sobre suas afirmações:

“Agora, deixe-me ver se eu entendi: o seu argumento é que
1. Os cristãos são estúpidos e ilógicos.
2. Portanto, o Cristianismo não é verdadeiro.
Agora, você pode me explicar como (2) segue-se logicamente de (1)?”

Quem está sendo ilógico agora? Você pode até mesmo escrever a premissa e a conclusão em
um pedaço de papel para ele. Pergunte-lhe como a conclusão segue-se logicamente da
premissa. Se ele quer adicionar alguma premissa ao seu argumento, deixe ele fazê-lo, e
então pergunte-lhe que razões ele tem para acreditar que as premissas são verdadeiras.
Aponte para ele que atacar a inteligência dos cristãos em vez de atacar a sua visão é ser
culpado da falácia de argumentar ad hominem (a falácia de atacar a pessoa em vez da visão
da pessoa). Mais uma vez, quem está sendo ilógico agora?

Finalmente, John, pare de inventar desculpas e separe algum tempo para preparar-se. Você
pode separar uma hora cada Sábado ou Domingo e trabalhar em um capítulo de On Guard8.
Você vai estar pronto em dez semanas. Memorize as premissas dos argumentos teístas de
forma que você possa compartilhá-los em um piscar de olhos. Eu garanto que se você fizer
isso, estará bem preparado para lidar com quase todo descrente que aparecer no seu
caminho. Não é tão difícil, John! Eu sei que você está ocupado com suas aulas e tarefas, mas
eu não posso acreditar que você não pode achar uma hora por semana para investir na
preparação apologética. Se você fizer isso, não vai se arrepender.
Tradução nossa: Em Guarda. É uma pena que a maioria desses livros não está disponível em inglês. William
Lane Craig publicou um excelente livro, com um nível respeitável, em português chamado “A veracidade da
fé cristã” (Reasonable Faith: Christian Truth and Apologetics) que tem TUDO o que você precisa saber.
8

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

10 mitos e 10 verdades sobre ateismo
10 mitos e 10 verdades sobre ateismo10 mitos e 10 verdades sobre ateismo
10 mitos e 10 verdades sobre ateismo
Olson Rocha
 
REVISTA ATEÍSTA - 4ª Edição (versão impressa)
REVISTA ATEÍSTA - 4ª Edição (versão impressa)REVISTA ATEÍSTA - 4ª Edição (versão impressa)
REVISTA ATEÍSTA - 4ª Edição (versão impressa)
Jerbialdo
 
Segunda carta as autoridades indonesias sobre o tsunami de 2004 e sobre a pen...
Segunda carta as autoridades indonesias sobre o tsunami de 2004 e sobre a pen...Segunda carta as autoridades indonesias sobre o tsunami de 2004 e sobre a pen...
Segunda carta as autoridades indonesias sobre o tsunami de 2004 e sobre a pen...
ecbg19710515nit
 
Inerrância bíblica e
Inerrância bíblica eInerrância bíblica e
Inerrância bíblica e
Diegofortunatto
 
Porquê acreditar em algo?
Porquê acreditar em algo?Porquê acreditar em algo?
Porquê acreditar em algo?
Apologética em Português
 
Anexo infancia3
Anexo infancia3Anexo infancia3
Anexo infancia3
Ana Cristina Freitas
 
O que a Bíblia diz sobre as crianças que morrem
O que a Bíblia diz sobre as crianças que morremO que a Bíblia diz sobre as crianças que morrem
O que a Bíblia diz sobre as crianças que morrem
Juraci Rocha
 
Santíssima trindade john wesley
Santíssima trindade   john wesleySantíssima trindade   john wesley
Santíssima trindade john wesley
Francisco Deuzilene
 
A bíblia e a predestinação j.gresham machen
A bíblia e a predestinação j.gresham machenA bíblia e a predestinação j.gresham machen
A bíblia e a predestinação j.gresham machen
Deusdete Soares
 
Criacionismo x Evolucionismo
Criacionismo x EvolucionismoCriacionismo x Evolucionismo
Criacionismo x Evolucionismo
Beatriz Bertoldo
 
Ciência e Fé
Ciência e FéCiência e Fé
A fé no banco dos réus 1 pr gilberto theiss
A fé no banco dos réus 1  pr gilberto theissA fé no banco dos réus 1  pr gilberto theiss
A fé no banco dos réus 1 pr gilberto theiss
Gilberto Theiss
 
A fé no banco dos reus
A fé no banco dos reusA fé no banco dos reus
A fé no banco dos reus
Gilberto Theiss
 
Alma sobrevivente philip yancey
Alma sobrevivente   philip yanceyAlma sobrevivente   philip yancey
Alma sobrevivente philip yancey
Genilza Ferreira
 
Philip Yancey: Alma Sobrevivente
Philip Yancey: Alma SobreviventePhilip Yancey: Alma Sobrevivente
Philip Yancey: Alma Sobrevivente
Gabriela Lucena
 
Expressão lição-04 2016 - 2ºtrimestre
Expressão   lição-04 2016 - 2ºtrimestreExpressão   lição-04 2016 - 2ºtrimestre
Expressão lição-04 2016 - 2ºtrimestre
Joel Silva
 
