SlideShare uma empresa Scribd logo
EMPRESA BRASILEIRA DE
PROFISSIONALIZAÇÃO E EMPREGOS-
EMBRAPE
MUITO PRAZER...
SOU DANIELA NUNES
GRADUADA EM ENFERMAGEM
ESPECIALIZADA PEDIATRIA E NEONATOLOGIA
ESPECIALIZADA CURSO PICC- CATETER
CENTRAL DE INSERÇÃO PERIFÉRICA
AGORA VAMOS NOS APRESENTAR...
AGORA...
ATENÇÃO!!!
CONDUTAS BÁSICAS
SIGA UM PLANO DE AÇÃO
CONDUTAS BÁSICAS
Cuide da vítima
REVENINDO O ESTADO DE CHOQUE
• Manter a vítima deitada (com os pés mais altos que a cabeça), aquecida e
coberta (sem exagerar);
• Manter as vias aéreas desobstruídas (retirar prótese da boca);
• Se estiver inconsciente, deite-a de lado com a cabeça baixa, inclinada para
trás e virada para o lado.
Em caso de vômito, essa posição impede a aspiração para os pulmões;
• Nunca dê nada por via oral sem que a vítima volte à consciência;
• Procure rapidamente socorro médico.
EVITANDO A CONTAMINAÇÃO
Este é outro sinal de apoio importante. A consciência plena é o estado
em que uma pessoa mantém o nível de lucidez que lhe permite perceber
normalmente o ambiente que a cerca, com todos os sentidos saudáveis
respondendo aos estímulos sensoriais.
Quando se encontra um acidentado capaz de informar com clareza
sobre o seu estado físico, pode-se dizer que esta pessoa está perfeitamente
consciente. Há, no entanto, situações em que uma pessoa pode apresentar
sinais de apreensão excessiva, olhar assustado, face contraída e medo.
Estado de Consciência
Esta pessoa certamente não estará em seu pleno estado de consciência.
Uma pessoa pode estar inconsciente por desmaio, estado de choque,
estado de coma, convulsão, parada cardíaca, parada respiratória,
alcoolismo, intoxicação por drogas e uma série de outras circunstâncias
de saúde e lesão.
Na síncope e no desmaio há uma súbita e breve perda de consciência
e diminuição do tônus muscular. Já o estado de coma é caracterizado por
uma perda de consciência mais prolongada e profunda, podendo o
acidentado deixar de apresentar gradativamente reação aos estímulos
dolorosos e perda dos reflexos.
Estado de Consciência
Estado de Consciência
 Qualquer pessoa consciente que apresente dificuldade ou
incapacidade de sentir ou movimentar determinadas partes do corpo, está
obviamente fora de seu estado normal de saúde. A capacidade de mover
e sentir partes do corpo são um sinal que pode nos dar muitas
informações.
 O desvio da comissura labial (canto da boca) pode estar a indicar
lesão cerebral ou de nervo periférico (facial). Pede-se à vítima que sorria.
Sua boca sorrirá torta, só de um lado.
MIOSE
ANISOCÓRICAS
MIDRÍASE
LESÃO SNC OU ABUSO
DE DROGAS
AVC OU TCE
POUCA LUZ, ANÓXIA OU
HIPÓXIA, INCONSCIÊNCIA.
CHOQUE, PC,
HOMORRAGIA, TCE.
COR E UMIDADE DA PELE
 A cor e a umidade da pele são também sinais de apoio muito útil no
reconhecimento do estado geral de um acidentado. Uma pessoa pode
apresentar a pele pálida, cianosada ou hiperemiada (avermelhada e quente).
 A cor e a umidade da pele devem ser observadas na face e nas
extremidades dos membros, onde as alterações se manifestam primeiro
 A pele pode também ficar úmida e pegajosa. Pode-se observar
estas alterações melhor no antebraço e na barriga.
Primeiros Socorros
O artigo 20º da Lei de Prevenção de Riscos Profissionais estabelece a
obrigação do empregador de adoptar as medidas necessárias em matéria
de Primeiros Socorros, designando para tal as pessoas
responsáveis pela colocação em prática dessas medidas. Esse pessoal
deverá possuir a formação necessária, ser suficiente em número e dispor
do material adequado, em função das circunstâncias.
Até a próxima aula!
O que é Manobra de
Heimlich e como fazer?
A manobra de Heimlich é uma técnica de primeiros
socorros utilizada em casos de emergência por asfixia,
