SlideShare uma empresa Scribd logo
MarcosMarcos CavalcantiCavalcanti
marcos@crie.ufrj.brmarcos@crie.ufrj.br
O ronco do boiO ronco do boi
ouou
Por quê oPor quê o
Brasil nãoBrasil não
inova?inova?
Nunca antes na história
deste país...
• Se reduziu tanto a pobreza e a desigualdade
• Se investiu tanto em ciência, tecnologia e inovação
• Tantas crianças estiveram na escola
• Fomos valorizados no cenário internacional
• Escolaridade
Ensino Fundamental 1990-86% 2001-97% 2012-98%
Ensino Médio 1990-15% 2001-71% 2012-75%
• IDH (saúde, educação e renda) 1995-0,64 2000-0,66 2012-0,73
• Inflação 1994-1082% 2012- 5.84%
O depósito de patentes brasileiras no
Escritório Europeu de Patentes (EPO, na
sigla em inglês) quase triplicou de 2001 a
2011, passando de 73 para 208, um
aumento de 185% no período.
Nunca antes na história
deste país...
Produtos 2000 2012
Básicos 20% 49%
Semi-manufaturados 20% 14%
Manufaturados 60% 37%
Manufaturados 2000 2012
Baixa e média-baixa tecnologia 65% 70%
Média-alta tecnologia 25% 27%
Alta tecnologia 10% 3%
Exportações BRASIL
Fonte: MDIC
Balança comercial BRASIL
US$ médio/ton
O aumento está longe do salto dado por
países asiáticos como China, Índia, Coreia
do Sul e Taiwan e mais ainda dos números
absolutos de patentes registradas por esses
países no EPO. A China, por exemplo,
passou de 186 em 2001 para 2.049
patentes depositadas em 2010, enquanto a
Coreia do Sul saiu de já elevados 1.181
para 4.715 patentes no mesmo período.
Mito: Estamos inovando
Só pra lembrar: Brasil registrou 208 patentes em 2011.
Mito: Estamos no rumo certo!
Mito : Não temos dinheiro
Investimento em
C,T&I (2012)
Coréia do Sul : 3,0%
Austrália : 1,5%
Cingapura : 2,2%
Israel : 3,5%
Brasil : 1,3%
Investimento médio p/
pesquisador TI (2012)/
U$ 1.000
EUA : $195
Canadá : $162
Japão/UK : $153
Austrália : $118
Brasil : $193
Mito : Faltam doutores
2012 ~ 10.000 doutores
Brasil deveria estar formando quatro vezes mais doutores do que
forma hoje, levando-se em conta o tamanho de sua população e da
sua economia (Calestous Juma e Lee Yee-Cheong , Millennium Project ONU)
2010 – 2015 (total) => 50.000
2010 – 2015 (empresas privadas) => 2.000
2010 – 2015 (setor público) => 8.000
2010 – 2015 (IES privadas) => 6.000
Faltam doutores?
A CAPES E O RONCO DO BOI
Gluconacetobacter diazotrophicus
Johanna
Döbereiner
Prof. Marcos CavalcantiProf. Marcos Cavalcanti
marcos@crie.ufrj.br
http://http://oglobo.com.br/blogoglobo.com.br/blog//inteligenciaempresarialinteligenciaempresarial
OBRIGADO!OBRIGADO!

Mais conteúdo relacionado

Semelhante a Por que o brasil não inova? marcos cavalcanti

Alvaro Prata | OIS 2012 | Colaboração entre governo, universidade e indústria...
Alvaro Prata | OIS 2012 | Colaboração entre governo, universidade e indústria...Alvaro Prata | OIS 2012 | Colaboração entre governo, universidade e indústria...
Alvaro Prata | OIS 2012 | Colaboração entre governo, universidade e indústria...
Allagi Open Innovation Services
 
Palestra sobre inovação tecnológica no setor florestal
Palestra sobre inovação tecnológica no setor florestalPalestra sobre inovação tecnológica no setor florestal
Palestra sobre inovação tecnológica no setor florestal
Moacir Medrado
 