Por que as pessoas acreditam no sobrenatural?
Por que as pessoas acreditam no sobrenatural?Por que as pessoas acreditam no sobrenatural?
Por que as pessoas acreditam no sobrenatural?
Divino Moab
 
Francis collins a linguagem de deus
Francis collins   a linguagem de deusFrancis collins   a linguagem de deus
Francis collins a linguagem de deus
World Center fashion
 
Estudo sobre Ciência e Fé - A Guerra das Cosmovisões
Estudo sobre Ciência e Fé - A Guerra das CosmovisõesEstudo sobre Ciência e Fé - A Guerra das Cosmovisões
Estudo sobre Ciência e Fé - A Guerra das Cosmovisões
Eric Araújo
 
O nvo atsmo s rgmnts pr exstnc d ds
O nvo atsmo  s rgmnts pr  exstnc d dsO nvo atsmo  s rgmnts pr  exstnc d ds
O nvo atsmo s rgmnts pr exstnc d ds
cdbbb
 

Mais procurados (20)

10 mitos e 10 verdades sobre ateismo
10 mitos e 10 verdades sobre ateismo10 mitos e 10 verdades sobre ateismo
10 mitos e 10 verdades sobre ateismo
 
REVISTA ATEÍSTA - 4ª Edição (versão impressa)
REVISTA ATEÍSTA - 4ª Edição (versão impressa)REVISTA ATEÍSTA - 4ª Edição (versão impressa)
REVISTA ATEÍSTA - 4ª Edição (versão impressa)
 
Segunda carta as autoridades indonesias sobre o tsunami de 2004 e sobre a pen...
Segunda carta as autoridades indonesias sobre o tsunami de 2004 e sobre a pen...Segunda carta as autoridades indonesias sobre o tsunami de 2004 e sobre a pen...
Segunda carta as autoridades indonesias sobre o tsunami de 2004 e sobre a pen...
 
Inerrância bíblica e
Inerrância bíblica eInerrância bíblica e
Inerrância bíblica e
 
Porquê acreditar em algo?
Porquê acreditar em algo?Porquê acreditar em algo?
Porquê acreditar em algo?
 
Anexo infancia3
Anexo infancia3Anexo infancia3
Anexo infancia3
 
O que a Bíblia diz sobre as crianças que morrem
O que a Bíblia diz sobre as crianças que morremO que a Bíblia diz sobre as crianças que morrem
O que a Bíblia diz sobre as crianças que morrem
 
Santíssima trindade john wesley
Santíssima trindade   john wesleySantíssima trindade   john wesley
Santíssima trindade john wesley
 
A bíblia e a predestinação j.gresham machen
A bíblia e a predestinação j.gresham machenA bíblia e a predestinação j.gresham machen
A bíblia e a predestinação j.gresham machen
 
Criacionismo x Evolucionismo
Criacionismo x EvolucionismoCriacionismo x Evolucionismo
Criacionismo x Evolucionismo
 
Ciência e Fé
Ciência e FéCiência e Fé
Ciência e Fé
 
A fé no banco dos réus 1 pr gilberto theiss
A fé no banco dos réus 1  pr gilberto theissA fé no banco dos réus 1  pr gilberto theiss
A fé no banco dos réus 1 pr gilberto theiss
 
A fé no banco dos reus
A fé no banco dos reusA fé no banco dos reus
A fé no banco dos reus
 
Alma sobrevivente philip yancey
Alma sobrevivente   philip yanceyAlma sobrevivente   philip yancey
Alma sobrevivente philip yancey
 
Philip Yancey: Alma Sobrevivente
Philip Yancey: Alma SobreviventePhilip Yancey: Alma Sobrevivente
Philip Yancey: Alma Sobrevivente
 
Expressão lição-04 2016 - 2ºtrimestre
Expressão   lição-04 2016 - 2ºtrimestreExpressão   lição-04 2016 - 2ºtrimestre
Expressão lição-04 2016 - 2ºtrimestre
 
Por que as pessoas acreditam no sobrenatural?
Por que as pessoas acreditam no sobrenatural?Por que as pessoas acreditam no sobrenatural?
Por que as pessoas acreditam no sobrenatural?
 
Francis collins a linguagem de deus
Francis collins   a linguagem de deusFrancis collins   a linguagem de deus
Francis collins a linguagem de deus
 
Estudo sobre Ciência e Fé - A Guerra das Cosmovisões
Estudo sobre Ciência e Fé - A Guerra das CosmovisõesEstudo sobre Ciência e Fé - A Guerra das Cosmovisões
Estudo sobre Ciência e Fé - A Guerra das Cosmovisões
 
O nvo atsmo s rgmnts pr exstnc d ds
O nvo atsmo  s rgmnts pr  exstnc d dsO nvo atsmo  s rgmnts pr  exstnc d ds
O nvo atsmo s rgmnts pr exstnc d ds
 

Destaque

Comida rapida los simpson
Comida rapida los simpsonComida rapida los simpson
Comida rapida los simpson
Silvia Salas
 
Navidad2010 2011
Navidad2010 2011Navidad2010 2011
Navidad2010 2011
dorimerche
 
THE HEART OF THE APOSTOLIC ANOINTING
THE HEART OF THE APOSTOLIC ANOINTINGTHE HEART OF THE APOSTOLIC ANOINTING
THE HEART OF THE APOSTOLIC ANOINTING
LifeJunxion
 
