SlideShare uma empresa Scribd logo
Medo do desconhecido

Contam as lendas que um dia um espião foi preso e condenado à morte pelo
general do exército árabe.
Sua sentença era o fuzilamento, mas o general tinha um hábito diferente e sempre
oferecia ao condenado outra opção. E essa outra opção era escolher entre enfrentar
o pelotão de fuzilamento ou entrar por uma porta preta.
Com a aproximação da hora da execução o general ordenou que trouxessem o
espião à sua presença para uma breve entrevista.
Diante do condenado, fez a seguinte pergunta:

- O que você quer - a porta preta ou o fuzilamento?

A escolha não era fácil, por isso o prisioneiro ficou pensativo e, só depois de alguns
minutos, deu a resposta:

- Prefiro o fuzilamento.

Depois que a sentença foi executada o general virou-se para o seu ajudante e
disse:

- “Assim é com a maioria dos homens. Preferem o caminho conhecido ao
desconhecido”.

- E o que existe atrás da porta preta? Perguntou o ajudante.

- A liberdade, respondeu o general. E poucos foram os homens corajosos que a
escolheram.

Essa é uma das mais fortes características do ser humano: optar sempre pelo
caminho conhecido, por medo de enfrentar o desconhecido.
Geralmente as pessoas não abrem mão da acomodação que uma situação previsível
lhes oferece. É mais fácil ficar com a segurança do que já se sabe do que
aventurar-se a investigar novos caminhos.

Pense nisso!
Nem sempre o caminho já batido por muitos é o caminho que nos conduzirá à
liberdade.
Nem sempre nadar a favor da correnteza é indício de chegada a um porto seguro.

Às vezes, é preciso abrir trilhas ainda desconhecidas da maioria, mesmo que
tenhamos que seguir só.
Por vezes, é preciso nadar contra a corrente, optar pela porta estreita, para que se
possa vislumbrar um mundo livre, feliz, sem constrangimentos que tolhem a
liberdade e infelicitam os seres.

Mais conteúdo relacionado

Destaque

Ms dc 04
Ms dc 04Ms dc 04
Ms dc 04
amdii
 
Mapas conceptuais
Mapas conceptuaisMapas conceptuais
Mapas conceptuais
Thiago Freires
 
Tarea de
Tarea deTarea de
Tarea de
melbesita
 
SubversionServer設置
SubversionServer設置SubversionServer設置
SubversionServer設置
Kuniaki Igarashi
 
Presseinformation Pfälzer Wein- und Sektmesse 2009.pdf
Presseinformation Pfälzer Wein- und Sektmesse 2009.pdfPresseinformation Pfälzer Wein- und Sektmesse 2009.pdf
Presseinformation Pfälzer Wein- und Sektmesse 2009.pdf
unn | UNITED NEWS NETWORK GmbH
 
Programa do curso divulgação
Programa do curso   divulgaçãoPrograma do curso   divulgação
Programa do curso divulgaçãoJoão Lima
 
Como mudar o mundo
Como mudar o mundoComo mudar o mundo
Como mudar o mundo
BrainstormingBR
 
COMBAT na Shot Show 2012 em Las Vegas, EUA
COMBAT na Shot Show 2012 em Las Vegas, EUACOMBAT na Shot Show 2012 em Las Vegas, EUA
COMBAT na Shot Show 2012 em Las Vegas, EUA
Combat Comércio e Consultoria Técnica Ltda
 
Material para aulas de matemática básica na introdução da disciplina de calculo
Material para aulas de matemática básica na introdução da disciplina de calculoMaterial para aulas de matemática básica na introdução da disciplina de calculo
Material para aulas de matemática básica na introdução da disciplina de calculo
Luciano Silva
 
O julgamento
O julgamentoO julgamento
O julgamento
Citnes Nimbus
 
Protagonismo e empreendedorismo social
Protagonismo e empreendedorismo socialProtagonismo e empreendedorismo social
Protagonismo e empreendedorismo social
Conspiração Mineira pela Educação
 
O Estufa Real no jornal Oje
O Estufa Real no jornal OjeO Estufa Real no jornal Oje
O Estufa Real no jornal Oje
estufarealconteudos
 
Diario expreso
Diario expresoDiario expreso
Diario expreso
COMUNICMFV
 
Herramientas web 2..
Herramientas web 2..Herramientas web 2..
Herramientas web 2..
Juan David Hernández Bolívar
 
Historia de las matematicas
Historia de las matematicasHistoria de las matematicas
Historia de las matematicas
cristinal450
 