Palestra sobre Pesquisa Florestal
Palestra sobre Pesquisa FlorestalPalestra sobre Pesquisa Florestal
Palestra sobre Pesquisa Florestal
Moacir Medrado
 
Alberto D Portugal
Alberto D PortugalAlberto D Portugal
Alberto D Portugal
Peabirus
 
Produção de próteses dentárias cresce 85% no SUS
Produção de próteses dentárias cresce 85% no SUSProdução de próteses dentárias cresce 85% no SUS
Produção de próteses dentárias cresce 85% no SUS
Ministério da Saúde
 
apresentação Vladimir Pomar
apresentação Vladimir Pomarapresentação Vladimir Pomar
apresentação Vladimir Pomar
BarbaraDuque
 
Apresentação Agenda 2020 - Almoço de Ideias Revista Voto
Apresentação Agenda 2020 - Almoço de Ideias Revista VotoApresentação Agenda 2020 - Almoço de Ideias Revista Voto
Apresentação Agenda 2020 - Almoço de Ideias Revista Voto
leandro-duarte
 
A TRAGÉDIA INDUSTRIAL por Antonio Delfim Netto - setembro de 2014
A TRAGÉDIA INDUSTRIAL por Antonio Delfim Netto - setembro de 2014A TRAGÉDIA INDUSTRIAL por Antonio Delfim Netto - setembro de 2014
A TRAGÉDIA INDUSTRIAL por Antonio Delfim Netto - setembro de 2014
Roberto Dias Duarte
 
Samsys2013diadocliente
Samsys2013diadoclienteSamsys2013diadocliente
Samsys2013diadocliente
Carlos da Cruz
 
Fundap
FundapFundap

Semelhante a Por que o brasil não inova? marcos cavalcanti (10)

Alvaro Prata | OIS 2012 | Colaboração entre governo, universidade e indústria...
Alvaro Prata | OIS 2012 | Colaboração entre governo, universidade e indústria...Alvaro Prata | OIS 2012 | Colaboração entre governo, universidade e indústria...
Alvaro Prata | OIS 2012 | Colaboração entre governo, universidade e indústria...
 
Palestra sobre inovação tecnológica no setor florestal
Palestra sobre inovação tecnológica no setor florestalPalestra sobre inovação tecnológica no setor florestal
Palestra sobre inovação tecnológica no setor florestal
 
Palestra sobre Pesquisa Florestal
Palestra sobre Pesquisa FlorestalPalestra sobre Pesquisa Florestal
Palestra sobre Pesquisa Florestal
 
Alberto D Portugal
Alberto D PortugalAlberto D Portugal
Alberto D Portugal
 
Produção de próteses dentárias cresce 85% no SUS
Produção de próteses dentárias cresce 85% no SUSProdução de próteses dentárias cresce 85% no SUS
Produção de próteses dentárias cresce 85% no SUS
 
apresentação Vladimir Pomar
apresentação Vladimir Pomarapresentação Vladimir Pomar
apresentação Vladimir Pomar
 
Apresentação Agenda 2020 - Almoço de Ideias Revista Voto
Apresentação Agenda 2020 - Almoço de Ideias Revista VotoApresentação Agenda 2020 - Almoço de Ideias Revista Voto
Apresentação Agenda 2020 - Almoço de Ideias Revista Voto
 
A TRAGÉDIA INDUSTRIAL por Antonio Delfim Netto - setembro de 2014
A TRAGÉDIA INDUSTRIAL por Antonio Delfim Netto - setembro de 2014A TRAGÉDIA INDUSTRIAL por Antonio Delfim Netto - setembro de 2014
A TRAGÉDIA INDUSTRIAL por Antonio Delfim Netto - setembro de 2014
 
Samsys2013diadocliente
Samsys2013diadoclienteSamsys2013diadocliente
Samsys2013diadocliente
 