God’s cell phone number
God’s cell phone numberGod’s cell phone number
God’s cell phone number
DANDY BALASOTO
 
Superbe foto Reuters 2010
Superbe foto Reuters 2010Superbe foto Reuters 2010
Superbe foto Reuters 2010Cristiana Toma
 
Presentación1
Presentación1Presentación1
Presentación1
dorimerche
 
Báo cáo tuần 6
Báo cáo tuần 6Báo cáo tuần 6
Báo cáo tuần 6
Khánh Trung Lý
 
Ganadores Y Perdedores
Ganadores Y  PerdedoresGanadores Y  Perdedores
Ganadores Y Perdedores
Francisco Ernesto
 
The Process of Great Leadership/Fathering
The Process of Great Leadership/FatheringThe Process of Great Leadership/Fathering
The Process of Great Leadership/Fathering
LifeJunxion
 
web 2.0
web 2.0web 2.0
Don’t tell the bride group work
Don’t tell the bride group workDon’t tell the bride group work
Don’t tell the bride group work
sallyhossack
 
La rosa del bandolero
La rosa del bandoleroLa rosa del bandolero
La rosa del bandolero
jlglcl
 
La Mejor Maestra
La Mejor MaestraLa Mejor Maestra
La Mejor Maestra
dorimerche
 
Five famous Places
Five famous PlacesFive famous Places
Five famous Places
priyasinghapd
 
Tameer 7th issue
Tameer 7th issueTameer 7th issue
P. p. 6
P. p. 6P. p. 6
P. p. 6
angelguiza
 
Sjellja monopolistike
Sjellja monopolistikeSjellja monopolistike
Sjellja monopolistike
Valdet Shala
 
Clase 03
Clase 03Clase 03
Clase 03
Walter Arellan
 

Destaque (20)

Comida rapida los simpson
Comida rapida los simpsonComida rapida los simpson
Comida rapida los simpson
 
Por qué te quejas
Por qué te  quejasPor qué te  quejas
Por qué te quejas
 
Navidad2010 2011
Navidad2010 2011Navidad2010 2011
Navidad2010 2011
 
THE HEART OF THE APOSTOLIC ANOINTING
THE HEART OF THE APOSTOLIC ANOINTINGTHE HEART OF THE APOSTOLIC ANOINTING
THE HEART OF THE APOSTOLIC ANOINTING
 
Cosmic Awareness 1987-16: The Disciples Of Jesus Alive Today - Are They Await...
Cosmic Awareness 1987-16: The Disciples Of Jesus Alive Today - Are They Await...Cosmic Awareness 1987-16: The Disciples Of Jesus Alive Today - Are They Await...
Cosmic Awareness 1987-16: The Disciples Of Jesus Alive Today - Are They Await...
 
God’s cell phone number
God’s cell phone numberGod’s cell phone number
God’s cell phone number
 
Superbe foto Reuters 2010
Superbe foto Reuters 2010Superbe foto Reuters 2010
Superbe foto Reuters 2010
 
Presentación1
Presentación1Presentación1
Presentación1
 
Báo cáo tuần 6
Báo cáo tuần 6Báo cáo tuần 6
Báo cáo tuần 6
 
Ganadores Y Perdedores
Ganadores Y  PerdedoresGanadores Y  Perdedores
Ganadores Y Perdedores
 
The Process of Great Leadership/Fathering
The Process of Great Leadership/FatheringThe Process of Great Leadership/Fathering
The Process of Great Leadership/Fathering
 
web 2.0
web 2.0web 2.0
web 2.0
 
Don’t tell the bride group work
Don’t tell the bride group workDon’t tell the bride group work
Don’t tell the bride group work
 
La rosa del bandolero
La rosa del bandoleroLa rosa del bandolero
La rosa del bandolero
 
La Mejor Maestra
La Mejor MaestraLa Mejor Maestra
La Mejor Maestra
 
Five famous Places
Five famous PlacesFive famous Places
Five famous Places
 
Tameer 7th issue
Tameer 7th issueTameer 7th issue
Tameer 7th issue
 
P. p. 6
P. p. 6P. p. 6
P. p. 6
 
Sjellja monopolistike
Sjellja monopolistikeSjellja monopolistike
Sjellja monopolistike
 
Clase 03
Clase 03Clase 03
Clase 03
 

Semelhante a tnts-tus-t-pco-tmp-wlcr

REVISTA ATEÍSTA - 1ª Edição (versão impressa)
REVISTA ATEÍSTA - 1ª Edição (versão impressa)REVISTA ATEÍSTA - 1ª Edição (versão impressa)
REVISTA ATEÍSTA - 1ª Edição (versão impressa)
Jerbialdo
 
Licao 6 - O Avanco Cientifico - EBD Jovens
Licao 6 - O Avanco Cientifico - EBD JovensLicao 6 - O Avanco Cientifico - EBD Jovens
Licao 6 - O Avanco Cientifico - EBD Jovens
ProCarreira
 
C.S.Lewis - Cristianismo Puro e Simples
C.S.Lewis - Cristianismo Puro e SimplesC.S.Lewis - Cristianismo Puro e Simples
C.S.Lewis - Cristianismo Puro e Simples
Martian Bold
 
