SlideShare uma empresa Scribd logo
Avaliação Genética
Hereford & Braford
Avaliação Genética
Hereford & Braford
EVOLUIR É DEMOCRATIZAR O CONHECIMENTO
Lançamento
panet
Acesso total aos dados
do seu rebanho
Ferramenta on-line
www.pampaplus.com.br
pampaplus@pampaplus.com.br
“Apenas ocorrerá melhoramento genético de um rebanho, quando aquele que
decide os acasalamentos tem objetivos claros e bem determinados buscando
saber o que realmente influencia na lucratividade da produção”.
PA Associação Brasileira de Hereford e Braford (ABHB), como associação representativa dos
criadores das raças Hereford e Braford no Brasil, busca com o PampaPlus e o presente relatório de
Avaliação Genética de Touros Pais, promover coletivamente o conhecimento sobre o
melhoramento genético dessas raças, aprimorando essa genética através do registro sistemático
das experiências de nossos criadores e de nossos “talentos”, auxiliando, assim, aos utilizadores da
genética Hereford & Braford, a atingir maiores níveis de eficiência produtiva em seus plantéis e,
consequente, incremento na rentabilidade da atividade pecuária.
Participar de um Programa de Seleção nos leva a obter coletivamente e em ritmo mais
acelerado a evolução dos nossos rebanhos em características que julgamos necessárias a
produção de carne.
Fernando Lopa
Presidente da ABHB
APRESENTAÇÃO
rezados Criadores,
___________
Pág: 03 RELATÓRIO DE AVALIAÇÃO GENÉTICA PAMPAPLUS / EMBRAPA 2014ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE HEREFORD E BRAFORD
www.abhb.com.br
EQUIPE RESPONSÁVEL PELO PAMPAPLUS
D. Sc. Antônio do Nascimento Rosa - (Embrapa Gado de Corte)
D. Sc. Luiz Otávio Campos da Silva Embrapa – (Embrapa Gado de Corte)
D. Sc. Paulo Roberto Costa Nobre - (Fundapam/Geneplus)
Ph D. Fernando Flores Cardoso - (Embrapa Pecuária Sul)
Ph. D. Roberto Augusto de Almeida Torres Júnior (Embrapa Gado de Corte)
Ph. D. Marcos Jun Iti Yokoo (Embrapa Pecuária Sul)
M. Sc. Joal Brazzale Leal - (Embrapa Pecuária Sul)
M. V. Bruno Borges Teixeira (ABHB – PampaPlus)
M. V. Thais Maria Bento Pires Lopa (ABHB – PampaPlus)
Analistas de Sistemas
Andrea Gondo (Embrapa Gado de Corte)
Hernry Gomes de Carvalho ( Embrapa Pecuária Sul)
Willian Coelho (Bolsista do CNPQ - Embrapa Pecuária Sul / ABHB)
COMITÊ TÉCNICO DE ACOMPANHAMENTO DO PAMPAPLUS
Presidente do Conselho Técnico da ABHB
Ricardo Furtado
Membro do Conselho Técnico Coordenador pela Raça
Hereford
Gedeão Avancini Pereira
Membro do Conselho Técnico Coordenador pela Raça
Braford
Eduardo Soares
PESQUISADORES E TÉCNICOS (CONVIDADOS)
Zootec. Fernando Fabrício de Faria Corrêa
Ph D. Fernando Flores Cardoso
M. Sc. Joal Brazzale Leal
Ph D. Ricardo Macedo Gregory
CRIADORES INTEGRANTES DO PROGRAMA
(ELEITOS)
Celso Jaloto Ávila Júnior
Eduardo de Souza Soares
Miguel Mário Silveira Ferreira
(SUPLENTES)
Luciano Dorneles de Dorneles e
Luiz R. Z. Lagreca
Luiz R. Z. Lagreca
___________
Pág: 04 RELATÓRIO DE AVALIAÇÃO GENÉTICA PAMPAPLUS / EMBRAPA 2014ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE HEREFORD E BRAFORD
www.abhb.com.br
SUMÁRIO
Apresentação
Entendendo Avaliação Genética para Melhorar seu Rebanho
Resumo das Avaliações 2014 para o Relatório
Estatísticas Descritivas
Tendências Genéticas
Das Características Avaliadas para as Raças
Das Dep s Geradas para as Raças
Como Usar a Informação do Relatório de Avaliação Genética
Criatórios Participantes
Relatório de Avaliação Genética da Raça Hereford
Hereford por Nome
Hereford por IQG
Hereford por PDD
Hereford por TM
Hereford por PS
Hereford por GPD
Herefor por PE
Relatório de Avaliação Genética da Raça Braford
Braford por Nome
Braford por IQG
Braford por PDD
Braford por TM
3
6
13
13
14
16
16
17
20
25
26
32
34
36
38
40
42
45
46
56
62
64
Associação Brasileira de Hereford e Braford
Av. General Osório, 1094, Caixa Postal 483 CEP 93400-100 Bagé - RS
Informações pelo Telefone/ Fax: (0XX53) 3312-8726 | (0XX53) 3242-1332
www.abhb.com.br
1. ENTENDENDO AVALIAÇÃO
GENÉTICA PARA
MELHORAR SEU REBANHO
O PampaPlus é o Programa de
Avaliação Genética Oficial da
Associação Brasileira de Hereford e
Braford (ABHB), realizado com a
tecnologia de melhoramento animal
mundialmente reconhecida da
EMBRAPA.
OAtravés de medidas, pesagens, avaliações
visuais, em apenas duas fases da vida, ao desmame e no
pós desmame, dos animais nascidos nas propriedades
participantes do PampaPlus, somados as análises de
parentesco, são calculados índices para indicar ao criador
quais as vantagens obtidas em usar determinado
reprodutor ou matriz.
As propriedades participantes estão situadas em
diversas regiões do Brasil, e também no Uruguai, sendo
os animais avaliados de forma conjunta sob diferentes
condições de clima, alimentação e manejo.
Apesar dos participantes do PampaPlus
avaliarem cerca de 12 características em cada animal,
incluindo área de olho de lombo, aprumos, características
sexuais etc., a ABHB, entendendo a necessidade de se
melhorar os plantéis de bovinos de corte brasileiros,
buscou, ao confeccionar o presente relatório, simplificar a
leitura dos dados apresentados, de forma a facilitar o
trabalho do produtor que deseja utilizar as informações
nele contidas para melhorar o seu gado.
Então, ao adquirir um reprodutor avaliado pelo
PampaPlus, está se comprando/utilizando um animal cujos
seus índices de desempenho foram medidos sob os mais
diferenciados sistemas de produção, isto é, um animal
capaz de se desempenhar bem no sistema de produção do
comprador.
___________
Pág: 06 RELATÓRIO DE AVALIAÇÃO GENÉTICA PAMPAPLUS / EMBRAPA 2014ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE HEREFORD E BRAFORD
www.abhb.com.br
1.1 METODOLOGIA
UTILIZADA
Para composição e análise crítica
das amostras, utilizou-se o SAS-
Statistical Analysis System (SAS
Institute, 2002-2004) e o Pacote R (R
Development Core Team, 2011).
As análises, propriamente
ditas, utilizaram a Metodologia de
Modelos Mistos (Henderson, 1953),
sendo adotado o Modelo Animal, considerando
características múltiplas. As estimativas dos
componentes de variância utilizados nas análises foram
calculadas pela combinação dos resultados da amostra
da população analisada e informações constantes na
literatura.
O software, que possibilitou a obtenção das
predições das diferenças esperadas nas progênies
(DEPs), foi gentilmente desenvolvido e disponibilizado
P
pelo professor Dr. Lawrence R. Schaeffer (University of
Guelph-CA), considerando os efeitos diretos e maternos
para as características analisadas.
Foi utilizado nestas análises o modelo animal
completo, considerando-se a matriz de parentesco entre
os animais e incluindo-se os efeitos genéticos aditivo,
direto e materno, de ambiente permanente e os efeitos
fixos de grupo contemporâneo, de idade da vaca e da
interação entre a idade da vaca e o sexo do produto.
Considerou-se ainda, como covariáveis, a idade do animal
na data da medida e a consanguinidade. Na formação dos
grupos contemporâneos foram incluídos os efeitos do
sexo, do ano e da estação de nascimento da progênie, da
fazenda na qual foi criado, regime alimentar, grupo de
manejo, data da medida e os grupos genéticos do produto
e da matriz.
Para realizar o melhoramento através das
Características Avaliadas é necessário entender melhor
o que significa a Diferença Esperada de Progênie – DEP,
a Acurácia (AC) e demais valores gerados a partir das
avaliações da população.
Vale ressaltar que esse modelo de avaliação,
modelo animal completo, por utilizar informações de
1.2.Instrumentos Disponíveis
no Relatório para Alcançar
os seus Objetivos
todos os indivíduos das diversas propriedades e
considerar as relações de parentesco existentes entre os
animais em avaliação, promove maior acurácia nas
estimativas obtidas de mérito genético. Tal modelo
possibilita, ainda, a obtenção da estimativa da capacidade
genética de transmissão para todas as características
avaliadas pelo programa (se o animal não foi avaliado
diretamente são geradas informações pelo pedigree) para
todo indivíduo avaliado, mesmo para animais jovens, e,
por conseguinte, sem progênie. Essa capacidade de
transmissão é representada, na grande maioria das
avaliações hoje em andamento, pelo que se convencionou
chamar de DEP.
DEP – É o indicador que estima a capacidade de
um animal em transmitir para seus filhos aquela
característica avaliada, ou seja, um índice de 4,5 de PS
(Peso ao Sobreano em kg) significa, de maneira em geral,
que aquele animal deve produzir filhos com 4,5 kg a mais
de peso ao sobreano em relação a média de toda a
população de animais avaliada pelo PampaPlus.
___________
Pág: 07 RELATÓRIO DE AVALIAÇÃO GENÉTICA PAMPAPLUS / EMBRAPA 2014ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE HEREFORD E BRAFORD
www.abhb.com.br
Percentil % - Para facilitar ainda mais ao
criador, o relatório dispõe a colocação do
animal na população avaliada (%), também
chamado de Percentil. Tanto para o índice
geral do programa (IQG) como para todas as
características, ou seja, um animal 10% está
entre os 10% melhores daquela população
para aquela característica avaliada.
O Índice de Qualificação Genética
( I Q G ) d o P a m p a P l u s f o i
desenvolvido, junto a EMBRAPA, sob
orientação zootécnica da ABHB, de
forma a se buscar animais das raças
1.3 CONHECENDO MAIS O
IQG DO PAMPAPLUS E
SUA COMPOSIÇÃO
OHereford e Braford capazes de transmitir a seus filhos
uma grande capacidade de engorda, precocidade de
acabamento para abate, carcaça com peso e
conformação almejado pela indústria frigorífica, e que
suas filhas geradas sejam sexualmente precoces e
capazes de imprimir ganho de peso a suas crias, com boa
capacidade de mantença a campo.
Através da avaliação do estágio atual dos
rebanhos Hereford e Braford, das tendências futuras do
mercado da carne e da situação atual e futura do
agronegócio como um todo, foram escolhidas, dentre as
diversas características avaliadas pelo PampaPlus, as de
maior interesse para que o pecuarista, produtor de carne,
obtenha o máximo de eficiência na sua produção ao
observar o IQG como orientador na compra de um animal,
sêmen ou embrião.
O Índice é constituído então dos seguintes ponderações:
TMD - Total Materno à Desmama (kg) - Indica primordialmente o potencial que o animal terá de transmitir as
características de crescimento e habilidade materna às suas filhas, de forma que elas possam influenciar no peso a
desmama de seus netos.
O valor é obtido somando metade da DEP direta para peso a desmama, isto é do critério que mede a capacidade
genética de ganho de peso do animal até o desmame, com a DEP maternal da mesma característica, ou seja, do critério
que mede a influência que a mãe do animal tem no seu crescimento.
Touro
DEP Direta
(crescimento)
DEP Direta
(crescimento)
DEP Materna
(leite)
Peso à desmama
Progênie
Filhas
PD
Netos
DEPm + DEPd
DEP Materna
Total
___________
Pág: 09 RELATÓRIO DE AVALIAÇÃO GENÉTICA PAMPAPLUS / EMBRAPA 2014ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE HEREFORD E BRAFORD
www.abhb.com.br
A par disto, podem ser encontrados touros que suas filhas tenham efeito materno negativo e
desmamem boas crias. Isto pode acontecer quando o efeito direto (capacidade genética de
desenvolvimento) transmitida do pai aos netos (via filha) compensar o efeito materno negativo.
Animal
A
B
C
EXEMPLO PRÁTICO_____
_____
3,3 kg
1,0 kg
- 0,5 kg
-0,3 kg
1,0 kg
0,1 kg
DEP TMDEP D
Ex 1 – a diferença entre o animal "A" e o animal "C" é de 1,3 quilos para Total Maternal. Isto significa que
podemos esperar que as filhas do animal "A" produzam, em média, filhos com 1,3 Kg a mais em peso ao desmame
do que as filhas do animal "C", sob as mesmas condições de reprodução e criação.
Em outras palavras, é recomendado o uso de "A" para produzir fêmeas que melhorem a habilidade
maternal do rebanho.
Ex 2 - é recomendado o uso do animal C para quando se quer utilizar todos os filhos nascidos (machos e
fêmeas) animais para abate, não havendo preocupação com a reprodução das fêmeas, então deve se levar em
consideração a DEP D do animal.
GPD – Ganho de Peso Pós Desmama até o SobreAno
- O GPD se constitui numa importante
característica para produção de carne, sendo de fator
essencial no melhoramento dos rebanhos de corte,
tendo-se em vista que maior velocidade de ganho de
peso significa menos tempo para terminação.
Esse índice reflete a capacidade de
transmissão de características de ganho de peso,
independente do ambiente, ou sistema de produção,
ao qual o animal esteja sendo submetido.
Para facilitar a interpretação e
utilização de valores de GPD pelo criador, nesse a
partir da avaliação genética de 2013, os valores de
GPD foram convertidos de g/dia para Kg ganhos em
345 dias (intervalo de tempo da avalição do desmame
a de sobreano).
M - Musculatura - Em um rebanho de corte, a seleção
para musculosidade é de grande importância para
obtermos animais de boa musculatura e
consequentemente com mais rendimento de carne ao
abate.
Os músculos devem ser desenvolvidos,
evidenciando a presença de massa muscular com
aspecto firme distribuída harmonicamente pelo corpo,
sendo a região dorso-lombar e os posteriores de maior
importância econômica.
O IQG do PampaPlus tem nessa medida, seu
único componente subjetivo, pois leva em consideração
que características medidas levam a ganhos genéticos e
a seleção visual serve para altera o tipo do animal, com
isso o índice dá ênfase a animais com boa conformação
carniceira de cortes nobres.
PS – Peso ao SobreAno - A indústria frigorífica busca
animais de carcaça grande, porém com bom acabamento
de gordura. Já para o produtor, o tempo para preparar
um animal para abate é um fator econômico de extrema
importância. Não são desejados por ele animais de porte
muito grande que demoram mais a ficarem prontos para
abate, e, também, os animais com grande velocidade de
acabamento, mas de pouco peso para abate, pois que
geram menos receita na hora da venda.
O IQG valoriza a medida da capacidade do animal
IQG do PampaPlus valoriza animais de melhor Total
Maternal, ou seja, animais que possam sempre transmitir a
seus filhos ganhos de peso superiores do nascimento a
desmama e as futuras mães boa capacidade de dar ganho de
peso a suas crias enquanto amamentando.O
CONHECENDO MAIS O IQG DO PAMPAPLUS>>
___________
Pág: 10 RELATÓRIO DE AVALIAÇÃO GENÉTICA PAMPAPLUS / EMBRAPA 2014ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE HEREFORD E BRAFORD
www.abhb.com.br
transmitir a seus filhos ganhos genético para peso
final de carcaça, porém através das correções de
Musculatura e Estatura, busca um animal balanceado,
de porte médio, que atenda as necessidades do
produtor e da indústria frigorífica.
Estatura - A medida de Estatura foi ponderada no IQG
de forma a se buscar um animal bem balanceado nas
suas características para produção de carne.
Ela serve para equilibrar o tamanho do animal
que desejamos para as raças Hereford e Braford,
descontando pontos dos animais muito altos ou
muito baixos, buscando, desta forma que o índice
reflita em um animal com alto ganho de peso, com o
maior peso final possível e de porte médio,
característico de animais de maior comprimento ou
largura, maior profundidade e detentores de
precocidade na deposição de gordura, evitando também
um gigantismo ou nanismo nas raças.
Deps para estatura não são dispostas neste
Relatório e podem ser encontradas no relatório
eletrônico do PampaPlus.
PES – Circunferência Escrotal ao Sobreano - Dentre as
características indicadoras de precocidade sexual nos
machos e fêmeas e ainda, na fertilidade das filhas do
animal, a medida do perímetro escrotal é de extrema
relevância, pois apresenta também uma herdabilidade
de média. Sendo o desempenho reprodutivo um dos
fatores determinantes da eficiência da produção de
bovinos de corte essa característica foi considerada no
IQG.
1.4. DEMAIS CARACTERÍSTICAS E
MEDIDAS CONTIDAS
NO RELATÓRIO
PN – Peso ao Nascer – Característica importante para determinar o uso de um reprodutor. Em rebanhos onde sejam
constatados problemas de partos distócicos (trancamento) ou no acasalamento com primíparas, não é aconselhável o
uso de touros com DEPs altas para peso ao nascer.
PD – Peso a Desmama – Mede a capacidade de um animal transmitir a seus filhos a capacidade de ganho de peso do
nascimento a desmama, retirado o efeito da amamentação da mãe. Constitui-se em uma importante característica
para criadores que vendem sua produção a desmama.
___________
Pág: 11 RELATÓRIO DE AVALIAÇÃO GENÉTICA PAMPAPLUS / EMBRAPA 2014ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE HEREFORD E BRAFORD
www.abhb.com.br
ESTRUTURA CORPORAL PARA A RAÇA HEREFORD
A estrutura é a indicação da caixa do animal, cujas dimensões a serem observadas são:
comprimento, profundidade, arqueamento de costelas, abertura de peito e o comprimento e
largura do quarto (de trás, de lado e de cima). Já desvios de coluna, tais como lordose e xifose, são
condenáveis. Os animais são avaliados de acordo com critérios pré-definidos em escores de 1 a 5.
COMPRIMENTO DORSAL COMPRIMENTO
DA BACIA
----------
----------
ARQUEAMENTO
DE COSTELAS
DESENV. ÓSSEO
ESTRUTURA
----------
LARGURA
DE GARUPA
LARGURA
DE BACIA
Pontos de expressão da estrutura corporal
-------------------------------------------------------------------------45º
Traçar uma linha horizontal imaginária do joelho (memb. torácico) em
direção ao jarrete (memb. posterior) que auxilia no momento de avaliar
---------
A figura acima mostra o formato padrão e tamanho característico de escore 3 para a raça Braford
TAMANHO DO UMBIGO PARA O BRAFORD
A forma e tamanho do umbigo e prega prepucial pode interferir negativamente na capacidade
reprodutiva do touro, inviabilizando muitas vezes a finalização da monta. As avaliações são tomadas a partir de
uma referência do tamanho e do posicionamento do umbigo (umbigo, bainha e prepúcio). Os animais são
avaliados de acordo com critérios pré-definidos em escores de 1 a 5. Esta característica é muito importante na
raça Braford.
DEPs negativas significam que o animal tem maior tendência a produzir filhos com menor tamanho do
umbigo.
PIGMENTAÇÃO OCULAR
Característica desejável no Hereford e Obrigatória no Braford. Os animais são avaliados de acordo com
critérios pré-definidos em escores de 1 a 5, onde 1 é a ausência, nas duas raças, de qualquer pigmento na
mucosa ocular nos dois olhos e o 5 depende da raça, pois no Hereford é animal com pigmento total da mucosa
nos dois olhos e no Braford é o animal com rodelas de pigmento ao redor dos olhos e mascarado ou tapado.
DEMAIS CARACTERÍSTICAS E MEDIDAS CONTIDAS NO RELATÓRIO
“É bom lembrar que é a DEP quem deve indicar o uso ou não de determinado
animal como reprodutor, a acurácia deve indicar somente a intensidade de uso
deste animal”.
___________
Pág: 12 RELATÓRIO DE AVALIAÇÃO GENÉTICA PAMPAPLUS / EMBRAPA 2014ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE HEREFORD E BRAFORD
www.abhb.com.br
RESUMO DAS AVALIAÇÕES
2014 PARA O RELATÓRIO
ara geração dos índices do PampaPlus
2014, foram considerados diretamente
60.224 animais com registros de
desempenho próprio, onde 31.737 são
matrizes e 960 são touros pais,
pertencentes a 51 propriedades,
relacionados em uma matriz de
Pparentesco que totaliza 111.394 animais.
Os índices dos 391 touros Hereford e Braford, com
mais de 20 filhos avaliados, informados neste Relatório de
Avaliação Genética são relativos à avaliação de uma
população de 35.177 animais da raça Hereford e 62.345 da
raça Braford presentes no arquivo do programa totalizado
em (6) seis anos de avaliação de animais.
ABHB/EMBRAPA disponibiliza ao público o
relatório eletrônico de Avaliação Genética das
Raças Hereford e Braford contendo todas as
informações dos touros Pais com os valores
médios das característica, das dep’s e tendência
genética das raças.
Além disso, PARA OS PARTICIPANTES DO PAMPAPLUS, o relatório, que vem com todos os animais da
propriedade, dispõe do software de simulação de acasalamentos que ainda realiza simulações para índice
próprio de qualificação genética e realiza comparações entre os criatório. Apresentando também a média
dos criatórios, relatórios e fichas dos animais e acesso a informação dos 30% melhores touros jovens de
cada safra.
2.1. Estatísticas descritivas
Gráfico 1: Total de fazendas que enviaram dados/ano.
___________
Pág: 13 RELATÓRIO DE AVALIAÇÃO GENÉTICA PAMPAPLUS / EMBRAPA 2014ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE HEREFORD E BRAFORD
www.abhb.com.br
C. Tendências Genéticas
___________
Pág: 14 RELATÓRIO DE AVALIAÇÃO GENÉTICA PAMPAPLUS / EMBRAPA 2014ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE HEREFORD E BRAFORD
www.abhb.com.br
ara estimar o progresso genético observado na população avaliada pelo PampaPlus, em
razão da utilização dos dados gerados para seleção dos animais, foram calculadas as
tendências genéticas para o IQG e as características que o compõe: TMD, PS550, GP345, PES,
MUS e EST.
Para o cálculo das tendências genéticas foram utilizados os valores genéticos (VGs)
calculados nesta avaliação, por ano de nascimento dos animais através de regressão linear,
yi=a+bxi+e yi a, em que, é a média das VGs dos animais nascidos no iésimo ano; é o
intercepto; é o coeficiente de regressão linear da média das VGs; é o iésimo ano de nascimento; é o errob xi ei
aleatório associado à regressão.
As figuras 1 – 7, apresentam graficamente as mudanças que estão ocorrendo ao decorrer dos anos de
avaliação do PampaPlus, sendo que todas estas características apresentaram mudança significativa
estatisticamente (P < 0,05), demonstrando que está ocorrendo ganho genético. Os valores altos de R² (acima
de 0,8) indicam um ótimo ajuste dos dados em relação a linha de tendência, indicando forte relação entre as
características analisadas em relação aos anos transcorridos de avaliação genética.
Para o IQG, a tendência mostra-se positiva (Figura 1), apresentando um ganho anual de 0,06 desvio
padrão ( ) mensurado pelo coeficiente linear, com valor de P = 0,0006, altamente significativa para o teste F, es
sendo este valor ajustado para a distribuição normal corresponde a um ganho anual de 6 % no valor genético
agregado.
O TMD (Figura 2) é a característica que combina dentro do índice de seleção do programa as DEPs de
PD205 e de habilidade materna (PDm), e está apresentando um ganho anual de 0,171 kg.
Ganhos genéticos anuais satisfatórios também são observados para PS550 (Figura 3) e GPD345 (Figura
4), seus coeficientes lineares indicam valores de mudança de 0,631 kg e 0,305 kg respectivamente.
Na figura 5 e 6 podemos observar ganhos genéticos positivos para o PES e MUS respectivamente,
demonstrando incremento nestas características. Quanto a EST (Figura 7) este incremento positivo identifica
um aumento discreto nos valores genéticos de estatura dos animais.
Através das tendências genéticas pode-se observar que está ocorrendo ganho genético de forma
moderada, porém satisfatória, nos rebanhos assistidos pelo PampaPlus, tendo a possibilidade de aumentar
estes ganhos com a intensificação da utilização dos valores gerados pelo programa como critérios de seleção.
P
___________
Pág: 15 RELATÓRIO DE AVALIAÇÃO GENÉTICA PAMPAPLUS / EMBRAPA 2014ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE HEREFORD E BRAFORD
www.abhb.com.br
a. Das características avaliadas para as raças
A tabela 1 representa os valores médios observados das características avaliadas e sua variação (desvio
padrão) para mais ou para menos (nº com ±) em 2014.
b . Das Dep's geradas para as raças
A tabela 2 representa os valores médios das deps das principais características avaliadas e sua variação
(desvio padrão) para mais ou para menos (nº com ±) em 2014.
У"bëⁿ"‫ערּ‬Уabela dos valores médios das características e desvio padrão por raça e sexo (Fonte: Relatório 2014)
У"bela2: Tabela dos valores médios das deps. Legendas: PN-Peso ao Nascer, PD-ED-peso de desmame efeito direto, PD-EM-
peso a desmame efeito materno, PD-TM-peso a desmame total materno, PS-peso ao sobreano, GPD-ganho de peso do desmame
ao sobreano, PVD-peso da vaca ao desmame, CCMD-condição corporal da mãe ao desmame, PES-perímetro escrotal ao sobreano,
MSC-musculatura, EST-estatura, CRP-estrutura corporal, UMB-tamanho umbigo.
___________
Pág: 16 RELATÓRIO DE AVALIAÇÃO GENÉTICA PAMPAPLUS / EMBRAPA 2014ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE HEREFORD E BRAFORD
www.abhb.com.br
o relatório, foram dispostos todos os
Touros pais que tiveram mais de 20
filhos avaliados, sendo que, quanto
maior o número de filhos avaliados,
maior a precisão no resultado esperado
a ser alcançado. Além disso, estão
N
3. COMO USAR A INFORMAÇÃO
DO RELATÓRIO DE
AVALIAÇÃO GENÉTICA
dispostos nas demais tabelas os touros pais destaques com
dep positiva, que possuem filhos em mais de dois
rebanhos, para as seguintes características: Peso ao
Desmame Direto, Total Materno, Ganho de Peso Pós
desmame, Peso ao Sobreano e Perímetro Escrotal.
O relatório de avaliação genética foi elaborado com
intuito de proporcionar uma visualização fácil dos animais,
destacando as principais características avaliadas e que são
importantes para a formação do Índice de Qualificação
Genética do PampaPlus – IQG, com orientações básicas
para o produtor que busca melhorar seu rebanho,
aumentar sua eficiência produtiva e, conseqüentemente, a
rentabilidade na produção da pecuária de corte.
Para que o criador use efetivamente este
relatório como ferramenta de trabalho a ABHB procurou
facilitar o máximo dispondo no relatório somente as
características de maior relevância para o incremento da
produção.
Também são informados os valores das Diferenças
Esperada na Progênie para as características selecionadas
pela ABHB, expressas em kg para Peso ao Nascer (PN), Peso
a Desmama (PD) e Peso ao Sobreano (PS), Total Maternal;
em de g/dia para Kg de ganho em 345 dias para o Ganho de
Peso do Desmame ao Sobreano (GPD); em centímetros o
Perímetro Escrotal (PE). Os escores de Musculatura, Umbigo
e Estrutura Corporal são expressos em um valor que varia de
1 a 5.
Todos os valores são acompanhados do seu
“Percentil (%)”, que é a classificação do animal entre toda a
população de animais avaliada pelo PampaPlus.
3.1. Disposição das
Informações nas
Listagens de Touros PaisAs listagens se encontram separados por raça e a
primeira tabela apresenta os animais ordenados pelo nome.
Na sequencia, os animais estão classificados pelo IQG do
programa (definição do que significa na página 18) e na
listagem de touros com filhos em mais de dois rebanhos,
pelas características consideradas de maior relevância,
podendo o leitor escolher a forma como consultar, se
através do Índice de Qualificação Genética do PampaPlus
(IQG) e outra através da análise de características
específicas para a produção.
Registro e Nome – É o número e nome do animal no
registro genealógico no Brasil ou no país de origem. No
número de registro, a sigla ES significa animal que não é
nascido no Brasil e essa sigla vem seguida do código e
número de nacionalização do touro ou do material
biológico do mesmo.
Todo o animal ou material importado precisa ter
essa sigla, que é a aprovação da ABHB para que seus
filhos possam ser registrados aqui no Brasil.
Filhos – Corresponde ao número de filhos avaliados do
reprodutor.
Livro (de registro) – diz em qual tipo de livro o animal foi
registrado na ABHB (para o Hereford PC e Braford) e, no
caso do PO, na ANC (Associação Nacional de Criadores -
herdbook).
___________
Pág: 17 RELATÓRIO DE AVALIAÇÃO GENÉTICA PAMPAPLUS / EMBRAPA 2014ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE HEREFORD E BRAFORD
www.abhb.com.br
Percentil (%) – Animais que estejam entre os 10% melhores em determinada característica estão destacados.
Ex: - animal entre os 0,1 melhores da população.0,1%
Acurácia – Os que tem acurácia superior a 60% estão marcados de negrito e itálico.
3.2. Realizando o Melhoramento
através do Índice de Qualificação
Genético do PampaPlus (IQG)O IQG é uma recomendação da ABHB para
melhoramento geral de plantéis, ou seja, se você não
sabe o que melhorar, utilize o índice para se orientar.
Ao lado da informação do IQG, posicionando o animal
de acordo com esse índice geral, está o percentil
Instrumentos disponíveis no relatório para alcançar os
seus objetivos). Este índice é avaliado anualmente pela
ABHB e foi montado de forma a buscar fêmeas mais
férteis e capazes de proporcionar ganho de peso a seus
filhos, assim como machos com bom peso a desmama e
ao sobreano, que possuam boa velocidade de
crescimento e capacidade reprodutiva. A partir desse
índice são gerados os candidatos a receber a dupla
marcar, registro especial concedido aos touros jovens
melhor avaliados da sua geração.
3.3. Realizando o Melhoramento
através das Características Avaliadas
