SlideShare uma empresa Scribd logo
Edição Nº 106 1
www.reportercapixaba.com
Veja na página 44.
2 www.reportercapixaba.com Edição Nº 106
Edição Nº 106 3
www.reportercapixaba.com
Frédéric Decatoire
Editor
Editorial
Editorial
Expediente
Expediente
MENU
MENU
Desta edição:
Desta edição:
8
8 - Teoria dos três poderes
10
10 - Sapo na água fervendo
14
14 - Joaquim Barata Piassarolo
16
16 - Festa de Cachoeiro
18
18 - Yamaha YZF-R1
22
22 - Cães Chow Chow
24
24 - 22 Anos da Afrodisiaca
26
26 - A história das Armaduras
28
28 - Rolls Royce
30
30 - Helicoptero AH-64 Apache
34
34 - Arma HK-MP5
36
36 - Force on force
38
38 - Avião H.P.42
42
42 - Jacarés e Crocodilos
44
44 - Trajes de Banho
Sem dúvida, esta edição foi a
mais difícil de concluir em mais
de duas décadas como editor
desta publicação. Não por culpa
da conjuntura econômica cada
vez mais delicada na qual se encontra o país, mas
devido a problemas pessoais devastadores. Uma
“brincadeira” de mau gosto transformou-se em um
verdadeiro pesadelo. O “sistema” não hesitou em
passar o rolo compressor e, desculpem-me a ex-
pressão chula, “jogar merda no ventilador”! Afinal,
tinham em mãos uma excelente oportunidade de
mostrar serviço, justificar narrativas e até, talvez
seja paranoia minha, destruir vozes dissidentes, re-
velando “ingenuamente” detalhes para apontar de
forma inequívoca oponentes políticos. O Brasil não
é para amadores. Não é possível dar mais detalhes,
mas quem nos conhece intimamente sabe que foi
criada uma tempestade em um copo de água. Infe-
lizmente, a forma desastrosa e irresponsável com
a qual foi feita a divulgação do caso desencadeou
consequências dramáticas irreversíveis, na minha
opinião totalmente desproporcional à realidade dos
fatos. Mas, como diz a expressão popular: “Deus dá
suas maiores batalhas aos seus maiores guerrei-
ros” e, se a justiça dos homens falha, a justiça divina
nunca falha. Gostaria de agradecer aos inúmeros
amigos que nos deram apoio, destacando o empre-
sário Gilson Rosa, que mais uma vez se mostrou
um ser humano extraordinário, sendo extremamen-
te compreensivo com a situação que engendrou um
enorme atraso na publicação da sua capa. Na vida,
não se deve perguntar por que aconteceu, mas sim
para que aconteceu. Como já dizia há mais de 2.500
anos o famoso filósofo chinês Confúcio: “Para co-
nhecermos os amigos é necessário passar pelo su-
cesso e pela adversidade. No sucesso, verificamos
a quantidade e, na adversidade, a qualidade”. A vida
nos testa para nos ensinar lições valiosas e a supe-
ração nos torna mais resilientes. Desistir não é uma
opção. Nas páginas seguintes, vocês encontrarão
matérias diversificadas que, como sempre, prepara-
mos com muito carinho. Boa leitura e, se Deus per-
mitir, até a próxima edição!
“Os povos que perdem
a liberdade pela força,
pela força haverão
de reconquista-la.
Mas os que perdem a
liberdade por descuido,
estes demorarão muito
a voltar a ser livres.”
Maquiavel
Na última
edição:
Lamentamos
comunicar o
falecimento
de Nicoli e
Pimentel.
Sinceras
condolências
aos amigos e
familiares.
O telefone fixo da Panetto
mudou e não foi feita a
alteração no comercial!
4 www.reportercapixaba.com Edição Nº 106
“Para cada pessoa que
recebe sem trabalhar,
outra pessoa deve
trabalhar sem receber.”
Margaret Thatcher
“No fundo é simples
ser feliz Difícil é ser
tão simples.” Leoni
“A sociedade que
coloca a igualdade à
frente da liberdade irá
terminar sem igualda-
de nem liberdade.”
Milton Friedman
Se quiser saber quem
controla você, é só
observar quem você
não pode criticar.
Voltaire
“Quando a liberdade de
expressão nos é tirada,
logo poderemos ser
levados, como ovelhas,
mudos e silenciosos,
para o abate.”
George Washington
“Nunca confie em
Governo que não
confia em seus
cidadãos com armas.”
Benjamin Franklin
“Viver feliz não é mais
do que viver com ho-
nestidade e retidão.”
Cícero
“Uma mulher precisa de
apenas duas coisas na
vida: um vestido preto e
um homem que a ame.”
Coco Chanel
“No inferno os luga-
res mais quentes são
reservados àqueles que
escolheram a neutralida-
de em tempo de crise.”
Dante Alighieri
“A vida têm destas coisas.”
Joel Pinto.
“A desvantagem do
capitalismo é a desi-
gual distribuição das
riquezas; a vantagem
do socialismo é a
igual distribuição das
misérias.”
Winston Churchill
“As ovelhas podem
até cair na lama
do pecado, mas
somente os porcos
gostam de viver lá.”
Charles Spurgeon
“A covardia é a
mãe da crueldade.”
M. de Montaigne
“Quem num mundo
cheio de perversos
pretende seguir em
tudo os ditames da
bondade, caminha
inevitavelmente para
a própria perdição.”
Maquiavel
Edição Nº 106 5
www.reportercapixaba.com
6 www.reportercapixaba.com Edição Nº 106
“Antes de tudo, esteja armado”
“Todos os profetas armados
venceram, e os desarmados
foram destruídos.”
“Como é perigoso libertar um
povo que prefere a escravidão!”
“São tão simples os homens
e obedecem tanto às
necessidades presentes, que
quem engana encontrará
sempre alguém que se deixa
enganar.”
“A política tem pelo menos duas
caras. A que se expõe aos olhos
do público e a que transita nos
bastidores do poder.”
“A liberdade é o direito de cada um
de buscar a felicidade, desde que
não prejudique os outros.”
“O preço da liberdade é a vigilância
eterna.”
“Nossa liberdade depende da liber-
dade de imprensa, e ela não pode
ser limitada sem ser perdida.”
“Quando as pessoas temem o
governo, isso é tirania.”
“Nenhum homem deve ser privado
do uso de armas adequadas para
a defesa própria e da comunidade.
O direito de portar armas é o direito
que protege todos os outros.”
“Aqueles que transformam suas
armas em arados, passarão a
vida arando para aqueles que têm
armas.”
“A árvore da liberdade deve ser re-
gada de quando em quando com o
sangue dos patriotas e dos tiranos.
É o seu adubo natural.”
Thomas Jefferson
Thomas Jefferson
Maquiavel
Maquiavel
Frases
Frases
de
de
O idiota útil, por defi-
nição, é idiota demais
para saber que é útil e
quem o utiliza.
Olavo de Carvalho
“Tornamo-nos odiados
tanto fazendo o bem
como fazendo o mal.”
Maquiavel
“Maquiavel, fingindo
dar lições aos Prín-
cipes, deu grandes
lições ao povo.”
Rousseau
“Estou firmemente con-
vencido que só se per-
de a liberdade por culpa
da própria fraqueza.”
Mahatma Gandhi
Raramente se perde
qualquer tipo de liberda-
de de uma só vez.
David Hume
“As condutas, assim
como as doenças,
são contagiosas.”
Francis Bacon
(1469 - 1527)
(1743 - 1826)
Edição Nº 106 7
www.reportercapixaba.com
8 www.reportercapixaba.com Edição Nº 106
O problema dos abusos flagrantes que alguns ministros do Su-
premo Tribunal Federal (STF) cometem repetidamente tem sido
motivo de preocupação e controvérsia no cenário político bra-
sileiro. Essa questão, no entanto, pode ser mitigada ou mini-
mizada ao se aplicar o princípio “Em qualquer magistratura, é
indispensável compensar a grandeza do poder pela brevidade
da duração.” atribuído ao pensador político francês Charles de
Secondat, mais conhecido como Barão de Montesquieu.
Montesquieu é conhecido como idealizador da teoria da “sepa-
ração dos poderes” que sustenta que é fundamental garantir a
existência de três poderes independentes e autônomos em uma
democracia saudável: o poder legislativo, o poder executivo e o
poder judiciário. A atribuição deste princípio visa impedir a con-
centração excessiva de poder e, consequentemente, abusos
decorrentes dessa concentração. No caso específico dos minis-
tros do STF, que são nomeados para cargos vitalícios no Brasil,
há um risco de que possam se sentir imunes às consequências
de suas ações, uma vez que não há um período fixo de mandato
e, em teoria, não estão sujeitos às pressões políticas externas
ou ao escrutínio do eleitorado. A aplicação do princípio de Mon-
tesquieu, ao estabelecer mandatos com prazos definidos para
os ministros do STF, poderia contribuir para a redução dos abu-
sos flagrantes com viés político-partidário. Ao criar um sistema
de rotação a cada 10 ou 15 anos e assim uma permanente re-
novação na suprema corte, garantiríamos a independência do
poder judiciário, ao mesmo tempo em que responsabilizamos
seus membros por suas ações, promovendo uma justiça mais
equilibrada e imparcial para o povo brasileiro.
Jair Bolsonaro (PL)
está oficialmente
inelegível até 2030
após uma polêmica
decisão do Tribunal
Superior Eleitoral.
“A injustiça que
se faz a um, é
uma ameaça
que se faz a
todos.”
Montesquieu
O General Marco Edson Gonçal-
ves Dias, nomeado ministro do
Gabinete de Segurança Institu-
cional (GSI) pelo presidente Lula
pediu demissão após divulgação
de novas imagens dos ataques
de 8 de janeiro. Têm muitas coi-
sas esquisitas a serem apuradas.
“A liberdade não
se perde de uma
vez, mas em
fatias, como se
corta um salame.”
Friedrich Hayek
“Liberdade é o
direito de fazer
tudo o que as
leis permitem.”
Montesquieu
“Quando as
pessoas temem
o governo,
isso é tirania.”
T. Jefferson
“Se você fica neutro
em situações de in-
justiça, você escolhe
o lado do opressor.”
Desmond Tutu
“O que me preocu-
pa não é o grito dos
maus, mas o silêncio
dos bons”.
Martin Luther King
Edição Nº 106 9
www.reportercapixaba.com
10 www.reportercapixaba.com Edição Nº 106
Havia uma vez um sapo que pulou em uma panela
com água fria. Inicialmente, ele se sentiu confortá-
vel e relaxado na água fresca. Mas, desconhecido
para o sapo, o fogo foi aceso sob a panela.
A água começou a esquentar lentamente, mas o
sapo não percebeu a mudança gradual de tempe-
ratura. Ele estava tão acostumado e confortável na
água que não sentiu a necessidade de pular para
fora da panela.
Enquanto o fogo continuava a aquecer a água, o
sapo permanecia no mesmo lugar, se acomodando
cada vez mais na água morna. O calor aumentava
gradualmente, mas o sapo ainda não pulava, pen-
sando que estava tudo bem.
Infelizmente, a água estava ficando cada vez mais
quente, e o sapo já estava em um estado de torpor
devido ao aumento gradual da temperatura. Final-
mente, quando a água atingiu o ponto de ebulição,
o sapo não tinha mais energia para pular. Ele esta-
va completamente exaurido e não conseguiu reagir
à mudança extrema de temperatura.
E assim, o sapo acabou morrendo na água ferven-
te. Já era tarde demais, e ele não conseguiu pular
mesmo quando percebeu a ameaça fatal.
Essa história é frequentemente usada como uma
analogia para explicar como as pessoas podem se
acomodar em situações desconfortáveis ou perigo-
sas, sem perceber os sinais sutis de problemas que
se acumulam gradualmente.Assim como o sapo na
água, podemos nos tornar insensíveis às mudan-
ças ao nosso redor e falhar em tomar ações pre-
ventivas para evitar consequências negativas. É um
lembrete para estarmos atentos ao nosso ambiente
e não nos acomodarmos em situações que possam
ser prejudiciais ou potencialmente perigosas.
Sapo na
Água
Fervente
“A imprensa possui
um grande poder em
uma democracia, pois
tem a capacidade de
representar os inte-
resses do povo, mas
também pode traí-los.”
Noam Chomsky
“A manipulação da
informação é um
poderoso meio de
controle e influência
sobre a sociedade.”
Noam Chomsky
“A imprensa é tão
poderosa no seu
papel de construção
de imagem, que pode
fazer um criminoso se
passar por vítima e a
vítima se passar por
criminoso. Se você
não for cuidadoso,
os jornais vão acabar
te fazendo odiar as
pessoas que estão
sendo oprimidas e
adorar as pessoas
que estão levando a
cabo a opressão.”
Malcolm X
“A imprensa brasileira
sempre foi canalha. Eu
acredito que se a im-
prensa brasileira fosse
um pouco melhor po-
deria ter uma influência
realmente maravilhosa
sobre o país.”
Millôr Fernandes
“A imprensa é muito sé-
ria, se você pagar eles
até publicam a verdade.”
Juca Chaves
Antes de comprar
ou vender um carro,
vale a pena conferir
na Zanette Auto Car!
Markin presta serviços
de qualidade na já tra-
dicional Power Som!
“O jornalismo é o primei-
ro rascunho da história.”
Phil Graham
Edição Nº 106 11
www.reportercapixaba.com
12 www.reportercapixaba.com Edição Nº 106
Renato Costalonga está esbanjando alegria
com a formatura em medicina de sua lindíssima
filha Renata Guarçoni Bertoldi.
Rui Douglas Grilo dos Santos, há
30 anos garantindo excelência
como churrasqueiro profissional!
Flagramos no terraço do famoso restaurante
Kiko´s - Beira Rio, o carismático Renato da
Kaxu Diesel e sua bela esposa Rosi.