provocada por um pedaço de comida ou qualquer tipo de
corpo estranho que fique entalado nas vias
respiratórias, impedindo a pessoa de respirar.
O que fazer antes da manobra
Após se detectar que a pessoa não consegue respirar corretamente, devido a um
engasgamento, o primeiro passo é pedir para ela tossir com força e em seguida
aplicar 5 pancadas secas nas costas com a base de uma mão. Caso isso não seja
suficiente, deve-se preparar para aplicar a manobra de Heimilich, que pode ser feita
de 3 formas:
1.Na pessoa acordada
Esta é a manobra de Heimlich tradicional, sendo a principal forma de realizar a técnica.
O passo-a-passo consiste em:
Posicionar-se por detrás da vítima, envolvendo-a com os braços;
Fechar uma das mãos, com o punho bem fechado e o polegar por cima, e posicioná-la na
região superior do abdômen, entre o umbigo e o a caixa torácica;
Colocar a outra mão sobre o punho fechado, agarrando-o firmemente;
Puxar com força ambas as mãos para dentro e para cima. Caso essa região seja de difícil
acesso, como pode acontecer em obesos ou gestantes nas últimas semanas, uma opção é
localizar as mãos sobre o tórax;
Repetir a manobra por até 5 vezes seguidas, observando se o objeto foi expelido e se a
vítima respira.
Na maioria das vezes, estes passos são suficientes para que o objeto seja expelido,
entretanto, em alguns casos, a vítima pode continuar sem conseguir respirar
corretamente e acabar desmaiando. Neste caso, deverá ser feita a manobra adaptada
para a pessoa desmaiada.
Atenção!!!
2. Na pessoa desmaiada
Quando a pessoa está inconsciente ou
desmaiada, a manobra de Heimlich é
feita dentando-se a vítima sobre uma
superfície plana e dura, e em seguida
deve:
Sentar-se de frente para a
vítima, sobre sua bacia ou pernas;
Posicionar as mãos abertas, uma
sobre a outra na região superior do
abdômen, próxima ao tórax;
Fazer uma forte pressão para dentro
e para cima, utilizando o peso do
corpo, e repetir quantas vezes forem
necessárias.
Durante a realização da manobra, é
importante observar se a vítima ainda
respira. Caso ocorra uma parada
respiratória, é necessário interromper
esta manobra e iniciar a reanimação
cardiorrespiratória
3. Na própria pessoa
É possível que uma pessoa se engasgue
estando sozinha, e, caso isso aconteça, é
possível aplicar a manobra de Heimlich em
você mesmo. Neste caso, a manobra deve
feita da seguinte forma:
Cerrar o punho da mão dominante e
posicioná-la na parte superior do
abdômen, entre o umbigo e o final da caixa
torácica;
Segurar esta mão com a mão não
dominante, conseguindo um melhor apoio;
Empurrar com força, e de forma rápida, as
duas mãos para dentro e para cima.
Repita o movimento quantas vezes for
necessário, mas caso não seja efetivo, a
manobra deverá ser feita com mais força,
utilizando-se o apoio de um objeto firme e
estável, que alcance a região da cintura,
como uma cadeira ou um balcão. Assim,
com as mãos ainda sobre o abdômen, deve-
se empurrar o corpo com força contra o
objeto.
O quer fazer em caso de bebê engasgado?
Caso o bebê sofra um sério
engasgamento com algum objeto ou
alimento, que o impeça de respirar, a
manobra é feita de forma diferente. O
primeiro passo é deitar a criança sobre
o braço com a cabeça um pouco mais
baixa que o tronco e observar se existe
algum objeto em sua boca que possa
ser removido.
Caso contrário, e ela continuar
engasgada, deve-se incliná-la, com a
barriga sobre o braço, com o tronco
mais baixo que as pernas, e dar 5
palmadas com a base da mão nas
suas costas. Se ainda assim não for
suficiente, deve-se virar a criança de
frente, ainda sobre o braço, e efetuar
compressões com os dedos médio e
anular sobre o tórax da criança, na
região entre os mamilos.

