SlideShare uma empresa Scribd logo
Pai Nosso
A Liturgia  nos convida a refletir  sobre um dos elementos essenciais da vida cristã  e do seguimento de Cristo:   a ORAÇÃO. Mas o que é Oração?  Como fazê-la? A leituras nos dão  dois exemplos concretos :  Abraão  e  Jesus . Na  1ª Leitura ,   ABRAÃO reza, intercedendo por Sodoma e Gomorra.  (Gn 18,20-32)
É a primeira vez na Bíblia  que um homem inicia  uma conversa com Deus.  É um DIÁLOGO com Deus,  humilde, reverente, respeitoso,  mas também cheio de confiança,  de ousadia e de esperança. Não foi a repetição de fórmulas decoradas ou lidas,  mastigadas às pressas, mas um diálogo no qual  apresenta a Deus as suas inquietações, dúvidas, anseios  e tenta perceber os projetos de Deus para o mundo e para os homens.
A  2ª Leitura  convida  a viver de forma renovada, pois fomos libertados  pela obra redentora  de Cristo na cruz.  (Cl 2,12-14) No  Evangelho ,   JESUS reza e ensina a rezar.  (Lc 11,1-13) Lucas é o evangelista  da oração de Jesus.  O texto não quer ensinar uma nova fórmula fixa,  mas propor o espírito  que deve estar presente  em todas as orações. Uma conversa  de filho para Pai.
1 .  A Introdução  apresenta o contexto em que Jesus ensinou o Pai Nosso.  - Jesus estava rezando... - Os Apóstolos, impressionados, pedem:  "Ensina-nos a rezar..." - Jesus responde:  "Quando rezardes, dizei: PAI NOSSO..." 2.  A Oração : -  " Pai nosso ..." - Que imagem temos de Deus?  De um patrão exigente, um juiz severo, do qual se deve ter medo?  = Deus é  PAI ... é  Nosso
-  " Santificado seja o vosso nome ..."   "Glorificado seja o vosso Santo nome" seria mais exato... Quando? Quando é ovacionado com salva de palmas?  ou quando a Salvação alcança o coração de todos? -  " Venha a nós o vosso Reino .." - Reino de Justiça, de Amor, Paz, de Liberdade...
-  " Dai-nos hoje  o pão necessário  ao nosso sustento ..." - Todos precisamos do pão... e as coisas necessárias para uma vida digna.  Isso não dispensa  o nosso esforço e o nosso trabalho. - " Nosso "   = "de todos..." -  " Perdoai-nos os nossos pecados, pois também  nós perdoamos ..." - Não é possível rezar  o Pai Nosso, tendo ódio  no coração...  Muitas vezes, o amor  e a união só são possíveis  pelo caminho do perdão...
Sobretudo o abandono  da fé... dos projetos de Deus...  para abraçar o espírito do mundo... 3.  Duas Parábolas completam : -  A 1ª salienta a eficácia da  Oração perseverante : O "Amigo inoportuno" é atendido:  "Pedi e recebereis..." -  A 2ª convida à  Confiança em Deus : lembra o amor de pai... "Se vós que sois maus,  sabeis dar coisas boas  aos vossos filhos, quanto mais o Pai do céu  dará o Espírito Santo  aos que o pedirem..." -  " Não nos deixeis cair em tentação ...":
+  Não basta rezar... devemos rezar como convém ... A Oração deve unificar a vida de um homem com Deus... deve impregnar a vida de cada dia... não é uma "gaveta"...  - Que dizer de orações "milagrosas", "orações de poder?" - Das orações comerciais: "dou, se me deres?" - Dos decepcionados, quando não são atendidos?
+  O Valor da Oração  não está condicionado : - Ao tamanho da vela...  - Ao número de vezes... - Ao comprimento da fita...  - Ao número de nós... - À fórmula milagrosa  - Ao lugar...  - Ao Santo que invocamos. Mas ao espírito  de FÉ e AMOR  com que a fazemos... REZAR: É um DIÁLOGO familiar com Deus, que brota de um ato de fé  e de um ato de amor e  que nos leva a entrar  no Plano de Deus:  "Seja feita a vossa vontade..."
REZAR: Não é apenas  orar com os lábios,  mas também com  a inteligência, com o coração e com toda a nossa vida... * Temos tempo para rezar?  Só nos momentos de apuro, como um pronto-socorro? E Você, Pai (ou mãe) reza devotamente com Deus, a ponto provocar o pedido:  "Ensina-me a rezar?" A Oração está marcando  de fato a nossa vida,  de modo a impressionar  também os que aqui não vem, percebendo em nós a alegria  de alguém se encontrou  com Deus na oração?  Se ainda não o conseguimos...  repitamos a oração dos apóstolos: "Senhor, ensina-nos a rezar..."
No dia dedicado  ao Agricultor e ao Motorista, nossa prece e reconhecimento àqueles que cultivam a terra e aos que transportam os frutos. Que São Cristóvão  abençoe os motoristas e proteja  todos os agricultores...   Pe. Antônio Geraldo Dalla Costa CS 25.07.2010
Meditada por: Pe. Antônio Geraldo Dalla Costa CS MEU DOMINGO Com a Palavra de Deus Hoje: Sunday, July 25, 2010  as  01:37:17   Você está convidado a visitar nosso site  e desfrutar de outras mensagens como estas  acesse este endereço: http://www.buscandonovasaguas.com Ilustração: Nelso Geraldo Ferronatto Música: Ele assumiu nossa dores Pe. Zezinho Comep Paulinas 