O Homem de bem.docx
O Homem de bem.docxO Homem de bem.docx
O Homem de bem.docx
Marta Gomes
 
Cristianismo puro e simples
Cristianismo puro e simplesCristianismo puro e simples
Cristianismo puro e simples
Rui Coutinho
 
C. S. Lewis cristianismo puro e simples
C. S. Lewis   cristianismo puro e simplesC. S. Lewis   cristianismo puro e simples
C. S. Lewis cristianismo puro e simples
Marcelo Eduardo
 
Crerã©tambã©mpensar john stott
Crerã©tambã©mpensar john stottCrerã©tambã©mpensar john stott
Crerã©tambã©mpensar john stott
Antonia Fátima Fuini
 
A linguagem de deus francis s. collins
A linguagem de deus   francis s. collinsA linguagem de deus   francis s. collins
A linguagem de deus francis s. collins
Marcos Florentino Alves
 
Crer é tambem pensar - John Stott
Crer é tambem pensar - John StottCrer é tambem pensar - John Stott
Crer é tambem pensar - John Stott
Igreja Vitória
 
Crer é-também-pensar-john-stott
Crer é-também-pensar-john-stottCrer é-também-pensar-john-stott
Crer é-também-pensar-john-stott
Fabio Araujo
 
Perguntas rápidas para ateus e secularistas sensatos artigo gospel colunas
Perguntas rápidas para ateus e secularistas sensatos   artigo gospel colunasPerguntas rápidas para ateus e secularistas sensatos   artigo gospel colunas
Perguntas rápidas para ateus e secularistas sensatos artigo gospel colunas
Luiz Otávio Ferreira
 
As cartas para dawkins david robertson
As cartas para dawkins   david robertsonAs cartas para dawkins   david robertson
As cartas para dawkins david robertson
Lucas Rodrigues de Lima
 
Como evangelizar sem medo william fay e raph hodge
Como evangelizar sem medo   william fay e raph hodgeComo evangelizar sem medo   william fay e raph hodge
Como evangelizar sem medo william fay e raph hodge
Marcos Lino
 
David robertson as cartas para dawkins
David robertson   as cartas para dawkinsDavid robertson   as cartas para dawkins
David robertson as cartas para dawkins
Marcos Florentino Alves
 
A linguagem de deus francis collins
A linguagem de deus   francis collinsA linguagem de deus   francis collins
A linguagem de deus francis collins
João Eduardo
 
Crisesnavidacrista pg
Crisesnavidacrista pgCrisesnavidacrista pg
Crisesnavidacrista pg
Igreja Adventista do Sétimo Dia
 
Artigo missão
Artigo missãoArtigo missão
Artigo missão
prweber
 
A razde rejeiojoycemeyer
A razde rejeiojoycemeyerA razde rejeiojoycemeyer
A razde rejeiojoycemeyer
Diana Machado
 
O Gene Egoista - Richard Dawkins.pdf
O Gene Egoista - Richard Dawkins.pdfO Gene Egoista - Richard Dawkins.pdf
O Gene Egoista - Richard Dawkins.pdf
João Soares
 
Conhecendo as estratégias, técnicas de debate e erros ateístas
Conhecendo as estratégias, técnicas de debate e erros ateístasConhecendo as estratégias, técnicas de debate e erros ateístas
Conhecendo as estratégias, técnicas de debate e erros ateístas
Tarcísio Picaglia
 

Semelhante a tnts-tus-t-pco-tmp-wlcr (20)

REVISTA ATEÍSTA - 1ª Edição (versão impressa)
REVISTA ATEÍSTA - 1ª Edição (versão impressa)REVISTA ATEÍSTA - 1ª Edição (versão impressa)
REVISTA ATEÍSTA - 1ª Edição (versão impressa)
 
Licao 6 - O Avanco Cientifico - EBD Jovens
Licao 6 - O Avanco Cientifico - EBD JovensLicao 6 - O Avanco Cientifico - EBD Jovens
Licao 6 - O Avanco Cientifico - EBD Jovens
 
C.S.Lewis - Cristianismo Puro e Simples
C.S.Lewis - Cristianismo Puro e SimplesC.S.Lewis - Cristianismo Puro e Simples
C.S.Lewis - Cristianismo Puro e Simples
 
O Homem de bem.docx
O Homem de bem.docxO Homem de bem.docx
O Homem de bem.docx
 
Cristianismo puro e simples
Cristianismo puro e simplesCristianismo puro e simples
Cristianismo puro e simples
 
C. S. Lewis cristianismo puro e simples
C. S. Lewis   cristianismo puro e simplesC. S. Lewis   cristianismo puro e simples
C. S. Lewis cristianismo puro e simples
 
Crerã©tambã©mpensar john stott
Crerã©tambã©mpensar john stottCrerã©tambã©mpensar john stott
Crerã©tambã©mpensar john stott
 
A linguagem de deus francis s. collins
A linguagem de deus   francis s. collinsA linguagem de deus   francis s. collins
A linguagem de deus francis s. collins
 
Crer é tambem pensar - John Stott
Crer é tambem pensar - John StottCrer é tambem pensar - John Stott
Crer é tambem pensar - John Stott
 