Celso da Casa da Bicicletas esta
muito orgulhoso com a formatura em
fisioterapia de seu filho João Pedro.
Flávio Souza “Catatau” visitou seu
amigo Bruno na loja Rota Militar.
Pelos rostos sorridentes, ambos
fizeram excelentes negócios!
A equipe do Bom Gosto sempre
com atendimento de primeira!
“Ninguém é
mais odiado do
que aquele que
fala a verdade.”
Platão
Bolsonaro co-
meteu um erro
inocente: jogou
limpo num país
que joga sujo.
Edição Nº 106 13
www.reportercapixaba.com
Hudson do Pet Shop Bicho de Luxo e sua bela família.
Sandra e Fernando Ayub festejaram seus aniversários em grande estilo
com uma maravilhosa festa. Sandra completou 70 anos e Fernando 80!
Os irmãos Luciano e Luiz Nemer,
gente da melhor qualidade!
O Churrasquinho da Ilha oferece um excelente atendimento. O aconchegante espaço, admi-
nistrado pelo jovem e dinâmico Demetrius Quinelato, tem até playground para a criançada!
14 www.reportercapixaba.com Edição Nº 106
Com imensa alegria, anunciamos a chegada de
Joaquim Barata Piassarolo
que veio ao mundo no dia 4 de julho de 2023,
trazendo ainda mais felicidade à família.
Edição Nº 106 15
www.reportercapixaba.com
16 www.reportercapixaba.com Edição Nº 106
Muitos jovens Cachoeirenses são fãs do Vereador
Júnior Corrêa. Eles querem ver a cidade prosperar e
se tornar um lugar melhor para se viver.
O genuíno cowboy capixaba Celsinho Mamedi de Souza em família.
Professora Priscilla e sua
aluna Nayara no desfile da
Escola Dr. Pedro Nolasco
de Teixeira Resende. O parque de exposições ficou lotado, a festa foi uma oportunidade de rever muitos amigos.
A noite flagramos Erivelton da Absoluta
moveis planejados curtindo a festa.
Duda em família esbanjando felicidade no desfile cívico!
Edição Nº 106 17
www.reportercapixaba.com
18 www.reportercapixaba.com Edição Nº 106
Yamaha YZF-R1
A Yamaha YZF-R1 é uma das motoci-
cletas esportivas mais icônicas e acla-
madas do mercado. Desde o seu lan-
çamento em 1998, a R1 tem sido uma
referência em termos de desempenho,
tecnologia e estilo agressivo. A história
da YZF-R1 começou com a missão de
criar uma motocicleta de competição para as
pistas, que também pudesse ser usada nas
ruas. A Yamaha buscou inspiração nas suas
motos de corrida da classe 500cc Grand Prix,
conhecidas pela sua velocidade e agilida-
de. A primeira geração da R1 foi lançada
com um motor de 998cc, quatro cilindros
em linha e tecnologia avançada. Com uma
potência de cerca de 150 cavalos, a R1 se des-
tacava pelo seu desempenho impressionante e
pelo seu design aerodinâmico, que contribuía
para a estabilidade em altas velocidades. Ao longo
dos anos, a Yamaha continuou a aprimorar a YZF-
-R1, introduzindo atualizações significativas em
termos de eletrônica, suspensão e aerodinâmica.
A segunda geração, lançada em 2002, trouxe uma nova ca-
renagem mais agressiva e um motor mais potente, com
172 cavalos de potência. A terceira geração da
R1, lançada em 2004, apresentou um chassi
mais leve, suspensão ajustável e tecnolo-
gias inovadoras, como controle de tração e
freios ABS opcionais. A quarta geração, lança-
da em 2009, trouxe um motor crossplane, que
proporcionava uma entrega de potência suave
e linear. A versão mais recente da YZF-R1 foi
lançada em 2021 e é uma obra-prima da enge-
nharia. Com um motor de 998cc, quatro cilindros,
que produz mais de 200 cavalos de potência, a
R1 oferece uma experiência de pilotagem emo-
cionante. Além disso, possui uma aerodinâmica
refinada, eletrônica avançada, como o controle
de tração e quickshifter, e um sistema de sus-
pensão ajustável para maximizar o desempenho
em diferentes condições.
A Yamaha YZF-R1 é uma motocicleta que combina o
DNA da competição com recursos de ponta, proporcio-
nando aos pilotos uma experiência emocionante e en-
volvente. Seu legado como uma das melhores superes-
portivas do mercado continua a crescer, conquistando
fãs apaixonados em todo o mundo.
Edição Nº 106 19
www.reportercapixaba.com
20 www.reportercapixaba.com Edição Nº 106
Regularização de documentos para veículos
com rapidez e eficiência é no Almir Despachante! Têm super promoções de pneus na Amborr!
Parte da simpática e competente equipe da Disferro Produtos Metalúrgicos.
Flagrante no incrível simulador de
Boeing 737 de Valmir Santos de Freitas
Além da loja física, a JBS peças novas e recondi-
cionadas têm uma loja virtual no Mercado Livre!
Sr. Roque e sua filha Raquel sempre
com muitas novidades na Plast Couro.
Muitas novidades na JR Motos
vale a pena conferir!
PC teve graves problemas de
saúde mas já está melhor e
voltou ao trabalho!
Edição Nº 106 21
www.reportercapixaba.com
22 www.reportercapixaba.com Edição Nº 106
O Chow Chow é uma raça canina que chama a
atenção por sua aparência majestosa e pelagem
densa. O Chow Chow é uma das raças mais
antigas do mundo, remontando a
mais de 2.000 anos na China.
Sua origem exata é incerta,
mas muitos acreditam que
eles descendem de cães
primitivos do Ártico.
Inicialmente, eram
usados como cães
de caça, pastoreio
e tração, bem
como cães de
guarda dos tem-
plos e palácios
chineses. O
Chow Chow
é um cão de
porte médio a
grande, com
uma estrutu-
ra compacta
e musculosa.
Sua cabeça é
larga e arre-
dondada, com
focinho curto
e orelhas
pequenas e
eretas. Sua
característica
mais distin-
tiva é a pe-
lagem densa e abundante, que pode ser nas cores
vermelho, preto, azul, creme ou creme diluído. Seus
olhos são escuros e profundos, transmitindo uma
expressão de seriedade.
Apesar de sua aparência imponente, o Chow
Chow é conhecido por sua nature-
za reservada e independente.
Eles são leais e protetores
com suas famílias, mas
podem ser desconfiados
com estranhos. São
cães calmos e tranquilos,
mas também podem ser
teimosos e exigentes.
É importante socializa-
-los desde filhotes para
que se tornem cães
equilibrados e bem
ajustados. Uma curio-
sidade marcante é que
o Chow Chow possui
a língua azul. Essa
característica é inco-
mum entre os cães e
pode ser explicada
por uma alta concen-
tração de pigmentos
na mucosa oral.
Originalmente, o Chow
Chow era usado como
cão de guarda, mas
também era valorizado
como um companheiro
de confiança, especial-
mente por imperadores
chineses e nobres. Em
termos de comportamento,
o Chow Chow pode se asse-
melhar a um gato. Eles são
limpos e se arrumam como
felinos, além de terem certa
independência e atitude
reservada. Essa raça
possui uma memória
notável, o que significa
que podem lembrar-se
de experiências positivas ou
negativas por um longo período de tempo.
Cães Chow Chow
Edição Nº 106 23
www.reportercapixaba.com
24 www.reportercapixaba.com Edição Nº 106
A renomada Afrodisíaca Salgados comemorou 22 anos
de sucesso em grande estilo.
As festividades ocorreram durante a Festa de Cachoeiro
e foram divididas em três eventos distintos.
Para iniciar, a tradicional Banda 29 de Julho se
apresentou na Afrodisíaca do centro na tarde de 28/06,
contando com a ilustre presença do Cachoeirense
Ausente Nº 1., além de outras ilustres autoridades.
No dia 30/06, Gilson Rosa, o fundador da Afrodisíaca,
celebrou o marco na tradicional festa dos amigos da
praça vermelha.
O ponto culminante das comemorações ocorreu na
noite de 01/07, quando um maravilhoso jantar foi
servido no requintado Diamante Hall. Gilson selecionou
cuidadosamente o cardápio, que foi servido pelo
conceituado Buffet Belas Artes. A cantora Valéria
Rezende e a banda Bambas do Samba animaram a
festa. Muita gente bonita compareceu, e todo mundo se
divertiu muito neste evento memorável!
Edição Nº 106 25
www.reportercapixaba.com
26 www.reportercapixaba.com Edição Nº 106
Desde os tempos antigos, as armaduras
têm sido uma parte fundamental da
história militar.
O uso de armaduras remonta às
civilizações mais antigas, como os
egípcios e os gregos, que criaram
rudimentares proteções corporais
feitas de couro ou metal (séculos
XVI a XII a.C.). Essas primeiras
armaduras evoluíram com os
romanos, que desenvolveram a
famosa lorica segmentada, uma
armadura de placas articuladas
que proporcionava excelente
proteção e mobilidade durante os
séculos III a.C. a V d.C. Durante
a Idade Média (séculos V a XV), as
armaduras se tornaram cada vez mais complexas
e avançadas, com os cavaleiros medievais usando
armaduras de placas completas que cobriam todo
o corpo. No entanto, com o advento das armas de
fogo no século XVII, as armaduras começaram a
declinar, pois não conseguiam resistir aos projéteis
balísticos. Recentemente com os avanços da
tecnologia, tem havido um ressurgimento
das armaduras com o desenvolvimento das
armaduras balísticas modernas. Essas
armaduras, feitas de materiais avançados
como Kevlar, Spectra e cerâmica balística,
oferecem uma proteção eficaz contra armas de
fogo e estilhaços de explosões. Elas são projetadas
para resistir ao impacto e dissipar a energia das
balas, reduzindo o risco de ferimentos graves.
Embora as armaduras balísticas modernas tenham
diferenças significativas em relação às armaduras
históricas, ambas compartilham o objetivo de
proteger o indivíduo em situações de combate. Esse
renascimento das armaduras demonstra a contínua
busca da humanidade por soluções de defesa e a
adaptação às necessidades contemporâneas.
Da Antiguidade aos Tempos Modernos
A História das Armaduras
A História das Armaduras
Edição Nº 106 27
www.reportercapixaba.com
28 www.reportercapixaba.com Edição Nº 106
Fundada no Reino Unido em 1904,
por Charles Rolls e Henry Royce, a
Rolls-Royce Limited rapidamente se
estabeleceu como uma das principais
fabricantes de automóveis de luxo do
mundo.
O primeiro veículo da empresa, o
Rolls-Royce 10 hp, conquistou uma
reputação pela qualidade excepcional e
desempenho notável. No entanto, foi o
lendário Silver Ghost, lançado em 1907,
que consolidou o nome Rolls-Royce
como sinônimo de luxo, confiabilidade e
sofisticação. O Silver Ghost era elegante,
silencioso e incrivelmente suave em
sua condução, estabelecendo um novo
padrão para carros de alto padrão.
Durante a Primeira Guerra Mundial, a
Rolls-Royce se destacou pela produção
de motores aeronáuticos de alta
potência, que equiparam aviões aliados.
Essa experiência no setor de aviação
1926 Rolls-Royce 40/50hp Phantom
1904 Rolls-Royce 10hp
1980 Rolls-Royce
Silver Shadow II 2021 Rolls-Royce Cullinan
2023 Rolls-Royce Spectre
2022 Rolls-Royce Phantom
levou à diversificação da empresa após
a guerra, impulsionando seu sucesso
contínuo.
Na década de 1930, a Rolls-Royce
lançou o Phantom III, equipado com um
motor V12 potente e tecnologicamente
avançado para a época. A empresa
também alcançou grande destaque
com o lançamento do icônico modelo
Phantom II e do lendário Rolls-Royce
Merlin, o motor que impulsionou
aeronaves aliadas durante a Segunda
Guerra Mundial.
Além dos automóveis, a Rolls-Royce
expandiu seu domínio para a produção
de motores a jato e turbinas para a
aviação. Seus motores Rolls-Royce
Trent tornaram-se referência no
setor, alimentando muitas aeronaves
comerciais modernas.
Ao longo dos anos, a Rolls-Royce
continuou a evoluir, combinando tradição
e inovação.
A introdução do Rolls-Royce Phantom
VIII em 2017 trouxe tecnologias
avançadas e um design contemporâneo,
enquanto mantinha o compromisso com
a qualidade e o luxo impecável.
A Rolls-Royce é um símbolo de status
e sofisticação, com uma história rica e
um legado incomparável. Sua busca
pela perfeição e atenção aos detalhes a
tornaram uma das marcas automotivas
mais reverenciadas e desejadas em todo
o mundo.
A história da Rolls-Royce
Edição Nº 106 29
www.reportercapixaba.com
30 www.reportercapixaba.com Edição Nº 106
O helicóptero Apache é uma das aerona-
ves de ataque mais renomadas e avança-
das do mundo. Projetado para operar em
diversas condições e desempenhar uma
ampla gama de missões, o Apache é uma
peça fundamental nas forças armadas de
muitos países. Em 1972, o Exército dos
EUA lançou uma competição para se-
lecionar um novo helicóptero de ataque
capaz de operar tanto durante o dia quan-
to à noite e em todas as condições me-
teorológicas. A Hughes Helicopters, mais
tarde adquirida pela McDonnell Douglas e
subsequentemente pela Boeing, apresen-
tou o AH-64 Apache, que acabou sendo
o vencedor do concurso. A produção em
série do Apache começou em 1982, e a
primeira unidade de combate a receber a
aeronave foi o Exército dos EUAem 1984.
Desde então, o helicóptero Apache tem