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Eu Sei em Quem Tenho Crido.
Eu Sei em Quem Tenho Crido.Eu Sei em Quem Tenho Crido.
Eu Sei em Quem Tenho Crido.
Antonio Fernandes
 
059 2006 Fornalha Da AfliçãO
059 2006   Fornalha Da AfliçãO059 2006   Fornalha Da AfliçãO
059 2006 Fornalha Da AfliçãO
pedrasdacoroa
 
Msg326
Msg326Msg326
4º dia
4º dia4º dia
4º dia
babins
 
Roteiro homilético do 30.º domingo do tempo comum – ano c – 27.10.2013 (1)
Roteiro homilético do 30.º domingo do tempo comum – ano c – 27.10.2013 (1)Roteiro homilético do 30.º domingo do tempo comum – ano c – 27.10.2013 (1)
Roteiro homilético do 30.º domingo do tempo comum – ano c – 27.10.2013 (1)
José Luiz Silva Pinto
 
Terço da libertacao
Terço da libertacaoTerço da libertacao
Terço da libertacao
farllaf
 
Boletim IPPI 23.03.2014
Boletim IPPI 23.03.2014Boletim IPPI 23.03.2014
Boletim IPPI 23.03.2014
Igreja Presbiteriana do Parque Ipê
 
Essencial os pedidos como rezar o terço
Essencial  os pedidos  como rezar o terçoEssencial  os pedidos  como rezar o terço
Essencial os pedidos como rezar o terço
Paulo César Sanches
 
Boletim 147 (12 02-2012) - igreja vitória
Boletim 147 (12 02-2012) - igreja vitóriaBoletim 147 (12 02-2012) - igreja vitória
Boletim 147 (12 02-2012) - igreja vitória
Lucas Guimarães
 
033c - A conversão de todos os homens é já no Destino dos Não Cristãos
033c - A conversão de todos os homens é já no Destino dos Não Cristãos033c - A conversão de todos os homens é já no Destino dos Não Cristãos
033c - A conversão de todos os homens é já no Destino dos Não Cristãos
OrdineGesu
 
Centroda Biblia
Centroda BibliaCentroda Biblia
Centroda Biblia
JANE RODRI
 
Morrer para o mundo e viver para Deus (cl 3 1 4) - sermão
Morrer para o mundo e viver para Deus (cl 3 1 4)  - sermãoMorrer para o mundo e viver para Deus (cl 3 1 4)  - sermão
Morrer para o mundo e viver para Deus (cl 3 1 4) - sermão
Paulo Dias Nogueira
 
Missa 2° domingo da quaresma
Missa 2° domingo da quaresmaMissa 2° domingo da quaresma
Missa 2° domingo da quaresma
capelasantacruzdecacupe
 
Folheto do terço
Folheto do terçoFolheto do terço
Folheto do terço
Fabiano Vidal
 
Verdadeira e perfeita alegria
Verdadeira e perfeita alegriaVerdadeira e perfeita alegria
Verdadeira e perfeita alegria
conceicaoborges
 
Oracao ao espirito_santo
Oracao ao espirito_santoOracao ao espirito_santo
Oracao ao espirito_santo
Presentepravoce SOS
 
A palavra de deus não volta vazia 10 07 2005 - 15 dom. tempo comum - culto ...
A palavra de deus não volta vazia   10 07 2005 - 15 dom. tempo comum - culto ...A palavra de deus não volta vazia   10 07 2005 - 15 dom. tempo comum - culto ...
A palavra de deus não volta vazia 10 07 2005 - 15 dom. tempo comum - culto ...
Paulo Dias Nogueira
 
O terço
O terçoO terço
O terço
jucrismm
 
Obrigado senhor
Obrigado senhorObrigado senhor
Obrigado senhor
cesar2006
 
O terço
O terçoO terço

Mais procurados (20)

Eu Sei em Quem Tenho Crido.
Eu Sei em Quem Tenho Crido.Eu Sei em Quem Tenho Crido.
Eu Sei em Quem Tenho Crido.
 
059 2006 Fornalha Da AfliçãO
059 2006   Fornalha Da AfliçãO059 2006   Fornalha Da AfliçãO
059 2006 Fornalha Da AfliçãO
 
Msg326
Msg326Msg326
Msg326
 
4º dia
4º dia4º dia
4º dia
 
Roteiro homilético do 30.º domingo do tempo comum – ano c – 27.10.2013 (1)
Roteiro homilético do 30.º domingo do tempo comum – ano c – 27.10.2013 (1)Roteiro homilético do 30.º domingo do tempo comum – ano c – 27.10.2013 (1)
Roteiro homilético do 30.º domingo do tempo comum – ano c – 27.10.2013 (1)
 
Terço da libertacao
Terço da libertacaoTerço da libertacao
Terço da libertacao
 
Boletim IPPI 23.03.2014
Boletim IPPI 23.03.2014Boletim IPPI 23.03.2014
Boletim IPPI 23.03.2014
 
Essencial os pedidos como rezar o terço
Essencial  os pedidos  como rezar o terçoEssencial  os pedidos  como rezar o terço
Essencial os pedidos como rezar o terço
 
Boletim 147 (12 02-2012) - igreja vitória
Boletim 147 (12 02-2012) - igreja vitóriaBoletim 147 (12 02-2012) - igreja vitória
Boletim 147 (12 02-2012) - igreja vitória
 
033c - A conversão de todos os homens é já no Destino dos Não Cristãos
033c - A conversão de todos os homens é já no Destino dos Não Cristãos033c - A conversão de todos os homens é já no Destino dos Não Cristãos
033c - A conversão de todos os homens é já no Destino dos Não Cristãos
 