Crer é-também-pensar-john-stott
Crer é-também-pensar-john-stottCrer é-também-pensar-john-stott
Crer é-também-pensar-john-stott
 
Perguntas rápidas para ateus e secularistas sensatos artigo gospel colunas
Perguntas rápidas para ateus e secularistas sensatos   artigo gospel colunasPerguntas rápidas para ateus e secularistas sensatos   artigo gospel colunas
Perguntas rápidas para ateus e secularistas sensatos artigo gospel colunas
 
As cartas para dawkins david robertson
As cartas para dawkins   david robertsonAs cartas para dawkins   david robertson
As cartas para dawkins david robertson
 
Como evangelizar sem medo william fay e raph hodge
Como evangelizar sem medo   william fay e raph hodgeComo evangelizar sem medo   william fay e raph hodge
Como evangelizar sem medo william fay e raph hodge
 
David robertson as cartas para dawkins
David robertson   as cartas para dawkinsDavid robertson   as cartas para dawkins
David robertson as cartas para dawkins
 
A linguagem de deus francis collins
A linguagem de deus   francis collinsA linguagem de deus   francis collins
A linguagem de deus francis collins
 
Crisesnavidacrista pg
Crisesnavidacrista pgCrisesnavidacrista pg
Crisesnavidacrista pg
 
Artigo missão
Artigo missãoArtigo missão
Artigo missão
 
A razde rejeiojoycemeyer
A razde rejeiojoycemeyerA razde rejeiojoycemeyer
A razde rejeiojoycemeyer
 
O Gene Egoista - Richard Dawkins.pdf
O Gene Egoista - Richard Dawkins.pdfO Gene Egoista - Richard Dawkins.pdf
O Gene Egoista - Richard Dawkins.pdf
 
Conhecendo as estratégias, técnicas de debate e erros ateístas
Conhecendo as estratégias, técnicas de debate e erros ateístasConhecendo as estratégias, técnicas de debate e erros ateístas
Conhecendo as estratégias, técnicas de debate e erros ateístas
 

Último

“A classe operária vai ao paraíso os modos de produzir e trabalhar ao longo ...
“A classe operária vai ao paraíso  os modos de produzir e trabalhar ao longo ...“A classe operária vai ao paraíso  os modos de produzir e trabalhar ao longo ...
“A classe operária vai ao paraíso os modos de produzir e trabalhar ao longo ...
AdrianoMontagna1
 
Forças e leis de Newton 2024 - parte 1.pptx
Forças e leis de Newton 2024 - parte 1.pptxForças e leis de Newton 2024 - parte 1.pptx
Forças e leis de Newton 2024 - parte 1.pptx
Danielle Fernandes Amaro dos Santos
 
Egito antigo resumo - aula de história.pdf
Egito antigo resumo - aula de história.pdfEgito antigo resumo - aula de história.pdf
Egito antigo resumo - aula de história.pdf
sthefanydesr
 
Sinais de pontuação
Sinais de pontuaçãoSinais de pontuação
Sinais de pontuação
Mary Alvarenga
 
Folheto | Centro de Informação Europeia Jacques Delors (junho/2024)
Folheto | Centro de Informação Europeia Jacques Delors (junho/2024)Folheto | Centro de Informação Europeia Jacques Delors (junho/2024)
Folheto | Centro de Informação Europeia Jacques Delors (junho/2024)
Centro Jacques Delors
 
Sistema de Bibliotecas UCS - Chronica do emperador Clarimundo, donde os reis ...
Sistema de Bibliotecas UCS - Chronica do emperador Clarimundo, donde os reis ...Sistema de Bibliotecas UCS - Chronica do emperador Clarimundo, donde os reis ...
Sistema de Bibliotecas UCS - Chronica do emperador Clarimundo, donde os reis ...
Biblioteca UCS
 
OS elementos de uma boa Redação para o ENEM.pdf
OS elementos de uma boa Redação para o ENEM.pdfOS elementos de uma boa Redação para o ENEM.pdf
OS elementos de uma boa Redação para o ENEM.pdf
AmiltonAparecido1
 
apresentação sobre Clarice Lispector .pptx
apresentação sobre Clarice Lispector .pptxapresentação sobre Clarice Lispector .pptx
apresentação sobre Clarice Lispector .pptx
JuliaMachado73
 
Famílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do Assaré
Famílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do AssaréFamílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do Assaré
Famílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do Assaré
profesfrancleite
 
PowerPoint Newton gostava de Ler - Saber em Gel.pdf
PowerPoint Newton gostava de Ler - Saber em Gel.pdfPowerPoint Newton gostava de Ler - Saber em Gel.pdf
PowerPoint Newton gostava de Ler - Saber em Gel.pdf
1000a
 
Slides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptxSlides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
759-fortaleza-resultado-definitivo-prova-objetiva-2024-05-28.pdf
759-fortaleza-resultado-definitivo-prova-objetiva-2024-05-28.pdf759-fortaleza-resultado-definitivo-prova-objetiva-2024-05-28.pdf
759-fortaleza-resultado-definitivo-prova-objetiva-2024-05-28.pdf
MessiasMarianoG
 
Funções e Progressões - Livro completo prisma
Funções e Progressões - Livro completo prismaFunções e Progressões - Livro completo prisma
Funções e Progressões - Livro completo prisma
djincognito
 