Fundap
FundapFundap
Fundap
 

Mais de Marcos CAVALCANTI

Fernando Ribeiro para Decano CT-UFRJ
Fernando Ribeiro para Decano CT-UFRJFernando Ribeiro para Decano CT-UFRJ
Fernando Ribeiro para Decano CT-UFRJ
Marcos CAVALCANTI
 
Tecnologias exponencias e os desafios da humanidade
Tecnologias exponencias e os desafios da humanidadeTecnologias exponencias e os desafios da humanidade
Tecnologias exponencias e os desafios da humanidade
Marcos CAVALCANTI
 
Ficha de avaliaçãopdf
Ficha de avaliaçãopdfFicha de avaliaçãopdf
Ficha de avaliaçãopdf
Marcos CAVALCANTI
 
Palestra Ciência dos Dados
Palestra Ciência dos DadosPalestra Ciência dos Dados
Palestra Ciência dos Dados
Marcos CAVALCANTI
 
Wida - Pós Graduação em Big Data Estratégico
Wida - Pós Graduação em Big Data EstratégicoWida - Pós Graduação em Big Data Estratégico
Wida - Pós Graduação em Big Data Estratégico
Marcos CAVALCANTI
 
3a Conferência Internacional sobre Ativos Intangíveis
3a Conferência Internacional sobre Ativos Intangíveis3a Conferência Internacional sobre Ativos Intangíveis
3a Conferência Internacional sobre Ativos Intangíveis
Marcos CAVALCANTI
 
Iv relatório supremo em números o supremo e o ministério público
Iv relatório supremo em números   o supremo e o ministério públicoIv relatório supremo em números   o supremo e o ministério público
Iv relatório supremo em números o supremo e o ministério público
Marcos CAVALCANTI
 
Intangibles: the new sources of growth (OECD project)
Intangibles: the new sources of growth (OECD project)Intangibles: the new sources of growth (OECD project)
Intangibles: the new sources of growth (OECD project)
Marcos CAVALCANTI
 
A crise de governança e a revolução do conhecimento
A crise de governança e a revolução do conhecimentoA crise de governança e a revolução do conhecimento
A crise de governança e a revolução do conhecimento
Marcos CAVALCANTI
 
Projetos WIDA - Web Intelligence and Digital Ambience
Projetos WIDA - Web Intelligence and Digital AmbienceProjetos WIDA - Web Intelligence and Digital Ambience
Projetos WIDA - Web Intelligence and Digital Ambience
Marcos CAVALCANTI
 
MBKM (Master on Business and Knowledge Manegement)
MBKM (Master on Business and Knowledge Manegement)MBKM (Master on Business and Knowledge Manegement)
MBKM (Master on Business and Knowledge Manegement)
Marcos CAVALCANTI
 
Economia colaborativa e co-criação de valor: o caso do AirBnb
Economia colaborativa e co-criação de valor: o caso do AirBnbEconomia colaborativa e co-criação de valor: o caso do AirBnb
Economia colaborativa e co-criação de valor: o caso do AirBnb
Marcos CAVALCANTI
 
Big Data e Ciência das Redes
Big Data e Ciência das RedesBig Data e Ciência das Redes
Big Data e Ciência das Redes
Marcos CAVALCANTI
 
Big Data
Big DataBig Data
Atlas of economic complexity part I
Atlas of economic complexity part IAtlas of economic complexity part I
Atlas of economic complexity part I
Marcos CAVALCANTI
 
Ii seminário big data brasil
Ii seminário big data brasilIi seminário big data brasil
Ii seminário big data brasil
Marcos CAVALCANTI
 
Boletim Estatístico de Pessoal do Governo Federal do Brasil (jan 2015)
Boletim Estatístico de Pessoal do Governo Federal do Brasil (jan 2015)Boletim Estatístico de Pessoal do Governo Federal do Brasil (jan 2015)
Boletim Estatístico de Pessoal do Governo Federal do Brasil (jan 2015)
Marcos CAVALCANTI
 