O criador, mais familiarizado com o Relatório
de Avaliação Genética, deve verificar qual a deficiência
de seu rebanho ou, até, de cada fêmea, e buscar
animais que tenham diferenças esperadas na progênie
(DEPS) capazes de melhorar aquela característica
desejada.
Assim, o criador deve buscar animais com
índices que sejam adequados ao seu sistema e
objetivos de produção.
Se você tem dúvidas se o valor para aquela
característica representa muito ou pouco em relação à
Na raça Hereford encontraremos:
PO – para animais puros de origem
PC – para animais Puros Controlados
IA – para animais nacionalizados (ES)
Na raça Braford encontraremos:
PS – Para animais Puros Sintéticos
CCG – Para animais sob Controle de Genealogia
IA-B – para animais nacionalizados (ES)
O livro pode estar em branco ou outros números e letras podem ocorrer devido ao controle de genealogia, realizado pelo
PampaPlus, e correspondem ao número de registro de ascendentes de animais não nacionalizados, sendo que, registros que
começam com UY, dizem respeito a animais Uruguaios que estão sendo avaliados pelo PampaPlus, por acordo de cooperação
realizado pela ABHB.
medida avaliada, você pode se orientar pelo percentil dela
(%), às vezes décimos em determinada característica
representa 40 posições percentuais, por exemplo.
ATENÇÃO: Nem sempre um valor negativo de DEP
significa que o animal é ruim para aquela característica,
você deve observar a média da raça. Por exemplo, um
animal que tenha uma dep para Peso a Desmama de -0,2
kg poderá ser um animal com boa dep se média da raça
para Peso a
___________
Pág: 18 RELATÓRIO DE AVALIAÇÃO GENÉTICA PAMPAPLUS / EMBRAPA 2014ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE HEREFORD E BRAFORD
www.abhb.com.br
NÃO ESQUEÇA
Utilize os índices para selecionar os animais que lhe interessam, depois
escolha entre eles o animal que mais lhe agrada visualmente, assim
você estará com muita certeza melhorando a produtividade do seu rebanho
Mais informações: www.pampaplus.com.br ou pampaplus@pampaplus.com.br
Desmama for : -0,5 kg. Mais uma vez o % é um bom
indicador para a Dep.
Um animal com IQG negativo, que seja
TOP 0,1% (entre os 0,1% de todos os animais
avaliados pelo PampaPlus) para Peso ao
Sobreano pode ser útil para produção de
animais para cruzamento industrial, ou um
reprodutor que tenha o IQG muito bom, mas seja
TOP 99% para peso a nascer, não deve ser usado
em novilhas (primíparas), por exemplo.
Pág: 19 RELATÓRIO DE AVALIAÇÃO GENÉTICA PAMPAPLUS / EMBRAPA 2014ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE HEREFORD E BRAFORD
www.abhb.com.br
BRAFHEREBRAFHERE
Criatórios Participantes
___________
Pág: 20 RELATÓRIO DE AVALIAÇÃO GENÉTICA PAMPAPLUS / EMBRAPA 2014ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE HEREFORD E BRAFORD
www.abhb.com.br
MÃE RAINHA
Lages / SC
www.fazendamaerainha.com.br
contato@fazendamaerainha.com.br
5549 3225 1138
CABANHA ACEGUÁ
Aceguá / RS
www.facebook.com/cabanhaacegua.cabanhaacegua
cabanhaacegua@hotmail.com
NOSSA SENHORA
AUXILIADORA
Palmas, Bagé / RS
p.gonzalezbrasil@hotmail.com
P.A.P. NAMUR
São Gabriel / RS
matheusssoplidoro@hotmail.com
5555 3232-2736
ESTÂNCIA AURORA
Uruguaiana / RS
www.estanciaurora.com.br
5555 3412 3985
BELAVISTA
Santana do Livramento / RS
estbolso@sgnet-rs.com.br
www.estanciabelavista.com
estanciabelavista@hotmail.com.br
ESTÂNCIA DO BOLSO
Santa Margarida do Sul /RS
estbolso@sgnet-rs.com.br
5555 3232 1561 / 9972 2810
55 9977 2404
(Francisco Geraldo)
CARCÁVIO
Santana do Livramento / RS
www.estanciacarcavio.com.br
contato@estanciacarcavio.com.br
CERRO DO OURO
São Gabriel / RS
tita@sgnet-rs.com.br
DIVISA
Alegrete / RS
DON ANGÉLICO
Herval / RS
chuy@provesul.com.br
AGROPECUÁRIA DOM VITOR
Santa Vitória do Palmar /RS
jacquesleston@hotmail.com
5553 9958 37 64
Cachoeira do Sul / RS
www.fazendasirapua.com.br
contato@fazendasirapua.com.br
5551 3724 1110
AGROPECUÁRIA
ITAVERÁ
Uruguaiana / RS
elizabethmf@msn.com
5555 3412 14 26
LA VICTÓRIA
Cerro Largo / Uruguai
www.lavictoria.com.uy
martingil@lavictoria.com.uy
LUZ DE SÃO JOÃO
São Gabriel / RS
www.luzdesaojoao.com.br
5555 9954 4030
PAP PEDRAS BRANCAS
Dom Pedrito / RS
cabanhapedrasbrancas@yahoo.com.br
PEDRA GRANDE
Santana do Livramento / RS
pedragrande@v-expressa.com.br
ESTÂNCIA AURORA
Uruguaiana / RS
www.estanciaurora.com.br
5555 34123985
PECUÁRIA PONTEZUELA
Lavras do Sul / RS
www.pontezuela.com
SÃO BENTO DO VERDE
São Sepé / RS
landy.lenz@hotmail.com
BRAFHERE
X X
X
X X
X
X
X X
X
X X
X
IRAPUÁ
X
X X
X X
X X
X
XX
X
X
X
X
X
___________
Pág: 21 RELATÓRIO DE AVALIAÇÃO GENÉTICA PAMPAPLUS / EMBRAPA 2014ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE HEREFORD E BRAFORD
www.abhb.com.br
RECRIA AGROPECUÁRIA LTDA
Pântano Grande / RS
mano.pacheco@terra.com.br
RECULUTA AGROPASTORIL
Santana do Livramento / RS
www.reculuta.com
amaralfurtado@gmail.com
5555 8142 0637
RINCÃO DO AMÉRICO
São Francisco do Sul / RS
cabrincaodoamerico@hotmail.com
RIO NEGRO
Bagé / RS
gustavocamponogara@hotmail.com
ESTÂNCIA SANTA ADRIANA
São Gabriel / RS
estanciastaadriana@terra.com.br
5555 350 55227
SANTA ANA
Uruguaiana / RS
www.brafordsantaana.com.br
agropecuariasantaana@uol.com.br
5555 3411 6130
ESTÂNCIA SANTA MARIA
Bagé / RS
www.estanciasantamaria.com.br
5553 3242 8755
SANTA PRENDA
Bagé / RS
miguellapradera@hotmail.com
contato@barbieribage.com.br
SANTA TEREZA
Camaquã / RS
paulosaz@hotmail.com
ESTÂNCIA SÃO BENTO
Santana do Livramento/RS
www.brafordsaobento.com.br
ottoalves@hotmail.com
5555 9131 3501
SÃO FELIPE
Herval / RS
eduardo.nunes@merial.com
5553 9983 7765
CABANHA SÃO FERNANDO
Quarai / RS
www.cabanhasaofernando.com
fernandocavalcanti@terra.com.br
5555 342 21291
AGROPECUÁRIA SÃO JORGE
Aceguá / RS
claudenir@coradini.ind.br
SÃO LUIS DA PEDRO SURREAUX
Uruguaiana / RS
jarbasarraes@yahoo.com.br
SÃO MIGUEL
Uruguaiana / RS
cogrs@uol.com.br
AGROPECUÁRIA SÃO PEDRO
Alegrete / RS
asp@agropecuariasaopedro.com,br
www.agropecuariasaopedro.com.br
5555 96 54 11 21
AGROPECUÁRIA SERENO
Fazenda Três MariasSanta Maria / RS
marceloxaviersm@yahoo.com
ESTÂNCIA DO SOSSEGO
Uruguaiana / RS
estancia@sossego.net
ESTÂNCIA TAMANCA
Santa Vitória do Palmar/RS
tamanca@terra.com.br
rfstarra@terra.com.br
UMBU
Rosário do Sul / RS
www.estanciaumbu.com.br
contato@estanciaumbu.com.br
5555 3231 1518
ESTÂNCIA DA PONTA
Rosário do Sul / RS
guilhermecamara@hotmail.com
NOSSA SENHORA
AUXILIADORA
Bagé / RS
p.gonzalezbrasil@hotmail.com
BRAFHERE BRAFHERE BRAFHERE
X
X
X
X
X
X
X
X
X X
X
XX
X X
X
X
X
X X
X
X
X
X
X
X
RELATÓRIO DE
AVALIAÇÃO GENÉTICA
DA RAÇA
HEREFORD
Hereford por Nome
___________
Pág: 26 RELATÓRIO DE AVALIAÇÃO GENÉTICA PAMPAPLUS / EMBRAPA 2014ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE HEREFORD E BRAFORD
www.abhb.com.br
___________
Pág: 27 RELATÓRIO DE AVALIAÇÃO GENÉTICA PAMPAPLUS / EMBRAPA 2014ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE HEREFORD E BRAFORD
www.abhb.com.br
Hereford por Nome
___________
Pág: 28 RELATÓRIO DE AVALIAÇÃO GENÉTICA PAMPAPLUS / EMBRAPA 2014ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE HEREFORD E BRAFORD
www.abhb.com.br
‐1,27 70 ‐9,92 34 99 ‐8,05 34 99 ‐0,21 22 77 ‐0,01 37 53 ‐0,03 1 63 ‐0,01 1 54
3,82 5 9,84 13 1 2,57 13 21 0,31 8 9 0,41 14 0,1 0,11 3 16 ‐0,08 3 80
0,49 41 4,39 1 16 1,11 1 36 0,18 1 21 0,13 1 16 ‐0,05 1 70 ‐0,02 1 56
1,75 22 5,03 35 13 ‐3,58 34 87 0,80 27 0,1 0,11 39 19 0,08 1 22 ‐0,20 32 97
‐4,28 97 4,65 28 14 8,79 28 0,5 0,41 20 4 0,03 31 42 0,09 3 20 ‐0,03 25 62
3,77 5 10,72 30 1 6,85 30 2 1,13 21 0,1 0,20 34 6 0,15 11 8 0,23 27 1
0,82 35 ‐3,51 38 79 ‐1,96 38 73 0,21 30 18 ‐0,05 41 65 0,07 6 27 0,21 34 2
‐1,65 76 ‐3,79 26 80 ‐3,51 26 86 ‐0,44 22 95 ‐0,22 29 96 ‐0,12 26 90 0,28 22 0,5
1,84 20 ‐2,66 32 72 ‐1,51 32 68 0,50 20 2 0,09 35 24 0,06 30 28 ‐0,08 27 77
‐2,08 81 ‐4,61 41 85 1,56 41 31 ‐0,08 25 59 ‐0,19 45 93 ‐0,15 32 93 0,39 37 0,1
2,48 13 0,65 40 44 ‐4,11 40 90 0,10 4 32 ‐0,09 45 76 ‐0,07 41 77 ‐0,18 37 96
4,29 3 1,44 41 37 1,72 40 29 0,44 24 3 ‐0,08 46 75 ‐0,10 38 84 ‐0,10 39 85
0,36 43 ‐2,47 32 71 ‐9,33 32 99 0,08 25 35 ‐0,05 36 66 ‐0,10 20 85 0,26 29 0,5
0,36 43 ‐3,94 43 81 ‐3,02 43 82 ‐0,22 14 78 0,26 47 2 0,12 42 12 0,32 39 0,1
0,06 48 3,67 33 20 ‐4,17 33 90 ‐0,22 18 79 0,07 37 30 0,06 27 28 ‐0,29 30 99
1,40 26 ‐1,63 31 64 ‐5,35 31 95 0,07 19 36 0,11 38 19 ‐0,03 34 63 0,41 30 0,1
‐1,62 75 ‐11,02 35 99 ‐10,03 35 99 0,25 23 14 ‐0,07 38 70 ‐0,08 28 80 0,21 31 2
‐2,66 87 ‐1,20 41 60 0,23 41 46 ‐0,52 14 98 0,09 44 24 0,02 41 43 0,12 37 13
2,18 17 6,66 33 6 5,35 33 4 0,25 10 14 0,00 36 51 0,08 3 23 0,24 2 1
1,97 19 ‐6,11 46 92 ‐9,56 46 99 ‐0,18 37 73 ‐0,14 50 87 0,01 39 47 0,31 33 0,5
5,37 1 10,63 64 1 8,17 64 0,5 0,13 49 27 0,16 67 10 0,09 57 19 ‐0,43 61 99
‐2,62 87 ‐4,26 35 83 ‐1,84 35 71 ‐0,45 14 96 ‐0,15 38 88 0,01 1 47 ‐0,11 1 86
0,36 43 1,60 40 36 4,20 40 9 ‐0,09 28 61 ‐0,35 43 99 ‐0,19 40 97 ‐0,18 36 97
‐2,10 82 ‐2,65 51 72 2,04 51 26 0,40 24 5 0,04 56 39 0,01 39 48 0,04 35 36
1,81 21 2,73 13 27 ‐1,83 13 71 ‐0,06 11 56 ‐0,06 15 69 ‐0,12 13 89 ‐0,01 11 52
‐1,60 75 ‐4,39 26 84 ‐0,70 26 58 ‐0,03 4 52 0,24 29 3 0,06 26 31 ‐0,18 22 96
3,97 4 11,95 45 0,5 1,47 45 32 0,35 11 7 0,11 48 19 0,09 45 21 ‐0,21 40 98
1,02 32 6,81 57 6 3,16 57 16 ‐0,43 45 95 0,05 62 35 0,01 49 49 0,20 55 2
‐2,39 85 ‐3,03 16 75 ‐2,28 16 76 ‐0,33 14 89 ‐0,07 15 72 ‐0,10 13 85 ‐0,11 11 87
‐2,12 82 ‐1,78 45 65 ‐5,61 45 96 ‐0,06 27 56 ‐0,16 49 90 ‐0,12 46 89 ‐0,12 41 88
‐1,32 71 ‐6,32 48 92 ‐5,65 48 96 ‐0,29 30 85 ‐0,11 54 80 ‐0,10 51 85 ‐0,05 46 68
1,96 19 ‐1,00 70 59 ‐4,46 69 92 ‐0,12 58 66 0,00 72 50 0,09 70 21 ‐0,09 66 81
‐3,72 95 ‐1,29 66 61 ‐4,73 66 93 ‐0,13 51 66 ‐0,03 69 60 0,11 66 16 0,10 63 17
‐0,92 65 ‐1,45 57 63 ‐3,16 57 84 ‐0,15 34 70 ‐0,05 60 66 0,01 58 48 ‐0,06 53 74
4,39 3 12,78 79 0,5 5,30 79 5 0,14 69 27 0,04 80 38 0,14 79 9 0,04 76 35
‐5,23 99 ‐6,24 60 92 ‐2,09 60 74 ‐0,24 48 81 ‐0,05 63 65 ‐0,09 60 82 ‐0,07 56 76
2,08 18 ‐11,50 49 99 ‐15,93 49 99 0,24 29 15 ‐0,02 52 58 ‐0,05 49 70 0,43 44 0,1
‐1,69 77 3,42 42 22 1,39 42 33 0,01 28 45 0,03 45 42 0,17 42 5 0,17 37 4
‐3,18 92 ‐12,67 45 99 ‐14,80 44 99 ‐0,60 31 99 0,00 48 52 0,02 45 46 ‐0,17 40 95
‐1,49 74 2,40 37 29 6,77 36 2 ‐0,09 25 61 ‐0,10 40 80 ‐0,09 37 83 0,08 33 20
‐2,14 82 9,30 49 2 8,05 48 1 0,17 37 23 0,05 53 36 0,04 50 37 0,10 45 16
‐1,03 67 4,95 45 13 3,48 45 13 ‐0,23 31 79 0,17 48 9 0,16 45 6 ‐0,18 41 96
‐2,99 90 ‐9,50 41 98 ‐3,54 40 86 ‐0,58 15 99 ‐0,24 44 97 ‐0,18 41 96 0,12 36 12
2,67 12 5,45 77 11 5,85 76 3 ‐0,32 69 88 0,32 78 1 0,28 19 0,5 0,15 17 6
3,36 7 14,42 40 0,1 6,25 40 2 0,75 27 0,5 0,17 43 9 0,19 40 3 0,35 36 0,1
‐0,73 62 ‐7,59 58 96 ‐10,94 58 99 ‐0,04 48 53 0,10 62 21 0,10 59 18 ‐0,12 55 88
2,30 15 15,58 42 0,1 6,32 42 2 0,67 31 0,5 0,13 45 15 0,05 42 34 0,23 37 1
DEP % DEP ACC % DEP ACC % DEP ACC % DEP ACC % DEP ACC % DEP ACC %
Pigmentação
Ocular (1‐5)
Total
Materno
Peso ao Sobreano
(Kg)
Ganho Pós‐Desmama
(Kg/345dias)
Circuferência
Escrotal ao
Sobreano (cm)
Musculatura
(1‐5)
Estrutura
Corporal (1‐5)
___________
Pág: 29 RELATÓRIO DE AVALIAÇÃO GENÉTICA PAMPAPLUS / EMBRAPA 2014ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE HEREFORD E BRAFORD
www.abhb.com.br
Hereford por Nome
___________
Pág: 30 RELATÓRIO DE AVALIAÇÃO GENÉTICA PAMPAPLUS / EMBRAPA 2014ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE HEREFORD E BRAFORD
www.abhb.com.br
‐0,50 58 ‐9,04 37 98 ‐7,17 37 99 ‐0,11 24 64 ‐0,19 41 94 ‐0,22 38 98 0,01 34 45
‐1,43 73 ‐4,67 51 85 ‐0,76 51 59 ‐0,36 35 91 ‐0,04 55 61 0,03 52 41 0,28 48 0,5
‐0,53 58 ‐3,05 46 75 1,56 46 31 ‐0,25 29 82 ‐0,08 49 75 0,00 35 53 0,11 31 14
1,53 24 ‐3,91 70 81 ‐3,88 70 89 ‐0,23 30 80 ‐0,02 72 57 0,01 70 49 0,01 67 48
‐4,77 98 ‐1,33 72 62 2,64 72 20 ‐0,65 48 99 ‐0,05 75 66 ‐0,07 72 76 0,08 63 22
1,02 32 ‐3,46 45 78 4,21 45 9 0,15 29 24 ‐0,05 48 67 ‐0,11 23 88 ‐0,30 1 99
4,65 2 6,72 35 6 0,93 35 38 0,13 16 28 0,13 38 15 0,14 35 9 ‐0,01 2 54
0,17 46 1,44 43 37 1,33 42 33 ‐0,09 33 61 0,09 50 24 ‐0,07 47 76 0,00 43 50
2,40 14 3,41 35 22 ‐1,06 35 62 0,47 24 3 0,09 39 24 0,06 36 28 0,17 31 5
0,80 36 6,24 59 8 7,59 59 1 ‐0,02 31 50 0,04 65 37 ‐0,02 62 59 ‐0,06 58 72
3,34 7 5,33 41 11 0,40 41 44 0,15 19 25 0,00 44 51 0,07 41 25 0,14 36 8
2,32 15 8,73 55 2 5,65 55 4 0,55 40 1 0,17 57 10 0,06 55 29 0,11 50 15
0,88 34 ‐10,37 29 99 ‐10,41 29 99 ‐0,02 20 49 0,02 33 46 ‐0,04 30 68 0,16 26 5
‐2,15 82 ‐6,06 48 91 ‐7,27 47 99 ‐0,28 23 85 0,06 50 33 0,04 47 35 0,05 43 33
3,39 7 3,32 23 22 ‐2,88 23 81 0,43 24 4 0,28 26 1 0,15 23 8 0,09 20 20
5,34 1 14,96 35 0,1 7,03 35 1 0,30 36 10 0,30 40 1 0,24 37 1 0,11 32 15
3,04 9 4,07 45 18 ‐1,48 45 67 0,02 16 43 0,09 49 23 0,08 45 24 0,01 41 47
4,63 2 22,49 51 0,1 13,35 51 0,1 0,14 33 26 0,34 54 0,5 0,32 51 0,1 0,07 46 24
4,96 1 7,38 51 5 2,03 51 26 0,18 26 21 0,12 54 18 0,00 51 51 0,05 45 32
0,12 47 3,07 37 24 1,97 37 26 ‐0,35 18 91 0,12 40 17 ‐0,05 37 69 0,04 32 36
‐0,10 51 ‐5,03 28 87 ‐0,62 28 57 ‐0,40 2 94 ‐0,03 31 60 0,00 28 50 0,02 23 41
3,38 7 6,07 38 8 3,01 38 17 ‐0,06 9 56 0,07 42 30 0,04 39 36 0,07 26 25
‐4,16 96 0,72 41 43 4,31 41 9 ‐0,26 4 83 0,11 53 21 0,09 49 21 ‐0,20 45 97
‐2,30 84 1,07 40 40 2,39 40 22 ‐0,17 23 72 ‐0,17 43 91 ‐0,06 12 74 0,04 11 36
‐1,45 73 ‐6,11 42 92 0,29 42 46 0,40 26 5 ‐0,14 45 86 ‐0,12 42 89 0,00 37 50
‐0,69 61 ‐7,48 51 95 ‐5,83 51 97 0,03 38 43 ‐0,13 54 85 ‐0,08 51 79 ‐0,05 47 69
‐1,70 77 ‐3,68 1 80 0,12 1 48 ‐0,36 1 91 0,10 1 23 ‐0,05 1 72 0,11 1 14
0,84 35 0,10 5 49 ‐0,05 5 50 ‐0,01 3 49 0,04 6 38 ‐0,07 5 76 ‐0,01 5 52
0,05 48 ‐0,20 44 52 ‐0,27 44 53 0,09 31 33 0,01 47 46 0,07 44 25 0,16 39 6
0,99 33 4,46 58 15 3,12 58 16 ‐0,23 46 80 0,02 62 45 0,06 59 31 ‐0,20 55 98
3,16 8 10,81 34 1 7,09 33 1 0,31 18 10 0,18 39 8 0,10 36 17 ‐0,45 31 99
3,62 5 4,09 47 18 0,25 47 46 0,23 33 16 ‐0,16 52 90 ‐0,14 49 92 0,18 44 3
‐1,33 71 ‐4,18 36 83 ‐2,86 36 81 ‐0,54 20 98 ‐0,27 43 99 ‐0,21 39 98 0,19 35 3
‐1,43 73 ‐6,87 45 94 ‐5,27 45 95 ‐0,37 12 92 ‐0,39 48 99 ‐0,01 1 57 0,04 1 35
1,25 29 ‐10,41 61 99 ‐9,11 61 99 ‐0,15 46 70 0,00 64 50 ‐0,08 60 79 0,09 58 19
1,12 30 1,80 38 34 ‐2,41 38 77 0,25 22 14 0,11 42 19 0,08 39 22 ‐0,21 35 98
2,28 15 10,38 55 1 4,87 54 6 0,44 42 3 ‐0,36 57 99 0,00 1 52 0,00 1 48
‐6,82 99 ‐7,96 39 96 5,63 39 4 ‐0,29 22 86 ‐0,21 42 95 ‐0,17 38 96 ‐0,22 34 98
‐1,93 80 1,96 67 33 0,49 66 43 ‐0,02 52 51 ‐0,05 69 66 ‐0,03 67 62 0,20 63 2
4,24 3 2,22 65 31 ‐1,51 65 68 0,02 48 43 0,07 67 30 0,06 65 28 ‐0,07 61 76
4,57 2 15,17 38 0,1 5,06 38 5 1,32 24 0,1 0,12 42 18 0,00 13 53 ‐0,17 35 96
2,54 13 10,30 61 1 6,79 61 2 ‐0,01 41 48 0,06 64 33 ‐0,02 60 58 0,02 56 40
‐2,11 82 0,14 28 49 ‐2,12 28 74 0,49 11 2 0,03 37 43 0,11 33 15 0,22 29 2
‐0,14 52 ‐3,21 22 76 ‐4,65 22 93 ‐0,11 22 63 0,04 27 37 ‐0,08 24 78 ‐0,03 20 60
‐1,54 74 ‐2,91 44 74 ‐2,06 44 74 ‐0,38 18 92 ‐0,05 47 67 ‐0,17 44 96 0,12 39 11
‐2,27 84 6,26 54 8 ‐0,71 54 58 0,05 33 39 ‐0,04 57 63 0,04 52 35 ‐0,13 49 90
2,94 10 3,71 46 20 ‐0,36 46 54 0,35 27 7 0,19 51 7 0,11 48 15 ‐0,17 43 96
‐2,20 83 2,60 40 28 2,03 40 26 ‐0,13 13 66 0,28 44 2 0,04 21 37 0,00 30 49
‐2,93 90 4,72 28 14 8,81 28 0,5 0,38 18 6 0,03 31 40 0,10 28 17 0,02 24 44
‐0,73 62 ‐2,18 7 69 ‐1,38 7 66 0,00 1 47 ‐0,07 16 71 0,02 10 45 ‐0,05 8 70
‐6,78 99 0,17 21 48 5,96 21 3 ‐0,50 13 97 0,01 31 47 ‐0,07 28 78 0,03 24 37
DEP % DEP ACC % DEP ACC % DEP ACC % DEP ACC % DEP ACC % DEP ACC %
Pigmentação
Ocular (1‐5)
Total
Materno
Peso ao Sobreano
(Kg)
Ganho Pós‐Desmama
(Kg/345dias)
Circuferência
Escrotal ao
Sobreano (cm)
Musculatura
(1‐5)
Estrutura
Corporal (1‐5)
___________
Pág: 31 RELATÓRIO DE AVALIAÇÃO GENÉTICA PAMPAPLUS / EMBRAPA 2014ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE HEREFORD E BRAFORD
www.abhb.com.br
Hereford por IQG
___________
Pág: 32 RELATÓRIO DE AVALIAÇÃO GENÉTICA PAMPAPLUS / EMBRAPA 2014ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE HEREFORD E BRAFORD
www.abhb.com.br
Ī ĜĠHĬ İ Ī Î NOME DEP ACC % DEPd ACC %
PC‐163889 SANTA MARIA 859873 2007 PC 1 56 2,99 0,5 1,51 55 99 11,11 55 0,1
ES‐IA‐547 STAR BRIGHT FUTURE 533P ET 2004 ES 2 25 2,59 0,5 2,03 35 99 12,74 39 0,1
PC‐167590 IRAPUA 7155 2008 PC 2 51 2,48 1 0,02 54 50 3,12 54 15
PC‐172755 SANTA MARIA 774505 2009 PC 1 53 2,48 1 2,71 53 99 11,28 54 0,1
PO‐225437 MAUÁ BASIC DO PONTAL 1719 2004 PO 1 138 2,26 1 ‐0,95 69 2 1,78 69 27
PC‐170504 BELVISTA 1442 2009 PC 1 58 2,07 2 0,43 1 81 8,98 56 0,5
PC‐170551 RECULUTA L231 2009 PC 1 45 2,06 2 0,46 1 83 10,34 51 0,1
PO‐232107 SÃO FERNANDO TORDO 7885 2008 PO 1 22 1,97 2 1,46 38 99 7,64 36 1
ES‐IA‐512 RV STOCKER 6662 2006 ES 2 26 1,92 3 ‐0,41 32 17 8,48 40 0,5
LA‐2402 GUATAMBU T1057 (HH) TOTAL 1997 LA 1 22 1,88 3 ‐0,44 39 16 9,01 38 0,5
PO‐233524 NOVA AURORA/ANJO DA GUARDA 1862 2007 PO 1 28 1,82 3 ‐0,37 41 20 10,60 41 0,1
LA‐3437 RECREIO T867(HH) 2001 LA 1 361 1,73 4 0,21 59 65 5,01 80 5
PC‐151985 DO BOLSO E47 2005 PC 1 66 1,66 5 0,56 57 88 5,83 57 3
PC‐164365 SANTA MARIA 860851 2007 PC 1 48 1,66 5 0,51 53 85 3,81 52 10
PC‐168671 SANTA MARIA 560866 2008 PC 1 96 1,61 5 0,28 64 71 3,04 64 16
ES‐IA‐445 ALABAMA 8350 1998 ES 3 70 1,60 5 0,02 59 49 ‐4,00 58 90
ES‐IA‐442 FORC 29 F BOOMER 18L 2002 ES 12 420 1,60 5 ‐0,09 80 40 1,18 82 34
ES‐IA‐564 STAR KCL BREAKOUT 3T ET 2007 ES 2 139 1,47 7 0,87 69 97 2,57 69 19
PO‐235091 GAP 1721 CHARRÚA 2008 PO 2 20 1,43 8 0,02 34 49 3,11 35 15
PC‐167016 RECULUTA K170 2008 PC 3 346 1,32 9 0,36 80 77 ‐0,40 80 54
LA‐4052 SANTA MARIA 170881 2003 LA 1 22 1,25 10 1,47 36 99 6,70 37 1
PC‐163969 DON ANGELICO D066 2007 PC 1 30 1,24 11 ‐0,09 1 40 3,35 43 13
ES‐IA‐508 WLB GLOBAL 72M50S 2006 ES 8 58 1,20 11 0,29 50 71 1,68 55 28
PX411983 ANCARES GODUNOV 3726 2002 ES 1 29 1,15 12 0,93 39 98 5,63 42 3
PC‐173065 BELVISTA 1514 2009 PC 1 26 1,15 13 0,56 1 88 8,73 43 0,5
PC‐173123 IRAPUA 9055 2009 PC 1 21 1,14 13 ‐0,18 35 33 3,12 36 15
PC‐172754 SANTA MARIA 765949 2009 PC 1 44 1,11 13 1,34 50 99 5,30 50 4
ES‐IA‐501 CC CX UNITED 52S ET 2006 ES 4 76 1,05 15 0,67 21 92 3,73 59 11
LA‐3645 SANTA MARIA K566 2001 LA 1 33 1,02 15 0,36 45 77 4,74 45 6
PC‐151200 IRAPUA 843721 2005 PC 1 30 1,00 16 0,31 47 73 ‐1,81 45 71
PC‐168595 SANTA MARIA 476640 2008 PC 1 50 1,00 16 0,63 52 91 4,36 52 7
PC‐166669 IRAPUA 7120 2008 PC 1 35 0,99 16 ‐0,27 46 27 7,87 45 0,5
LA‐4563 SANTA MARIA 360087 2005 LA 2 94 0,92 18 ‐0,71 64 6 ‐0,01 63 49
PC‐171257 ASP 9049 PONTAÇO SP 4064 2009 PC 1 48 0,90 18 ‐0,43 53 16 5,56 53 3
PO‐214561 CB BOLSO KEYNOTE 829 1996 PO 3 64 0,88 19 ‐0,8 57 4 ‐5,02 57 95
PC‐159360 CABECEIRA D705 2006 PC 1 21 0,88 19 0,04 39 52 4,24 39 8
PC‐166675 SJ E010 2008 PC 1 322 0,86 20 ‐0,02 12 46 2,36 79 21
PC‐163977 SANTA MARIA 859768 2007 PC 1 45 0,70 24 0,55 52 87 5,06 51 5
PC‐151696 SANTA MARIA 359725 2005 PC 1 20 0,69 24 0,69 33 93 4,61 35 6
PC‐148611 RECULUTA G152 2004 PC 1 38 0,62 27 ‐0,16 1 35 1,33 49 32
PC‐164930 BELVISTA 1134 2006 PC 1 49 0,62 27 0,15 1 61 2,70 52 18
PO‐223553 SÃO FERNANDO VICTOR 7507 2003 PO 1 52 0,56 29 ‐0,1 31 39 3,03 53 16
ES‐IA‐516 SATUR FORC BOOMER 3697 2006 ES 1 70 0,54 29 0,51 57 85 5,98 58 2
PC‐164176 IRAPUA 7742 2007 PC 1 24 0,52 30 0,14 42 60 ‐3,66 41 88
PC‐152293 ALVORADA E283 2005 PC 2 65 0,50 31 ‐0,1 57 39 6,65 57 1
PC‐152750 CATY D347 2004 PC 1 81 0,49 31 ‐0,25 61 28 6,46 61 2
PC‐126165 RECREIO N440 (NOBRE) 1998 PC 7 57 0,49 31 ‐0,2 56 31 2,95 55 16
ES‐IA‐539 SATUR FORC BOOMER ‐ 3509 GRAN BIFE 2005 ES 2 31 0,49 31 0,45 13 82 2,68 43 18
PO‐228119 SÃO FERNANDO SF RIVAL 7719 2006 PO 1 102 0,46 32 0,32 62 74 4,60 64 6
ES‐IA‐568 HORMIGA CAUDILLO 7 2008 ES 2 44 0,38 35 1,28 50 99 5,22 50 4
PC‐176394 BELVISTA 1618 2010 PC 1 21 0,31 38 ‐0,23 1 29 ‐3,33 39 85
PC‐151805 RECULUTA H003 2005 PC 1 36 0,30 38 ‐0,65 1 7 4,69 47 6
PC‐167567 IRAPUA 7144 2008 PC 1 25 0,21 42 0,75 40 94 3,06 40 15
ES‐IA‐565 MCCOY 55MABSOLUTE 49S 2006 ES 3 52 0,21 42 ‐1,1 53 1 4,70 53 6
PC‐158214 IRAPUA 8428 2006 PC 1 23 0,19 42 ‐0,76 38 4 3,78 38 11
PC‐162845 SANTA MARIA 860882 2007 PC 1 29 0,19 42 ‐0,25 42 28 1,34 42 32
PO‐234921 SÃO FERNANDO SF BASIC 7939 2009 PO 1 24 0,19 43 ‐0,05 38 44 ‐0,26 40 52
PO‐228897 GAP 1509 ALABAMA 2006 PO 2 59 0,18 43 0,24 55 68 5,33 55 4
Î Ī GĜÍ ĖGÎ Ĭ Ĩ ĜI Î HÍ GHFĜGĜ
QUALIFICAÇÃO GENÉTICA (IQG) FAVORÁVEL
A
N
O
N
A
S
C
LIVRO
REBANHOS
FILHOS
IQG %
Peso ao Nascer (Kg) Peso a Desmama (Kg)
___________
Pág: 33 RELATÓRIO DE AVALIAÇÃO GENÉTICA PAMPAPLUS / EMBRAPA 2014ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE HEREFORD E BRAFORD
www.abhb.com.br
GĜĨ % DEP ACC % DEP ACC % DEP ACC % DEP ACC % DEP ACC % DEP ACC %
4,63 2 22,49 51 0,1 13,35 51 0,1 0,14 33 26 0,34 54 0,5 0,32 51 0,1 0,07 46 24
4,57 2 15,17 38 0,1 5,06 38 5 1,32 24 0,1 0,12 42 18 0,00 13 53 ‐0,17 35 96
3,77 5 10,72 30 1 6,85 30 2 1,13 21 0,1 0,20 34 6 0,15 11 8 0,23 27 1
5,34 1 14,96 35 0,1 7,03 35 1 0,30 36 10 0,30 40 1 0,24 37 1 0,11 32 15
5,37 1 10,63 64 1 8,17 64 0,5 0,13 49 27 0,16 67 10 0,09 57 19 ‐0,43 61 99
4,31 3 14,13 45 0,1 8,86 45 0,5 0,19 31 20 ‐0,03 49 58 0,11 46 16 0,04 42 36
3,36 7 14,42 40 0,1 6,25 40 2 0,75 27 0,5 0,17 43 9 0,19 40 3 0,35 36 0,1
3,16 8 10,81 34 1 7,09 33 1 0,31 18 10 0,18 39 8 0,10 36 17 ‐0,45 31 99
2,30 15 15,58 42 0,1 6,32 42 2 0,67 31 0,5 0,13 45 15 0,05 42 34 0,23 37 1
3,82 5 9,84 13 1 2,57 13 21 0,31 8 9 0,41 14 0,1 0,11 3 16 ‐0,08 3 80
3,97 4 11,95 45 0,5 1,47 45 32 0,35 11 7 0,11 48 19 0,09 45 21 ‐0,21 40 98
4,39 3 12,78 79 0,5 5,30 79 5 0,14 69 27 0,04 80 38 0,14 79 9 0,04 76 35
1,76 21 13,22 46 0,5 7,60 46 1 0,71 48 0,5 ‐0,05 49 65 0,00 46 52 ‐0,09 42 81
4,96 1 7,38 51 5 2,03 51 26 0,18 26 21 0,12 54 18 0,00 51 51 0,05 45 32
2,32 15 8,73 55 2 5,65 55 4 0,55 40 1 0,17 57 10 0,06 55 29 0,11 50 15
2,01 18 3,24 60 23 5,06 59 5 0,93 48 0,1 0,23 64 3 ‐0,02 40 59 ‐0,38 45 99
6,43 0,5 3,71 79 20 2,53 79 21 ‐0,06 68 56 0,08 81 28 0,05 76 32 ‐0,14 72 92
2,54 13 10,30 61 1 6,79 61 2 ‐0,01 41 48 0,06 64 33 ‐0,02 60 58 0,02 56 40
2,18 16 9,27 35 2 7,72 35 1 ‐0,09 29 61 0,20 38 5 ‐0,06 1 72 ‐0,03 1 62
2,67 12 5,45 77 11 5,85 76 3 ‐0,32 69 88 0,32 78 1 0,28 19 0,5 0,15 17 6
4,65 2 6,72 35 6 0,93 35 38 0,13 16 28 0,13 38 15 0,14 35 9 ‐0,01 2 54
3,14 8 12,57 46 0,5 9,40 46 0,5 ‐0,69 31 99 0,02 50 44 ‐0,07 47 77 ‐0,15 42 92
2,94 10 3,71 46 20 ‐0,36 46 54 0,35 27 7 0,19 51 7 0,11 48 15 ‐0,17 43 96
1,80 21 5,94 43 9 ‐0,40 43 54 0,58 20 1 0,31 47 1 0,25 43 1 0,18 39 4
3,86 4 7,37 40 5 1,19 40 35 0,10 17 31 ‐0,05 43 66 0,03 40 40 0,23 36 1
2,18 17 6,66 33 6 5,35 33 4 0,25 10 14 0,00 36 51 0,08 3 23 0,24 2 1
3,39 7 3,32 23 22 ‐2,88 23 81 0,43 24 4 0,28 26 1 0,15 23 8 0,09 20 20
1,54 24 5,75 50 10 1,74 50 29 0,14 32 27 0,20 54 6 0,26 51 1 ‐0,04 46 65
3,38 7 6,07 38 8 3,01 38 17 ‐0,06 9 56 0,07 42 30 0,04 39 36 0,07 26 25
4,29 3 1,44 41 37 1,72 40 29 0,44 24 3 ‐0,08 46 75 ‐0,10 38 84 ‐0,10 39 85
3,34 7 5,33 41 11 0,40 41 44 0,15 19 25 0,00 44 51 0,07 41 25 0,14 36 8
1,75 22 5,03 35 13 ‐3,58 34 87 0,80 27 0,1 0,11 39 19 0,08 1 22 ‐0,20 32 97
0,80 36 6,24 59 8 7,59 59 1 ‐0,02 31 50 0,04 65 37 ‐0,02 62 59 ‐0,06 58 72
0,75 36 6,96 36 6 4,69 36 7 0,29 22 11 0,15 42 13 0,22 39 2 0,06 35 29
2,85 10 5,97 43 9 6,53 43 2 ‐0,14 42 68 ‐0,06 47 69 ‐0,07 44 76 ‐0,18 39 96
0,54 40 4,73 38 14 3,16 37 16 0,31 26 9 0,14 40 13 ‐0,04 1 65 0,02 1 42
4,24 3 2,22 65 31 ‐1,51 65 68 0,02 48 43 0,07 67 30 0,06 65 28 ‐0,07 61 76
3,04 9 4,07 45 18 ‐1,48 45 67 0,02 16 43 0,09 49 23 0,08 45 24 0,01 41 47
2,40 14 3,41 35 22 ‐1,06 35 62 0,47 24 3 0,09 39 24 0,06 36 28 0,17 31 5
‐2,14 82 9,30 49 2 8,05 48 1 0,17 37 23 0,05 53 36 0,04 50 37 0,10 45 16
1,53 25 3,32 53 22 2,31 53 23 0,29 44 11 ‐0,05 57 66 ‐0,02 54 60 0,10 50 16
3,62 5 4,09 47 18 0,25 47 46 0,23 33 16 ‐0,16 52 90 ‐0,14 49 92 0,18 44 3
2,28 15 10,38 55 1 4,87 54 6 0,44 42 3 ‐0,36 57 99 0,00 1 52 0,00 1 48
1,84 20 ‐2,66 32 72 ‐1,51 32 68 0,50 20 2 0,09 35 24 0,06 30 28 ‐0,08 27 77
1,20 29 5,70 54 10 0,77 53 40 0,06 37 37 0,06 57 32 ‐0,05 1 71 0,09 1 18
1,35 27 4,96 38 13 ‐0,17 38 52 0,28 37 12 ‐0,04 44 64 0,03 41 41 0,04 36 36
1,02 32 6,81 57 6 3,16 57 16 ‐0,43 45 95 0,05 62 35 0,01 49 49 0,20 55 2
1,12 30 1,80 38 34 ‐2,41 38 77 0,25 22 14 0,11 42 19 0,08 39 22 ‐0,21 35 98
0,99 33 4,46 58 15 3,12 58 16 ‐0,23 46 80 0,02 62 45 0,06 59 31 ‐0,20 55 98
0,49 41 4,39 1 16 1,11 1 36 0,18 1 21 0,13 1 16 ‐0,05 1 70 ‐0,02 1 56
0,75 36 ‐0,51 12 54 1,21 12 35 0,35 11 7 ‐0,04 13 62 0,00 12 52 ‐0,06 12 74
‐1,03 67 4,95 45 13 3,48 45 13 ‐0,23 31 79 0,17 48 9 0,16 45 6 ‐0,18 41 96
‐4,28 97 4,65 28 14 8,79 28 0,5 0,41 20 4 0,03 31 42 0,09 3 20 ‐0,03 25 62
1,81 21 2,73 13 27 ‐1,83 13 71 ‐0,06 11 56 ‐0,06 15 69 ‐0,12 13 89 ‐0,01 11 52
2,48 13 0,65 40 44 ‐4,11 40 90 0,10 4 32 ‐0,09 45 76 ‐0,07 41 77 ‐0,18 37 96
0,12 47 3,07 37 24 1,97 37 26 ‐0,35 18 91 0,12 40 17 ‐0,05 37 69 0,04 32 36
0,84 35 0,10 5 49 ‐0,05 5 50 ‐0,01 3 49 0,04 6 38 ‐0,07 5 76 ‐0,01 5 52
1,29 28 ‐0,85 53 57 ‐7,27 53 99 ‐0,05 29 54 0,29 56 1 0,19 1 4 0,11 37 14
ĜŒPǾÞPÞǾMFŎǾŐŎǾMÕ
(1‐5)
Pigmentação Ocular
(1‐5)
Total
Materno
Peso ao Sobreano
(Kg)
Ganho Pós‐Desmama
(Kg/345dias)
Circuferência
Escrotal ao Sobreano
(cm)
Musculatura
(1‐5)
Hereford por PDD
___________
Pág: 34 RELATÓRIO DE AVALIAÇÃO GENÉTICA PAMPAPLUS / EMBRAPA 2014ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE HEREFORD E BRAFORD
www.abhb.com.br
___________
Pág: 35 RELATÓRIO DE AVALIAÇÃO GENÉTICA PAMPAPLUS / EMBRAPA 2014ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE HEREFORD E BRAFORD
www.abhb.com.br
Hereford por TM
___________
Pág: 36 RELATÓRIO DE AVALIAÇÃO GENÉTICA PAMPAPLUS / EMBRAPA 2014ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE HEREFORD E BRAFORD
www.abhb.com.br
___________
Pág: 37 RELATÓRIO DE AVALIAÇÃO GENÉTICA PAMPAPLUS / EMBRAPA 2014ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE HEREFORD E BRAFORD
www.abhb.com.br
Hereford por PS
___________
Pág: 38 RELATÓRIO DE AVALIAÇÃO GENÉTICA PAMPAPLUS / EMBRAPA 2014ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE HEREFORD E BRAFORD
www.abhb.com.br
___________
Pág: 39 RELATÓRIO DE AVALIAÇÃO GENÉTICA PAMPAPLUS / EMBRAPA 2014ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE HEREFORD E BRAFORD
www.abhb.com.br
Hereford por GPD
___________
Pág: 40 RELATÓRIO DE AVALIAÇÃO GENÉTICA PAMPAPLUS / EMBRAPA 2014ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE HEREFORD E BRAFORD
www.abhb.com.br
___________
Pág: 41 RELATÓRIO DE AVALIAÇÃO GENÉTICA PAMPAPLUS / EMBRAPA 2014ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE HEREFORD E BRAFORD
www.abhb.com.br
Hereford por PE
___________
Pág: 42 RELATÓRIO DE AVALIAÇÃO GENÉTICA PAMPAPLUS / EMBRAPA 2014ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE HEREFORD E BRAFORD
www.abhb.com.br
DEP % DEP ACC % DEP ACC % DEP ACC % DEP ACC % DEP ACC % DEP ACC %
4,57 2 15,17 38 0,1 5,06 38 5 1,32 24 0,1 0,12 42 18 0,00 13 53 ‐0,17 35 96
3,77 5 10,72 30 1 6,85 30 2 1,13 21 0,1 0,20 34 6 0,15 11 8 0,23 27 1
2,01 18 3,24 60 23 5,06 59 5 0,93 48 0,1 0,23 64 3 ‐0,02 40 59 ‐0,38 45 99
2,30 15 15,58 42 0,1 6,32 42 2 0,67 31 0,5 0,13 45 15 0,05 42 34 0,23 37 1
‐2,11 82 0,14 28 49 ‐2,12 28 74 0,49 11 2 0,03 37 43 0,11 33 15 0,22 29 2
‐2,10 82 ‐2,65 51 72 2,04 51 26 0,40 24 5 0,04 56 39 0,01 39 48 0,04 35 36
2,94 10 3,71 46 20 ‐0,36 46 54 0,35 27 7 0,19 51 7 0,11 48 15 ‐0,17 43 96
1,12 30 1,80 38 34 ‐2,41 38 77 0,25 22 14 0,11 42 19 0,08 39 22 ‐0,21 35 98
‐3,46 93 ‐1,66 56 64 ‐4,21 56 90 0,18 41 22 ‐0,14 61 88 ‐0,19 58 97 0,25 53 1
0,49 41 4,39 1 16 1,11 1 36 0,18 1 21 0,13 1 16 ‐0,05 1 70 ‐0,02 1 56
1,02 32 ‐3,46 45 78 4,21 45 9 0,15 29 24 ‐0,05 48 67 ‐0,11 23 88 ‐0,30 1 99
1,54 24 5,75 50 10 1,74 50 29 0,14 32 27 0,20 54 6 0,26 51 1 ‐0,04 46 65
1,70 22 ‐2,28 40 70 ‐0,82 40 59 0,07 19 36 ‐0,07 44 71 ‐0,04 41 68 ‐0,25 25 99
1,20 29 5,70 54 10 0,77 53 40 0,06 37 37 0,06 57 32 ‐0,05 1 71 0,09 1 18
Estrutura Corporal
(1‐5)
Pigmentação Ocular
(1‐5)
Total
Materno
Peso ao Sobreano
(Kg)
Ganho Pós‐Desmama
(Kg/345dias)
Circuferência
Escrotal ao Sobreano
(cm)
Musculatura
(1‐5)
___________
Pág: 43 RELATÓRIO DE AVALIAÇÃO GENÉTICA PAMPAPLUS / EMBRAPA 2014ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE HEREFORD E BRAFORD
www.abhb.com.br
FOTO REBANHO BRAFORD
___________
Pág: 41 RELATÓRIO DE AVALIAÇÃO GENÉTICA PAMPAPLUS / EMBRAPA 2014ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE HEREFORD E BRAFORD
www.abhb.com.br
RELATÓRIO DE
AVALIAÇÃO GENÉTICA
DA RAÇA
BRAFORD
Braford por nome
___________
Pág: 46 RELATÓRIO DE AVALIAÇÃO GENÉTICA PAMPAPLUS / EMBRAPA 2014ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE HEREFORD E BRAFORD
www.abhb.com.br
DEP % DEP ACC % DEP ACC % DEP ACC % DEP ACC % DEP ACC % DEP ACC % DEP ACC %
1,14 30 ‐2,9 44 75 ‐5,83 43 97 ‐0,13 24 67 ‐0,03 46 60 ‐0,03 44 62 ‐0,14 49 3 ‐0,05 40 69
‐0,51 58 ‐0,2 37 52 3,96 37 10 ‐0,44 8 95 0,18 47 8 0,06 43 29 ‐0,06 50 20 ‐0,11 40 86
1,51 25 6,6 44 7 2,52 44 21 ‐0,53 17 98 0,04 48 37 0,01 44 48 0,02 51 61 0,23 41 1
2,99 9 12,1 64 0,5 3,12 63 16 0,39 35 5 0,22 70 4 0,03 64 39 0,00 72 50 0,12 64 11
‐2,99 90 ‐1,5 67 63 ‐0,10 66 51 0,17 41 22 ‐0,10 70 78 0,08 66 22 0,09 72 88 ‐0,14 64 92
