SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 28
Desenhos de medidas repetidas
Desenhos de medidas repetidas
 Cada indivíduo participa de cada condição
do experimento
• Responde a medida da DV em cada condição
• Daí a expressão “medidas repetidas”
 Também chamado desenho
“intrassujeitos”
• Todo o experimento é implementado “no
âmbito” de cada sujeito
Desenhos de medidas repetidas,
continuação
 Vantagens
• Não há necessidade de balancear diferenças
individuais entre as condições do
experimento
• Menos participantes necessários
• Conveniente e eficiente
• Desenho mais sensível
Sensibilidade
 Um experimento sensível
• Consegue detectar efeitos da VI mesmo
quando o efeito é pequeno
• A “variação do erro” é reduzida
 As mesmas pessoas participam de cada condição
 Elimina-se a variabilidade decorrente de
diferenças individuais
Efeitos da prática
 Desvantagem: efeitos da prática
• As pessoas mudam quando são testadas
repetidamente.
 O desempenho pode melhorar com o tempo.
 As pessoas podem se entediar ou cansar à
medida que aumenta o número de “testes”.
 Os efeitos da prática se tornam uma
variável de confusão potencial se não
forem controlados.
Efeitos da prática, continuação
 Exemplo
• Suponhamos que um pesquisador compare
dois métodos diferentes de estudo, A e B.
 Condição A: os participantes usam um marcatexto
enquanto leem, e depois fazem um teste sobre o
material.
 Condição B: os participantes leem um texto e
criam um teste com perguntas e respostas, e
depois fazem um teste sobre o material.
Efeitos da prática, continuação
• Suponhamos que
 Todos os perticipantes passem primeiro pela
Condição A e depois pela Condição B
 Os resultados indiquem que os escores do teste
são maiores na Condição A, em comparação com
a Condição B
• Confusão da VI com a ordem de
apresentação
 Não determinar o efeito da VI
 Os efeitos da prática (tédio, fadiga) podem explicar
o desempenho inferior na Condição B
Efeitos da prática, continuação
 Balancear efeitos da prática entre as
condições.
• Contrabalancear a ordem das condições
 A metade dos participantes faz a Condição A,
depois a B
 Os participantes restantes fazem a Condição B,
depois a A
• Distribuir os efeitos da prática igualmente
entre as condições.
 Os efeitos da prática não são eliminados.
 Balancear, em média, os efeitos da prática entre
as condições do experimento.
Contrabalancear os efeitos da prática
 Dois tipos de desenhos de medidas
repetidas
• Completo e incompleto
• Propósito de cada tipo: contrabalancear os
efeitos da prática
Desenho de medidas repetidas completo
 Balancear os efeitos da prática em cada
participante.
• Cada participante passa por cada condição
várias vezes.
• Cada participante forma um “experimento
completo”.
• Usar ordens diferentes a cada vez
• Usar quando cada condição for breve
 p.ex., avaliações simples sobre estímulos
Desenho completo, continuação
 Dois métodos para generalizar ordens de
condições
• Randomização em bloco
• Contrabalanceamento ABBA
Desenho completo, continuação
 Randomização em bloco
• Bloco: todas as condições de uma VI
p.ex, 4 condições: A, B, C, D
• Gerar uma ordem aleatória do bloco (ACBD)
• Participante faz a condição A, depois C,
depois B, depois D
• Gerar nova ordem aleatória cada vez que o
participante concluir as condições do
experimento
Desenho completo, continuação
 Randomização em bloco
• Calcula-se a média dos efeitos da prática
entre muitas apresentações das condições
• Exige muitas apresentações para balancear
os efeitos da prática
Desenho completo, continuação
 Contrabalanceamento ABBA
• Apresentar as condições apenas algumas vezes a
cada participante
• Usar sequência aleatória de condições (p.ex.,
DACB)
• Depois, apresentar oposto da sequência (BCAD)
• Repetir com nova sequência aleatória e oposto,
etc.
• Cada condição tem a mesma quantidade de
efeitos da prática.
Desenho completo, continuação
 Usar contrabalanceamento ABBA somente
se os efeitos da prática forem “lineares”
• Efeitos lineares da prática
 Os participantes mudam do mesmo modo a cada
apresentação de uma condição.