Resposta à nota de esclarecimento da APS - JAN 2012
Resposta à nota de esclarecimento da APS - JAN 2012Resposta à nota de esclarecimento da APS - JAN 2012
Resposta à nota de esclarecimento da APS - JAN 2012
Sinapsa
 
Dinamica
DinamicaDinamica
Practica1
Practica1Practica1
Practica1
berthah
 

Destaque (19)

Ms dc 04
Ms dc 04Ms dc 04
Ms dc 04
 
Mapas conceptuais
Mapas conceptuaisMapas conceptuais
Mapas conceptuais
 
Tarea de
Tarea deTarea de
Tarea de
 
SubversionServer設置
SubversionServer設置SubversionServer設置
SubversionServer設置
 
Presseinformation Pfälzer Wein- und Sektmesse 2009.pdf
Presseinformation Pfälzer Wein- und Sektmesse 2009.pdfPresseinformation Pfälzer Wein- und Sektmesse 2009.pdf
Presseinformation Pfälzer Wein- und Sektmesse 2009.pdf
 
Programa do curso divulgação
Programa do curso   divulgaçãoPrograma do curso   divulgação
Programa do curso divulgação
 
Como mudar o mundo
Como mudar o mundoComo mudar o mundo
Como mudar o mundo
 
COMBAT na Shot Show 2012 em Las Vegas, EUA
COMBAT na Shot Show 2012 em Las Vegas, EUACOMBAT na Shot Show 2012 em Las Vegas, EUA
COMBAT na Shot Show 2012 em Las Vegas, EUA
 
Material para aulas de matemática básica na introdução da disciplina de calculo
Material para aulas de matemática básica na introdução da disciplina de calculoMaterial para aulas de matemática básica na introdução da disciplina de calculo
Material para aulas de matemática básica na introdução da disciplina de calculo
 
O julgamento
O julgamentoO julgamento
O julgamento
 
Protagonismo e empreendedorismo social
Protagonismo e empreendedorismo socialProtagonismo e empreendedorismo social
Protagonismo e empreendedorismo social
 
O Estufa Real no jornal Oje
O Estufa Real no jornal OjeO Estufa Real no jornal Oje
O Estufa Real no jornal Oje
 
Diario expreso
Diario expresoDiario expreso
Diario expreso
 
Herramientas web 2..
Herramientas web 2..Herramientas web 2..
Herramientas web 2..
 
Historia de las matematicas
Historia de las matematicasHistoria de las matematicas
Historia de las matematicas
 
R
RR
R
 
Resposta à nota de esclarecimento da APS - JAN 2012
Resposta à nota de esclarecimento da APS - JAN 2012Resposta à nota de esclarecimento da APS - JAN 2012
Resposta à nota de esclarecimento da APS - JAN 2012
 
Dinamica
DinamicaDinamica
Dinamica
 
Practica1
Practica1Practica1
Practica1
 

Mais de Citnes Nimbus

Um conto zen
Um conto zenUm conto zen
Um conto zen
Citnes Nimbus
 
Coleção de piadas
Coleção de piadasColeção de piadas
Coleção de piadas
Citnes Nimbus
 
Tirinhas com piadas de louras
Tirinhas com piadas de lourasTirinhas com piadas de louras
Tirinhas com piadas de lourasCitnes Nimbus
 
O rabino
O rabinoO rabino
O rabino
Citnes Nimbus
 
O presente de insultos
O presente de insultosO presente de insultos
O presente de insultos
Citnes Nimbus
 
O jardim de valhala
O jardim de valhalaO jardim de valhala
O jardim de valhala
Citnes Nimbus
 
O guardião do mosteiro
O guardião do mosteiroO guardião do mosteiro
O guardião do mosteiro
Citnes Nimbus
 
O guardião do castelo
O guardião do casteloO guardião do castelo
O guardião do castelo
Citnes Nimbus
 
O enigma
O enigmaO enigma
O enigma
Citnes Nimbus
 
O anel
O anelO anel
Lenda hindu sobre a criação da mulher
Lenda hindu sobre a criação da mulherLenda hindu sobre a criação da mulher
Lenda hindu sobre a criação da mulher
Citnes Nimbus
 
Fátima, a fiandeira
Fátima, a fiandeiraFátima, a fiandeira
Fátima, a fiandeira
Citnes Nimbus
 
Almas grandes (hindu)
Almas grandes (hindu)Almas grandes (hindu)
Almas grandes (hindu)
Citnes Nimbus
 