‐2,27 84 ‐1,5 4 63 1,30 4 34 ‐0,23 1 80 0,07 8 28 ‐0,04 7 66 0,04 9 70 ‐0,07 6 75
‐1,52 74 1,0 54 41 1,93 54 27 ‐0,32 40 88 0,29 59 1 0,21 56 2 0,01 61 56 0,06 52 28
‐1,34 71 3,2 37 23 3,26 37 15 ‐0,18 20 74 0,21 44 5 0,28 41 0,5 ‐0,11 47 7 0,07 38 25
‐1,42 73 ‐0,1 40 51 2,58 39 20 0,05 14 39 ‐0,01 43 54 ‐0,04 40 66 ‐0,06 46 20 0,24 36 1
‐0,75 62 0,1 20 49 1,99 20 26 ‐0,21 1 77 ‐0,04 30 63 ‐0,08 27 80 ‐0,06 33 19 ‐0,08 23 80
‐0,44 57 0,0 16 50 0,22 16 47 0,08 1 35 ‐0,06 18 69 ‐0,04 16 68 0,00 20 52 0,00 13 49
8,41 0,1 ‐3,6 64 79 ‐6,81 63 98 0,12 19 29 0,27 66 2 0,03 12 41 0,05 13 75 0,10 12 15
0,02 49 ‐3,4 27 78 ‐3,28 27 84 ‐0,18 11 74 ‐0,19 29 93 ‐0,01 26 57 0,05 31 77 ‐0,07 22 76
‐4,39 97 ‐1,7 36 64 1,07 36 36 ‐0,25 17 82 ‐0,02 39 56 ‐0,13 36 91 ‐0,15 41 2 ‐0,05 32 67
1,30 28 ‐3,9 42 81 ‐2,85 41 81 0,09 18 33 0,10 45 23 0,10 42 18 0,04 48 69 0,04 38 35
‐1,28 71 7,2 24 5 7,03 24 1 ‐0,17 16 72 0,23 30 4 0,16 28 6 0,08 33 87 0,11 24 14
‐5,29 99 ‐1,9 69 66 ‐4,66 69 93 ‐0,34 55 90 0,06 71 34 0,04 66 36 ‐0,04 73 31 ‐0,16 66 95
‐5,54 99 3,7 33 20 8,97 33 0,5 ‐0,51 14 97 0,05 37 35 ‐0,02 34 59 0,04 39 71 ‐0,08 31 77
‐0,98 66 4,3 46 16 4,16 46 9 0,39 24 5 0,03 49 42 ‐0,04 46 66 0,08 51 86 0,19 42 3
0,21 46 1,5 50 37 1,60 50 30 0,30 35 10 0,10 55 21 0,18 52 4 0,09 58 90 ‐0,18 48 96
‐2,49 86 ‐10,2 38 99 ‐9,85 38 99 0,03 22 42 ‐0,17 42 92 ‐0,15 38 94 0,07 44 85 0,05 34 33
‐2,02 81 ‐11,7 39 99 ‐0,25 38 53 ‐0,15 16 70 0,04 41 39 0,05 38 32 0,09 44 89 ‐0,04 34 66
‐2,24 83 ‐12,5 40 99 0,20 40 47 0,10 20 31 0,08 44 28 0,05 41 32 ‐0,09 47 11 0,11 37 13
0,91 34 6,2 8 8 11,05 8 0,1 0,20 3 19 0,17 10 9 0,10 9 18 0,13 11 96 ‐0,15 8 93
1,50 25 10,2 12 1 4,24 12 9 0,67 7 0,5 0,06 13 32 0,03 12 39 0,03 13 68 ‐0,08 10 77
0,22 45 2,0 15 33 1,64 15 30 0,24 11 15 0,16 16 10 0,11 15 15 0,17 16 99 ‐0,01 14 56
2,58 13 2,0 3 32 ‐4,37 3 91 0,39 2 5 0,11 3 20 0,02 3 45 ‐0,08 4 13 0,17 2 4
2,79 11 ‐5,1 58 88 ‐7,62 57 99 ‐0,02 37 50 ‐0,08 61 74 ‐0,10 57 84 ‐0,05 63 27 0,07 54 25
‐2,78 88 ‐0,9 38 58 5,30 38 5 ‐0,47 25 96 ‐0,03 43 58 0,01 40 47 ‐0,09 46 10 ‐0,11 36 86
‐0,32 55 7,2 34 5 5,93 34 3 0,19 21 20 0,10 39 22 0,04 36 36 ‐0,14 42 3 0,10 32 15
‐1,56 75 ‐1,0 50 58 4,58 50 7 ‐0,35 31 90 0,06 53 32 0,03 50 40 0,01 55 53 ‐0,01 46 53
‐4,16 96 2,7 49 27 5,07 49 5 0,08 40 35 0,21 55 5 0,09 52 21 0,02 57 59 0,17 47 4
2,83 10 ‐2,4 58 70 ‐5,81 58 96 0,67 39 0,5 0,21 63 5 0,24 60 1 ‐0,06 65 21 ‐0,12 56 89
1,85 20 1,5 85 36 ‐0,69 85 58 0,39 77 5 0,18 87 8 0,15 85 7 0,03 87 67 ‐0,09 83 81
‐1,08 67 4,6 67 14 0,67 67 41 0,37 47 6 0,04 70 39 0,06 68 28 0,00 72 51 0,01 65 47
2,04 18 5,1 54 12 ‐4,73 54 93 0,09 24 33 0,07 57 31 0,03 54 38 0,04 59 70 ‐0,02 50 58
‐3,53 94 ‐5,9 45 91 ‐2,82 45 81 ‐0,48 26 96 0,04 49 37 0,01 35 46 0,05 52 74 0,00 42 48
‐2,94 90 1,5 57 37 2,60 57 20 ‐0,44 36 95 0,14 61 14 0,13 58 11 0,07 63 81 ‐0,14 54 91
‐0,25 54 ‐3,0 33 75 ‐0,77 33 59 0,11 19 31 ‐0,04 42 63 ‐0,08 39 79 ‐0,07 45 18 ‐0,21 35 98
‐3,67 94 ‐10,7 61 99 ‐9,24 61 99 ‐1,05 46 99 0,06 65 31 0,06 62 30 0,02 67 63 0,02 58 43
‐2,60 87 ‐4,6 64 85 ‐4,13 63 90 ‐0,89 51 99 ‐0,03 67 61 ‐0,02 65 61 0,09 69 88 0,01 61 45
‐0,19 53 0,9 50 42 ‐0,20 50 52 0,00 35 47 0,02 56 44 0,10 53 18 0,23 58 99 ‐0,32 49 99
0,54 40 7,3 47 5 11,16 47 0,1 0,33 34 8 0,30 55 1 0,17 52 5 0,09 57 89 0,16 47 6
‐0,14 52 ‐0,8 37 57 ‐1,78 37 71 0,30 20 10 ‐0,02 40 57 ‐0,08 37 79 0,00 42 50 ‐0,14 33 92
1,31 28 3,2 69 23 1,96 69 26 0,57 50 1 0,08 72 26 0,11 70 15 0,12 74 95 0,00 66 48
0,60 39 9,6 53 1 6,92 53 1 0,83 17 0,1 ‐0,13 56 85 ‐0,12 53 89 0,11 58 94 ‐0,04 48 65
‐0,86 64 ‐2,5 65 71 ‐0,34 65 54 ‐0,35 29 90 0,17 68 9 0,18 65 4 ‐0,01 70 44 0,04 62 36
4,27 3 6,4 46 7 7,02 46 1 0,09 34 32 0,06 50 31 0,14 46 9 ‐0,31 53 0,1 0,08 43 22
Pigmentação
Ocular (1‐5)
Tamanho
Umbigo/Prepúcio
(1‐5)
Total
Materno
Peso ao
Sobreano (Kg)
Ganho Pós‐
Desmama
(Kg/345dias)
Circuferência
Escrotal ao
Sobreano (cm)
Musculatura
(1‐5)
Estrutura
Corporal (1‐5)
___________
Pág: 47 RELATÓRIO DE AVALIAÇÃO GENÉTICA PAMPAPLUS / EMBRAPA 2014ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE HEREFORD E BRAFORD
www.abhb.com.br
___________
Pág: 48 RELATÓRIO DE AVALIAÇÃO GENÉTICA PAMPAPLUS / EMBRAPA 2014ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE HEREFORD E BRAFORD
www.abhb.com.br
Braford por nome
___________
Pág: 49 RELATÓRIO DE AVALIAÇÃO GENÉTICA PAMPAPLUS / EMBRAPA 2014ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE HEREFORD E BRAFORD
www.abhb.com.br
Braford por nome
___________
Pág: 50 RELATÓRIO DE AVALIAÇÃO GENÉTICA PAMPAPLUS / EMBRAPA 2014ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE HEREFORD E BRAFORD
www.abhb.com.br
___________
Pág: 51 RELATÓRIO DE AVALIAÇÃO GENÉTICA PAMPAPLUS / EMBRAPA 2014ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE HEREFORD E BRAFORD
www.abhb.com.br
___________
Pág: 52 RELATÓRIO DE AVALIAÇÃO GENÉTICA PAMPAPLUS / EMBRAPA 2014ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE HEREFORD E BRAFORD
www.abhb.com.br
Braford por nome
___________
Pág: 53 RELATÓRIO DE AVALIAÇÃO GENÉTICA PAMPAPLUS / EMBRAPA 2014ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE HEREFORD E BRAFORD
www.abhb.com.br
___________
Pág: 54 RELATÓRIO DE AVALIAÇÃO GENÉTICA PAMPAPLUS / EMBRAPA 2014ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE HEREFORD E BRAFORD
www.abhb.com.br
Braford por nome
___________
Pág: 55 RELATÓRIO DE AVALIAÇÃO GENÉTICA PAMPAPLUS / EMBRAPA 2014ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE HEREFORD E BRAFORD
www.abhb.com.br
___________
Pág: 56 RELATÓRIO DE AVALIAÇÃO GENÉTICA PAMPAPLUS / EMBRAPA 2014ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE HEREFORD E BRAFORD
www.abhb.com.br
Braford por IQG
___________
Pág: 57 RELATÓRIO DE AVALIAÇÃO GENÉTICA PAMPAPLUS / EMBRAPA 2014ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE HEREFORD E BRAFORD
www.abhb.com.br
___________
Pág: 58 RELATÓRIO DE AVALIAÇÃO GENÉTICA PAMPAPLUS / EMBRAPA 2014ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE HEREFORD E BRAFORD
www.abhb.com.br
Braford por IQG
___________
Pág: 59 RELATÓRIO DE AVALIAÇÃO GENÉTICA PAMPAPLUS / EMBRAPA 2014ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE HEREFORD E BRAFORD
www.abhb.com.br
___________
Pág: 60 RELATÓRIO DE AVALIAÇÃO GENÉTICA PAMPAPLUS / EMBRAPA 2014ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE HEREFORD E BRAFORD
www.abhb.com.br
Braford por IQG
0,48 41 1,05 31 40 1,82 30 28 0,30 27 10 0,24 38 3 0,23 35 1 0,11 40 94 0,06 32 27
1,74 22 1,14 43 40 0,79 43 40 0,07 12 36 ‐0,01 46 55 ‐0,15 42 93 ‐0,06 48 22 ‐0,05 39 68
‐1,78 78 2,86 67 26 4,57 67 7 0,21 52 18 0,19 70 6 0,18 68 4 0,03 72 68 ‐0,09 64 81
‐0,12 51 6,55 60 7 1,54 60 31 0,51 50 2 0,08 63 26 0,11 61 15 0,22 66 99 0,15 56 7
0,67 38 1,78 13 34 0,67 13 41 0,04 13 40 0,13 13 16 ‐0,05 13 71 0,04 13 72 ‐0,08 13 80
‐0,98 66 4,28 46 16 4,16 46 9 0,39 24 5 0,03 49 42 ‐0,04 46 66 0,08 51 86 0,19 42 3
2,52 13 ‐1,14 42 60 ‐2,05 42 74 0,26 20 13 ‐0,01 45 54 0,09 42 20 0,08 48 86 ‐0,16 38 95
‐1,76 77 5,31 47 11 5,32 47 5 0,51 23 2 0,00 51 52 0,07 48 26 ‐0,04 53 31 ‐0,08 44 80
1,24 29 3,95 24 18 1,78 23 28 ‐0,31 4 87 0,15 33 12 0,14 30 9 0,07 36 83 ‐0,01 26 54
0,09 48 ‐0,49 35 54 1,42 35 32 0,31 25 10 0,08 38 26 0,05 35 33 0,00 40 51 0,14 32 9
‐0,09 51 3,60 10 21 1,03 10 37 0,58 8 1 ‐0,02 12 56 0,04 10 37 ‐0,04 13 27 ‐0,11 8 86
‐0,89 65 5,16 15 12 ‐0,49 15 56 0,35 12 7 0,27 15 2 0,34 15 0,1 0,06 15 79 0,09 14 19
‐0,47 57 4,58 50 15 2,33 50 23 0,26 26 13 0,06 62 32 0,03 59 40 0,06 64 80 ‐0,09 55 81
0,32 44 3,44 39 22 0,47 39 44 0,03 16 42 0,12 42 18 0,17 16 6 ‐0,10 44 9 ‐0,03 33 61
‐0,88 64 0,83 21 42 1,36 21 33 0,00 18 46 0,30 22 1 0,15 21 8 0,34 23 99 0,01 20 46
‐1,08 67 4,64 67 14 0,67 67 41 0,37 47 6 0,04 70 39 0,06 68 28 0,00 72 51 0,01 65 47
2,04 18 5,10 54 12 ‐4,73 54 93 0,09 24 33 0,07 57 31 0,03 54 38 0,04 59 70 ‐0,02 50 58
0,26 45 2,76 7 26 0,34 7 45 0,29 8 11 0,20 12 6 0,21 10 2 0,10 13 92 ‐0,01 8 54
‐0,35 55 3,77 87 19 1,65 87 30 ‐0,15 77 69 0,17 88 9 0,14 87 9 0,23 89 99 0,00 86 50
‐0,13 52 6,36 73 7 2,91 73 18 0,12 43 28 0,10 75 22 0,10 73 16 ‐0,09 76 10 ‐0,06 70 72
‐0,27 54 0,83 37 42 5,27 37 5 0,22 17 17 ‐0,07 37 71 ‐0,13 34 90 ‐0,09 40 11 ‐0,23 30 99
0,78 36 4,24 38 17 2,31 38 23 ‐0,42 11 94 0,38 44 1 0,12 41 13 ‐0,15 47 2 0,12 36 11
0,32 44 3,38 13 22 2,02 13 26 0,09 8 33 ‐0,04 25 64 0,03 22 40 0,06 23 81 ‐0,01 19 54
0,76 36 0,76 7 43 ‐1,08 7 63 0,22 8 17 0,02 18 44 ‐0,02 16 59 ‐0,03 17 36 ‐0,01 13 53
2,77 11 ‐0,48 2 54 ‐0,01 2 49 ‐0,20 1 77 ‐0,05 2 67 0,06 1 29 ‐0,01 1 46 0,01 1 48
0,43 42 0,30 1 47 0,15 1 48 ‐0,13 1 67 0,23 1 3 0,23 1 1 0,26 1 99 ‐0,01 1 53
1,04 32 0,63 67 44 ‐0,46 66 55 ‐0,08 40 59 0,07 69 28 0,02 1 45 ‐0,02 9 40 ‐0,04 6 64
2,72 11 0,00 35 50 ‐3,39 35 85 0,04 17 40 0,01 38 49 ‐0,01 35 57 ‐0,09 40 10 ‐0,01 31 54
‐1,57 75 0,13 19 49 ‐1,42 19 67 0,66 19 0,5 0,16 21 10 0,10 19 19 0,14 22 97 0,07 18 26
1,51 25 6,64 44 7 2,52 44 21 ‐0,53 17 98 0,04 48 37 0,01 44 48 0,02 51 61 0,23 41 1
‐2,22 83 4,27 86 16 4,05 86 10 0,05 78 39 0,17 88 9 0,13 87 10 0,20 89 99 0,10 85 15
0,01 49 1,93 38 33 1,09 38 36 ‐0,06 28 56 0,04 42 39 ‐0,05 39 69 ‐0,17 45 1 ‐0,02 35 58
5,22 1 ‐6,71 17 94 ‐5,30 17 95 0,12 12 29 0,14 18 14 0,14 17 9 0,11 19 93 ‐0,04 16 66
‐2,29 84 ‐3,38 62 78 10,55 62 0,1 0,30 44 10 0,00 66 49 0,11 63 15 0,08 68 85 ‐0,07 60 75
‐1,34 71 3,24 37 23 3,26 37 15 ‐0,18 20 74 0,21 44 5 0,28 41 0,5 ‐0,11 47 7 0,07 38 25
1,21 29 ‐1,81 14 66 ‐0,87 14 60 0,09 13 33 0,02 16 44 0,13 15 10 ‐0,06 16 20 0,06 15 28
‐0,54 59 3,07 40 24 2,53 40 21 0,08 28 34 0,05 46 35 ‐0,04 43 67 0,22 48 99 0,39 39 0,1
‐1,57 75 3,62 14 20 3,82 14 11 0,07 13 35 0,01 14 47 ‐0,04 14 68 ‐0,06 15 21 0,15 14 7
‐1,29 71 1,55 9 36 2,58 9 20 ‐0,05 2 55 0,08 2 28 0,05 2 31 0,00 2 49 0,07 1 25
1,16 30 0,61 51 44 ‐0,33 51 53 ‐0,55 42 98 0,24 55 3 0,22 52 2 ‐0,17 58 1 0,04 49 35
1,71 22 ‐0,19 23 51 ‐1,08 23 63 ‐0,12 7 65 0,01 26 46 0,04 23 35 0,04 28 71 ‐0,07 20 77
‐0,51 58 ‐0,20 37 52 3,96 37 10 ‐0,44 8 95 0,18 47 8 0,06 43 29 ‐0,06 50 20 ‐0,11 40 86
‐0,05 50 7,01 34 6 0,28 34 46 ‐0,06 11 56 0,11 42 19 0,01 38 46 ‐0,02 44 38 ‐0,15 34 93
‐1,17 69 7,99 14 3 ‐0,87 14 60 0,14 12 27 0,15 14 12 0,06 14 28 0,01 14 58 ‐0,01 13 55
0,51 40 0,47 65 46 1,64 65 30 ‐0,45 47 96 0,10 68 22 ‐0,06 57 73 0,05 62 74 0,12 53 11
‐0,52 58 ‐3,70 61 80 1,40 61 32 0,96 41 0,1 ‐0,09 65 77 ‐0,01 62 56 0,09 67 88 0,04 58 36
1,30 28 ‐3,93 42 81 ‐2,85 41 81 0,09 18 33 0,10 45 23 0,10 42 18 0,04 48 69 0,04 38 35
0,30 44 ‐1,18 41 60 ‐4,03 41 89 0,25 27 14 0,18 46 8 0,23 43 2 0,03 49 66 ‐0,11 40 85
1,82 21 3,20 14 23 ‐1,47 14 67 ‐0,13 7 67 ‐0,16 18 90 ‐0,14 17 93 0,08 19 85 ‐0,10 15 85
DEP % DEP ACC % DEP ACC % DEP ACC % DEP ACC % DEP ACC % DEP ACC % DEP ACC %
Pigmentação
Ocular (1‐5)
Estrutura
Corporal (1‐5)
Tamanho
Umbigo/Prepúc
io (1‐5)
Total
Materno
Peso ao
Sobreano (Kg)
Ganho Pós‐
Desmama
(Kg/345dias)
Circuferência
Escrotal ao
Sobreano (cm)
Musculatura
(1‐5)
___________
Pág: 61 RELATÓRIO DE AVALIAÇÃO GENÉTICA PAMPAPLUS / EMBRAPA 2014ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE HEREFORD E BRAFORD
www.abhb.com.br
___________
Pág: 62 RELATÓRIO DE AVALIAÇÃO GENÉTICA PAMPAPLUS / EMBRAPA 2014ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE HEREFORD E BRAFORD
www.abhb.com.br
Braford por PDD
___________
Pág: 63 RELATÓRIO DE AVALIAÇÃO GENÉTICA PAMPAPLUS / EMBRAPA 2014ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE HEREFORD E BRAFORD
www.abhb.com.br
___________
Pág: 64 RELATÓRIO DE AVALIAÇÃO GENÉTICA PAMPAPLUS / EMBRAPA 2014ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE HEREFORD E BRAFORD
www.abhb.com.br
Braford por TM
___________
Pág: 65 RELATÓRIO DE AVALIAÇÃO GENÉTICA PAMPAPLUS / EMBRAPA 2014ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE HEREFORD E BRAFORD
www.abhb.com.br
___________
Pág: 66 RELATÓRIO DE AVALIAÇÃO GENÉTICA PAMPAPLUS / EMBRAPA 2014ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE HEREFORD E BRAFORD
www.abhb.com.br
Braford por PS
___________
Pág: 67 RELATÓRIO DE AVALIAÇÃO GENÉTICA PAMPAPLUS / EMBRAPA 2014ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE HEREFORD E BRAFORD
www.abhb.com.br
___________
Pág: 68 RELATÓRIO DE AVALIAÇÃO GENÉTICA PAMPAPLUS / EMBRAPA 2014ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE HEREFORD E BRAFORD
www.abhb.com.br
Braford por GPD
___________
Pág: 69 RELATÓRIO DE AVALIAÇÃO GENÉTICA PAMPAPLUS / EMBRAPA 2014ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE HEREFORD E BRAFORD
www.abhb.com.br
___________
Pág: 70 RELATÓRIO DE AVALIAÇÃO GENÉTICA PAMPAPLUS / EMBRAPA 2014ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE HEREFORD E BRAFORD
www.abhb.com.br
Braford por PE
___________
Pág: 71 RELATÓRIO DE AVALIAÇÃO GENÉTICA PAMPAPLUS / EMBRAPA 2014ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE HEREFORD E BRAFORD
www.abhb.com.br
4. TABELA DE TOUROS JOVENS - TOP 1%
O
uso de touros jovens (completando dois anos) que se destacam no relatório de avaliação genética é uma aposta no futuro
confiança no trabalho de seleção que está sendo feito na raça através do Índice Geral de Qualificação Genética do Progra
que aponta esses animais como superiores. Apesar da pouca acurácia do mérito genético desses tourinhos por não ter
filhos ainda avaliados dentro do programa, a tendência genética das características mostra que existe gan
genético de uma geração para outra e portanto, essa nova safra é superior a seus pais. Além disso, a diminuição
i n t e r v a l o d e g e r a ç õ e s p r o p i c i a r á u m i n c r e m e n t o n o p r o g r e s s o g e n é t i c o d o r e b a n h
A tabela abaixo é composta pelos touros nascidos em 2012 das raças Hereford e Braford que possuem avaliação a desma
e ao sobreano com escores máximos para as características de padrão racial, aprumos e características sexuais secundárias.
RELATÓRIO DE TOUROS JOVENS BRAFORD 2014
___________
Pág: 72 RELATÓRIO DE AVALIAÇÃO GENÉTICA PAMPAPLUS / EMBRAPA 2014ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE HEREFORD E BRAFORD
www.abhb.com.br
___________
Pág: 73 RELATÓRIO DE AVALIAÇÃO GENÉTICA PAMPAPLUS / EMBRAPA 2014ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE HEREFORD E BRAFORD
www.abhb.com.br
RELATÓRIO DE TOUROS JOVENS HEREFORD 2014
İ Î Į Ī Î Ĭ ĤÎ IJĜÍ Ĭ Ĩ ĜĪ FĜÍ İ HI Ėİ Ť
1%, ORDENADOS PELO INDICE DE
QUALIFICAÇÃO GENÉTICA (IQG)
NOME
DEP ACC % DEPd ACC % DEP % DEP ACC % DEP ACC %
209 2012 PO 3,69 0,1 1,85 9 99 11,57 9 0,1 7,07 0 21,02 9 0,1 12,02 9 0,1
DO BOLSO L023 2012 PC 3,04 0,5 1,64 8 99 11,40 7 0,1 5,59 1 24,26 4 0,1 17,02 4 0,1
SÃO FERNANDO M PC 0223 2012 PC 3,03 0,5 0,58 9 88 12,88 8 0,1 4,57 2 21,89 8 0,1 14,48 8 0,1
L075 2012 PC 3 0,5 0,97 11 98 13,90 11 0,1 7,15 0 20,35 10 0,1 6,54 10 2
DO BOLSO L051 2012 PC 2,99 0,5 0,90 12 97 15,66 11 0,1 5,87 1 23,62 10 0,1 8,93 10 0,5
TAMANCA I280 2012 PC 2,97 0,5 0,06 15 53 5,11 14 5 6,54 1 14,25 16 0,1 7,75 16 1
L087 2012 PC 2,73 0,5 0,41 11 80 5,40 11 4 2,93 10 14,77 10 0,1 10,53 10 0,1
SANTA MARIA 322496 2012 PC 2,73 0,5 1,14 11 99 8,49 11 0,5 6,36 1 12,56 8 0,5 3,27 8 15
DO BOLSO L029 2012 PC 2,62 0,5 0,16 8 61 8,28 7 0,5 3,99 4 18,52 4 0,1 13,19 4 0,1
SANTA MARIA 338894 2012 PC 2,55 1 1,20 11 99 7,14 10 1 5,87 1 11,04 5 1 3,81 5 11
RECULUTA P038 2012 PC 2,54 1 0,81 1 96 12,65 11 0,1 6,76 1 18,19 11 0,1 4,23 11 9
São Fernando SA Stocker 8281 TE 2012 PO 2,48 1 ‐0,12 8 38 7,18 9 1 4,75 2 14,93 13 0,1 5,55 13 4
I186 2012 PC 2,45 1 ‐0,03 1 45 7,95 13 0,5 6,51 1 16,41 14 0,1 8,76 14 0,5
IRAPUA K097 2012 PC 2,39 1 0,38 12 78 6,88 11 1 5,03 1 13,10 12 0,5 4,80 11 6
SÃO FERNANDO HALEY 8157 2012 PO 2,38 1 1,67 9 99 9,13 8 0,5 4,53 2 12,26 9 0,5 5,20 9 5
São Fernando Saltarín 8287 TE 2012 PO 2,37 1 0,17 4 63 7,01 7 1 4,29 3 19,88 11 0,1 0,53 11 43
DON ANGELICO I034 2012 PC 2,29 1 1,03 8 99 8,22 8 0,5 3,20 8 10,47 9 1 3,81 9 11
São Fernando SA Stocker 8307 TE 2012 PO 2,28 1 ‐0,12 8 38 6,41 9 2 4,41 3 13,26 13 0,5 4,25 13 9
SANTA MARIA 339222 2012 PC 2,25 1 0,30 10 73 6,38 9 2 3,67 5 9,21 7 2 2,76 7 19
SANTA MARIA 338895 2012 PC 2,24 1 0,74 5 94 7,57 4 1 5,34 1 10,19 4 1 4,60 4 7
RECULUTA P130 2012 PC 2,2 1 ‐0,1 1 40 3,01 9 16 2,54 13 13,87 10 0,1 15,2 10 0,1
São Fernando M PC 0227 2012 PC 2,2 1 0,8 3 95 15,19 1 0,1 5,2 1 16,85 4 0,1 3,55 4 13
A
N
O
N
A
S
C
LIVRO
IQG %
Peso ao
Nascer (Kg)
Peso a
Desmama (Kg)
Total
Materno
Peso ao
Sobreano (Kg)
Ganho Pós‐
Desmama
(Kg/345dias)
RELATÓRIO DE TOUROS JOVENS HEREFORD 2014
___________
Pág: 74 RELATÓRIO DE AVALIAÇÃO GENÉTICA PAMPAPLUS / EMBRAPA 2014ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE HEREFORD E BRAFORD
www.abhb.com.br
RELATÓRIO DE TOUROS JOVENS BRAFORD 2014
___________
Pág: 75 RELATÓRIO DE AVALIAÇÃO GENÉTICA PAMPAPLUS / EMBRAPA 2014ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE HEREFORD E BRAFORD
www.abhb.com.br
(1-5)
6. TABELA DE VACAS
___________
Pág: 76 RELATÓRIO DE AVALIAÇÃO GENÉTICA PAMPAPLUS / EMBRAPA 2014ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE HEREFORD E BRAFORD
www.abhb.com.br
través da evolução e maior uso das técnicas reprodutivas como transferência de embriões, fertilização in vitro e
principalmente inseminação artificial, vem ocorrendo, de certa maneira, uma democratização no uso de genética
avaliada e provada nos rebanhos, possibilitando que diversos criatórios tenham acesso a animais com mérito
genético superior usando-os em larga escala, proporcionando progresso genético ao longo dos anos em
características de interesse econômico, como o aumento de peso dos novilhos, aumento no ganho pós desmama,
peso de carcaça, etc.
Com esse cenário cada vez mais aumenta a contribuição das fêmeas de destacado valor no ganho genético
dos rebanhos juntamente com o touro que tem a responsabilidade pela maioria da mudança genética na população
bovina, já que, sabidamente, esse contribui mais por deixar um número muito superior de descendentes em relação à
fêmea.
Na intenção de auxiliar a escolha destas “MATRIZES MELHORADORAS”, esse ano está sendo lançada a lista de fêmeas TOP 5%, onde
estão relacionadas vacas avaliadas pelo PampaPlus, com no mínimo 5 crias avaliadas a desmama, e que estejam classificadas entre as 5%
melhores na população, ou seja, percentil do IQG igual ou superior a 5%.
No gráfico abaixo a posição das matrizes em relação população do PampaPlus.
A
5. TABELA DE GANHADORES DA PAC
A
PAC - Embrapa - Hereford e Braford tem por finalidade auxiliar no melhoramento genético de bovinos de corte, comparando
dentro de um mesmo ambiente de criação, reprodutores de diferentes criatórios do Sul do Brasil, com o escopo de identificar
animais superiores, em termos de genética, avaliando em um único índice uma série de características economicamente im-
portantes para maximizar a produção de carne em sistema de pastejo. O que credencia os animais a participarem da PAC é que
os terneiros devem ser, obrigatoriamente, inscritos em um programa de avaliação genética (PamPlus, Promebo ou Delta G) e
estarem ranqueados entre os 40% superiores na avaliação da desmama. A prova visa minimizar os diferentes efeitos de ambi-
ente e suas interações, de forma a criar condições para que cada reprodutor participante da prova possa demonstrar seu rea
potencial genético. Assim espera-se que o desempenho observado seja proporcional ao mérito genético de cada animal, sendo
que grande parte da superioridade genética é passada para seus descendentes, uma vez que as características avaliadas na PAC
são herdáveis e de magnitudes moderadas a altas. Portanto, essa genética avaliada na PAC é de grande utilidade para produtores
de gado de corte que buscam melhorar o desempenho de seus terneiros e novilhos a campo, seja em raça pura ou em cruzamentos.
RELATÓRIO DE VACAS BRAFORD DESTAQUES COM + 5 FILHOS - 2014
___________
Pág: 78 RELATÓRIO DE AVALIAÇÃO GENÉTICA PAMPAPLUS / EMBRAPA 2014ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE HEREFORD E BRAFORD
www.abhb.com.br
RELATÓRIO DE VACAS HEREFORD DESTAQUES COM + 5 FILHOS - 2014
Ĩ FĜĠÏ Ī Ĩ Ì NOME
DEP ACC % DEPd ACC % DEPM ACC % DEP %
CG‐99064 SAO LUIZ 38‐460 1996 CG 4,436 0,1 0,11 2 58 12,07 3 0,1 ‐0,27 17 56 5,77 1
CG‐101114 RBO SANTA ADELAIDE 38‐512 2003 CG 2,687 0,5 0,30 6 72 6,18 4 2 4,77 25 1 7,86 0,1
CG‐110350 SOSSEGO 38‐7371 2006 CG 2,445 1 0,66 4 92 6,49 3 2 3,27 24 4 6,52 0,5
CG‐122413 PAMPIANO DO SOSSEGO 38‐8920 2004 CG 2,112 2 0,29 8 72 4,76 2 6 6,62 16 0 9,00 0,1
CG‐83832 SANTA PRENDA 38‐B105 2000 CG 2,103 2 ‐0,02 10 46 7,04 3 1 2,07 19 13 5,58 1
CG‐135977 SAO MIGUEL 38‐9552 2006 CG 2,039 2 ‐0,39 18 19 6,00 14 2 3,39 19 3 6,39 0,5
CG‐138383 PAMPIANO DO SOSSEGO 38‐D0055 2008 CG 1,988 2 0,28 17 71 1,90 15 26 7,88 27 0 8,83 0,1
CG‐81846 SANTA PRENDA 38‐A61 2000 CG 1,974 2 0,55 7 87 7,16 3 1 1,30 18 24 4,88 2
CG‐105216 CARCAVIO 38 ‐B296 2003 CG 1,968 2 0,21 1 66 3,39 12 13 6,55 19 0 8,25 0,1
CG‐139139 SANTA PRENDA 38‐D128 2003 CG 1,929 3 0,28 17 71 3,76 12 11 5,17 20 1 7,05 0,1
CG‐91762 SANTA ANA 38‐1910 2003 CG 1,916 3 0,54 9 87 5,67 2 3 2,57 17 8 5,41 1
CG‐109902 SANTA ANA 38‐4062 2004 CG 1,88 3 ‐0,21 20 30 4,97 15 5 3,34 23 4 5,83 1
CG‐137149 BELA VISTA 38‐9921 2006 CG 1,865 3 ‐0,10 1 39 4,76 3 6 2,57 17 8 4,95 1
CG‐110904 SANTA PRENDA 38‐D60 2003 CG 1,861 3 ‐0,25 10 28 4,52 3 7 1,31 18 24 3,57 6
CG‐122342 PAMPIANO DO SOSSEGO 38‐1093 2005 CG 1,819 3 0,33 9 75 2,42 3 21 2,56 17 8 3,77 5
CG‐101199 PAMPIANO DO SOSSEGO 38‐0846 2005 CG 1,789 4 0,45 18 82 3,98 15 9 5,21 19 1 7,20 0,1
CG‐100120 SANTA PRENDA 38‐B132 2001 CG 1,747 4 0,21 16 66 4,64 11 6 3,25 19 4 5,57 1
CG‐124173 SANTA PRENDA 38‐B22 2001 CG 1,659 5 ‐0,17 17 34 2,64 12 19 6,54 20 0 7,86 0,1
CG‐99395 SANTA ANA 38‐5054 2005 CG 1,654 5 0,29 17 71 4,92 15 5 3,44 20 3 5,90 0,5
CG‐92619 BELA VISTA 38‐6213 2001 CG 1,64 5 0,19 1 64 4,69 3 6 3,46 18 3 5,80 1
İ ĒĖĒÏ ĘFÏ Ī ĒÎ Ĭ FÏ Ì Ĩ ĘFI ĒĘĒÏ Í FĤÌ ĠI ĘĠĖF
DE QUALIFICAÇÃO GENÉTICA (IQG)
A
N
O
N
A
S
C
LIVRO
IQG %
Peso ao Nascer
(Kg)
Peso a Desmama
Direto (Kg)
Peso a
Desmama
Materno (Kg)
Total
Materno
TATUAGEM NOME
DEP ACC % DEPd ACC % DEPM ACC % DEP %
PC‐139679 FAZENDA MIMOSA 1116 2000 PC 2,208 1 ‐0,08 9 41 8,29 3 0,5 ‐3,79 17 98 0,35 43
PC‐145369 SANTA MARIA 326216 2002 PC 2,106 2 ‐0,38 9 19 3,38 3 13 3,96 17 2 5,65 1
PC‐145158 SANTA MARIA 215484 2003 PC 3,49 0,1 1,34 10 99 7,92 3 0,5 6,39 19 0 10,34 0,1
PC‐149892 RECULUTA D47 2004 PC 1,975 2 0,53 1 86 5,74 2 3 4,87 16 1 7,74 0,1
PC‐149936 RECULUTA F400 2004 PC 2,526 1 0,54 1 87 4,34 2 8 5,87 16 0 8,04 0,1
PC‐150251 SANTA MARIA 169363 2004 PC 2,842 0,5 0,33 8 75 4,65 2 6 3,16 16 4 5,49 1
PC‐150587 LUZ DE SAO JOAO 401 2004 PC 1,623 5 ‐0,17 10 34 2,77 3 18 5,85 18 0 7,24 0,1
PC‐151083 CABECEIRA B573 2004 PC 2,781 0,5 ‐0,12 9 38 6,13 3 2 5,42 17 1 8,49 0,1
PC‐151370 SJ A991 2004 PC 2,289 1 0,61 4 90 5,62 3 3 3,61 17 3 6,42 0,5
PC‐167410 SANTA MARIA 169448 2004 PC 2,05 2 ‐0,55 8 11 3,41 2 13 2,42 16 10 4,13 3
PC‐151447 SJ B269 2005 PC 1,65 5 ‐0,18 4 33 3,54 3 12 2,05 17 14 3,82 5
PC‐156569 W.H 843857 2005 PC 2,085 2 0,10 9 56 5,00 2 5 ‐3,52 16 97 ‐1,02 67
PC‐150255 SANTA MARIA 188530 2006 PC 1,973 2 0,57 9 88 2,96 2 16 4,18 16 1 5,66 1
PO‐226832 SÃO FERNANDO BRITANNIA8494 2005 PO 1,673 5 0,03 6 50 4,30 3 8 3,53 16 3 5,68 1
PC‐147288 IRAPUA B247 2003 PC 1,605 5 ‐0,04 17 44 4,12 12 9 3,90 19 2 5,96 0,5
PC‐162132 SANTA MARIA 284851 2006 PC 2,003 2 1,32 6 99 6,97 3 1 0,11 18 48 3,59 6
PC‐150214 SANTA MARIA 359557 2005 PC 2,534 1 1,20 7 99 7,34 2 1 2,53 16 9 6,20 0,5
VACAS DESTAQUES ORDENADAS PELO
INDICE DE QUALIFICAÇÃO GENÉTICA (IQG)
A
N
O
N
A
S
C
LIVRO
IQG %
Peso ao Nascer
(Kg)
Peso a Desmama
Direto (Kg)
Total
Materno
Peso a
Desmama
Materno (Kg)
___________
Pág: 79 RELATÓRIO DE AVALIAÇÃO GENÉTICA PAMPAPLUS / EMBRAPA 2014ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE HEREFORD E BRAFORD
www.abhb.com.br
ĜĬ İ ĖĘĜI ĜFHÌ ĜÍ İ Î
DEP ACC % DEP ACC % DEP ACC % DEP ACC % DEP ACC % DEP ACC % DEP ACC %
29,11 17 0,1 20,10 17 0 1,21 12 0 0,39 20 1 0,24 17 1 ‐0,04 22 29 0,00 15 50 CABANHA PEDRO SURREAUX
15,21 29 0,1 1,27 29 34 0,95 22 0 0,37 34 1 0,20 31 3 0,00 36 50 0,16 27 6 ESTANCIA DO SOSSEGO
14,40 27 0,1 2,44 26 22 0,97 20 0 0,42 35 0 0,25 32 1 0,08 37 86 ‐0,02 27 57 ESTANCIA DO SOSSEGO
9,14 7 2 ‐0,69 7 58 0,57 8 1 ‐0,08 8 74 ‐0,17 7 96 0,07 10 83 0,01 6 44 ESTANCIA DO SOSSEGO
11,29 17 1 3,24 17 15 0,38 1 6 0,09 19 25 0,07 17 26 ‐0,07 21 18 0,10 14 17 FAZENDA SANTA PRENDA
10,37 22 1 3,41 22 14 0,36 14 7 0,32 23 1 0,18 22 5 0,00 25 50 ‐0,14 20 92 ESTŽNCIA SŽO MIGUEL
1,95 31 33 ‐4,20 31 90 0,75 28 1 0,26 34 2 0,23 32 1 ‐0,05 37 23 0,18 29 4 ESTANCIA DO SOSSEGO
11,80 13 0,5 6,34 13 2 0,45 4 3 0,03 15 41 0,19 13 4 0,10 17 91 0,00 11 51 FAZENDA SANTA PRENDA
11,37 20 0,5 ‐0,21 19 52 0,39 1 5 0,19 21 7 0,18 20 4 0,20 23 99 0,04 17 35 CARCAVIO
9,32 15 2 ‐0,90 15 61 0,21 8 18 0,04 17 37 0,06 15 30 ‐0,09 18 12 0,00 14 49 FAZENDA SANTA PRENDA
8,46 5 3 2,78 5 19 0,45 1 3 0,22 5 4 0,19 5 3 0,05 6 76 0,00 4 49 AGROPECUARIA SANTA ANA
8,14 24 3 0,74 24 40 0,59 17 1 0,23 26 4 0,22 24 2 ‐0,04 27 28 0,03 22 40 AGROPECUARIA SANTA ANA
9,80 14 1 2,82 14 18 0,59 5 1 0,08 16 26 ‐0,03 14 62 ‐0,02 18 38 ‐0,02 12 57 B. VISTA DO SARANDIZINHO
12,08 14 0,5 7,60 14 1 0,02 8 43 0,17 16 9 0,11 14 16 ‐0,09 18 11 ‐0,16 12 94 FAZENDA SANTA PRENDA
6,32 5 8 3,13 5 16 0,82 4 0 0,17 6 9 0,11 5 14 0,03 7 67 ‐0,08 4 77 ESTANCIA DO SOSSEGO
5,26 20 12 ‐1,31 20 65 0,01 15 44 0,40 21 0 0,33 20 0 0,13 22 96 0,14 18 9 ESTANCIA DO SOSSEGO
9,80 18 1 1,63 18 30 ‐0,11 4 64 0,20 20 6 0,15 18 8 0,03 21 66 ‐0,01 16 55 FAZENDA SANTA PRENDA
6,50 19 7 ‐5,10 19 94 0,13 9 28 0,15 21 13 0,10 19 19 ‐0,04 23 32 0,11 17 13 FAZENDA SANTA PRENDA
7,99 24 3 3,03 24 17 0,29 19 11 ‐0,08 31 73 0,09 29 21 0,02 33 59 ‐0,04 26 65 AGROPECUARIA SANTA ANA
5,23 16 12 ‐1,70 16 70 0,23 6 16 0,26 18 2 0,17 16 5 0,02 20 59 0,19 13 3 B. VISTA DO SARANDIZINHO
Pigmentação
Ocular (1‐5)
Peso ao
Sobreano (Kg)
Ganho Pós‐
Desmama
(Kg/345dias)
Circuferência
Escrotal ao
Sobreano
(cm)
Musculatura
(1‐5)
Estrutura
Corporal (1‐5)
Tamanho
Umbigo/Prepúcio
(1‐5)
DEP ACC % DEP ACC % DEP ACC % DEP ACC % DEP ACC % DEP ACC % DEP ACC %
15,84 14 0,1 16,49 14 0 0,29 9 11 0,33 16 1 0,01 1 50 0,00 1 48 0,00 1 50 ESTANCIA TAMANCA
8,88 14 2 3,01 14 17 0,63 8 1 0,14 16 13 0,08 14 22 ‐0,03 18 33 0,01 10 46 SANTA MARIA
15,85 12 0,1 4,51 12 8 0,43 6 4 0,40 14 0 0,28 12 1 ‐0,04 16 31 0,15 8 7 SANTA MARIA
12,80 10 0,5 2,06 10 25 0,41 8 4 ‐0,01 15 55 0,14 13 10 ‐0,01 17 42 0,05 11 31 RECULUTA
9,46 13 2 1,12 13 36 0,34 1 7 0,31 15 1 0,28 13 1 ‐0,01 17 45 0,24 11 1 RECULUTA
15,72 13 0,1 9,36 13 1 0,47 8 3 0,32 15 1 0,28 13 1 ‐0,01 17 47 0,12 11 12 SANTA MARIA
6,29 7 8 ‐1,16 7 64 0,15 1 25 0,12 12 18 0,11 10 15 0,02 13 59 0,09 8 19 EST LUZ DE SAO JOAO
13,45 14 0,5 3,43 14 14 0,53 12 1 0,30 16 1 ‐0,01 1 54 ‐0,01 1 47 0,01 1 47 ESTANCIA TAMANCA
12,93 17 0,5 3,91 17 11 ‐0,01 12 49 0,25 19 2 0,26 17 1 ‐0,02 21 41 0,17 14 5 FAZENDA SAO JORGE
8,58 7 3 3,54 7 13 0,30 8 10 0,31 8 1 0,07 7 25 ‐0,02 10 42 ‐0,01 6 53 SANTA MARIA
9,95 14 1 5,75 14 3 0,17 8 23 0,12 16 18 0,25 14 1 ‐0,02 18 40 0,00 11 49 FAZENDA SAO JORGE
14,87 11 0,1 18,96 11 0 0,56 11 1 0,12 16 17 ‐0,06 7 73 0,03 18 64 0,35 11 0 FAZENDA IRAPUA
6,95 13 6 1,10 13 36 0,53 11 1 0,28 15 2 0,17 13 6 ‐0,02 17 37 0,13 11 10 SANTA MARIA
7,17 11 5 1,34 11 33 0,36 1 6 0,08 13 26 0,10 11 17 0,02 14 59 0,16 9 6 SAO FERNANDO
7,27 15 5 0,94 15 38 0,22 8 17 0,10 17 22 0,05 13 34 ‐0,06 18 21 ‐0,02 14 58 FAZENDA IRAPUA
11,93 13 0,5 7,80 13 1 0,26 1 14 0,13 15 16 0,08 13 24 ‐0,02 17 41 ‐0,06 11 71 SANTA MARIA
13,28 14 0,5 6,67 14 2 0,24 5 15 0,28 16 1 0,22 14 2 ‐0,01 18 47 0,01 7 47 SANTA MARIA
Pigmentação
Ocular (1‐5)
Peso ao
Sobreano (Kg)
Ganho Pós‐
Desmama
(Kg/345dias)
Circuferência
Escrotal ao
Sobreano
(cm)
Musculatura
(1‐5)
Estrutura
Corporal (1‐5)
ESTABELECIMENTO
Tamanho
Umbigo/Prepúcio
(1‐5)
BRINKS, J. S. Expected progeny differences. Don-Arts Printers, Colorado,1990. 38p
BERTRAND, K.; CUNDIFF, L; GOLDEN, B.; KACHMAN, S. D.; QUAAS, R.; VAN VLECK, D.; WILLIAMS, R. E. National cattle
evaluation. In: BEEF IMPROVEMENT FEDERATION. Guidelines for uniform improvement programs. 8th. ed. Athens, GA,
2002. p. 50-65.
HENDERSON, C. R. Estimation of variance and covariance components. Biometrics, v.9, p. 226-252, 1953.
MISZTAL, I. REMLF90 Manual, 2003. Disponvel em
ftp://nce.ads.uga.edu/pub/ignacy/blupf90/. Acessado em 14 de Janeiro de 2008.
R Development Core Team (2011). R: A language and environment for statistical computing. R Foundation for
Statistical Computing, Vienna, Austria. ISBN 3-900051-07-0, URL http://www.R-project.org/
.SAS Institute Inc., Cary, NC, USA. SAS users guide: basics. 9.13 ed. Cary, 2002-2004.
REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS
___________
___________
Pág: 80 RELATÓRIO DE AVALIAÇÃO GENÉTICA PAMPAPLUS / EMBRAPA 2014ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE HEREFORD E BRAFORD
www.abhb.com.br
Relatório 2014
Relatório 2014