Centroda Biblia
Centroda BibliaCentroda Biblia
Centroda Biblia
 
Morrer para o mundo e viver para Deus (cl 3 1 4) - sermão
Morrer para o mundo e viver para Deus (cl 3 1 4)  - sermãoMorrer para o mundo e viver para Deus (cl 3 1 4)  - sermão
Morrer para o mundo e viver para Deus (cl 3 1 4) - sermão
 
Missa 2° domingo da quaresma
Missa 2° domingo da quaresmaMissa 2° domingo da quaresma
Missa 2° domingo da quaresma
 
Folheto do terço
Folheto do terçoFolheto do terço
Folheto do terço
 
Verdadeira e perfeita alegria
Verdadeira e perfeita alegriaVerdadeira e perfeita alegria
Verdadeira e perfeita alegria
 
Oracao ao espirito_santo
Oracao ao espirito_santoOracao ao espirito_santo
Oracao ao espirito_santo
 
A palavra de deus não volta vazia 10 07 2005 - 15 dom. tempo comum - culto ...
A palavra de deus não volta vazia   10 07 2005 - 15 dom. tempo comum - culto ...A palavra de deus não volta vazia   10 07 2005 - 15 dom. tempo comum - culto ...
A palavra de deus não volta vazia 10 07 2005 - 15 dom. tempo comum - culto ...
 
O terço
O terçoO terço
O terço
 
Obrigado senhor
Obrigado senhorObrigado senhor
Obrigado senhor
 
O terço
O terçoO terço
O terço
 

Destaque

Pai nosso
Pai nossoPai nosso
Pai nosso
Isabel Teixeira
 
Oração do pai nosso
Oração do pai nossoOração do pai nosso
Oração do pai nosso
Ivan Monteiro
 
PAI NOSSO
PAI NOSSOPAI NOSSO
Pai nosso
Pai nossoPai nosso
Pai nosso
lucianapossas
 
A oração do pai nosso
A oração do pai nossoA oração do pai nosso
A oração do pai nosso
Ipnvilheus40
 
Interpretação da oração pai nosso
Interpretação da oração pai nossoInterpretação da oração pai nosso
Interpretação da oração pai nosso
Helio Cruz
 
Oração do pai nosso
Oração do pai nossoOração do pai nosso
Oração do pai nosso
G. Gomes
 
Pai nosso
Pai nossoPai nosso
Pai nosso
kalebe santos
 
C17 pai nosso
C17 pai nossoC17 pai nosso
C17 pai nosso
Paroquia Arronches
 
Pai nosso - Clamor Pelas Nações
Pai nosso - Clamor Pelas NaçõesPai nosso - Clamor Pelas Nações
Pai nosso - Clamor Pelas Nações
Marcos Storm
 
Abriu mão da sua glória
Abriu mão da sua glóriaAbriu mão da sua glória
Abriu mão da sua glória
IMQ
 
OraçãO Do Pai Nosso Para Meditar
OraçãO Do Pai Nosso Para MeditarOraçãO Do Pai Nosso Para Meditar
OraçãO Do Pai Nosso Para Meditar
Maquinista
 
Reflexão sobre a oração do Pai nosso
Reflexão sobre a oração do Pai nossoReflexão sobre a oração do Pai nosso
Reflexão sobre a oração do Pai nosso
Rosiane Paes
 
Oração do pai nosso
Oração do pai nossoOração do pai nosso
Oração do pai nosso
Daniel de Carvalho Luz
 
Nome Sobre Todo Nome
Nome Sobre Todo NomeNome Sobre Todo Nome
Nome Sobre Todo Nome
luiscandido
 
Interpretando a Oração Pai Nosso
Interpretando a Oração Pai NossoInterpretando a Oração Pai Nosso
Interpretando a Oração Pai Nosso
Helio Cruz
 
Tua Unção
Tua UnçãoTua Unção
Tua Unção
Ivan Monteiro
 
Painosso
PainossoPainosso
Painosso
Dalila Melo
 
Pai nosso Ministério Pedras Vivas
Pai nosso Ministério Pedras VivasPai nosso Ministério Pedras Vivas
Pai nosso Ministério Pedras Vivas
Elias Silva
 
Davi sacer venha o teu reino
Davi sacer   venha o teu reinoDavi sacer   venha o teu reino
Davi sacer venha o teu reino
Luiz Goulart
 

Destaque (20)

Pai nosso
Pai nossoPai nosso
Pai nosso
 
Oração do pai nosso
Oração do pai nossoOração do pai nosso
Oração do pai nosso
 
PAI NOSSO
PAI NOSSOPAI NOSSO
PAI NOSSO
 
Pai nosso
Pai nossoPai nosso
Pai nosso
 
A oração do pai nosso
A oração do pai nossoA oração do pai nosso
A oração do pai nosso
 
Interpretação da oração pai nosso
Interpretação da oração pai nossoInterpretação da oração pai nosso
Interpretação da oração pai nosso
 
Oração do pai nosso
Oração do pai nossoOração do pai nosso
Oração do pai nosso
 
Pai nosso
Pai nossoPai nosso
Pai nosso
 
C17 pai nosso
C17 pai nossoC17 pai nosso
C17 pai nosso
 
Pai nosso - Clamor Pelas Nações
Pai nosso - Clamor Pelas NaçõesPai nosso - Clamor Pelas Nações
Pai nosso - Clamor Pelas Nações
 