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Pcr
PcrPcr
higiene e conforto do paciente
higiene e conforto do pacientehigiene e conforto do paciente
higiene e conforto do paciente
Viviane da Silva
 
Palestra Primeiros Socorros Básicos
Palestra Primeiros Socorros BásicosPalestra Primeiros Socorros Básicos
Palestra Primeiros Socorros Básicos
Ana Hollanders
 
Aula prevenção de lesão por pressão (LP)
Aula prevenção de lesão por pressão (LP)Aula prevenção de lesão por pressão (LP)
Aula prevenção de lesão por pressão (LP)
Proqualis
 
Atendimento pré hospitalar aula 01 iesm
Atendimento pré hospitalar aula 01 iesmAtendimento pré hospitalar aula 01 iesm
Atendimento pré hospitalar aula 01 iesm
ernandesrodriguesdasilva
 
Aula sobre Hemorragias
Aula sobre HemorragiasAula sobre Hemorragias
Aula sobre Hemorragias
Enf. Eloilson Carneiro
 
História da enfermagem
História da enfermagemHistória da enfermagem
História da enfermagem
Fernanda Marinho
 
Primeiros Socorros
Primeiros Socorros Primeiros Socorros
Primeiros Socorros
DiegoAugusto86
 
Primeiros socorros cópia
Primeiros socorros   cópiaPrimeiros socorros   cópia
Primeiros socorros cópia
Tito Regla
 
Primeiro socorros
Primeiro socorrosPrimeiro socorros
Primeiro socorros
Nathan Alves
 
Urgência e Emergência
Urgência e EmergênciaUrgência e Emergência
Urgência e Emergência
Rosemeire Moreira Souza
 
Enfermagem o papel e a importância
Enfermagem   o papel e a importânciaEnfermagem   o papel e a importância
Enfermagem o papel e a importância
Célia Costa
 
Primeiros Socorros - Avaliação da vítima
Primeiros Socorros - Avaliação da vítimaPrimeiros Socorros - Avaliação da vítima
Primeiros Socorros - Avaliação da vítima
URCA - Universidade Regional do Cariri
 
Primeiros socorros SBV
Primeiros socorros SBVPrimeiros socorros SBV
Primeiros socorros SBV
Zeca Ribeiro
 
Aula 7 posições cirúrgicas
Aula 7 posições cirúrgicasAula 7 posições cirúrgicas
Aula 7 posições cirúrgicas
Marci Oliveira
 
Avaliação da cena e da vítima
Avaliação da cena e da vítimaAvaliação da cena e da vítima
Avaliação da cena e da vítima
wilso saggiori
 
Como dar um banho no leito
Como dar um banho no leitoComo dar um banho no leito
Como dar um banho no leito
natalineller
 
Aula 08 aspiração endotraqueal
Aula 08   aspiração endotraquealAula 08   aspiração endotraqueal
Aula 08 aspiração endotraqueal
Rodrigo Abreu
 
Ética Profissional de enfermagem
Ética Profissional de enfermagemÉtica Profissional de enfermagem
Ética Profissional de enfermagem
fnanda
 
Treinamento--Primeiros-Socorros-
Treinamento--Primeiros-Socorros-Treinamento--Primeiros-Socorros-
Treinamento--Primeiros-Socorros-
MILLE19
 

Mais procurados (20)

Pcr
PcrPcr
Pcr
 
higiene e conforto do paciente
higiene e conforto do pacientehigiene e conforto do paciente
higiene e conforto do paciente
 
Palestra Primeiros Socorros Básicos
Palestra Primeiros Socorros BásicosPalestra Primeiros Socorros Básicos
Palestra Primeiros Socorros Básicos
 
Aula prevenção de lesão por pressão (LP)
Aula prevenção de lesão por pressão (LP)Aula prevenção de lesão por pressão (LP)
Aula prevenção de lesão por pressão (LP)
 
Atendimento pré hospitalar aula 01 iesm
Atendimento pré hospitalar aula 01 iesmAtendimento pré hospitalar aula 01 iesm
Atendimento pré hospitalar aula 01 iesm
 
Aula sobre Hemorragias
Aula sobre HemorragiasAula sobre Hemorragias
Aula sobre Hemorragias
 
História da enfermagem
História da enfermagemHistória da enfermagem
História da enfermagem
 
Primeiros Socorros
Primeiros Socorros Primeiros Socorros
Primeiros Socorros
 
Primeiros socorros cópia
Primeiros socorros   cópiaPrimeiros socorros   cópia
Primeiros socorros cópia
 
Primeiro socorros
Primeiro socorrosPrimeiro socorros
Primeiro socorros
 
Urgência e Emergência
Urgência e EmergênciaUrgência e Emergência
Urgência e Emergência
 
Enfermagem o papel e a importância
Enfermagem   o papel e a importânciaEnfermagem   o papel e a importância
Enfermagem o papel e a importância
 
Primeiros Socorros - Avaliação da vítima
Primeiros Socorros - Avaliação da vítimaPrimeiros Socorros - Avaliação da vítima
Primeiros Socorros - Avaliação da vítima
 
Primeiros socorros SBV
Primeiros socorros SBVPrimeiros socorros SBV
Primeiros socorros SBV
 
Aula 7 posições cirúrgicas
Aula 7 posições cirúrgicasAula 7 posições cirúrgicas
Aula 7 posições cirúrgicas
 
Avaliação da cena e da vítima
Avaliação da cena e da vítimaAvaliação da cena e da vítima
Avaliação da cena e da vítima
 
Como dar um banho no leito
Como dar um banho no leitoComo dar um banho no leito
Como dar um banho no leito
 
Aula 08 aspiração endotraqueal
Aula 08   aspiração endotraquealAula 08   aspiração endotraqueal
Aula 08 aspiração endotraqueal
 
Ética Profissional de enfermagem
Ética Profissional de enfermagemÉtica Profissional de enfermagem
Ética Profissional de enfermagem
 
Treinamento--Primeiros-Socorros-
Treinamento--Primeiros-Socorros-Treinamento--Primeiros-Socorros-
Treinamento--Primeiros-Socorros-
 