• Efeitos não-lineares da prática
 Os participantes mudam radicalmente com a
administração de uma condição (p.ex., “aha”)
 Confusão entre efeitos da prática e VI
 Usar randomização em bloco
Desenho completo, continuação
 Não usar contrabalanceamento ABBA
quando houver possibilidade de efeitos de
antecipação.
• Os participantes criam expectativas sobre a
próxima condição na sequência.
• As respostas podem ser influenciadas pelas
expectativas (e não pela VI).
• Se houver probabilidade de efeitos de
antecipação (p.ex., as condições forem
previsíveis), usar randomização em bloco.
Desenho de medidas repetidas
incompleto
 Cada participante passa por cada
condição da VI uma vez.
 Balancear os efeitos da prática entre os
participantes (não dentro).
 Regra geral para balancear os efeitos da
prática
• Cada condição da VI deve aparecer com a
mesma frequência em cada posição ordinal
(1ª, 2ª, 3ª).
Desenho incompleto, continuação
 Duas técnicas para balancear os efeitos
da prática
• Todas as ordens possíveis
• Ordens selecionadas
Desenho incompleto, continuação
 Todas as ordens possíveis
• Usar com 4 ou menos condições da VI
• 2 condições (A, B) → 2 ordens possíveis: AB, BA
 Designar a metade dos participantes aleatoriamente à condição
A primeiro, depois B; outra metade: B, depois A
• 3 condições (A, B, C) → 6 ordens possíveis
 Designar participantes aleatoriamente a uma das seis ordens
• 4 condições (A, B, C, D) → 24 ordens possíveis
 Necessário pelo menos 1 participante designado
aleatoriamente a cada ordem
Desenho incompleto, continuação
 Ordens selecionadas
• Selecionar ordens específicas de condições
para balancear efeitos da prática
• Dois métodos
 Quadrado latino
 Ordem inicial aleatória com rotação
• Cada condição da VI aparece em cada
posição ordinal exatamente uma vez.
• Designar cada participante aleatoriamente a
uma das ordens de condições.
Desenho incompleto, continuação
 Quadrado latino (exemplo)
1ª 2ª 3ª 4ª
A B D C
B C A D
C D B A
D A C B
• Cada condição aparece em cada posição
ordinal uma vez para balancear efeitos da
prática.
Desenho incompleto, continuação
 Outra vantagem do quadrado latino
1ª 2ª 3ª 4ª
A B D C
B C A D
C D B A
D A C B
Cada condição precede e segue outra
condição uma vez (e.g., AB e BA, BC e CB)
 Isso ajuda a controlar efeitos potenciais da ordem
Desenho incompleto, continuação
 Ordem inicial aleatória com rotação
• Gerar ordem aleatória de condições (ABCD)
• Rotação: avançar cada condição uma posição
1ª 2ª 3ª 4ª
A B C D
B C D A
C D A B
D A B C
 Cada condição aparece em todas as posições
ordinais
 A ordem das condições não é balanceada
Análises de dados para desenhos de
medidas repetidas
 Os desenhos de medidas repetidas
completos tem um passo adicional.
• Calcular um escore sumário (p.ex., média)
para cada participante em cada condição da
VI.
• Isso representa o desempenho médio de
cada participante em cada condição.
O problema da transferência diferencial
 Não usar desenhos de medidas repetidas
quando houver possibilidade de
transferência diferencial.
• Os efeitos de uma condição persistem e
afetam a experiência dos participantes em
condições subsequentes
• Usar desenho de grupos independentes
Transferência diferencial, continuação
• Avaliar se a transferência diferencial é um
problema possível ao comparar resultados
para desenho de medidas repetidas e
desenho de grupos aleatórios
• 1ª posição ordinal representa um desenho de
grupos aleatórios.
1ª 2ª 3ª 4ª
A B D C
B C A D
C D B A
D A C B
Comparação entre dois desenhos
 Diferenças entre o desenho de medidas
repetidas e o desenho de grupos
independentes (aleatórios)
• Variável independente
 Medidas repetidas: cada participante passa por
todas as condições da VI
 Grupos independentes (aleatórios): cada
participante passa por apenas uma condição da VI
Comparação entre dois desenhos,
continuação
• O que é balanceado entre as condições para
descartar explicações alternativas para os
resultados (confusões)?
 Medidas repetidas: efeitos da prática
 Grupos independentes: diferenças individuais