A oração que deus entendia (conto russo)
A oração que deus entendia (conto russo)A oração que deus entendia (conto russo)
A oração que deus entendia (conto russo)
Citnes Nimbus
 
A verdadeira alquimia
A verdadeira alquimiaA verdadeira alquimia
A verdadeira alquimia
Citnes Nimbus
 
A colher e o oceano
A colher e o oceanoA colher e o oceano
A colher e o oceano
Citnes Nimbus
 
A fábula do tigre (indiana)
A fábula do tigre (indiana)A fábula do tigre (indiana)
A fábula do tigre (indiana)
Citnes Nimbus
 
O samurai e o mestre zen
O samurai e o mestre zenO samurai e o mestre zen
O samurai e o mestre zen
Citnes Nimbus
 

Mais de Citnes Nimbus (18)

Um conto zen
Um conto zenUm conto zen
Um conto zen
 
Coleção de piadas
Coleção de piadasColeção de piadas
Coleção de piadas
 
Tirinhas com piadas de louras
Tirinhas com piadas de lourasTirinhas com piadas de louras
Tirinhas com piadas de louras
 
O rabino
O rabinoO rabino
O rabino
 
O presente de insultos
O presente de insultosO presente de insultos
O presente de insultos
 
O jardim de valhala
O jardim de valhalaO jardim de valhala
O jardim de valhala
 
O guardião do mosteiro
O guardião do mosteiroO guardião do mosteiro
O guardião do mosteiro
 
O guardião do castelo
O guardião do casteloO guardião do castelo
O guardião do castelo
 
O enigma
O enigmaO enigma
O enigma
 
O anel
O anelO anel
O anel
 
Lenda hindu sobre a criação da mulher
Lenda hindu sobre a criação da mulherLenda hindu sobre a criação da mulher
Lenda hindu sobre a criação da mulher
 
Fátima, a fiandeira
Fátima, a fiandeiraFátima, a fiandeira
Fátima, a fiandeira
 
Almas grandes (hindu)
Almas grandes (hindu)Almas grandes (hindu)
Almas grandes (hindu)
 
A oração que deus entendia (conto russo)
A oração que deus entendia (conto russo)A oração que deus entendia (conto russo)
A oração que deus entendia (conto russo)
 
A verdadeira alquimia
A verdadeira alquimiaA verdadeira alquimia
A verdadeira alquimia
 
A colher e o oceano
A colher e o oceanoA colher e o oceano
A colher e o oceano
 
A fábula do tigre (indiana)
A fábula do tigre (indiana)A fábula do tigre (indiana)
A fábula do tigre (indiana)
 
O samurai e o mestre zen
O samurai e o mestre zenO samurai e o mestre zen
O samurai e o mestre zen
 

Medo do desconhecido

  • 1. Medo do desconhecido Contam as lendas que um dia um espião foi preso e condenado à morte pelo general do exército árabe. Sua sentença era o fuzilamento, mas o general tinha um hábito diferente e sempre oferecia ao condenado outra opção. E essa outra opção era escolher entre enfrentar o pelotão de fuzilamento ou entrar por uma porta preta. Com a aproximação da hora da execução o general ordenou que trouxessem o espião à sua presença para uma breve entrevista. Diante do condenado, fez a seguinte pergunta: - O que você quer - a porta preta ou o fuzilamento? A escolha não era fácil, por isso o prisioneiro ficou pensativo e, só depois de alguns minutos, deu a resposta: - Prefiro o fuzilamento. Depois que a sentença foi executada o general virou-se para o seu ajudante e disse: - “Assim é com a maioria dos homens. Preferem o caminho conhecido ao desconhecido”. - E o que existe atrás da porta preta? Perguntou o ajudante. - A liberdade, respondeu o general. E poucos foram os homens corajosos que a escolheram. Essa é uma das mais fortes características do ser humano: optar sempre pelo caminho conhecido, por medo de enfrentar o desconhecido. Geralmente as pessoas não abrem mão da acomodação que uma situação previsível lhes oferece. É mais fácil ficar com a segurança do que já se sabe do que aventurar-se a investigar novos caminhos. Pense nisso! Nem sempre o caminho já batido por muitos é o caminho que nos conduzirá à liberdade. Nem sempre nadar a favor da correnteza é indício de chegada a um porto seguro. Às vezes, é preciso abrir trilhas ainda desconhecidas da maioria, mesmo que tenhamos que seguir só. Por vezes, é preciso nadar contra a corrente, optar pela porta estreita, para que se possa vislumbrar um mundo livre, feliz, sem constrangimentos que tolhem a liberdade e infelicitam os seres.