Semelhante a Primeiros socorros

Recomendacoes vitima-de-engasgamento
Recomendacoes vitima-de-engasgamentoRecomendacoes vitima-de-engasgamento
Recomendacoes vitima-de-engasgamento
Cleidiani Franceschetto Meurer
 
Suporte básico 1
Suporte básico 1Suporte básico 1
Suporte básico 1
kellita_costa
 
apresentação SBV.pptx
apresentação SBV.pptxapresentação SBV.pptx
apresentação SBV.pptx
IsabellaCarvalho64
 
Apres0000158
Apres0000158Apres0000158
Apres0000158
Luiz Pinheiro
 
Primeiros socorros
Primeiros socorrosPrimeiros socorros
Primeiros socorros
Rita Dias
 
CARTILHADIGITALPRIMEROSSOCORROSATUAODEADOLESCENTESEJOVENS.pptx
CARTILHADIGITALPRIMEROSSOCORROSATUAODEADOLESCENTESEJOVENS.pptxCARTILHADIGITALPRIMEROSSOCORROSATUAODEADOLESCENTESEJOVENS.pptx
CARTILHADIGITALPRIMEROSSOCORROSATUAODEADOLESCENTESEJOVENS.pptx
AlexandreAlmeida213
 
Manual de primeiros socorros
 Manual  de primeiros socorros Manual  de primeiros socorros
Manual de primeiros socorros
cristinarocha24
 
Manobraque salvavidas (1) (1
Manobraque salvavidas (1) (1Manobraque salvavidas (1) (1
Manobraque salvavidas (1) (1
Lydia Barbosa
 
Manobra que salva vidas (1)
Manobra que salva vidas (1)Manobra que salva vidas (1)
Manobra que salva vidas (1)
Roberto Rabat Chame
 
Manobra que salva vidas
Manobra que salva vidasManobra que salva vidas
Manobra que salva vidas
angolano29
 
Manual primeiros socorros
Manual primeiros socorrosManual primeiros socorros
Manual primeiros socorros
sindiconet
 
Engasmento
EngasmentoEngasmento
Engasmento
PatrciaPomba
 
Formação em primeiros socorros.pptx
Formação em primeiros socorros.pptxFormação em primeiros socorros.pptx
Formação em primeiros socorros.pptx
mariacanadas2
 
Formação em primeiros socorros.pptx
Formação em primeiros socorros.pptxFormação em primeiros socorros.pptx
Formação em primeiros socorros.pptx
mariacanadas2
 
Primeiros socorros
Primeiros socorrosPrimeiros socorros
Primeiros socorros
Kaique Lopes
 
GRANKIDS CENTRO DE EDUCAÇÃO E RECREAÇÃO INFANTIL
GRANKIDS CENTRO DE EDUCAÇÃO E RECREAÇÃO INFANTILGRANKIDS CENTRO DE EDUCAÇÃO E RECREAÇÃO INFANTIL
GRANKIDS CENTRO DE EDUCAÇÃO E RECREAÇÃO INFANTIL
Fernanda Bueno
 
Cartaz primeiros socorros
Cartaz primeiros socorrosCartaz primeiros socorros
Cartaz primeiros socorros
sindiconet
 
10_mch9_sbv.pptx
10_mch9_sbv.pptx10_mch9_sbv.pptx
10_mch9_sbv.pptx
mariagrave
 
cartilha-desmaio-primeiros-socorross.pdf
cartilha-desmaio-primeiros-socorross.pdfcartilha-desmaio-primeiros-socorross.pdf
cartilha-desmaio-primeiros-socorross.pdf
lara519376
 
cartilha-desmaio-pronta.pdf
cartilha-desmaio-pronta.pdfcartilha-desmaio-pronta.pdf
cartilha-desmaio-pronta.pdf
ArenioSoares
 

Semelhante a Primeiros socorros (20)

Recomendacoes vitima-de-engasgamento
Recomendacoes vitima-de-engasgamentoRecomendacoes vitima-de-engasgamento
Recomendacoes vitima-de-engasgamento
 
Suporte básico 1
Suporte básico 1Suporte básico 1
Suporte básico 1
 
apresentação SBV.pptx
apresentação SBV.pptxapresentação SBV.pptx
apresentação SBV.pptx
 
Apres0000158
Apres0000158Apres0000158
Apres0000158
 
Primeiros socorros
Primeiros socorrosPrimeiros socorros
Primeiros socorros
 
CARTILHADIGITALPRIMEROSSOCORROSATUAODEADOLESCENTESEJOVENS.pptx
CARTILHADIGITALPRIMEROSSOCORROSATUAODEADOLESCENTESEJOVENS.pptxCARTILHADIGITALPRIMEROSSOCORROSATUAODEADOLESCENTESEJOVENS.pptx
CARTILHADIGITALPRIMEROSSOCORROSATUAODEADOLESCENTESEJOVENS.pptx
 
Manual de primeiros socorros
 Manual  de primeiros socorros Manual  de primeiros socorros
Manual de primeiros socorros
 