Mais conteúdo relacionado

Último

Aparatologia na estética - Cavitação, radiofrequência e lipolaser.pdf
Aparatologia na estética - Cavitação, radiofrequência e lipolaser.pdfAparatologia na estética - Cavitação, radiofrequência e lipolaser.pdf
Aparatologia na estética - Cavitação, radiofrequência e lipolaser.pdfAbdLuxemBourg
 
transcrição fonética para aulas de língua
transcrição fonética para aulas de línguatranscrição fonética para aulas de língua
transcrição fonética para aulas de línguaKelly Mendes
 
Nós Propomos! Canil/Gatil na Sertã - Amigos dos Animais
Nós Propomos! Canil/Gatil na Sertã - Amigos dos AnimaisNós Propomos! Canil/Gatil na Sertã - Amigos dos Animais
Nós Propomos! Canil/Gatil na Sertã - Amigos dos AnimaisIlda Bicacro
 
Santa Gemma Galgani, Flor de Lucca, mística italiana 1887-1903 (Portugués).pptx
Santa Gemma Galgani, Flor de Lucca, mística italiana 1887-1903 (Portugués).pptxSanta Gemma Galgani, Flor de Lucca, mística italiana 1887-1903 (Portugués).pptx
Santa Gemma Galgani, Flor de Lucca, mística italiana 1887-1903 (Portugués).pptxMartin M Flynn
 
Apresentação sobre Robots e processos educativos
Apresentação sobre Robots e processos educativosApresentação sobre Robots e processos educativos
Apresentação sobre Robots e processos educativosFernanda Ledesma
 
Gramática - Texto - análise e construção de sentido - Moderna.pdf
Gramática - Texto - análise e construção de sentido - Moderna.pdfGramática - Texto - análise e construção de sentido - Moderna.pdf
Gramática - Texto - análise e construção de sentido - Moderna.pdfKelly Mendes
 
QUESTÃO 4 Os estudos das competências pessoais é de extrema importância, pr...
QUESTÃO 4   Os estudos das competências pessoais é de extrema importância, pr...QUESTÃO 4   Os estudos das competências pessoais é de extrema importância, pr...
QUESTÃO 4 Os estudos das competências pessoais é de extrema importância, pr...azulassessoria9
 
5. EJEMPLOS DE ESTRUCTURASQUINTO GRADO.pptx
5. EJEMPLOS DE ESTRUCTURASQUINTO GRADO.pptx5. EJEMPLOS DE ESTRUCTURASQUINTO GRADO.pptx
5. EJEMPLOS DE ESTRUCTURASQUINTO GRADO.pptxnelsontobontrujillo
 
Insegurança nunca mais tem afeta pessoas
Insegurança nunca mais tem afeta pessoasInsegurança nunca mais tem afeta pessoas
Insegurança nunca mais tem afeta pessoasdiegosouzalira10
 
ufcd_9649_Educação Inclusiva e Necessidades Educativas Especificas_índice.pdf
ufcd_9649_Educação Inclusiva e Necessidades Educativas Especificas_índice.pdfufcd_9649_Educação Inclusiva e Necessidades Educativas Especificas_índice.pdf
ufcd_9649_Educação Inclusiva e Necessidades Educativas Especificas_índice.pdfManuais Formação
 
"Nós Propomos! Mobilidade sustentável na Sertã"
"Nós Propomos! Mobilidade sustentável na Sertã""Nós Propomos! Mobilidade sustentável na Sertã"
"Nós Propomos! Mobilidade sustentável na Sertã"Ilda Bicacro
 
MARCHA HUMANA. UM ESTUDO SOBRE AS MARCHAS
MARCHA HUMANA. UM ESTUDO SOBRE AS MARCHASMARCHA HUMANA. UM ESTUDO SOBRE AS MARCHAS
MARCHA HUMANA. UM ESTUDO SOBRE AS MARCHASyan1305goncalves
 
4 ano atividade fonema e letra 08.03-1.pdf
4 ano atividade fonema e letra 08.03-1.pdf4 ano atividade fonema e letra 08.03-1.pdf
4 ano atividade fonema e letra 08.03-1.pdfLindinhaSilva1
 
SQL Parte 1 - Criação de Banco de Dados.pdf
SQL Parte 1 - Criação de Banco de Dados.pdfSQL Parte 1 - Criação de Banco de Dados.pdf
SQL Parte 1 - Criação de Banco de Dados.pdfAndersonW5
 
Apostila-Letramento-e-alfabetização-2.pdf
Apostila-Letramento-e-alfabetização-2.pdfApostila-Letramento-e-alfabetização-2.pdf
Apostila-Letramento-e-alfabetização-2.pdflbgsouza
 
Slides Lição 8, CPAD, Confessando e Abandonando o Pecado.pptx
Slides Lição 8, CPAD, Confessando e Abandonando o Pecado.pptxSlides Lição 8, CPAD, Confessando e Abandonando o Pecado.pptx
Slides Lição 8, CPAD, Confessando e Abandonando o Pecado.pptxLuizHenriquedeAlmeid6
 
Edital do processo seletivo para contratação de agentes de saúde em Floresta, PE
Edital do processo seletivo para contratação de agentes de saúde em Floresta, PEEdital do processo seletivo para contratação de agentes de saúde em Floresta, PE
Edital do processo seletivo para contratação de agentes de saúde em Floresta, PEblogdoelvis
 