Abriu mão da sua glória
Abriu mão da sua glóriaAbriu mão da sua glória
Abriu mão da sua glória
 
OraçãO Do Pai Nosso Para Meditar
OraçãO Do Pai Nosso Para MeditarOraçãO Do Pai Nosso Para Meditar
OraçãO Do Pai Nosso Para Meditar
 
Reflexão sobre a oração do Pai nosso
Reflexão sobre a oração do Pai nossoReflexão sobre a oração do Pai nosso
Reflexão sobre a oração do Pai nosso
 
Oração do pai nosso
Oração do pai nossoOração do pai nosso
Oração do pai nosso
 
Nome Sobre Todo Nome
Nome Sobre Todo NomeNome Sobre Todo Nome
Nome Sobre Todo Nome
 
Interpretando a Oração Pai Nosso
Interpretando a Oração Pai NossoInterpretando a Oração Pai Nosso
Interpretando a Oração Pai Nosso
 
Tua Unção
Tua UnçãoTua Unção
Tua Unção
 
Painosso
PainossoPainosso
Painosso
 
Pai nosso Ministério Pedras Vivas
Pai nosso Ministério Pedras VivasPai nosso Ministério Pedras Vivas
Pai nosso Ministério Pedras Vivas
 
Davi sacer venha o teu reino
Davi sacer   venha o teu reinoDavi sacer   venha o teu reino
Davi sacer venha o teu reino
 

Semelhante a Pai Nosso

Pai nosso
Pai nossoPai nosso
Pai nosso
pr_afsalbergaria
 
Pai Nosso
Pai NossoPai Nosso
Pai Nosso
pr_afsalbergaria
 
Pescador de almas
Pescador de almasPescador de almas
Pescador de almas
adsape
 
15 01 12
15 01 1215 01 12
O valor da oração
O valor da oraçãoO valor da oração
O valor da oração
Instituto Teológico Gamaliel
 
Bna dom comum a 17 o tesouro
Bna dom comum a 17 o tesouroBna dom comum a 17 o tesouro
Bna dom comum a 17 o tesouro
daniela-bertoncello
 
Natal: Deus-Palavra
Natal: Deus-PalavraNatal: Deus-Palavra
Natal: Deus-Palavra
FradesEstudantes
 
Adoração bom jesus
Adoração bom jesusAdoração bom jesus
Adoração bom jesus
babins
 
A igreja que alvoroça o mundo
A igreja que alvoroça o mundoA igreja que alvoroça o mundo
A igreja que alvoroça o mundo
Jean Bernardo Soares
 
A ceia do senhor — thomas watson
A ceia do senhor — thomas watsonA ceia do senhor — thomas watson
A ceia do senhor — thomas watson
eboobkspurinanos
 
Oração de Jesus Cristo
Oração de Jesus CristoOração de Jesus Cristo
Oração de Jesus Cristo
Lanylldo Araujo
 
Sunday Portuguese Mass
Sunday Portuguese MassSunday Portuguese Mass
Sunday Portuguese Mass
MariadaSilva95
 
Livro34
Livro34Livro34
Livro34
Eddy Ayala
 
Raciocinio repudiado
Raciocinio repudiadoRaciocinio repudiado
Raciocinio repudiado
Silvio Dutra
 
Boletim 224
Boletim 224Boletim 224
INFORMATIVO INSTITUCIONAL
INFORMATIVO INSTITUCIONALINFORMATIVO INSTITUCIONAL
INFORMATIVO INSTITUCIONAL
Agencia de Propaganda Rodrigues
 
Sunday Portuguese Mass
Sunday Portuguese MassSunday Portuguese Mass
Sunday Portuguese Mass
MariadaSilva95
 
Vencendo em tempos de crise 19 07 21
Vencendo em tempos de crise   19 07 21Vencendo em tempos de crise   19 07 21
Vencendo em tempos de crise 19 07 21
Alexsandro Silva
 
Aplaudidos ou aprovados?
Aplaudidos ou aprovados?Aplaudidos ou aprovados?
Aplaudidos ou aprovados?
Paulo Dias Nogueira
 
Santíssima Trindade
Santíssima TrindadeSantíssima Trindade
Santíssima Trindade
CatequesedoSagrado
 

Semelhante a Pai Nosso (20)

Pai nosso
Pai nossoPai nosso
Pai nosso
 
Pai Nosso
Pai NossoPai Nosso
Pai Nosso
 
Pescador de almas
Pescador de almasPescador de almas
Pescador de almas
 
15 01 12
15 01 1215 01 12
15 01 12
 
O valor da oração
O valor da oraçãoO valor da oração
O valor da oração
 
Bna dom comum a 17 o tesouro
Bna dom comum a 17 o tesouroBna dom comum a 17 o tesouro
Bna dom comum a 17 o tesouro
 
Natal: Deus-Palavra
Natal: Deus-PalavraNatal: Deus-Palavra
Natal: Deus-Palavra
 
Adoração bom jesus
Adoração bom jesusAdoração bom jesus
Adoração bom jesus
 
A igreja que alvoroça o mundo
A igreja que alvoroça o mundoA igreja que alvoroça o mundo
A igreja que alvoroça o mundo
 
A ceia do senhor — thomas watson
A ceia do senhor — thomas watsonA ceia do senhor — thomas watson
A ceia do senhor — thomas watson
 
Oração de Jesus Cristo
Oração de Jesus CristoOração de Jesus Cristo
Oração de Jesus Cristo
 
Sunday Portuguese Mass
Sunday Portuguese MassSunday Portuguese Mass
Sunday Portuguese Mass
 