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Jorn apis n. 9 (out-dez)1
Jorn apis n. 9 (out-dez)1Jorn apis n. 9 (out-dez)1
Jorn apis n. 9 (out-dez)1jornapis
 
Sumário de Touros Girolando Resultado do Teste de Progênie 3ª Prova de Pré-Se...
Sumário de Touros Girolando Resultado do Teste de Progênie 3ª Prova de Pré-Se...Sumário de Touros Girolando Resultado do Teste de Progênie 3ª Prova de Pré-Se...
Sumário de Touros Girolando Resultado do Teste de Progênie 3ª Prova de Pré-Se...Rural Pecuária
 
Sumário de Avaliação Genética das Vacas Girolando - Julho/2015
Sumário de Avaliação Genética das Vacas Girolando - Julho/2015Sumário de Avaliação Genética das Vacas Girolando - Julho/2015
Sumário de Avaliação Genética das Vacas Girolando - Julho/2015Rural Pecuária
 
Agenda de manejo propriedade rural 2009
Agenda de manejo propriedade rural 2009Agenda de manejo propriedade rural 2009
Agenda de manejo propriedade rural 2009Thais Lopa
 
Producao de-hortalicas-para-a-agricultura-familiar
Producao de-hortalicas-para-a-agricultura-familiarProducao de-hortalicas-para-a-agricultura-familiar
Producao de-hortalicas-para-a-agricultura-familiarRafaelly Lima
 
Participe da viagem técnica ao Texas, EUA, com o BeefPoint, de 01 a 10 de mar...
Participe da viagem técnica ao Texas, EUA, com o BeefPoint, de 01 a 10 de mar...Participe da viagem técnica ao Texas, EUA, com o BeefPoint, de 01 a 10 de mar...
Participe da viagem técnica ao Texas, EUA, com o BeefPoint, de 01 a 10 de mar...AgroTalento
 
Viagem técnica BeefPoint para Texas, EUA, março 2013 - Roteiro
Viagem técnica BeefPoint para Texas, EUA, março 2013 - RoteiroViagem técnica BeefPoint para Texas, EUA, março 2013 - Roteiro
Viagem técnica BeefPoint para Texas, EUA, março 2013 - RoteiroAgroTalento
 
Sumário Gir Leiteiro 2015
Sumário Gir Leiteiro 2015Sumário Gir Leiteiro 2015
Sumário Gir Leiteiro 2015Rural Pecuária
 
Memória 3º evento apicultura agreste 9.4.15
Memória 3º evento apicultura agreste 9.4.15Memória 3º evento apicultura agreste 9.4.15
Memória 3º evento apicultura agreste 9.4.15Lenildo Araujo
 
Folder Apcbrh
Folder ApcbrhFolder Apcbrh
Folder ApcbrhAPCBRH
 
16 091022 Antonio Neto Beneficios Geneticas Angus
16 091022 Antonio Neto Beneficios Geneticas Angus16 091022 Antonio Neto Beneficios Geneticas Angus
16 091022 Antonio Neto Beneficios Geneticas AngusBeefPoint
 
Jorn apis no-5(out-dez_2012) (1)
Jorn apis no-5(out-dez_2012) (1)Jorn apis no-5(out-dez_2012) (1)
Jorn apis no-5(out-dez_2012) (1)Talicia Marinho
 
abelhas meliponeas do nordeste
abelhas meliponeas do nordesteabelhas meliponeas do nordeste
abelhas meliponeas do nordesteLenildo Araujo
 
Hortaliças catálogo brasileiro
Hortaliças   catálogo brasileiroHortaliças   catálogo brasileiro
Hortaliças catálogo brasileiroOrbélio Mota
 

Mais procurados (19)

Gado leite
Gado leiteGado leite
Gado leite
 
Hortas
HortasHortas
Hortas
 
Jorn apis n. 9 (out-dez)1
Jorn apis n. 9 (out-dez)1Jorn apis n. 9 (out-dez)1
Jorn apis n. 9 (out-dez)1
 
Sumário de Touros Girolando Resultado do Teste de Progênie 3ª Prova de Pré-Se...
Sumário de Touros Girolando Resultado do Teste de Progênie 3ª Prova de Pré-Se...Sumário de Touros Girolando Resultado do Teste de Progênie 3ª Prova de Pré-Se...
Sumário de Touros Girolando Resultado do Teste de Progênie 3ª Prova de Pré-Se...
 
Sumário de Avaliação Genética das Vacas Girolando - Julho/2015
Sumário de Avaliação Genética das Vacas Girolando - Julho/2015Sumário de Avaliação Genética das Vacas Girolando - Julho/2015
Sumário de Avaliação Genética das Vacas Girolando - Julho/2015
 
Agenda de manejo propriedade rural 2009
Agenda de manejo propriedade rural 2009Agenda de manejo propriedade rural 2009
Agenda de manejo propriedade rural 2009
 
Producao de-hortalicas-para-a-agricultura-familiar
Producao de-hortalicas-para-a-agricultura-familiarProducao de-hortalicas-para-a-agricultura-familiar
Producao de-hortalicas-para-a-agricultura-familiar
 
Participe da viagem técnica ao Texas, EUA, com o BeefPoint, de 01 a 10 de mar...
Participe da viagem técnica ao Texas, EUA, com o BeefPoint, de 01 a 10 de mar...Participe da viagem técnica ao Texas, EUA, com o BeefPoint, de 01 a 10 de mar...
Participe da viagem técnica ao Texas, EUA, com o BeefPoint, de 01 a 10 de mar...
 