Atividade letra da música - Espalhe Amor, Anavitória.
Atividade letra da música - Espalhe  Amor, Anavitória.Atividade letra da música - Espalhe  Amor, Anavitória.
Atividade letra da música - Espalhe Amor, Anavitória.
Mary Alvarenga
 
Aula história , caracteristicas e esteriótipos em relação a DANÇA DE SALAO.pptx
Aula história , caracteristicas e esteriótipos em relação a DANÇA DE SALAO.pptxAula história , caracteristicas e esteriótipos em relação a DANÇA DE SALAO.pptx
Aula história , caracteristicas e esteriótipos em relação a DANÇA DE SALAO.pptx
edivirgesribeiro1
 
CADERNO DE CONCEITOS E ORIENTAÇÕES DO CENSO ESCOLAR 2024.pdf
CADERNO DE CONCEITOS E ORIENTAÇÕES DO CENSO ESCOLAR 2024.pdfCADERNO DE CONCEITOS E ORIENTAÇÕES DO CENSO ESCOLAR 2024.pdf
CADERNO DE CONCEITOS E ORIENTAÇÕES DO CENSO ESCOLAR 2024.pdf
NatySousa3
 
Potenciação e Radiciação de Números Racionais
Potenciação e Radiciação de Números RacionaisPotenciação e Radiciação de Números Racionais
Potenciação e Radiciação de Números Racionais
wagnermorais28
 
A QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdf
A QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdfA QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdf
A QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdf
AurelianoFerreirades2
 
Atividades de Inglês e Espanhol para Imprimir - Alfabetinho
Atividades de Inglês e Espanhol para Imprimir - AlfabetinhoAtividades de Inglês e Espanhol para Imprimir - Alfabetinho
Atividades de Inglês e Espanhol para Imprimir - Alfabetinho
MateusTavares54
 
Especialidade - Animais Ameaçados de Extinção(1).pdf
Especialidade - Animais Ameaçados de Extinção(1).pdfEspecialidade - Animais Ameaçados de Extinção(1).pdf
Especialidade - Animais Ameaçados de Extinção(1).pdf
DanielCastro80471
 

Último (20)

“A classe operária vai ao paraíso os modos de produzir e trabalhar ao longo ...
“A classe operária vai ao paraíso  os modos de produzir e trabalhar ao longo ...“A classe operária vai ao paraíso  os modos de produzir e trabalhar ao longo ...
“A classe operária vai ao paraíso os modos de produzir e trabalhar ao longo ...
 
Forças e leis de Newton 2024 - parte 1.pptx
Forças e leis de Newton 2024 - parte 1.pptxForças e leis de Newton 2024 - parte 1.pptx
Forças e leis de Newton 2024 - parte 1.pptx
 
Egito antigo resumo - aula de história.pdf
Egito antigo resumo - aula de história.pdfEgito antigo resumo - aula de história.pdf
Egito antigo resumo - aula de história.pdf
 
Sinais de pontuação
Sinais de pontuaçãoSinais de pontuação
Sinais de pontuação
 
Folheto | Centro de Informação Europeia Jacques Delors (junho/2024)
Folheto | Centro de Informação Europeia Jacques Delors (junho/2024)Folheto | Centro de Informação Europeia Jacques Delors (junho/2024)
Folheto | Centro de Informação Europeia Jacques Delors (junho/2024)
 
Sistema de Bibliotecas UCS - Chronica do emperador Clarimundo, donde os reis ...
Sistema de Bibliotecas UCS - Chronica do emperador Clarimundo, donde os reis ...Sistema de Bibliotecas UCS - Chronica do emperador Clarimundo, donde os reis ...
Sistema de Bibliotecas UCS - Chronica do emperador Clarimundo, donde os reis ...
 
OS elementos de uma boa Redação para o ENEM.pdf
OS elementos de uma boa Redação para o ENEM.pdfOS elementos de uma boa Redação para o ENEM.pdf
OS elementos de uma boa Redação para o ENEM.pdf
 
apresentação sobre Clarice Lispector .pptx
apresentação sobre Clarice Lispector .pptxapresentação sobre Clarice Lispector .pptx
apresentação sobre Clarice Lispector .pptx
 
Famílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do Assaré
Famílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do AssaréFamílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do Assaré
Famílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do Assaré
 
PowerPoint Newton gostava de Ler - Saber em Gel.pdf
PowerPoint Newton gostava de Ler - Saber em Gel.pdfPowerPoint Newton gostava de Ler - Saber em Gel.pdf
PowerPoint Newton gostava de Ler - Saber em Gel.pdf
 
Slides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptxSlides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptx
 
759-fortaleza-resultado-definitivo-prova-objetiva-2024-05-28.pdf
759-fortaleza-resultado-definitivo-prova-objetiva-2024-05-28.pdf759-fortaleza-resultado-definitivo-prova-objetiva-2024-05-28.pdf
759-fortaleza-resultado-definitivo-prova-objetiva-2024-05-28.pdf
 
Funções e Progressões - Livro completo prisma
Funções e Progressões - Livro completo prismaFunções e Progressões - Livro completo prisma
Funções e Progressões - Livro completo prisma
 
Atividade letra da música - Espalhe Amor, Anavitória.
Atividade letra da música - Espalhe  Amor, Anavitória.Atividade letra da música - Espalhe  Amor, Anavitória.
Atividade letra da música - Espalhe Amor, Anavitória.
 