Livro34
Livro34Livro34
Livro34
 
Raciocinio repudiado
Raciocinio repudiadoRaciocinio repudiado
Raciocinio repudiado
 
Boletim 224
Boletim 224Boletim 224
Boletim 224
 
INFORMATIVO INSTITUCIONAL
INFORMATIVO INSTITUCIONALINFORMATIVO INSTITUCIONAL
INFORMATIVO INSTITUCIONAL
 
Sunday Portuguese Mass
Sunday Portuguese MassSunday Portuguese Mass
Sunday Portuguese Mass
 
Vencendo em tempos de crise 19 07 21
Vencendo em tempos de crise   19 07 21Vencendo em tempos de crise   19 07 21
Vencendo em tempos de crise 19 07 21
 
Aplaudidos ou aprovados?
Aplaudidos ou aprovados?Aplaudidos ou aprovados?
Aplaudidos ou aprovados?
 
Santíssima Trindade
Santíssima TrindadeSantíssima Trindade
Santíssima Trindade
 

Mais de João Paulo Radd

Criando aplicações em flash para web
Criando aplicações em flash para webCriando aplicações em flash para web
Criando aplicações em flash para web
João Paulo Radd
 
Eu queria um Deus....
Eu queria um Deus....Eu queria um Deus....
Eu queria um Deus....
João Paulo Radd
 
Natal mensagem
Natal  mensagemNatal  mensagem
Natal mensagem
João Paulo Radd
 
Natal mensagem2
Natal  mensagem2Natal  mensagem2
Natal mensagem2
João Paulo Radd
 
A salvacao
A salvacaoA salvacao
A salvacao
João Paulo Radd
 
Maria acreditou
Maria acreditouMaria acreditou
Maria acreditou
João Paulo Radd
 
Fé Vigilante - Homilia do dia 8/08/10
Fé Vigilante -  Homilia do dia 8/08/10Fé Vigilante -  Homilia do dia 8/08/10
Fé Vigilante - Homilia do dia 8/08/10
João Paulo Radd
 
Meu próximo
Meu próximoMeu próximo
Meu próximo
João Paulo Radd
 
Tu és Pedro
Tu és PedroTu és Pedro
Tu és Pedro
João Paulo Radd
 
A caminho de jerusalém
A caminho de jerusalémA caminho de jerusalém
A caminho de jerusalém
João Paulo Radd
 
Jesus e seus seguidores
Jesus e seus seguidores Jesus e seus seguidores
Jesus e seus seguidores
João Paulo Radd
 
O pecado, homilia do dia 13/06/10.
O pecado, homilia do dia 13/06/10.O pecado, homilia do dia 13/06/10.
O pecado, homilia do dia 13/06/10.
João Paulo Radd
 
Sagrado coração
Sagrado coraçãoSagrado coração
Sagrado coração
João Paulo Radd
 
Corpus Christi
Corpus ChristiCorpus Christi
Corpus Christi
João Paulo Radd
 
Trindade Homilia do dia 28/5/10
Trindade Homilia do dia 28/5/10Trindade Homilia do dia 28/5/10
Trindade Homilia do dia 28/5/10
João Paulo Radd
 
Pentecostes - 21 e 22/05
Pentecostes - 21 e 22/05Pentecostes - 21 e 22/05
Pentecostes - 21 e 22/05
João Paulo Radd
 
Morada de Deus 9/5/10
Morada de Deus 9/5/10Morada de Deus 9/5/10
Morada de Deus 9/5/10
João Paulo Radd
 
Texto de Rui Barbosa
Texto de Rui BarbosaTexto de Rui Barbosa
Texto de Rui Barbosa
João Paulo Radd
 

Mais de João Paulo Radd (20)

Criando aplicações em flash para web
Criando aplicações em flash para webCriando aplicações em flash para web
Criando aplicações em flash para web
 
Eu queria um Deus....
Eu queria um Deus....Eu queria um Deus....
Eu queria um Deus....
 
Cartão natal2
Cartão natal2Cartão natal2
Cartão natal2
 
Cartão natal
Cartão natalCartão natal
Cartão natal
 
Natal mensagem
Natal  mensagemNatal  mensagem
Natal mensagem
 
Natal mensagem2
Natal  mensagem2Natal  mensagem2
Natal mensagem2
 
A salvacao
A salvacaoA salvacao
A salvacao
 
Maria acreditou
Maria acreditouMaria acreditou
Maria acreditou
 
Fé Vigilante - Homilia do dia 8/08/10
Fé Vigilante -  Homilia do dia 8/08/10Fé Vigilante -  Homilia do dia 8/08/10
Fé Vigilante - Homilia do dia 8/08/10
 
Meu próximo
Meu próximoMeu próximo
Meu próximo
 
Tu és Pedro
Tu és PedroTu és Pedro
Tu és Pedro
 
A caminho de jerusalém
A caminho de jerusalémA caminho de jerusalém
A caminho de jerusalém
 
Jesus e seus seguidores
Jesus e seus seguidores Jesus e seus seguidores
Jesus e seus seguidores
 
O pecado, homilia do dia 13/06/10.
O pecado, homilia do dia 13/06/10.O pecado, homilia do dia 13/06/10.
O pecado, homilia do dia 13/06/10.
 