Viagem técnica BeefPoint para Texas, EUA, março 2013 - Roteiro
Viagem técnica BeefPoint para Texas, EUA, março 2013 - RoteiroViagem técnica BeefPoint para Texas, EUA, março 2013 - Roteiro
Viagem técnica BeefPoint para Texas, EUA, março 2013 - Roteiro
 
Sumário Gir Leiteiro 2015
Sumário Gir Leiteiro 2015Sumário Gir Leiteiro 2015
Sumário Gir Leiteiro 2015
 
90000004 ebook-pdf
90000004 ebook-pdf90000004 ebook-pdf
90000004 ebook-pdf
 
Memória 3º evento apicultura agreste 9.4.15
Memória 3º evento apicultura agreste 9.4.15Memória 3º evento apicultura agreste 9.4.15
Memória 3º evento apicultura agreste 9.4.15
 
JornApis nº5
JornApis nº5JornApis nº5
JornApis nº5
 
Folder Apcbrh
Folder ApcbrhFolder Apcbrh
Folder Apcbrh
 
16 091022 Antonio Neto Beneficios Geneticas Angus
16 091022 Antonio Neto Beneficios Geneticas Angus16 091022 Antonio Neto Beneficios Geneticas Angus
16 091022 Antonio Neto Beneficios Geneticas Angus
 
Jorn apis no-5(out-dez_2012) (1)
Jorn apis no-5(out-dez_2012) (1)Jorn apis no-5(out-dez_2012) (1)
Jorn apis no-5(out-dez_2012) (1)
 
abelhas meliponeas do nordeste
abelhas meliponeas do nordesteabelhas meliponeas do nordeste
abelhas meliponeas do nordeste
 
Hortaliças catálogo brasileiro
Hortaliças   catálogo brasileiroHortaliças   catálogo brasileiro
Hortaliças catálogo brasileiro
 
Catalago brasileiro de hortaliças
Catalago brasileiro de hortaliçasCatalago brasileiro de hortaliças
Catalago brasileiro de hortaliças
 

Semelhante a Relatório 2014

Informativo pac2012 01
Informativo pac2012 01Informativo pac2012 01
Informativo pac2012 01Thais Lopa
 
Informativo pac2012 02
Informativo pac2012 02Informativo pac2012 02
Informativo pac2012 02Thais Lopa
 
Seleção assistida por marcadores genéticos de características de carcaça em b...
Seleção assistida por marcadores genéticos de características de carcaça em b...Seleção assistida por marcadores genéticos de características de carcaça em b...
Seleção assistida por marcadores genéticos de características de carcaça em b...Roulber Carvalho
 
Estudo de caracterização e associação de marcadores moleculares relacionados ...
Estudo de caracterização e associação de marcadores moleculares relacionados ...Estudo de caracterização e associação de marcadores moleculares relacionados ...
Estudo de caracterização e associação de marcadores moleculares relacionados ...Roulber Carvalho
 
CFM Informa março 2014
CFM Informa março 2014CFM Informa março 2014
CFM Informa março 2014agrocfm
 
CFM informa maio 2014
CFM informa maio 2014CFM informa maio 2014
CFM informa maio 2014agrocfm
 
Jacarezinho vai além: novas fronteiras
Jacarezinho vai além: novas fronteirasJacarezinho vai além: novas fronteiras
Jacarezinho vai além: novas fronteirasAngela Bittencourt
 
Seminário ANCP 2016 – Carina Ubirajara – Eficiência Alimentar em Bovinos de C...
Seminário ANCP 2016 – Carina Ubirajara – Eficiência Alimentar em Bovinos de C...Seminário ANCP 2016 – Carina Ubirajara – Eficiência Alimentar em Bovinos de C...
Seminário ANCP 2016 – Carina Ubirajara – Eficiência Alimentar em Bovinos de C...ANCP Ribeirão Preto
 
Agropecuária Jacarezinho
Agropecuária JacarezinhoAgropecuária Jacarezinho
Agropecuária Jacarezinhoconexaodeltag
 
Agentes de Melhoramento Genético e Lucratividade
Agentes de Melhoramento Genético e LucratividadeAgentes de Melhoramento Genético e Lucratividade
Agentes de Melhoramento Genético e LucratividadeANCP Ribeirão Preto
 
DEP - Diferença Esperada na Progênie
DEP - Diferença Esperada na ProgênieDEP - Diferença Esperada na Progênie
DEP - Diferença Esperada na ProgênieApoio Genética
 
Importância do Uso de Avaliações Visuais e Medidas Morfométricas em Programas...
Importância do Uso de Avaliações Visuais e Medidas Morfométricas em Programas...Importância do Uso de Avaliações Visuais e Medidas Morfométricas em Programas...
Importância do Uso de Avaliações Visuais e Medidas Morfométricas em Programas...brasilcomz® - Zootecnia Tropical
 
BPA Sérgio Gonzaga
BPA Sérgio GonzagaBPA Sérgio Gonzaga
BPA Sérgio Gonzagaagencialarue
 
Melhoramento genético de bovinos.pdf
Melhoramento genético de bovinos.pdfMelhoramento genético de bovinos.pdf
Melhoramento genético de bovinos.pdfssuseree6f78
 
Boas práticas agropecuárias na produção de leite: da pesquisa para o produtor
Boas práticas agropecuárias na produção de leite: da pesquisa para o produtorBoas práticas agropecuárias na produção de leite: da pesquisa para o produtor
Boas práticas agropecuárias na produção de leite: da pesquisa para o produtorRural Pecuária
 
Matéria técnica meus gens, meus bens!
Matéria técnica   meus gens, meus bens!Matéria técnica   meus gens, meus bens!
Matéria técnica meus gens, meus bens!Kátya Castro
 

Semelhante a Relatório 2014 (20)

Informativo pac2012 01
Informativo pac2012 01Informativo pac2012 01
Informativo pac2012 01
 
Informativo pac2012 02
Informativo pac2012 02Informativo pac2012 02
Informativo pac2012 02
 
Seleção assistida por marcadores genéticos de características de carcaça em b...
Seleção assistida por marcadores genéticos de características de carcaça em b...Seleção assistida por marcadores genéticos de características de carcaça em b...
Seleção assistida por marcadores genéticos de características de carcaça em b...
 
Estudo de caracterização e associação de marcadores moleculares relacionados ...
Estudo de caracterização e associação de marcadores moleculares relacionados ...Estudo de caracterização e associação de marcadores moleculares relacionados ...
Estudo de caracterização e associação de marcadores moleculares relacionados ...
 
Cartilha de Tecnologias ANCP
Cartilha de Tecnologias ANCPCartilha de Tecnologias ANCP
Cartilha de Tecnologias ANCP
 
CFM Informa março 2014
CFM Informa março 2014CFM Informa março 2014
CFM Informa março 2014
 
CFM informa maio 2014
CFM informa maio 2014CFM informa maio 2014
CFM informa maio 2014
 
Sumario Qualitas 2016.
Sumario Qualitas 2016.Sumario Qualitas 2016.
Sumario Qualitas 2016.
 
Caso de sucesso
Caso de sucesso Caso de sucesso
Caso de sucesso
 
Jacarezinho vai além: novas fronteiras
Jacarezinho vai além: novas fronteirasJacarezinho vai além: novas fronteiras
Jacarezinho vai além: novas fronteiras
 
Seminário ANCP 2016 – Carina Ubirajara – Eficiência Alimentar em Bovinos de C...
Seminário ANCP 2016 – Carina Ubirajara – Eficiência Alimentar em Bovinos de C...Seminário ANCP 2016 – Carina Ubirajara – Eficiência Alimentar em Bovinos de C...
Seminário ANCP 2016 – Carina Ubirajara – Eficiência Alimentar em Bovinos de C...
 
Agropecuária Jacarezinho
Agropecuária JacarezinhoAgropecuária Jacarezinho
Agropecuária Jacarezinho
 
Agentes de Melhoramento Genético e Lucratividade
Agentes de Melhoramento Genético e LucratividadeAgentes de Melhoramento Genético e Lucratividade
Agentes de Melhoramento Genético e Lucratividade
 
DEP - Diferença Esperada na Progênie
DEP - Diferença Esperada na ProgênieDEP - Diferença Esperada na Progênie
DEP - Diferença Esperada na Progênie
 
Importância do Uso de Avaliações Visuais e Medidas Morfométricas em Programas...
Importância do Uso de Avaliações Visuais e Medidas Morfométricas em Programas...Importância do Uso de Avaliações Visuais e Medidas Morfométricas em Programas...
Importância do Uso de Avaliações Visuais e Medidas Morfométricas em Programas...
 
Relatorio pat
Relatorio patRelatorio pat
Relatorio pat
 
BPA Sérgio Gonzaga
BPA Sérgio GonzagaBPA Sérgio Gonzaga
BPA Sérgio Gonzaga
 
Melhoramento genético de bovinos.pdf
Melhoramento genético de bovinos.pdfMelhoramento genético de bovinos.pdf
Melhoramento genético de bovinos.pdf
 
Boas práticas agropecuárias na produção de leite: da pesquisa para o produtor
Boas práticas agropecuárias na produção de leite: da pesquisa para o produtorBoas práticas agropecuárias na produção de leite: da pesquisa para o produtor
Boas práticas agropecuárias na produção de leite: da pesquisa para o produtor
 
Matéria técnica meus gens, meus bens!
Matéria técnica   meus gens, meus bens!Matéria técnica   meus gens, meus bens!
Matéria técnica meus gens, meus bens!
 