Aula história , caracteristicas e esteriótipos em relação a DANÇA DE SALAO.pptx
Aula história , caracteristicas e esteriótipos em relação a DANÇA DE SALAO.pptxAula história , caracteristicas e esteriótipos em relação a DANÇA DE SALAO.pptx
Aula história , caracteristicas e esteriótipos em relação a DANÇA DE SALAO.pptx
 
CADERNO DE CONCEITOS E ORIENTAÇÕES DO CENSO ESCOLAR 2024.pdf
CADERNO DE CONCEITOS E ORIENTAÇÕES DO CENSO ESCOLAR 2024.pdfCADERNO DE CONCEITOS E ORIENTAÇÕES DO CENSO ESCOLAR 2024.pdf
CADERNO DE CONCEITOS E ORIENTAÇÕES DO CENSO ESCOLAR 2024.pdf
 
Potenciação e Radiciação de Números Racionais
Potenciação e Radiciação de Números RacionaisPotenciação e Radiciação de Números Racionais
Potenciação e Radiciação de Números Racionais
 
A QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdf
A QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdfA QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdf
A QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdf
 
Atividades de Inglês e Espanhol para Imprimir - Alfabetinho
Atividades de Inglês e Espanhol para Imprimir - AlfabetinhoAtividades de Inglês e Espanhol para Imprimir - Alfabetinho
Atividades de Inglês e Espanhol para Imprimir - Alfabetinho
 
Especialidade - Animais Ameaçados de Extinção(1).pdf
Especialidade - Animais Ameaçados de Extinção(1).pdfEspecialidade - Animais Ameaçados de Extinção(1).pdf
Especialidade - Animais Ameaçados de Extinção(1).pdf
 