sido amplamente utilizado pelos militares
de diversos países ao redor do mundo.
Ao longo dos anos, o Apache passou por
várias atualizações e melhorias para se
manter na vanguarda da tecnologia de
aviação militar.
O Apache é um helicóptero bimotor com
uma configuração de rotor principal e rotor
de cauda.
Aqui estão alguns dados técnicos:
Comprimento: 17,73 metros
Envergadura: 5,23 metros
Altura: 4,97 metros
Peso vazio: Aprox. 5.165 kg
Peso máx. de decolagem: 10.433 kg
Velocidade máxima: 293 km/h
Velocidade de cruzeiro: 260 km/h
Alcance máximo: Mais de 480 km
Alcance com tanques de combustível au-
xiliares: Cerca de 1.900 km
Armamento: um canhão automático M230
de 30 mm e mísseis ar-terra Hellfire, mís-
seis ar-ar Stinger, foguetes Hydra 70 mm
e bombas de uso geral.
Tripulação: Dois (piloto e co-piloto/gunner)
O Apache é equipado com uma série de
sistemas eletrônicos avançados que per-
mitem que a aeronave opere efetivamente
em ambientes hostis e desafiadores.Além
disso, possui proteção balística e contra
ameaças químicas, biológicas, radiológi-
cas e nucleares. Possui capacidade de
realizar manobras em baixa altitude, o
que lhe confere uma vantagem tática sig-
nificativa em ambientes urbanos e monta-
nhosos. Foram produzidos mais de 2.000
helicópterosApache desde o início da pro-
dução. O modelo mais recente em serviço
é o AH-64E Apache Guardian, que incor-
pora atualizações tecnológicas e vários
aprimoramentos em relação às versões
anteriores.
AH-64 Apache
AH-64 Apache
Edição Nº 106 31
www.reportercapixaba.com
32 www.reportercapixaba.com Edição Nº 106
Suely e seu pai, Sr. Santuchi que
comemorou 94 anos dia 30/07
O carismático casal Valéria e Márcio Dillen.
Filho do casal Giovane e Camila (Uni-
verso do Campo), o jovem João Pedro
vai festejar seu aniversário de 9 anos
no dia 25 de setembro! Esta foto é do
ano passado, o tempo passa rápido!
Pantera e João Fardim marcaram pre-
sença na tradicional festa dos amigos
da praça vermelha!
Além de toda linha de materiais de
construção, a Dida oferece uma ampla
seleção de ferramentas de qualidade com
excelentes preços e entrega super rápida!
Parabéns ao jovem Erick que comple-
tou 14 anos! Ele é filho do talentoso
Eliomar da Banda Art e Vozz
Lucindo Vilela e sua esposa aguardam
o nascimento de Lorenzo em outubro!
Cliente feliz é na Renatinha Motos!
Edição Nº 106 33
www.reportercapixaba.com
34 www.reportercapixaba.com Edição Nº 106
MP5K
com carregador de 20 tiros
MP5A3 com carregador de 30 tiros
MP5SD
MP5
HK UMP
Considerada uma das melhores submetralhadoras do mundo, a HK MP5
foi desenvolvida pela renomada fabricante de armas alemã Heckler
& Koch em 1964. Em 1980, a MP5 ficou famosa quando as forças
especiais britânicas do SAS invadiram a Embaixada do
Irã em Londres durante a Operação Nimrod, resgatando
reféns de terroristas, um evento transmitido ao vivo na
televisão. Com um design compacto e ergonômico, a MP5 oferece alta
taxa de disparo, recuo reduzido e impressionante precisão. Sua versatilidade permite
seu uso em várias situações e, após quase 60 anos de serviço, continua sendo
empregada por forças especiais e policiais em mais de 50 países, inclusive no Brasil.
Existem mais de 100 variantes da HK MP5, a maioria no calibre 9mm Parabellum,
mas entre 1992 e 2000 foram produzidos modelos nos calibres .40S&W e 10mm
Auto. Um dos elementos que contribuíram para o sucesso da MP5 é seu mecanismo
de blowback retardado por rolo, sistema oriundo dos protótipos de fuzil de assalto
StG45 desenvolvido pela Mauser no final da Segunda Guerra
Mundial, também empregado nos fuzis HK G3, entre outros.
Em 1999, a Heckler
& Koch apresentou
a UMP, projetada
para ser a sucessora
da MP5, mas mesmo sendo mais cara, a
MP5 continuou sendo mais bem-sucedida
comercialmente que a UMP.
MP5
Edição Nº 106 35
www.reportercapixaba.com
36 www.reportercapixaba.com Edição Nº 106
De Chapecó/SC para o Brasil, o engenheiro Rodrigo Garcia
desenvolveu acessórios perfeitos para turbinar máquinas
de recarga de munição e comercializa bumpers, extensores
para carregadores, material didático e decoração 3D, Snap-
caps, case gauge, tamboreador e muito mais para atiradores
desportivos. Tudo chega pelos correios ou transportadora de
forma rápida, discreta e segura.
Alex e Nill
supressores,
são dois
jogadores
experientes
do Team
Operacionais
Airsoft.
Nos finais de
semana eles
gostam de jo-
gar, simulan-
do operações
em diversos
ambientes.
O treinamento Force on Force é uma modalidade que simu-
la situações reais de confronto, utilizando armas de airsoft
que disparam projéteis não letais. Nesse tipo de treinamento,
os participantes enfrentam cenários desafiadores, onde pre-
cisam aplicar técnicas de combate, estratégia e tomada de
decisão em tempo real. O uso de armas de airsoft permite
que os operadores sintam a pressão e as consequências de
suas ações, proporcionando uma experiência imersiva e rela-
tivamente realista. Essa abordagem de treinamento permite
identificar pontos fortes e áreas de melhoria, preparando os
operadores de armas de fogo a ter maior confiança e eficácia
e ter maiores chances de sobreviver em situações reais.
FORCE ON FORCE
FORCE ON FORCE
O Deputado Estadual capixaba Wellington Callegari (PL) foi
em Brasília (DF) e aproveitou para ter uma reunião com o
Deputado Federal sul-mato-grossense Marcos Pollon (PL).
Edição Nº 106 37
www.reportercapixaba.com
38 www.reportercapixaba.com Edição Nº 106
Apesar do seu desenho pouco consensual, o H.P.42 foi um notável avião comercial primitivo
que obteve tremendo sucesso em seu tempo. Projetado e fabricado pela Handley Page,
esse modelo foi introduzido em 1931 nas rotas europeias e de longa distância, conectando
Inglaterra ao Médio Oriente, e se tornou uma emblemática aeronave da Imperial Airways.
Com uma envergadura notável, quase semelhante ao atual Boeing 767, o H.P.42 possuía
uma peculiaridade técnica essencial para a época: a capacidade de aterrar a baixa velo-
cidade em terrenos curtos e pouco preparados. Essa característica, juntamente com sua
robustez estrutural, permitia operações em aeroportos com infraestrutura limitada.
O modelo foi pioneiro em diversas frentes, sendo o maior avião comercial do mundo em sua
época de lançamento. Com capacidade para transportar passageiros e cargas, o H.P.42
acumulou, nos anos seguintes, cerca de 10 milhões de milhas voadas ao serviço da Impe-
rial Airways, proporcionando viagens de longo curso com conforto e confiabilidade.
Uma particularidade notável era o hábito de batizar cada aeronave com nomes da História
e da mitologia grega e romana, o que adicionava um toque de personalidade à frota: Hera-
cles, Hannibal, Horsa, Hanno, Helena, Horatius, Hengist, entre outros.
Esse icônico avião comercial, com histórico de voo praticamente isento de acidentes fa-
tais, chegou ao fim de sua operação em 1939. Nesse período, opções mais avançadas e
competentes começavam a surgir, oferecendo maior velocidade, autonomia e capacidade
de carga. Entretanto, mesmo após sua aposentadoria, a memória do H.P.42 persiste entre
entusiastas e empresas, que nutrem uma forte vontade de construir réplicas voadoras, tra-
zendo de volta aos céus a silhueta inconfundível desse avião lendário que desempenhou
um papel fundamental no desenvolvimento da aviação comercial.
H.P.42
Edição Nº 106 39
www.reportercapixaba.com
Antônio Sobreira Amaral Neto (no centro de camisa preta) é o novo presidente da Federação Espirito Santense de Tiro Prático (FESTP).
O casal Victor e Vanessa treinado no CTCI.
A equipe de atiradores do Clube de Tiro de Cachoeiro de Itapemirim (CTCI) fez
bonito na 3ª Etapa do Campeonato Capixaba de IPSC Handgun que aconteceu
no Guns Club em São Mateus. Parabéns aos organizadores pela competição de
alto nível. Foram 145 disparos mínimos + Cronográfo em 8 pistas desafiadores!
40 www.reportercapixaba.com Edição Nº 106
Parte da simpática equipe da TOP Motos no bairro BNH!
Flagrante no aconchegante Bar das Meninas (anexo ao Posto Alvorada)
Baixinho agora têm a
melhor profissão do
mundo: aposentado.
Impressão de qualidade é na Gracal!
Levy corta os cabelos no Salão Bastos!
Liderada pelo experiente Piupiu, a Servintec garante serviços de alta qualidade!
A Mil e Uma Variedades é administrada com muita com-
petência pelo casal Barbara Lougon e Edson Queiroz
Na D’Alexandre Veículos, você pode
encontrar o veículo dos seus sonhos.
Michele e seu filho caçula
visitaram a Western Brasil.
Edição Nº 106 41
www.reportercapixaba.com
O simpático casal Wilson e Flávia da
conceituada loja Casa Rural em recen-
te passeio em Vargem Alta.
Cartuchos para impressoras com qualida-
de e bom preço é no Rei dos Cartuchos!
A conceituada Brunin Motos comemora 15 anos no mercado com muitas novidades!
Deocleciano Andrade, Nelsinho Som Car e Ricardo Parajara em
recente evento social. O Lions Clube esta de luto: Deocleciano,
Soraia e Adélia que foram vítimas de trágico acidente de carro.
Os melhores carros nas
melhores condições é com
Valmi na Castro Veículos!
O campeão
de Motocross
Beto Barone foi
merecidamente
agraciado pela
Comenda do
Mérito Esportivo
José de Anchieta
Fontana na
assembleia
Legislativa
do estado do
Espírito Santo!
O carismático Ricardo Gobbi é apaixo-
nado por fotografia e fez maravilhosos
registros da festas de aniversário de
seus amigos Sandra e Fernando Ayub!
Todo o charme e a
simpatia de Nádia e sua
filha Pamella em recente
evento social.
42 www.reportercapixaba.com Edição Nº 106
Na capotaria do Marcão e Marlon, pai
e filho trabalham juntos para atender a
família de seus clientes com excelência!
Flagramos o caris-
mático Sr. Vander
Tavares, gerente
aposentado da
CVC no centro de
Cachoeiro
O Sr. Victório da
Comefi gostou da
revista Repórter
Capixaba!
Têm os melhores e mais modernos acessórios na Panetto!
Gerson da Disk
Serviços resolve
qualquer pepino na
sua casa!
Fabrício Camargo e seus filhos no dia dos pais!
Diferenças entre
Crocodilos e Jacarés
Edição Nº 106 43
www.reportercapixaba.com
44 www.reportercapixaba.com Edição Nº 106
Os trajes de banho para praia passaram por mu-
danças significativas ao longo dos anos, refletin-
do a transformação da sociedade e a busca por li-
berdade e diversidade. Antigamente, os trajes de
banho eram grandes e cobriam bastante o corpo
para proteger do sol e da água. No século XX, os
trajes de banho se tornaram mais ajustados, sur-
gindo o famoso maiô feminino. Nos anos 1940,
o biquíni foi introduzido, causando polêmica por
expor mais o corpo, mas se tornou popular com o
tempo. Atualmente, há uma grande variedade de
estilos de trajes de banho, como biquínis, maiôs,
tankinis e monokinis, além das saídas de praia.
Os trajes de banho também se tornaram uma for-
ma de expressão pessoal, com diferentes estam-
pas, cores e cortes que refletem a individualidade
de cada um. A evolução dos trajes de banho para
praia mostra como a sociedade mudou ao longo
do tempo, buscando liberdade e autenticidade na
maneira de se vestir na praia.
A Evolução dos Trajes de Banho
A Evolução dos Trajes de Banho
Edição Nº 106 45
www.reportercapixaba.com
46 www.reportercapixaba.com Edição Nº 106
Na oficina Pedrinho Motos, há atendimento de primeira e
serviços de qualidade, com a garantia de quem tem mais
de 30 anos de experiência no ramo motociclístico!
O Sr. Olavo Vinhas comemorou as suas
97 primaveras cercado pelo carinho da
família. Ele é avô da Wivia da Serwi.
“Jornalistas não podem
servir a dois senhores.
Na medida em que
assumem a tarefa de
suprimir informações
ou morder a língua em
prol de alguma agenda
política, estão traindo
a confiança do público
e corrompendo sua
própria profissão.”
Thomas Sowell
Parte da competente e carismática equipe da Kaxu Diesel!
A conceituada loja Motocas, liderada pelo nosso parceiro Romildo Casteglione, comemorou 19 anos
de sucesso com um delicioso e animado café da manhã neste último sábado, 09 de novembro.
“Os conservadores
precisam urgentemente
entender que não adian-
ta ter razão e não ter
atitude. Estar certo em
bolhas digitais, enquanto
os “errados” moldam o
mundo, é só ser cozido
como sapo na água
quente. É preciso que
os indivíduos de bem te-
nham a mesma ousadia
dos canalhas.”
Fabricio Rebelo
Edição Nº 106 47
www.reportercapixaba.com
48 www.reportercapixaba.com Edição Nº 106