Sagrado coração
Sagrado coraçãoSagrado coração
Sagrado coração
 
Corpus Christi
Corpus ChristiCorpus Christi
Corpus Christi
 
Trindade Homilia do dia 28/5/10
Trindade Homilia do dia 28/5/10Trindade Homilia do dia 28/5/10
Trindade Homilia do dia 28/5/10
 
Pentecostes - 21 e 22/05
Pentecostes - 21 e 22/05Pentecostes - 21 e 22/05
Pentecostes - 21 e 22/05
 
Morada de Deus 9/5/10
Morada de Deus 9/5/10Morada de Deus 9/5/10
Morada de Deus 9/5/10
 
Texto de Rui Barbosa
Texto de Rui BarbosaTexto de Rui Barbosa
Texto de Rui Barbosa
 

Último

Manual-do-PGM-Protótipo.docxManual-do-PGM-Protótipo.docx
Manual-do-PGM-Protótipo.docxManual-do-PGM-Protótipo.docxManual-do-PGM-Protótipo.docxManual-do-PGM-Protótipo.docx
Manual-do-PGM-Protótipo.docxManual-do-PGM-Protótipo.docx
Janilson Noca
 
Bíblia Sagrada - Odabias - slides powerpoint.pptx
Bíblia Sagrada - Odabias - slides powerpoint.pptxBíblia Sagrada - Odabias - slides powerpoint.pptx
Bíblia Sagrada - Odabias - slides powerpoint.pptx
Igreja Jesus é o Verbo
 
Habacuque.docx estudo bíblico, conhecimento
Habacuque.docx estudo bíblico, conhecimentoHabacuque.docx estudo bíblico, conhecimento
Habacuque.docx estudo bíblico, conhecimento
ayronleonardo
 
A CRUZ DE CRISTO- ELE MORREU PARA NOS SALVAE.pptx
A CRUZ DE CRISTO-  ELE MORREU PARA NOS SALVAE.pptxA CRUZ DE CRISTO-  ELE MORREU PARA NOS SALVAE.pptx
A CRUZ DE CRISTO- ELE MORREU PARA NOS SALVAE.pptx
JonasRibeiro61
 
Escola sabatina juvenis.pdf. Revista da escola sabatina - ADVENTISTAS
Escola sabatina juvenis.pdf. Revista da escola sabatina - ADVENTISTASEscola sabatina juvenis.pdf. Revista da escola sabatina - ADVENTISTAS
Escola sabatina juvenis.pdf. Revista da escola sabatina - ADVENTISTAS
ceciliafonseca16
 
Lição 10 - Desenvolvendo Uma Consciência de Santidade.pptx
Lição 10 - Desenvolvendo Uma Consciência de Santidade.pptxLição 10 - Desenvolvendo Uma Consciência de Santidade.pptx
Lição 10 - Desenvolvendo Uma Consciência de Santidade.pptx
Celso Napoleon
 
CRISTO E EU [MENSAGEM DE CHARLES SPURGEON]
CRISTO E EU [MENSAGEM DE CHARLES SPURGEON]CRISTO E EU [MENSAGEM DE CHARLES SPURGEON]
CRISTO E EU [MENSAGEM DE CHARLES SPURGEON]
ESCRIBA DE CRISTO
 
CARTAS DE INÁCIO DE ANTIOQUIA ILUSTRADAS E COMENTADAS
CARTAS DE INÁCIO DE ANTIOQUIA ILUSTRADAS E COMENTADASCARTAS DE INÁCIO DE ANTIOQUIA ILUSTRADAS E COMENTADAS
CARTAS DE INÁCIO DE ANTIOQUIA ILUSTRADAS E COMENTADAS
ESCRIBA DE CRISTO
 
Oração Para Pedir Bênçãos Aos Agricultores
Oração Para Pedir Bênçãos Aos AgricultoresOração Para Pedir Bênçãos Aos Agricultores
Oração Para Pedir Bênçãos Aos Agricultores
Nilson Almeida
 
Malleus Maleficarum: o martelo das bruxas
Malleus Maleficarum: o martelo das bruxasMalleus Maleficarum: o martelo das bruxas
Malleus Maleficarum: o martelo das bruxas
Lourhana
 
Lição 11 - A Realidade Bíblica do Inferno.pptx
Lição 11 - A Realidade Bíblica do Inferno.pptxLição 11 - A Realidade Bíblica do Inferno.pptx
Lição 11 - A Realidade Bíblica do Inferno.pptx
Celso Napoleon
 
DIDÁTICA MAGNA DE COMENIUS COM COMENTÁRIOS
DIDÁTICA MAGNA DE COMENIUS COM COMENTÁRIOSDIDÁTICA MAGNA DE COMENIUS COM COMENTÁRIOS
DIDÁTICA MAGNA DE COMENIUS COM COMENTÁRIOS
ESCRIBA DE CRISTO
 
JERÔNIMO DE BELÉM DA JUDÉIA [TERRA SANTA]
JERÔNIMO DE BELÉM DA JUDÉIA [TERRA SANTA]JERÔNIMO DE BELÉM DA JUDÉIA [TERRA SANTA]
JERÔNIMO DE BELÉM DA JUDÉIA [TERRA SANTA]
ESCRIBA DE CRISTO
 
DIDASCALIA APOSTOLORUM [ HISTÓRIA DO CRISTIANISMO]
DIDASCALIA APOSTOLORUM [ HISTÓRIA DO CRISTIANISMO]DIDASCALIA APOSTOLORUM [ HISTÓRIA DO CRISTIANISMO]
DIDASCALIA APOSTOLORUM [ HISTÓRIA DO CRISTIANISMO]
ESCRIBA DE CRISTO
 