O futuro-dos-megaeventos-esportivos.-final-2015 05-26
O futuro-dos-megaeventos-esportivos.-final-2015 05-26O futuro-dos-megaeventos-esportivos.-final-2015 05-26
O futuro-dos-megaeventos-esportivos.-final-2015 05-26
Marcos CAVALCANTI
 
How to mesure the intangibles of big events
How to mesure the intangibles of big eventsHow to mesure the intangibles of big events
How to mesure the intangibles of big events
Marcos CAVALCANTI
 
Global link between corruption and wealth
Global link between corruption and wealthGlobal link between corruption and wealth
Global link between corruption and wealth
Marcos CAVALCANTI
 

Mais de Marcos CAVALCANTI (20)

Fernando Ribeiro para Decano CT-UFRJ
Fernando Ribeiro para Decano CT-UFRJFernando Ribeiro para Decano CT-UFRJ
Fernando Ribeiro para Decano CT-UFRJ
 
Tecnologias exponencias e os desafios da humanidade
Tecnologias exponencias e os desafios da humanidadeTecnologias exponencias e os desafios da humanidade
Tecnologias exponencias e os desafios da humanidade
 
Ficha de avaliaçãopdf
Ficha de avaliaçãopdfFicha de avaliaçãopdf
Ficha de avaliaçãopdf
 
Palestra Ciência dos Dados
Palestra Ciência dos DadosPalestra Ciência dos Dados
Palestra Ciência dos Dados
 
Wida - Pós Graduação em Big Data Estratégico
Wida - Pós Graduação em Big Data EstratégicoWida - Pós Graduação em Big Data Estratégico
Wida - Pós Graduação em Big Data Estratégico
 
3a Conferência Internacional sobre Ativos Intangíveis
3a Conferência Internacional sobre Ativos Intangíveis3a Conferência Internacional sobre Ativos Intangíveis
3a Conferência Internacional sobre Ativos Intangíveis
 
Iv relatório supremo em números o supremo e o ministério público
Iv relatório supremo em números   o supremo e o ministério públicoIv relatório supremo em números   o supremo e o ministério público
Iv relatório supremo em números o supremo e o ministério público
 
Intangibles: the new sources of growth (OECD project)
Intangibles: the new sources of growth (OECD project)Intangibles: the new sources of growth (OECD project)
Intangibles: the new sources of growth (OECD project)
 
A crise de governança e a revolução do conhecimento
A crise de governança e a revolução do conhecimentoA crise de governança e a revolução do conhecimento
A crise de governança e a revolução do conhecimento
 
Projetos WIDA - Web Intelligence and Digital Ambience
Projetos WIDA - Web Intelligence and Digital AmbienceProjetos WIDA - Web Intelligence and Digital Ambience
Projetos WIDA - Web Intelligence and Digital Ambience
 
MBKM (Master on Business and Knowledge Manegement)
MBKM (Master on Business and Knowledge Manegement)MBKM (Master on Business and Knowledge Manegement)
MBKM (Master on Business and Knowledge Manegement)
 
Economia colaborativa e co-criação de valor: o caso do AirBnb
Economia colaborativa e co-criação de valor: o caso do AirBnbEconomia colaborativa e co-criação de valor: o caso do AirBnb
Economia colaborativa e co-criação de valor: o caso do AirBnb
 
Big Data e Ciência das Redes
Big Data e Ciência das RedesBig Data e Ciência das Redes
Big Data e Ciência das Redes
 
Big Data
Big DataBig Data
Big Data
 
Atlas of economic complexity part I
Atlas of economic complexity part IAtlas of economic complexity part I
Atlas of economic complexity part I
 
Ii seminário big data brasil
Ii seminário big data brasilIi seminário big data brasil
Ii seminário big data brasil
 
Boletim Estatístico de Pessoal do Governo Federal do Brasil (jan 2015)
Boletim Estatístico de Pessoal do Governo Federal do Brasil (jan 2015)Boletim Estatístico de Pessoal do Governo Federal do Brasil (jan 2015)
Boletim Estatístico de Pessoal do Governo Federal do Brasil (jan 2015)
 