Mais conteúdo relacionado

Semelhante a Repórter Capixaba 106.pdf

Do contrato social jean jacques rousseau
Do contrato social   jean jacques rousseauDo contrato social   jean jacques rousseau
Do contrato social jean jacques rousseau
AndreRodrigues89
 
Palestra_Para Vida pessoal e profissional
Palestra_Para Vida pessoal e profissionalPalestra_Para Vida pessoal e profissional
Palestra_Para Vida pessoal e profissional
Valerio
 
Carta yuri bezmenov
Carta yuri bezmenovCarta yuri bezmenov
Carta yuri bezmenov
Nelson Pereira
 
Reporter capixaba 82
Reporter capixaba 82Reporter capixaba 82
Reporter capixaba 82
Frédéric Decatoire
 
Repórter Capixaba 82
Repórter Capixaba 82Repórter Capixaba 82
Repórter Capixaba 82
Frédéric Decatoire
 
Reporter capixaba 82
Reporter capixaba 82Reporter capixaba 82
Reporter capixaba 82
Frédéric Decatoire
 
Reporter capixaba 84
Reporter capixaba 84Reporter capixaba 84
Reporter capixaba 84
Frédéric Decatoire
 
Reporter capixaba 84
Reporter capixaba 84Reporter capixaba 84
Reporter capixaba 84
Frédéric Decatoire
 
Teoria do caos - Robert P. Murphy
Teoria do caos - Robert P. MurphyTeoria do caos - Robert P. Murphy
Teoria do caos - Robert P. Murphy
Juliana R
 
Reporter Capixaba 97.pdf
Reporter Capixaba 97.pdfReporter Capixaba 97.pdf
Reporter Capixaba 97.pdf
Frédéric Decatoire
 
Maquiavel e a Liderança Moderna - Capítulo IV
Maquiavel e a Liderança Moderna - Capítulo IVMaquiavel e a Liderança Moderna - Capítulo IV
Maquiavel e a Liderança Moderna - Capítulo IV
Adm Unime
 
Revista cachoeiro rc89
Revista cachoeiro rc89Revista cachoeiro rc89
Revista cachoeiro rc89
Frédéric Decatoire
 
0201
02010201
0201
02010201
0201
boasnovas
 
Aula 2 [1-2022-filo] - Contratualistas
Aula 2 [1-2022-filo] - ContratualistasAula 2 [1-2022-filo] - Contratualistas
Aula 2 [1-2022-filo] - Contratualistas
Gerson Coppes
 
Caderno diário A Revolução Francesa 1314
Caderno diário A Revolução Francesa 1314Caderno diário A Revolução Francesa 1314
Caderno diário A Revolução Francesa 1314
Laboratório de História
 
Caderno diário a filosofia das luzes 1314
Caderno diário a filosofia das luzes 1314Caderno diário a filosofia das luzes 1314
Caderno diário a filosofia das luzes 1314
Laboratório de História
 
0206
02060206
José Saramago
José SaramagoJosé Saramago
José Saramago
acheiotexto
 
A
AA

Semelhante a Repórter Capixaba 106.pdf (20)

Do contrato social jean jacques rousseau
Do contrato social   jean jacques rousseauDo contrato social   jean jacques rousseau
Do contrato social jean jacques rousseau
 
Palestra_Para Vida pessoal e profissional
Palestra_Para Vida pessoal e profissionalPalestra_Para Vida pessoal e profissional
Palestra_Para Vida pessoal e profissional
 
Carta yuri bezmenov
Carta yuri bezmenovCarta yuri bezmenov
Carta yuri bezmenov
 
Reporter capixaba 82
Reporter capixaba 82Reporter capixaba 82
Reporter capixaba 82
 
Repórter Capixaba 82
Repórter Capixaba 82Repórter Capixaba 82
Repórter Capixaba 82
 
Reporter capixaba 82
Reporter capixaba 82Reporter capixaba 82
Reporter capixaba 82
 
Reporter capixaba 84
Reporter capixaba 84Reporter capixaba 84
Reporter capixaba 84
 
Reporter capixaba 84
Reporter capixaba 84Reporter capixaba 84
Reporter capixaba 84
 
Teoria do caos - Robert P. Murphy
Teoria do caos - Robert P. MurphyTeoria do caos - Robert P. Murphy
Teoria do caos - Robert P. Murphy
 
Reporter Capixaba 97.pdf
Reporter Capixaba 97.pdfReporter Capixaba 97.pdf
Reporter Capixaba 97.pdf
 
Maquiavel e a Liderança Moderna - Capítulo IV
Maquiavel e a Liderança Moderna - Capítulo IVMaquiavel e a Liderança Moderna - Capítulo IV
Maquiavel e a Liderança Moderna - Capítulo IV
 
Revista cachoeiro rc89
Revista cachoeiro rc89Revista cachoeiro rc89
Revista cachoeiro rc89
 
0201
02010201
0201
 
0201
02010201
0201
 
Aula 2 [1-2022-filo] - Contratualistas
Aula 2 [1-2022-filo] - ContratualistasAula 2 [1-2022-filo] - Contratualistas
Aula 2 [1-2022-filo] - Contratualistas
 
Caderno diário A Revolução Francesa 1314
Caderno diário A Revolução Francesa 1314Caderno diário A Revolução Francesa 1314
Caderno diário A Revolução Francesa 1314
 
Caderno diário a filosofia das luzes 1314
Caderno diário a filosofia das luzes 1314Caderno diário a filosofia das luzes 1314
Caderno diário a filosofia das luzes 1314
 
0206
02060206
0206
 
José Saramago
José SaramagoJosé Saramago
José Saramago
 
A
AA
A
 

Mais de Frédéric Decatoire

Repórter Capixaba 104 - Cachoeiro.pdf
Repórter Capixaba 104 - Cachoeiro.pdfRepórter Capixaba 104 - Cachoeiro.pdf
Repórter Capixaba 104 - Cachoeiro.pdf
Frédéric Decatoire
 
Repórter Capixaba 103.pdf
Repórter Capixaba 103.pdfRepórter Capixaba 103.pdf
Repórter Capixaba 103.pdf
Frédéric Decatoire
 
Repórter Capixaba 102.pdf
Repórter Capixaba 102.pdfRepórter Capixaba 102.pdf
Repórter Capixaba 102.pdf
Frédéric Decatoire
 
Repórter Capixaba 100 - Revista Cachoeiro.pdf
Repórter Capixaba 100 - Revista Cachoeiro.pdfRepórter Capixaba 100 - Revista Cachoeiro.pdf
Repórter Capixaba 100 - Revista Cachoeiro.pdf
Frédéric Decatoire
 
Reporter Capixaba 98.pdf
Reporter Capixaba 98.pdfReporter Capixaba 98.pdf
Reporter Capixaba 98.pdf
Frédéric Decatoire
 
Repórter Capixaba 94.pdf
Repórter Capixaba 94.pdfRepórter Capixaba 94.pdf
Repórter Capixaba 94.pdf
Frédéric Decatoire
 
Repórter Capixaba 99 - Revista Cachoeiro de Itapemirim.pdf
Repórter Capixaba 99 - Revista Cachoeiro de Itapemirim.pdfRepórter Capixaba 99 - Revista Cachoeiro de Itapemirim.pdf
Repórter Capixaba 99 - Revista Cachoeiro de Itapemirim.pdf
Frédéric Decatoire
 
Reporter Capixaba 96.pdf
Reporter Capixaba 96.pdfReporter Capixaba 96.pdf
Reporter Capixaba 96.pdf
Frédéric Decatoire
 
Reporter Capixaba 101 - Revista de Cachoeiro.pdf
Reporter Capixaba 101 - Revista de Cachoeiro.pdfReporter Capixaba 101 - Revista de Cachoeiro.pdf
Reporter Capixaba 101 - Revista de Cachoeiro.pdf
Frédéric Decatoire
 