O-livro-de-Jasher-O-Justo, the book of jasher.pdf
O-livro-de-Jasher-O-Justo, the book of jasher.pdfO-livro-de-Jasher-O-Justo, the book of jasher.pdf
O-livro-de-Jasher-O-Justo, the book of jasher.pdf
WELITONNOGUEIRA3
 
1984 DE GEORGE ORWELL ILUSTRADO E COMENTADO
1984 DE GEORGE ORWELL ILUSTRADO E COMENTADO1984 DE GEORGE ORWELL ILUSTRADO E COMENTADO
1984 DE GEORGE ORWELL ILUSTRADO E COMENTADO
ESCRIBA DE CRISTO
 

Último (16)

Manual-do-PGM-Protótipo.docxManual-do-PGM-Protótipo.docx
Manual-do-PGM-Protótipo.docxManual-do-PGM-Protótipo.docxManual-do-PGM-Protótipo.docxManual-do-PGM-Protótipo.docx
Manual-do-PGM-Protótipo.docxManual-do-PGM-Protótipo.docx
 
Bíblia Sagrada - Odabias - slides powerpoint.pptx
Bíblia Sagrada - Odabias - slides powerpoint.pptxBíblia Sagrada - Odabias - slides powerpoint.pptx
Bíblia Sagrada - Odabias - slides powerpoint.pptx
 
Habacuque.docx estudo bíblico, conhecimento
Habacuque.docx estudo bíblico, conhecimentoHabacuque.docx estudo bíblico, conhecimento
Habacuque.docx estudo bíblico, conhecimento
 
A CRUZ DE CRISTO- ELE MORREU PARA NOS SALVAE.pptx
A CRUZ DE CRISTO-  ELE MORREU PARA NOS SALVAE.pptxA CRUZ DE CRISTO-  ELE MORREU PARA NOS SALVAE.pptx
A CRUZ DE CRISTO- ELE MORREU PARA NOS SALVAE.pptx
 
Escola sabatina juvenis.pdf. Revista da escola sabatina - ADVENTISTAS
Escola sabatina juvenis.pdf. Revista da escola sabatina - ADVENTISTASEscola sabatina juvenis.pdf. Revista da escola sabatina - ADVENTISTAS
Escola sabatina juvenis.pdf. Revista da escola sabatina - ADVENTISTAS
 
Lição 10 - Desenvolvendo Uma Consciência de Santidade.pptx
Lição 10 - Desenvolvendo Uma Consciência de Santidade.pptxLição 10 - Desenvolvendo Uma Consciência de Santidade.pptx
Lição 10 - Desenvolvendo Uma Consciência de Santidade.pptx
 
CRISTO E EU [MENSAGEM DE CHARLES SPURGEON]
CRISTO E EU [MENSAGEM DE CHARLES SPURGEON]CRISTO E EU [MENSAGEM DE CHARLES SPURGEON]
CRISTO E EU [MENSAGEM DE CHARLES SPURGEON]
 
CARTAS DE INÁCIO DE ANTIOQUIA ILUSTRADAS E COMENTADAS
CARTAS DE INÁCIO DE ANTIOQUIA ILUSTRADAS E COMENTADASCARTAS DE INÁCIO DE ANTIOQUIA ILUSTRADAS E COMENTADAS
CARTAS DE INÁCIO DE ANTIOQUIA ILUSTRADAS E COMENTADAS
 
Oração Para Pedir Bênçãos Aos Agricultores
Oração Para Pedir Bênçãos Aos AgricultoresOração Para Pedir Bênçãos Aos Agricultores
Oração Para Pedir Bênçãos Aos Agricultores
 
Malleus Maleficarum: o martelo das bruxas
Malleus Maleficarum: o martelo das bruxasMalleus Maleficarum: o martelo das bruxas
Malleus Maleficarum: o martelo das bruxas
 
Lição 11 - A Realidade Bíblica do Inferno.pptx
Lição 11 - A Realidade Bíblica do Inferno.pptxLição 11 - A Realidade Bíblica do Inferno.pptx
Lição 11 - A Realidade Bíblica do Inferno.pptx
 
DIDÁTICA MAGNA DE COMENIUS COM COMENTÁRIOS
DIDÁTICA MAGNA DE COMENIUS COM COMENTÁRIOSDIDÁTICA MAGNA DE COMENIUS COM COMENTÁRIOS
DIDÁTICA MAGNA DE COMENIUS COM COMENTÁRIOS
 
JERÔNIMO DE BELÉM DA JUDÉIA [TERRA SANTA]
JERÔNIMO DE BELÉM DA JUDÉIA [TERRA SANTA]JERÔNIMO DE BELÉM DA JUDÉIA [TERRA SANTA]
JERÔNIMO DE BELÉM DA JUDÉIA [TERRA SANTA]
 
DIDASCALIA APOSTOLORUM [ HISTÓRIA DO CRISTIANISMO]
DIDASCALIA APOSTOLORUM [ HISTÓRIA DO CRISTIANISMO]DIDASCALIA APOSTOLORUM [ HISTÓRIA DO CRISTIANISMO]
DIDASCALIA APOSTOLORUM [ HISTÓRIA DO CRISTIANISMO]
 
O-livro-de-Jasher-O-Justo, the book of jasher.pdf
O-livro-de-Jasher-O-Justo, the book of jasher.pdfO-livro-de-Jasher-O-Justo, the book of jasher.pdf
O-livro-de-Jasher-O-Justo, the book of jasher.pdf
 