Manobraque salvavidas (1) (1
Manobraque salvavidas (1) (1Manobraque salvavidas (1) (1
Manobraque salvavidas (1) (1
 
Manobra que salva vidas (1)
Manobra que salva vidas (1)Manobra que salva vidas (1)
Manobra que salva vidas (1)
 
Manobra que salva vidas
Manobra que salva vidasManobra que salva vidas
Manobra que salva vidas
 
Manual primeiros socorros
Manual primeiros socorrosManual primeiros socorros
Manual primeiros socorros
 
Engasmento
EngasmentoEngasmento
Engasmento
 
Formação em primeiros socorros.pptx
Formação em primeiros socorros.pptxFormação em primeiros socorros.pptx
Formação em primeiros socorros.pptx
 
Formação em primeiros socorros.pptx
Formação em primeiros socorros.pptxFormação em primeiros socorros.pptx
Formação em primeiros socorros.pptx
 
Primeiros socorros
Primeiros socorrosPrimeiros socorros
Primeiros socorros
 
GRANKIDS CENTRO DE EDUCAÇÃO E RECREAÇÃO INFANTIL
GRANKIDS CENTRO DE EDUCAÇÃO E RECREAÇÃO INFANTILGRANKIDS CENTRO DE EDUCAÇÃO E RECREAÇÃO INFANTIL
GRANKIDS CENTRO DE EDUCAÇÃO E RECREAÇÃO INFANTIL
 
Cartaz primeiros socorros
Cartaz primeiros socorrosCartaz primeiros socorros
Cartaz primeiros socorros
 
10_mch9_sbv.pptx
10_mch9_sbv.pptx10_mch9_sbv.pptx
10_mch9_sbv.pptx
 
cartilha-desmaio-primeiros-socorross.pdf
cartilha-desmaio-primeiros-socorross.pdfcartilha-desmaio-primeiros-socorross.pdf
cartilha-desmaio-primeiros-socorross.pdf
 
cartilha-desmaio-pronta.pdf
cartilha-desmaio-pronta.pdfcartilha-desmaio-pronta.pdf
cartilha-desmaio-pronta.pdf
 

Último

slides de Didática 2.pdf para apresentar
slides de Didática 2.pdf para apresentarslides de Didática 2.pdf para apresentar
slides de Didática 2.pdf para apresentar
JoeteCarvalho
 
UFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdf
UFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdfUFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdf
UFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdf
Manuais Formação
 
Atividade letra da música - Espalhe Amor, Anavitória.
Atividade letra da música - Espalhe  Amor, Anavitória.Atividade letra da música - Espalhe  Amor, Anavitória.
Atividade letra da música - Espalhe Amor, Anavitória.
Mary Alvarenga
 
AULA-001---AS-CELULAS_5546dad041b949bbb7b1f0fa841a6d1f.pdf
AULA-001---AS-CELULAS_5546dad041b949bbb7b1f0fa841a6d1f.pdfAULA-001---AS-CELULAS_5546dad041b949bbb7b1f0fa841a6d1f.pdf
AULA-001---AS-CELULAS_5546dad041b949bbb7b1f0fa841a6d1f.pdf
SthafaniHussin1
 
Slides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptxSlides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
Leonardo da Vinci .pptx
Leonardo da Vinci                  .pptxLeonardo da Vinci                  .pptx
Leonardo da Vinci .pptx
TomasSousa7
 
Resumo de Química 10º ano Estudo exames nacionais
Resumo de Química 10º ano Estudo exames nacionaisResumo de Química 10º ano Estudo exames nacionais
Resumo de Química 10º ano Estudo exames nacionais
beatrizsilva525654
 
1ª LEI DE OHN, CARACTERISTICAS IMPORTANTES.
1ª LEI DE OHN, CARACTERISTICAS IMPORTANTES.1ª LEI DE OHN, CARACTERISTICAS IMPORTANTES.
1ª LEI DE OHN, CARACTERISTICAS IMPORTANTES.
LeticiaRochaCupaiol
 
Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...
Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...
Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...
fran0410
 
REGULAMENTO DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...
REGULAMENTO  DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...REGULAMENTO  DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...
REGULAMENTO DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...
Eró Cunha
 
epidemias endemia-pandemia-e-epidemia (1).ppt
epidemias endemia-pandemia-e-epidemia (1).pptepidemias endemia-pandemia-e-epidemia (1).ppt
epidemias endemia-pandemia-e-epidemia (1).ppt
MarceloMonteiro213738
 
Slide de biologia aula2 2 bimestre no ano de 2024
Slide de biologia aula2  2 bimestre no ano de 2024Slide de biologia aula2  2 bimestre no ano de 2024
Slide de biologia aula2 2 bimestre no ano de 2024
vinibolado86
 