Reporter Capixaba 91.pdf
Reporter Capixaba 91.pdfReporter Capixaba 91.pdf
Reporter Capixaba 91.pdf
Frédéric Decatoire
 
Repórter Capixaba 93.pdf
Repórter Capixaba 93.pdfRepórter Capixaba 93.pdf
Repórter Capixaba 93.pdf
Frédéric Decatoire
 
Repórter Capixaba 90.pdf
Repórter Capixaba 90.pdfRepórter Capixaba 90.pdf
Repórter Capixaba 90.pdf
Frédéric Decatoire
 
Revista cachoeiro rc88
Revista cachoeiro rc88Revista cachoeiro rc88
Revista cachoeiro rc88
Frédéric Decatoire
 
Revista cachoeiro rc87
Revista cachoeiro rc87Revista cachoeiro rc87
Revista cachoeiro rc87
Frédéric Decatoire
 
Revista cachoeiro rc86
Revista cachoeiro rc86Revista cachoeiro rc86
Revista cachoeiro rc86
Frédéric Decatoire
 
Revista cachoeiro rc85
Revista cachoeiro rc85Revista cachoeiro rc85
Revista cachoeiro rc85
Frédéric Decatoire
 
Revista cachoeiro rc84
Revista cachoeiro rc84Revista cachoeiro rc84
Revista cachoeiro rc84
Frédéric Decatoire
 
Revista cachoeiro rc83
Revista cachoeiro rc83Revista cachoeiro rc83
Revista cachoeiro rc83
Frédéric Decatoire
 
Revista cachoeiro rc82
Revista cachoeiro rc82Revista cachoeiro rc82
Revista cachoeiro rc82
Frédéric Decatoire
 
Revista cachoeiro rc81
Revista cachoeiro rc81Revista cachoeiro rc81
Revista cachoeiro rc81
Frédéric Decatoire
 

Mais de Frédéric Decatoire (20)

Repórter Capixaba 104 - Cachoeiro.pdf
Repórter Capixaba 104 - Cachoeiro.pdfRepórter Capixaba 104 - Cachoeiro.pdf
Repórter Capixaba 104 - Cachoeiro.pdf
 
Repórter Capixaba 103.pdf
Repórter Capixaba 103.pdfRepórter Capixaba 103.pdf
Repórter Capixaba 103.pdf
 
Repórter Capixaba 102.pdf
Repórter Capixaba 102.pdfRepórter Capixaba 102.pdf
Repórter Capixaba 102.pdf
 
Repórter Capixaba 100 - Revista Cachoeiro.pdf
Repórter Capixaba 100 - Revista Cachoeiro.pdfRepórter Capixaba 100 - Revista Cachoeiro.pdf
Repórter Capixaba 100 - Revista Cachoeiro.pdf
 
Reporter Capixaba 98.pdf
Reporter Capixaba 98.pdfReporter Capixaba 98.pdf
Reporter Capixaba 98.pdf
 
Repórter Capixaba 94.pdf
Repórter Capixaba 94.pdfRepórter Capixaba 94.pdf
Repórter Capixaba 94.pdf
 
Repórter Capixaba 99 - Revista Cachoeiro de Itapemirim.pdf
Repórter Capixaba 99 - Revista Cachoeiro de Itapemirim.pdfRepórter Capixaba 99 - Revista Cachoeiro de Itapemirim.pdf
Repórter Capixaba 99 - Revista Cachoeiro de Itapemirim.pdf
 
Reporter Capixaba 96.pdf
Reporter Capixaba 96.pdfReporter Capixaba 96.pdf
Reporter Capixaba 96.pdf
 
Reporter Capixaba 101 - Revista de Cachoeiro.pdf
Reporter Capixaba 101 - Revista de Cachoeiro.pdfReporter Capixaba 101 - Revista de Cachoeiro.pdf
Reporter Capixaba 101 - Revista de Cachoeiro.pdf
 
Reporter Capixaba 91.pdf
Reporter Capixaba 91.pdfReporter Capixaba 91.pdf
Reporter Capixaba 91.pdf
 
Repórter Capixaba 93.pdf
Repórter Capixaba 93.pdfRepórter Capixaba 93.pdf
Repórter Capixaba 93.pdf
 
Repórter Capixaba 90.pdf
Repórter Capixaba 90.pdfRepórter Capixaba 90.pdf
Repórter Capixaba 90.pdf
 
Revista cachoeiro rc88
Revista cachoeiro rc88Revista cachoeiro rc88
Revista cachoeiro rc88
 
Revista cachoeiro rc87
Revista cachoeiro rc87Revista cachoeiro rc87
Revista cachoeiro rc87
 
Revista cachoeiro rc86
Revista cachoeiro rc86Revista cachoeiro rc86
Revista cachoeiro rc86
 
Revista cachoeiro rc85
Revista cachoeiro rc85Revista cachoeiro rc85
Revista cachoeiro rc85
 
Revista cachoeiro rc84
Revista cachoeiro rc84Revista cachoeiro rc84
Revista cachoeiro rc84
 
Revista cachoeiro rc83
Revista cachoeiro rc83Revista cachoeiro rc83
Revista cachoeiro rc83
 
Revista cachoeiro rc82
Revista cachoeiro rc82Revista cachoeiro rc82
Revista cachoeiro rc82
 
Revista cachoeiro rc81
Revista cachoeiro rc81Revista cachoeiro rc81
Revista cachoeiro rc81
 

Último

Foi por amor.pptx xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx
Foi por amor.pptx xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxFoi por amor.pptx xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx
Foi por amor.pptx xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx
lindalva da cruz
 
7 - Gerenciamento e Economia de Sistemas de Operações Logísticas.pdf
7 - Gerenciamento e Economia de Sistemas de Operações Logísticas.pdf7 - Gerenciamento e Economia de Sistemas de Operações Logísticas.pdf
7 - Gerenciamento e Economia de Sistemas de Operações Logísticas.pdf
InsttLcioEvangelista
 
Introduction to EFFECTUATION concepts and applications
Introduction to EFFECTUATION concepts and applicationsIntroduction to EFFECTUATION concepts and applications
Introduction to EFFECTUATION concepts and applications
João de Paula Ribeiro Neto
 
A ADEQUAÇÃO À LGPD DA UNIVERSIDADE UNIVAZADA: UM ESTUDO DE CASO FICTÍCIO DE U...
A ADEQUAÇÃO À LGPD DA UNIVERSIDADE UNIVAZADA: UM ESTUDO DE CASO FICTÍCIO DE U...A ADEQUAÇÃO À LGPD DA UNIVERSIDADE UNIVAZADA: UM ESTUDO DE CASO FICTÍCIO DE U...
A ADEQUAÇÃO À LGPD DA UNIVERSIDADE UNIVAZADA: UM ESTUDO DE CASO FICTÍCIO DE U...
Paulo Emerson Pereira
 
Estudo de caso apresenta ao Projeto Integrado Multidisciplinar - TCC
Estudo de caso apresenta ao Projeto Integrado Multidisciplinar - TCCEstudo de caso apresenta ao Projeto Integrado Multidisciplinar - TCC
Estudo de caso apresenta ao Projeto Integrado Multidisciplinar - TCC
Paulo Emerson Pereira
 
RESTAURANT MANORA HOTEL SINDBAD HAMMAMET
RESTAURANT MANORA HOTEL SINDBAD HAMMAMETRESTAURANT MANORA HOTEL SINDBAD HAMMAMET
RESTAURANT MANORA HOTEL SINDBAD HAMMAMET
rihabkorbi24
 

Último (6)

Foi por amor.pptx xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx
Foi por amor.pptx xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxFoi por amor.pptx xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx
Foi por amor.pptx xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx
 
7 - Gerenciamento e Economia de Sistemas de Operações Logísticas.pdf
7 - Gerenciamento e Economia de Sistemas de Operações Logísticas.pdf7 - Gerenciamento e Economia de Sistemas de Operações Logísticas.pdf
7 - Gerenciamento e Economia de Sistemas de Operações Logísticas.pdf
 
Introduction to EFFECTUATION concepts and applications
Introduction to EFFECTUATION concepts and applicationsIntroduction to EFFECTUATION concepts and applications
Introduction to EFFECTUATION concepts and applications
 
A ADEQUAÇÃO À LGPD DA UNIVERSIDADE UNIVAZADA: UM ESTUDO DE CASO FICTÍCIO DE U...
A ADEQUAÇÃO À LGPD DA UNIVERSIDADE UNIVAZADA: UM ESTUDO DE CASO FICTÍCIO DE U...A ADEQUAÇÃO À LGPD DA UNIVERSIDADE UNIVAZADA: UM ESTUDO DE CASO FICTÍCIO DE U...
A ADEQUAÇÃO À LGPD DA UNIVERSIDADE UNIVAZADA: UM ESTUDO DE CASO FICTÍCIO DE U...
 
Estudo de caso apresenta ao Projeto Integrado Multidisciplinar - TCC
Estudo de caso apresenta ao Projeto Integrado Multidisciplinar - TCCEstudo de caso apresenta ao Projeto Integrado Multidisciplinar - TCC
Estudo de caso apresenta ao Projeto Integrado Multidisciplinar - TCC
 
RESTAURANT MANORA HOTEL SINDBAD HAMMAMET
RESTAURANT MANORA HOTEL SINDBAD HAMMAMETRESTAURANT MANORA HOTEL SINDBAD HAMMAMET
RESTAURANT MANORA HOTEL SINDBAD HAMMAMET
 