Relatório 2014

  • 2. Avaliação Genética Hereford & Braford EVOLUIR É DEMOCRATIZAR O CONHECIMENTO Lançamento panet Acesso total aos dados do seu rebanho Ferramenta on-line www.pampaplus.com.br pampaplus@pampaplus.com.br
  • 3. “Apenas ocorrerá melhoramento genético de um rebanho, quando aquele que decide os acasalamentos tem objetivos claros e bem determinados buscando saber o que realmente influencia na lucratividade da produção”. PA Associação Brasileira de Hereford e Braford (ABHB), como associação representativa dos criadores das raças Hereford e Braford no Brasil, busca com o PampaPlus e o presente relatório de Avaliação Genética de Touros Pais, promover coletivamente o conhecimento sobre o melhoramento genético dessas raças, aprimorando essa genética através do registro sistemático das experiências de nossos criadores e de nossos “talentos”, auxiliando, assim, aos utilizadores da genética Hereford & Braford, a atingir maiores níveis de eficiência produtiva em seus plantéis e, consequente, incremento na rentabilidade da atividade pecuária. Participar de um Programa de Seleção nos leva a obter coletivamente e em ritmo mais acelerado a evolução dos nossos rebanhos em características que julgamos necessárias a produção de carne. Fernando Lopa Presidente da ABHB APRESENTAÇÃO rezados Criadores, ___________ Pág: 03 RELATÓRIO DE AVALIAÇÃO GENÉTICA PAMPAPLUS / EMBRAPA 2014ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE HEREFORD E BRAFORD www.abhb.com.br
  • 4. EQUIPE RESPONSÁVEL PELO PAMPAPLUS D. Sc. Antônio do Nascimento Rosa - (Embrapa Gado de Corte) D. Sc. Luiz Otávio Campos da Silva Embrapa – (Embrapa Gado de Corte) D. Sc. Paulo Roberto Costa Nobre - (Fundapam/Geneplus) Ph D. Fernando Flores Cardoso - (Embrapa Pecuária Sul) Ph. D. Roberto Augusto de Almeida Torres Júnior (Embrapa Gado de Corte) Ph. D. Marcos Jun Iti Yokoo (Embrapa Pecuária Sul) M. Sc. Joal Brazzale Leal - (Embrapa Pecuária Sul) M. V. Bruno Borges Teixeira (ABHB – PampaPlus) M. V. Thais Maria Bento Pires Lopa (ABHB – PampaPlus) Analistas de Sistemas Andrea Gondo (Embrapa Gado de Corte) Hernry Gomes de Carvalho ( Embrapa Pecuária Sul) Willian Coelho (Bolsista do CNPQ - Embrapa Pecuária Sul / ABHB) COMITÊ TÉCNICO DE ACOMPANHAMENTO DO PAMPAPLUS Presidente do Conselho Técnico da ABHB Ricardo Furtado Membro do Conselho Técnico Coordenador pela Raça Hereford Gedeão Avancini Pereira Membro do Conselho Técnico Coordenador pela Raça Braford Eduardo Soares PESQUISADORES E TÉCNICOS (CONVIDADOS) Zootec. Fernando Fabrício de Faria Corrêa Ph D. Fernando Flores Cardoso M. Sc. Joal Brazzale Leal Ph D. Ricardo Macedo Gregory CRIADORES INTEGRANTES DO PROGRAMA (ELEITOS) Celso Jaloto Ávila Júnior Eduardo de Souza Soares Miguel Mário Silveira Ferreira (SUPLENTES) Luciano Dorneles de Dorneles e Luiz R. Z. Lagreca Luiz R. Z. Lagreca ___________ Pág: 04 RELATÓRIO DE AVALIAÇÃO GENÉTICA PAMPAPLUS / EMBRAPA 2014ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE HEREFORD E BRAFORD www.abhb.com.br
  • 5. SUMÁRIO Apresentação Entendendo Avaliação Genética para Melhorar seu Rebanho Resumo das Avaliações 2014 para o Relatório Estatísticas Descritivas Tendências Genéticas Das Características Avaliadas para as Raças Das Dep s Geradas para as Raças Como Usar a Informação do Relatório de Avaliação Genética Criatórios Participantes Relatório de Avaliação Genética da Raça Hereford Hereford por Nome Hereford por IQG Hereford por PDD Hereford por TM Hereford por PS Hereford por GPD Herefor por PE Relatório de Avaliação Genética da Raça Braford Braford por Nome Braford por IQG Braford por PDD Braford por TM 3 6 13 13 14 16 16 17 20 25 26 32 34 36 38 40 42 45 46 56 62 64 Associação Brasileira de Hereford e Braford Av. General Osório, 1094, Caixa Postal 483 CEP 93400-100 Bagé - RS Informações pelo Telefone/ Fax: (0XX53) 3312-8726 | (0XX53) 3242-1332 www.abhb.com.br
  • 6. 1. ENTENDENDO AVALIAÇÃO GENÉTICA PARA MELHORAR SEU REBANHO O PampaPlus é o Programa de Avaliação Genética Oficial da Associação Brasileira de Hereford e Braford (ABHB), realizado com a tecnologia de melhoramento animal mundialmente reconhecida da EMBRAPA. OAtravés de medidas, pesagens, avaliações visuais, em apenas duas fases da vida, ao desmame e no pós desmame, dos animais nascidos nas propriedades participantes do PampaPlus, somados as análises de parentesco, são calculados índices para indicar ao criador quais as vantagens obtidas em usar determinado reprodutor ou matriz. As propriedades participantes estão situadas em diversas regiões do Brasil, e também no Uruguai, sendo os animais avaliados de forma conjunta sob diferentes condições de clima, alimentação e manejo. Apesar dos participantes do PampaPlus avaliarem cerca de 12 características em cada animal, incluindo área de olho de lombo, aprumos, características sexuais etc., a ABHB, entendendo a necessidade de se melhorar os plantéis de bovinos de corte brasileiros, buscou, ao confeccionar o presente relatório, simplificar a leitura dos dados apresentados, de forma a facilitar o trabalho do produtor que deseja utilizar as informações nele contidas para melhorar o seu gado. Então, ao adquirir um reprodutor avaliado pelo PampaPlus, está se comprando/utilizando um animal cujos seus índices de desempenho foram medidos sob os mais diferenciados sistemas de produção, isto é, um animal capaz de se desempenhar bem no sistema de produção do comprador. ___________ Pág: 06 RELATÓRIO DE AVALIAÇÃO GENÉTICA PAMPAPLUS / EMBRAPA 2014ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE HEREFORD E BRAFORD www.abhb.com.br
  • 7. 1.1 METODOLOGIA UTILIZADA Para composição e análise crítica das amostras, utilizou-se o SAS- Statistical Analysis System (SAS Institute, 2002-2004) e o Pacote R (R Development Core Team, 2011). As análises, propriamente ditas, utilizaram a Metodologia de Modelos Mistos (Henderson, 1953), sendo adotado o Modelo Animal, considerando características múltiplas. As estimativas dos componentes de variância utilizados nas análises foram calculadas pela combinação dos resultados da amostra da população analisada e informações constantes na literatura. O software, que possibilitou a obtenção das predições das diferenças esperadas nas progênies (DEPs), foi gentilmente desenvolvido e disponibilizado P pelo professor Dr. Lawrence R. Schaeffer (University of Guelph-CA), considerando os efeitos diretos e maternos para as características analisadas. Foi utilizado nestas análises o modelo animal completo, considerando-se a matriz de parentesco entre os animais e incluindo-se os efeitos genéticos aditivo, direto e materno, de ambiente permanente e os efeitos fixos de grupo contemporâneo, de idade da vaca e da interação entre a idade da vaca e o sexo do produto. Considerou-se ainda, como covariáveis, a idade do animal na data da medida e a consanguinidade. Na formação dos grupos contemporâneos foram incluídos os efeitos do sexo, do ano e da estação de nascimento da progênie, da fazenda na qual foi criado, regime alimentar, grupo de manejo, data da medida e os grupos genéticos do produto e da matriz. Para realizar o melhoramento através das Características Avaliadas é necessário entender melhor o que significa a Diferença Esperada de Progênie – DEP, a Acurácia (AC) e demais valores gerados a partir das avaliações da população. Vale ressaltar que esse modelo de avaliação, modelo animal completo, por utilizar informações de 1.2.Instrumentos Disponíveis no Relatório para Alcançar os seus Objetivos todos os indivíduos das diversas propriedades e considerar as relações de parentesco existentes entre os animais em avaliação, promove maior acurácia nas estimativas obtidas de mérito genético. Tal modelo possibilita, ainda, a obtenção da estimativa da capacidade genética de transmissão para todas as características avaliadas pelo programa (se o animal não foi avaliado diretamente são geradas informações pelo pedigree) para todo indivíduo avaliado, mesmo para animais jovens, e, por conseguinte, sem progênie. Essa capacidade de transmissão é representada, na grande maioria das avaliações hoje em andamento, pelo que se convencionou chamar de DEP. DEP – É o indicador que estima a capacidade de um animal em transmitir para seus filhos aquela característica avaliada, ou seja, um índice de 4,5 de PS (Peso ao Sobreano em kg) significa, de maneira em geral, que aquele animal deve produzir filhos com 4,5 kg a mais de peso ao sobreano em relação a média de toda a população de animais avaliada pelo PampaPlus. ___________ Pág: 07 RELATÓRIO DE AVALIAÇÃO GENÉTICA PAMPAPLUS / EMBRAPA 2014ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE HEREFORD E BRAFORD www.abhb.com.br
  • 8. Percentil % - Para facilitar ainda mais ao criador, o relatório dispõe a colocação do animal na população avaliada (%), também chamado de Percentil. Tanto para o índice geral do programa (IQG) como para todas as características, ou seja, um animal 10% está entre os 10% melhores daquela população para aquela característica avaliada.
  • 9. O Índice de Qualificação Genética ( I Q G ) d o P a m p a P l u s f o i desenvolvido, junto a EMBRAPA, sob orientação zootécnica da ABHB, de forma a se buscar animais das raças 1.3 CONHECENDO MAIS O IQG DO PAMPAPLUS E SUA COMPOSIÇÃO OHereford e Braford capazes de transmitir a seus filhos uma grande capacidade de engorda, precocidade de acabamento para abate, carcaça com peso e conformação almejado pela indústria frigorífica, e que suas filhas geradas sejam sexualmente precoces e capazes de imprimir ganho de peso a suas crias, com boa capacidade de mantença a campo. Através da avaliação do estágio atual dos rebanhos Hereford e Braford, das tendências futuras do mercado da carne e da situação atual e futura do agronegócio como um todo, foram escolhidas, dentre as diversas características avaliadas pelo PampaPlus, as de maior interesse para que o pecuarista, produtor de carne, obtenha o máximo de eficiência na sua produção ao observar o IQG como orientador na compra de um animal, sêmen ou embrião. O Índice é constituído então dos seguintes ponderações: TMD - Total Materno à Desmama (kg) - Indica primordialmente o potencial que o animal terá de transmitir as características de crescimento e habilidade materna às suas filhas, de forma que elas possam influenciar no peso a desmama de seus netos. O valor é obtido somando metade da DEP direta para peso a desmama, isto é do critério que mede a capacidade genética de ganho de peso do animal até o desmame, com a DEP maternal da mesma característica, ou seja, do critério que mede a influência que a mãe do animal tem no seu crescimento. Touro DEP Direta (crescimento) DEP Direta (crescimento) DEP Materna (leite) Peso à desmama Progênie Filhas PD Netos DEPm + DEPd DEP Materna Total ___________ Pág: 09 RELATÓRIO DE AVALIAÇÃO GENÉTICA PAMPAPLUS / EMBRAPA 2014ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE HEREFORD E BRAFORD www.abhb.com.br
  • 10. A par disto, podem ser encontrados touros que suas filhas tenham efeito materno negativo e desmamem boas crias. Isto pode acontecer quando o efeito direto (capacidade genética de desenvolvimento) transmitida do pai aos netos (via filha) compensar o efeito materno negativo. Animal A B C EXEMPLO PRÁTICO_____ _____ 3,3 kg 1,0 kg - 0,5 kg -0,3 kg 1,0 kg 0,1 kg DEP TMDEP D Ex 1 – a diferença entre o animal "A" e o animal "C" é de 1,3 quilos para Total Maternal. Isto significa que podemos esperar que as filhas do animal "A" produzam, em média, filhos com 1,3 Kg a mais em peso ao desmame do que as filhas do animal "C", sob as mesmas condições de reprodução e criação. Em outras palavras, é recomendado o uso de "A" para produzir fêmeas que melhorem a habilidade maternal do rebanho. Ex 2 - é recomendado o uso do animal C para quando se quer utilizar todos os filhos nascidos (machos e fêmeas) animais para abate, não havendo preocupação com a reprodução das fêmeas, então deve se levar em consideração a DEP D do animal. GPD – Ganho de Peso Pós Desmama até o SobreAno - O GPD se constitui numa importante característica para produção de carne, sendo de fator essencial no melhoramento dos rebanhos de corte, tendo-se em vista que maior velocidade de ganho de peso significa menos tempo para terminação. Esse índice reflete a capacidade de transmissão de características de ganho de peso, independente do ambiente, ou sistema de produção, ao qual o animal esteja sendo submetido. Para facilitar a interpretação e utilização de valores de GPD pelo criador, nesse a partir da avaliação genética de 2013, os valores de GPD foram convertidos de g/dia para Kg ganhos em 345 dias (intervalo de tempo da avalição do desmame a de sobreano). M - Musculatura - Em um rebanho de corte, a seleção para musculosidade é de grande importância para obtermos animais de boa musculatura e consequentemente com mais rendimento de carne ao abate. Os músculos devem ser desenvolvidos, evidenciando a presença de massa muscular com aspecto firme distribuída harmonicamente pelo corpo, sendo a região dorso-lombar e os posteriores de maior importância econômica. O IQG do PampaPlus tem nessa medida, seu único componente subjetivo, pois leva em consideração que características medidas levam a ganhos genéticos e a seleção visual serve para altera o tipo do animal, com isso o índice dá ênfase a animais com boa conformação carniceira de cortes nobres. PS – Peso ao SobreAno - A indústria frigorífica busca animais de carcaça grande, porém com bom acabamento de gordura. Já para o produtor, o tempo para preparar um animal para abate é um fator econômico de extrema importância. Não são desejados por ele animais de porte muito grande que demoram mais a ficarem prontos para abate, e, também, os animais com grande velocidade de acabamento, mas de pouco peso para abate, pois que geram menos receita na hora da venda. O IQG valoriza a medida da capacidade do animal IQG do PampaPlus valoriza animais de melhor Total Maternal, ou seja, animais que possam sempre transmitir a seus filhos ganhos de peso superiores do nascimento a desmama e as futuras mães boa capacidade de dar ganho de peso a suas crias enquanto amamentando.O CONHECENDO MAIS O IQG DO PAMPAPLUS>> ___________ Pág: 10 RELATÓRIO DE AVALIAÇÃO GENÉTICA PAMPAPLUS / EMBRAPA 2014ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE HEREFORD E BRAFORD www.abhb.com.br
  • 11. transmitir a seus filhos ganhos genético para peso final de carcaça, porém através das correções de Musculatura e Estatura, busca um animal balanceado, de porte médio, que atenda as necessidades do produtor e da indústria frigorífica. Estatura - A medida de Estatura foi ponderada no IQG de forma a se buscar um animal bem balanceado nas suas características para produção de carne. Ela serve para equilibrar o tamanho do animal que desejamos para as raças Hereford e Braford, descontando pontos dos animais muito altos ou muito baixos, buscando, desta forma que o índice reflita em um animal com alto ganho de peso, com o maior peso final possível e de porte médio, característico de animais de maior comprimento ou largura, maior profundidade e detentores de precocidade na deposição de gordura, evitando também um gigantismo ou nanismo nas raças. Deps para estatura não são dispostas neste Relatório e podem ser encontradas no relatório eletrônico do PampaPlus. PES – Circunferência Escrotal ao Sobreano - Dentre as características indicadoras de precocidade sexual nos machos e fêmeas e ainda, na fertilidade das filhas do animal, a medida do perímetro escrotal é de extrema relevância, pois apresenta também uma herdabilidade de média. Sendo o desempenho reprodutivo um dos fatores determinantes da eficiência da produção de bovinos de corte essa característica foi considerada no IQG. 1.4. DEMAIS CARACTERÍSTICAS E MEDIDAS CONTIDAS NO RELATÓRIO PN – Peso ao Nascer – Característica importante para determinar o uso de um reprodutor. Em rebanhos onde sejam constatados problemas de partos distócicos (trancamento) ou no acasalamento com primíparas, não é aconselhável o uso de touros com DEPs altas para peso ao nascer. PD – Peso a Desmama – Mede a capacidade de um animal transmitir a seus filhos a capacidade de ganho de peso do nascimento a desmama, retirado o efeito da amamentação da mãe. Constitui-se em uma importante característica para criadores que vendem sua produção a desmama. ___________ Pág: 11 RELATÓRIO DE AVALIAÇÃO GENÉTICA PAMPAPLUS / EMBRAPA 2014ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE HEREFORD E BRAFORD www.abhb.com.br
  • 12. ESTRUTURA CORPORAL PARA A RAÇA HEREFORD A estrutura é a indicação da caixa do animal, cujas dimensões a serem observadas são: comprimento, profundidade, arqueamento de costelas, abertura de peito e o comprimento e largura do quarto (de trás, de lado e de cima). Já desvios de coluna, tais como lordose e xifose, são condenáveis. Os animais são avaliados de acordo com critérios pré-definidos em escores de 1 a 5. COMPRIMENTO DORSAL COMPRIMENTO DA BACIA ---------- ---------- ARQUEAMENTO DE COSTELAS DESENV. ÓSSEO ESTRUTURA ---------- LARGURA DE GARUPA LARGURA DE BACIA Pontos de expressão da estrutura corporal -------------------------------------------------------------------------45º Traçar uma linha horizontal imaginária do joelho (memb. torácico) em direção ao jarrete (memb. posterior) que auxilia no momento de avaliar --------- A figura acima mostra o formato padrão e tamanho característico de escore 3 para a raça Braford TAMANHO DO UMBIGO PARA O BRAFORD A forma e tamanho do umbigo e prega prepucial pode interferir negativamente na capacidade reprodutiva do touro, inviabilizando muitas vezes a finalização da monta. As avaliações são tomadas a partir de uma referência do tamanho e do posicionamento do umbigo (umbigo, bainha e prepúcio). Os animais são avaliados de acordo com critérios pré-definidos em escores de 1 a 5. Esta característica é muito importante na raça Braford. DEPs negativas significam que o animal tem maior tendência a produzir filhos com menor tamanho do umbigo. PIGMENTAÇÃO OCULAR Característica desejável no Hereford e Obrigatória no Braford. Os animais são avaliados de acordo com critérios pré-definidos em escores de 1 a 5, onde 1 é a ausência, nas duas raças, de qualquer pigmento na mucosa ocular nos dois olhos e o 5 depende da raça, pois no Hereford é animal com pigmento total da mucosa nos dois olhos e no Braford é o animal com rodelas de pigmento ao redor dos olhos e mascarado ou tapado. DEMAIS CARACTERÍSTICAS E MEDIDAS CONTIDAS NO RELATÓRIO “É bom lembrar que é a DEP quem deve indicar o uso ou não de determinado animal como reprodutor, a acurácia deve indicar somente a intensidade de uso deste animal”. ___________ Pág: 12 RELATÓRIO DE AVALIAÇÃO GENÉTICA PAMPAPLUS / EMBRAPA 2014ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE HEREFORD E BRAFORD www.abhb.com.br
  • 13. RESUMO DAS AVALIAÇÕES 2014 PARA O RELATÓRIO ara geração dos índices do PampaPlus 2014, foram considerados diretamente 60.224 animais com registros de desempenho próprio, onde 31.737 são matrizes e 960 são touros pais, pertencentes a 51 propriedades, relacionados em uma matriz de Pparentesco que totaliza 111.394 animais. Os índices dos 391 touros Hereford e Braford, com mais de 20 filhos avaliados, informados neste Relatório de Avaliação Genética são relativos à avaliação de uma população de 35.177 animais da raça Hereford e 62.345 da raça Braford presentes no arquivo do programa totalizado em (6) seis anos de avaliação de animais. ABHB/EMBRAPA disponibiliza ao público o relatório eletrônico de Avaliação Genética das Raças Hereford e Braford contendo todas as informações dos touros Pais com os valores médios das característica, das dep’s e tendência genética das raças. Além disso, PARA OS PARTICIPANTES DO PAMPAPLUS, o relatório, que vem com todos os animais da propriedade, dispõe do software de simulação de acasalamentos que ainda realiza simulações para índice próprio de qualificação genética e realiza comparações entre os criatório. Apresentando também a média dos criatórios, relatórios e fichas dos animais e acesso a informação dos 30% melhores touros jovens de cada safra. 2.1. Estatísticas descritivas Gráfico 1: Total de fazendas que enviaram dados/ano. ___________ Pág: 13 RELATÓRIO DE AVALIAÇÃO GENÉTICA PAMPAPLUS / EMBRAPA 2014ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE HEREFORD E BRAFORD www.abhb.com.br
  • 14. C. Tendências Genéticas ___________ Pág: 14 RELATÓRIO DE AVALIAÇÃO GENÉTICA PAMPAPLUS / EMBRAPA 2014ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE HEREFORD E BRAFORD www.abhb.com.br ara estimar o progresso genético observado na população avaliada pelo PampaPlus, em razão da utilização dos dados gerados para seleção dos animais, foram calculadas as tendências genéticas para o IQG e as características que o compõe: TMD, PS550, GP345, PES, MUS e EST. Para o cálculo das tendências genéticas foram utilizados os valores genéticos (VGs) calculados nesta avaliação, por ano de nascimento dos animais através de regressão linear, yi=a+bxi+e yi a, em que, é a média das VGs dos animais nascidos no iésimo ano; é o intercepto; é o coeficiente de regressão linear da média das VGs; é o iésimo ano de nascimento; é o errob xi ei aleatório associado à regressão. As figuras 1 – 7, apresentam graficamente as mudanças que estão ocorrendo ao decorrer dos anos de avaliação do PampaPlus, sendo que todas estas características apresentaram mudança significativa estatisticamente (P < 0,05), demonstrando que está ocorrendo ganho genético. Os valores altos de R² (acima de 0,8) indicam um ótimo ajuste dos dados em relação a linha de tendência, indicando forte relação entre as características analisadas em relação aos anos transcorridos de avaliação genética. Para o IQG, a tendência mostra-se positiva (Figura 1), apresentando um ganho anual de 0,06 desvio padrão ( ) mensurado pelo coeficiente linear, com valor de P = 0,0006, altamente significativa para o teste F, es sendo este valor ajustado para a distribuição normal corresponde a um ganho anual de 6 % no valor genético agregado. O TMD (Figura 2) é a característica que combina dentro do índice de seleção do programa as DEPs de PD205 e de habilidade materna (PDm), e está apresentando um ganho anual de 0,171 kg. Ganhos genéticos anuais satisfatórios também são observados para PS550 (Figura 3) e GPD345 (Figura 4), seus coeficientes lineares indicam valores de mudança de 0,631 kg e 0,305 kg respectivamente. Na figura 5 e 6 podemos observar ganhos genéticos positivos para o PES e MUS respectivamente, demonstrando incremento nestas características. Quanto a EST (Figura 7) este incremento positivo identifica um aumento discreto nos valores genéticos de estatura dos animais. Através das tendências genéticas pode-se observar que está ocorrendo ganho genético de forma moderada, porém satisfatória, nos rebanhos assistidos pelo PampaPlus, tendo a possibilidade de aumentar estes ganhos com a intensificação da utilização dos valores gerados pelo programa como critérios de seleção. P
  • 15. ___________ Pág: 15 RELATÓRIO DE AVALIAÇÃO GENÉTICA PAMPAPLUS / EMBRAPA 2014ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE HEREFORD E BRAFORD www.abhb.com.br
  • 16. a. Das características avaliadas para as raças A tabela 1 representa os valores médios observados das características avaliadas e sua variação (desvio padrão) para mais ou para menos (nº com ±) em 2014. b . Das Dep's geradas para as raças A tabela 2 representa os valores médios das deps das principais características avaliadas e sua variação (desvio padrão) para mais ou para menos (nº com ±) em 2014. У"bëⁿ"‫ערּ‬Уabela dos valores médios das características e desvio padrão por raça e sexo (Fonte: Relatório 2014) У"bela2: Tabela dos valores médios das deps. Legendas: PN-Peso ao Nascer, PD-ED-peso de desmame efeito direto, PD-EM- peso a desmame efeito materno, PD-TM-peso a desmame total materno, PS-peso ao sobreano, GPD-ganho de peso do desmame ao sobreano, PVD-peso da vaca ao desmame, CCMD-condição corporal da mãe ao desmame, PES-perímetro escrotal ao sobreano, MSC-musculatura, EST-estatura, CRP-estrutura corporal, UMB-tamanho umbigo. ___________ Pág: 16 RELATÓRIO DE AVALIAÇÃO GENÉTICA PAMPAPLUS / EMBRAPA 2014ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE HEREFORD E BRAFORD www.abhb.com.br
  • 17. o relatório, foram dispostos todos os Touros pais que tiveram mais de 20 filhos avaliados, sendo que, quanto maior o número de filhos avaliados, maior a precisão no resultado esperado a ser alcançado. Além disso, estão N 3. COMO USAR A INFORMAÇÃO DO RELATÓRIO DE AVALIAÇÃO GENÉTICA dispostos nas demais tabelas os touros pais destaques com dep positiva, que possuem filhos em mais de dois rebanhos, para as seguintes características: Peso ao Desmame Direto, Total Materno, Ganho de Peso Pós desmame, Peso ao Sobreano e Perímetro Escrotal. O relatório de avaliação genética foi elaborado com intuito de proporcionar uma visualização fácil dos animais, destacando as principais características avaliadas e que são importantes para a formação do Índice de Qualificação Genética do PampaPlus – IQG, com orientações básicas para o produtor que busca melhorar seu rebanho, aumentar sua eficiência produtiva e, conseqüentemente, a rentabilidade na produção da pecuária de corte. Para que o criador use efetivamente este relatório como ferramenta de trabalho a ABHB procurou facilitar o máximo dispondo no relatório somente as características de maior relevância para o incremento da produção. Também são informados os valores das Diferenças Esperada na Progênie para as características selecionadas pela ABHB, expressas em kg para Peso ao Nascer (PN), Peso a Desmama (PD) e Peso ao Sobreano (PS), Total Maternal; em de g/dia para Kg de ganho em 345 dias para o Ganho de Peso do Desmame ao Sobreano (GPD); em centímetros o Perímetro Escrotal (PE). Os escores de Musculatura, Umbigo e Estrutura Corporal são expressos em um valor que varia de 1 a 5. Todos os valores são acompanhados do seu “Percentil (%)”, que é a classificação do animal entre toda a população de animais avaliada pelo PampaPlus. 3.1. Disposição das Informações nas Listagens de Touros PaisAs listagens se encontram separados por raça e a primeira tabela apresenta os animais ordenados pelo nome. Na sequencia, os animais estão classificados pelo IQG do programa (definição do que significa na página 18) e na listagem de touros com filhos em mais de dois rebanhos, pelas características consideradas de maior relevância, podendo o leitor escolher a forma como consultar, se através do Índice de Qualificação Genética do PampaPlus (IQG) e outra através da análise de características específicas para a produção. Registro e Nome – É o número e nome do animal no registro genealógico no Brasil ou no país de origem. No número de registro, a sigla ES significa animal que não é nascido no Brasil e essa sigla vem seguida do código e número de nacionalização do touro ou do material biológico do mesmo. Todo o animal ou material importado precisa ter essa sigla, que é a aprovação da ABHB para que seus filhos possam ser registrados aqui no Brasil. Filhos – Corresponde ao número de filhos avaliados do reprodutor. Livro (de registro) – diz em qual tipo de livro o animal foi registrado na ABHB (para o Hereford PC e Braford) e, no caso do PO, na ANC (Associação Nacional de Criadores - herdbook). ___________ Pág: 17 RELATÓRIO DE AVALIAÇÃO GENÉTICA PAMPAPLUS / EMBRAPA 2014ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE HEREFORD E BRAFORD www.abhb.com.br