APRESENTAÇÃO PARA AULA DE URGÊNCIA E EMERGÊNCIA
APRESENTAÇÃO PARA AULA DE URGÊNCIA E EMERGÊNCIAAPRESENTAÇÃO PARA AULA DE URGÊNCIA E EMERGÊNCIA
APRESENTAÇÃO PARA AULA DE URGÊNCIA E EMERGÊNCIA
karinenobre2033
 
A SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIAS
A SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIASA SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIAS
A SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIAS
HisrelBlog
 
Introdução à Sociologia: caça-palavras na escola
Introdução à Sociologia: caça-palavras na escolaIntrodução à Sociologia: caça-palavras na escola
Introdução à Sociologia: caça-palavras na escola
Professor Belinaso
 
JOGO DA VELHA FESTA JUNINA - ARQUIVO GRATUITO.pdf
JOGO DA VELHA FESTA JUNINA - ARQUIVO GRATUITO.pdfJOGO DA VELHA FESTA JUNINA - ARQUIVO GRATUITO.pdf
JOGO DA VELHA FESTA JUNINA - ARQUIVO GRATUITO.pdf
ClaudiaMainoth
 
D20 - Descritores SAEB de Língua Portuguesa
D20 - Descritores SAEB de Língua PortuguesaD20 - Descritores SAEB de Língua Portuguesa
D20 - Descritores SAEB de Língua Portuguesa
eaiprofpolly
 
-Rudolf-Laban-e-a-teoria-do-movimento.ppt
-Rudolf-Laban-e-a-teoria-do-movimento.ppt-Rudolf-Laban-e-a-teoria-do-movimento.ppt
-Rudolf-Laban-e-a-teoria-do-movimento.ppt
fagnerlopes11
 
Treinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptx
Treinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptxTreinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptx
Treinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptx
MarcosPaulo777883
 
O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4
O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4
O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4
DouglasMoraes54
 

Último (20)

slides de Didática 2.pdf para apresentar
slides de Didática 2.pdf para apresentarslides de Didática 2.pdf para apresentar
slides de Didática 2.pdf para apresentar
 
UFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdf
UFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdfUFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdf
UFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdf
 
Atividade letra da música - Espalhe Amor, Anavitória.
Atividade letra da música - Espalhe  Amor, Anavitória.Atividade letra da música - Espalhe  Amor, Anavitória.
Atividade letra da música - Espalhe Amor, Anavitória.
 
AULA-001---AS-CELULAS_5546dad041b949bbb7b1f0fa841a6d1f.pdf
AULA-001---AS-CELULAS_5546dad041b949bbb7b1f0fa841a6d1f.pdfAULA-001---AS-CELULAS_5546dad041b949bbb7b1f0fa841a6d1f.pdf
AULA-001---AS-CELULAS_5546dad041b949bbb7b1f0fa841a6d1f.pdf
 
Slides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptxSlides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptx
 
Leonardo da Vinci .pptx
Leonardo da Vinci                  .pptxLeonardo da Vinci                  .pptx
Leonardo da Vinci .pptx
 
Resumo de Química 10º ano Estudo exames nacionais
Resumo de Química 10º ano Estudo exames nacionaisResumo de Química 10º ano Estudo exames nacionais
Resumo de Química 10º ano Estudo exames nacionais
 
1ª LEI DE OHN, CARACTERISTICAS IMPORTANTES.
1ª LEI DE OHN, CARACTERISTICAS IMPORTANTES.1ª LEI DE OHN, CARACTERISTICAS IMPORTANTES.
1ª LEI DE OHN, CARACTERISTICAS IMPORTANTES.
 
Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...
Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...
Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...
 
REGULAMENTO DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...
REGULAMENTO  DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...REGULAMENTO  DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...
REGULAMENTO DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...
 
epidemias endemia-pandemia-e-epidemia (1).ppt
epidemias endemia-pandemia-e-epidemia (1).pptepidemias endemia-pandemia-e-epidemia (1).ppt
epidemias endemia-pandemia-e-epidemia (1).ppt
 
Slide de biologia aula2 2 bimestre no ano de 2024
Slide de biologia aula2  2 bimestre no ano de 2024Slide de biologia aula2  2 bimestre no ano de 2024
Slide de biologia aula2 2 bimestre no ano de 2024
 
APRESENTAÇÃO PARA AULA DE URGÊNCIA E EMERGÊNCIA
APRESENTAÇÃO PARA AULA DE URGÊNCIA E EMERGÊNCIAAPRESENTAÇÃO PARA AULA DE URGÊNCIA E EMERGÊNCIA
APRESENTAÇÃO PARA AULA DE URGÊNCIA E EMERGÊNCIA
 
A SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIAS
A SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIASA SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIAS
A SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIAS
 
Introdução à Sociologia: caça-palavras na escola
Introdução à Sociologia: caça-palavras na escolaIntrodução à Sociologia: caça-palavras na escola
Introdução à Sociologia: caça-palavras na escola
 