Repórter Capixaba 106.pdf

  • 1. Edição Nº 106 1 www.reportercapixaba.com Veja na página 44.
  • 3. Edição Nº 106 3 www.reportercapixaba.com Frédéric Decatoire Editor Editorial Editorial Expediente Expediente MENU MENU Desta edição: Desta edição: 8 8 - Teoria dos três poderes 10 10 - Sapo na água fervendo 14 14 - Joaquim Barata Piassarolo 16 16 - Festa de Cachoeiro 18 18 - Yamaha YZF-R1 22 22 - Cães Chow Chow 24 24 - 22 Anos da Afrodisiaca 26 26 - A história das Armaduras 28 28 - Rolls Royce 30 30 - Helicoptero AH-64 Apache 34 34 - Arma HK-MP5 36 36 - Force on force 38 38 - Avião H.P.42 42 42 - Jacarés e Crocodilos 44 44 - Trajes de Banho Sem dúvida, esta edição foi a mais difícil de concluir em mais de duas décadas como editor desta publicação. Não por culpa da conjuntura econômica cada vez mais delicada na qual se encontra o país, mas devido a problemas pessoais devastadores. Uma “brincadeira” de mau gosto transformou-se em um verdadeiro pesadelo. O “sistema” não hesitou em passar o rolo compressor e, desculpem-me a ex- pressão chula, “jogar merda no ventilador”! Afinal, tinham em mãos uma excelente oportunidade de mostrar serviço, justificar narrativas e até, talvez seja paranoia minha, destruir vozes dissidentes, re- velando “ingenuamente” detalhes para apontar de forma inequívoca oponentes políticos. O Brasil não é para amadores. Não é possível dar mais detalhes, mas quem nos conhece intimamente sabe que foi criada uma tempestade em um copo de água. Infe- lizmente, a forma desastrosa e irresponsável com a qual foi feita a divulgação do caso desencadeou consequências dramáticas irreversíveis, na minha opinião totalmente desproporcional à realidade dos fatos. Mas, como diz a expressão popular: “Deus dá suas maiores batalhas aos seus maiores guerrei- ros” e, se a justiça dos homens falha, a justiça divina nunca falha. Gostaria de agradecer aos inúmeros amigos que nos deram apoio, destacando o empre- sário Gilson Rosa, que mais uma vez se mostrou um ser humano extraordinário, sendo extremamen- te compreensivo com a situação que engendrou um enorme atraso na publicação da sua capa. Na vida, não se deve perguntar por que aconteceu, mas sim para que aconteceu. Como já dizia há mais de 2.500 anos o famoso filósofo chinês Confúcio: “Para co- nhecermos os amigos é necessário passar pelo su- cesso e pela adversidade. No sucesso, verificamos a quantidade e, na adversidade, a qualidade”. A vida nos testa para nos ensinar lições valiosas e a supe- ração nos torna mais resilientes. Desistir não é uma opção. Nas páginas seguintes, vocês encontrarão matérias diversificadas que, como sempre, prepara- mos com muito carinho. Boa leitura e, se Deus per- mitir, até a próxima edição! “Os povos que perdem a liberdade pela força, pela força haverão de reconquista-la. Mas os que perdem a liberdade por descuido, estes demorarão muito a voltar a ser livres.” Maquiavel Na última edição: Lamentamos comunicar o falecimento de Nicoli e Pimentel. Sinceras condolências aos amigos e familiares. O telefone fixo da Panetto mudou e não foi feita a alteração no comercial!
  • 4. 4 www.reportercapixaba.com Edição Nº 106 “Para cada pessoa que recebe sem trabalhar, outra pessoa deve trabalhar sem receber.” Margaret Thatcher “No fundo é simples ser feliz Difícil é ser tão simples.” Leoni “A sociedade que coloca a igualdade à frente da liberdade irá terminar sem igualda- de nem liberdade.” Milton Friedman Se quiser saber quem controla você, é só observar quem você não pode criticar. Voltaire “Quando a liberdade de expressão nos é tirada, logo poderemos ser levados, como ovelhas, mudos e silenciosos, para o abate.” George Washington “Nunca confie em Governo que não confia em seus cidadãos com armas.” Benjamin Franklin “Viver feliz não é mais do que viver com ho- nestidade e retidão.” Cícero “Uma mulher precisa de apenas duas coisas na vida: um vestido preto e um homem que a ame.” Coco Chanel “No inferno os luga- res mais quentes são reservados àqueles que escolheram a neutralida- de em tempo de crise.” Dante Alighieri “A vida têm destas coisas.” Joel Pinto. “A desvantagem do capitalismo é a desi- gual distribuição das riquezas; a vantagem do socialismo é a igual distribuição das misérias.” Winston Churchill “As ovelhas podem até cair na lama do pecado, mas somente os porcos gostam de viver lá.” Charles Spurgeon “A covardia é a mãe da crueldade.” M. de Montaigne “Quem num mundo cheio de perversos pretende seguir em tudo os ditames da bondade, caminha inevitavelmente para a própria perdição.” Maquiavel
  • 5. Edição Nº 106 5 www.reportercapixaba.com
  • 6. 6 www.reportercapixaba.com Edição Nº 106 “Antes de tudo, esteja armado” “Todos os profetas armados venceram, e os desarmados foram destruídos.” “Como é perigoso libertar um povo que prefere a escravidão!” “São tão simples os homens e obedecem tanto às necessidades presentes, que quem engana encontrará sempre alguém que se deixa enganar.” “A política tem pelo menos duas caras. A que se expõe aos olhos do público e a que transita nos bastidores do poder.” “A liberdade é o direito de cada um de buscar a felicidade, desde que não prejudique os outros.” “O preço da liberdade é a vigilância eterna.” “Nossa liberdade depende da liber- dade de imprensa, e ela não pode ser limitada sem ser perdida.” “Quando as pessoas temem o governo, isso é tirania.” “Nenhum homem deve ser privado do uso de armas adequadas para a defesa própria e da comunidade. O direito de portar armas é o direito que protege todos os outros.” “Aqueles que transformam suas armas em arados, passarão a vida arando para aqueles que têm armas.” “A árvore da liberdade deve ser re- gada de quando em quando com o sangue dos patriotas e dos tiranos. É o seu adubo natural.” Thomas Jefferson Thomas Jefferson Maquiavel Maquiavel Frases Frases de de O idiota útil, por defi- nição, é idiota demais para saber que é útil e quem o utiliza. Olavo de Carvalho “Tornamo-nos odiados tanto fazendo o bem como fazendo o mal.” Maquiavel “Maquiavel, fingindo dar lições aos Prín- cipes, deu grandes lições ao povo.” Rousseau “Estou firmemente con- vencido que só se per- de a liberdade por culpa da própria fraqueza.” Mahatma Gandhi Raramente se perde qualquer tipo de liberda- de de uma só vez. David Hume “As condutas, assim como as doenças, são contagiosas.” Francis Bacon (1469 - 1527) (1743 - 1826)
  • 7. Edição Nº 106 7 www.reportercapixaba.com
  • 8. 8 www.reportercapixaba.com Edição Nº 106 O problema dos abusos flagrantes que alguns ministros do Su- premo Tribunal Federal (STF) cometem repetidamente tem sido motivo de preocupação e controvérsia no cenário político bra- sileiro. Essa questão, no entanto, pode ser mitigada ou mini- mizada ao se aplicar o princípio “Em qualquer magistratura, é indispensável compensar a grandeza do poder pela brevidade da duração.” atribuído ao pensador político francês Charles de Secondat, mais conhecido como Barão de Montesquieu. Montesquieu é conhecido como idealizador da teoria da “sepa- ração dos poderes” que sustenta que é fundamental garantir a existência de três poderes independentes e autônomos em uma democracia saudável: o poder legislativo, o poder executivo e o poder judiciário. A atribuição deste princípio visa impedir a con- centração excessiva de poder e, consequentemente, abusos decorrentes dessa concentração. No caso específico dos minis- tros do STF, que são nomeados para cargos vitalícios no Brasil, há um risco de que possam se sentir imunes às consequências de suas ações, uma vez que não há um período fixo de mandato e, em teoria, não estão sujeitos às pressões políticas externas ou ao escrutínio do eleitorado. A aplicação do princípio de Mon- tesquieu, ao estabelecer mandatos com prazos definidos para os ministros do STF, poderia contribuir para a redução dos abu- sos flagrantes com viés político-partidário. Ao criar um sistema de rotação a cada 10 ou 15 anos e assim uma permanente re- novação na suprema corte, garantiríamos a independência do poder judiciário, ao mesmo tempo em que responsabilizamos seus membros por suas ações, promovendo uma justiça mais equilibrada e imparcial para o povo brasileiro. Jair Bolsonaro (PL) está oficialmente inelegível até 2030 após uma polêmica decisão do Tribunal Superior Eleitoral. “A injustiça que se faz a um, é uma ameaça que se faz a todos.” Montesquieu O General Marco Edson Gonçal- ves Dias, nomeado ministro do Gabinete de Segurança Institu- cional (GSI) pelo presidente Lula pediu demissão após divulgação de novas imagens dos ataques de 8 de janeiro. Têm muitas coi- sas esquisitas a serem apuradas. “A liberdade não se perde de uma vez, mas em fatias, como se corta um salame.” Friedrich Hayek “Liberdade é o direito de fazer tudo o que as leis permitem.” Montesquieu “Quando as pessoas temem o governo, isso é tirania.” T. Jefferson “Se você fica neutro em situações de in- justiça, você escolhe o lado do opressor.” Desmond Tutu “O que me preocu- pa não é o grito dos maus, mas o silêncio dos bons”. Martin Luther King
  • 9. Edição Nº 106 9 www.reportercapixaba.com
  • 10. 10 www.reportercapixaba.com Edição Nº 106 Havia uma vez um sapo que pulou em uma panela com água fria. Inicialmente, ele se sentiu confortá- vel e relaxado na água fresca. Mas, desconhecido para o sapo, o fogo foi aceso sob a panela. A água começou a esquentar lentamente, mas o sapo não percebeu a mudança gradual de tempe- ratura. Ele estava tão acostumado e confortável na água que não sentiu a necessidade de pular para fora da panela. Enquanto o fogo continuava a aquecer a água, o sapo permanecia no mesmo lugar, se acomodando cada vez mais na água morna. O calor aumentava gradualmente, mas o sapo ainda não pulava, pen- sando que estava tudo bem. Infelizmente, a água estava ficando cada vez mais quente, e o sapo já estava em um estado de torpor devido ao aumento gradual da temperatura. Final- mente, quando a água atingiu o ponto de ebulição, o sapo não tinha mais energia para pular. Ele esta- va completamente exaurido e não conseguiu reagir à mudança extrema de temperatura. E assim, o sapo acabou morrendo na água ferven- te. Já era tarde demais, e ele não conseguiu pular mesmo quando percebeu a ameaça fatal. Essa história é frequentemente usada como uma analogia para explicar como as pessoas podem se acomodar em situações desconfortáveis ou perigo- sas, sem perceber os sinais sutis de problemas que se acumulam gradualmente.Assim como o sapo na água, podemos nos tornar insensíveis às mudan- ças ao nosso redor e falhar em tomar ações pre- ventivas para evitar consequências negativas. É um lembrete para estarmos atentos ao nosso ambiente e não nos acomodarmos em situações que possam ser prejudiciais ou potencialmente perigosas. Sapo na Água Fervente “A imprensa possui um grande poder em uma democracia, pois tem a capacidade de representar os inte- resses do povo, mas também pode traí-los.” Noam Chomsky “A manipulação da informação é um poderoso meio de controle e influência sobre a sociedade.” Noam Chomsky “A imprensa é tão poderosa no seu papel de construção de imagem, que pode fazer um criminoso se passar por vítima e a vítima se passar por criminoso. Se você não for cuidadoso, os jornais vão acabar te fazendo odiar as pessoas que estão sendo oprimidas e adorar as pessoas que estão levando a cabo a opressão.” Malcolm X “A imprensa brasileira sempre foi canalha. Eu acredito que se a im- prensa brasileira fosse um pouco melhor po- deria ter uma influência realmente maravilhosa sobre o país.” Millôr Fernandes “A imprensa é muito sé- ria, se você pagar eles até publicam a verdade.” Juca Chaves Antes de comprar ou vender um carro, vale a pena conferir na Zanette Auto Car! Markin presta serviços de qualidade na já tra- dicional Power Som! “O jornalismo é o primei- ro rascunho da história.” Phil Graham
  • 11. Edição Nº 106 11 www.reportercapixaba.com
  • 12. 12 www.reportercapixaba.com Edição Nº 106 Renato Costalonga está esbanjando alegria com a formatura em medicina de sua lindíssima filha Renata Guarçoni Bertoldi. Rui Douglas Grilo dos Santos, há 30 anos garantindo excelência como churrasqueiro profissional! Flagramos no terraço do famoso restaurante Kiko´s - Beira Rio, o carismático Renato da Kaxu Diesel e sua bela esposa Rosi. Celso da Casa da Bicicletas esta muito orgulhoso com a formatura em fisioterapia de seu filho João Pedro. Flávio Souza “Catatau” visitou seu amigo Bruno na loja Rota Militar. Pelos rostos sorridentes, ambos fizeram excelentes negócios! A equipe do Bom Gosto sempre com atendimento de primeira! “Ninguém é mais odiado do que aquele que fala a verdade.” Platão Bolsonaro co- meteu um erro inocente: jogou limpo num país que joga sujo.