  • 18. Percentil (%) – Animais que estejam entre os 10% melhores em determinada característica estão destacados. Ex: - animal entre os 0,1 melhores da população.0,1% Acurácia – Os que tem acurácia superior a 60% estão marcados de negrito e itálico. 3.2. Realizando o Melhoramento através do Índice de Qualificação Genético do PampaPlus (IQG)O IQG é uma recomendação da ABHB para melhoramento geral de plantéis, ou seja, se você não sabe o que melhorar, utilize o índice para se orientar. Ao lado da informação do IQG, posicionando o animal de acordo com esse índice geral, está o percentil Instrumentos disponíveis no relatório para alcançar os seus objetivos). Este índice é avaliado anualmente pela ABHB e foi montado de forma a buscar fêmeas mais férteis e capazes de proporcionar ganho de peso a seus filhos, assim como machos com bom peso a desmama e ao sobreano, que possuam boa velocidade de crescimento e capacidade reprodutiva. A partir desse índice são gerados os candidatos a receber a dupla marcar, registro especial concedido aos touros jovens melhor avaliados da sua geração. 3.3. Realizando o Melhoramento através das Características Avaliadas O criador, mais familiarizado com o Relatório de Avaliação Genética, deve verificar qual a deficiência de seu rebanho ou, até, de cada fêmea, e buscar animais que tenham diferenças esperadas na progênie (DEPS) capazes de melhorar aquela característica desejada. Assim, o criador deve buscar animais com índices que sejam adequados ao seu sistema e objetivos de produção. Se você tem dúvidas se o valor para aquela característica representa muito ou pouco em relação à Na raça Hereford encontraremos: PO – para animais puros de origem PC – para animais Puros Controlados IA – para animais nacionalizados (ES) Na raça Braford encontraremos: PS – Para animais Puros Sintéticos CCG – Para animais sob Controle de Genealogia IA-B – para animais nacionalizados (ES) O livro pode estar em branco ou outros números e letras podem ocorrer devido ao controle de genealogia, realizado pelo PampaPlus, e correspondem ao número de registro de ascendentes de animais não nacionalizados, sendo que, registros que começam com UY, dizem respeito a animais Uruguaios que estão sendo avaliados pelo PampaPlus, por acordo de cooperação realizado pela ABHB. medida avaliada, você pode se orientar pelo percentil dela (%), às vezes décimos em determinada característica representa 40 posições percentuais, por exemplo. ATENÇÃO: Nem sempre um valor negativo de DEP significa que o animal é ruim para aquela característica, você deve observar a média da raça. Por exemplo, um animal que tenha uma dep para Peso a Desmama de -0,2 kg poderá ser um animal com boa dep se média da raça para Peso a ___________ Pág: 18 RELATÓRIO DE AVALIAÇÃO GENÉTICA PAMPAPLUS / EMBRAPA 2014ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE HEREFORD E BRAFORD www.abhb.com.br
  • 19. NÃO ESQUEÇA Utilize os índices para selecionar os animais que lhe interessam, depois escolha entre eles o animal que mais lhe agrada visualmente, assim você estará com muita certeza melhorando a produtividade do seu rebanho Mais informações: www.pampaplus.com.br ou pampaplus@pampaplus.com.br Desmama for : -0,5 kg. Mais uma vez o % é um bom indicador para a Dep. Um animal com IQG negativo, que seja TOP 0,1% (entre os 0,1% de todos os animais avaliados pelo PampaPlus) para Peso ao Sobreano pode ser útil para produção de animais para cruzamento industrial, ou um reprodutor que tenha o IQG muito bom, mas seja TOP 99% para peso a nascer, não deve ser usado em novilhas (primíparas), por exemplo. Pág: 19 RELATÓRIO DE AVALIAÇÃO GENÉTICA PAMPAPLUS / EMBRAPA 2014ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE HEREFORD E BRAFORD www.abhb.com.br
  • 20. BRAFHEREBRAFHERE Criatórios Participantes ___________ Pág: 20 RELATÓRIO DE AVALIAÇÃO GENÉTICA PAMPAPLUS / EMBRAPA 2014ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE HEREFORD E BRAFORD www.abhb.com.br MÃE RAINHA Lages / SC www.fazendamaerainha.com.br contato@fazendamaerainha.com.br 5549 3225 1138 CABANHA ACEGUÁ Aceguá / RS www.facebook.com/cabanhaacegua.cabanhaacegua cabanhaacegua@hotmail.com NOSSA SENHORA AUXILIADORA Palmas, Bagé / RS p.gonzalezbrasil@hotmail.com P.A.P. NAMUR São Gabriel / RS matheusssoplidoro@hotmail.com 5555 3232-2736 ESTÂNCIA AURORA Uruguaiana / RS www.estanciaurora.com.br 5555 3412 3985 BELAVISTA Santana do Livramento / RS estbolso@sgnet-rs.com.br www.estanciabelavista.com estanciabelavista@hotmail.com.br ESTÂNCIA DO BOLSO Santa Margarida do Sul /RS estbolso@sgnet-rs.com.br 5555 3232 1561 / 9972 2810 55 9977 2404 (Francisco Geraldo) CARCÁVIO Santana do Livramento / RS www.estanciacarcavio.com.br contato@estanciacarcavio.com.br CERRO DO OURO São Gabriel / RS tita@sgnet-rs.com.br DIVISA Alegrete / RS DON ANGÉLICO Herval / RS chuy@provesul.com.br AGROPECUÁRIA DOM VITOR Santa Vitória do Palmar /RS jacquesleston@hotmail.com 5553 9958 37 64 Cachoeira do Sul / RS www.fazendasirapua.com.br contato@fazendasirapua.com.br 5551 3724 1110 AGROPECUÁRIA ITAVERÁ Uruguaiana / RS elizabethmf@msn.com 5555 3412 14 26 LA VICTÓRIA Cerro Largo / Uruguai www.lavictoria.com.uy martingil@lavictoria.com.uy LUZ DE SÃO JOÃO São Gabriel / RS www.luzdesaojoao.com.br 5555 9954 4030 PAP PEDRAS BRANCAS Dom Pedrito / RS cabanhapedrasbrancas@yahoo.com.br PEDRA GRANDE Santana do Livramento / RS pedragrande@v-expressa.com.br ESTÂNCIA AURORA Uruguaiana / RS www.estanciaurora.com.br 5555 34123985 PECUÁRIA PONTEZUELA Lavras do Sul / RS www.pontezuela.com SÃO BENTO DO VERDE São Sepé / RS landy.lenz@hotmail.com BRAFHERE X X X X X X X X X X X X X IRAPUÁ X X X X X X X X XX X X X X X
  • 21. ___________ Pág: 21 RELATÓRIO DE AVALIAÇÃO GENÉTICA PAMPAPLUS / EMBRAPA 2014ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE HEREFORD E BRAFORD www.abhb.com.br RECRIA AGROPECUÁRIA LTDA Pântano Grande / RS mano.pacheco@terra.com.br RECULUTA AGROPASTORIL Santana do Livramento / RS www.reculuta.com amaralfurtado@gmail.com 5555 8142 0637 RINCÃO DO AMÉRICO São Francisco do Sul / RS cabrincaodoamerico@hotmail.com RIO NEGRO Bagé / RS gustavocamponogara@hotmail.com ESTÂNCIA SANTA ADRIANA São Gabriel / RS estanciastaadriana@terra.com.br 5555 350 55227 SANTA ANA Uruguaiana / RS www.brafordsantaana.com.br agropecuariasantaana@uol.com.br 5555 3411 6130 ESTÂNCIA SANTA MARIA Bagé / RS www.estanciasantamaria.com.br 5553 3242 8755 SANTA PRENDA Bagé / RS miguellapradera@hotmail.com contato@barbieribage.com.br SANTA TEREZA Camaquã / RS paulosaz@hotmail.com ESTÂNCIA SÃO BENTO Santana do Livramento/RS www.brafordsaobento.com.br ottoalves@hotmail.com 5555 9131 3501 SÃO FELIPE Herval / RS eduardo.nunes@merial.com 5553 9983 7765 CABANHA SÃO FERNANDO Quarai / RS www.cabanhasaofernando.com fernandocavalcanti@terra.com.br 5555 342 21291 AGROPECUÁRIA SÃO JORGE Aceguá / RS claudenir@coradini.ind.br SÃO LUIS DA PEDRO SURREAUX Uruguaiana / RS jarbasarraes@yahoo.com.br SÃO MIGUEL Uruguaiana / RS cogrs@uol.com.br AGROPECUÁRIA SÃO PEDRO Alegrete / RS asp@agropecuariasaopedro.com,br www.agropecuariasaopedro.com.br 5555 96 54 11 21 AGROPECUÁRIA SERENO Fazenda Três MariasSanta Maria / RS marceloxaviersm@yahoo.com ESTÂNCIA DO SOSSEGO Uruguaiana / RS estancia@sossego.net ESTÂNCIA TAMANCA Santa Vitória do Palmar/RS tamanca@terra.com.br rfstarra@terra.com.br UMBU Rosário do Sul / RS www.estanciaumbu.com.br contato@estanciaumbu.com.br 5555 3231 1518 ESTÂNCIA DA PONTA Rosário do Sul / RS guilhermecamara@hotmail.com NOSSA SENHORA AUXILIADORA Bagé / RS p.gonzalezbrasil@hotmail.com BRAFHERE BRAFHERE BRAFHERE X X X X X X X X X X X XX X X X X X X X X X X X X X
  • 22.
  • 23.
  • 24.
  • 26. Hereford por Nome ___________ Pág: 26 RELATÓRIO DE AVALIAÇÃO GENÉTICA PAMPAPLUS / EMBRAPA 2014ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE HEREFORD E BRAFORD www.abhb.com.br
  • 27. ___________ Pág: 27 RELATÓRIO DE AVALIAÇÃO GENÉTICA PAMPAPLUS / EMBRAPA 2014ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE HEREFORD E BRAFORD www.abhb.com.br
  • 28. Hereford por Nome ___________ Pág: 28 RELATÓRIO DE AVALIAÇÃO GENÉTICA PAMPAPLUS / EMBRAPA 2014ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE HEREFORD E BRAFORD www.abhb.com.br
  • 29. ‐1,27 70 ‐9,92 34 99 ‐8,05 34 99 ‐0,21 22 77 ‐0,01 37 53 ‐0,03 1 63 ‐0,01 1 54 3,82 5 9,84 13 1 2,57 13 21 0,31 8 9 0,41 14 0,1 0,11 3 16 ‐0,08 3 80 0,49 41 4,39 1 16 1,11 1 36 0,18 1 21 0,13 1 16 ‐0,05 1 70 ‐0,02 1 56 1,75 22 5,03 35 13 ‐3,58 34 87 0,80 27 0,1 0,11 39 19 0,08 1 22 ‐0,20 32 97 ‐4,28 97 4,65 28 14 8,79 28 0,5 0,41 20 4 0,03 31 42 0,09 3 20 ‐0,03 25 62 3,77 5 10,72 30 1 6,85 30 2 1,13 21 0,1 0,20 34 6 0,15 11 8 0,23 27 1 0,82 35 ‐3,51 38 79 ‐1,96 38 73 0,21 30 18 ‐0,05 41 65 0,07 6 27 0,21 34 2 ‐1,65 76 ‐3,79 26 80 ‐3,51 26 86 ‐0,44 22 95 ‐0,22 29 96 ‐0,12 26 90 0,28 22 0,5 1,84 20 ‐2,66 32 72 ‐1,51 32 68 0,50 20 2 0,09 35 24 0,06 30 28 ‐0,08 27 77 ‐2,08 81 ‐4,61 41 85 1,56 41 31 ‐0,08 25 59 ‐0,19 45 93 ‐0,15 32 93 0,39 37 0,1 2,48 13 0,65 40 44 ‐4,11 40 90 0,10 4 32 ‐0,09 45 76 ‐0,07 41 77 ‐0,18 37 96 4,29 3 1,44 41 37 1,72 40 29 0,44 24 3 ‐0,08 46 75 ‐0,10 38 84 ‐0,10 39 85 0,36 43 ‐2,47 32 71 ‐9,33 32 99 0,08 25 35 ‐0,05 36 66 ‐0,10 20 85 0,26 29 0,5 0,36 43 ‐3,94 43 81 ‐3,02 43 82 ‐0,22 14 78 0,26 47 2 0,12 42 12 0,32 39 0,1 0,06 48 3,67 33 20 ‐4,17 33 90 ‐0,22 18 79 0,07 37 30 0,06 27 28 ‐0,29 30 99 1,40 26 ‐1,63 31 64 ‐5,35 31 95 0,07 19 36 0,11 38 19 ‐0,03 34 63 0,41 30 0,1 ‐1,62 75 ‐11,02 35 99 ‐10,03 35 99 0,25 23 14 ‐0,07 38 70 ‐0,08 28 80 0,21 31 2 ‐2,66 87 ‐1,20 41 60 0,23 41 46 ‐0,52 14 98 0,09 44 24 0,02 41 43 0,12 37 13 2,18 17 6,66 33 6 5,35 33 4 0,25 10 14 0,00 36 51 0,08 3 23 0,24 2 1 1,97 19 ‐6,11 46 92 ‐9,56 46 99 ‐0,18 37 73 ‐0,14 50 87 0,01 39 47 0,31 33 0,5 5,37 1 10,63 64 1 8,17 64 0,5 0,13 49 27 0,16 67 10 0,09 57 19 ‐0,43 61 99 ‐2,62 87 ‐4,26 35 83 ‐1,84 35 71 ‐0,45 14 96 ‐0,15 38 88 0,01 1 47 ‐0,11 1 86 0,36 43 1,60 40 36 4,20 40 9 ‐0,09 28 61 ‐0,35 43 99 ‐0,19 40 97 ‐0,18 36 97 ‐2,10 82 ‐2,65 51 72 2,04 51 26 0,40 24 5 0,04 56 39 0,01 39 48 0,04 35 36 1,81 21 2,73 13 27 ‐1,83 13 71 ‐0,06 11 56 ‐0,06 15 69 ‐0,12 13 89 ‐0,01 11 52 ‐1,60 75 ‐4,39 26 84 ‐0,70 26 58 ‐0,03 4 52 0,24 29 3 0,06 26 31 ‐0,18 22 96 3,97 4 11,95 45 0,5 1,47 45 32 0,35 11 7 0,11 48 19 0,09 45 21 ‐0,21 40 98 1,02 32 6,81 57 6 3,16 57 16 ‐0,43 45 95 0,05 62 35 0,01 49 49 0,20 55 2 ‐2,39 85 ‐3,03 16 75 ‐2,28 16 76 ‐0,33 14 89 ‐0,07 15 72 ‐0,10 13 85 ‐0,11 11 87 ‐2,12 82 ‐1,78 45 65 ‐5,61 45 96 ‐0,06 27 56 ‐0,16 49 90 ‐0,12 46 89 ‐0,12 41 88 ‐1,32 71 ‐6,32 48 92 ‐5,65 48 96 ‐0,29 30 85 ‐0,11 54 80 ‐0,10 51 85 ‐0,05 46 68 1,96 19 ‐1,00 70 59 ‐4,46 69 92 ‐0,12 58 66 0,00 72 50 0,09 70 21 ‐0,09 66 81 ‐3,72 95 ‐1,29 66 61 ‐4,73 66 93 ‐0,13 51 66 ‐0,03 69 60 0,11 66 16 0,10 63 17 ‐0,92 65 ‐1,45 57 63 ‐3,16 57 84 ‐0,15 34 70 ‐0,05 60 66 0,01 58 48 ‐0,06 53 74 4,39 3 12,78 79 0,5 5,30 79 5 0,14 69 27 0,04 80 38 0,14 79 9 0,04 76 35 ‐5,23 99 ‐6,24 60 92 ‐2,09 60 74 ‐0,24 48 81 ‐0,05 63 65 ‐0,09 60 82 ‐0,07 56 76 2,08 18 ‐11,50 49 99 ‐15,93 49 99 0,24 29 15 ‐0,02 52 58 ‐0,05 49 70 0,43 44 0,1 ‐1,69 77 3,42 42 22 1,39 42 33 0,01 28 45 0,03 45 42 0,17 42 5 0,17 37 4 ‐3,18 92 ‐12,67 45 99 ‐14,80 44 99 ‐0,60 31 99 0,00 48 52 0,02 45 46 ‐0,17 40 95 ‐1,49 74 2,40 37 29 6,77 36 2 ‐0,09 25 61 ‐0,10 40 80 ‐0,09 37 83 0,08 33 20 ‐2,14 82 9,30 49 2 8,05 48 1 0,17 37 23 0,05 53 36 0,04 50 37 0,10 45 16 ‐1,03 67 4,95 45 13 3,48 45 13 ‐0,23 31 79 0,17 48 9 0,16 45 6 ‐0,18 41 96 ‐2,99 90 ‐9,50 41 98 ‐3,54 40 86 ‐0,58 15 99 ‐0,24 44 97 ‐0,18 41 96 0,12 36 12 2,67 12 5,45 77 11 5,85 76 3 ‐0,32 69 88 0,32 78 1 0,28 19 0,5 0,15 17 6 3,36 7 14,42 40 0,1 6,25 40 2 0,75 27 0,5 0,17 43 9 0,19 40 3 0,35 36 0,1 ‐0,73 62 ‐7,59 58 96 ‐10,94 58 99 ‐0,04 48 53 0,10 62 21 0,10 59 18 ‐0,12 55 88 2,30 15 15,58 42 0,1 6,32 42 2 0,67 31 0,5 0,13 45 15 0,05 42 34 0,23 37 1 DEP % DEP ACC % DEP ACC % DEP ACC % DEP ACC % DEP ACC % DEP ACC % Pigmentação Ocular (1‐5) Total Materno Peso ao Sobreano (Kg) Ganho Pós‐Desmama (Kg/345dias) Circuferência Escrotal ao Sobreano (cm) Musculatura (1‐5) Estrutura Corporal (1‐5) ___________ Pág: 29 RELATÓRIO DE AVALIAÇÃO GENÉTICA PAMPAPLUS / EMBRAPA 2014ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE HEREFORD E BRAFORD www.abhb.com.br
  • 30. Hereford por Nome ___________ Pág: 30 RELATÓRIO DE AVALIAÇÃO GENÉTICA PAMPAPLUS / EMBRAPA 2014ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE HEREFORD E BRAFORD www.abhb.com.br
  • 31. ‐0,50 58 ‐9,04 37 98 ‐7,17 37 99 ‐0,11 24 64 ‐0,19 41 94 ‐0,22 38 98 0,01 34 45 ‐1,43 73 ‐4,67 51 85 ‐0,76 51 59 ‐0,36 35 91 ‐0,04 55 61 0,03 52 41 0,28 48 0,5 ‐0,53 58 ‐3,05 46 75 1,56 46 31 ‐0,25 29 82 ‐0,08 49 75 0,00 35 53 0,11 31 14 1,53 24 ‐3,91 70 81 ‐3,88 70 89 ‐0,23 30 80 ‐0,02 72 57 0,01 70 49 0,01 67 48 ‐4,77 98 ‐1,33 72 62 2,64 72 20 ‐0,65 48 99 ‐0,05 75 66 ‐0,07 72 76 0,08 63 22 1,02 32 ‐3,46 45 78 4,21 45 9 0,15 29 24 ‐0,05 48 67 ‐0,11 23 88 ‐0,30 1 99 4,65 2 6,72 35 6 0,93 35 38 0,13 16 28 0,13 38 15 0,14 35 9 ‐0,01 2 54 0,17 46 1,44 43 37 1,33 42 33 ‐0,09 33 61 0,09 50 24 ‐0,07 47 76 0,00 43 50 2,40 14 3,41 35 22 ‐1,06 35 62 0,47 24 3 0,09 39 24 0,06 36 28 0,17 31 5 0,80 36 6,24 59 8 7,59 59 1 ‐0,02 31 50 0,04 65 37 ‐0,02 62 59 ‐0,06 58 72 3,34 7 5,33 41 11 0,40 41 44 0,15 19 25 0,00 44 51 0,07 41 25 0,14 36 8 2,32 15 8,73 55 2 5,65 55 4 0,55 40 1 0,17 57 10 0,06 55 29 0,11 50 15 0,88 34 ‐10,37 29 99 ‐10,41 29 99 ‐0,02 20 49 0,02 33 46 ‐0,04 30 68 0,16 26 5 ‐2,15 82 ‐6,06 48 91 ‐7,27 47 99 ‐0,28 23 85 0,06 50 33 0,04 47 35 0,05 43 33 3,39 7 3,32 23 22 ‐2,88 23 81 0,43 24 4 0,28 26 1 0,15 23 8 0,09 20 20 5,34 1 14,96 35 0,1 7,03 35 1 0,30 36 10 0,30 40 1 0,24 37 1 0,11 32 15 3,04 9 4,07 45 18 ‐1,48 45 67 0,02 16 43 0,09 49 23 0,08 45 24 0,01 41 47 4,63 2 22,49 51 0,1 13,35 51 0,1 0,14 33 26 0,34 54 0,5 0,32 51 0,1 0,07 46 24 4,96 1 7,38 51 5 2,03 51 26 0,18 26 21 0,12 54 18 0,00 51 51 0,05 45 32 0,12 47 3,07 37 24 1,97 37 26 ‐0,35 18 91 0,12 40 17 ‐0,05 37 69 0,04 32 36 ‐0,10 51 ‐5,03 28 87 ‐0,62 28 57 ‐0,40 2 94 ‐0,03 31 60 0,00 28 50 0,02 23 41 3,38 7 6,07 38 8 3,01 38 17 ‐0,06 9 56 0,07 42 30 0,04 39 36 0,07 26 25 ‐4,16 96 0,72 41 43 4,31 41 9 ‐0,26 4 83 0,11 53 21 0,09 49 21 ‐0,20 45 97 ‐2,30 84 1,07 40 40 2,39 40 22 ‐0,17 23 72 ‐0,17 43 91 ‐0,06 12 74 0,04 11 36 ‐1,45 73 ‐6,11 42 92 0,29 42 46 0,40 26 5 ‐0,14 45 86 ‐0,12 42 89 0,00 37 50 ‐0,69 61 ‐7,48 51 95 ‐5,83 51 97 0,03 38 43 ‐0,13 54 85 ‐0,08 51 79 ‐0,05 47 69 ‐1,70 77 ‐3,68 1 80 0,12 1 48 ‐0,36 1 91 0,10 1 23 ‐0,05 1 72 0,11 1 14 0,84 35 0,10 5 49 ‐0,05 5 50 ‐0,01 3 49 0,04 6 38 ‐0,07 5 76 ‐0,01 5 52 0,05 48 ‐0,20 44 52 ‐0,27 44 53 0,09 31 33 0,01 47 46 0,07 44 25 0,16 39 6 0,99 33 4,46 58 15 3,12 58 16 ‐0,23 46 80 0,02 62 45 0,06 59 31 ‐0,20 55 98 3,16 8 10,81 34 1 7,09 33 1 0,31 18 10 0,18 39 8 0,10 36 17 ‐0,45 31 99 3,62 5 4,09 47 18 0,25 47 46 0,23 33 16 ‐0,16 52 90 ‐0,14 49 92 0,18 44 3 ‐1,33 71 ‐4,18 36 83 ‐2,86 36 81 ‐0,54 20 98 ‐0,27 43 99 ‐0,21 39 98 0,19 35 3 ‐1,43 73 ‐6,87 45 94 ‐5,27 45 95 ‐0,37 12 92 ‐0,39 48 99 ‐0,01 1 57 0,04 1 35 1,25 29 ‐10,41 61 99 ‐9,11 61 99 ‐0,15 46 70 0,00 64 50 ‐0,08 60 79 0,09 58 19 1,12 30 1,80 38 34 ‐2,41 38 77 0,25 22 14 0,11 42 19 0,08 39 22 ‐0,21 35 98 2,28 15 10,38 55 1 4,87 54 6 0,44 42 3 ‐0,36 57 99 0,00 1 52 0,00 1 48 ‐6,82 99 ‐7,96 39 96 5,63 39 4 ‐0,29 22 86 ‐0,21 42 95 ‐0,17 38 96 ‐0,22 34 98 ‐1,93 80 1,96 67 33 0,49 66 43 ‐0,02 52 51 ‐0,05 69 66 ‐0,03 67 62 0,20 63 2 4,24 3 2,22 65 31 ‐1,51 65 68 0,02 48 43 0,07 67 30 0,06 65 28 ‐0,07 61 76 4,57 2 15,17 38 0,1 5,06 38 5 1,32 24 0,1 0,12 42 18 0,00 13 53 ‐0,17 35 96 2,54 13 10,30 61 1 6,79 61 2 ‐0,01 41 48 0,06 64 33 ‐0,02 60 58 0,02 56 40 ‐2,11 82 0,14 28 49 ‐2,12 28 74 0,49 11 2 0,03 37 43 0,11 33 15 0,22 29 2 ‐0,14 52 ‐3,21 22 76 ‐4,65 22 93 ‐0,11 22 63 0,04 27 37 ‐0,08 24 78 ‐0,03 20 60 ‐1,54 74 ‐2,91 44 74 ‐2,06 44 74 ‐0,38 18 92 ‐0,05 47 67 ‐0,17 44 96 0,12 39 11 ‐2,27 84 6,26 54 8 ‐0,71 54 58 0,05 33 39 ‐0,04 57 63 0,04 52 35 ‐0,13 49 90 2,94 10 3,71 46 20 ‐0,36 46 54 0,35 27 7 0,19 51 7 0,11 48 15 ‐0,17 43 96 ‐2,20 83 2,60 40 28 2,03 40 26 ‐0,13 13 66 0,28 44 2 0,04 21 37 0,00 30 49 ‐2,93 90 4,72 28 14 8,81 28 0,5 0,38 18 6 0,03 31 40 0,10 28 17 0,02 24 44 ‐0,73 62 ‐2,18 7 69 ‐1,38 7 66 0,00 1 47 ‐0,07 16 71 0,02 10 45 ‐0,05 8 70 ‐6,78 99 0,17 21 48 5,96 21 3 ‐0,50 13 97 0,01 31 47 ‐0,07 28 78 0,03 24 37 DEP % DEP ACC % DEP ACC % DEP ACC % DEP ACC % DEP ACC % DEP ACC % Pigmentação Ocular (1‐5) Total Materno Peso ao Sobreano (Kg) Ganho Pós‐Desmama (Kg/345dias) Circuferência Escrotal ao Sobreano (cm) Musculatura (1‐5) Estrutura Corporal (1‐5) ___________ Pág: 31 RELATÓRIO DE AVALIAÇÃO GENÉTICA PAMPAPLUS / EMBRAPA 2014ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE HEREFORD E BRAFORD www.abhb.com.br
  • 32. Hereford por IQG ___________ Pág: 32 RELATÓRIO DE AVALIAÇÃO GENÉTICA PAMPAPLUS / EMBRAPA 2014ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE HEREFORD E BRAFORD www.abhb.com.br Ī ĜĠHĬ İ Ī Î NOME DEP ACC % DEPd ACC % PC‐163889 SANTA MARIA 859873 2007 PC 1 56 2,99 0,5 1,51 55 99 11,11 55 0,1 ES‐IA‐547 STAR BRIGHT FUTURE 533P ET 2004 ES 2 25 2,59 0,5 2,03 35 99 12,74 39 0,1 PC‐167590 IRAPUA 7155 2008 PC 2 51 2,48 1 0,02 54 50 3,12 54 15 PC‐172755 SANTA MARIA 774505 2009 PC 1 53 2,48 1 2,71 53 99 11,28 54 0,1 PO‐225437 MAUÁ BASIC DO PONTAL 1719 2004 PO 1 138 2,26 1 ‐0,95 69 2 1,78 69 27 PC‐170504 BELVISTA 1442 2009 PC 1 58 2,07 2 0,43 1 81 8,98 56 0,5 PC‐170551 RECULUTA L231 2009 PC 1 45 2,06 2 0,46 1 83 10,34 51 0,1 PO‐232107 SÃO FERNANDO TORDO 7885 2008 PO 1 22 1,97 2 1,46 38 99 7,64 36 1 ES‐IA‐512 RV STOCKER 6662 2006 ES 2 26 1,92 3 ‐0,41 32 17 8,48 40 0,5 LA‐2402 GUATAMBU T1057 (HH) TOTAL 1997 LA 1 22 1,88 3 ‐0,44 39 16 9,01 38 0,5 PO‐233524 NOVA AURORA/ANJO DA GUARDA 1862 2007 PO 1 28 1,82 3 ‐0,37 41 20 10,60 41 0,1 LA‐3437 RECREIO T867(HH) 2001 LA 1 361 1,73 4 0,21 59 65 5,01 80 5 PC‐151985 DO BOLSO E47 2005 PC 1 66 1,66 5 0,56 57 88 5,83 57 3 PC‐164365 SANTA MARIA 860851 2007 PC 1 48 1,66 5 0,51 53 85 3,81 52 10 PC‐168671 SANTA MARIA 560866 2008 PC 1 96 1,61 5 0,28 64 71 3,04 64 16 ES‐IA‐445 ALABAMA 8350 1998 ES 3 70 1,60 5 0,02 59 49 ‐4,00 58 90 ES‐IA‐442 FORC 29 F BOOMER 18L 2002 ES 12 420 1,60 5 ‐0,09 80 40 1,18 82 34 ES‐IA‐564 STAR KCL BREAKOUT 3T ET 2007 ES 2 139 1,47 7 0,87 69 97 2,57 69 19 PO‐235091 GAP 1721 CHARRÚA 2008 PO 2 20 1,43 8 0,02 34 49 3,11 35 15 PC‐167016 RECULUTA K170 2008 PC 3 346 1,32 9 0,36 80 77 ‐0,40 80 54 LA‐4052 SANTA MARIA 170881 2003 LA 1 22 1,25 10 1,47 36 99 6,70 37 1 PC‐163969 DON ANGELICO D066 2007 PC 1 30 1,24 11 ‐0,09 1 40 3,35 43 13 ES‐IA‐508 WLB GLOBAL 72M50S 2006 ES 8 58 1,20 11 0,29 50 71 1,68 55 28 PX411983 ANCARES GODUNOV 3726 2002 ES 1 29 1,15 12 0,93 39 98 5,63 42 3 PC‐173065 BELVISTA 1514 2009 PC 1 26 1,15 13 0,56 1 88 8,73 43 0,5 PC‐173123 IRAPUA 9055 2009 PC 1 21 1,14 13 ‐0,18 35 33 3,12 36 15 PC‐172754 SANTA MARIA 765949 2009 PC 1 44 1,11 13 1,34 50 99 5,30 50 4 ES‐IA‐501 CC CX UNITED 52S ET 2006 ES 4 76 1,05 15 0,67 21 92 3,73 59 11 LA‐3645 SANTA MARIA K566 2001 LA 1 33 1,02 15 0,36 45 77 4,74 45 6 PC‐151200 IRAPUA 843721 2005 PC 1 30 1,00 16 0,31 47 73 ‐1,81 45 71 PC‐168595 SANTA MARIA 476640 2008 PC 1 50 1,00 16 0,63 52 91 4,36 52 7 PC‐166669 IRAPUA 7120 2008 PC 1 35 0,99 16 ‐0,27 46 27 7,87 45 0,5 LA‐4563 SANTA MARIA 360087 2005 LA 2 94 0,92 18 ‐0,71 64 6 ‐0,01 63 49 PC‐171257 ASP 9049 PONTAÇO SP 4064 2009 PC 1 48 0,90 18 ‐0,43 53 16 5,56 53 3 PO‐214561 CB BOLSO KEYNOTE 829 1996 PO 3 64 0,88 19 ‐0,8 57 4 ‐5,02 57 95 PC‐159360 CABECEIRA D705 2006 PC 1 21 0,88 19 0,04 39 52 4,24 39 8 PC‐166675 SJ E010 2008 PC 1 322 0,86 20 ‐0,02 12 46 2,36 79 21 PC‐163977 SANTA MARIA 859768 2007 PC 1 45 0,70 24 0,55 52 87 5,06 51 5 PC‐151696 SANTA MARIA 359725 2005 PC 1 20 0,69 24 0,69 33 93 4,61 35 6 PC‐148611 RECULUTA G152 2004 PC 1 38 0,62 27 ‐0,16 1 35 1,33 49 32 PC‐164930 BELVISTA 1134 2006 PC 1 49 0,62 27 0,15 1 61 2,70 52 18 PO‐223553 SÃO FERNANDO VICTOR 7507 2003 PO 1 52 0,56 29 ‐0,1 31 39 3,03 53 16 ES‐IA‐516 SATUR FORC BOOMER 3697 2006 ES 1 70 0,54 29 0,51 57 85 5,98 58 2 PC‐164176 IRAPUA 7742 2007 PC 1 24 0,52 30 0,14 42 60 ‐3,66 41 88 PC‐152293 ALVORADA E283 2005 PC 2 65 0,50 31 ‐0,1 57 39 6,65 57 1 PC‐152750 CATY D347 2004 PC 1 81 0,49 31 ‐0,25 61 28 6,46 61 2 PC‐126165 RECREIO N440 (NOBRE) 1998 PC 7 57 0,49 31 ‐0,2 56 31 2,95 55 16 ES‐IA‐539 SATUR FORC BOOMER ‐ 3509 GRAN BIFE 2005 ES 2 31 0,49 31 0,45 13 82 2,68 43 18 PO‐228119 SÃO FERNANDO SF RIVAL 7719 2006 PO 1 102 0,46 32 0,32 62 74 4,60 64 6 ES‐IA‐568 HORMIGA CAUDILLO 7 2008 ES 2 44 0,38 35 1,28 50 99 5,22 50 4 PC‐176394 BELVISTA 1618 2010 PC 1 21 0,31 38 ‐0,23 1 29 ‐3,33 39 85 PC‐151805 RECULUTA H003 2005 PC 1 36 0,30 38 ‐0,65 1 7 4,69 47 6 PC‐167567 IRAPUA 7144 2008 PC 1 25 0,21 42 0,75 40 94 3,06 40 15 ES‐IA‐565 MCCOY 55MABSOLUTE 49S 2006 ES 3 52 0,21 42 ‐1,1 53 1 4,70 53 6 PC‐158214 IRAPUA 8428 2006 PC 1 23 0,19 42 ‐0,76 38 4 3,78 38 11 PC‐162845 SANTA MARIA 860882 2007 PC 1 29 0,19 42 ‐0,25 42 28 1,34 42 32 PO‐234921 SÃO FERNANDO SF BASIC 7939 2009 PO 1 24 0,19 43 ‐0,05 38 44 ‐0,26 40 52 PO‐228897 GAP 1509 ALABAMA 2006 PO 2 59 0,18 43 0,24 55 68 5,33 55 4 Î Ī GĜÍ ĖGÎ Ĭ Ĩ ĜI Î HÍ GHFĜGĜ QUALIFICAÇÃO GENÉTICA (IQG) FAVORÁVEL A N O N A S C LIVRO REBANHOS FILHOS IQG % Peso ao Nascer (Kg) Peso a Desmama (Kg)
  • 33. ___________ Pág: 33 RELATÓRIO DE AVALIAÇÃO GENÉTICA PAMPAPLUS / EMBRAPA 2014ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE HEREFORD E BRAFORD www.abhb.com.br GĜĨ % DEP ACC % DEP ACC % DEP ACC % DEP ACC % DEP ACC % DEP ACC % 4,63 2 22,49 51 0,1 13,35 51 0,1 0,14 33 26 0,34 54 0,5 0,32 51 0,1 0,07 46 24 4,57 2 15,17 38 0,1 5,06 38 5 1,32 24 0,1 0,12 42 18 0,00 13 53 ‐0,17 35 96 3,77 5 10,72 30 1 6,85 30 2 1,13 21 0,1 0,20 34 6 0,15 11 8 0,23 27 1 5,34 1 14,96 35 0,1 7,03 35 1 0,30 36 10 0,30 40 1 0,24 37 1 0,11 32 15 5,37 1 10,63 64 1 8,17 64 0,5 0,13 49 27 0,16 67 10 0,09 57 19 ‐0,43 61 99 4,31 3 14,13 45 0,1 8,86 45 0,5 0,19 31 20 ‐0,03 49 58 0,11 46 16 0,04 42 36 3,36 7 14,42 40 0,1 6,25 40 2 0,75 27 0,5 0,17 43 9 0,19 40 3 0,35 36 0,1 3,16 8 10,81 34 1 7,09 33 1 0,31 18 10 0,18 39 8 0,10 36 17 ‐0,45 31 99 2,30 15 15,58 42 0,1 6,32 42 2 0,67 31 0,5 0,13 45 15 0,05 42 34 0,23 37 1 3,82 5 9,84 13 1 2,57 13 21 0,31 8 9 0,41 14 0,1 0,11 3 16 ‐0,08 3 80 3,97 4 11,95 45 0,5 1,47 45 32 0,35 11 7 0,11 48 19 0,09 45 21 ‐0,21 40 98 4,39 3 12,78 79 0,5 5,30 79 5 0,14 69 27 0,04 80 38 0,14 79 9 0,04 76 35 1,76 21 13,22 46 0,5 7,60 46 1 0,71 48 0,5 ‐0,05 49 65 0,00 46 52 ‐0,09 42 81 4,96 1 7,38 51 5 2,03 51 26 0,18 26 21 0,12 54 18 0,00 51 51 0,05 45 32 2,32 15 8,73 55 2 5,65 55 4 0,55 40 1 0,17 57 10 0,06 55 29 0,11 50 15 2,01 18 3,24 60 23 5,06 59 5 0,93 48 0,1 0,23 64 3 ‐0,02 40 59 ‐0,38 45 99 6,43 0,5 3,71 79 20 2,53 79 21 ‐0,06 68 56 0,08 81 28 0,05 76 32 ‐0,14 72 92 2,54 13 10,30 61 1 6,79 61 2 ‐0,01 41 48 0,06 64 33 ‐0,02 60 58 0,02 56 40 2,18 16 9,27 35 2 7,72 35 1 ‐0,09 29 61 0,20 38 5 ‐0,06 1 72 ‐0,03 1 62 2,67 12 5,45 77 11 5,85 76 3 ‐0,32 69 88 0,32 78 1 0,28 19 0,5 0,15 17 6 4,65 2 6,72 35 6 0,93 35 38 0,13 16 28 0,13 38 15 0,14 35 9 ‐0,01 2 54 3,14 8 12,57 46 0,5 9,40 46 0,5 ‐0,69 31 99 0,02 50 44 ‐0,07 47 77 ‐0,15 42 92 2,94 10 3,71 46 20 ‐0,36 46 54 0,35 27 7 0,19 51 7 0,11 48 15 ‐0,17 43 96 1,80 21 5,94 43 9 ‐0,40 43 54 0,58 20 1 0,31 47 1 0,25 43 1 0,18 39 4 3,86 4 7,37 40 5 1,19 40 35 0,10 17 31 ‐0,05 43 66 0,03 40 40 0,23 36 1 2,18 17 6,66 33 6 5,35 33 4 0,25 10 14 0,00 36 51 0,08 3 23 0,24 2 1 3,39 7 3,32 23 22 ‐2,88 23 81 0,43 24 4 0,28 26 1 0,15 23 8 0,09 20 20 1,54 24 5,75 50 10 1,74 50 29 0,14 32 27 0,20 54 6 0,26 51 1 ‐0,04 46 65 3,38 7 6,07 38 8 3,01 38 17 ‐0,06 9 56 0,07 42 30 0,04 39 36 0,07 26 25 4,29 3 1,44 41 37 1,72 40 29 0,44 24 3 ‐0,08 46 75 ‐0,10 38 84 ‐0,10 39 85 3,34 7 5,33 41 11 0,40 41 44 0,15 19 25 0,00 44 51 0,07 41 25 0,14 36 8 1,75 22 5,03 35 13 ‐3,58 34 87 0,80 27 0,1 0,11 39 19 0,08 1 22 ‐0,20 32 97 0,80 36 6,24 59 8 7,59 59 1 ‐0,02 31 50 0,04 65 37 ‐0,02 62 59 ‐0,06 58 72 0,75 36 6,96 36 6 4,69 36 7 0,29 22 11 0,15 42 13 0,22 39 2 0,06 35 29 2,85 10 5,97 43 9 6,53 43 2 ‐0,14 42 68 ‐0,06 47 69 ‐0,07 44 76 ‐0,18 39 96 0,54 40 4,73 38 14 3,16 37 16 0,31 26 9 0,14 40 13 ‐0,04 1 65 0,02 1 42 4,24 3 2,22 65 31 ‐1,51 65 68 0,02 48 43 0,07 67 30 0,06 65 28 ‐0,07 61 76 3,04 9 4,07 45 18 ‐1,48 45 67 0,02 16 43 0,09 49 23 0,08 45 24 0,01 41 47 2,40 14 3,41 35 22 ‐1,06 35 62 0,47 24 3 0,09 39 24 0,06 36 28 0,17 31 5 ‐2,14 82 9,30 49 2 8,05 48 1 0,17 37 23 0,05 53 36 0,04 50 37 0,10 45 16 1,53 25 3,32 53 22 2,31 53 23 0,29 44 11 ‐0,05 57 66 ‐0,02 54 60 0,10 50 16 3,62 5 4,09 47 18 0,25 47 46 0,23 33 16 ‐0,16 52 90 ‐0,14 49 92 0,18 44 3 2,28 15 10,38 55 1 4,87 54 6 0,44 42 3 ‐0,36 57 99 0,00 1 52 0,00 1 48 1,84 20 ‐2,66 32 72 ‐1,51 32 68 0,50 20 2 0,09 35 24 0,06 30 28 ‐0,08 27 77 1,20 29 5,70 54 10 0,77 53 40 0,06 37 37 0,06 57 32 ‐0,05 1 71 0,09 1 18 1,35 27 4,96 38 13 ‐0,17 38 52 0,28 37 12 ‐0,04 44 64 0,03 41 41 0,04 36 36 1,02 32 6,81 57 6 3,16 57 16 ‐0,43 45 95 0,05 62 35 0,01 49 49 0,20 55 2 1,12 30 1,80 38 34 ‐2,41 38 77 0,25 22 14 0,11 42 19 0,08 39 22 ‐0,21 35 98 0,99 33 4,46 58 15 3,12 58 16 ‐0,23 46 80 0,02 62 45 0,06 59 31 ‐0,20 55 98 0,49 41 4,39 1 16 1,11 1 36 0,18 1 21 0,13 1 16 ‐0,05 1 70 ‐0,02 1 56 0,75 36 ‐0,51 12 54 1,21 12 35 0,35 11 7 ‐0,04 13 62 0,00 12 52 ‐0,06 12 74 ‐1,03 67 4,95 45 13 3,48 45 13 ‐0,23 31 79 0,17 48 9 0,16 45 6 ‐0,18 41 96 ‐4,28 97 4,65 28 14 8,79 28 0,5 0,41 20 4 0,03 31 42 0,09 3 20 ‐0,03 25 62 1,81 21 2,73 13 27 ‐1,83 13 71 ‐0,06 11 56 ‐0,06 15 69 ‐0,12 13 89 ‐0,01 11 52 2,48 13 0,65 40 44 ‐4,11 40 90 0,10 4 32 ‐0,09 45 76 ‐0,07 41 77 ‐0,18 37 96 0,12 47 3,07 37 24 1,97 37 26 ‐0,35 18 91 0,12 40 17 ‐0,05 37 69 0,04 32 36 0,84 35 0,10 5 49 ‐0,05 5 50 ‐0,01 3 49 0,04 6 38 ‐0,07 5 76 ‐0,01 5 52 1,29 28 ‐0,85 53 57 ‐7,27 53 99 ‐0,05 29 54 0,29 56 1 0,19 1 4 0,11 37 14 ĜŒPǾÞPÞǾMFŎǾŐŎǾMÕ (1‐5) Pigmentação Ocular (1‐5) Total Materno Peso ao Sobreano (Kg) Ganho Pós‐Desmama (Kg/345dias) Circuferência Escrotal ao Sobreano (cm) Musculatura (1‐5)
  • 34. Hereford por PDD ___________ Pág: 34 RELATÓRIO DE AVALIAÇÃO GENÉTICA PAMPAPLUS / EMBRAPA 2014ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE HEREFORD E BRAFORD www.abhb.com.br
  • 35. ___________ Pág: 35 RELATÓRIO DE AVALIAÇÃO GENÉTICA PAMPAPLUS / EMBRAPA 2014ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE HEREFORD E BRAFORD www.abhb.com.br
  • 36. Hereford por TM ___________ Pág: 36 RELATÓRIO DE AVALIAÇÃO GENÉTICA PAMPAPLUS / EMBRAPA 2014ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE HEREFORD E BRAFORD www.abhb.com.br
  • 37. ___________ Pág: 37 RELATÓRIO DE AVALIAÇÃO GENÉTICA PAMPAPLUS / EMBRAPA 2014ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE HEREFORD E BRAFORD www.abhb.com.br
  • 38. Hereford por PS ___________ Pág: 38 RELATÓRIO DE AVALIAÇÃO GENÉTICA PAMPAPLUS / EMBRAPA 2014ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE HEREFORD E BRAFORD www.abhb.com.br
  • 39. ___________ Pág: 39 RELATÓRIO DE AVALIAÇÃO GENÉTICA PAMPAPLUS / EMBRAPA 2014ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE HEREFORD E BRAFORD www.abhb.com.br
  • 40. Hereford por GPD ___________ Pág: 40 RELATÓRIO DE AVALIAÇÃO GENÉTICA PAMPAPLUS / EMBRAPA 2014ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE HEREFORD E BRAFORD www.abhb.com.br
  • 41. ___________ Pág: 41 RELATÓRIO DE AVALIAÇÃO GENÉTICA PAMPAPLUS / EMBRAPA 2014ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE HEREFORD E BRAFORD www.abhb.com.br
  • 42. Hereford por PE ___________ Pág: 42 RELATÓRIO DE AVALIAÇÃO GENÉTICA PAMPAPLUS / EMBRAPA 2014ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE HEREFORD E BRAFORD www.abhb.com.br
  • 43. DEP % DEP ACC % DEP ACC % DEP ACC % DEP ACC % DEP ACC % DEP ACC % 4,57 2 15,17 38 0,1 5,06 38 5 1,32 24 0,1 0,12 42 18 0,00 13 53 ‐0,17 35 96 3,77 5 10,72 30 1 6,85 30 2 1,13 21 0,1 0,20 34 6 0,15 11 8 0,23 27 1 2,01 18 3,24 60 23 5,06 59 5 0,93 48 0,1 0,23 64 3 ‐0,02 40 59 ‐0,38 45 99 2,30 15 15,58 42 0,1 6,32 42 2 0,67 31 0,5 0,13 45 15 0,05 42 34 0,23 37 1 ‐2,11 82 0,14 28 49 ‐2,12 28 74 0,49 11 2 0,03 37 43 0,11 33 15 0,22 29 2 ‐2,10 82 ‐2,65 51 72 2,04 51 26 0,40 24 5 0,04 56 39 0,01 39 48 0,04 35 36 2,94 10 3,71 46 20 ‐0,36 46 54 0,35 27 7 0,19 51 7 0,11 48 15 ‐0,17 43 96 1,12 30 1,80 38 34 ‐2,41 38 77 0,25 22 14 0,11 42 19 0,08 39 22 ‐0,21 35 98 ‐3,46 93 ‐1,66 56 64 ‐4,21 56 90 0,18 41 22 ‐0,14 61 88 ‐0,19 58 97 0,25 53 1 0,49 41 4,39 1 16 1,11 1 36 0,18 1 21 0,13 1 16 ‐0,05 1 70 ‐0,02 1 56 1,02 32 ‐3,46 45 78 4,21 45 9 0,15 29 24 ‐0,05 48 67 ‐0,11 23 88 ‐0,30 1 99 1,54 24 5,75 50 10 1,74 50 29 0,14 32 27 0,20 54 6 0,26 51 1 ‐0,04 46 65 1,70 22 ‐2,28 40 70 ‐0,82 40 59 0,07 19 36 ‐0,07 44 71 ‐0,04 41 68 ‐0,25 25 99 1,20 29 5,70 54 10 0,77 53 40 0,06 37 37 0,06 57 32 ‐0,05 1 71 0,09 1 18 Estrutura Corporal (1‐5) Pigmentação Ocular (1‐5) Total Materno Peso ao Sobreano (Kg) Ganho Pós‐Desmama (Kg/345dias) Circuferência Escrotal ao Sobreano (cm) Musculatura (1‐5) ___________ Pág: 43 RELATÓRIO DE AVALIAÇÃO GENÉTICA PAMPAPLUS / EMBRAPA 2014ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE HEREFORD E BRAFORD www.abhb.com.br
  • 44. FOTO REBANHO BRAFORD ___________ Pág: 41 RELATÓRIO DE AVALIAÇÃO GENÉTICA PAMPAPLUS / EMBRAPA 2014ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE HEREFORD E BRAFORD www.abhb.com.br
  • 46. Braford por nome ___________ Pág: 46 RELATÓRIO DE AVALIAÇÃO GENÉTICA PAMPAPLUS / EMBRAPA 2014ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE HEREFORD E BRAFORD www.abhb.com.br