Aspectos históricos da educação dos surdos.pptx
Aspectos históricos da educação dos surdos.pptxAspectos históricos da educação dos surdos.pptx
Aspectos históricos da educação dos surdos.pptxprofbrunogeo95
 

Último (20)

Aparatologia na estética - Cavitação, radiofrequência e lipolaser.pdf
Aparatologia na estética - Cavitação, radiofrequência e lipolaser.pdfAparatologia na estética - Cavitação, radiofrequência e lipolaser.pdf
Aparatologia na estética - Cavitação, radiofrequência e lipolaser.pdf
 
transcrição fonética para aulas de língua
transcrição fonética para aulas de línguatranscrição fonética para aulas de língua
transcrição fonética para aulas de língua
 
Nós Propomos! Canil/Gatil na Sertã - Amigos dos Animais
Nós Propomos! Canil/Gatil na Sertã - Amigos dos AnimaisNós Propomos! Canil/Gatil na Sertã - Amigos dos Animais
Nós Propomos! Canil/Gatil na Sertã - Amigos dos Animais
 
Santa Gemma Galgani, Flor de Lucca, mística italiana 1887-1903 (Portugués).pptx
Santa Gemma Galgani, Flor de Lucca, mística italiana 1887-1903 (Portugués).pptxSanta Gemma Galgani, Flor de Lucca, mística italiana 1887-1903 (Portugués).pptx
Santa Gemma Galgani, Flor de Lucca, mística italiana 1887-1903 (Portugués).pptx
 
Apresentação sobre Robots e processos educativos
Apresentação sobre Robots e processos educativosApresentação sobre Robots e processos educativos
Apresentação sobre Robots e processos educativos
 
Gramática - Texto - análise e construção de sentido - Moderna.pdf
Gramática - Texto - análise e construção de sentido - Moderna.pdfGramática - Texto - análise e construção de sentido - Moderna.pdf
Gramática - Texto - análise e construção de sentido - Moderna.pdf
 
QUESTÃO 4 Os estudos das competências pessoais é de extrema importância, pr...
QUESTÃO 4   Os estudos das competências pessoais é de extrema importância, pr...QUESTÃO 4   Os estudos das competências pessoais é de extrema importância, pr...
QUESTÃO 4 Os estudos das competências pessoais é de extrema importância, pr...
 
662938.pdf aula digital de educação básica
662938.pdf aula digital de educação básica662938.pdf aula digital de educação básica
662938.pdf aula digital de educação básica
 
5. EJEMPLOS DE ESTRUCTURASQUINTO GRADO.pptx
5. EJEMPLOS DE ESTRUCTURASQUINTO GRADO.pptx5. EJEMPLOS DE ESTRUCTURASQUINTO GRADO.pptx
5. EJEMPLOS DE ESTRUCTURASQUINTO GRADO.pptx
 
Insegurança nunca mais tem afeta pessoas
Insegurança nunca mais tem afeta pessoasInsegurança nunca mais tem afeta pessoas
Insegurança nunca mais tem afeta pessoas
 
ufcd_9649_Educação Inclusiva e Necessidades Educativas Especificas_índice.pdf
ufcd_9649_Educação Inclusiva e Necessidades Educativas Especificas_índice.pdfufcd_9649_Educação Inclusiva e Necessidades Educativas Especificas_índice.pdf
ufcd_9649_Educação Inclusiva e Necessidades Educativas Especificas_índice.pdf
 
"Nós Propomos! Mobilidade sustentável na Sertã"
"Nós Propomos! Mobilidade sustentável na Sertã""Nós Propomos! Mobilidade sustentável na Sertã"
"Nós Propomos! Mobilidade sustentável na Sertã"
 
MARCHA HUMANA. UM ESTUDO SOBRE AS MARCHAS
MARCHA HUMANA. UM ESTUDO SOBRE AS MARCHASMARCHA HUMANA. UM ESTUDO SOBRE AS MARCHAS
MARCHA HUMANA. UM ESTUDO SOBRE AS MARCHAS
 
4 ano atividade fonema e letra 08.03-1.pdf
4 ano atividade fonema e letra 08.03-1.pdf4 ano atividade fonema e letra 08.03-1.pdf
4 ano atividade fonema e letra 08.03-1.pdf
 
SQL Parte 1 - Criação de Banco de Dados.pdf
SQL Parte 1 - Criação de Banco de Dados.pdfSQL Parte 1 - Criação de Banco de Dados.pdf
SQL Parte 1 - Criação de Banco de Dados.pdf
 
Poema - Aedes Aegypt.
Poema - Aedes Aegypt.Poema - Aedes Aegypt.
Poema - Aedes Aegypt.
 