  • 13. Edição Nº 106 13 www.reportercapixaba.com Hudson do Pet Shop Bicho de Luxo e sua bela família. Sandra e Fernando Ayub festejaram seus aniversários em grande estilo com uma maravilhosa festa. Sandra completou 70 anos e Fernando 80! Os irmãos Luciano e Luiz Nemer, gente da melhor qualidade! O Churrasquinho da Ilha oferece um excelente atendimento. O aconchegante espaço, admi- nistrado pelo jovem e dinâmico Demetrius Quinelato, tem até playground para a criançada!
  • 14. 14 www.reportercapixaba.com Edição Nº 106 Com imensa alegria, anunciamos a chegada de Joaquim Barata Piassarolo que veio ao mundo no dia 4 de julho de 2023, trazendo ainda mais felicidade à família.
  • 15. Edição Nº 106 15 www.reportercapixaba.com
  • 16. 16 www.reportercapixaba.com Edição Nº 106 Muitos jovens Cachoeirenses são fãs do Vereador Júnior Corrêa. Eles querem ver a cidade prosperar e se tornar um lugar melhor para se viver. O genuíno cowboy capixaba Celsinho Mamedi de Souza em família. Professora Priscilla e sua aluna Nayara no desfile da Escola Dr. Pedro Nolasco de Teixeira Resende. O parque de exposições ficou lotado, a festa foi uma oportunidade de rever muitos amigos. A noite flagramos Erivelton da Absoluta moveis planejados curtindo a festa. Duda em família esbanjando felicidade no desfile cívico!
  • 17. Edição Nº 106 17 www.reportercapixaba.com
  • 18. 18 www.reportercapixaba.com Edição Nº 106 Yamaha YZF-R1 A Yamaha YZF-R1 é uma das motoci- cletas esportivas mais icônicas e acla- madas do mercado. Desde o seu lan- çamento em 1998, a R1 tem sido uma referência em termos de desempenho, tecnologia e estilo agressivo. A história da YZF-R1 começou com a missão de criar uma motocicleta de competição para as pistas, que também pudesse ser usada nas ruas. A Yamaha buscou inspiração nas suas motos de corrida da classe 500cc Grand Prix, conhecidas pela sua velocidade e agilida- de. A primeira geração da R1 foi lançada com um motor de 998cc, quatro cilindros em linha e tecnologia avançada. Com uma potência de cerca de 150 cavalos, a R1 se des- tacava pelo seu desempenho impressionante e pelo seu design aerodinâmico, que contribuía para a estabilidade em altas velocidades. Ao longo dos anos, a Yamaha continuou a aprimorar a YZF- -R1, introduzindo atualizações significativas em termos de eletrônica, suspensão e aerodinâmica. A segunda geração, lançada em 2002, trouxe uma nova ca- renagem mais agressiva e um motor mais potente, com 172 cavalos de potência. A terceira geração da R1, lançada em 2004, apresentou um chassi mais leve, suspensão ajustável e tecnolo- gias inovadoras, como controle de tração e freios ABS opcionais. A quarta geração, lança- da em 2009, trouxe um motor crossplane, que proporcionava uma entrega de potência suave e linear. A versão mais recente da YZF-R1 foi lançada em 2021 e é uma obra-prima da enge- nharia. Com um motor de 998cc, quatro cilindros, que produz mais de 200 cavalos de potência, a R1 oferece uma experiência de pilotagem emo- cionante. Além disso, possui uma aerodinâmica refinada, eletrônica avançada, como o controle de tração e quickshifter, e um sistema de sus- pensão ajustável para maximizar o desempenho em diferentes condições. A Yamaha YZF-R1 é uma motocicleta que combina o DNA da competição com recursos de ponta, proporcio- nando aos pilotos uma experiência emocionante e en- volvente. Seu legado como uma das melhores superes- portivas do mercado continua a crescer, conquistando fãs apaixonados em todo o mundo.
  • 19. Edição Nº 106 19 www.reportercapixaba.com
  • 20. 20 www.reportercapixaba.com Edição Nº 106 Regularização de documentos para veículos com rapidez e eficiência é no Almir Despachante! Têm super promoções de pneus na Amborr! Parte da simpática e competente equipe da Disferro Produtos Metalúrgicos. Flagrante no incrível simulador de Boeing 737 de Valmir Santos de Freitas Além da loja física, a JBS peças novas e recondi- cionadas têm uma loja virtual no Mercado Livre! Sr. Roque e sua filha Raquel sempre com muitas novidades na Plast Couro. Muitas novidades na JR Motos vale a pena conferir! PC teve graves problemas de saúde mas já está melhor e voltou ao trabalho!
  • 21. Edição Nº 106 21 www.reportercapixaba.com
  • 22. 22 www.reportercapixaba.com Edição Nº 106 O Chow Chow é uma raça canina que chama a atenção por sua aparência majestosa e pelagem densa. O Chow Chow é uma das raças mais antigas do mundo, remontando a mais de 2.000 anos na China. Sua origem exata é incerta, mas muitos acreditam que eles descendem de cães primitivos do Ártico. Inicialmente, eram usados como cães de caça, pastoreio e tração, bem como cães de guarda dos tem- plos e palácios chineses. O Chow Chow é um cão de porte médio a grande, com uma estrutu- ra compacta e musculosa. Sua cabeça é larga e arre- dondada, com focinho curto e orelhas pequenas e eretas. Sua característica mais distin- tiva é a pe- lagem densa e abundante, que pode ser nas cores vermelho, preto, azul, creme ou creme diluído. Seus olhos são escuros e profundos, transmitindo uma expressão de seriedade. Apesar de sua aparência imponente, o Chow Chow é conhecido por sua nature- za reservada e independente. Eles são leais e protetores com suas famílias, mas podem ser desconfiados com estranhos. São cães calmos e tranquilos, mas também podem ser teimosos e exigentes. É importante socializa- -los desde filhotes para que se tornem cães equilibrados e bem ajustados. Uma curio- sidade marcante é que o Chow Chow possui a língua azul. Essa característica é inco- mum entre os cães e pode ser explicada por uma alta concen- tração de pigmentos na mucosa oral. Originalmente, o Chow Chow era usado como cão de guarda, mas também era valorizado como um companheiro de confiança, especial- mente por imperadores chineses e nobres. Em termos de comportamento, o Chow Chow pode se asse- melhar a um gato. Eles são limpos e se arrumam como felinos, além de terem certa independência e atitude reservada. Essa raça possui uma memória notável, o que significa que podem lembrar-se de experiências positivas ou negativas por um longo período de tempo. Cães Chow Chow
  • 23. Edição Nº 106 23 www.reportercapixaba.com
  • 24. 24 www.reportercapixaba.com Edição Nº 106 A renomada Afrodisíaca Salgados comemorou 22 anos de sucesso em grande estilo. As festividades ocorreram durante a Festa de Cachoeiro e foram divididas em três eventos distintos. Para iniciar, a tradicional Banda 29 de Julho se apresentou na Afrodisíaca do centro na tarde de 28/06, contando com a ilustre presença do Cachoeirense Ausente Nº 1., além de outras ilustres autoridades. No dia 30/06, Gilson Rosa, o fundador da Afrodisíaca, celebrou o marco na tradicional festa dos amigos da praça vermelha. O ponto culminante das comemorações ocorreu na noite de 01/07, quando um maravilhoso jantar foi servido no requintado Diamante Hall. Gilson selecionou cuidadosamente o cardápio, que foi servido pelo conceituado Buffet Belas Artes. A cantora Valéria Rezende e a banda Bambas do Samba animaram a festa. Muita gente bonita compareceu, e todo mundo se divertiu muito neste evento memorável!
  • 25. Edição Nº 106 25 www.reportercapixaba.com
  • 26. 26 www.reportercapixaba.com Edição Nº 106 Desde os tempos antigos, as armaduras têm sido uma parte fundamental da história militar. O uso de armaduras remonta às civilizações mais antigas, como os egípcios e os gregos, que criaram rudimentares proteções corporais feitas de couro ou metal (séculos XVI a XII a.C.). Essas primeiras armaduras evoluíram com os romanos, que desenvolveram a famosa lorica segmentada, uma armadura de placas articuladas que proporcionava excelente proteção e mobilidade durante os séculos III a.C. a V d.C. Durante a Idade Média (séculos V a XV), as armaduras se tornaram cada vez mais complexas e avançadas, com os cavaleiros medievais usando armaduras de placas completas que cobriam todo o corpo. No entanto, com o advento das armas de fogo no século XVII, as armaduras começaram a declinar, pois não conseguiam resistir aos projéteis balísticos. Recentemente com os avanços da tecnologia, tem havido um ressurgimento das armaduras com o desenvolvimento das armaduras balísticas modernas. Essas armaduras, feitas de materiais avançados como Kevlar, Spectra e cerâmica balística, oferecem uma proteção eficaz contra armas de fogo e estilhaços de explosões. Elas são projetadas para resistir ao impacto e dissipar a energia das balas, reduzindo o risco de ferimentos graves. Embora as armaduras balísticas modernas tenham diferenças significativas em relação às armaduras históricas, ambas compartilham o objetivo de proteger o indivíduo em situações de combate. Esse renascimento das armaduras demonstra a contínua busca da humanidade por soluções de defesa e a adaptação às necessidades contemporâneas. Da Antiguidade aos Tempos Modernos A História das Armaduras A História das Armaduras
  • 27. Edição Nº 106 27 www.reportercapixaba.com
  • 28. 28 www.reportercapixaba.com Edição Nº 106 Fundada no Reino Unido em 1904, por Charles Rolls e Henry Royce, a Rolls-Royce Limited rapidamente se estabeleceu como uma das principais fabricantes de automóveis de luxo do mundo. O primeiro veículo da empresa, o Rolls-Royce 10 hp, conquistou uma reputação pela qualidade excepcional e desempenho notável. No entanto, foi o lendário Silver Ghost, lançado em 1907, que consolidou o nome Rolls-Royce como sinônimo de luxo, confiabilidade e sofisticação. O Silver Ghost era elegante, silencioso e incrivelmente suave em sua condução, estabelecendo um novo padrão para carros de alto padrão. Durante a Primeira Guerra Mundial, a Rolls-Royce se destacou pela produção de motores aeronáuticos de alta potência, que equiparam aviões aliados. Essa experiência no setor de aviação 1926 Rolls-Royce 40/50hp Phantom 1904 Rolls-Royce 10hp 1980 Rolls-Royce Silver Shadow II 2021 Rolls-Royce Cullinan 2023 Rolls-Royce Spectre 2022 Rolls-Royce Phantom levou à diversificação da empresa após a guerra, impulsionando seu sucesso contínuo. Na década de 1930, a Rolls-Royce lançou o Phantom III, equipado com um motor V12 potente e tecnologicamente avançado para a época. A empresa também alcançou grande destaque com o lançamento do icônico modelo Phantom II e do lendário Rolls-Royce Merlin, o motor que impulsionou aeronaves aliadas durante a Segunda Guerra Mundial. Além dos automóveis, a Rolls-Royce expandiu seu domínio para a produção de motores a jato e turbinas para a aviação. Seus motores Rolls-Royce Trent tornaram-se referência no setor, alimentando muitas aeronaves comerciais modernas. Ao longo dos anos, a Rolls-Royce continuou a evoluir, combinando tradição e inovação. A introdução do Rolls-Royce Phantom VIII em 2017 trouxe tecnologias avançadas e um design contemporâneo, enquanto mantinha o compromisso com a qualidade e o luxo impecável. A Rolls-Royce é um símbolo de status e sofisticação, com uma história rica e um legado incomparável. Sua busca pela perfeição e atenção aos detalhes a tornaram uma das marcas automotivas mais reverenciadas e desejadas em todo o mundo. A história da Rolls-Royce
  • 29. Edição Nº 106 29 www.reportercapixaba.com