JOGO DA VELHA FESTA JUNINA - ARQUIVO GRATUITO.pdf
JOGO DA VELHA FESTA JUNINA - ARQUIVO GRATUITO.pdfJOGO DA VELHA FESTA JUNINA - ARQUIVO GRATUITO.pdf
JOGO DA VELHA FESTA JUNINA - ARQUIVO GRATUITO.pdf
 
D20 - Descritores SAEB de Língua Portuguesa
D20 - Descritores SAEB de Língua PortuguesaD20 - Descritores SAEB de Língua Portuguesa
D20 - Descritores SAEB de Língua Portuguesa
 
-Rudolf-Laban-e-a-teoria-do-movimento.ppt
-Rudolf-Laban-e-a-teoria-do-movimento.ppt-Rudolf-Laban-e-a-teoria-do-movimento.ppt
-Rudolf-Laban-e-a-teoria-do-movimento.ppt
 
Treinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptx
Treinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptxTreinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptx
Treinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptx
 
O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4
O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4
O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4
 

Primeiros socorros

  • 2. MUITO PRAZER... SOU DANIELA NUNES GRADUADA EM ENFERMAGEM ESPECIALIZADA PEDIATRIA E NEONATOLOGIA ESPECIALIZADA CURSO PICC- CATETER CENTRAL DE INSERÇÃO PERIFÉRICA AGORA VAMOS NOS APRESENTAR...
  • 4.
  • 5.
  • 6.
  • 7.
  • 8.
  • 9.
  • 10.
  • 11.
  • 12.
  • 13.
  • 14.
  • 15.
  • 16.
  • 18.
  • 20.
  • 21. SIGA UM PLANO DE AÇÃO
  • 22.
  • 23.
  • 25.
  • 26. Cuide da vítima REVENINDO O ESTADO DE CHOQUE • Manter a vítima deitada (com os pés mais altos que a cabeça), aquecida e coberta (sem exagerar); • Manter as vias aéreas desobstruídas (retirar prótese da boca); • Se estiver inconsciente, deite-a de lado com a cabeça baixa, inclinada para trás e virada para o lado. Em caso de vômito, essa posição impede a aspiração para os pulmões; • Nunca dê nada por via oral sem que a vítima volte à consciência; • Procure rapidamente socorro médico.
  • 28.
  • 29.
  • 30.
  • 31.
  • 32.
  • 33.
  • 34.
  • 35. Este é outro sinal de apoio importante. A consciência plena é o estado em que uma pessoa mantém o nível de lucidez que lhe permite perceber normalmente o ambiente que a cerca, com todos os sentidos saudáveis respondendo aos estímulos sensoriais. Quando se encontra um acidentado capaz de informar com clareza sobre o seu estado físico, pode-se dizer que esta pessoa está perfeitamente consciente. Há, no entanto, situações em que uma pessoa pode apresentar sinais de apreensão excessiva, olhar assustado, face contraída e medo. Estado de Consciência
  • 36. Esta pessoa certamente não estará em seu pleno estado de consciência. Uma pessoa pode estar inconsciente por desmaio, estado de choque, estado de coma, convulsão, parada cardíaca, parada respiratória, alcoolismo, intoxicação por drogas e uma série de outras circunstâncias de saúde e lesão. Na síncope e no desmaio há uma súbita e breve perda de consciência e diminuição do tônus muscular. Já o estado de coma é caracterizado por uma perda de consciência mais prolongada e profunda, podendo o acidentado deixar de apresentar gradativamente reação aos estímulos dolorosos e perda dos reflexos. Estado de Consciência
  • 37. Estado de Consciência  Qualquer pessoa consciente que apresente dificuldade ou incapacidade de sentir ou movimentar determinadas partes do corpo, está obviamente fora de seu estado normal de saúde. A capacidade de mover e sentir partes do corpo são um sinal que pode nos dar muitas informações.  O desvio da comissura labial (canto da boca) pode estar a indicar lesão cerebral ou de nervo periférico (facial). Pede-se à vítima que sorria. Sua boca sorrirá torta, só de um lado.
  • 38.
  • 39. MIOSE ANISOCÓRICAS MIDRÍASE LESÃO SNC OU ABUSO DE DROGAS AVC OU TCE POUCA LUZ, ANÓXIA OU HIPÓXIA, INCONSCIÊNCIA. CHOQUE, PC, HOMORRAGIA, TCE.
  • 40. COR E UMIDADE DA PELE  A cor e a umidade da pele são também sinais de apoio muito útil no reconhecimento do estado geral de um acidentado. Uma pessoa pode apresentar a pele pálida, cianosada ou hiperemiada (avermelhada e quente).  A cor e a umidade da pele devem ser observadas na face e nas extremidades dos membros, onde as alterações se manifestam primeiro  A pele pode também ficar úmida e pegajosa. Pode-se observar estas alterações melhor no antebraço e na barriga.