  • 47. DEP % DEP ACC % DEP ACC % DEP ACC % DEP ACC % DEP ACC % DEP ACC % DEP ACC % 1,14 30 ‐2,9 44 75 ‐5,83 43 97 ‐0,13 24 67 ‐0,03 46 60 ‐0,03 44 62 ‐0,14 49 3 ‐0,05 40 69 ‐0,51 58 ‐0,2 37 52 3,96 37 10 ‐0,44 8 95 0,18 47 8 0,06 43 29 ‐0,06 50 20 ‐0,11 40 86 1,51 25 6,6 44 7 2,52 44 21 ‐0,53 17 98 0,04 48 37 0,01 44 48 0,02 51 61 0,23 41 1 2,99 9 12,1 64 0,5 3,12 63 16 0,39 35 5 0,22 70 4 0,03 64 39 0,00 72 50 0,12 64 11 ‐2,99 90 ‐1,5 67 63 ‐0,10 66 51 0,17 41 22 ‐0,10 70 78 0,08 66 22 0,09 72 88 ‐0,14 64 92 ‐2,27 84 ‐1,5 4 63 1,30 4 34 ‐0,23 1 80 0,07 8 28 ‐0,04 7 66 0,04 9 70 ‐0,07 6 75 ‐1,52 74 1,0 54 41 1,93 54 27 ‐0,32 40 88 0,29 59 1 0,21 56 2 0,01 61 56 0,06 52 28 ‐1,34 71 3,2 37 23 3,26 37 15 ‐0,18 20 74 0,21 44 5 0,28 41 0,5 ‐0,11 47 7 0,07 38 25 ‐1,42 73 ‐0,1 40 51 2,58 39 20 0,05 14 39 ‐0,01 43 54 ‐0,04 40 66 ‐0,06 46 20 0,24 36 1 ‐0,75 62 0,1 20 49 1,99 20 26 ‐0,21 1 77 ‐0,04 30 63 ‐0,08 27 80 ‐0,06 33 19 ‐0,08 23 80 ‐0,44 57 0,0 16 50 0,22 16 47 0,08 1 35 ‐0,06 18 69 ‐0,04 16 68 0,00 20 52 0,00 13 49 8,41 0,1 ‐3,6 64 79 ‐6,81 63 98 0,12 19 29 0,27 66 2 0,03 12 41 0,05 13 75 0,10 12 15 0,02 49 ‐3,4 27 78 ‐3,28 27 84 ‐0,18 11 74 ‐0,19 29 93 ‐0,01 26 57 0,05 31 77 ‐0,07 22 76 ‐4,39 97 ‐1,7 36 64 1,07 36 36 ‐0,25 17 82 ‐0,02 39 56 ‐0,13 36 91 ‐0,15 41 2 ‐0,05 32 67 1,30 28 ‐3,9 42 81 ‐2,85 41 81 0,09 18 33 0,10 45 23 0,10 42 18 0,04 48 69 0,04 38 35 ‐1,28 71 7,2 24 5 7,03 24 1 ‐0,17 16 72 0,23 30 4 0,16 28 6 0,08 33 87 0,11 24 14 ‐5,29 99 ‐1,9 69 66 ‐4,66 69 93 ‐0,34 55 90 0,06 71 34 0,04 66 36 ‐0,04 73 31 ‐0,16 66 95 ‐5,54 99 3,7 33 20 8,97 33 0,5 ‐0,51 14 97 0,05 37 35 ‐0,02 34 59 0,04 39 71 ‐0,08 31 77 ‐0,98 66 4,3 46 16 4,16 46 9 0,39 24 5 0,03 49 42 ‐0,04 46 66 0,08 51 86 0,19 42 3 0,21 46 1,5 50 37 1,60 50 30 0,30 35 10 0,10 55 21 0,18 52 4 0,09 58 90 ‐0,18 48 96 ‐2,49 86 ‐10,2 38 99 ‐9,85 38 99 0,03 22 42 ‐0,17 42 92 ‐0,15 38 94 0,07 44 85 0,05 34 33 ‐2,02 81 ‐11,7 39 99 ‐0,25 38 53 ‐0,15 16 70 0,04 41 39 0,05 38 32 0,09 44 89 ‐0,04 34 66 ‐2,24 83 ‐12,5 40 99 0,20 40 47 0,10 20 31 0,08 44 28 0,05 41 32 ‐0,09 47 11 0,11 37 13 0,91 34 6,2 8 8 11,05 8 0,1 0,20 3 19 0,17 10 9 0,10 9 18 0,13 11 96 ‐0,15 8 93 1,50 25 10,2 12 1 4,24 12 9 0,67 7 0,5 0,06 13 32 0,03 12 39 0,03 13 68 ‐0,08 10 77 0,22 45 2,0 15 33 1,64 15 30 0,24 11 15 0,16 16 10 0,11 15 15 0,17 16 99 ‐0,01 14 56 2,58 13 2,0 3 32 ‐4,37 3 91 0,39 2 5 0,11 3 20 0,02 3 45 ‐0,08 4 13 0,17 2 4 2,79 11 ‐5,1 58 88 ‐7,62 57 99 ‐0,02 37 50 ‐0,08 61 74 ‐0,10 57 84 ‐0,05 63 27 0,07 54 25 ‐2,78 88 ‐0,9 38 58 5,30 38 5 ‐0,47 25 96 ‐0,03 43 58 0,01 40 47 ‐0,09 46 10 ‐0,11 36 86 ‐0,32 55 7,2 34 5 5,93 34 3 0,19 21 20 0,10 39 22 0,04 36 36 ‐0,14 42 3 0,10 32 15 ‐1,56 75 ‐1,0 50 58 4,58 50 7 ‐0,35 31 90 0,06 53 32 0,03 50 40 0,01 55 53 ‐0,01 46 53 ‐4,16 96 2,7 49 27 5,07 49 5 0,08 40 35 0,21 55 5 0,09 52 21 0,02 57 59 0,17 47 4 2,83 10 ‐2,4 58 70 ‐5,81 58 96 0,67 39 0,5 0,21 63 5 0,24 60 1 ‐0,06 65 21 ‐0,12 56 89 1,85 20 1,5 85 36 ‐0,69 85 58 0,39 77 5 0,18 87 8 0,15 85 7 0,03 87 67 ‐0,09 83 81 ‐1,08 67 4,6 67 14 0,67 67 41 0,37 47 6 0,04 70 39 0,06 68 28 0,00 72 51 0,01 65 47 2,04 18 5,1 54 12 ‐4,73 54 93 0,09 24 33 0,07 57 31 0,03 54 38 0,04 59 70 ‐0,02 50 58 ‐3,53 94 ‐5,9 45 91 ‐2,82 45 81 ‐0,48 26 96 0,04 49 37 0,01 35 46 0,05 52 74 0,00 42 48 ‐2,94 90 1,5 57 37 2,60 57 20 ‐0,44 36 95 0,14 61 14 0,13 58 11 0,07 63 81 ‐0,14 54 91 ‐0,25 54 ‐3,0 33 75 ‐0,77 33 59 0,11 19 31 ‐0,04 42 63 ‐0,08 39 79 ‐0,07 45 18 ‐0,21 35 98 ‐3,67 94 ‐10,7 61 99 ‐9,24 61 99 ‐1,05 46 99 0,06 65 31 0,06 62 30 0,02 67 63 0,02 58 43 ‐2,60 87 ‐4,6 64 85 ‐4,13 63 90 ‐0,89 51 99 ‐0,03 67 61 ‐0,02 65 61 0,09 69 88 0,01 61 45 ‐0,19 53 0,9 50 42 ‐0,20 50 52 0,00 35 47 0,02 56 44 0,10 53 18 0,23 58 99 ‐0,32 49 99 0,54 40 7,3 47 5 11,16 47 0,1 0,33 34 8 0,30 55 1 0,17 52 5 0,09 57 89 0,16 47 6 ‐0,14 52 ‐0,8 37 57 ‐1,78 37 71 0,30 20 10 ‐0,02 40 57 ‐0,08 37 79 0,00 42 50 ‐0,14 33 92 1,31 28 3,2 69 23 1,96 69 26 0,57 50 1 0,08 72 26 0,11 70 15 0,12 74 95 0,00 66 48 0,60 39 9,6 53 1 6,92 53 1 0,83 17 0,1 ‐0,13 56 85 ‐0,12 53 89 0,11 58 94 ‐0,04 48 65 ‐0,86 64 ‐2,5 65 71 ‐0,34 65 54 ‐0,35 29 90 0,17 68 9 0,18 65 4 ‐0,01 70 44 0,04 62 36 4,27 3 6,4 46 7 7,02 46 1 0,09 34 32 0,06 50 31 0,14 46 9 ‐0,31 53 0,1 0,08 43 22 Pigmentação Ocular (1‐5) Tamanho Umbigo/Prepúcio (1‐5) Total Materno Peso ao Sobreano (Kg) Ganho Pós‐ Desmama (Kg/345dias) Circuferência Escrotal ao Sobreano (cm) Musculatura (1‐5) Estrutura Corporal (1‐5) ___________ Pág: 47 RELATÓRIO DE AVALIAÇÃO GENÉTICA PAMPAPLUS / EMBRAPA 2014ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE HEREFORD E BRAFORD www.abhb.com.br
  • 48. ___________ Pág: 48 RELATÓRIO DE AVALIAÇÃO GENÉTICA PAMPAPLUS / EMBRAPA 2014ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE HEREFORD E BRAFORD www.abhb.com.br Braford por nome
  • 49. ___________ Pág: 49 RELATÓRIO DE AVALIAÇÃO GENÉTICA PAMPAPLUS / EMBRAPA 2014ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE HEREFORD E BRAFORD www.abhb.com.br
  • 50. Braford por nome ___________ Pág: 50 RELATÓRIO DE AVALIAÇÃO GENÉTICA PAMPAPLUS / EMBRAPA 2014ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE HEREFORD E BRAFORD www.abhb.com.br
  • 51. ___________ Pág: 51 RELATÓRIO DE AVALIAÇÃO GENÉTICA PAMPAPLUS / EMBRAPA 2014ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE HEREFORD E BRAFORD www.abhb.com.br
  • 52. ___________ Pág: 52 RELATÓRIO DE AVALIAÇÃO GENÉTICA PAMPAPLUS / EMBRAPA 2014ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE HEREFORD E BRAFORD www.abhb.com.br Braford por nome
  • 53. ___________ Pág: 53 RELATÓRIO DE AVALIAÇÃO GENÉTICA PAMPAPLUS / EMBRAPA 2014ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE HEREFORD E BRAFORD www.abhb.com.br
  • 54. ___________ Pág: 54 RELATÓRIO DE AVALIAÇÃO GENÉTICA PAMPAPLUS / EMBRAPA 2014ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE HEREFORD E BRAFORD www.abhb.com.br Braford por nome
  • 55. ___________ Pág: 55 RELATÓRIO DE AVALIAÇÃO GENÉTICA PAMPAPLUS / EMBRAPA 2014ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE HEREFORD E BRAFORD www.abhb.com.br
  • 56. ___________ Pág: 56 RELATÓRIO DE AVALIAÇÃO GENÉTICA PAMPAPLUS / EMBRAPA 2014ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE HEREFORD E BRAFORD www.abhb.com.br Braford por IQG
  • 57. ___________ Pág: 57 RELATÓRIO DE AVALIAÇÃO GENÉTICA PAMPAPLUS / EMBRAPA 2014ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE HEREFORD E BRAFORD www.abhb.com.br
  • 58. ___________ Pág: 58 RELATÓRIO DE AVALIAÇÃO GENÉTICA PAMPAPLUS / EMBRAPA 2014ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE HEREFORD E BRAFORD www.abhb.com.br Braford por IQG
  • 59. ___________ Pág: 59 RELATÓRIO DE AVALIAÇÃO GENÉTICA PAMPAPLUS / EMBRAPA 2014ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE HEREFORD E BRAFORD www.abhb.com.br
  • 60. ___________ Pág: 60 RELATÓRIO DE AVALIAÇÃO GENÉTICA PAMPAPLUS / EMBRAPA 2014ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE HEREFORD E BRAFORD www.abhb.com.br Braford por IQG
  • 61. 0,48 41 1,05 31 40 1,82 30 28 0,30 27 10 0,24 38 3 0,23 35 1 0,11 40 94 0,06 32 27 1,74 22 1,14 43 40 0,79 43 40 0,07 12 36 ‐0,01 46 55 ‐0,15 42 93 ‐0,06 48 22 ‐0,05 39 68 ‐1,78 78 2,86 67 26 4,57 67 7 0,21 52 18 0,19 70 6 0,18 68 4 0,03 72 68 ‐0,09 64 81 ‐0,12 51 6,55 60 7 1,54 60 31 0,51 50 2 0,08 63 26 0,11 61 15 0,22 66 99 0,15 56 7 0,67 38 1,78 13 34 0,67 13 41 0,04 13 40 0,13 13 16 ‐0,05 13 71 0,04 13 72 ‐0,08 13 80 ‐0,98 66 4,28 46 16 4,16 46 9 0,39 24 5 0,03 49 42 ‐0,04 46 66 0,08 51 86 0,19 42 3 2,52 13 ‐1,14 42 60 ‐2,05 42 74 0,26 20 13 ‐0,01 45 54 0,09 42 20 0,08 48 86 ‐0,16 38 95 ‐1,76 77 5,31 47 11 5,32 47 5 0,51 23 2 0,00 51 52 0,07 48 26 ‐0,04 53 31 ‐0,08 44 80 1,24 29 3,95 24 18 1,78 23 28 ‐0,31 4 87 0,15 33 12 0,14 30 9 0,07 36 83 ‐0,01 26 54 0,09 48 ‐0,49 35 54 1,42 35 32 0,31 25 10 0,08 38 26 0,05 35 33 0,00 40 51 0,14 32 9 ‐0,09 51 3,60 10 21 1,03 10 37 0,58 8 1 ‐0,02 12 56 0,04 10 37 ‐0,04 13 27 ‐0,11 8 86 ‐0,89 65 5,16 15 12 ‐0,49 15 56 0,35 12 7 0,27 15 2 0,34 15 0,1 0,06 15 79 0,09 14 19 ‐0,47 57 4,58 50 15 2,33 50 23 0,26 26 13 0,06 62 32 0,03 59 40 0,06 64 80 ‐0,09 55 81 0,32 44 3,44 39 22 0,47 39 44 0,03 16 42 0,12 42 18 0,17 16 6 ‐0,10 44 9 ‐0,03 33 61 ‐0,88 64 0,83 21 42 1,36 21 33 0,00 18 46 0,30 22 1 0,15 21 8 0,34 23 99 0,01 20 46 ‐1,08 67 4,64 67 14 0,67 67 41 0,37 47 6 0,04 70 39 0,06 68 28 0,00 72 51 0,01 65 47 2,04 18 5,10 54 12 ‐4,73 54 93 0,09 24 33 0,07 57 31 0,03 54 38 0,04 59 70 ‐0,02 50 58 0,26 45 2,76 7 26 0,34 7 45 0,29 8 11 0,20 12 6 0,21 10 2 0,10 13 92 ‐0,01 8 54 ‐0,35 55 3,77 87 19 1,65 87 30 ‐0,15 77 69 0,17 88 9 0,14 87 9 0,23 89 99 0,00 86 50 ‐0,13 52 6,36 73 7 2,91 73 18 0,12 43 28 0,10 75 22 0,10 73 16 ‐0,09 76 10 ‐0,06 70 72 ‐0,27 54 0,83 37 42 5,27 37 5 0,22 17 17 ‐0,07 37 71 ‐0,13 34 90 ‐0,09 40 11 ‐0,23 30 99 0,78 36 4,24 38 17 2,31 38 23 ‐0,42 11 94 0,38 44 1 0,12 41 13 ‐0,15 47 2 0,12 36 11 0,32 44 3,38 13 22 2,02 13 26 0,09 8 33 ‐0,04 25 64 0,03 22 40 0,06 23 81 ‐0,01 19 54 0,76 36 0,76 7 43 ‐1,08 7 63 0,22 8 17 0,02 18 44 ‐0,02 16 59 ‐0,03 17 36 ‐0,01 13 53 2,77 11 ‐0,48 2 54 ‐0,01 2 49 ‐0,20 1 77 ‐0,05 2 67 0,06 1 29 ‐0,01 1 46 0,01 1 48 0,43 42 0,30 1 47 0,15 1 48 ‐0,13 1 67 0,23 1 3 0,23 1 1 0,26 1 99 ‐0,01 1 53 1,04 32 0,63 67 44 ‐0,46 66 55 ‐0,08 40 59 0,07 69 28 0,02 1 45 ‐0,02 9 40 ‐0,04 6 64 2,72 11 0,00 35 50 ‐3,39 35 85 0,04 17 40 0,01 38 49 ‐0,01 35 57 ‐0,09 40 10 ‐0,01 31 54 ‐1,57 75 0,13 19 49 ‐1,42 19 67 0,66 19 0,5 0,16 21 10 0,10 19 19 0,14 22 97 0,07 18 26 1,51 25 6,64 44 7 2,52 44 21 ‐0,53 17 98 0,04 48 37 0,01 44 48 0,02 51 61 0,23 41 1 ‐2,22 83 4,27 86 16 4,05 86 10 0,05 78 39 0,17 88 9 0,13 87 10 0,20 89 99 0,10 85 15 0,01 49 1,93 38 33 1,09 38 36 ‐0,06 28 56 0,04 42 39 ‐0,05 39 69 ‐0,17 45 1 ‐0,02 35 58 5,22 1 ‐6,71 17 94 ‐5,30 17 95 0,12 12 29 0,14 18 14 0,14 17 9 0,11 19 93 ‐0,04 16 66 ‐2,29 84 ‐3,38 62 78 10,55 62 0,1 0,30 44 10 0,00 66 49 0,11 63 15 0,08 68 85 ‐0,07 60 75 ‐1,34 71 3,24 37 23 3,26 37 15 ‐0,18 20 74 0,21 44 5 0,28 41 0,5 ‐0,11 47 7 0,07 38 25 1,21 29 ‐1,81 14 66 ‐0,87 14 60 0,09 13 33 0,02 16 44 0,13 15 10 ‐0,06 16 20 0,06 15 28 ‐0,54 59 3,07 40 24 2,53 40 21 0,08 28 34 0,05 46 35 ‐0,04 43 67 0,22 48 99 0,39 39 0,1 ‐1,57 75 3,62 14 20 3,82 14 11 0,07 13 35 0,01 14 47 ‐0,04 14 68 ‐0,06 15 21 0,15 14 7 ‐1,29 71 1,55 9 36 2,58 9 20 ‐0,05 2 55 0,08 2 28 0,05 2 31 0,00 2 49 0,07 1 25 1,16 30 0,61 51 44 ‐0,33 51 53 ‐0,55 42 98 0,24 55 3 0,22 52 2 ‐0,17 58 1 0,04 49 35 1,71 22 ‐0,19 23 51 ‐1,08 23 63 ‐0,12 7 65 0,01 26 46 0,04 23 35 0,04 28 71 ‐0,07 20 77 ‐0,51 58 ‐0,20 37 52 3,96 37 10 ‐0,44 8 95 0,18 47 8 0,06 43 29 ‐0,06 50 20 ‐0,11 40 86 ‐0,05 50 7,01 34 6 0,28 34 46 ‐0,06 11 56 0,11 42 19 0,01 38 46 ‐0,02 44 38 ‐0,15 34 93 ‐1,17 69 7,99 14 3 ‐0,87 14 60 0,14 12 27 0,15 14 12 0,06 14 28 0,01 14 58 ‐0,01 13 55 0,51 40 0,47 65 46 1,64 65 30 ‐0,45 47 96 0,10 68 22 ‐0,06 57 73 0,05 62 74 0,12 53 11 ‐0,52 58 ‐3,70 61 80 1,40 61 32 0,96 41 0,1 ‐0,09 65 77 ‐0,01 62 56 0,09 67 88 0,04 58 36 1,30 28 ‐3,93 42 81 ‐2,85 41 81 0,09 18 33 0,10 45 23 0,10 42 18 0,04 48 69 0,04 38 35 0,30 44 ‐1,18 41 60 ‐4,03 41 89 0,25 27 14 0,18 46 8 0,23 43 2 0,03 49 66 ‐0,11 40 85 1,82 21 3,20 14 23 ‐1,47 14 67 ‐0,13 7 67 ‐0,16 18 90 ‐0,14 17 93 0,08 19 85 ‐0,10 15 85 DEP % DEP ACC % DEP ACC % DEP ACC % DEP ACC % DEP ACC % DEP ACC % DEP ACC % Pigmentação Ocular (1‐5) Estrutura Corporal (1‐5) Tamanho Umbigo/Prepúc io (1‐5) Total Materno Peso ao Sobreano (Kg) Ganho Pós‐ Desmama (Kg/345dias) Circuferência Escrotal ao Sobreano (cm) Musculatura (1‐5) ___________ Pág: 61 RELATÓRIO DE AVALIAÇÃO GENÉTICA PAMPAPLUS / EMBRAPA 2014ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE HEREFORD E BRAFORD www.abhb.com.br
  • 62. ___________ Pág: 62 RELATÓRIO DE AVALIAÇÃO GENÉTICA PAMPAPLUS / EMBRAPA 2014ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE HEREFORD E BRAFORD www.abhb.com.br Braford por PDD
  • 63. ___________ Pág: 63 RELATÓRIO DE AVALIAÇÃO GENÉTICA PAMPAPLUS / EMBRAPA 2014ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE HEREFORD E BRAFORD www.abhb.com.br
  • 64. ___________ Pág: 64 RELATÓRIO DE AVALIAÇÃO GENÉTICA PAMPAPLUS / EMBRAPA 2014ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE HEREFORD E BRAFORD www.abhb.com.br Braford por TM
  • 65. ___________ Pág: 65 RELATÓRIO DE AVALIAÇÃO GENÉTICA PAMPAPLUS / EMBRAPA 2014ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE HEREFORD E BRAFORD www.abhb.com.br
  • 66. ___________ Pág: 66 RELATÓRIO DE AVALIAÇÃO GENÉTICA PAMPAPLUS / EMBRAPA 2014ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE HEREFORD E BRAFORD www.abhb.com.br Braford por PS
  • 67. ___________ Pág: 67 RELATÓRIO DE AVALIAÇÃO GENÉTICA PAMPAPLUS / EMBRAPA 2014ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE HEREFORD E BRAFORD www.abhb.com.br
  • 68. ___________ Pág: 68 RELATÓRIO DE AVALIAÇÃO GENÉTICA PAMPAPLUS / EMBRAPA 2014ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE HEREFORD E BRAFORD www.abhb.com.br Braford por GPD
  • 69. ___________ Pág: 69 RELATÓRIO DE AVALIAÇÃO GENÉTICA PAMPAPLUS / EMBRAPA 2014ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE HEREFORD E BRAFORD www.abhb.com.br
  • 70. ___________ Pág: 70 RELATÓRIO DE AVALIAÇÃO GENÉTICA PAMPAPLUS / EMBRAPA 2014ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE HEREFORD E BRAFORD www.abhb.com.br Braford por PE
  • 71. ___________ Pág: 71 RELATÓRIO DE AVALIAÇÃO GENÉTICA PAMPAPLUS / EMBRAPA 2014ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE HEREFORD E BRAFORD www.abhb.com.br
  • 72. 4. TABELA DE TOUROS JOVENS - TOP 1% O uso de touros jovens (completando dois anos) que se destacam no relatório de avaliação genética é uma aposta no futuro confiança no trabalho de seleção que está sendo feito na raça através do Índice Geral de Qualificação Genética do Progra que aponta esses animais como superiores. Apesar da pouca acurácia do mérito genético desses tourinhos por não ter filhos ainda avaliados dentro do programa, a tendência genética das características mostra que existe gan genético de uma geração para outra e portanto, essa nova safra é superior a seus pais. Além disso, a diminuição i n t e r v a l o d e g e r a ç õ e s p r o p i c i a r á u m i n c r e m e n t o n o p r o g r e s s o g e n é t i c o d o r e b a n h A tabela abaixo é composta pelos touros nascidos em 2012 das raças Hereford e Braford que possuem avaliação a desma e ao sobreano com escores máximos para as características de padrão racial, aprumos e características sexuais secundárias. RELATÓRIO DE TOUROS JOVENS BRAFORD 2014 ___________ Pág: 72 RELATÓRIO DE AVALIAÇÃO GENÉTICA PAMPAPLUS / EMBRAPA 2014ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE HEREFORD E BRAFORD www.abhb.com.br
  • 73. ___________ Pág: 73 RELATÓRIO DE AVALIAÇÃO GENÉTICA PAMPAPLUS / EMBRAPA 2014ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE HEREFORD E BRAFORD www.abhb.com.br
  • 74. RELATÓRIO DE TOUROS JOVENS HEREFORD 2014 İ Î Į Ī Î Ĭ ĤÎ IJĜÍ Ĭ Ĩ ĜĪ FĜÍ İ HI Ėİ Ť 1%, ORDENADOS PELO INDICE DE QUALIFICAÇÃO GENÉTICA (IQG) NOME DEP ACC % DEPd ACC % DEP % DEP ACC % DEP ACC % 209 2012 PO 3,69 0,1 1,85 9 99 11,57 9 0,1 7,07 0 21,02 9 0,1 12,02 9 0,1 DO BOLSO L023 2012 PC 3,04 0,5 1,64 8 99 11,40 7 0,1 5,59 1 24,26 4 0,1 17,02 4 0,1 SÃO FERNANDO M PC 0223 2012 PC 3,03 0,5 0,58 9 88 12,88 8 0,1 4,57 2 21,89 8 0,1 14,48 8 0,1 L075 2012 PC 3 0,5 0,97 11 98 13,90 11 0,1 7,15 0 20,35 10 0,1 6,54 10 2 DO BOLSO L051 2012 PC 2,99 0,5 0,90 12 97 15,66 11 0,1 5,87 1 23,62 10 0,1 8,93 10 0,5 TAMANCA I280 2012 PC 2,97 0,5 0,06 15 53 5,11 14 5 6,54 1 14,25 16 0,1 7,75 16 1 L087 2012 PC 2,73 0,5 0,41 11 80 5,40 11 4 2,93 10 14,77 10 0,1 10,53 10 0,1 SANTA MARIA 322496 2012 PC 2,73 0,5 1,14 11 99 8,49 11 0,5 6,36 1 12,56 8 0,5 3,27 8 15 DO BOLSO L029 2012 PC 2,62 0,5 0,16 8 61 8,28 7 0,5 3,99 4 18,52 4 0,1 13,19 4 0,1 SANTA MARIA 338894 2012 PC 2,55 1 1,20 11 99 7,14 10 1 5,87 1 11,04 5 1 3,81 5 11 RECULUTA P038 2012 PC 2,54 1 0,81 1 96 12,65 11 0,1 6,76 1 18,19 11 0,1 4,23 11 9 São Fernando SA Stocker 8281 TE 2012 PO 2,48 1 ‐0,12 8 38 7,18 9 1 4,75 2 14,93 13 0,1 5,55 13 4 I186 2012 PC 2,45 1 ‐0,03 1 45 7,95 13 0,5 6,51 1 16,41 14 0,1 8,76 14 0,5 IRAPUA K097 2012 PC 2,39 1 0,38 12 78 6,88 11 1 5,03 1 13,10 12 0,5 4,80 11 6 SÃO FERNANDO HALEY 8157 2012 PO 2,38 1 1,67 9 99 9,13 8 0,5 4,53 2 12,26 9 0,5 5,20 9 5 São Fernando Saltarín 8287 TE 2012 PO 2,37 1 0,17 4 63 7,01 7 1 4,29 3 19,88 11 0,1 0,53 11 43 DON ANGELICO I034 2012 PC 2,29 1 1,03 8 99 8,22 8 0,5 3,20 8 10,47 9 1 3,81 9 11 São Fernando SA Stocker 8307 TE 2012 PO 2,28 1 ‐0,12 8 38 6,41 9 2 4,41 3 13,26 13 0,5 4,25 13 9 SANTA MARIA 339222 2012 PC 2,25 1 0,30 10 73 6,38 9 2 3,67 5 9,21 7 2 2,76 7 19 SANTA MARIA 338895 2012 PC 2,24 1 0,74 5 94 7,57 4 1 5,34 1 10,19 4 1 4,60 4 7 RECULUTA P130 2012 PC 2,2 1 ‐0,1 1 40 3,01 9 16 2,54 13 13,87 10 0,1 15,2 10 0,1 São Fernando M PC 0227 2012 PC 2,2 1 0,8 3 95 15,19 1 0,1 5,2 1 16,85 4 0,1 3,55 4 13 A N O N A S C LIVRO IQG % Peso ao Nascer (Kg) Peso a Desmama (Kg) Total Materno Peso ao Sobreano (Kg) Ganho Pós‐ Desmama (Kg/345dias) RELATÓRIO DE TOUROS JOVENS HEREFORD 2014 ___________ Pág: 74 RELATÓRIO DE AVALIAÇÃO GENÉTICA PAMPAPLUS / EMBRAPA 2014ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE HEREFORD E BRAFORD www.abhb.com.br RELATÓRIO DE TOUROS JOVENS BRAFORD 2014
  • 75. ___________ Pág: 75 RELATÓRIO DE AVALIAÇÃO GENÉTICA PAMPAPLUS / EMBRAPA 2014ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE HEREFORD E BRAFORD www.abhb.com.br (1-5)
  • 76. 6. TABELA DE VACAS ___________ Pág: 76 RELATÓRIO DE AVALIAÇÃO GENÉTICA PAMPAPLUS / EMBRAPA 2014ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE HEREFORD E BRAFORD www.abhb.com.br través da evolução e maior uso das técnicas reprodutivas como transferência de embriões, fertilização in vitro e principalmente inseminação artificial, vem ocorrendo, de certa maneira, uma democratização no uso de genética avaliada e provada nos rebanhos, possibilitando que diversos criatórios tenham acesso a animais com mérito genético superior usando-os em larga escala, proporcionando progresso genético ao longo dos anos em características de interesse econômico, como o aumento de peso dos novilhos, aumento no ganho pós desmama, peso de carcaça, etc. Com esse cenário cada vez mais aumenta a contribuição das fêmeas de destacado valor no ganho genético dos rebanhos juntamente com o touro que tem a responsabilidade pela maioria da mudança genética na população bovina, já que, sabidamente, esse contribui mais por deixar um número muito superior de descendentes em relação à fêmea. Na intenção de auxiliar a escolha destas “MATRIZES MELHORADORAS”, esse ano está sendo lançada a lista de fêmeas TOP 5%, onde estão relacionadas vacas avaliadas pelo PampaPlus, com no mínimo 5 crias avaliadas a desmama, e que estejam classificadas entre as 5% melhores na população, ou seja, percentil do IQG igual ou superior a 5%. No gráfico abaixo a posição das matrizes em relação população do PampaPlus. A 5. TABELA DE GANHADORES DA PAC A PAC - Embrapa - Hereford e Braford tem por finalidade auxiliar no melhoramento genético de bovinos de corte, comparando dentro de um mesmo ambiente de criação, reprodutores de diferentes criatórios do Sul do Brasil, com o escopo de identificar animais superiores, em termos de genética, avaliando em um único índice uma série de características economicamente im- portantes para maximizar a produção de carne em sistema de pastejo. O que credencia os animais a participarem da PAC é que os terneiros devem ser, obrigatoriamente, inscritos em um programa de avaliação genética (PamPlus, Promebo ou Delta G) e estarem ranqueados entre os 40% superiores na avaliação da desmama. A prova visa minimizar os diferentes efeitos de ambi- ente e suas interações, de forma a criar condições para que cada reprodutor participante da prova possa demonstrar seu rea potencial genético. Assim espera-se que o desempenho observado seja proporcional ao mérito genético de cada animal, sendo que grande parte da superioridade genética é passada para seus descendentes, uma vez que as características avaliadas na PAC são herdáveis e de magnitudes moderadas a altas. Portanto, essa genética avaliada na PAC é de grande utilidade para produtores de gado de corte que buscam melhorar o desempenho de seus terneiros e novilhos a campo, seja em raça pura ou em cruzamentos.
  • 77.
  • 78. RELATÓRIO DE VACAS BRAFORD DESTAQUES COM + 5 FILHOS - 2014 ___________ Pág: 78 RELATÓRIO DE AVALIAÇÃO GENÉTICA PAMPAPLUS / EMBRAPA 2014ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE HEREFORD E BRAFORD www.abhb.com.br RELATÓRIO DE VACAS HEREFORD DESTAQUES COM + 5 FILHOS - 2014 Ĩ FĜĠÏ Ī Ĩ Ì NOME DEP ACC % DEPd ACC % DEPM ACC % DEP % CG‐99064 SAO LUIZ 38‐460 1996 CG 4,436 0,1 0,11 2 58 12,07 3 0,1 ‐0,27 17 56 5,77 1 CG‐101114 RBO SANTA ADELAIDE 38‐512 2003 CG 2,687 0,5 0,30 6 72 6,18 4 2 4,77 25 1 7,86 0,1 CG‐110350 SOSSEGO 38‐7371 2006 CG 2,445 1 0,66 4 92 6,49 3 2 3,27 24 4 6,52 0,5 CG‐122413 PAMPIANO DO SOSSEGO 38‐8920 2004 CG 2,112 2 0,29 8 72 4,76 2 6 6,62 16 0 9,00 0,1 CG‐83832 SANTA PRENDA 38‐B105 2000 CG 2,103 2 ‐0,02 10 46 7,04 3 1 2,07 19 13 5,58 1 CG‐135977 SAO MIGUEL 38‐9552 2006 CG 2,039 2 ‐0,39 18 19 6,00 14 2 3,39 19 3 6,39 0,5 CG‐138383 PAMPIANO DO SOSSEGO 38‐D0055 2008 CG 1,988 2 0,28 17 71 1,90 15 26 7,88 27 0 8,83 0,1 CG‐81846 SANTA PRENDA 38‐A61 2000 CG 1,974 2 0,55 7 87 7,16 3 1 1,30 18 24 4,88 2 CG‐105216 CARCAVIO 38 ‐B296 2003 CG 1,968 2 0,21 1 66 3,39 12 13 6,55 19 0 8,25 0,1 CG‐139139 SANTA PRENDA 38‐D128 2003 CG 1,929 3 0,28 17 71 3,76 12 11 5,17 20 1 7,05 0,1 CG‐91762 SANTA ANA 38‐1910 2003 CG 1,916 3 0,54 9 87 5,67 2 3 2,57 17 8 5,41 1 CG‐109902 SANTA ANA 38‐4062 2004 CG 1,88 3 ‐0,21 20 30 4,97 15 5 3,34 23 4 5,83 1 CG‐137149 BELA VISTA 38‐9921 2006 CG 1,865 3 ‐0,10 1 39 4,76 3 6 2,57 17 8 4,95 1 CG‐110904 SANTA PRENDA 38‐D60 2003 CG 1,861 3 ‐0,25 10 28 4,52 3 7 1,31 18 24 3,57 6 CG‐122342 PAMPIANO DO SOSSEGO 38‐1093 2005 CG 1,819 3 0,33 9 75 2,42 3 21 2,56 17 8 3,77 5 CG‐101199 PAMPIANO DO SOSSEGO 38‐0846 2005 CG 1,789 4 0,45 18 82 3,98 15 9 5,21 19 1 7,20 0,1 CG‐100120 SANTA PRENDA 38‐B132 2001 CG 1,747 4 0,21 16 66 4,64 11 6 3,25 19 4 5,57 1 CG‐124173 SANTA PRENDA 38‐B22 2001 CG 1,659 5 ‐0,17 17 34 2,64 12 19 6,54 20 0 7,86 0,1 CG‐99395 SANTA ANA 38‐5054 2005 CG 1,654 5 0,29 17 71 4,92 15 5 3,44 20 3 5,90 0,5 CG‐92619 BELA VISTA 38‐6213 2001 CG 1,64 5 0,19 1 64 4,69 3 6 3,46 18 3 5,80 1 İ ĒĖĒÏ ĘFÏ Ī ĒÎ Ĭ FÏ Ì Ĩ ĘFI ĒĘĒÏ Í FĤÌ ĠI ĘĠĖF DE QUALIFICAÇÃO GENÉTICA (IQG) A N O N A S C LIVRO IQG % Peso ao Nascer (Kg) Peso a Desmama Direto (Kg) Peso a Desmama Materno (Kg) Total Materno TATUAGEM NOME DEP ACC % DEPd ACC % DEPM ACC % DEP % PC‐139679 FAZENDA MIMOSA 1116 2000 PC 2,208 1 ‐0,08 9 41 8,29 3 0,5 ‐3,79 17 98 0,35 43 PC‐145369 SANTA MARIA 326216 2002 PC 2,106 2 ‐0,38 9 19 3,38 3 13 3,96 17 2 5,65 1 PC‐145158 SANTA MARIA 215484 2003 PC 3,49 0,1 1,34 10 99 7,92 3 0,5 6,39 19 0 10,34 0,1 PC‐149892 RECULUTA D47 2004 PC 1,975 2 0,53 1 86 5,74 2 3 4,87 16 1 7,74 0,1 PC‐149936 RECULUTA F400 2004 PC 2,526 1 0,54 1 87 4,34 2 8 5,87 16 0 8,04 0,1 PC‐150251 SANTA MARIA 169363 2004 PC 2,842 0,5 0,33 8 75 4,65 2 6 3,16 16 4 5,49 1 PC‐150587 LUZ DE SAO JOAO 401 2004 PC 1,623 5 ‐0,17 10 34 2,77 3 18 5,85 18 0 7,24 0,1 PC‐151083 CABECEIRA B573 2004 PC 2,781 0,5 ‐0,12 9 38 6,13 3 2 5,42 17 1 8,49 0,1 PC‐151370 SJ A991 2004 PC 2,289 1 0,61 4 90 5,62 3 3 3,61 17 3 6,42 0,5 PC‐167410 SANTA MARIA 169448 2004 PC 2,05 2 ‐0,55 8 11 3,41 2 13 2,42 16 10 4,13 3 PC‐151447 SJ B269 2005 PC 1,65 5 ‐0,18 4 33 3,54 3 12 2,05 17 14 3,82 5 PC‐156569 W.H 843857 2005 PC 2,085 2 0,10 9 56 5,00 2 5 ‐3,52 16 97 ‐1,02 67 PC‐150255 SANTA MARIA 188530 2006 PC 1,973 2 0,57 9 88 2,96 2 16 4,18 16 1 5,66 1 PO‐226832 SÃO FERNANDO BRITANNIA8494 2005 PO 1,673 5 0,03 6 50 4,30 3 8 3,53 16 3 5,68 1 PC‐147288 IRAPUA B247 2003 PC 1,605 5 ‐0,04 17 44 4,12 12 9 3,90 19 2 5,96 0,5 PC‐162132 SANTA MARIA 284851 2006 PC 2,003 2 1,32 6 99 6,97 3 1 0,11 18 48 3,59 6 PC‐150214 SANTA MARIA 359557 2005 PC 2,534 1 1,20 7 99 7,34 2 1 2,53 16 9 6,20 0,5 VACAS DESTAQUES ORDENADAS PELO INDICE DE QUALIFICAÇÃO GENÉTICA (IQG) A N O N A S C LIVRO IQG % Peso ao Nascer (Kg) Peso a Desmama Direto (Kg) Total Materno Peso a Desmama Materno (Kg)
  • 79. ___________ Pág: 79 RELATÓRIO DE AVALIAÇÃO GENÉTICA PAMPAPLUS / EMBRAPA 2014ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE HEREFORD E BRAFORD www.abhb.com.br ĜĬ İ ĖĘĜI ĜFHÌ ĜÍ İ Î DEP ACC % DEP ACC % DEP ACC % DEP ACC % DEP ACC % DEP ACC % DEP ACC % 29,11 17 0,1 20,10 17 0 1,21 12 0 0,39 20 1 0,24 17 1 ‐0,04 22 29 0,00 15 50 CABANHA PEDRO SURREAUX 15,21 29 0,1 1,27 29 34 0,95 22 0 0,37 34 1 0,20 31 3 0,00 36 50 0,16 27 6 ESTANCIA DO SOSSEGO 14,40 27 0,1 2,44 26 22 0,97 20 0 0,42 35 0 0,25 32 1 0,08 37 86 ‐0,02 27 57 ESTANCIA DO SOSSEGO 9,14 7 2 ‐0,69 7 58 0,57 8 1 ‐0,08 8 74 ‐0,17 7 96 0,07 10 83 0,01 6 44 ESTANCIA DO SOSSEGO 11,29 17 1 3,24 17 15 0,38 1 6 0,09 19 25 0,07 17 26 ‐0,07 21 18 0,10 14 17 FAZENDA SANTA PRENDA 10,37 22 1 3,41 22 14 0,36 14 7 0,32 23 1 0,18 22 5 0,00 25 50 ‐0,14 20 92 ESTŽNCIA SŽO MIGUEL 1,95 31 33 ‐4,20 31 90 0,75 28 1 0,26 34 2 0,23 32 1 ‐0,05 37 23 0,18 29 4 ESTANCIA DO SOSSEGO 11,80 13 0,5 6,34 13 2 0,45 4 3 0,03 15 41 0,19 13 4 0,10 17 91 0,00 11 51 FAZENDA SANTA PRENDA 11,37 20 0,5 ‐0,21 19 52 0,39 1 5 0,19 21 7 0,18 20 4 0,20 23 99 0,04 17 35 CARCAVIO 9,32 15 2 ‐0,90 15 61 0,21 8 18 0,04 17 37 0,06 15 30 ‐0,09 18 12 0,00 14 49 FAZENDA SANTA PRENDA 8,46 5 3 2,78 5 19 0,45 1 3 0,22 5 4 0,19 5 3 0,05 6 76 0,00 4 49 AGROPECUARIA SANTA ANA 8,14 24 3 0,74 24 40 0,59 17 1 0,23 26 4 0,22 24 2 ‐0,04 27 28 0,03 22 40 AGROPECUARIA SANTA ANA 9,80 14 1 2,82 14 18 0,59 5 1 0,08 16 26 ‐0,03 14 62 ‐0,02 18 38 ‐0,02 12 57 B. VISTA DO SARANDIZINHO 12,08 14 0,5 7,60 14 1 0,02 8 43 0,17 16 9 0,11 14 16 ‐0,09 18 11 ‐0,16 12 94 FAZENDA SANTA PRENDA 6,32 5 8 3,13 5 16 0,82 4 0 0,17 6 9 0,11 5 14 0,03 7 67 ‐0,08 4 77 ESTANCIA DO SOSSEGO 5,26 20 12 ‐1,31 20 65 0,01 15 44 0,40 21 0 0,33 20 0 0,13 22 96 0,14 18 9 ESTANCIA DO SOSSEGO 9,80 18 1 1,63 18 30 ‐0,11 4 64 0,20 20 6 0,15 18 8 0,03 21 66 ‐0,01 16 55 FAZENDA SANTA PRENDA 6,50 19 7 ‐5,10 19 94 0,13 9 28 0,15 21 13 0,10 19 19 ‐0,04 23 32 0,11 17 13 FAZENDA SANTA PRENDA 7,99 24 3 3,03 24 17 0,29 19 11 ‐0,08 31 73 0,09 29 21 0,02 33 59 ‐0,04 26 65 AGROPECUARIA SANTA ANA 5,23 16 12 ‐1,70 16 70 0,23 6 16 0,26 18 2 0,17 16 5 0,02 20 59 0,19 13 3 B. VISTA DO SARANDIZINHO Pigmentação Ocular (1‐5) Peso ao Sobreano (Kg) Ganho Pós‐ Desmama (Kg/345dias) Circuferência Escrotal ao Sobreano (cm) Musculatura (1‐5) Estrutura Corporal (1‐5) Tamanho Umbigo/Prepúcio (1‐5) DEP ACC % DEP ACC % DEP ACC % DEP ACC % DEP ACC % DEP ACC % DEP ACC % 15,84 14 0,1 16,49 14 0 0,29 9 11 0,33 16 1 0,01 1 50 0,00 1 48 0,00 1 50 ESTANCIA TAMANCA 8,88 14 2 3,01 14 17 0,63 8 1 0,14 16 13 0,08 14 22 ‐0,03 18 33 0,01 10 46 SANTA MARIA 15,85 12 0,1 4,51 12 8 0,43 6 4 0,40 14 0 0,28 12 1 ‐0,04 16 31 0,15 8 7 SANTA MARIA 12,80 10 0,5 2,06 10 25 0,41 8 4 ‐0,01 15 55 0,14 13 10 ‐0,01 17 42 0,05 11 31 RECULUTA 9,46 13 2 1,12 13 36 0,34 1 7 0,31 15 1 0,28 13 1 ‐0,01 17 45 0,24 11 1 RECULUTA 15,72 13 0,1 9,36 13 1 0,47 8 3 0,32 15 1 0,28 13 1 ‐0,01 17 47 0,12 11 12 SANTA MARIA 6,29 7 8 ‐1,16 7 64 0,15 1 25 0,12 12 18 0,11 10 15 0,02 13 59 0,09 8 19 EST LUZ DE SAO JOAO 13,45 14 0,5 3,43 14 14 0,53 12 1 0,30 16 1 ‐0,01 1 54 ‐0,01 1 47 0,01 1 47 ESTANCIA TAMANCA 12,93 17 0,5 3,91 17 11 ‐0,01 12 49 0,25 19 2 0,26 17 1 ‐0,02 21 41 0,17 14 5 FAZENDA SAO JORGE 8,58 7 3 3,54 7 13 0,30 8 10 0,31 8 1 0,07 7 25 ‐0,02 10 42 ‐0,01 6 53 SANTA MARIA 9,95 14 1 5,75 14 3 0,17 8 23 0,12 16 18 0,25 14 1 ‐0,02 18 40 0,00 11 49 FAZENDA SAO JORGE 14,87 11 0,1 18,96 11 0 0,56 11 1 0,12 16 17 ‐0,06 7 73 0,03 18 64 0,35 11 0 FAZENDA IRAPUA 6,95 13 6 1,10 13 36 0,53 11 1 0,28 15 2 0,17 13 6 ‐0,02 17 37 0,13 11 10 SANTA MARIA 7,17 11 5 1,34 11 33 0,36 1 6 0,08 13 26 0,10 11 17 0,02 14 59 0,16 9 6 SAO FERNANDO 7,27 15 5 0,94 15 38 0,22 8 17 0,10 17 22 0,05 13 34 ‐0,06 18 21 ‐0,02 14 58 FAZENDA IRAPUA 11,93 13 0,5 7,80 13 1 0,26 1 14 0,13 15 16 0,08 13 24 ‐0,02 17 41 ‐0,06 11 71 SANTA MARIA 13,28 14 0,5 6,67 14 2 0,24 5 15 0,28 16 1 0,22 14 2 ‐0,01 18 47 0,01 7 47 SANTA MARIA Pigmentação Ocular (1‐5) Peso ao Sobreano (Kg) Ganho Pós‐ Desmama (Kg/345dias) Circuferência Escrotal ao Sobreano (cm) Musculatura (1‐5) Estrutura Corporal (1‐5) ESTABELECIMENTO Tamanho Umbigo/Prepúcio (1‐5)
  • 80. BRINKS, J. S. Expected progeny differences. Don-Arts Printers, Colorado,1990. 38p BERTRAND, K.; CUNDIFF, L; GOLDEN, B.; KACHMAN, S. D.; QUAAS, R.; VAN VLECK, D.; WILLIAMS, R. E. National cattle evaluation. In: BEEF IMPROVEMENT FEDERATION. Guidelines for uniform improvement programs. 8th. ed. Athens, GA, 2002. p. 50-65. HENDERSON, C. R. Estimation of variance and covariance components. Biometrics, v.9, p. 226-252, 1953. MISZTAL, I. REMLF90 Manual, 2003. Disponvel em ftp://nce.ads.uga.edu/pub/ignacy/blupf90/. Acessado em 14 de Janeiro de 2008. R Development Core Team (2011). R: A language and environment for statistical computing. R Foundation for Statistical Computing, Vienna, Austria. ISBN 3-900051-07-0, URL http://www.R-project.org/ .SAS Institute Inc., Cary, NC, USA. SAS users guide: basics. 9.13 ed. Cary, 2002-2004. REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS ___________ ___________ Pág: 80 RELATÓRIO DE AVALIAÇÃO GENÉTICA PAMPAPLUS / EMBRAPA 2014ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE HEREFORD E BRAFORD www.abhb.com.br