1984 DE GEORGE ORWELL ILUSTRADO E COMENTADO
1984 DE GEORGE ORWELL ILUSTRADO E COMENTADO1984 DE GEORGE ORWELL ILUSTRADO E COMENTADO
1984 DE GEORGE ORWELL ILUSTRADO E COMENTADO
 

Pai Nosso

  • 2. A Liturgia nos convida a refletir sobre um dos elementos essenciais da vida cristã e do seguimento de Cristo: a ORAÇÃO. Mas o que é Oração? Como fazê-la? A leituras nos dão dois exemplos concretos : Abraão e Jesus . Na 1ª Leitura , ABRAÃO reza, intercedendo por Sodoma e Gomorra. (Gn 18,20-32)
  • 3. É a primeira vez na Bíblia que um homem inicia uma conversa com Deus. É um DIÁLOGO com Deus, humilde, reverente, respeitoso, mas também cheio de confiança, de ousadia e de esperança. Não foi a repetição de fórmulas decoradas ou lidas, mastigadas às pressas, mas um diálogo no qual apresenta a Deus as suas inquietações, dúvidas, anseios e tenta perceber os projetos de Deus para o mundo e para os homens.
  • 4. A 2ª Leitura convida a viver de forma renovada, pois fomos libertados pela obra redentora de Cristo na cruz. (Cl 2,12-14) No Evangelho , JESUS reza e ensina a rezar. (Lc 11,1-13) Lucas é o evangelista da oração de Jesus. O texto não quer ensinar uma nova fórmula fixa, mas propor o espírito que deve estar presente em todas as orações. Uma conversa de filho para Pai.
  • 5. 1 . A Introdução apresenta o contexto em que Jesus ensinou o Pai Nosso. - Jesus estava rezando... - Os Apóstolos, impressionados, pedem: "Ensina-nos a rezar..." - Jesus responde: "Quando rezardes, dizei: PAI NOSSO..." 2. A Oração : - " Pai nosso ..." - Que imagem temos de Deus? De um patrão exigente, um juiz severo, do qual se deve ter medo? = Deus é PAI ... é Nosso
  • 6. - " Santificado seja o vosso nome ..." "Glorificado seja o vosso Santo nome" seria mais exato... Quando? Quando é ovacionado com salva de palmas? ou quando a Salvação alcança o coração de todos? - " Venha a nós o vosso Reino .." - Reino de Justiça, de Amor, Paz, de Liberdade...
  • 7. - " Dai-nos hoje o pão necessário ao nosso sustento ..." - Todos precisamos do pão... e as coisas necessárias para uma vida digna. Isso não dispensa o nosso esforço e o nosso trabalho. - " Nosso " = "de todos..." - " Perdoai-nos os nossos pecados, pois também nós perdoamos ..." - Não é possível rezar o Pai Nosso, tendo ódio no coração... Muitas vezes, o amor e a união só são possíveis pelo caminho do perdão...
  • 8. Sobretudo o abandono da fé... dos projetos de Deus... para abraçar o espírito do mundo... 3. Duas Parábolas completam : - A 1ª salienta a eficácia da Oração perseverante : O "Amigo inoportuno" é atendido: "Pedi e recebereis..." - A 2ª convida à Confiança em Deus : lembra o amor de pai... "Se vós que sois maus, sabeis dar coisas boas aos vossos filhos, quanto mais o Pai do céu dará o Espírito Santo aos que o pedirem..." - " Não nos deixeis cair em tentação ...":
  • 9. + Não basta rezar... devemos rezar como convém ... A Oração deve unificar a vida de um homem com Deus... deve impregnar a vida de cada dia... não é uma "gaveta"... - Que dizer de orações "milagrosas", "orações de poder?" - Das orações comerciais: "dou, se me deres?" - Dos decepcionados, quando não são atendidos?
  • 10. + O Valor da Oração não está condicionado : - Ao tamanho da vela... - Ao número de vezes... - Ao comprimento da fita... - Ao número de nós... - À fórmula milagrosa - Ao lugar... - Ao Santo que invocamos. Mas ao espírito de FÉ e AMOR com que a fazemos... REZAR: É um DIÁLOGO familiar com Deus, que brota de um ato de fé e de um ato de amor e que nos leva a entrar no Plano de Deus: "Seja feita a vossa vontade..."
  • 11. REZAR: Não é apenas orar com os lábios, mas também com a inteligência, com o coração e com toda a nossa vida... * Temos tempo para rezar? Só nos momentos de apuro, como um pronto-socorro? E Você, Pai (ou mãe) reza devotamente com Deus, a ponto provocar o pedido: "Ensina-me a rezar?" A Oração está marcando de fato a nossa vida, de modo a impressionar também os que aqui não vem, percebendo em nós a alegria de alguém se encontrou com Deus na oração? Se ainda não o conseguimos... repitamos a oração dos apóstolos: "Senhor, ensina-nos a rezar..."
  • 12. No dia dedicado ao Agricultor e ao Motorista, nossa prece e reconhecimento àqueles que cultivam a terra e aos que transportam os frutos. Que São Cristóvão abençoe os motoristas e proteja todos os agricultores... Pe. Antônio Geraldo Dalla Costa CS 25.07.2010
  • 13. Meditada por: Pe. Antônio Geraldo Dalla Costa CS MEU DOMINGO Com a Palavra de Deus Hoje: Sunday, July 25, 2010 as 01:37:17 Você está convidado a visitar nosso site e desfrutar de outras mensagens como estas acesse este endereço: http://www.buscandonovasaguas.com Ilustração: Nelso Geraldo Ferronatto Música: Ele assumiu nossa dores Pe. Zezinho Comep Paulinas