  • 41. Primeiros Socorros O artigo 20º da Lei de Prevenção de Riscos Profissionais estabelece a obrigação do empregador de adoptar as medidas necessárias em matéria de Primeiros Socorros, designando para tal as pessoas responsáveis pela colocação em prática dessas medidas. Esse pessoal deverá possuir a formação necessária, ser suficiente em número e dispor do material adequado, em função das circunstâncias.
  • 42.
  • 43.
  • 44.
  • 45.
  • 46.
  • 47.
  • 48.
  • 49.
  • 50.
  • 51.
  • 52.
  • 53.
  • 54.
  • 55.
  • 56.
  • 57.
  • 58.
  • 59.
  • 60.
  • 61.
  • 62.
  • 63.
  • 64.
  • 65.
  • 66.
  • 67.
  • 68.
  • 69.
  • 70.
  • 71.
  • 72.
  • 73.
  • 75. O que é Manobra de Heimlich e como fazer? A manobra de Heimlich é uma técnica de primeiros socorros utilizada em casos de emergência por asfixia, provocada por um pedaço de comida ou qualquer tipo de corpo estranho que fique entalado nas vias respiratórias, impedindo a pessoa de respirar.
  • 76. O que fazer antes da manobra Após se detectar que a pessoa não consegue respirar corretamente, devido a um engasgamento, o primeiro passo é pedir para ela tossir com força e em seguida aplicar 5 pancadas secas nas costas com a base de uma mão. Caso isso não seja suficiente, deve-se preparar para aplicar a manobra de Heimilich, que pode ser feita de 3 formas: 1.Na pessoa acordada
  • 77. Esta é a manobra de Heimlich tradicional, sendo a principal forma de realizar a técnica. O passo-a-passo consiste em: Posicionar-se por detrás da vítima, envolvendo-a com os braços; Fechar uma das mãos, com o punho bem fechado e o polegar por cima, e posicioná-la na região superior do abdômen, entre o umbigo e o a caixa torácica; Colocar a outra mão sobre o punho fechado, agarrando-o firmemente; Puxar com força ambas as mãos para dentro e para cima. Caso essa região seja de difícil acesso, como pode acontecer em obesos ou gestantes nas últimas semanas, uma opção é localizar as mãos sobre o tórax; Repetir a manobra por até 5 vezes seguidas, observando se o objeto foi expelido e se a vítima respira. Na maioria das vezes, estes passos são suficientes para que o objeto seja expelido, entretanto, em alguns casos, a vítima pode continuar sem conseguir respirar corretamente e acabar desmaiando. Neste caso, deverá ser feita a manobra adaptada para a pessoa desmaiada. Atenção!!!
  • 78. 2. Na pessoa desmaiada Quando a pessoa está inconsciente ou desmaiada, a manobra de Heimlich é feita dentando-se a vítima sobre uma superfície plana e dura, e em seguida deve: Sentar-se de frente para a vítima, sobre sua bacia ou pernas; Posicionar as mãos abertas, uma sobre a outra na região superior do abdômen, próxima ao tórax; Fazer uma forte pressão para dentro e para cima, utilizando o peso do corpo, e repetir quantas vezes forem necessárias. Durante a realização da manobra, é importante observar se a vítima ainda respira. Caso ocorra uma parada respiratória, é necessário interromper esta manobra e iniciar a reanimação cardiorrespiratória
  • 79. 3. Na própria pessoa É possível que uma pessoa se engasgue estando sozinha, e, caso isso aconteça, é possível aplicar a manobra de Heimlich em você mesmo. Neste caso, a manobra deve feita da seguinte forma: Cerrar o punho da mão dominante e posicioná-la na parte superior do abdômen, entre o umbigo e o final da caixa torácica; Segurar esta mão com a mão não dominante, conseguindo um melhor apoio; Empurrar com força, e de forma rápida, as duas mãos para dentro e para cima. Repita o movimento quantas vezes for necessário, mas caso não seja efetivo, a manobra deverá ser feita com mais força, utilizando-se o apoio de um objeto firme e estável, que alcance a região da cintura, como uma cadeira ou um balcão. Assim, com as mãos ainda sobre o abdômen, deve- se empurrar o corpo com força contra o objeto.
  • 80. O quer fazer em caso de bebê engasgado? Caso o bebê sofra um sério engasgamento com algum objeto ou alimento, que o impeça de respirar, a manobra é feita de forma diferente. O primeiro passo é deitar a criança sobre o braço com a cabeça um pouco mais baixa que o tronco e observar se existe algum objeto em sua boca que possa ser removido. Caso contrário, e ela continuar engasgada, deve-se incliná-la, com a barriga sobre o braço, com o tronco mais baixo que as pernas, e dar 5 palmadas com a base da mão nas suas costas. Se ainda assim não for suficiente, deve-se virar a criança de frente, ainda sobre o braço, e efetuar compressões com os dedos médio e anular sobre o tórax da criança, na região entre os mamilos.