Apostila-Letramento-e-alfabetização-2.pdf
Apostila-Letramento-e-alfabetização-2.pdfApostila-Letramento-e-alfabetização-2.pdf
Apostila-Letramento-e-alfabetização-2.pdf
 
Slides Lição 8, CPAD, Confessando e Abandonando o Pecado.pptx
Slides Lição 8, CPAD, Confessando e Abandonando o Pecado.pptxSlides Lição 8, CPAD, Confessando e Abandonando o Pecado.pptx
Slides Lição 8, CPAD, Confessando e Abandonando o Pecado.pptx
 
Edital do processo seletivo para contratação de agentes de saúde em Floresta, PE
Edital do processo seletivo para contratação de agentes de saúde em Floresta, PEEdital do processo seletivo para contratação de agentes de saúde em Floresta, PE
Edital do processo seletivo para contratação de agentes de saúde em Floresta, PE
 
Aspectos históricos da educação dos surdos.pptx
Aspectos históricos da educação dos surdos.pptxAspectos históricos da educação dos surdos.pptx
Aspectos históricos da educação dos surdos.pptx
 

Destaque

Product Design Trends in 2024 | Teenage Engineerings
Product Design Trends in 2024 | Teenage EngineeringsProduct Design Trends in 2024 | Teenage Engineerings
Product Design Trends in 2024 | Teenage EngineeringsPixeldarts
 
How Race, Age and Gender Shape Attitudes Towards Mental Health
How Race, Age and Gender Shape Attitudes Towards Mental HealthHow Race, Age and Gender Shape Attitudes Towards Mental Health
How Race, Age and Gender Shape Attitudes Towards Mental HealthThinkNow
 
AI Trends in Creative Operations 2024 by Artwork Flow.pdf
AI Trends in Creative Operations 2024 by Artwork Flow.pdfAI Trends in Creative Operations 2024 by Artwork Flow.pdf
AI Trends in Creative Operations 2024 by Artwork Flow.pdfmarketingartwork
 
PEPSICO Presentation to CAGNY Conference Feb 2024
PEPSICO Presentation to CAGNY Conference Feb 2024PEPSICO Presentation to CAGNY Conference Feb 2024
PEPSICO Presentation to CAGNY Conference Feb 2024Neil Kimberley
 
Content Methodology: A Best Practices Report (Webinar)
Content Methodology: A Best Practices Report (Webinar)Content Methodology: A Best Practices Report (Webinar)
Content Methodology: A Best Practices Report (Webinar)contently
 
How to Prepare For a Successful Job Search for 2024
How to Prepare For a Successful Job Search for 2024How to Prepare For a Successful Job Search for 2024
How to Prepare For a Successful Job Search for 2024Albert Qian
 
Social Media Marketing Trends 2024 // The Global Indie Insights
Social Media Marketing Trends 2024 // The Global Indie InsightsSocial Media Marketing Trends 2024 // The Global Indie Insights
Social Media Marketing Trends 2024 // The Global Indie InsightsKurio // The Social Media Age(ncy)
 
Trends In Paid Search: Navigating The Digital Landscape In 2024
Trends In Paid Search: Navigating The Digital Landscape In 2024Trends In Paid Search: Navigating The Digital Landscape In 2024
Trends In Paid Search: Navigating The Digital Landscape In 2024Search Engine Journal
 
5 Public speaking tips from TED - Visualized summary
5 Public speaking tips from TED - Visualized summary5 Public speaking tips from TED - Visualized summary
5 Public speaking tips from TED - Visualized summarySpeakerHub
 
ChatGPT and the Future of Work - Clark Boyd
ChatGPT and the Future of Work - Clark Boyd ChatGPT and the Future of Work - Clark Boyd
ChatGPT and the Future of Work - Clark Boyd Clark Boyd
 
Getting into the tech field. what next
Getting into the tech field. what next Getting into the tech field. what next
Getting into the tech field. what next Tessa Mero
 
Google's Just Not That Into You: Understanding Core Updates & Search Intent
Google's Just Not That Into You: Understanding Core Updates & Search IntentGoogle's Just Not That Into You: Understanding Core Updates & Search Intent
Google's Just Not That Into You: Understanding Core Updates & Search IntentLily Ray
 
Time Management & Productivity - Best Practices
Time Management & Productivity -  Best PracticesTime Management & Productivity -  Best Practices
Time Management & Productivity - Best PracticesVit Horky
 