O futuro-dos-megaeventos-esportivos.-final-2015 05-26
O futuro-dos-megaeventos-esportivos.-final-2015 05-26O futuro-dos-megaeventos-esportivos.-final-2015 05-26
O futuro-dos-megaeventos-esportivos.-final-2015 05-26
 
How to mesure the intangibles of big events
How to mesure the intangibles of big eventsHow to mesure the intangibles of big events
How to mesure the intangibles of big events
 
Global link between corruption and wealth
Global link between corruption and wealthGlobal link between corruption and wealth
Global link between corruption and wealth
 

Por que o brasil não inova? marcos cavalcanti

  • 1. MarcosMarcos CavalcantiCavalcanti marcos@crie.ufrj.brmarcos@crie.ufrj.br O ronco do boiO ronco do boi ouou Por quê oPor quê o Brasil nãoBrasil não inova?inova?
  • 2. Nunca antes na história deste país... • Se reduziu tanto a pobreza e a desigualdade • Se investiu tanto em ciência, tecnologia e inovação • Tantas crianças estiveram na escola • Fomos valorizados no cenário internacional • Escolaridade Ensino Fundamental 1990-86% 2001-97% 2012-98% Ensino Médio 1990-15% 2001-71% 2012-75% • IDH (saúde, educação e renda) 1995-0,64 2000-0,66 2012-0,73 • Inflação 1994-1082% 2012- 5.84%
  • 3. O depósito de patentes brasileiras no Escritório Europeu de Patentes (EPO, na sigla em inglês) quase triplicou de 2001 a 2011, passando de 73 para 208, um aumento de 185% no período. Nunca antes na história deste país...
  • 4. Produtos 2000 2012 Básicos 20% 49% Semi-manufaturados 20% 14% Manufaturados 60% 37% Manufaturados 2000 2012 Baixa e média-baixa tecnologia 65% 70% Média-alta tecnologia 25% 27% Alta tecnologia 10% 3% Exportações BRASIL Fonte: MDIC
  • 6. O aumento está longe do salto dado por países asiáticos como China, Índia, Coreia do Sul e Taiwan e mais ainda dos números absolutos de patentes registradas por esses países no EPO. A China, por exemplo, passou de 186 em 2001 para 2.049 patentes depositadas em 2010, enquanto a Coreia do Sul saiu de já elevados 1.181 para 4.715 patentes no mesmo período. Mito: Estamos inovando Só pra lembrar: Brasil registrou 208 patentes em 2011.
  • 7. Mito: Estamos no rumo certo!
  • 8. Mito : Não temos dinheiro Investimento em C,T&I (2012) Coréia do Sul : 3,0% Austrália : 1,5% Cingapura : 2,2% Israel : 3,5% Brasil : 1,3% Investimento médio p/ pesquisador TI (2012)/ U$ 1.000 EUA : $195 Canadá : $162 Japão/UK : $153 Austrália : $118 Brasil : $193
  • 9. Mito : Faltam doutores 2012 ~ 10.000 doutores Brasil deveria estar formando quatro vezes mais doutores do que forma hoje, levando-se em conta o tamanho de sua população e da sua economia (Calestous Juma e Lee Yee-Cheong , Millennium Project ONU) 2010 – 2015 (total) => 50.000 2010 – 2015 (empresas privadas) => 2.000 2010 – 2015 (setor público) => 8.000 2010 – 2015 (IES privadas) => 6.000 Faltam doutores?
  • 10. A CAPES E O RONCO DO BOI Gluconacetobacter diazotrophicus Johanna Döbereiner
  • 11. Prof. Marcos CavalcantiProf. Marcos Cavalcanti marcos@crie.ufrj.br http://http://oglobo.com.br/blogoglobo.com.br/blog//inteligenciaempresarialinteligenciaempresarial OBRIGADO!OBRIGADO!