tnts-tus-t-pco-tmp-wlcr

  • 1. WWW.DEUSEMDEBATE.BLOGSPOT.COM TANTOS ATEUS, TÃO POUCO TEMPO! WILLIAM LANE CRAIG Pergunta: Dr. Craig, eu estudo na Universidade do Estado de Louisiana (LSU) e trabalho na biblioteca da nossa escola. De todas as pessoas com quem eu trabalho, metade são agnósticos e a outra metade são ateus. Eu me tornei um cristão nascido de novo há um pouco mais que um ano atrás depois de cinco anos de ateísmo. Eu percebi que muitos jovens acreditam, como eu costumava acreditar, que a religião é estupidez e que não há Deus. Eu nem chego a mencionar religião com meus colegas de trabalho e alguns simplesmente falam coisas horríveis sobre religião/Cristianismo. Eu trabalho com um inglês que disse que seu país é bastante não religioso, a ponto de a menção de Deus ser motivo de riso. A América também está crescendo em seu número de não crentes. Estou preocupado com o futuro. Eu não sei como combater o ateísmo. Eu sou um cristão, eu me converti com base em experiências pessoais, e não sou um filósofo. Os ateus são rabugentos e querem respostas, respostas que não tenho o tempo de encontrar. Eu estou atualmente tentando completar três graduações na LSU e nenhum deles é Filosofia. Como pode um simples estudante universitário leigo como eu tornar-se um defensor decente do Cristianismo contra esses vários ateus da faculdade? Eu sempre defendo minha fé em Cristo, mas eles estão procurando por algo mais do que saber em que acredito. Eles dizem que os crentes são estúpidos e ilógicos, então eu gostaria de argumentar baseado na lógica e provar a eles que os crentes não são simplesmente estúpidos. Como pode alguém que não tem tempo para aprender filosofia ou ler teologia tornar-se um debatedor contra esses descrentes ranzinzas de mente fechada? John
  • 2. Dr. Craig responde: Tendo falado duas vezes na LSU, eu fiquei surpreso com a atmosfera de descrença que caracteriza a comunidade universitária lá. Isso te dá a oportunidade de ser uma luz ainda mais brilhante nas trevas. Eu escolhi a sua questão nessa semana, John, porque eu acho que é uma que muitos cristãos enfrentam. Nem todos temos o tempo para se tornar apologistas habilidosos, mas nos encontramos em situações em que somos chamados a dar “a razão da esperança que há em nós” (I Pedro 3:15). O que devemos fazer? Uma coisa fácil que todos nós podemos fazer é fazer perguntas. Greg Koukl recomenda que façamos duas perguntas aos descrentes: 1. O que você quer dizer com isso? 2. Que razões você tem para pensar assim? É impressionante como essas duas perguntas apaziguadoramente simples podem deixar as pessoas bem enroladas! Por exemplo, pergunte ao descrente o que ele quer dizer quando ele afirma não acreditar em Deus—ele é um ateu ou um agnóstico? (Esteja preparado para explicar a diferença a ele!) Seja qual for sua resposta, pergunte-lhe, “Que razões você tem para pensar isso?” Muitas pessoas nem mesmo entendem o que elas querem dizer com suas afirmações, e provavelmente a maioria não tem boas razões para elas. Quando você faz perguntas, você não está fazendo nenhuma afirmação, e assim não precisa provar nada. Deixe que os descrentes carreguem o ônus da prova das suas declarações. Uma segunda coisa que você pode fazer é direcionar o descrente para algum recurso literário. Você nem precisa ter muito cérebro para dizer a alguém, “Você já viu o Blackwell Companion to Natural Theology1? Antes de dizer que não há teístas inteligentes e que não há Tradução nossa: 1 Compêndio Blackwell de Teologia Natural.
  • 3. boas razões para acreditar em Deus, talvez seja melhor você ler esse livro. Senão, você não está realmente informado.” Você não precisa ter lido esses livros pessoalmente se você está apertado no tempo. Tudo o que você precisa é conhecer alguns títulos. God, Freedom, and Evil 2, de Alvin Plantinga. The Existence of God 3, de Richard Swinburne. Finite and Infinite Goods: A Framework for Ethics 4, de Robert Adams. The Book of Acts in the Setting of Hellenistic History5 , de Colin Hemer. Jesus Remembered 6, de James D. G. Dunn. The Resurrection of the Son of God 7, de N. T. Wright. Envergonhe o descrente pela sua ignorância literária. Se ele é um buscador sincero, por outro lado, recomende que ele consulte nosso site ou que assista a um debate. Terceiro, aprenda a citar nomes de alguns estudiosos cristãos. Quando o descrente diz que os cristãos são todos fanáticos ignorantes, faça uma cara de genuína surpresa e diga com espanto, “Você realmente pensa assim? O que você pensa da obra de Alvin Plantinga—ou William Alston?” Citar nomes é desagradável quando alguém está tentando aparecer, mas em um caso assim, você está simplesmente oferecendo contraexemplos para a declaração generalizante de que todos Cristãos são ignorantes, uma visão que é baseada em ignorância. Aqui estão alguns nomes para se mencionar: filósofos: Alvin Plantinga (Universidade de Notre Dame), Peter van Inwagen (Universidade de Notre Dame), o falecido William Alston (Universidade de Syracuse), Richard Swinburne (Universidade de Oxford), Robert Adams (Universidade de North Carolina), Dean Zimmerman (Universidade Rutgers); cientistas: Francisco Ayala (altamente condecorado biólogo evolucionista), Allan Sandage (o astrônomo mais famoso do mundo), Christopher Isham (chamado de o maior cosmologista quântico britânico), George Ellis (uma vez descrito para mim por um colega como a pessoa que sabe mais sobre cosmologia do que qualquer homem vivo), Francis Collins (líder do projeto genoma humano); estudiosos do Jesus histórico: John Meier (autor de um estudo em múltiplos volumes sobre o Jesus histórico), N. T. Wright (outro autor de prodigiosas obras dobre Jesus), James D. G. Dunn (estudioso Deus, Liberdade e o Mal. A Existência de Deus. 4 Bens finitos e infinitos: uma estrutura para a ética. 5 O livro de Atos no cenário da história helenística. 6 Jesus relembrado. 7 A ressurreição do filho de Deus. 2 3
  • 4. altamente reconhecido da Universidade de Durham), Craig Evans (estudioso canadense de primeira classe sobre Jesus). Pergunte ao descrente como ele pode fazer qualquer afirmação aceitável sobre o calibre intelectual dos cristãos se ele nunca leu qualquer um desses estudiosos. Quarto, apresente-lhe esse comentário prático sobre suas afirmações: “Agora, deixe-me ver se eu entendi: o seu argumento é que 1. Os cristãos são estúpidos e ilógicos. 2. Portanto, o Cristianismo não é verdadeiro. Agora, você pode me explicar como (2) segue-se logicamente de (1)?” Quem está sendo ilógico agora? Você pode até mesmo escrever a premissa e a conclusão em um pedaço de papel para ele. Pergunte-lhe como a conclusão segue-se logicamente da premissa. Se ele quer adicionar alguma premissa ao seu argumento, deixe ele fazê-lo, e então pergunte-lhe que razões ele tem para acreditar que as premissas são verdadeiras. Aponte para ele que atacar a inteligência dos cristãos em vez de atacar a sua visão é ser culpado da falácia de argumentar ad hominem (a falácia de atacar a pessoa em vez da visão da pessoa). Mais uma vez, quem está sendo ilógico agora? Finalmente, John, pare de inventar desculpas e separe algum tempo para preparar-se. Você pode separar uma hora cada Sábado ou Domingo e trabalhar em um capítulo de On Guard8. Você vai estar pronto em dez semanas. Memorize as premissas dos argumentos teístas de forma que você possa compartilhá-los em um piscar de olhos. Eu garanto que se você fizer isso, estará bem preparado para lidar com quase todo descrente que aparecer no seu caminho. Não é tão difícil, John! Eu sei que você está ocupado com suas aulas e tarefas, mas eu não posso acreditar que você não pode achar uma hora por semana para investir na preparação apologética. Se você fizer isso, não vai se arrepender. Tradução nossa: Em Guarda. É uma pena que a maioria desses livros não está disponível em inglês. William Lane Craig publicou um excelente livro, com um nível respeitável, em português chamado “A veracidade da fé cristã” (Reasonable Faith: Christian Truth and Apologetics) que tem TUDO o que você precisa saber. 8