The six step guide to practical project management
The six step guide to practical project managementThe six step guide to practical project management
The six step guide to practical project managementMindGenius
 
Beginners Guide to TikTok for Search - Rachel Pearson - We are Tilt __ Bright...
Beginners Guide to TikTok for Search - Rachel Pearson - We are Tilt __ Bright...Beginners Guide to TikTok for Search - Rachel Pearson - We are Tilt __ Bright...
Beginners Guide to TikTok for Search - Rachel Pearson - We are Tilt __ Bright...RachelPearson36
 
Unlocking the Power of ChatGPT and AI in Testing - A Real-World Look, present...
Unlocking the Power of ChatGPT and AI in Testing - A Real-World Look, present...Unlocking the Power of ChatGPT and AI in Testing - A Real-World Look, present...
Unlocking the Power of ChatGPT and AI in Testing - A Real-World Look, present...Applitools
 
12 Ways to Increase Your Influence at Work
12 Ways to Increase Your Influence at Work12 Ways to Increase Your Influence at Work
12 Ways to Increase Your Influence at WorkGetSmarter
 

Destaque (20)

Product Design Trends in 2024 | Teenage Engineerings
Product Design Trends in 2024 | Teenage EngineeringsProduct Design Trends in 2024 | Teenage Engineerings
Product Design Trends in 2024 | Teenage Engineerings
 
How Race, Age and Gender Shape Attitudes Towards Mental Health
How Race, Age and Gender Shape Attitudes Towards Mental HealthHow Race, Age and Gender Shape Attitudes Towards Mental Health
How Race, Age and Gender Shape Attitudes Towards Mental Health
 
AI Trends in Creative Operations 2024 by Artwork Flow.pdf
AI Trends in Creative Operations 2024 by Artwork Flow.pdfAI Trends in Creative Operations 2024 by Artwork Flow.pdf
AI Trends in Creative Operations 2024 by Artwork Flow.pdf
 
Skeleton Culture Code
Skeleton Culture CodeSkeleton Culture Code
Skeleton Culture Code
 
PEPSICO Presentation to CAGNY Conference Feb 2024
PEPSICO Presentation to CAGNY Conference Feb 2024PEPSICO Presentation to CAGNY Conference Feb 2024
PEPSICO Presentation to CAGNY Conference Feb 2024
 
Content Methodology: A Best Practices Report (Webinar)
Content Methodology: A Best Practices Report (Webinar)Content Methodology: A Best Practices Report (Webinar)
Content Methodology: A Best Practices Report (Webinar)
 
How to Prepare For a Successful Job Search for 2024
How to Prepare For a Successful Job Search for 2024How to Prepare For a Successful Job Search for 2024
How to Prepare For a Successful Job Search for 2024
 
Social Media Marketing Trends 2024 // The Global Indie Insights
Social Media Marketing Trends 2024 // The Global Indie InsightsSocial Media Marketing Trends 2024 // The Global Indie Insights
Social Media Marketing Trends 2024 // The Global Indie Insights
 
Trends In Paid Search: Navigating The Digital Landscape In 2024
Trends In Paid Search: Navigating The Digital Landscape In 2024Trends In Paid Search: Navigating The Digital Landscape In 2024
Trends In Paid Search: Navigating The Digital Landscape In 2024
 
5 Public speaking tips from TED - Visualized summary
5 Public speaking tips from TED - Visualized summary5 Public speaking tips from TED - Visualized summary
5 Public speaking tips from TED - Visualized summary
 
ChatGPT and the Future of Work - Clark Boyd
ChatGPT and the Future of Work - Clark Boyd ChatGPT and the Future of Work - Clark Boyd
ChatGPT and the Future of Work - Clark Boyd
 
Getting into the tech field. what next
Getting into the tech field. what next Getting into the tech field. what next
Getting into the tech field. what next
 
Google's Just Not That Into You: Understanding Core Updates & Search Intent
Google's Just Not That Into You: Understanding Core Updates & Search IntentGoogle's Just Not That Into You: Understanding Core Updates & Search Intent
Google's Just Not That Into You: Understanding Core Updates & Search Intent
 
How to have difficult conversations
How to have difficult conversations How to have difficult conversations
How to have difficult conversations
 
Introduction to Data Science
Introduction to Data ScienceIntroduction to Data Science
Introduction to Data Science
 
Time Management & Productivity - Best Practices
Time Management & Productivity -  Best PracticesTime Management & Productivity -  Best Practices
Time Management & Productivity - Best Practices
 
The six step guide to practical project management
The six step guide to practical project managementThe six step guide to practical project management
The six step guide to practical project management
 
Beginners Guide to TikTok for Search - Rachel Pearson - We are Tilt __ Bright...
Beginners Guide to TikTok for Search - Rachel Pearson - We are Tilt __ Bright...Beginners Guide to TikTok for Search - Rachel Pearson - We are Tilt __ Bright...
Beginners Guide to TikTok for Search - Rachel Pearson - We are Tilt __ Bright...
 