  • 30. 30 www.reportercapixaba.com Edição Nº 106 O helicóptero Apache é uma das aerona- ves de ataque mais renomadas e avança- das do mundo. Projetado para operar em diversas condições e desempenhar uma ampla gama de missões, o Apache é uma peça fundamental nas forças armadas de muitos países. Em 1972, o Exército dos EUA lançou uma competição para se- lecionar um novo helicóptero de ataque capaz de operar tanto durante o dia quan- to à noite e em todas as condições me- teorológicas. A Hughes Helicopters, mais tarde adquirida pela McDonnell Douglas e subsequentemente pela Boeing, apresen- tou o AH-64 Apache, que acabou sendo o vencedor do concurso. A produção em série do Apache começou em 1982, e a primeira unidade de combate a receber a aeronave foi o Exército dos EUAem 1984. Desde então, o helicóptero Apache tem sido amplamente utilizado pelos militares de diversos países ao redor do mundo. Ao longo dos anos, o Apache passou por várias atualizações e melhorias para se manter na vanguarda da tecnologia de aviação militar. O Apache é um helicóptero bimotor com uma configuração de rotor principal e rotor de cauda. Aqui estão alguns dados técnicos: Comprimento: 17,73 metros Envergadura: 5,23 metros Altura: 4,97 metros Peso vazio: Aprox. 5.165 kg Peso máx. de decolagem: 10.433 kg Velocidade máxima: 293 km/h Velocidade de cruzeiro: 260 km/h Alcance máximo: Mais de 480 km Alcance com tanques de combustível au- xiliares: Cerca de 1.900 km Armamento: um canhão automático M230 de 30 mm e mísseis ar-terra Hellfire, mís- seis ar-ar Stinger, foguetes Hydra 70 mm e bombas de uso geral. Tripulação: Dois (piloto e co-piloto/gunner) O Apache é equipado com uma série de sistemas eletrônicos avançados que per- mitem que a aeronave opere efetivamente em ambientes hostis e desafiadores.Além disso, possui proteção balística e contra ameaças químicas, biológicas, radiológi- cas e nucleares. Possui capacidade de realizar manobras em baixa altitude, o que lhe confere uma vantagem tática sig- nificativa em ambientes urbanos e monta- nhosos. Foram produzidos mais de 2.000 helicópterosApache desde o início da pro- dução. O modelo mais recente em serviço é o AH-64E Apache Guardian, que incor- pora atualizações tecnológicas e vários aprimoramentos em relação às versões anteriores. AH-64 Apache AH-64 Apache
  • 31. Edição Nº 106 31 www.reportercapixaba.com
  • 32. 32 www.reportercapixaba.com Edição Nº 106 Suely e seu pai, Sr. Santuchi que comemorou 94 anos dia 30/07 O carismático casal Valéria e Márcio Dillen. Filho do casal Giovane e Camila (Uni- verso do Campo), o jovem João Pedro vai festejar seu aniversário de 9 anos no dia 25 de setembro! Esta foto é do ano passado, o tempo passa rápido! Pantera e João Fardim marcaram pre- sença na tradicional festa dos amigos da praça vermelha! Além de toda linha de materiais de construção, a Dida oferece uma ampla seleção de ferramentas de qualidade com excelentes preços e entrega super rápida! Parabéns ao jovem Erick que comple- tou 14 anos! Ele é filho do talentoso Eliomar da Banda Art e Vozz Lucindo Vilela e sua esposa aguardam o nascimento de Lorenzo em outubro! Cliente feliz é na Renatinha Motos!
  • 33. Edição Nº 106 33 www.reportercapixaba.com
  • 34. 34 www.reportercapixaba.com Edição Nº 106 MP5K com carregador de 20 tiros MP5A3 com carregador de 30 tiros MP5SD MP5 HK UMP Considerada uma das melhores submetralhadoras do mundo, a HK MP5 foi desenvolvida pela renomada fabricante de armas alemã Heckler & Koch em 1964. Em 1980, a MP5 ficou famosa quando as forças especiais britânicas do SAS invadiram a Embaixada do Irã em Londres durante a Operação Nimrod, resgatando reféns de terroristas, um evento transmitido ao vivo na televisão. Com um design compacto e ergonômico, a MP5 oferece alta taxa de disparo, recuo reduzido e impressionante precisão. Sua versatilidade permite seu uso em várias situações e, após quase 60 anos de serviço, continua sendo empregada por forças especiais e policiais em mais de 50 países, inclusive no Brasil. Existem mais de 100 variantes da HK MP5, a maioria no calibre 9mm Parabellum, mas entre 1992 e 2000 foram produzidos modelos nos calibres .40S&W e 10mm Auto. Um dos elementos que contribuíram para o sucesso da MP5 é seu mecanismo de blowback retardado por rolo, sistema oriundo dos protótipos de fuzil de assalto StG45 desenvolvido pela Mauser no final da Segunda Guerra Mundial, também empregado nos fuzis HK G3, entre outros. Em 1999, a Heckler & Koch apresentou a UMP, projetada para ser a sucessora da MP5, mas mesmo sendo mais cara, a MP5 continuou sendo mais bem-sucedida comercialmente que a UMP. MP5
  • 35. Edição Nº 106 35 www.reportercapixaba.com
  • 36. 36 www.reportercapixaba.com Edição Nº 106 De Chapecó/SC para o Brasil, o engenheiro Rodrigo Garcia desenvolveu acessórios perfeitos para turbinar máquinas de recarga de munição e comercializa bumpers, extensores para carregadores, material didático e decoração 3D, Snap- caps, case gauge, tamboreador e muito mais para atiradores desportivos. Tudo chega pelos correios ou transportadora de forma rápida, discreta e segura. Alex e Nill supressores, são dois jogadores experientes do Team Operacionais Airsoft. Nos finais de semana eles gostam de jo- gar, simulan- do operações em diversos ambientes. O treinamento Force on Force é uma modalidade que simu- la situações reais de confronto, utilizando armas de airsoft que disparam projéteis não letais. Nesse tipo de treinamento, os participantes enfrentam cenários desafiadores, onde pre- cisam aplicar técnicas de combate, estratégia e tomada de decisão em tempo real. O uso de armas de airsoft permite que os operadores sintam a pressão e as consequências de suas ações, proporcionando uma experiência imersiva e rela- tivamente realista. Essa abordagem de treinamento permite identificar pontos fortes e áreas de melhoria, preparando os operadores de armas de fogo a ter maior confiança e eficácia e ter maiores chances de sobreviver em situações reais. FORCE ON FORCE FORCE ON FORCE O Deputado Estadual capixaba Wellington Callegari (PL) foi em Brasília (DF) e aproveitou para ter uma reunião com o Deputado Federal sul-mato-grossense Marcos Pollon (PL).
  • 37. Edição Nº 106 37 www.reportercapixaba.com
  • 38. 38 www.reportercapixaba.com Edição Nº 106 Apesar do seu desenho pouco consensual, o H.P.42 foi um notável avião comercial primitivo que obteve tremendo sucesso em seu tempo. Projetado e fabricado pela Handley Page, esse modelo foi introduzido em 1931 nas rotas europeias e de longa distância, conectando Inglaterra ao Médio Oriente, e se tornou uma emblemática aeronave da Imperial Airways. Com uma envergadura notável, quase semelhante ao atual Boeing 767, o H.P.42 possuía uma peculiaridade técnica essencial para a época: a capacidade de aterrar a baixa velo- cidade em terrenos curtos e pouco preparados. Essa característica, juntamente com sua robustez estrutural, permitia operações em aeroportos com infraestrutura limitada. O modelo foi pioneiro em diversas frentes, sendo o maior avião comercial do mundo em sua época de lançamento. Com capacidade para transportar passageiros e cargas, o H.P.42 acumulou, nos anos seguintes, cerca de 10 milhões de milhas voadas ao serviço da Impe- rial Airways, proporcionando viagens de longo curso com conforto e confiabilidade. Uma particularidade notável era o hábito de batizar cada aeronave com nomes da História e da mitologia grega e romana, o que adicionava um toque de personalidade à frota: Hera- cles, Hannibal, Horsa, Hanno, Helena, Horatius, Hengist, entre outros. Esse icônico avião comercial, com histórico de voo praticamente isento de acidentes fa- tais, chegou ao fim de sua operação em 1939. Nesse período, opções mais avançadas e competentes começavam a surgir, oferecendo maior velocidade, autonomia e capacidade de carga. Entretanto, mesmo após sua aposentadoria, a memória do H.P.42 persiste entre entusiastas e empresas, que nutrem uma forte vontade de construir réplicas voadoras, tra- zendo de volta aos céus a silhueta inconfundível desse avião lendário que desempenhou um papel fundamental no desenvolvimento da aviação comercial. H.P.42
  • 39. Edição Nº 106 39 www.reportercapixaba.com Antônio Sobreira Amaral Neto (no centro de camisa preta) é o novo presidente da Federação Espirito Santense de Tiro Prático (FESTP). O casal Victor e Vanessa treinado no CTCI. A equipe de atiradores do Clube de Tiro de Cachoeiro de Itapemirim (CTCI) fez bonito na 3ª Etapa do Campeonato Capixaba de IPSC Handgun que aconteceu no Guns Club em São Mateus. Parabéns aos organizadores pela competição de alto nível. Foram 145 disparos mínimos + Cronográfo em 8 pistas desafiadores!
  • 40. 40 www.reportercapixaba.com Edição Nº 106 Parte da simpática equipe da TOP Motos no bairro BNH! Flagrante no aconchegante Bar das Meninas (anexo ao Posto Alvorada) Baixinho agora têm a melhor profissão do mundo: aposentado. Impressão de qualidade é na Gracal! Levy corta os cabelos no Salão Bastos! Liderada pelo experiente Piupiu, a Servintec garante serviços de alta qualidade! A Mil e Uma Variedades é administrada com muita com- petência pelo casal Barbara Lougon e Edson Queiroz Na D’Alexandre Veículos, você pode encontrar o veículo dos seus sonhos. Michele e seu filho caçula visitaram a Western Brasil.
  • 41. Edição Nº 106 41 www.reportercapixaba.com O simpático casal Wilson e Flávia da conceituada loja Casa Rural em recen- te passeio em Vargem Alta. Cartuchos para impressoras com qualida- de e bom preço é no Rei dos Cartuchos! A conceituada Brunin Motos comemora 15 anos no mercado com muitas novidades! Deocleciano Andrade, Nelsinho Som Car e Ricardo Parajara em recente evento social. O Lions Clube esta de luto: Deocleciano, Soraia e Adélia que foram vítimas de trágico acidente de carro. Os melhores carros nas melhores condições é com Valmi na Castro Veículos! O campeão de Motocross Beto Barone foi merecidamente agraciado pela Comenda do Mérito Esportivo José de Anchieta Fontana na assembleia Legislativa do estado do Espírito Santo! O carismático Ricardo Gobbi é apaixo- nado por fotografia e fez maravilhosos registros da festas de aniversário de seus amigos Sandra e Fernando Ayub! Todo o charme e a simpatia de Nádia e sua filha Pamella em recente evento social.
  • 42. 42 www.reportercapixaba.com Edição Nº 106 Na capotaria do Marcão e Marlon, pai e filho trabalham juntos para atender a família de seus clientes com excelência! Flagramos o caris- mático Sr. Vander Tavares, gerente aposentado da CVC no centro de Cachoeiro O Sr. Victório da Comefi gostou da revista Repórter Capixaba! Têm os melhores e mais modernos acessórios na Panetto! Gerson da Disk Serviços resolve qualquer pepino na sua casa! Fabrício Camargo e seus filhos no dia dos pais! Diferenças entre Crocodilos e Jacarés
  • 43. Edição Nº 106 43 www.reportercapixaba.com
  • 44. 44 www.reportercapixaba.com Edição Nº 106 Os trajes de banho para praia passaram por mu- danças significativas ao longo dos anos, refletin- do a transformação da sociedade e a busca por li- berdade e diversidade. Antigamente, os trajes de banho eram grandes e cobriam bastante o corpo para proteger do sol e da água. No século XX, os trajes de banho se tornaram mais ajustados, sur- gindo o famoso maiô feminino. Nos anos 1940, o biquíni foi introduzido, causando polêmica por expor mais o corpo, mas se tornou popular com o tempo. Atualmente, há uma grande variedade de estilos de trajes de banho, como biquínis, maiôs, tankinis e monokinis, além das saídas de praia. Os trajes de banho também se tornaram uma for- ma de expressão pessoal, com diferentes estam- pas, cores e cortes que refletem a individualidade de cada um. A evolução dos trajes de banho para praia mostra como a sociedade mudou ao longo do tempo, buscando liberdade e autenticidade na maneira de se vestir na praia. A Evolução dos Trajes de Banho A Evolução dos Trajes de Banho
  • 45. Edição Nº 106 45 www.reportercapixaba.com
  • 46. 46 www.reportercapixaba.com Edição Nº 106 Na oficina Pedrinho Motos, há atendimento de primeira e serviços de qualidade, com a garantia de quem tem mais de 30 anos de experiência no ramo motociclístico! O Sr. Olavo Vinhas comemorou as suas 97 primaveras cercado pelo carinho da família. Ele é avô da Wivia da Serwi. “Jornalistas não podem servir a dois senhores. Na medida em que assumem a tarefa de suprimir informações ou morder a língua em prol de alguma agenda política, estão traindo a confiança do público e corrompendo sua própria profissão.” Thomas Sowell Parte da competente e carismática equipe da Kaxu Diesel! A conceituada loja Motocas, liderada pelo nosso parceiro Romildo Casteglione, comemorou 19 anos de sucesso com um delicioso e animado café da manhã neste último sábado, 09 de novembro. “Os conservadores precisam urgentemente entender que não adian- ta ter razão e não ter atitude. Estar certo em bolhas digitais, enquanto os “errados” moldam o mundo, é só ser cozido como sapo na água quente. É preciso que os indivíduos de bem te- nham a mesma ousadia dos canalhas.” Fabricio Rebelo
  • 47. Edição Nº 106 47 www.reportercapixaba.com