Unlocking the Power of ChatGPT and AI in Testing - A Real-World Look, present...
Unlocking the Power of ChatGPT and AI in Testing - A Real-World Look, present...Unlocking the Power of ChatGPT and AI in Testing - A Real-World Look, present...
Unlocking the Power of ChatGPT and AI in Testing - A Real-World Look, present...
 
12 Ways to Increase Your Influence at Work
12 Ways to Increase Your Influence at Work12 Ways to Increase Your Influence at Work
12 Ways to Increase Your Influence at Work
 

Tecnicas de Pesquisa em Psicologia 7

  • 2. Desenhos de medidas repetidas  Cada indivíduo participa de cada condição do experimento • Responde a medida da DV em cada condição • Daí a expressão “medidas repetidas”  Também chamado desenho “intrassujeitos” • Todo o experimento é implementado “no âmbito” de cada sujeito
  • 3. Desenhos de medidas repetidas, continuação  Vantagens • Não há necessidade de balancear diferenças individuais entre as condições do experimento • Menos participantes necessários • Conveniente e eficiente • Desenho mais sensível
  • 4. Sensibilidade  Um experimento sensível • Consegue detectar efeitos da VI mesmo quando o efeito é pequeno • A “variação do erro” é reduzida  As mesmas pessoas participam de cada condição  Elimina-se a variabilidade decorrente de diferenças individuais
  • 5. Efeitos da prática  Desvantagem: efeitos da prática • As pessoas mudam quando são testadas repetidamente.  O desempenho pode melhorar com o tempo.  As pessoas podem se entediar ou cansar à medida que aumenta o número de “testes”.  Os efeitos da prática se tornam uma variável de confusão potencial se não forem controlados.
  • 6. Efeitos da prática, continuação  Exemplo • Suponhamos que um pesquisador compare dois métodos diferentes de estudo, A e B.  Condição A: os participantes usam um marcatexto enquanto leem, e depois fazem um teste sobre o material.  Condição B: os participantes leem um texto e criam um teste com perguntas e respostas, e depois fazem um teste sobre o material.
  • 7. Efeitos da prática, continuação • Suponhamos que  Todos os perticipantes passem primeiro pela Condição A e depois pela Condição B  Os resultados indiquem que os escores do teste são maiores na Condição A, em comparação com a Condição B • Confusão da VI com a ordem de apresentação  Não determinar o efeito da VI  Os efeitos da prática (tédio, fadiga) podem explicar o desempenho inferior na Condição B
  • 8. Efeitos da prática, continuação  Balancear efeitos da prática entre as condições. • Contrabalancear a ordem das condições  A metade dos participantes faz a Condição A, depois a B  Os participantes restantes fazem a Condição B, depois a A • Distribuir os efeitos da prática igualmente entre as condições.  Os efeitos da prática não são eliminados.  Balancear, em média, os efeitos da prática entre as condições do experimento.
  • 9. Contrabalancear os efeitos da prática  Dois tipos de desenhos de medidas repetidas • Completo e incompleto • Propósito de cada tipo: contrabalancear os efeitos da prática
  • 10. Desenho de medidas repetidas completo  Balancear os efeitos da prática em cada participante. • Cada participante passa por cada condição várias vezes. • Cada participante forma um “experimento completo”. • Usar ordens diferentes a cada vez • Usar quando cada condição for breve  p.ex., avaliações simples sobre estímulos
  • 11. Desenho completo, continuação  Dois métodos para generalizar ordens de condições • Randomização em bloco • Contrabalanceamento ABBA
  • 12. Desenho completo, continuação  Randomização em bloco • Bloco: todas as condições de uma VI p.ex, 4 condições: A, B, C, D • Gerar uma ordem aleatória do bloco (ACBD) • Participante faz a condição A, depois C, depois B, depois D • Gerar nova ordem aleatória cada vez que o participante concluir as condições do experimento
  • 13. Desenho completo, continuação  Randomização em bloco • Calcula-se a média dos efeitos da prática entre muitas apresentações das condições • Exige muitas apresentações para balancear os efeitos da prática
  • 14. Desenho completo, continuação  Contrabalanceamento ABBA • Apresentar as condições apenas algumas vezes a cada participante • Usar sequência aleatória de condições (p.ex., DACB) • Depois, apresentar oposto da sequência (BCAD) • Repetir com nova sequência aleatória e oposto, etc. • Cada condição tem a mesma quantidade de efeitos da prática.
  • 15. Desenho completo, continuação  Usar contrabalanceamento ABBA somente se os efeitos da prática forem “lineares” • Efeitos lineares da prática  Os participantes mudam do mesmo modo a cada apresentação de uma condição. • Efeitos não-lineares da prática  Os participantes mudam radicalmente com a administração de uma condição (p.ex., “aha”)  Confusão entre efeitos da prática e VI  Usar randomização em bloco
  • 16. Desenho completo, continuação  Não usar contrabalanceamento ABBA quando houver possibilidade de efeitos de antecipação. • Os participantes criam expectativas sobre a próxima condição na sequência. • As respostas podem ser influenciadas pelas expectativas (e não pela VI). • Se houver probabilidade de efeitos de antecipação (p.ex., as condições forem previsíveis), usar randomização em bloco.
  • 17. Desenho de medidas repetidas incompleto  Cada participante passa por cada condição da VI uma vez.  Balancear os efeitos da prática entre os participantes (não dentro).  Regra geral para balancear os efeitos da prática • Cada condição da VI deve aparecer com a mesma frequência em cada posição ordinal (1ª, 2ª, 3ª).
  • 18. Desenho incompleto, continuação  Duas técnicas para balancear os efeitos da prática • Todas as ordens possíveis • Ordens selecionadas
  • 19. Desenho incompleto, continuação  Todas as ordens possíveis • Usar com 4 ou menos condições da VI • 2 condições (A, B) → 2 ordens possíveis: AB, BA  Designar a metade dos participantes aleatoriamente à condição A primeiro, depois B; outra metade: B, depois A • 3 condições (A, B, C) → 6 ordens possíveis  Designar participantes aleatoriamente a uma das seis ordens • 4 condições (A, B, C, D) → 24 ordens possíveis  Necessário pelo menos 1 participante designado aleatoriamente a cada ordem
  • 20. Desenho incompleto, continuação  Ordens selecionadas • Selecionar ordens específicas de condições para balancear efeitos da prática • Dois métodos  Quadrado latino  Ordem inicial aleatória com rotação • Cada condição da VI aparece em cada posição ordinal exatamente uma vez. • Designar cada participante aleatoriamente a uma das ordens de condições.
  • 21. Desenho incompleto, continuação  Quadrado latino (exemplo) 1ª 2ª 3ª 4ª A B D C B C A D C D B A D A C B • Cada condição aparece em cada posição ordinal uma vez para balancear efeitos da prática.
  • 22. Desenho incompleto, continuação  Outra vantagem do quadrado latino 1ª 2ª 3ª 4ª A B D C B C A D C D B A D A C B Cada condição precede e segue outra condição uma vez (e.g., AB e BA, BC e CB)  Isso ajuda a controlar efeitos potenciais da ordem
  • 23. Desenho incompleto, continuação  Ordem inicial aleatória com rotação • Gerar ordem aleatória de condições (ABCD) • Rotação: avançar cada condição uma posição 1ª 2ª 3ª 4ª A B C D B C D A C D A B D A B C  Cada condição aparece em todas as posições ordinais  A ordem das condições não é balanceada
  • 24. Análises de dados para desenhos de medidas repetidas  Os desenhos de medidas repetidas completos tem um passo adicional. • Calcular um escore sumário (p.ex., média) para cada participante em cada condição da VI. • Isso representa o desempenho médio de cada participante em cada condição.
  • 25. O problema da transferência diferencial  Não usar desenhos de medidas repetidas quando houver possibilidade de transferência diferencial. • Os efeitos de uma condição persistem e afetam a experiência dos participantes em condições subsequentes • Usar desenho de grupos independentes
  • 26. Transferência diferencial, continuação • Avaliar se a transferência diferencial é um problema possível ao comparar resultados para desenho de medidas repetidas e desenho de grupos aleatórios • 1ª posição ordinal representa um desenho de grupos aleatórios. 1ª 2ª 3ª 4ª A B D C B C A D C D B A D A C B
  • 27. Comparação entre dois desenhos  Diferenças entre o desenho de medidas repetidas e o desenho de grupos independentes (aleatórios) • Variável independente  Medidas repetidas: cada participante passa por todas as condições da VI  Grupos independentes (aleatórios): cada participante passa por apenas uma condição da VI
  • 28. Comparação entre dois desenhos, continuação • O que é balanceado entre as condições para descartar explicações alternativas para os resultados (confusões)?  Medidas repetidas: efeitos da prática  Grupos independentes: diferenças individuais